Diversos

PARNAMIRIM – (FOTOS): Urbanização de Pirangi avança e tem serviço de contenção iniciado

FOTO: ASCOM – ELIANA FÉLIX

Os serviços da urbanização da orla de Pirangi seguem avançando, em Parnamirim. Nesta semana foi iniciada a construção de um muro de contenção, que vai permitir o assentamento da calçada, estacionamento e ciclovia. Além desses dispositivos, o serviço vai contemplar vias com acessibilidade e a iluminação da orla em Led, proporcionando mobilidade, economia aos cofres públicos e mais segurança para moradores e turistas.

A Prefeitura iniciou os trabalhos em meados de janeiro, com a escavação da área e movimentação de terras, contando com recursos do Governo Federal e uma contrapartida própria. Já em maio, com a instalação de tubulações, a drenagem também foi concluída. De acordo com Albérico Júnior, secretário de Obras Públicas e Saneamento, Pirangi pode ter incorporado um calçadão de até 8 metros de largura, em decorrência da topografia do local.

Por último, a instalação da nova iluminação também já está alinhada com a Secretaria de Serviços Urbanos, e deve ocorrer tão logo os demais serviços avancem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Países recomendam masturbação, cuidados redobrados com brinquedos sexuais e até vodca como medidas para contenção do coronavírus

Foto: Getty Images

Com 40 mil mortes e mais de 800 mil casos confirmados do novo coronavírus pelo mundo até esta terça-feira (31), a conduta das lideranças de alguns países para conter o avanço da Covid-19 pode ser considerada, no mínimo, inusitada. Em alguns casos, irresponsável.

Na Colômbia, o Ministério da Saúde e Proteção Social preparou um documento com orientações sobre formas consideradas seguras de manter relações sexuais durante o período de isolamento social.

O “ABC sobre as relações sexuais e a doença por coronavírus (Covid-19)” não recomenda, por exemplo, as práticas de sexo anal. A possibilidade de contato com as fezes de pessoas infectadas que, explica o documento, também contêm o coronavírus, aumenta as chances de contaminação.

Práticas mais convencionais estão liberadas com o uso de preservativos, desde que seja reduzido ao máximo o número de parceiros. Quem tem parceiros múltiplos ou “ganha a vida tendo relações sexuais” deve, segundo o documento, considerar adiar os encontros ou optar pelas relações virtuais.

Como alternativa, o ministério colombiano sugere a masturbação. “Você é o seu parceiro sexual mais seguro, e esta é uma forma de obter prazer sexual que não implica contato direto com outras pessoas. Se utilizar brinquedos sexuais, assegure-se de lavá-los com água e sabão.”

A Colômbia registra, até esta terça (31), 798 casos e 14 mortes por coronavírus, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

Em Belarus, no Leste Europeu, o líder do país tem minimizado os riscos da doença.

À semelhança do presidente Jair Bolsonaro, que chamou a Covid-19 de “gripezinha” e “resfriadinho” e classificou o cenário de crise no país como “histeria”, o líder bielorrusso, Alexander Lukashenko, usou os termos “frenesi” e “psicose” para se referir à pandemia.

“É apenas mais uma psicose, que beneficiará algumas pessoas e prejudicará outras. O mundo civilizado está pirando. É uma completa estupidez fechar as fronteiras. O pânico pode nos machucar mais do que o vírus em si”, declarou.

Em entrevista ao jornal britânico The Times, Lukashenko sugeriu que a população “envenene” o coronavírus com vodca e até lave as mãos com a bebida. “Vocês deveriam beber o equivalente a 40-50 mililitros de álcool por dia. Mas não no trabalho.” Não há, no entanto, nenhuma evidência científica de que essa estratégia funcione.

O regime autocrático​ de Lukashenko, que está há 26 anos no poder, ainda não anunciou nenhuma medida mais dura, como o fechamento de fronteiras e o cancelamento de eventos públicos. O próprio líder esteve em uma partida de hóquei no gelo no sábado (28).

“Não tem vírus aqui”, disse durante a partida. “Eu não estou vendo [o vírus]”.

Belarus registra, até esta terça (31), 152 casos de coronavírus, sem mortes.

Já o ditador do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, anunciou nesta terça (31) o banimento da palavra “coronavírus”, tanto em publicações oficiais quanto no pouco que resta da imprensa independente no país.

A proibição vale também para conversas informais. A polícia pode prender, por exemplo, qualquer pessoa que use a palavra em algum local público, mesmo que seja apenas durante uma conversa com amigos.

No comando do país desde 2007, Berdymukhamedov é conhecido por suas excentricidades e por ter feito do Turcomenistão um dos regimes mais fechados do planeta.

O país é o último colocado no ranking de liberdade de imprensa feito pela ONG Repórteres Sem Fronteiras e o penúltimo no ranking de liberdade global feito pela Freedom House, entidade com sede em Washington.

O Turcomenistão faz fronteira com o Irã, o sétimo país com o maior número de casos de Covid-19 no mundo.

Berdymukhamedov diz que não há nenhum caso confirmado de coronavírus no país, mas ninguém sabe ao certo se os dados oficiais são verdadeiros.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Quem chamou o coronavírus de "gripezinha" e "resfriadinho" foi o médico queridinho da Globo Dr Drauzio Varela, Bolsonaro o ironizou num pronunciamento à nação , mas os esquerdopatas querem confundir o povo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do RN estuda medidas para contenção do novo coronavírus, entre elas, suspensão de aulas e bloqueios ou barreiras sanitárias em portos e aeroportos

O Comitê Estadual de Emergências em Saúde Pública irá se reunir nesta terça-feira (17) para definir medidas de contenção do novo coronavírus no Rio Grande do Norte.

Em entrevista hoje ao programa Bom Dia RN, na InterTV Cabugi, o secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, afirmou que está sendo estudada a possibilidade de suspensão das atividades escolares e bloqueios ou barreiras sanitárias em portos e aeroportos.

“O Governo está comprometido e, de forma parceira, instituindo o diálogo com os municípios e diversos órgãos para o enfrentamento desta emergência. Não queremos criar pânico, nem ser lenientes. Já há uma tendência, baseada nas experiências de outros estados, de suspensão das atividades escolares. Nós temos características no nosso país de profunda desigualdade social. São crianças que dependem da merenda fornecida nas escolas. Então, também precisamos pensar qual vai ser a repercussão sobre estas famílias. Estamos escutando especialistas e a evolução dos casos é que vai permitir a tomada de medidas oportunas. Há ainda algumas divergências e leituras diferenciadas sobre o que estamos vivenciando”, disse Cipriano.

De acordo com o secretário, existe uma tendência de crescimento exponencial de casos, que chegam a um pico e depois começam a cair. “Não temos segurança da extensão dessa curva, acredita-se que em torno de três meses a partir de quando se instala a transmissão comunitária. O que queremos é evitar que a curva não tenha uma situação aguda para não sobrecarregar o sistema de saúde”.

Cipriano Maia afirmou que desde a confirmação, em 12 de março, do primeiro caso de coronavírus no RN, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) adotou medidas para prevenção, inclusive com a publicação, no sábado (14), do decreto Nº 29.512 que dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo Coronavírus (COVID-19) no âmbito do Poder Executivo Estadual. Com validade de trinta dias, o documento define orientações para manutenção da prestação dos serviços públicos.

“Orientamos que as pessoas, se puderem, fiquem em casa; evitar aglomerações, evitar contato, manter uma distância segura e fazer o distanciamento social para retardar a progressão da epidemia. Recomendamos a suspensão de eventos de massa, estimulando atividades a distância (reuniões e teletrabalho), a higiene dos ambientes e a proteção dos idosos. A atitude, compromisso e responsabilidade de cada indivíduo é um ato de cidadania. Cada um deve se proteger e proteger aos seus”.

Para que o aumento da demanda por assistência respiratória não sobrecarregue o sistema de saúde, a orientação é procurar atendimento hospitalar apenas em casos graves. “A população pode procurar as unidades básicas de saúde dos municípios que tem fluxo e protocolos definidos. Os casos críticos e suspeitos de gravidade são avaliados pelos médicos, em função de protocolos definidos pelo Ministério da Saúde. Hoje não há estrutura para todo mundo fazer o teste diagnóstico, então é necessário utilizar o kit em casos com situação clínica e vínculo epidemiológico”.

Cipriano Maia informou ainda que está aguardando que a Fiocruz envie para o Laboratório Central (Lacen) do RN os kits para diagnóstico do Covid-19 e que o Ministério da Saúde está planejando a locação de leitos em unidades privadas, caso necessário.

Novo boletim

No novo boletim epidemiológico do Covid-19, com informações contabilizadas até às 20h do dia 16 de março, o RN possui 58 casos notificados para o novo coronavírus. Destes, 24 casos já foram descartados e os 33 casos suspeitos ainda aguardam resultados dos exames laboratoriais. A concentração de casos suspeitos é no município de Natal, na faixa etária de 30 a 39 anos.

Os pacientes seguem com estado geral bom, em isolamento domiciliar ou hospitalar, sendo esta medida a recomendada para casos sem complicações clínicas, conforme Protocolo Clínico Estadual e Nacional.

Opinião dos leitores

  1. Aeroportos e portos ja deveriam estar fechados desde a semana passada quando foi confirmado o 1o. caso.

  2. A governadora deveria aproveitar as medidas, e deixar o cargo também…

    Fora governadora incompetente!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Burocracia jurídica para contenção na Ponte Newton Navarro para evitar suicídios é destravada em audiência

Várias audiências realizadas na tarde dessa segunda-feira (03), discutiram os rumos da proteção na Ponte Newton Navarro. A reunião contou com a presença de representantes da procuradoria estadual e do município e também da justiça. Foram reuniões com o juiz Bruno Montenegro na sede da justiça estadual e com a presença do Deputado estadual Albert Dickson , da vereadora Carla Dickson, do Vereador Robson carvalho, do promotor de meio ambiente do Ministério Público Dr. Cláudio Onofre, representantes dos Sentinelas Pr Rubens e Sra Cristina e do Secretario de Infraestrutura do estado Dr Gustavo. A pauta principal foram os entraves jurídicos para resolução imediata para a instalação de grades de contenção na ponte.

As definições da audiência foram as seguintes: o Ministério Público e a Justiça entraram em comum acordo para acelerar e destravar o processo jurídico de contenção de telas de proteção na ponte e de outros pontos elencados , tentando assim coibir os altos índices de suicídio que vem ocorrendo local. Todos os encaminhamentos foram alinhados com o aval e apoio da governadora do estado Fátima Bezerra através da secretaria de infra estrutura do estado com o secretario Dr. Gustavo e dos adjuntos Dr Adalbert e Dr. Plínio e dos representantes da Câmara Municipal ver Carla Dickson e Robson Carvalho e da Assembleia Legislativa Dep Albert Dickson.

O grupo acionou também o ministério de Direitos Humanos através da Ministra Damares Regina Alves que já tinha contactado o Ministério de Cidades para avaliar um estudo de viabilidade também da contenção. Hoje está garantido apenas os 400 mil de emendas de autoria de deputado estadual Albert Dickson e 150 mil de emendas da Vereadora Carla Dickson e Robson Carvalho.

Opinião dos leitores

  1. Excelente notícia! Agora, só faltam acabar com todas as cordas, combustíveis e fósforos, remédios, armas, linhas de trem, prédios… para aí, sim, estabelecerem a prevenção a suicídio. A PONTE virou vitrine para politicagem oportunista, represebta apenas 1% dos casos de suicídio no Estado. Avante!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *