Produção do Caldeirão do Huck conhece projeto de alunos potiguares

A produção do programa Caldeirão do Huck, da TV Globo, esteve na zona rural de Apodi, na região Oeste do Rio Grande do Norte, para conhecer de perto a história dos alunos da Escola Estadual Professora Zenilda Gama, que desenvolveram um revestimento a base de cera de abelha, capaz de dar mais durabilidade aos frutos. A previsão é que as imagens sejam levadas ao ar no quadro Jovens Inventores do Brasil, ao lado de experiências semelhantes no país, até o final do ano.

Orientado pela professora Antônia Gidelia da Costa, o trabalho dos estudantes Antonio Torres Geracino, Francisco Jociel Fernandes e Huguenberg de Oliveira Santos, conquistou no início do ano o primeiro lugar nas categorias Empreendedorismo e Ciências Agrárias, da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, da USP. Os alunos potiguares também foram convidados para publicar a pesquisa na revista Inciência e apresentá-la na Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia.

Durante o período de desenvolvimento da pesquisa, ocorrido em 2012, os estudantes conseguiram comprovar que o uso da cera de abelha, como revestimento, proporciona um prolongamento na vida útil dos frutos pós-colheita.

A descoberta dos alunos da Escola Estadual Zenilda Gama é fruto de projetos de incentivo à Iniciação Científica, desenvolvidos pela Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), e com a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Além disso, o Governo do Estado tem apoiado a participação de projetos como esse, em feiras nacionais e internacionais, fornecendo passagens e ajuda de custo para hospedagem e alimentação. Ainda no primeiro semestre, os estudantes de Apodi foram homenageados pela governadora Rosalba Ciarlini e pela secretária Betania Ramalho, em cerimônia realizada após a conquista na FEBRACE.

Papai Noel natalense faz campanha para ir pro Lata Velha do Luciano Huck

Já imaginou um típico Papai Noel, com barbas brancas e longas, abordo de um lindo trenó guiado por renas voadoras e ainda com ajudantes? Enfim, esqueça apenas as renas e acredite: ele está em Natal e querendo ir para o quadro “Lata Velha” do programa Caldeirão do Huck, do Luciano Huck.

O aposentado conhecido como “Seu Justino” trabalha com projetos sociais durante o período natalino e sempre sonhou em ter o carro reformado. Por causa disso, curiosos, amigos e familiares se juntaram para criar a campanha “Lata Velha, arrume o carro do Papai Noel!”.

Na campanha, as pessoas estão pedindo para que os internautas curtam e compartilhem a foto do nosso bom velhinho. Quem foi que disse que Natal não tem Papai Noel?

 

Gorou. Caldeirão do Huck não vem mais para Natal

Conforme já havíamos antecipado neste blog, o Caldeirão do Huck não vem mesmo para Natal por causa de um aborto da natureza – é só como podemos chamar a deficiência de comunicação entre Prefeitura do Natal e Governo do Estado.

A jornalista Eliana Lima também trata do assunto hoje em sua coluna no jornal Tribuna do Norte. É sempre bom reiterarmos porque perdemos o Caldeirão.

A Prefeitura anunciou com pompas a chegada do Huck, mas esqueceu o básico que era ver quanto ia custar o brinquedo.

Faltando poucos dias enviaram para o governo as demandas necessárias, a conta passou de R$ 1 milhão. Depois do choro, baixou para R$ 600 mil. A prefeita só liberava R$ 200 mil. E jogaram R$ 400 mil no colo do Governo do Estado, que se negou a pagar porque não foi envolvido na negociação preliminarmente.

Fica a indagação: se a Prefeitura do Natal faz chororô dizendo que não tem dinheiro, por que não alertaram o Governo do Estado antes?

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Angelina Cavalcante disse:

    Rapaz, se a prefeita pagasse só o busão do Huck pra cá era caro! Não é assim que se faz propaganda turística sustentável não. Concordo que a borboletinha e a rosa estão deixando a desejar, e como estão, mas nesse ponto eu concordo e assino sem ler

  2. Hnrq disse:

    É isso que dá colocar uma borboleta na Prefeitura e uma rosa no Governo.   daqui pra frente é aprender a votar.

  3. Magno Souza disse:

    ''O Governo do Ceará levou a gravação investindo R$ 2 milhões sem choro e nem vela''.

Luciano Huck pode deixar de gravar em Natal por causa da burocracia

Copio texto do Blog de Alex Medeiros e público no final documento da Superintendência do Patrimônio da União no RN. Isso é um verdadeiro absurdo, eu tenho alergia a tecnocratas. Patrimônio da união cobrar para a cidade ter divulgação é demais. Fico me perguntando aonde vamos parar?

Há poucos dias a imprensa de Natal divulgou que o apresentador da TV Globo, Luciano Huck, viria gravar seu programa “Caldeirão do Huck” na cidade.

Nem precisa argumentos técnicos para se entender a vantagem em termos de divulgação para a capital potiguar de uma iniciativa como esta.

Um dos campeões de audiência da maior rede de TV do País, o programa do marido da Angélica tem catapultado o turismo e autoestima de muitas cidades brasileiras.

Sua vinda para Natal em setembro é como uma apoteose turística que conclui outras filmagens já feitas por aqui, como as cenas da novela “Sansão e Dalila”, da Record, e as matérias sobre belezas naturais com Datena, na Band.

Natal também foi bastante divulgada quando da realização de jogos da seleção de basquete e vôlei e dos jogos com atletas masters, por canais fechados como Sportv e BandSports.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JOdecio disse:

    Absurdo essa atitude do SPU. o direito da União de cobrar a Taxa de Ocupação pelo uso das terras de marinha, naõ incluem as áreas de uso comum. Há uma gde diferença entre Terras de Marinha (33m a partir da Prea a mar) e areas de praia, de uso comum!

  2. Rodrigo, Júnior Campos e companhia…vcs estão deslumbrados só pq é um programa da Globo…só podem, para não enxergar o que eu e outras pessoas aqui colocamos. E que, por sinal, se vcs nunca leram a Constituição Federal, deveriam começar a ler para saber o que é direito e dever neste país em que vivemos.

  3. Junior Campos disse:

    Gostaria de saber dos grandes juristas que aqui escreveram!

    Quem mais mau faz ao meio ambiente, 250 bugres que não pagam nenhum tipo de imposto a não ser o licenciamento do carro, derramando seus óleos queimados, que não deixam nois, Nativos, ter o direito de conhecer as dunas, aqui descutidas por causa de uma propaganda instituicional de nossa cidade, O que esta Senhora Yeda Cunha ta fazendo é um desfavor a nossa cidade!
    Não me venham com esta que eu sou contra a burocracia, não, não sou contra, sou ate a favor! mas direitos são iguais! porque cobra ao Caldeirão do Huck, um programa com 10 (DEZ) anos de grade da TV GLOBO , o maior canal de comunicação da América Latina! e não cobrar a um programainha que nem sei o nome da SIMTV! filiada da Rede TV aqui em nossa cidade, lembrando este não traz nenhum, tipo de bemfeitorias a nossa cidade, muito menos a cultura de nossos jovens , estes publico alvo dos dois programas!

  4. Carlos ☠ disse:

    Eu não disse aquilo que esta la embaixo distorceram ele.

  5. Borges Neto disse:

    Incrível como ainda existem pessoas que defendem a "burrocracia" estatal petista… Se Natal perder essa chance de exposição nacional por causa dessa decisão da "doutora" que ocupa o cargo de Superintendente do SPU, que se calcule o prejuízo e que se cobre dela judicial e administrativamente.

  6. Rodrigo disse:

    Me diga uma coisa ô Helemo que danado tem haver a gravação de programas em Natal com a casa que o apresentador dele tem no RJ? e outra você disse que já que ocorreram agreções ao meio ambiente em gravações de programa, onde foi isso?
    Beto Costa o senhor se diz inteligente com certeza pelas suas explicações dece ser Diretor de Marketing de alguma grande empresa. Depois me explica aqui que sou como você colocou estúpido. O que tem haver carnatal com Luciano Hulk? artindo deve mesmo ponto de vista então empresas como Nordestão e rede mais por exemplo tem que dividir os Lucros com o Sr. pois mesmo já utilizaram imagens de nossa cidade.
    Só rindo mesmo.

  7. Gustavo disse:

    Qualquer utilização do espaço público que requeira intervenção e isolamento de área, ou seja, limitação de uso por parte de todas as outras pessoas, deve ser previamente comunicada e autorizada pelo Poder Público, com a cobrança das taxas legalmente previstas. Não há qualquer ilegalidade nisso! Ademais, a divulgação turística é interesse do município do Natal e do Estado do RN, não do Patrimônio da União, que não tem nada a ver com isso. Deveriam, então, Prefeitura e Governo do Estado, arcarem com os custos.

  8. Sera que Yeda Cunha teve tal atencao com os outros programa de visibilidade nacional, como o da Band gravado em dezembro de 2010, e foi exibido em janeiro de 2011?!? Sera que ela cobrou para a SIMTV gravar programa de verao na beira da praia?!? Esta na hora da imprensa de massa do nosso estado acordar para essas pessoas e mostrar a cara delas.

    Bruno, fica a dica para voce procurar a senhora Yeda Cunha e entrevista-la.

  9. Erik Procopio disse:

    Povo que enxerga um palmo à frente do nariz. Cobrar para que Natal seja exposta em uma das maiores audiencias da TV mundial, só pode está de brincadeira. Só comentei e li amatéria por causa de Bruno Giovanni!

  10. ighor disse:

    O engraçado é : que se a cidade é entregue as baratas, reclamam; se há formalidade nas coisas, reclamam. Isso não é um fato isolado!

  11. Cecília Medeiros disse:

    Só faço perguntas:os outros programas pagaram p expor o patrimônio cultural de Natal na mídia? Se, sim qa que foi aplicado?Cadê a prestação de contas?

  12. Helen disse:

    Eu acredito que é certa a atitude do MP. Não podemos ser hipócritas e fáceis para permitir que o senhor Luciano Huck e sua emissora TV Globo venham e façam o que bem querem na nossa cidade. Temos que saber sim quais as áreas que eles querem filmar, para não virar casa da Mãe Joana. O 4º parágrafo do documento deixa claro para um leitor atento e consciente que as ações recomendadas ou determinadas são exclusivamente para defender o nosso meio ambiente de possíveis agressões, como já ocorreu em outros locais usados para gravação. Infelizmente, uma grande parte da população não pensa dessa forma e só pensa na exposição imediata da cidade. Uma pena. Ou vcs querem que aqui vire a praia particular do Huck, como ele fez no Rio de Janeiro???? Pensem bem nisso.

    • bruno disse:

      Gravação de 4 programas vai acabar com o meio ambiente? Vc viu aonda está cobrando para usar? Vamos facilitar e não dificultar as boas ações!!

  13. Carlos ☠ disse:

    Com certeza o patrimônio não está ligando para os interesses dos natalenses

  14. Rodrigo Alves disse:

    Isso é um absurdo, é por essas e outras q natal está sempre no fim da fila.

  15. Sales Freitas disse:

    Eita terrinha de burocratas. Aqui se paga 50 para o outro não ganhar 20, assim é o ditado que dizem pelas terras de potiguar h muitos anos´.

  16. beto costa disse:

    caro bloqueiro, ela esta cumprimdo a Constituição e a lei especifica do patrimonio da União. Se a Globo, com todo poder q tem, não poder pagar uma micharia pelas taxas envolvidas ( simples autorizações), que o sr pague do seu bolso e peça para divulgar seu blog, como marketing.
    Primeiro vamos ser inteligentes, e depois, todos poderão ser os estupidos que desejem ser. Entenda: é o privado lucrando sobre aquilo que pertence a todos…E ninguém, absolutamente ninguém, racha com a Globo e seu Hulk os ganhos deles. Salvo alguns blogs e outras coisas mais… Exemplo local: Carnatal, mina de ouro paga pelo meu imposto, seu imposto, etc…Elegem quem eles querem e depois repartem o poder….

    • bruno disse:

      Caro Beto, estamos falando de vender a imagem da cidade, que gera receita e emprego, estamos falando de Turismo!!! Minha opinião continua. Um absurdo!! Se fosse uma festa, tudo bem, mas estamos falando de divisas vindo para o RN através da propaganda gerada por essa ação!!

  17. Borges Neto disse:

    A burocracia é irmã gêmea da corrupção.

  18. marcelopep disse:

    Um absurdo essa invenção da excelentíssima doutora Yeda Cunha, mas que culpa tem quem está a frente, culpa tem quem nomeia esse tipo de gente.

Luciano Huck e o seu Caldeirão em Natal

Coluna de Antônio Roberto Rocha:

O secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Natal, Tertuliano Pinheiro, informa que o programa “Caldeirão do Huck” divulgará pontos turísticos do Rio Grande do Norte em quatro programas seguidos, em setembro. Segundo ele, Luciano Huck vai apresentar o quadro “As Musas do Brasileirão” em locais como Morro do Careca, dunas de Jenipabu, cajueiro de Pirangi e outros.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Obrigada pelas resposta,
    Agora DENIT e Gráficas… Cheguem a um acordo Por favor. "G" ou "J"
    Obrigada Bruno. Seu Blog é show!

  2. Isa disse:

    As palavras de origem indígena como Jenipapo, Jerimum , JENIPABU entre tantas outras, são iniciadas com a letra "J".

  3. Fábio Melo disse:

    Quanta ignorância. Justificar o nome partindo de um bloco de carnaval. Kkkkk. Magna, o correto é com "J", vem da fruta jenipapo.
    Quanto a nota do blog, Tertuliano deveria procurar tbm os secretários de turismo de Parnamirim (cajueiro) e de Extremoz (dunas de jenipabu). E assim, daria a verdadeira divulgação das cidades onde Natal tem o costume de se projetar vendendo o que não é seu.

    • bruno disse:

      Calma Fábio, não justifiquei meu caro. Eu citei uma cituação. Apesar de ter veraneado ppor mais de 20 anos lá não sabia. Agradeço seu esclareciemento!!

  4. magna disse:

    Bruno, uma amiga Carioca me fez uma pergunta: magna, me fale uma coisa, Genipabu é com J ou G, disse G, ela disse pq as placas de indicação são com as duas letras.
    vendo sua matéria agora lembrei disso.
    então amigo é com G ou J??????

    • bruno disse:

      Passei minha vida veraneando lá. Sempre chamamos Genipabu. Agora na imprensa sempre sai Jenipabu. Inclusive o bloco que fui presidente se chamava Genipatota.