Bolsonaro anuncia conclusão de obras de funcionalidade ao Eixo Norte do Rio São Francisco, que tem como objetivo levar água ao RN e PB

Foto: Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro citou sete atos do Governo Federal pelo país, anunciados nesta terça-feira(02) – e destacou o Rio Grande do Norte em dois pontos: obras de funcionalidade ao Eixo Norte do Rio São Francisco e o envio de quase três toneladas de EPIs, enviados pelo Ministério da Saúde para o enfrentamento da covid-19 no Estado. Confira os sete atos:

1- O Brasil acaba de entrar no seleto grupo de nações que abrigam lançamentos de foguetes privados, como os da SpaceX. Após décadas, inicia-se nova fase de exploração e desenvolvimento, garantindo bilhões de reais ao país e região de Alcântara /MA.

2- A média diária de exames p/ detecção da Covid-19 dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública passou de 1.689 em março p/ 7.624 em maio. Crescimento de 451% no total de testes realizados/dia. Dedicação de profissionais, permitindo que os setores funcionem 24h/dia, 7 dias/semana. .

3- O Ministério do Desenvolvimento Regional, através do ministro Rogério Marinho, concluiu as obras de funcionalidade ao Eixo Norte do Rio São Francisco, permitindo que as águas do Velho Chico abasteçam o CE ainda durante o mês de junho. Além do Ceará, o Eixo Norte tem como objetivo levar água ao RN e à PB.

4- O Ministério do Meio Ambiente investe R$ 12 milhões para ajudar o Estado de Rondônia a encerrar TODOS os lixões. Será o primeiro Estado LixãoZero da Amazônia e estudos e desenvolvimento para outras regiões. Mais de 320 mil brasileiros atendidos!

5- Brasil exportará castanha de baru para a Coreia do Sul. Seu crescente comércio virou fonte de renda para pequenos agricultores de Goiás e Tocantins, especialmente. O consumo mundial de castanhas e nozes tem crescido 6% ao ano.

6- O RN acaba de receber quase três toneladas de EPIs, enviados pelo Ministério da Saúde para o enfrentamento da covid-19 no Estado. São 358 caixas, com peso total de 2.940kg. Essa é mais uma confirmação das ações do governo federal junto de estados.

7- O Governo Federal l publicou decreto que zera a alíquota de IOF para empresas distribuidoras de energia elétrica. Fato garante que evite repasse das variações nos valores dos consumidores, como as bandeiras nas contas de luz do brasileiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucian disse:

    Isso é que é uma notícia.
    Sem fake na real.
    Tamos juntos presidente.
    Tem que divulgar que nesse governo até agora, não se interrompeu obras.
    Estão a todo vapor.
    Duplicação da BR 304, tá ficando uma maravilha.
    Mesmo com chuvas, não para.
    Show!!
    É disso que nos precisamos.

  2. Apolônio disse:

    Parabéns meu presidente,isso a Globolixo não mostra,2022 Tmj de novo meu presidente!

  3. thiago barbosa disse:

    só acredito vendo

  4. Anônimo disse:

    Nossa bancada federal da base do governo está de parabéns. Merecem o reconhecimento do povo potiguar.

Bolsonaro diz que vazamento de dados é “intimidação” e que “medidas legais estão em andamento para que tais crimes não passem impunes”

Foto: Adriano Machado / REUTERS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira que o vazamento de dados pessoais seus é uma “medida de intimidação” e afirmou que “medidas legais estão em andamento para que tais crimes não passem impunes”. O Ministério da Justiça determinou à Polícia Federal (PF) a abertura de um inquérito para investigar o vazamento.

“Em clara medida de intimidação o movimento hacktivista ‘Anonymous Brasil’ divulgou, em conta do Twitter, dados do Presidente da República e familiares. Medidas legais estão em andamento, para que tais crimes, não passem impunes”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Facebook.

Na noite de segunda-feira, hackers do grupo Anonymous Brasil publicaram endereços, CPFs, telefones e informações sobre imóveis de Bolsonaro e familiares. Também foram alvos da divulgação, feita pelo Twitter, os ministros Abraham Weintraub (Educação) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). O deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia (PSL), que teve computadores do gabinete apreendidos pela PF na operação relativa ao inquérito das fake news, também teve informações pessoais expostas.

Parte do que foi divulgado, como os dados imobiliários de Bolsonaro e dos filhos, já estava disponível publicamente nos sistemas da Justiça Eleitoral, que reúne informações de candidatos a cargos eletivos. Outras informações, como números de telefones, por exemplo, eram privadas.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lenio disse:

    DE INTIMIDAÇÃO BOLSONARO E SEUS MIQUINHOS AMESTRADOS ENTENDEM. POIS FAZEM ISSO O TEMPO TODO COM QUEM ENTRAR NO CAMINHO DELES.
    VEJAM O EXEMPLO DA SARA WINTER E O EMPRESÁRIO QUE ATACOU O JORNALISTA.

  2. Zé Ninguém disse:

    Isso está me parecendo a saída do cerco.

  3. Cidadão pagador de impostos disse:

    Mimimi

Com aumento de casos por covid-19 no RN, Fátima convoca prefeitos da Grande Natal para discutir medidas de isolamento social

A coletiva no fim da manhã desta segunda-feira(01), da Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap, atualizou os números da covid-19 no Rio Grande do Norte, e alertou a situação delicada do baixo isolamento social, com o consequente aumento de casos.

Diante do cenário, o médico Petrônio Spinelli, secretário adjunto, confirmou que a governadora Fátima Bezerra enviou ofício aos prefeitos da Grande Natal para uma reunião no fim desta tarde. Na pauta, medidas de isolamento social.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Em toda entrevista a GONVERNADORA , os SERETARIOS ( titular e adjunto) prometem a instalação de respiradores em Natal e nos hospitais regionais. Desde o começo da Pandemia que só se escuta promessas. Já morreu muita gente, os hospitais continuam na mesma situação e quando é que vai se resolver essa situação POFª FATIMA? Já paasou da hora de falar a VERDADE. Esse momento é de agilizar e não POLITICAR com VOCS estão fazendo. VERGONHAAAAAAAAAAAAAAAA

  2. Antenado disse:

    Governadora, kd os respiradores e o hospital de campanha? O que foi feito com o dinheiro. Responda ao isso ao povo e depois tome as medidas necessárias.

  3. Getro disse:

    Ela tá pensando que é prefeita de natal é……e o resto do Estado?

  4. Bita disse:

    Isolamento não é a solução. A solução é instaurar medicação eficiente de forma precoce. Não estão chegando as medicações nos postos de saúde. Nem ivermectina, nem Hidroxicloroquina.

  5. Márcia Guedes disse:

    LOCKDOWN URGENTE…ESTÃO COM MEDO DE QUÊ, PARA FECHAR TUDO???
    OU FECHA OU NÃO TERA ESPAÇO PARA ENTERRAR OS MORTOS.

  6. Juailson disse:

    Só sabe fazer isolamento .
    Hospital de campanha zero, respeitador zero, Eli zero!!!
    Arremaria como o povo do RN foi escolher essa senhora pra governadora!!!!

  7. Francisco disse:

    Governadora, desembale os respiradores e instale nas unidades de saúdes, já começam a aumentar as mortes das pessoas por falta desses importante equipamentos.

  8. Iza disse:

    Lockdown urgente gente, vocês que são contra dá um pulo em qualquer Upa, ou no Giselda.

  9. De Assis disse:

    Fico impresionado como o Prefeito de Natal, o Sr. Álvaro Dias, permite que os mercados públicos e as feiras livres funcionem. É de uma irresponsabilidade sem tamanho. Acredito que as feiras livres, seja um dos maiores focos de transmissão desse vírus. Quantos pessoas infectadas trabalham ou circulam pelas feiras? Um número imaginável, né mesmo prefeito? O que o Sr. está esperando para fechar os mercados e as feiras livres por um certo período?

    • Diogo disse:

      Concordo, moro no Parque dos Coqueiros, a Feira livre daqui está um caos. Até vi algumas vezes uma turma da semsur com a guarda municipal. Só que não tem jeito, quando eles saem a bagunça volta pior.

  10. Direita-honesta disse:

    A governadora teve 75 dias para preparar a rede estadual de saúde para atender ao coronavírus e não fez quase nada. Muitas entrevistas coletivas, aterrorizou o povo potiguar com aquele previsão catastrófica e mentirosa e apelou unicamente para essa falácia do “fique em casa”. E agora? Vai querer aprofundar o tal isolamento? E acabar o que ainda resta da economia do estado?

    • Kerubino disse:

      Muito bem colocado. Incompetência total. Essa governadora deve ser responsabilizada pelas mortes que vem ocorrendo por ausência de respiradores e /UTIs

    • Socorro disse:

      Essa governadora quer o povo do Rio Grande do Norte , Louco e morrendo de fome. Desde o dia17 de março que estamos em casa, idosos precisando de ajuda para o serviço diário e essa destemperada com sua equipe. ,depois de 75 dias ainda fala em total isolamento. Meu Deus!!!! Coitado de nós. Ainda bem que o Governo Federal É de direita.

Portugal tem volta às aulas parcial nesta segunda-feira, com medidas de proteção e distanciamento

Lisboa, 14 de maio: mulher usando máscara facial caminha pelo centro da cidade — Foto: Rafael Marchante/Reuters

Cerca de 200 mil estudantes de Portugal dos últimos dois anos do ensino médio (16 e 17 anos), retornarão às aulas nesta segunda-feira (18). Eles deverão seguir uma série de medidas de proteção, como o uso obrigatório de máscaras, lavagem das mãos ao entrar e sair da escola, e a reorganização de horários e espaços para garantir a distância entre os alunos, informou a agência EFE.

Os jardins de infância também serão reabertos, mas durante as duas primeiras semanas, os pais que optarem por manter as crianças em casa seguirão recebendo auxílio financeiro do governo. Os demais estudantes seguirão com as aulas a distância, através de plataformas virtuais e televisão.

Para minimizar o contato, os alunos serão organizados em grupos que terão horários de aula, intervalos e períodos de alimentação próprios. A entrada e saída de cada grupo também será organizada para que haja o mínimo contato possível.

As medidas são uma tentativa de evitar que os grupos se cruzem e, com isso, aumentam a chance da circulação do novo coronavírus.

Nas salas de aulas, foi estabelecido uma distância de pelo menos 1,5 metro entre os alunos para que as mesas fiquem o mais afastadas possível.

Com essas medidas, Portugal espera minimizar o risco de contágio para milhares de estudantes que estudam o que o governo considera “anos decisivos” para o acesso ao ensino superior e sua entrada na vida ativa.

Máscaras e desinfetantes nas escolas

Nas últimas semanas, as escolas portuguesas estão se preparando para o retorno às aulas: as Forças Armadas distribuíram mais de 4 milhões de máscaras, 17 mil litros de desinfetantes e outros equipamentos de proteção e higiene para centros educacionais.

“Isso servirá para treinar para o próximo ano letivo, no qual teremos que conviver com o Covid-19”, disse o primeiro-ministro português, António Costa, na sexta-feira passada.

Afrouxamento de medidas em outros setores

O retorno às aulas faz parte da segunda fase de afrouxamento das medidas de restrição em Portugal, que começa nesta segunda-feira.

Elas incluem a liberação de visitas em Casas de Repouso, com restrições: uma visita semanal de no máximo 90 minutos, por uma única pessoa, com máscara e medidas de higiene.

Também serão reabertos restaurantes e cafés, com uma limitação de capacidade de 50%; terraços; e lojas de até 400 metros quadrados com acesso direto à rua (até agora apenas as de menos de 200 metros estavam abertas).

Museus e monumentos; escolas de direção; escritórios de inspeção de veículos; e acampamentos também serão reabertos.

Para a próxima fase, que será avaliada em 15 dias e começará em 1º de junho, está prevista a abertura de lojas, cinemas e salas de exibição com limitações de capacidade e a falta parcial de confinamento do teletrabalho.

G1

 

Parnamirim decreta medidas de controle de gastos para fortalecer a rede municipal de saúde

FOTO: ASCOM

O prefeito Rosano Taveira assinou nessa quarta-feira (13), dia de Nossa Senhora de Fátima, padroeira de Parnamirim, um decreto que estabelece diversas medidas de gestão de despesas, controle de gastos e custeio de pessoal. O foco é direcionar recursos para um enfrentamento mais efetivo da pandemia de Covid-19. O documento traz as diretrizes adotadas pela gestão para a contenção de despesas que devem ser seguidas pelos órgãos e entidades do executivo municipal.

O estado de calamidade, ocasionado pela crise de saúde pública decorrente do Coronavírus e o dever que tem a administração municipal de adotar estratégias e formular políticas voltadas ao combate de situações emergenciais, fez com que a Prefeitura de Parnamirim adotasse as medidas para otimizar os recursos públicos visando fortalecer a rede municipal de saúde.

O Decreto nº 6.243 de maio de 2020 estabelece, entre outras medidas, que enquanto durar o estado de calamidade pública, fica suspenso, por exemplo, o pagamento da antecipação do décimo terceiro salário aos servidores municipais, que ocorreria, de acordo com o calendário, na próxima terça-feira (19). O décimo terceiro dos servidores municipais, assim como o adicional do terço de férias do funcionalismo, serão pagos integralmente até dezembro, quando se espera que a situação de pandemia já tenha sido superada.

Contratos temporários de servidores que não estejam em atividade também estão sendo suspensos enquanto durar o estado de calamidade, além da abertura de novos concursos públicos. Nesse ínterim, não poderão haver novas nomeações para cargos públicos efetivos, mesmo quando vagos, exceto para as secretarias da Saúde, Assistência e Segurança, pelotão de frente no combate à pandemia.

Cada secretaria deve promover a otimização e bom uso dos recursos financeiros, adotando as medidas necessárias para o controle e a redução dos gastos, devendo a economia, ser de no mínimo 30% das despesas apuradas com base do exercício anterior (2019), além da redução da frota de veículos locados, em no mínimo 25%. Outras ações também foram suspensas, como a concessão de patrocínio de inscrições, ajuda de custo e passagens aéreas, para participação de atletas em competições esportivas, o que tem ajudado a revelar diversos talentos parnamirinenses em competições nacionais e internacionais ao longo dos últimos anos.

Por fim deverão ser reanalisados por cada órgão municipal os processos licitatórios em curso e os contratos em vigor, visando determinar a prioridade, para ajustá-los às estritas necessidades de demandas imediatas, e à essencialidade da contratação dos serviços.

O prefeito Taveira diz que as medidas são duras, porém necessárias. “Para superarmos a crise na saúde pública, decorrente da pandemia e para que possamos garantir que não ocorra falta de pagamentos de funcionários e de fornecedores, como no passado, é necessário que façamos ajustes em nossa estrutura. Sabemos que as medidas são amargas, mas temos que direcionar nossos esforços para fortalecer nossa rede municipal de saúde. Essa ação vai condicionar as nossas unidades de atendimento e trazer mais conforto para a população, que é nossa maior prioridade”, disse.

O Decreto nº 6.243 de 12 de maio de 2020 pode ser consultado na íntegra através do Diário Oficial do Município dessa quarta-feira (13).

Governador do Piauí anuncia ‘lei seca’, proibição da venda de bebida alcoólica, e medidas mais rígidas de combate à Covid-19

Wellington Dias — Foto: TV Clube

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), anunciou no começo da tarde desta quarta-feira (13), em entrevista à TV Clube, novas medidas, mais rígidas, de combate ao coronavírus.

Entre elas, a ‘lei seca’ a partir desta sexta-feira (15), às 0h, proibindo a venda de bebidas alcoólicas em todo o estado. A comercialização fica restrita até o domingo (17).

Além da ‘lei seca’, Wellington Dias citou outras medidas mais rígidas que começam a valer a partir de sexta-feira, dia 15 de maio, e valem até o domingo, dia 17. São elas:

Suspensão do transporte intermunicipal

Novos horários de funcionamento para postos de combustível (ainda não anunciado)

Serviços de borracharias com regras de higiene e funcionamento

Bancos e lotéricas fechados

Obras de construção civil, exceto emergenciais, paradas

Barreiras nas divisas com regra de quarentena. Quem vier de outro estado ao Piauí, terá que ficar em isolamento, acompanhando por órgãos de saúde, e fazer testes de Covid-19.

Wellington explicou que o Piauí não terá, “nesse instante”, o lockdown, o bloqueio total de circulação de pessoas, uma medida mais rígida que o isolamento social. “Queremos uma oportunidade para uma alternativa intermediária, antes de uma medida como essa, do para tudo. Estamos dialogando com os prefeitos”, explicou Dias.

As novas medidas anunciadas nesta quarta, segundo o governador, devem frear o crescimento de Covid-19 no estado. São mais de 1.600 casos confirmados, com uma estimativa de 17 mil infectados, segundo uma pesquisa por amostragem, e 57 mortes.

“O objetivo é que estamos um crescimento do coronavírus, tivemos um isolamento que caiu 10 pontos (percentuais), são 180 mil pessoas a mais transitando. Queremos reduzir, ter menos 200 mil pessoas transitando, e elevar o Piauí para mais de 50% de isolamento social”, comentou Wellington, ao detalhar as novas medidas.

“Isso para ter menos propagação do coronavírus, menos pessoas adoecendo que demandam os hospitais. Chegamos nessa semana a 47% da nossa capacidade ocupada de UTI, acendeu a luz amarela. Não queremos entrar em colapso”, continuou.

Lei seca

Wellington explicou que a venda de bebida no Piauí deve reduzir a quantidade de acidentes, que têm lotado as UTIs dos hospitais. “Bares que vendem (bebida alcoólica), pessoas que se aglomeram, que estavam transitando bêbadas, entupindo as UTIs de saúde. Nesse caso, será tratado como crime. Isso nós vamos coibir”, argumentou o governador, sobre os motivos de decretar a lei seca no período.

Transporte intermunicipal suspenso

Além disso, Wellington também anunciou a suspensão do transporte intermunicipal. O transporte intermunicipal também está proibido a partir de sexta, dia 15 de maio.

“Sexta, sábado e domingo não haverá ônibus saindo de qualquer lugar do Piauí de uma cidade para outra, vamos fazer essa interdição. Somente as ambulâncias, transportes de abastecimento de carga serão permitidos”, explicou Wellington Dias.

Serviços essenciais

Wellington afirmou que na sexta, sábado e domingo haverá uma restrição dos serviços essenciais. “Farmácias, panificadores, supermercados funcionam. Postos de gasolina nós vamos restringir os horários. Borracharias vamos fazer regramento quanto à higienização. Outros serviços param: bancos, loterias e áreas da construção civil, exceto obras emergenciais”, disse.

Há também um estudo sobre a possibilidade de rodízio em algumas cidades de acordo com a placa do veículo. Na terça, quinta e sábado, apenas placas com o final ímpar. Na segunda, quarta e sexta, apenas placas com o final par podem circular.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.

Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Escolas, universidades e a maior parte do comércio, assim como serviços públicos, suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Com G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luca disse:

    Absurdo. O Governador do Piaui agora vai legislar sobre matéria penal, usurpando matéria reservada a União? E ainda, como a quantidade de acidentes está aumentando com o isolamento social de quase 50%? As justificativas para o decreto são pífias. O judiciário precisa ser provocado para assegurar o exercício das liberdades individuais. Caso contrário, não demora para que seja regulado até o que se vai comer e beber.

  2. Antonio Turci disse:

    Senhor Francisco, é isto mesmo que a esquerda quer: restringir a liberdade dos cidadãos,inclusive a liberdade de pensar. Estes "princípios" estão bem claros nos "ensinamentos" de Marx, Lênin, Stalin, Gramsci et caterva.

  3. Paulo Roberto disse:

    Francisco, deixamos de ser uma Federação, acho que somos mesmo uma esculhambação.

  4. Chico disse:

    Vcs não terão mais direitos, só permissões.
    Prometeram que iam botar só Têca, vão acordar com Nenhuma.

  5. Francisco Alves disse:

    A Constituição Federal foi para o esgoto. Não tarda vão tentar proibir o cidadão de pensar.

    • Chico disse:

      O argumento do "eu queria que fossse com alguém da sua família" serve para: a) censurar; b) prender; c) tirar o seu ganha-pão; d) tirar os bens que vc adquiriu; e) lhe privar de tomar decisões de caráter familiar. Tudo o que os autoritários querem (sim, e de quebra, tirar uma boa grana de isso tudo).

Fátima confirma que vai prorrogar medidas de isolamento social no RN; novo decreto deve ser publicado nesta terça

Em entrevista ao Bom Dia RN, na IntertTV Cabugi nesta segunda-feira (4), a governadora Fátima Bezerra confirmou que vai prorrogar o decreto que determina o fechamento do comércio e outras medidas de contenção ao coronavírus no Rio Grande do Norte. O decreto que está em vigor tem validade até 5 de maio. Um novo decreto deve ser publicado no Diário Oficial nesta terça (5).

Na entrevista, a governadora antecipou que o novo decreto será nos mesmos moldes do atual, que permite o funcionamento de serviços essenciais, e que o foco do governo será na fiscalização para que as medidas sejam cumpridas. Em resumo, disse  o governo quer ampliar o percentual de isolamento do social no RN, “longe do ideal que é 60%”.

Veja mais – UTILIDADE PÚBLICA: Com ampliação, confira quais serviços estão autorizados para funcionamento no RN de acordo com decreto válido até 05 de maio

Continuam suspensas atividades coletivas de qualquer natureza, públicas ou privadas, como festas, shows, atividades desportivas, feiras, exposições. Passeatas e carreatas passam a ser proibidas para evitar aglomerações.

Com acréscimo de informações do G1-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    Pior governo que ja passou pelo RN! Fora Fátima!!

  2. Greg disse:

    Ceará tá morrendo 60 por dia, por enquanto o governo do RN tá fazendo um bom trabalho nesse tempo difícil.

  3. Luciano disse:

    Num morreu gente de fome ainda graças ao auxílio emergencial fo governo federal, porque se dependesse dos governadores o número de mortos já teria passado do um milhão previsto pela esquerda

  4. Morais disse:

    Cada um deve fazer a sua parte.
    Quem não acredita que esse vírus é muito letal, que vá pras ruas em busca de aglomeração. Mas, não esqueça dos seus parentes (todos são passíveis de contraírem a forma mais grave).
    É mais rápido o retorno às atividades normais quando se cumpre o idolamento social. No entanto, precisamos de cidadãos, de pessoas conscientes. O Estado somos todos nós, portanto, a responsabilidade é coletiva.

  5. Cleber disse:

    Oxê! Então vão embora do RN.
    Vão pra outro estado ou país q vcs se enquadram.

  6. Dr. Veneno disse:

    Tem q abrir o trânsito da população.
    Manter o povo confinado não mudará o resultado final.
    Volta tudo ao normal.

  7. ANTONIO FELIX NETO FELIX disse:

    A NOSSA GOVERNADORA ESTÁ PERDIDA, A SUA EQUIPE NÃO TEM CAPACIDADE ALGUMA PARA GERIR NOSSO ESTADO.

  8. Sergio disse:

    Esses decretos da Governadora são uma enganação, só consta no papel para mostrar algum tipo de ação, sem FISCALIZAÇÃO não tem efeito de nada, aos poucos o povo ta percebendo que´é só papel e enrolação e está cada vez mais saindo as ruas, se tivesse realmente o intuito de reforçar o isolamento social o decreto teria algum tipo de FISCALIZAÇÃO, para se fazer cumprir, mas não é o que ocorre,colocam as medidas no papel mas na pratica é banda voou, o Governo do estado é um desgoverno desastroso.
    Por falar em governo desastroso aonde anda o Secretario do terror e suas 11mil mortes para o dia 15 de maio????????

  9. Severino disse:

    Natal tá i virarando um cenário de Walking Dead. Uma imensa Ribeira.
    Tudo decidido com base em comportamento de manada, estudos precários e histeria.

  10. Mão branca disse:

    A governadora vai entrar para a historia como a que quebrou a economia do RN. Ela só vai acreditar quando vierem as próximas eleições. Está se comportando como uma irresponsável que por conta de briga política com o Presidente da República fica igual a criança ruim, discordando de tudo e querendo mostrar poder. Outra coisa que me deixa indignado é a passividade das associações comerciais e os poderes judiciais e ministério público que não fazem nada para acabar com essa palhaçada. O ministério público e o poder judiciário eu até entendo pois no final do mês o salário está garantido de qualquer jeito. Sinto nojo de morar em um estado governado pelo pt.

    • NILDO disse:

      Vc deve ser um doido igual a seu presidente, onde se viu acabar com isolamento e onde se viu q o RN vai quebrar olhe que não gosto de FATÃO, mas ela/ele ta certo, já vc deveria ir trabalhar nos hospital e ver a realidade de perto.

  11. pereira disse:

    PARABENS, ao Estado do RN, pela quantidade de MORTES, onde muitas poderiam serem Evitadas se houvesse uma Fiscalização Rigorosa em cima das Diretrizes contidas nos Decretos Publicados e nao esse Faz de Conta, onde uma Vida Vale uma Engraxada de Sapato, uma Pilha de Relogio ou um Controle Usado de TV. Tudo porque o Estado não faz seu Dever que é Fiscalizar com Rigor o Isolamento Social, sem pensar em Apoios Politicos ou Projetos Pessoais. FISCALIZAÇÃO COM RIGOR AINDA É O MELHOR REMEDIO.

  12. Sem palavras disse:

    Vírus malandro , só pega em órgãos públicos

  13. Larissa disse:

    Seria bom fiscalizar aglomerações na praia de Ponta Negra.

  14. Brasil sem jeito disse:

    Parabéns…esse vírus é um cretino , só pega em órgãos públicos, supermercado, posto de gasolina, farmácia , salão de beleza etc ….mas o vírus adora órgãos públicos, VERGONHA,nojo desse estado

    • MITO, M I T O, M I T O disse:

      Mude-se! Vá se contaminar em Brasília. Lá tá precisando de gado pra engrossar as fileiras do asno do executivo.

Novo Decreto da Prefeitura do Natal prorroga medidas de proteção ao Covid-19; confira publicação do Diário Oficial do Município

Foto: Reprodução/DOM

O Diário Oficial do Município desta sexta-feira (24) publica novo decreto disciplinando o funcionamento do comércio.

O Decreto N.º 11.947, de 23 de abril de 2020, prorroga o anterior especificamente sobre o horário do funcionamento do transporte público da Capital, o funcionamento do comércio, serviços essenciais e feiras livres.

O novo Decreto faculta a abertura do comércio e serviços essenciais, durante o período de 24 a 30 de abril das 7h às 22h. Em relação às feiras livres, permanece o funcionamento de acordo com o Decreto nº 11.933 de 03 de abril de 2020, assim como o transporte público, que funcionará das 05h às 20h, sendo este, o último horário em que os ônibus sairão do terminal.

‘Temos que ouvir área da saúde, não economistas’, diz secretário do Tesouro sobre isolamento

Foto: Reprodução/Globo News

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou em entrevista na manhã desta quinta-feira (16) à GloboNews que o tombo na economia brasileira será determinado pelo período que o distanciamento social perdurar, e que para isso é preciso ouvir especialistas na área de saúde, não economistas.

A decisão de muitos gestores de manter empresas e negócios fechados para ampliar o distanciamento social, que tem o apoio do Ministério da Saúde e de organismos internacionais, como a OMS (Organização Mundial de Saúde), tem recebido muitas críticas daqueles que acham que a política pode levar a uma profunda recessão no país. O falso dilema entre salvar vidas ou a economia não está na mesa, segundo o secretário.

“Eu tenho visto projeções na economia que me deixam assustado. Tem algumas pessoas que projetam o cenário em que a restrição de contato social terá que ser mais longo. Eu confesso que neste assunto temos que escutar a área da saúde, as pessoas da área de saúde são as melhores pessoas, muito mais que economistas, para dizer como isso vai evoluir”, diz ele.

Mansueto, responsável hoje pela chave do cofre do Tesouro, afirma que neste ano a prioridade para o Brasil não é o ajuste fiscal, mas dar recursos para o combate à pandemia do coronavirus. Mas, quando a pandemia passar, será a hora de arrumar a casa para se preparar para futuras crises.

“Esta é a lição para todos os países do mundo. Depois da crise, quando voltarmos a crescer, vamos economizar, fazer ajuste fiscal, para ter fôlego para ficar preparado para a próxima crise. Porque sempre haverá crises, e muitas vezes elas são imprevisíveis, como esta, em que o mundo todo está sendo colocado em “corner” por um vírus invisível. Ninguém imaginava que a gente ia passar por isso hoje, parece um filme de ficção científica”, afirmou.

Mansueto elogiou o papel do Congresso em ajudar a limitar os gastos extras para combater a pandemia a este ano, sem criar despesas permanentes. Ele também afirmou que, apesar do crescimento da dívida pública com os gastos que estão sendo feitos para combater os efeitos da pandemia, não está preocupado com a capacidade do país de se financiar.

Blog da Ana Flor – G1

RN endurece medidas de isolamento: fecha comércio não essencial, mexe no funcionamento do transporte coletivo intermunicipal e supermercados só até 19h, a partir do dia 14

O Decreto Estadual Nº 29.600, com o objetivo de diminuir o contágio do Covid-19, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (9), atualiza as questões referentes ao funcionamento do comércio, do transporte coletivo e das feiras livres.

Quanto ao transporte, a partir de sexta-feira (10) até o próximo dia 23, o Governo determina que o transporte coletivo intermunicipal deve funcionar de segunda a sexta-feira, com as viagens iniciando-se às 5h e o horário de chegada máximo às 20h. Os veículos devem circular apenas com passageiros sentados. A exceção fica por conta do transporte entre Natal e as cidades de Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Extremoz e Ceará-Mirim, que poderá funcionar aos finais de semana, com a mesma restrição de horários e de lotação apenas nos assentos.

entre os dias 14 e 23, todo o comércio e demais atividades privadas deverão ser fechadas, com exceção dos serviços essenciais como as áreas de saúde, alimentação e segurança. Também se incluem na lista serviços como coleta de lixo, transmissão de energia, telefonia e internet, serviços postais e bancários, transporte de cargas e postos de combustíveis.

Os estabelecimentos que comercializam alimentos, bebidas não alcoólicas e de materiais de construção ou reforma não poderão funcionar entre 19h e 6h do dia seguinte, em todos os dias da semana.

O Decreto ainda aponta que os municípios devem disciplinar o funcionamento de feiras livres, condicionando a autorização à aplicação das medidas de segurança necessárias para manter o distanciamento das pessoas e evitar a disseminação do novo coronavírus.

Fica proibida qualquer tipo de venda para consumo no local das feiras, incluindo o corte e a exposição de produtos para consumo nas barracas. Os pontos de venda devem manter um distanciamento mínimo dois metros, em todas as direções, com os feirantes utilizando sempre luvas descartáveis e máscaras de proteção. Álcool 70% e pias com água e sabão devem ser disponibilizadas para feirantes e compradores, com um controle do fluxo de pessoas para evitar aglomerações, filas e contatos próximos. O Decreto ainda pontua a necessidade de alternância dos dias de feira e a instalação das barracas em ambientes amplos e arejados.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Gente pelo amor de Deus!!! estudem sobre como funciona uma pandemia governantes iguanodontes de conhecimento vão levar um "bando" a falência financeira.
    Só uma breve explicação: só o fato de o vírus está entre nós significa que é impossível controlar sua força sem vacina, as medidas de isolamento apenas teria sentido se não houvesse nenhum caso no pais, agora o que se tem que fazer é proteger o máximo possível pessoas mais vulneráveis e criamos anticorpos (dai nos tornamos uma barreira natural) e torcer para que os cientistas/médicos encontrem uma vacina e o medicamento ideal e ponto final.
    Os casos vão disparar porque é natural, e vão parar porque é natural não porque 1 ou 2 pessoas de uma casa vão está em casa. Isso se chama chacina econômica e influência errada dos órgãos incompetentes. Que não vão pagar a nossa conta nem usar a verba que estão recebendo de maneira correta. Bando de ladrão e hipócritas tenham respeito pela população seus safados!!!

  2. Queiroz de Almeida disse:

    Como a China conseguiu isolar Pequim e Xangai do covid 19?
    Como a Rússia que tem milhões de quilômetros de fronteira com a China não chega a 1/1000 dos casos dos de infectados dos EUA, Itália e Espanha?
    Como a China conseguiu parar os infectados e todo dia no Brasil aparece um profeta do apocalipse dizendo que a infecção será ainda maior a cada novo dia?

  3. Zenóbio disse:

    Inicialmente o pico da doença seria no meio de março;
    Depois o pico andou para o fim de março;
    Agora foi levado para o meio de Abril;
    Logo virá novo comunicado que será no fim de abril e maio…
    Os números são cada vez menor que os anunciados nas catastróficas previsões.
    E o povo?? Sendo feito de idiotas úteis por aqueles que estão tirando partido político da situação com o covid 19. O povo sendo feito de idiota e aceitando o chapéu de babacas.
    Como afirmam alguns: "No Brasil não temos um povo, apenas um público manipulado que aceita tudo e não faz questão de seus direitos, nem o básico".

  4. Manoel disse:

    Em Israel
    1700 casos e 1 morte!
    O governo de Israel isolou os idosos e abriu tudo. Não fechou nada..
    Estão errados tambem??

    • Silva disse:

      Israel tem mais 9.000 casos com 61 mortes até o momento. Várias medidas de isolamento foi tomada pelo governo inclusive com fechamento de cidades e comunidades ortodoxas

    • Nei disse:

      Situação de Israel hoje: 10mil casos, 79 mortes. Proibição de viagens entre as cidades, aulas, shoppings e todo tipo aglomeração proibida.

    • MA disse:

      Informação errada. Procure se informar:Israel 9755 casos e 79 óbitos.

  5. Lucas disse:

    Vai entender esse governo, acho que não tem ngm pra dar um stop nesse pessoal, parece que quanto pior melhor..

  6. Gustavo disse:

    Se reduz o horário, aumenta a aglomeração. Palmas para os inteligentes burocratas…

  7. Laura disse:

    Manda o Governo dar uma volta aqui no Pajuçara, Nova Natal, está tudo normal, tudo funcionando as lojas de Roupas, as.lanchonetes, tudo aberto.

Sindicato do Comércio Varejista de Materiais Ópticos do RN reivindica segmento entre serviços de assistência à saúde

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico do Estado do Rio Grande do Norte – SINDIÓPTICA-RN, solicita ao Governo do Estado, seguindo os estados de São e Rio Grande do Sul, no retorno integral de suas atividades, como serviço essencial a saúde. Veja nota abaixo:

O Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico do Estado do Rio Grande do Norte – SINDIÓPTICA-RN é o legítimo representante do comércio varejista de material óptico, no Estado do Rio Grande do Norte, reconhecido pelo Ministério do Trabalho em 7 de março de 2006 por meio de Carta Sindical, que representa as empresas do varejo, respondendo por milhares de postos de trabalho formais.

As óticas são varejos relacionados a saúde dada pela classificação no item 2821 (óculos e lentes) do rol da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Para atender esta classificação mantem responsável técnico devidamente habilitado para o seu regular funcionamento e o aviamento exclusivo de receitas médicas.

Os serviços de saúde estão funcionando durante q pandemia e, dessa forma, estão sendo emitidas, pelos médicos oftalmologistas, as receitas oftalmológicas, que precisam ser aviadas em óticas, pois os usuários precisam fazer correção visual.

Por esse motivo o serviço de venda de material ótico deve ser classificado como DE ASSISTÊNCIA A SAÚDE, pois tem a responsabilidade de oferecer QUALIDADE VISUAL a população, bem como os profissionais que trabalham na saúde e na segurança pública.

Esse entendimento está sendo compreendido por vários estados e municípios brasileiros, como o Estado de São Paulo e o Estado do Rio Grande do Sul, com várias cidades paulistas e gaúchas aderindo q esse entendimento de classificar o comercio de material tópico como de ASSISTÊNCIA A SAÚDE.

Natal, 06 de abril de 2020.
Sergio Menezes
Presidente do SINDIOPTICA-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Parabéns a todos que fazem o sindiopticarn

  2. Emanuel disse:

    Ótimo precisamos retornar as nossas atividades, com todos os cuidados devido é claro, temos contas a pagar que não podem esperar.

CBF anuncia medidas de apoio financeiro aos clubes e Federações; veja quanto cada potiguar vai receber

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai destinar R$ 19 milhões, a título de doação, para a base da pirâmide do futebol coordenado pela entidade em competições de nível nacional, em função das dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus. Cada clube que disputa as séries C e D do Campeonato Brasileiro vai receber um auxílio financeiro direto no valor equivalente a duas vezes a folha salarial média dos atletas de cada uma dessas divisões, segundo dados apurados no sistema de registro de contratos da CBF. A mesma medida será aplicada ao futebol feminino e destinada aos clubes que disputam as Séries A1 e A2 do Campeonato Brasileiro.

Serão beneficiados 140 clubes, em uma ação realizada pela CBF com o apoio das Federações Estaduais. O objetivo é colaborar para que esses clubes possam cumprir seus compromissos com os jogadores e jogadoras durante o período de paralisação do futebol. Além disso, a CBF decidiu doar para cada uma das Federações Estaduais o valor de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais).

“Vivemos um momento inédito, de crise mundial, cuja extensão e consequências ainda não podem ser calculadas. É necessário, portanto, agir com critério e responsabilidade. O nosso objetivo, com essas novas medidas, é fornecer um auxílio direto imediato. Mas, além disso, temos que seguir trabalhando para assegurar a retomada do futebol brasileiro no menor prazo possível, quando as atividades puderem ser normalizadas”, afirma o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Os recursos de R$ 19.120.000,00 serão destinados da seguinte forma:

– Para os 68 clubes da Série D, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais), num total de R$ 8.160.000,00 (Oito milhões, cento e sessenta mil reais).

– Para os 20 clubes da Série C, o auxílio individual será de R$ 200.000,00 (Duzentos mil reais), num total de R$ 4.000.000,00 (Quatro milhões de reais).

– Para os 16 clubes da Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio individual será de R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais), somando R$ 1.920.000,00 (Um milhão, novecentos e vinte mil reais).

– Para os 36 clubes da Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio por clube será de 50.000,00 (Cinquenta mil reais), com o desembolso total, pela CBF, de R$ 1.800.000,00 (Um milhão e oitocentos mil reais).

– Para as Federações Estaduais, são R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais) por entidade, num total de R$ 3.240.000,00 (Três milhões, duzentos e quarenta mil reais).

O pagamento dos valores destinados aos clubes será realizado a partir desta terça-feira, 7. Essas ações se somam a outras medidas tomadas anteriormente pela CBF, também com impacto financeiro direto para o sistema do futebol:

– Isenção por tempo indeterminado aos clubes das taxas de registro e transferência de atletas. A medida deve gerar aos clubes uma economia em torno de R$ 4.000.000,00 (Quatro milhões de reais) nos primeiros três meses de aplicação.

– Adiantamento de uma parcela de R$ 600.000,00 (Seiscentos mil reais) para os clubes da Série B do Campeonato Brasileiro referentes aos direitos de TV da competição, feito com recursos próprios da CBF, no valor total de R$ 12.000.000 (Doze milhões de reais).

– Adiantamento aos árbitros do quadro nacional do pagamento de uma taxa de arbitragem, calculada a partir da maior taxa paga pela CBF em 2019 para sua categoria, no valor total de R$ 900.000,00 (Novecentos mil reais).

Com isso, as doações e isenções da CBF aos clubes e Federações alcançam R$ 23.120.000,00 (Vinte e três milhões, cento e vinte mil reais). Somadas aos R$ 12.900.000,00 (Doze milhões e novecentos mil reais) em adiantamentos, as ações da CBF representam um total de R$ 36.020.000,00 (Trinta e seis milhões e vinte mil reais).

Além dessas medidas emergenciais, a CBF mantém seu compromisso com o investimento no futebol. Em 2019, a entidade aplicou R$ 535 milhões no futebol brasileiro, em suas diversas áreas. A CBF arca com os custos, no todo ou em parte, de 20 competições, que garantem milhares de empregos na indústria do futebol. Por exemplo, somente na realização das Séries C e D do Campeonato Brasileiro, há um investimento de cerca de R$ 80 milhões.

“Vamos manter os investimentos para permitir a realização das competições previstas para 2020”, diz Rogério Caboclo. “O nosso maior compromisso para preservar clubes e empregos é fazer a indústria do futebol voltar a funcionar quando a retomada for possível”, completa Caboclo.

Desde que suspendeu todas as competições nacionais e articulou com as Federações Estaduais para que fizessem o mesmo, a CBF trabalha em quatro eixos de ações:

1 – Preservação dos contratos e receitas dos clubes: a manutenção dos contratos existentes, em especial os contratos de direitos de televisão, que são a base da sustentação dos clubes, além dos patrocínios. Em relação à receita advinda da bilheteria, a CBF vem construindo diferentes alternativas de adequação do calendário, a partir da primeira data em que seja possível retomar as competições. Além disso, a CBF terá total flexibilidade para adotar medidas que viabilizem a conclusão de todas competições previstas para 2020.

2 – Acordos trabalhistas: através da Comissão Nacional de Clubes, a CBF apóia um processo de diálogo que permita acordos trabalhistas justos e equilibrados para clubes, atletas e funcionários. O primeiro fruto foi a decisão por consenso dos clubes de concessão de férias coletivas no mês de abril.

3 – Governo Federal: a Entidade está levando propostas juridicamente sustentáveis para que o futebol seja preservado. A CBF defende que sejam estendidas aos clubes as medidas que o governo federal vem oferecendo para as empresas, no sentido de resguardar empregos e os compromissos financeiros de curto prazo. No caso do PROFUT, uma lei específica para o futebol, a proposta é que os clubes recebam um prazo para readequar o pagamento de suas obrigações tributárias.

4 – Crédito: A CBF tem dialogado com o mercado financeiro para permitir o acesso dos clubes a linhas de crédito com juros baixos, que viabilizem atravessar o momento de paralisação dos campeonatos.

A CBF continua trabalhando intensamente, em conjunto com clubes e Federações, para que o futebol brasileiro supere esse enorme desafio.

Clubes potiguares e FNF

Cinco clubes do Rio Grande do Norte foram beneficiados – ABC, América-RN, Globo FC e Potiguar de Mossoró, que disputam a Série D, e o Cruzeiro de Macaíba, representante do estado na Série A2 do Brasileiro Feminino. No total, o estado terá direito a R$ 650 mil.

Para os clubes de Série D, o valor destinado para cada será de R$ 120 mil. A CBF instituiu um valor “equivalente à média de duas folhas salariais dos atletas da competição”.

Para a Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino, o auxílio por clube será de R$ 50 mil. A Federação Norte-rio-grandense de Futebol também vai receber R$ 120 mil – mesmo valor de todas as outras.

Em resumo:

ABC – R$ 120 mil
América-RN – R$ 120 mil
Cruzeiro-RN – R$ 50 mil
Globo FC – R$ 120 mil
Potiguar de Mossoró – R$ 120 mil
FNF – R$ 120 mil

Com informações da CBF e Globo Esporte Natal

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fraskerino entristecido disse:

    Esse dinheiro não dá nem prá pagar a folha dos funcionários que mantém o frasqueirão.
    Se é que ainda existem funcionários por lá.
    Só de água a dívida é o muito mais que essa "ajudinha" da CBF.
    Meu ABC caminha a passos largos pra decretar falência…

COVID-19: Governo do Estado atualiza medidas nas áreas de agricultura e fiscalização de estabelecimentos

Fotos: Elisa Elsie

Em entrevista coletiva à imprensa, o Governo do Estado atualizou as ações que estão em andamento no Rio Grande do Norte para o combate ao novo Coronavírus (Covid-19). Na manhã desta segunda-feira (6) na Escola de Governo, os secretários de Estado Cipriano Maia (Saúde/Sesap), Fernando Mineiro (Gestão de Metas e Projetos/Segepro) e o controlador Geral Pedro Lopes (Control) falaram das iniciativas nas áreas da saúde, economia e assistência social, reforçando ainda a importância do isolamento e distanciamento social.

De acordo com Cipriano Maia, está prevista para esta terça-feira (7) a divulgação do cenário de contaminação no Rio Grande do Norte, que explicará a gravidade da situação no Estado. Além disso, o secretário lembrou que o edital de chamamento público para contratação de instituição filantrópica, organização social ou sociedades empresariais hospitalares e de saúde em geral, para gestão do hospital de campanha, está em andamento.

Ele também destacou a necessidade de as pessoas ficarem em casa expondo as informações do boletim epidemiológico da Covid-19 no RN. “Hoje temos 246 casos confirmados em 22 municípios. Já foram realizados mais de três mil testes. Precisamos da ajuda da população para conter a contaminação comunitária, é necessário o compromisso das pessoas reforçando as medidas de isolamento social, higiene e o respeito às medidas adotadas e indicadas pelo Governo”, disse.

Fernando Mineiro enfatizou as medidas que estão sendo tomadas por meio do Governo Cidadão. “Estamos adquirindo R$ 7 milhões em equipamentos para os hospitais e unidades de saúde por meio do Projeto Governo Cidadão, com recursos do empréstimo pelo Banco Mundial. Em andamento temos o processo da compra de máscaras cirúrgicas.”

Outra medida desenvolvida por meio do Governo Cidadão é a elaboração de um projeto junto às secretarias da Agricultura de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária (Idiarn), do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RN).

A iniciativa visa a aquisição de alimentos por meio do Programa Compra Direta da produção da agricultura. “Sempre garantindo a transparência das ações e dos processos. É preciso uma união forte entre os órgãos públicos, da iniciativa privada e da população para enfrentar a situação”, frisou Mineiro.

O Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes, enfatizou a ação realizada pela Control no fim de semana que inspecionou supermercados e mercados. “A população precisa se conscientizar, manter distância uma das outras nos supermercados, farmácias e estabelecimentos essenciais.”

Ele lembrou que desde o dia 25 de março está em funcionamento a Central de Doações, que funciona na Escola de Governo arrecadando donativos de pessoas jurídicas. “Em breve iremos expandir para que pessoas físicas também possam contribuir. As doações estão acontecendo e já recebemos, por exemplo, cerca de 10 mil luvas e 10 mil máscaras, que caberá à Sesap definir os locais beneficiados com o material. Também está em andamento a doação de 50 mil litros de álcool. Estamos com várias empresas parceiras que querem ajudar o Estado”.

O Governo do RN em parceria com a Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (ASSURN) está tratando de uma campanha, segundo Pedro Lopes. É o “RN Mais Unido” que incentivará as pessoas físicas a realizarem doações em diversos postos de coletas espalhados pelo estado. As doações serão destinadas às pessoas em situação de vulnerabilidade social e a Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social irá definir as famílias beneficiadas. “O Governo do Estado, com apoio de todos os seus órgãos, está trabalhando em muitas frentes para conter os efeitos da epidemia e cuidar da população”, avaliou o controlador geral.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juliana disse:

    Pagamento dp Estado esta ameaçado

  2. Anderson disse:

    SANGUE DE JESUS CRISTO!

  3. Cabo Silva disse:

    Nenhum dos 3 personagens consegue transmitir um mínimo razoável de credibilidade nas suas próprias imagens!

Medidas restritivas no DF para combater o novo coronavírus: aulas suspensas até 31 de maio; eventos e comércio ficam restritos até 3 de maio

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), critica posição da Câmara Legislativa contrária ao reajuste das tarifas do transporte público — Foto: TV Globo/Reprodução

O governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou, nesta quarta-feira (1º), a prorrogação das medidas de isolamento para combater o novo coronavírus. As restrições, que deveriam acabar no próximo domingo (5), continuam válidas até maio.

No caso das aulas em instituições de ensino públicas e privadas, a suspensão das atividades vale até 31 de maio. Já com relação a eventos, parques, academias, restaurantes, bares e parte do comércio, as restrições continuam até 3 de maio.

O governador também incluiu na lista de atividades com permissão para funcionar as feiras permanentes. No entanto, só podem abrir as barracas que vendem produtos alimentícios. Lavanderias e floriculturas também poderão funcionar, mas apenas no esquema de entregas (veja lista completa abaixo).

Nesta quarta-feira (30), Ibaneis já havia afirmado, em entrevista à TV Globo, que pretendia prorrogar os decretos. Segundo o governador, a medida é necessária porque a capital ainda não chegou ao pico do contágio pelo novo coronavírus.

Segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, até o início da noite desta quarta, haviam sido registrados 370 casos de infecção pelo coronavírus na capital. Quatro pessoas morreram.

O que abre e o que fecha

As restrições impostas pelo governador Ibaneis Rocha que continuam válidas até 3 de maio são:

Suspensão de eventos que precisem de alvará do GDF;

Suspensão das atividades de cinemas e teatros;

Fechamento de academias;

Mudança no atendimento de órgãos públicos;

Fechamento de parques, boates, feiras e shoppings;

Atendimento restrito ao público nas agências bancárias;

Fechamento de shoppings (exceto farmácias, laboratórios e clínicas)

Fechamento de lojas, bares e restaurantes;

Fechamento de salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos;

Suspensão de missas, cultos e celebrações religiosas

Proibição do comércio ambulante em geral.

Os estabelecimentos que poderão continuar funcionando são:

Clínicas médicas;

Clínicas odontológicas e veterinárias (em casos de emergência);

Laboratórios;

Farmácias;

Funerárias e serviços relacionados;

Pet shops (caso tenham veterinários, vendam remédios ou produtos sanitários para animais);

Postos de combustíveis;

Supermercados;

Minimercados, mercearias e afins;

Comércio estabelecido de produtos naturais, bem como de suplementos e fórmulas alimentares, sem consumo no local;

Comércio estabelecido varejista e atacadista de hortifrutigranjeiros;

Lojas de materiais de construção e produtos para casa;

Padarias;

Fábricas e lojas de bolos caseiros e pães;

Atacadistas;

Peixarias;

Operações de delivery;

Oficinas mecânicas, exceto de lanternagem e pintura;

Concessionárias de veículos;

Estandes de compra e venda de imóveis;

Borracharias;

Agropecuárias (com venda de insumos, medicamentos e produto veterinários);

Serviço de tele-entrega em feiras permanentes e/ou populares;

Empresas de construção civil (sem atendimento ao público);

Lotéricas;

Lojas de conveniência em postos (sem consumo no local);

Empresas de tecnologia, exceto lojas de equipamentos e suprimentos de informática;

Lavanderias (exclusivamente no sistema de entrega em domicílio);

Floriculturas (exclusivamente no sistema de entrega em domicílio);

Empresas do segmento de controle de vetores e pragas urbanas;

Construção civil.

Segundo o decreto, “ficam permitidas operações de entrega em domicílio, pronta entrega em veículos e retirada do produto no local, sem abertura do estabelecimento para atendimento ao público em suas dependências, sendo vedada a disponibilização de mesas e cadeiras aos consumidores”.

Idosos em casa

O decreto do GDF também recomenda que a circulação de idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas se limite às necessidades imediatas de alimentação e saúde. Deve ser evitada qualquer movimentação de pessoas que não seja para o exercício de atividades imprescindíveis.

De acordo com o texto, o aumento no preço de produtos sem justa causa será considerado abuso de poder econômico. O decreto afirma ainda que empresas e pessoas que descumprirem as normas vão ser responsabilizadas. A fiscalização das medidas será feita pelo DF Legal.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Tá certíssimo. Os que aqui criticam são funcionários públicos aposentados, que já ficam em casa e querem defender esse "presidente" de coisa nenhuma…

  2. Ricardo Lúcido disse:

    Atitude corretíssima . Pense num cara que está surpreendendo pela postura firme . O presidente , votei nele e me arrependo , continua nas suas ações bipolares . Contagem regressiva . O Bozo vai pedir o boné .

    • JHFO disse:

      PeTralha ! Vc não engana a ninguém rsrs. Vc fede e mente descaradamente.

    • Araújo disse:

      Deixe de lorota rapaz, eu lhe conhece vc é PT doente.

    • guga disse:

      Eu não me arrependo, pois a outra opçao eram os bandidos que saquearam o país e que promoveram o caos na educação e destruíram as famílias.

    • Victorino disse:

      Os comentários desse PeTralha chamado Ricardo InLúcido não muda, ele cópia e cola, vai cuidar da sua família, para de fazer política rasteira nesse momento seu acéfalo, adorador de corrupto. Vergonha dessa raça.

  3. luto disse:

    Esse é do time dos governadores imbecis como a daqui. Desejo que todos os prejudicados acampem em frente a residência deles.

  4. Luis disse:

    Um tremendo Idiota,como toda esquedalha,quanto pior,melhor !!!!!

  5. Armando Vilarim disse:

    Mais um radical e disseminador do caos. Onde ele vai com tanto radicalismo? Usando o oportunismo político na hora e da forma errada.
    Quando os pequenos empresários e empresas que precisam faturar quebrarem, ele vai jogar a culpa em quem? Assim como 95% dos políticos, não será suficientemente honesto para assumir o que está fazendo e vai causar.
    Determinar o isolamento como única forma de combate ao vírus é se alimentar da necessidade excessiva de impor, mostra sua condição ditatorial de governar, longe de qualquer forma democrática e inteligente de tratar a situação.
    Não será só ele que vai deixar evidenciado esse lado inquisitivo de dominar o povo, vai produzir o caos para depois se sentir o máximo distribuindo cestas básicas aos mais necessitados, como já acontece em alguns estados, onde o povo está proibido de trabalhar, mas liberado para formar filas e receber escola dos governos estaduais.
    O povo da Venezuela e de Cuba conhece bem demais esse modelo de governo.

OMS responde Bolsonaro e nega ter sido contra medidas de isolamento social

O que vale sobre as medidas de isolamento? A TV Globo perguntou à Organização Mundial de Saúde se as palavras de ontem do diretor-geral da Organização, Tedros Adhanom, podem justificar a afirmação do presidente Jair Bolsonaro de que, para o diretor da OMS, “os informais têm que trabalhar”.

A OMS respondeu que o diretor-geral não disse ser contra as medidas de isolamento. Segundo a organização, ele afirmou que as pessoas que perderam renda por causa da Covid-19 precisam receber apoio.

Agora há pouco, o próprio diretor da OMS postou uma mensagem nas redes sociais dizendo que apenas defendeu que os que ficaram sem renda devem ser beneficiados por políticas sociais dos governo, para que possam cumprir medidas de isolamento:

“Pessoas sem fonte de renda regular ou sem qualquer reserva financeira merecem políticas sociais que garantam a dignidade e permitam que elas cumpram as medidas de saúde pública para a Covid-19 recomendadas pelas autoridades nacionais de saúde e pela OMS.

Eu cresci pobre e entendo essa realidade. Convoco os países a desenvolverem políticas que forneçam proteção econômica às pessoas que não possam receber ou trabalhar devido à pandemia da covid-19. Solidariedade”.

G1