Pesquisa CNT/MDA: Jair Bolsonaro tem 57% e Fernando Haddad, 43%

Foto: Ricardo Moraes/Nacho Doce/Reuters

Nova pesquisa eleitoral, divulgada pela CNT/MDA nesta segunda-feira (22), mostra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 57% dos votos válidos, contra 43% de Fernando Haddad (PT).

Para 91,1% dos eleitores de Bolsonaro, o voto está definido. Entre os eleitores de Haddad, esse percentual é de 91,3%.

A rejeição de Fernando Haddad continua sendo a mais alta, sendo que 51,4% dos entrevistados não votariam nele de jeito nenhum. Jair Bolsonaro é rejeitado por 42,7%.

Apenas 14,6% dos entrevistados acreditam que Haddad será eleito presidente. Para 74,4%, Bolsonaro sairá vitorioso no domingo (28).

O levantamento incluiu também uma questão também sobre o interesse da população nessa eleição. De acordo com a pesquisa, 41,3% dizem ter muito interesse, enquanto apenas 15% manifestam nenhum interesse.

Foram ouvidos 2.002 entrevistados em 137 cidades de 25 Estados, nos dias 20 e 21 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número BR-00346/2018.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joaquim Fabrício disse:

    De acordo com as pesquisas divulgadas, considerando atá as do Ibope e do Datafolha que sempre jogam a favor do PT de forma aberta, no segundo turno vem se mantendo uma diferença entre 15 a 20 pontos percentuais para Bolsonaro. Para bom entendedor, isso significa que a diferença deve ser entre 17 a 25% para Bolsonaro.
    Mesmo diante de um jogo sujo e pesado adorado pela esquerda, a situação tende ser mais favorável para Bolsonaro.
    Se estão observando, o TSE mandou o PT tirar do ar a fack news que joga em Bolsonaro o período militar, mas o PT descumpre a ordem e continua com a propaganda;
    Mesmo diante da atitude de Haddad que recebeu uma bíblia de presente a jogou no lixo, divulgando depois um vídeo idiota dizendo que alguém pegou a bíblia e a jogou no lixo;
    Mesmo diante do vídeo de Bolsonaro que foi infeliz numa declaração sobre o STF, quando existem duas outras do PT com o mesmo conteúdo e a mídia não divulga;
    Mesmo quanto o PT tem toda sua cúpula partidária indiciada e processada por corrupção e o importante para mídia é o processo de divórcio de Bolsonaro;
    Mesmo quando o PT tem sua campanha eleitoral dirigida de dentro da carceragem da PF, mas para mídia o importante e condenável é Bolsonaro não participar dos debates;
    Mesmo o PT gastando milhões na campanha, o condenável é Bolsonaro ter uma dúzia de outdoor espalhados pelo Brasil e ter o menor gasto já registrado numa campanha eleitoral;
    Mesmo diante de tanta inversão vendida pela mídia, o povo está ao lado da campanha que é contra a corrupção, onde o Brasil está acima de tudo e Deus acima de todos.

  2. Roberta disse:

    Kkkkkkkkkkkkk, não tem apelação nem manipulação que dê jeito, Bolsonaro é o presidente, se não for com 75% dos votos, foi fraude, é a maior vantagem da história. Também contra uns bandidos descarados desses

PDT de Ciro Gomes anuncia ‘apoio crítico’ a Fernando Haddad no segundo turno

O PDT anunciou nesta quarta-feira (10) que dará “apoio crítico’ a Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição. Haddad disputará a Presidência da República com Jair Bolsonaro (PSL).

A decisão foi anunciada em uma nota, divulgada pelo partido, após reunião da Executiva Nacional.

“A Executiva Nacional do PDT, reunida nesta quarta-feira na sede nacional do partido, em Brasília, declara seu apoio crítico à candidatura de Fernando Haddad para evitar a vitória das forças mais reacionárias e atrasadas do Brasil e a derrocada da democracia”, informou o partido.

Na última segunda-feira (8), o presidente do PDT, Carlos Lupi, já havia afirmado ao G1 que o partido “jamais” apoiaria Bolsonaro e estudava dar “apoio crítico” a Haddad.

Ciro Gomes

No primeiro turno, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, ficou em terceiro lugar. Ex-governador do Ceará e ex-ministro da Integração Nacional, ele recebeu 13,3 milhões de votos (12,47%).

No último domingo (7), logo após a confirmação o resultado do primeiro turno, Ciro Gomes foi questionado sobre quem apoiaria no segundo turno e respondeu “ele, não”, uma referência ao movimento #EleNão, contrário a Jair Bolsonaro.

Ao deixar o encontro do PDT desta quarta-feira, Ciro afirmou: “Abaixo o fascismo! Pela democracia! Abaixo a ditadura! Ditadura nunca mais!”

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. vitor augusto disse:

    comunistas, temos que tirar essa gente do poder urgente.
    vote 17 pra isso aqui começar a crescer.
    vejam o dólar, está caindo só pq bolsonaro foi bem no 1 turno.
    RACIOCINEM

    • Bruno Lira disse:

      Vitor Augusto? Esse nome é de menino criado pela avó e pela babá, num condomínio fechado…
      Interessante que agora todo mundo virou cientista político e economista.

Fernando Haddad é alvo de oito processos na Justiça após gestão em São Paulo

Foto: Marlene Bergamo/Folhapress – 26.09.2018

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, é alvo de oito processos na Justiça decorrentes de sua gestão como prefeito de São Paulo (2013-2016) e da sua eleição à Prefeitura em 2012. São seis ações de improbidade administrativa envolvendo supostos desvios de recursos no Teatro Municipal, superfaturamento na construção de uma ciclovia e uso indevido das multas de trânsito, além de duas denúncias (criminal e eleitoral) relacionadas ao suposto pagamento de uma dívida de campanha por empreiteira da Lava Jato.

Desde que a primeira ação contra o petista foi movida pelo Ministério Público de São Paulo, em 2015, o ex-prefeito acumula algumas vitórias e derrotas parciais, sem condenação até o momento. Haddad é réu em dois processos – suposto prejuízo de R$ 5,2 milhões na construção de 12,4 km de ciclovia e suposto recebimento de R$ 2,6 milhões de caixa 2 da UTC Engenharia na campanha de 2012, quando foi eleito. Em outra ação, contra o uso do dinheiro das multas de trânsito para pagar funcionários, a Justiça proibiu a prática, mas absolveu Haddad da acusação de dano ao erário na primeira instância. A Promotoria recorreu. Outra ação sobre o mesmo caso está suspensa até fevereiro de 2019.

Só a acusação de caixa 2 da UTC, fruto de delação premiada do ex-presidente da empreiteira Ricardo Pessôa, resultou em outros dois processos movidos pelo MP paulista no último mês: uma ação por enriquecimento ilícito e uma denúncia por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O petista nega o crime e tem criticado ações da Promotoria em pleno período de campanha. A Corregedoria do Ministério Público apura se as ações seguirem o rito normal.

Poucos dias antes de deixar a Prefeitura, em dezembro de 2012, Haddad foi alvo de outra ação do MP, que o responsabiliza pelo suposto desvio de R$ 15,6 milhões de recursos do Teatro Municipal entre 2013 e 2015. A acusação foi feita pelo ex-diretor da fundação do teatro, por meio de delação premiada. Em março de 2017, a Justiça determinou a suspensão imediata do contrato com o instituto que administrava o teatro, mas a ação contra o petista ainda está na fase de citação. O caso também é alvo de ação popular.

Defesa

A assessoria do ex-prefeito de São Paulo afirma em nota que, no caso do Teatro Municipal, foi Fernando Haddad “quem determinou a Controladoria-Geral do Município que investigasse as denúncias de desvio de recursos, afastou o gestor responsável e bloqueou os bens dos réus”.

Sustenta ainda que os processos envolvendo multas “estão suspensos” e o próprio juiz da ação sobre a ciclovia diz que o prefeito “tomou as providências necessárias para sanear o contrato”. Sobre as denúncias da campanha de 2012, afirmou que Ricardo Pessôa é um “delator desqualificado”, “não apresentou nenhuma prova” e Haddad cancelou obra de seu interesse “por indícios de superfaturamento”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

R7, com Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mario disse:

    Vai ser no primeiro turno esquerda derrotada.
    Bolsonaro17

  2. LAMPIÃO disse:

    ESTARRECEDOR ESTE SENHOR TER O VOTO DE PESSOAS QUE NÃO SEJAM PARENTES PRÓXIMOS SEUS. MAS: BRASIL, SIL, SIL!!!

  3. Portuga disse:

    Não vai comentar aqui não Léo?? Que vai dizer sobre esse assunto? Aliás vou te dar um conselho amigo. Se tu tens plano de saúde pode marcar a consulta pro dia 08/10/18 se não pode entrar na fila do SUS imediatamente, pois do jeito que estais apaixonado por Andrade, você vai ter uma ressaca tão grande com a DERROTA que tu vais precisar. Éééé !! Combinado?

  4. Keyla disse:

    Eleitores do Bolsonaro, saibam: vocês estão devolvendo o país ao PT!

    O antipetismo hard, o ódio dos que responsabilizam o PT por todas as dores e sofrimentos existentes neste vale de lágrima, é uma doença do espírito. Obnubila a inteligência, produz fanatismo e estupidez, e induz as almas incautas ao mais relinchante bolsonarismo.

    Querem prova de que o antipetismo é estúpido e autodestrutivo? Bastam duas evidências:

    O primeiro grande feito do antipetismo nesta eleição foi aniquilar as candidaturas de direita e de centro. Todas as agendas voltadas para uma substituição construtiva e consequente da hegemonia petista foram asfixiadas pela ânsia moral e pela pauta feroz da extrema-direita, como se o grande problema brasileiro não fosse a crise econômica e os problemas sociais, mas a erotização das crianças, a homossexualidade e essa mania de as mulheres pensarem que são iguais aos homens.

    Por último, o antipetismo é tão burro e tão inconsequente que já tendo conseguido o feito de ressuscitar a força eleitoral do PT, agora vai realizando a proeza de entregar esta eleição presidencial a Haddad.

    • Vitamina B17 disse:

      Vc q demonstra ser de uma "espécie pensante", como vc tem a mínima coragem e decência de falar mal dos eleitores de Bolsonaro e pede voto para uma pessoa q já falou por diversas vezes que quer o controle das igrejas, que adora o Maduro da Venezuela e q quer acabar com a lava-jato, q quer enganar a população com papo furado de SPC (isso é de uma irresponsabilidade e estupidez sem precedentes) e q quer tornar o nosso país em uma Ditadura Comunista… Acorde pra vida criatura! Esse imbeCIRO é só mais um malandro q sabe falar melhor do que os outros e não merece o mínimo de crédito!

      "Prefiro arriscar cair do cavalo, do que já saber q irão roubar meu cavalo!"

      Bolsonaro 2018

  5. Lula disse:

    #essepaumandadonão

  6. Lava Jato! disse:

    É o professor da corrupção do PT!

  7. Mvinicios disse:

    A nossa democracia permite o livre arbítrio, portanto, apoiar malfeitores é um direito. Direitos Humanos, por exemplo, defendem estupradores, corruptos, crimes do colarinho branco e é por isso que muitos pais e mães defendem e lutam por criminosos da política!

  8. Vitamina B17 disse:

    Esse Partido é uma Quadrilha!

    Me desculpem, mas o pai de família que idolatra uma bandidagem como essa não está dando nem um mínimo de decência e exemplo para seus filhos!!!

    "O DELÍRIO DOS PETISTAS É LIVRE, LULA NÃO!"

Rejeição que mais cresceu foi a de Haddad, segundo Datafolha

Segundo o Datafolha, a rejeição que mais cresceu foi a de Fernando Haddad: nove pontos desde o final de agosto. A de Jair Bolsonaro parou de crescer desde o início de setembro. As informações são destaque em O Antagonista e Folha de São Paulo.

O petista, que está em segundo lugar na pesquisa com 16% das intenções de voto, agora é rejeitado por 29% dos eleitores. Há uma semana, essa taxa estava em 22% e, na pesquisa dos últimos dias 13 e 14, em 26%.

Jair Bolsonaro (PSL), líder isolado da pesquisa com 28%, tem rejeição de 43%.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Tchau querido!

  2. Roberto disse:

    Isso é um candidato derrotado. a rejeição subiu de foguete e a percentagem de eleitores propenso a votar nele, de carroça. Esse não chega no 2o turno. Kkkkkkkkkkkkk

  3. SERVULO ROMÃO disse:

    NÃO TENHO BOLA DE CRISTAL, NÃO SOU ADIVINHO, NÃO TENHO REPÚDIO A UM OU OUTRO, MAS ESSES INSTITUTOS DE PESQUISA MOSTRAM NÚMEROS COM ESSE CRESCIMENTO DE UM CANDIDATO DESCONHECIDO, APENAS SENDO APOIADO POR UM EX PRESIDENTE EM PLENA DECADÊNCIA POLÍTICA, É CONSTRANGEDOR E
    DESGASTANTE, TRADUZINDO EM COMPLETA FALTA DE CREDIBILIDADE.
    NÃO EXISTE ESSE CRESCIMENTO DO CANDIDATO DO PT, ISSO É MANIPULAÇÃO ELEITORAL. NÃO VEMOS O POVO NAS RUAS APOIANDO O PT.
    OS CANDIDATOS DO PT, PDT, REDE, MDB, PSDB E PODEMOS VÃO AS RUAS E SÃO ACOMPANHADOS APENAS PELA MILITÂNCIA MAIS PRÓXIMA, O POVO NÃO ESTÁ COM ELES. SÓ EXISTEM MANIFESTAÇÕES E CARREATAS EM FAVOR DO CANDIDATO DO PSL, JAIR MESSIAS BOLSONARO, O POVO ESTÁ COM ELE.
    O POVO ESTÁ COM BOLSONARO PORQUE CANSOU DAS PROMESSAS IRREALIZÁVEIS, CANSOU DE ESCUTAR DESCULPAS, PERDEU A PACIÊNCIA COM TANTAS MENTIRAS.
    O POVO ESTÁ COM BOLSONARO COMO FORMA DE PROTESTO AOS VELOS CACIQUES DA POLÍTICA, CONTRA A IMPUNIDADE, CONTRA A INSEGURANÇA, CONTRA A CORRUPÇÃO. O POVO ESTÁ COM BOLSONARO DE GRAÇA, POR PROTESTO CONTRA ESSE SISTEMA DEMOCRÁTICO FALIDO E ARRASADO PELOS APROVEITADORES DO PODER.

Fernando Haddad: “Quanto mais juro o banqueiro cobrar, mais imposto vai pagar”

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, atacou nesta sexta-feira (14) a concentração bancária, afirmando que, se eleito, vai estimular a redução dos juros para fomentar o crédito. Para isso, ele prometeu aumentar impostos das instituições financeiras que não diminuírem as taxas.

Foto: Pilar Olivares / Reuters

O petista, que visitou a favela da Rocinha em ato de campanha na Zona Sul do Rio de Janeiro, disse que a retomada da atividade econômica depende de um conjunto de medidas, tais como reforma tributária, redução de impostos para famílias de menor renda e uma reformulação bancária.

“Sem a reforma bancária, o juro vai continuar muito alto na ponta, chega a 300% no cartão de crédito e 100% no cheque especial”, disse Haddad a repórteres.

“Quanto mais juros o banqueiro cobrar mais imposto ele vai pagar, e vice-versa. Vamos induzir a diminuição das taxas de juros porque o sistema está muito concentrado, e, já que não tem concorrência entre eles, o governo vai regular para que haja concorrência”, acrescentou.

Durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foram adotadas medidas anticíclicas para enfrentar o baixo crescimento econômico, e uma delas foi o uso dos bancos públicos para forçar a redução dos juros no setor bancário. Recursos bilionários também foram injetados pelo Tesouro no BNDES, que chegou a emprestar ao setor privado a um custo mais barato que o de captação. Na época, as medidas foram criticadas por comprometerem o desempenho dos bancos públicos e aumentarem o endividamento das famílias.

Teto dos gastos

Haddad afirmou ainda que o teto de gastos públicos, que regula as despesas do governo pela inflação do ano anterior, também comprime o nível de atividade.

“O teto de gastos não abre nenhum espaço fiscal para investimento, e sem investimento público, sem consumo das famílias, sem crédito barato, a economia não vai retomar e o problema fiscal vai agravar”, afirmou.

O candidato do PT aproveitou a visita à Rocinha para prometer retomar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em comunidades carentes para melhorar as condições de vida das pessoas com mais emprego e geração de renda.

Carro de som anunciava “Lula é Haddad e Haddad é Lula”

Além de Haddad, também participaram do ato de campanha na Rocinha a candidata a vice Manuela D’Ávila e candidatos da coligação a outros cargos na eleição de outubro.

Durante a visita, o candidato à Presidência cumprimentou eleitores e moradores e ouviu gritos de Lula durante boa parte do percurso, que foi acompanhado por militantes e com um carro de som anunciando “Lula é Haddad e Haddad é Lula”.

Terra

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fany Carlos M. Tavares disse:

    Mais um erro do candidato , meus amigos ele falou que quanto mais juros os Bancos cobrarem , mais impostos serão cobrados , " PRESTEM ATENÇÃO " os Bancos não estão nem ai , porque nesse caso a conta será cobrada aos CORRENTISTAS , resumindo vai sobrar para o POVO como sempre .

  2. Deco disse:

    Odebrech, Friboi, UTC , Engevis OAS ja pagaram muito….. agora sera a vez dos banqueiros?? vixe!!!!

Governo Dilma gastou R$ 14 milhões em livros os quais ensina que 10 – 4 = 7

O Governo Federal gastou R$ 14 milhões na imprensão de 7 milhões de livros para 1,3 milhão de alunos receberam materiais com erros; o incompetente  ministro da Educação pediu abertura de sindicância para apurar quem são responsáveis pela falha

Marta Salomon e Denise Madueño/Estadão

BRASÍLIA – O Ministério da Educação pagou R$ 13,6 milhões para ensinar que dez menos sete é igual a quatro a alunos de escolas públicas da zona rural do país. No segundo semestre de 2010, foram distribuídas com erros graves 200 mil exemplares do Escola Ativa, material destinado às classes que reúnem alunos de várias séries diferentes.

Foram impressos ao todo 7 milhões de livros – cada coleção do Escola Ativa contém 35 volumes. Os erros foram detectados no início do ano, e um grupo de especialistas contratados pelo ministério julgou que eles eram tão graves, tão grosseiros e tão numerosos que não bastava divulgar uma “errata” à coleção.

Os livros com erros foram distribuídos a 39.732 classes multisseriadas da zona rural, presentes em 3.109 municípios e todos os Estados do país. Segundo publicação do MEC, essas classes atendem 1,3 milhão de alunos.

Provocado pelo Estado, o ministro da Educação, Fernando Haddad pediu à Controladoria-Geral da República (CGU) a abertura de sindicância para apurar o tamanho do prejuízo e os responsáveis por ele. Ao mesmo tempo, mandou uma carta aos coordenadores de escolas da zona rural recomendando que os livros do Escola Ativa não sejam usados em sala de aula. A coleção foi retirada do ar também na internet.

(mais…)