Saúde

VÍDEO: Polêmica sobre origem da Covid esquenta após imagens de morcegos no que seria laboratório de Wuhan

Assista reportagem AQUI

O vírus da Covid-19 teria escapado de um laboratório chinês, antes de se espalhar pelo planeta? O debate em torno desta possibilidade está cada vez mais quente. Foram divulgadas agora imagens mostrando morcegos vivos no que seria o interior do laboratório de Wuhan, uma instalação de segurança máxima.

O laboratório, inaugurado com grandiosidade em 2017, agora é alvo de uma discussão internacional, após a divulgação de um vídeo que traz imagens de morcegos vivos no que seria o interior do laboratório.

Os chineses e os seus parceiros científicos do Ocidente sempre negaram que houvesse criação de morcegos no Instituto de Virologia de Wuhan. O fato pode reforçar a possibilidade de que o vírus da Covid-19 não tenha vindo de um animal na natureza, mas sim que ele tenha escapado de um laboratório chinês.

O engenheiro Gilles, francês que mora na Nova Zelândia, faz parte de um grupo virtual chamado ‘Drastic’ – são detetives amadores da internet, que investigam as origens do vírus da Covid-19. Foram eles que acharam o vídeo em um site chinês. “Não é fácil encontrar um vídeo desses, porque o título nem sempre traz as palavras-chave para facilitar a busca. Tem de vasculhar muito, até tropeçar naquilo que interessa”, diz Gilles.

Outra descoberta do grupo ‘Drastic’ foi em 2020: em um artigo científico, pesquisadores de Wuhan revelavam ter encontrado, sem explicar direito como, um novo vírus. Foram eles que descobriram que este vírus já tinha aparecido, só que com outro nome, em um outro artigo chinês, e que o vírus tinha sido colhido pelos pesquisadores em uma caverna infestada de morcegos, em 2012. Veja a reportagem completa acima.

Fantástico – Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Expansão urbana de Natal e Parnamirim: Mercado imobiliário aquece com entrega de mais um grande empreendimento aos clientes

Fotos: Divulgação

A zona de expansão urbana de Natal e Parnamirim ganha, neste sábado (14), mais uma obra importante: o Condomínio Nova Iorque, que será entregue aos compradores pela empresa SCR, proprietária de ativos hoteleiros e imobiliários no Rio Grande do Norte. O Condomínio Nova Iorque é a concretização da primeira fase de um dos maiores projetos imobiliários do Estado, o Majestic Village. Ao todo, serão entregues 230 lotes, integralmente vendidos, contribuindo para o reaquecimento do mercado imobiliário.

A primeira fase do empreendimento Majestic Village foi concluída com toda a infraestrutura de segurança e lazer completa. Agora serão iniciados os preparativos para o lançamento das próximas fases. O projeto foi elaborado pelos arquitetos Luciano Barros e Alexandre Abreu e atendeu à concepção de um conceito desenvolvido com a ideia de ser um dos maiores condomínios urbanos em homenagem a várias capitais do mundo. Assim, foram idealizadas as etapas em nome de cidades-ícones como Nova Iorque, Londres, Lisboa, Sidney e Tokio.

O Majestic Vilage está sendo desenvolvido há 4 anos e envolveu a aquisição do terreno, projetos, licenciamento e obras. A estimativa do incorporador, que aposta no reaquecimento do mercado imobiliário, é continuar próximas etapas em meio a novos lançamentos em Cajupiranga, numa área de grande valorização.

Fotos: Divulgação

Opinião dos leitores

  1. Nova YORK ou IORQUE? Mas isso não vem ao caso, agora condomínio com nome de cidade de terceiro mundo com fiação aérea, sei não.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *