Política

VÍDEO: Médica que foi avaliada para o Ministério da Saúde cantou “Amor I love you” para Dilma Rousseff

A cardiologista Ludhmila Hajjar, que passou por avaliação do governo para substituir o general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, teve um vídeo compartilhado nas redes sociais nas últimas horas, em ocasião que deu suporte médico a então presidente Dilma Rousseff, no Sírio Libanês.

No vídeo resgatado, a doutora canta “Amor I love you”, de Marisa Monte, para a petista, que se encantou com a voz da médica e sua receptividade.

Opinião dos leitores

  1. Foi muito bom ela não ter sido escolhida para o ministério, pois essa comunista não seria mais do que uma reles espiã infiltrada no governo Bolsonaro!

  2. BG explica aí a relação, não entendi. Essa senhora é uma estudiosa, uma vencedora, não é louca de participar de um governo medíocre desse e acabar como os outros…

  3. Uma idiota cantando para uma Encaixotadora de Vento.Se fosse uma paciente do Sus,essa puxa-saco estaria cantando???

  4. Se ela não servia para o cargo, se ela não tinha o perfil adequado, por que a convidaram para o ministério?

  5. Babona e ainda é mentirosa, inventou que tinham tentado entrar no quarto do hotel em que estava em Brasília mas as câmeras de vigilância não registraram nada nessa noite.

  6. Espetacular ela é Dr Kalil,fazem sempre isso para seus pacientes, infelizmente tem um bando de burros fanáticos que preferem cloroquina, kkkkkkk

  7. Tratou do ministro Pazuello com o mesmo mimo,tanto faz o paciente ser de esquerda ou de direita.JESUS na cruz abençoou o bandido bom e se houvesse reconhecimento do outro tambem o faria.
    Amor a vida não tem partido.

    1. PEPE, você está certíssimo! Quem perdoa e abençoa é Deus, por meio de seu filho e representantes nesta terra (os Padres), nós outros, não temos essa obrigação… apesar de ser desejável, Pergunte ao Palmeirense se ele quer ter um goleiro reconhecidamente torcedor do Corinthians! É simples assim!

  8. No vídeo vejo uma cena lastimável, uma babona tocando violão para uma inútil. Xô médica mentirosa, tá inventando que tentaram invadir o hotel dela em Brasília, fato negado pela direção do hotel. Em tempo: Dilma não entendeu a música, ela não entende nada kkkkk

  9. O que há de excepcional neste vídeo? Nada. Uma médica cantando p uma paciente chamada Dilma. Provavelmente deve ter feito isso com outros.
    BG cada vez mais aderindo à essa nojenteza!
    E para completar fica bloqueando os comentários!

    1. Mas não teve nenhum estudo científico pra ela aplicar essa cantoria!!!

  10. Olha o nível q esse blog chegou… tudo é ideologia, tudo são teorias conspiratórias da esquerda comunista globalista que quer acabar com a terra, que por sinal para eles é plana. Virou um blog ideológico de ataques a todos que não são bovinos.

  11. Perfil falso. Depois, cantar pra paciente junto com a equipe médica, dr Kalina junto, não é nada demais.

  12. Ainda bem que essa inimiga não veio fazer parte do governo. Que venha ser secretaria da saúde do RN. Carinha de santa mas gosta mesmo é do diabo.

  13. Agora os bolsolixos vão revirar a vida pregressa da médica. Nojo de quem adora políticos. Bando de indecentes!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Collor vê impeachment de 92 ‘golpe arranjado’, e avalia pedaladas de Dilma ‘manobra contábil’

Foto: Reprodução/TV Globo

Fernando Collor de Mello (Pros), ex-presidente da República e atual senador por Alagoas, foi entrevistado no Conversa com Bial de segunda-feira, 22/2. Entre os assuntos, ele comenta o processo de impeachment que sofreu em 1992.

Na definição do ex-presidente, seu impeachment foi estritamente político, “um golpe arranjado”, disse, “uma piada”.

“O Congresso Nacional, em função de eu não estar abrindo os espaços que desejavam no meu governo, por não estar oferecendo a eles as benesses que eles estavam se julgando necessitados e sobretudo pelo enfraquecimento do meu governo com a volta da inflação, eles se aproveitaram disso, instrumentalizaram a lei e projetaram meu processo de afastamento da presidência da República.”

Pedro Bial perguntou: “Por essa mesma linha de pensamento, então, pode se inferir que o Impeachment de Dilma também foi golpe?”. Collor, que já como senador votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff em 2016, argumentou:

“No Impeachment da presidente Dilma tinha um fato constatado que era a questão das pedaladas. Naturalmente isso foi levado in extremis, foi levado numa potência máxima, poderia ter sido entendido como uma manobra contábil, e que poderia ter sido corrigida. Mas em função, exatamente, também, da então presidente Dilma não contar no Congresso Nacional com maioria parlamentar que lhe desse sustentação foi feito o impeachment, sendo que, no caso dela, havia, sim, motivos para poder tangenciar o crime de responsabilidade, das chamadas pedaladas, que o governo dela cometeu.”

Gshow

Opinião dos leitores

  1. Roberto Jeferson e Collor de Melo, dois excelentes representantes da NOVA POLÍTICA para assessorar o Bozo.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Pronto. Era só o que faltava. Agora o governo Bozo conta com um excelente conselheiro, probo e com uma experiência ótima de seu governo. Açoite no gado que aplaude e pede mais.

    1. Collor era aliado de luladrão, maluf idem, agora a petralhada tá achando q não serve como aliados. Quanta hipocrísia dessa esquerdalha fdp, ainda pensa que o povo é idiota.

    2. O mal do gado, além da ignorância e baixa escolaridade, é achar que quem condena Bozo por incompetência, estelionato eleitoral e desonestidade, tem que ser de esquerda. É Maduro fazendo escola na extrema direita brasileira.

  3. Falou o homem que sequestrou o dinheiro da poupança de todo mundo!
    Se o Brasil fosse um país sério, este cidadão JAMAIS seria eleito para qualquer que seja o cargo eletivo!

    1. Sequestrar dinheiro do povo em prol do social é coisa de regime comunista e de coroné do nordeste. Bem que a herança da inflacao de sarney ja sequestrava o dinheiro do povo automaticamente. Que dinheiro? ja nao tinha mais valor de um dia pra o outro quando collor assumiu a presidencia. Dilma tentou esconder os desarranjos contabeis do desastre de anos da pessima administracao petista, principalmente de lula que torrou muito dinheiro com os amigos. Foi de fato crime de responsabilidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Revelações do livro de Cunha sobre bastidores do impeachment de Dilma diz que Temer foi ‘o mais atuante’, e que ele ‘quis’ e disputou a Presidência ‘de forma indireta’

Foto: Vagner Rosario/VEJA

Na antevéspera do feriado de Nossa Senhora Aparecida, em 2015, uma reunião secreta na sala do apartamento do deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ), no 9º andar de um prédio de luxo de frente para a praia de São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro, definiu os rumos da história recente do país. Na manhã daquele sábado ensolarado, quatro políticos — além do anfitrião Maia, o então poderosíssimo presidente da Câmara, Eduar­do Cunha (PMDB-RJ), Carlos Sampaio, à época líder do PSDB na Casa, e o também tucano Bruno Araújo, o atual presidente nacional da legenda — acertaram como encaminhariam os procedimentos que resultaram, dez meses depois, no impeachment da presidente Dilma Rousseff. Os detalhes da trama desenhada pelo quarteto, em meio a goles de café e água, estão no livro-bomba Tchau Querida, o Diário do Impeachment, de 740 páginas, escrito por Cunha, hoje um político em desgraça, cassado, condenado a catorze anos e seis meses de cadeia e cumprindo prisão domiciliar. VEJA teve acesso a trechos do livro do ex-deputado, que acaba de fechar contrato de publicação com a editora Matrix, com lançamento previsto para abril.

Na narrativa em primeira pessoa, escrita em parceria com a filha mais velha, Danielle, Eduardo Cunha, de 62 anos, reconstitui as articulações nos bastidores para o afastamento definitivo de Dilma na época em que, graças a uma intrincada rede de troca de favores, tinha na palma da mão os rumos das votações na Câmara. Uma de suas revelações se refere ao papel, que ele afirma ter sido decisivo e francamente oportunista, do então vice-­presidente Michel Temer. “Não foi apenas o destino ou a previsão constitucional que fizeram Michel Temer presidente da República. Ele simplesmente quis e disputou a Presidência de forma indireta. Ele fez a ‘escolha’ ”, relata Cunha. “Foi, sim, o militante mais atuante. Sem ele, não teria havido impeachment”, garante.

Em seus cinquenta capítulos, o livro aborda decisões do Supremo Tribunal Federal e brigas jurídicas com o PT ao longo da batalha do impeachment. Tomando por base observações de difícil confirmação, por serem tiradas de conchavos que não vinham a público, Cunha descreve, com críticas a ex-aliados, as reuniões, jantares e conversas de que participou nos bastidores de Brasília, na busca de votos para abrir o processo. A certa altura, as rajadas de sua magoada metralhadora giratória apontam para Maia, que ocuparia seu cargo no comando da Câmara: “Não tinha limites para a sua ambição e vaidade. Na busca pelo protagonismo, Rodrigo Maia quis forçar ser o relator da Comissão Especial de Impeachment. Eu tive de vetar”. No seu julgamento, o DEM não tinha a força política necessária.

Em outro momento, entra na mira o deputado federal Baleia Rossi (MDB-­SP), por sua vez, candidato agora de Maia e do PT à mesma presidência da Câmara. Segundo Cunha, Rossi fez parte do grupo que articulou contra Dilma, embora tivesse, ele próprio, contas a prestar. “A empresa Ilha Produção Ltda., pertencente ao irmão de Baleia e a sua mulher, recebeu nas campanhas eleitorais de 2010, 2012 e 2014 milhões de reais em pagamentos oficiais e caixa dois, inclusive da Odebrecht”, afirma Cunha. Procurados por VEJA, Maia, Temer e Rossi infelizmente não comentaram as afirmações que, ressalte-se, são apenas a versão de Cunha. O presidente Jair Bolsonaro também é citado na obra. “O primeiro pedido de impeachment coube ao então deputado (…), em função das denúncias de corrupção na Petrobras. Eu rejeitei o seu pedido. De todos os pedidos por mim rejeitados, Bolsonaro foi o único que recorreu”, relata.

Após a saída de Dilma, Cunha caiu rapidamente em desgraça. Em setembro de 2016, um mês depois do impeachment, ele foi cassado por quebra de decoro, ao mentir sobre a existência de contas na Suíça. Em outubro, pego pela Operação Lava-Jato, foi parar na cadeia por corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Condenado, cumpriu três anos e cinco meses em regime fechado em três locais: na sede da Polícia Federal, em Curitiba, no Complexo Médico-Penal do Paraná e, por último, em Bangu 8, no Rio. No ano passado, por estar no grupo de risco da pandemia, obteve o direito de cumprir a pena em casa, em um condomínio na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Lá, mora com a mulher, a jornalista Cláudia Cruz, e recebe familiares e visitas que ainda o chamam de “presidente”. A título de moral da história, seu livro lembra a participação do PT no processo de impeachment de Fernando Collor, em 1992, para proclamar: “Quem com golpe fere, com golpe será ferido”.

Veja

Opinião dos leitores

  1. Bandido falando de bandidos.O cara é um mafioso ao lado de outras figuras.
    .agoado,foi preso,teve crise de hemorroidas na prisão,mas mwsmo assim continua rico.Rindo do tempo e fazendo regras e poderes

  2. O PT foi contra o impeachement de collor, o pstu que era uma corrente do PT foi quem.puxou o impeacheme t.
    No final do processo wuando já era inevitável, aí PT aderiu ao impeachement de Collor

  3. Esse Temer é uma figura desprezível, segundo a justiça ele rouba há 40 anos e hj é o consultor do governo Bolsonado

    1. Ele é aliado do PT e do nhonho. Quem é que está contra Bolsonaro na presidência da Câmara? Toda merda jogam pra cima de Bolsonaro. Isso até já tá perdendo a graça.

    2. Quem foi que lhe contou isso Joãozinho???
      Plantando fake homi??
      Então o baleia rossi é nosso também,??

  4. Vou esperar os comentários da petezada.
    Kkkķkkkkkk
    Kkkkkkkkk
    Eles estão de lua de mel com o tucano João doriana calcinha apertada e nhonhom botafogo.
    Kkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkk
    Vou repetir.
    Eles estão de lua de mel com o tucano João doriana calcinha apertada e nhonhom botafogo.
    Vou esperar os comentários.
    Bora pixu.
    Bora uel.
    Bora manoel.
    Bora entregador de pizza.
    Bora tico de adauto.
    Bora ricardo lúcido.
    Kkkkkkkkkkkk
    Bando de boi tabaco.
    Doutrinados, emprenhados pelos ouvidos.
    Cadê os respiradores, cadê o dinheiro que o Mito Bolsonaro mandou???

    1. Tô esperando ze gado.
      Rsrsrs
      Eles vão terminar votando em Moro.
      É so o ladrão ordenar.
      Vai ser engraçado.

    1. Mensalão e petrólao…
      O Brasil aguentou tempo demais…
      Atualmente é verdade que houve encontros de ministros do STF na casa de Maia?
      Para quê?

    2. O que o mito faz, é trabalhar e muito.
      Deixa a petezada doidim.

    3. O Coiso está pagando o preço de ir contra o sistema de corrupção, de troca de favores políticos, de lotear o governo, de vender beneces. Isso incomoda muita gente. Não vão deixar o Tonho governar, vão fazer de tudo para tirá-lo de lá. Mais o Bozo é forte aguenta pancada e está determinado, ele sabe que o Povo está do lado dele.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FHC, Lula, Maia, Ciro Gomes e Felipe Santa Cruz declaram solidariedade a Dilma, após Bolsonaro questionar tortura relatada na ditadura

Foto: Agência Brasil/Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro colocou em dúvida a tortura sofrida pela ex-presidente Dilma Rousseff durante a ditadura militar (1964-1985). A apoiadores, ele afirmou que aguarda “até hoje” raio-x que comprovaria lesão provocada em Dilma pelos torturadores.

Políticos como os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, além do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se solidarizaram com Dilma e criticaram Bolsonaro. Leia mais abaixo a repercussão das declarações do presidente.

Dilma integrou organizações de esquerda que combateram a ditadura militar. Ela foi presa e torturada e chegou a receber indenizações dos governos de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, onde as torturas ocorreram.

Em 2001, durante depoimento ao Conselho Estadual de Direitos Humanos do governo de Minas Gerais, ela contou detalhes das sessões de tortura, que incluíram socos, choques elétricos e pau de arara (saiba mais ao final da reportagem).

Bolsonaro fez os comentários na segunda-feira (28), durante conversa com apoiadores em frente do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Um dos apoiadores disse ao presidente que era militar da ativa em 1965 e que não viu tortura sendo feita no período. Bolsonaro disse então que “os caras se vitimizam o tempo todo”, citou o caso de Dilma e afirmou que “até hoje” aguarda um raio-x que comprovaria fratura na mandíbula da ex-presidente.

“Os caras se vitimizam o tempo todo: ‘fui perseguido’. Teve um fato aí – esqueci o nome da pessoa, mas é só procurar na internet, vai achar com facilidade – que a Dilma foi torturada e que fraturaram a mandíbula dela. Eu disse: ‘traz o raio-x pra gente ver o calo ósseo’. E isso que eu não sou médico, hein. Até hoje estou aguardando o raio-x”, disse Bolsonaro.

Em nota, a ex-presidente Dilma afirmou que a declaração de Bolsonaro “revela, com a torpeza do deboche e as gargalhadas de escárnio, a índole própria de um torturador.” Para ela, “ao desrespeitar quem foi torturado quando estava sob a custódia do Estado”, Bolsonaro “escolhe ser cúmplice da tortura e da morte.”

“Bolsonaro não insulta apenas a mim, mas a milhares de vítimas da ditadura militar, torturadas e mortas, assim como aos seus parentes, muitos dos quais sequer tiveram o direito de enterrar seus entes queridos. Um sociopata, que não se sensibiliza diante da dor de outros seres humanos, não merece a confiança do povo brasileiro”, afirma Dilma na nota.

Ex-presidentes criticam Bolsonaro

Por meio de uma rede social, Fernando Henrique se solidarizou com Dilma e criticou Bolsonaro.

“Brincar com a tortura dela (Dilma) — ou de qualquer pessoa — é inaceitável. Concorde-de (sic) ou não com as atitudes políticas das vítimas. Passa dos limites”, afirmou Fernando Henrique.

Também por meio de uma rede social, o ex-presidente Lula afirmou prestou solidariedade a Dilma.

“O Brasil perde um pouco de sua humanidade a cada vez que Jair Bolsonaro abre a boca. Minha solidariedade a presidenta @dilmabr, mulher detentora de uma coragem que Bolsonaro, um homem sem valor, jamais conhecerá”, disse Lula.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou Bolsonaro.

“Bolsonaro não tem dimensão humana. Tortura é debochar da dor do outro. Falo isso porque sou filho de um ex-exilado e torturado pela ditadura. Minha solidariedade a ex-presidente Dilma. Tenho diferenças com a ex-presidente, mas tenho a dimensão do respeito e da dignidade humana”, afirmou Maia por meio de uma rede social.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, criticou as declarações do presidente.

“Pense em um homem que no meio de uma onda de feminicídios debocha de um mulher presa e torturada. Esse sujeito existe e, pior, preside o Brasil”, disse Santa Cruz.

Também criticou Bolsonaro o ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes.

“Bolsonaro ataca Dilma por ser frouxo, corrupto e incapaz. Enquanto ela defende suas convicções, ele vende o país ao estrangeiro e, por sua irresponsabilidade, quase 200 mil brasileiros já perderam suas vidas”, disse Ciro, o se referir aos mortos pelo novo coronavírus.

Militante

Dilma começou a atuar em movimentos de esquerda de oposição à ditatura na Organização Revolucionária Marxista – Política Operária (Polop), que, na sua origem, era uma espécie de coalizão de dissidentes, com quadros do PCB, do PSB e do trabalhismo, além de trotskistas e outros marxistas.

Mais tarde, ela optou pela luta armada e se juntou ao Comando de Libertação Nacional (Colina).

Em 2001, quando deu o depoimento ao Conselho Estadual de Direitos Humanos do governo de Minas Gerais, Dilma era secretária de Minas e Energia do governo do Rio Grande do Sul e filiada ao PDT. Ela relatou que levou socos dos torturadores em Juiz de Fora (MG), no início dos anos 1970, quando integrava o Colina.

“Minha arcada girou para o lado, me causando problemas até hoje, problemas no osso do suporte do dente. Me deram um soco e o dente se deslocou e apodreceu. […] Só mais tarde, quando voltei para São Paulo, o Albernaz (capitão Alberto Albernaz, do DOI-Codi de São Paulo) completou o serviço com um soco, arrancando o dente”, contou Dilma no depoimento.

Dilma relatou ainda sessões de tortura com choque. “Não se distinguia se era dia ou noite. O interrogatório começava. Geralmente, o básico era choque.”

Em outro trecho do depoimento, ela contou que foi colocada no pau de arara e o uso de palmatória pelos militares.

“Se o interrogatório é de longa duração, com interrogador ‘experiente’, ele te bota no pau de arara alguns momentos e depois leva para o choque, uma dor que não deixa rastro, só te mina. Muitas vezes também usava palmatória; usava em mim muita palmatória. Em São Paulo usaram pouco esse ‘método’. No fim, quando estava para ir embora, começou uma rotina. No início, não tinha hora. Era de dia e de noite. Emagreci muito, pois não me alimentava direito”, relatou.

Em outro momento, ela relata que sofreu hemorragia por conta da tortura.

“Quando eu tinha hemorragia, na primeira vez foi na Oban (…) foi uma hemorragia de útero. Me deram uma injeção e disseram para não bater naquele dia. Em Minas, quando comecei a ter hemorragia, chamaram alguém que me deu comprimido e depois injeção. Mas me davam choque elétrico e depois paravam. Acho que tem registros disso no final da minha prisão, pois fiz um tratamento no Hospital das Clínicas.”

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Eu prefiro acreditar na colega de cela de Dilma que escreveu um livro onde afirma que Dilma mentiu, que ela não foi torturada , ela estava lá com ela, foi testemunha, viveu tudo ao seu lado, já em Dilma eu não acredito, vi a m… que ela fez com o Brasil.

  2. Essa ladrona se passou por terrorista de esquerda querendo saquear o patrimônio do trabalhador brasileiro. Vê até onde chega o ser humano, ainda bem que Sérgio Moro recuperou parte do roubo dessa quadrilha pseudo esquerdalha.

  3. Então, para ganhar duas indenizações preciso andar com um fuzil, sequestrar pessoas e explodir bancos. Ahhh…. também Tenho que usar uma camisa com estampa do Che Guevara.

  4. Ótimo que esse assunto volte ao foco da mídia. Que tal se solidarizarem com o jornalista Oswaldo Eustáquio, preso e com sinais de tortura em pleno governo democrático de direita?

  5. Esse Felipe Santa Cruz é brincadeira, o cara faz de tudo para aparecer na mídia. Dilma foi presa pelos militares porque era guerrilheira e assaltava bancos para bancar a guerrilha juntamente com outros comparsas sem futuro, é isso que conta a história.

  6. Quando algum vagabundo agredir a mãe de vcs igual o Mito faz.batam palmas porque eles apenas estão imitando o psicopata que está na presidência.. já que o Mito e mito..!!

  7. Quando Bolsonaro se vê pressionado com algum assunto, ele vomita alguma M…… pq ele tem certeza q vão ficar discutindo. E aí ele continua na sua gestão desastrosa. Ele devia estar se mobilizando p vacinar o povo. Quem defende tortura é doentinho, alguns psiquiatras chamam de psicopatas aqueles q sentem tesão em torturar.

    1. Este nem de longe é o perído de maior pressão.
      O que pode estar pesando é a pessa em iniciar a vacinação. mas parece que
      as pessoas entenderam que tem procedimentos de homologação a serem cumpridos.

  8. Nhonho não falou que ele rasgou a constituição!! Agora tá ao seu lado! Cada vez que vejo essas coisas, vejo que estou do lado certo. Olha as celebridades que estão defendendo essa bandida!!!

  9. De acordo com o assalto que o nosso país sofreu nestes 14 anos de governo dos canhotos legitimamente eleitos, o regime militar fracassou .

  10. Olha o time que presta as suas solidariedades !
    Correu foi muita grana para abastecer as mordomias desse pessoal que se dizem torturados.
    O restante é um moído bem engendrado e mal explicado.

  11. A corja precisa se unir p/enfrentar apenas um???? Vc´s e seus asseclas são ridículos…Bolsonaro cada vez ganha mais pontos com a população de bem…

  12. A podridão da nossa sociedade está bem representada nos comentários aqui em baixo. Empatia, respeito, solidariedade, amor ao próximo e educação passou longe pra essa gente. Por isso q alguns psicólogos/psiquiatras defendem que todos esses defensores ferrenhos do genocida são exatamente como ele: homofóbico, racista, fascista, misógino, protoditador e machista. É o rodapé da sociedade evoluída.
    Muita gente boa foi enganada pelo genocida, mas toda FDP votou nele.

  13. A revista época publicou tudo de bonito que Dilma fez no passado.quem quiser sr aprofundar é só pesquisar tá lá bem direitinho a história dos companheiros

  14. Amigos na ditadura o papel de Dilma era assaltar banco para os companheiros com o nome falso de ESTELA

  15. Afinal quem são FHC, LULA, CIRO GOMES , MAIA E FELIPE SANTA CRUZ?
    O passados deles é tão lindo, são anjos.

  16. Ainda tão dando ouvidos a esse mulher?
    Ela quer seus 5 minutos de fama.
    Dele Damares.
    Mito tem razão

  17. Vamos se juntar esquerdalhada, podem se juntarem pra apanhar de novo em 2022.
    A rigor!
    Quem é Maia hem??

  18. O miliciano, é uma invenção podre da boiada.
    Se adelio tivesse mais força no braço, ele não teria falado essas baboseiras

  19. Só digo uma coisa.
    Bolsonaro sempee tem razão.
    Quanto ao mimimi desses outros, é normal, fazem parte da mesma corja.

    1. É gente como vc, que às vezes se diz cristão e cidadão de bem, que eu acho desprezível.
      Tão covarde quanto seu ídolo.
      Vão passar…

  20. Já aguardando o comentário do Calígula falando da governadora… afinal. só faz isso… kkkkk

    1. Quando Calígula estiver sem poder responder, eu resolvo, o negócio é o seguinte, o Mito tem razão,.
      Chora petralhada!!!!!

    2. Calígula deve estar na mamadeira de piroca!!
      Nesse blog está faltando homem de verdade, para comentar e assinar embaixo com o nome verdadeiro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro é o presidente que mais fez pronunciamentos nos primeiros 15 meses de mandato, desde a redemocratização


Foto: Carolina Antunes/PR

Em 15 meses de governo, Jair Bolsonaro (sem partido) é o presidente que mais falou em rede nacional desde a redemocratização do Brasil, em 1985. É o que mostra levantamento do Metrópoles, com base em dados do Palácio do Planalto.

A pesquisa teve como base os primeiros 15 meses de cada mandato dos presidentes da República desde a redemocratização e não contabilizou o mais recente pronunciamento de Bolsonaro, feito em 8 de abril.

Desde que tomou posse em 1º de janeiro de 2019 até 31 de março de 2020, Bolsonaro fez nove pronunciamentos. Desses, quatro apenas neste ano – todos relacionados à crise do novo coronavírus, o que coloca o presidente como o que mais utilizou o recurso.

Atrás de Bolsonaro aparecem os ex-presidentes Michel Temer e Fernando Henrique Cardoso (1º mandato), com seis pronunciamentos cada.

Em seguida aparece a ex-presidente Dilma Rousseff, com cinco pronunciamentos nos primeiros 15 meses do primeiro mandato. No segundo mandato, a petista falou quatro vezes à nação no mesmo período.

Nos primeiros 15 meses dos dois mandatos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista realizou três pronunciamentos em cada mandato.

O mesmo ocorreu com FHC, nos 15 meses de governo do segundo mandato e com Fernando Collor de Mello. Veja:

Imagem: reprodução/Metrópoles

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Kkkk quem gosta tá bom mais quem não gosta vai ter que engolir Bolsonaro 2022 mais quatro anos Dale mito B38. Eu sou Bolsonariano.

    1. Pare, e analise.
      Só falou a verdade, ate aqui, esta prevalecendo o que ele disse.
      Reflita!!

  2. MELHOR PRESIDENTE EM TODOS OS SENTIDOS . VOTAMOS E VAMOS VOTAR DE NOVO. AQUI SOMOS 50 VOTOS . SÓ EM NÃO ROUBAR COMO OS OUTROS FAZIAM E NÃO FAZER ACORDO COM O MECANISMO. VALEU PRESIDENTE ESTAREMOS SEMPRE JUNTOS. .

  3. MINHA CASA TEM 10 PESSOAS e TODAS SE ARREPENDERAM DE TER VOTADO NESSE GENOCIDA “BOLSONERO”. (-10 VOTOS)

    1. Nunca antes, na história desse país, um presidente conseguiu barrar uma pandemia e uma convulsão social eminente, com tanto controle e racionalidade como está sendo ministrada por esse doido. Valeu MITO. Pode fazer uma pesquisa, sua aprovação agora bate todos os recordes.

    1. O bolsonarismo é uma seita religiosa em que: O deus é o ódio; O papa é o Trump; O cardial é o Bozo; O padre é o patrão; A hóstia é cloroquina; O paraíso é os EUA e a terra é plana.

    2. Ricardo nessa sua lista faltou colocar Judas Lula da Silva. Aquele q entregou Jesus por umas moedas

  4. Vão tomar o Rivotril de vocês, petralhas desalmados, nefastos e diabólicos. O Pai Celestial está por nós.

    1. Desse jeito..kkkkk, duas figurinhas que precisam serem estudados pela nasa .kkkk.

  5. Abrir a boca pra falar besteira é fácil, difícil é falar coisas úteis para o povo, para o coração, porque a fossa já está cheia.

  6. Na verdade ele fez 4,5. Os outros 4,5 foi apenas pra desfazer as perdas que disse …

  7. Já que os Bolsominions não entendem a importância do achatamento da curva, vai uma explicação que vocês devem compreender: imagina se todo mundo da sua casa tiver caganeira e a casa só tem um banheiro?
    Entenderam agora?

    1. Mais didático impossível. Mas, como bolsonaristas são tudo cabeça dura

    2. Explicação simplista de esquerdopata. Isolamento não combate a doença, como muitos falam por aí. Apenas atrasa. Mas atrasar o que quando não há doentes? Achatar uma curva que não existe? Há muitas cidades fechadas, sem comércio e serviços, sem nenhum caso da doença.
      Zero bom senso. Uma pena esse jogo político desqualificado.

    3. Ata agora entendi, mas eu acho muitos ainda não entenderão porque tudo que é mito uma parcela da população acredita como se fosse verdade.

    4. Tai , uma explicação ditarias . Acho que agora dá para entender .

    5. Ou pode se adiar pra daqui a algumas horas a caganeira simultãnea, quando as pessoas tiverem mais distioradas.

    6. Impossível deles entenderem pois cagam dia sim, dia não!!!

  8. Itália, Alemanha, Estados Unidos da América e todo o Reino Unido… Todas essas nações pedem para que seus conterrâneos se retirem imediatamente do Brasil. A bomba vai explodir aqui e eles sabem disso. Estamos à mercê de um senhor psicótico desconectado da realidade.

    1. Moro na Alemanha, mas minha familia tá ai no Brasil. E te digo: E por ai mesmo, eu tenho dito (e lamentado) no Brasil.vai ser punk!!!

    2. Se eles soubessem teriam escapados todos. Quem sabe é a China que desenvolveu essa desgraça e não pôde controlar.

    3. Enquanto a bomba para qual vc tá torcendo não explode, melhor ficar no Brasil. E nem venham com o truque vagabundo de atribuir a queda da evolução aos governadores. Inobstante a devastação económica que eles promovem, a maioria das pessoas tá circulando.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

STF rejeita pedidos de Dilma para anular impeachment

Foto: Lucas Jackson/Reuters

O Supremo Tribunal Federal rejeitou dois recursos da ex-presidente Dilma Rousseff que ainda tentavam anular o impeachment. A petista foi afastada em definitivo do cargo em agosto de 2016.

No plenário virtual, os ministros seguiram o voto do relator, Alexandre de Moraes. Edson Fachin acompanhou o colega com ressalvas. Ricardo Lewandowski, que presidiu reta final do processo no Senado se declarou impedido. Celso de Mello está de licença.

Dilma questionou decisão monocrática de Moraes que havia rejeitou uma ação para declarar como ilegal o impeachment de 2016. O ministro entendeu que a ação perdeu objeto. Isso porque, com o fim do mandato em 2018, não haveria como devolver a Presidência à petista.

A defesa insistiu na tese de que o Supremo precisa discutir “questões arbitrárias” e “decisões desprovidas de justificação fática plausível” no processo.

A anulação do impeachment não faria Dilma voltar à Presidência, mas para a petista a questão é importante para encerrar o debate sobre os direitos políticos da petista.

No julgamento do processo, o Senado decidiu que, mesmo após a cassação do mandato, ela mantivesse os direitos políticos. Foi feito o fatiamento da decisão. A cisão ainda é questionada no Supremo.

Se Dilma conseguisse invalidar o impeachment, essas outras ações perderiam o objeto e ela garante de vez o direito de continuar disputando eleições. Em 2018, Dilma disputou uma das duas vagas de Minas no Senado, mas ficou em quarto lugar. Aparentemente, ela ainda não engoliu o impeachment decretado pelo eleitor.

A acusação contra a petista foi a de que ela teria cometido crimes de responsabilidade ao violar a legislação fiscal na chamada “pedalada fiscal” com a edição de decretos de créditos suplementar sem autorização do Congresso.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Os ruminantes adoradores de corruptos estão recebendo as orientações, pra defecar palavras sem nexo

  2. Isso nao serve nem para comandar uma briga de galo, quem dira um Pais! TODO brasileiro foi enganado…. Ai me diga, se nao fosse essa questao partidaria, onde os fanaticos e alucinados pelo PT, existisse? Me digam os proprios se essa mulher tem condiçoes de comandar um Pais? minha nossa!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sem agenda pública, ex-presidente Dilma fica até o fim de semana no RN para descanso, e tem Pipa no roteiro

Foto: Divulgação/PT

A chegada da ex-presidente Dilma Rousseff ao Rio Grande do Norte, noticiada no Blog nesse domingo(02), tem como objetivo um período de descanso.

A petista ficará em solo potiguar até o fim de semana, sem agenda pública e, entre passeios, curtirá as belezas da praia de Pipa, no litoral sul.

Opinião dos leitores

  1. Com todo luxo pago com nosso suado imposto.. segurança, voo etc. e olhe o tamanho do prejuizo que ela ja causou.

  2. Tão bom que fosse assaltada na estrada do aeroporto que ela construiu e tá prejudicando o RN, só assim ela iria passar pelo que estamos passando e vivenciando na estrada de acesso ao aeroporto.

  3. Como ser humano, merece respeito. De lascar é ter que aguentar a babaquice de quem atenta contra a língua portuguesa. PresidentA uma ova. O correto é PRESIDENTE.

    1. Ex-PRESIDENTE DILMA, já que está em NATAL, dê um pouco de orientação a sua GOVERNADORA, que está traindo os ideais do PT.

    1. Pqp. kkkkk. Ter saudade desse troço!!?? Você está de sacanagem. kkkkkkkkk

  4. Onde pisa a grama não nasce mais. Se entrar no mar vai matar as tartarugas e os golfinhos.

  5. Essa anta desgraçada, que arruinou o país, poderia ter ido para outro local passar suas férias eternas, pagas com o dinheiro do contribuinte. De merda este estado já está esborrotando, haja vista o governo de PT e seus "cumpanheros".

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Campanha de Dilma teve mesada de R$ 100 mil em esquema da Torre Pituba, diz delator

Foto: Ilustrativa

O rateio da propina do esquema para a construção da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador (BA), envolveu até mesada para a campanha que elegeu Dilma Rousseff presidente em 2010, de acordo com nova delação da Lava Jato.

Segundo o empresário Mario Suarez, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto recebeu um total de R$ 2 milhões em vantagens indevidas e ficou acertado que o petista receberia R$ 100 mil por mês para atender demandas da eleição presidencial de 2010.

Suarez afirmou que os pagamentos foram efetivados entre janeiro e setembro daquele ano. Os repasses para Vaccari foram intermediados, diz o delator, por doleiros e até por sua cunhada.

“QUE, posteriormente, os percentuais acima foram alterados porque os dirigentes da PETROS e da Petrobras passaram a cobrar um valor maior do que o acordado; QUE então, Paulo Afonso, para compensar esses pagamentos, deixou de pagar o valor total prometido ao PT Nacional e ao PT Bahia;QUE foram feitos pagamentos a Jogo Vaccari. tesoureiro do PT a título de propina, que totalizaram cerca de R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais); QUE à época, ficou definido que Vaccari receberia R$100.000,00 por mês, mas, para atender demandas da eleição presidencial de 2010, Vaccari pressionou e a maior parte dos pagamentos foi efetivada entre janeiro e setembro daquele ano; QUE.posteriormente. Jogo Vaccari se desentendeu com Paulo Afonso, pois este descontou do valor total da propina acordada ao PT Nacional, os valores pagos a maior aos dirigentes da PETROS e da Petrobrás;QUE parte dos valores pagos a Jogo Vaccari era entregue em espécie por Paulo Afonso a pessoas indicadas por ele. como sua cunhada, ou por intermédio de um doleiro de Salvador, Sr. Luiz Eduardo.que fazia operações de dotar-cabo a partir de sua conta da Suíça, no banco UBS”.   

De acordo com o delator, o dinheiro da propina era dividido da seguinte forma: 1/3 para o PT Nacional, representado por João  Vaccari, 1/3 para PETROS, representada por Newton Carneiro e Wagner Pinheiro, e Petrobras, representada por Armando Tripodi, que era chefe de gabinete de Sergio Gabrielli, e 1/3 para o PT da Bahia, representado por Carlos Daltro, que era caixa de campanha de Jaques Wagner. Esses valores, porém, foram reajustados após pressão de representantes da Petros que pediram mais propina, afirmou Mario Suarez.

“QUE posteriormente. os percentuais mencionados foram alterados porque os dirigentes da PETROS e da Petrobrás passaram a cobrar um valor maior do que o acordado, e Pauta Afonso, para compensar esses pagamentos, deixou de pagar o valor total prometido ao PT Nacional e ao PT Bahia”.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Safira14/01/2020 às 21:15
    Toda VEZ Que surge uma importante notícia favorável ao PT ou a Lula e Dilma, uma velha notícia com denúncias produzidas por um delator contratado é requentada e lançada pra tentar desviar ou abafar a repercussão da mesma.
    Técnica velha que talvez nem funcione mais como antes, na campanha.
    Também é usada essa mesma técnica quando um novo escândalo atinge o governo, Bolsonaro, seus Ministros aloprados e seus filhinhos abelhudos e corruptos.
    QUE coisa mais MANJADA…

  2. Pois é… o partido tão honesto, que não falava mentiras… taí… a cada dia uma página do diário de crimes contra o Pt é aberta… e eles continuam negando, mesmo com provas reais sendo apresentadas… o problema são as testemunhas vivas que ficarama…

  3. DILMA DILMA DILMA
    Vão dizer que é mentira, que é perseguição.
    Essa turma cada dia se superando batendo de longe Marcola e Fernandinho

  4. Roubalheira em Vertigem. Cambada de ladrões safados, mentirosos, demagogos…. FDP.

  5. Não é a toa que esses FP, quase quebraram a Petrobrás. Uma montanha de ladrão tudo juntos feito urubu na carniça, cada um querendo tirar o seu pedaço. Esses PTralhas tinham que devolver tudo e cada um tirar no mínimo dez anos de cadeia casa um.
    LULADRAO montou a maior quadrilha do mundo. Roubaram cerca de cinco TRILHOES de reais do nosso país. Canalhas.

  6. Será que houve vaquinha pra financiar filme que faz propaganda politica e tenta chamar de gopi um processo de impeachment?

  7. A roubalheira do partido que virou quadrilha não tem limites, ainda tem muita coisa pra se descobrir.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PF pediu busca na casa de Dilma em operação que mirou ex-presidente do STJ

Foto: Presidência da República

Além de ter a prisão solicitada pela PF na investigação sobre propina da JBS para o MDB, Dilma Rousseff teve um pedido de busca e apreensão contra ela na Operação Appius, informa Fabio Leite na Crusoé.

A operação apura se Cesar Asfor Rocha, o presidente do STJ, recebeu propina para paralisar a Operação Castelo de Areia, em 2010.

O MPF, porém, se manifestou contra o pedido da PF por achar ainda frágeis os indícios contra a petista, e a 6ª Vara Criminal de São Paulo negou o pleito.

O Antagonista, com Crusoé

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Relatório final da CPI do BNDES pede o indiciamento de Lula, Dilma, ex-ministros petistas e empresários; veja lista completa

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Como O Antagonista revelou há pouco, o relatório final da CPI do BNDES pede o indiciamento de Lula, Dilma, ex-ministros petistas e empresários que obtiveram vantagens ilícitas.

Os dois ex-presidentes são acusados dos crimes de formação de quadrilha e corrupção passiva, assim como ex-ministro Guido Mantega, que também é acusado de gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira.

Os mesmos crimes de Mantega são atribuídos a Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES. No relatório, há diversos pedidos de indiciamento separados por temas.

Confira abaixo as listas completas dos pedidos de indiciamento em relação às operações de financiamento de exportações e de apoio às operações da JBS.

Núcleos POLÍTICO e ECONÔMICO:

– LUIS INÁCIO LULA DA SILVA, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando e corrupção passiva;

– DILMA VANA ROUSSEF, pela prática dos crimes de formação de quadrilha bando e corrupção passiva;

– GUIDO MANTEGA, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– ANTÔNIO PALOCCI FILHO, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira, prevaricação financeira e
lavagem de dinheiro;

– MARCELO BAHIA ODEBRECHT, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção ativa, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– EMÍLIO ALVES ODEBRECHT, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção ativa, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– MAURÍCIO FERRO, por sua condição de diretor jurídico do grupo Odebrecht, por corrupção ativa, gestão fraudulenta e prevaricação financeira;

– CARLOS JOSÉ FADIGAS DE SOUZA FILHO, por sua condição de presidente da Braskem à época dos fatos, pela prática dos crimes de corrupção ativa e gestão fraudulenta; e

– DÉCIO FABRICIO ODDONE DA COSTA, por sua condição de vice-presidente de investimentos da Braskem, pela prática do crime de gestão fraudulenta.

NÚCLEO ESTRATÉGICO:

– LUCIANO GALVÃO COUTINHO, na condição de Presidente do BNDES à época dos fatos, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– ÁLVARO LUIZ VEREDA DE OLIVEIRA, na condição de assessor da presidência do BNDES no período de outubro de 2005 a maio de 2016, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira, tendo atuado por meio de contrato de consultoria com a empresa DM Desenvolvimento de Negócios Internacionais;

– LUIZ EDUARDO MELIN DE CARVALHO E SILVA, na condição de Diretor Internacional e de Comércio Exterior do BNDES de janeiro de 2003 a dezembro de 2004 e de abril de 2011 a novembro de 2014, bem como de assessor do então Ministro da Fazenda Guido Mantega, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

E ainda: LUIZ FERNANDO FURLAN, ROBERTO RODRIGUES, CELSO AMORIM, ANTÔNIO PALOCCI FILHO, GUIDO MANTEGA, MIGUEL JORGE, PAULO BERNARDO SILVA, ERENICE GUERRA, GUILHERME CASSEL, FERNANDO DAMATA PIMENTEL, DILMA ROUSSEFF, DANIEL MAIA, ANTÔNIO DE AGUIAR PATRIOTA, MIRIAM BELCHIOR, PEPE VARGAS e MENDES RIBEIRO FILHO, em razão de relevante omissão na condição de membros do Conselho de Ministros da CAMEX, que acabou contribuindo para a prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– LYTHA BATTISTON SPÍNDOLA e MARIA DA GLORIA RODRIGUES CAMARA, ocupantes de cargos estratégicos no âmbito do COFIG e da CAMEX, citadas em delações de
executivos como recebedoras de propina para beneficiar o Grupo Odebrecht, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando e corrupção passiva;

– FERNANDO VITOR DOS SANTOS SAWCZUK e RUBENS BENEVIDES NETO, em razão de relevante omissão na condição de Superintendente de Operações e de funcionário da SBCE, respectivamente, que acabou contribuindo para a prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira, bem como pela prática dos crimes de prevaricação; e

– ARMANDO MARIANTE CARVALHO JUNIOR, EDUARDO RATH FINGERL, JOÃO CARLOS FERRAZ, LUCIENE FERREIRA MONTEIRO MACHADO, MAURICIO BORGES
LEMOS E WAGNER BITTENCOURT DE OLIVEIRA, na condição de diretores do BNDES à época dos fatos, pela prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

***

Em relação às operações de aporte de capital que beneficiaram direta ou indiretamente a JBS S.A., os membros da CPI do BNDES entendem por bem determinar o encaminhamento de ofício ao Ministério Público Federal com sugestão de indiciamento e aprofundamento das investigações com vistas à apuração da possível prática de crimes pelos seguintes agentes integrantes dos Núcleos POLÍTICO e ECONÔMICO:

– LUIS INÁCIO LULA DA SILVA, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando e corrupção passiva;

– DILMA VANA ROUSSEF, pela prática dos crimes de formação de quadrilha bando e corrupção passiva;

– JOESLEY MENDONÇA BATISTA, WESLEY BATISTA, FRANCISCO DE ASSIS E SILVA, JOSÉ BATISTA SOBRINHO, JOSÉ BATISTA JUNIOR, ANTONIO LUIZ FEIJÓ NICOLAU, FÁBIO PEGAS E PATRÍCIA MORAES, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção ativa, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– GUIDO MANTEGA, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira;

– ANTÔNIO PALOCCI FILHO, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira, prevaricação financeira e
lavagem de dinheiro;

– VICTOR GARCIA SANDRI, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, corrupção ativa, gestão fraudulenta de instituição financeira, prevaricação financeira e
lavagem de dinheiro;

– GONÇALO IVENS FERRAZ DA CUNHA E SÁ, pela prática do crime de lavagem de dinheiro; e

– LEONARDO VILARDO MANTEGA, pela prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Em relação aos membros do NÚCLEO ESTRATÉGICO, a CPI do BNDES considera recomendável o indiciamento e aprofundamento das investigações com vistas à apuração da possível prática de crimes pelos seguintes agentes:

– LUCIANO GALVÃO COUTINHO, na condição de Presidente do BNDES, pela prática dos crimes de formação de quadrilha ou bando, gestão fraudulenta de instituição financeira e
prevaricação financeira;

– ARMANDO MARIANTE CARVALHO JUNIOR, EDUARDO RATH FINGERL, ELVIO LIMA GASPAR, FERNANDO MARQUES DOS SANTOS, GIL BERNARDO BORGES LEAL, GUILHERME NARCISO DE LACERDA, JOÃO CARLOS FERRAZ, JÚLIO CESAR MACIEL RAMUNDO, LUCIENE FERREIRA MONTEIRO MACHADO, LUIZ EDUARDO MELIN DE CARVALHO E SILVA, LUIZ FERNANDO LINCK DORNELES, MAURICIO BORGES LEMOS, PAULO DE SÁ CAMPELLO FAVERET FILHO, RICARDO LUIZ DE SOUZA RAMOS, ROBERTO ZURLI MACHADO E WAGNER BITTENCOURT DE OLIVEIRA, na condição de diretores do BNDES ou do BNDESPAR à época dos fatos, pela prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e prevaricação financeira.

Sem prejuízo das sugestões anteriores, devem ser também indiciados os seguintes agentes do NÚCLEO ECONÔMICO, especificamente a propósito da operação de incorporação da Bertin S.A. pela JBS S.A:

– SILMAR BERTIN, NATALINO BERTIN, REINALDO BERTIN, FERNANDO BERTIN, na condição de acionistas da Bertin S.A., pela prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira, prevaricação financeira e manipulação do mercado; e – OMAR CARNEIRO DA CUNHA, JOSÉ CLAUDIO DO REGO ARANHA, WALLIN VASCONCELLOS, ELEAZER DE CARVALHO FILHO, JOSÉ PIO BORGES E EMILIO HUMBERTO CARAZZAI SOBRINHO, na condição de integrantes dos comitês independentes da JBS e da Bertin que atuaram na avaliação da operação de incorporação da Bertin pela JBS, pela prática dos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira, prevaricação financeira e
manipulação do mercado.

O Antagonista

 

Opinião dos leitores

  1. Petista é tudo igual. Todas as provas são mostradas ,nas esses imbecis ainda ficam falando merda. Defendendo uma corja de bandidos que saqueou o nosso país.

  2. Pessoas morreram por causa da falta de dinheiro em muitas áreas. Apesar de sua então responsabilidade, ninguém aí tava preocupado com isso. Tem gente que nem dorme direito trabalhando pra sustentar a família.. tem pessoas que pagam impostos e passam a metade do seu dia se deslocando de um lado para o outro, trabalhando pra fazer esse país crescer. E elas estão morrendo aos poucos, pq nem um serviço de saúde digno o país oferece. Há cidadãos que são assassinados enquanto trabalham. A desculpa do Governo por não coibir? Falta dinheiro. Falta? Eu pergunto. Falta retidão moral nos gestores. Bandidos! Falta respeito ao próximo, ao trabalhador, ao cidadão. Falta respeito à evolução social saudável, justa e humanitária. Falta esses caras na cadeia para servirem de exemplo! Hipócritas! Levianos! Bandidos! Que Deus tenha piedade de nós que colhemos as consequências desditosas de seus crimed, mas, que a sua misrricórdia seja maior com quem cometeu, pois sua pena será mil vezes mais dolorosa. P. S.: e os alienados morais do PT cuidado, só se defende aquilo que se encontra conssonância em nossas almas!

  3. O ANTAGONISTA, DIRIGIDO PELO LAMBE BOTAS DO DIOGO MAINARDI (FINANCIADO PELOS ESTADOS UNIDOS POR MEIO DE STEVE BANNON) AGORA É JORNAL SÉRIO DE DIVULGAÇÃO POLÍTICA DE BOLSONARO E SRUS MILICIANOS LARANJAS?
    NAO SABIA…
    KKKKKKKKKKKKK
    CPI MONTADA PARA CRIAR UMA CORTINA DE FUMACA NO MOMENTO EM QUE O ESGOTO DO LARANJAL VEM A TONA.
    TÁTICA MANJADA UTILIZADA NA CAMPANHA ELEITORAL POR MEIO DE FAKES DISPARADOS POR WADZAP, CONFIRMAÇÃO DA FRAUDE NAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS.

    1. Esse é lambedor de chinelos de ladrões presidiários. Ah, sem noção!

  4. Normal. Quero ver mesmo é tudo preso, enjaulado, pegando um dp e descendo pro inferno. O que e praticamente impossível

  5. Estão ai soltos, tem que pedir de volta tudo que roubam, e presos trabalhandos sem redução de pena…

  6. Essa quadrilha entrou para a história !!! O Guinness book poderia criar uma nova categoria, o maior roubo de todos os tempos.

  7. Caiu mais uma fake news da turma de Bolsonaro.

    Você lembra que eles viviam dizendo que o governo do PT através do BNDES deu dinheiro dos brasileiros para Cuba e Venezuela?!

    Tudo mentira, uma farsa!

    O jornal Estadão teve acesso ao dossiê do BNDES que a turma de Bolsonaro prometia ser uma bomba.

    Virou um traque que ao acender deu chabu.

    1 – Os documentos mostram que não foi dado nenhum dinheiro para países estrangeiros;

    2 – Os valores que saíram do BNDES foi emprestado para empresas brasileiras executarem obras de infraestrutura em países estrangeiros;

    3 – As obras executadas não somente ocorreram em países como Cuba e Venezuela, mas em diversos outros países, Angola, Argentina, Uruguai, Peru, República Dominicana, etc;

    4 – Os dados também mostram que os empréstimos a empreiteiras brasileiras para execução de obras em países estrangeiros é uma política quase que de estado, adotado inclusive no periodo da ditadura militar, que eles tanto defendem;

    5 – Os documentos mostram que apesar da inadimplência os empréstimos são vantajos para o banco e para o país, pois criou um posicionamento estratégico para empresas nacionais e o banco no exterior, empresas hoje em grande parte destruídas pela operação Lava Jato;

    6 – Os dados também mostram que ocorreu fiscalização nos empréstimos, os valores eram liberados de acordo com o andamento da execução das obras. Quando constatado irregularidades os repasses eram suspensos.

    Bolsonaro foi eleito em cima de diversas fake news e hoje faz um governo baseada nelas.

    Já já vai mandar demitir a turma do banco que não aceitou produzir mentiras no dossiê.

    https://www.estadao.com.br/infograficos/economia,as-86-obras-no-exterior-financiadas-pelo-bndes,689269

    ☑ História, Política, atualidade e muito mais.
    Curta e compartilhe.

    ✔Siga-nos no Instagram –
    https://www.instagram.com/acervohistorico/

    ☑Receba nossas publicações pelo whatsapp. Basta mandar um Oi para – 91 981827693.

    ☑ Acervo no Facebook
    somos mais de 250 mil

    ✔ siga-nos no Facebook https://www.facebook.com/acervoconhecimentohistorico/

    1. Não justificou o desmando com uso do dinheiro em países totalmente sem crédito financeiro perante organismos internacionais, cujos valores deveriam terem sido investidos no país. Dizer que eram fiscalizados, é uma mentira grande, tudo era sigiloso, o que comprova que a propina rolava solta e desavergonhadamente. Por último, calote ser vantajoso? É o mesmo que ladrões de estimação e ratos dentro de casa também ser.

  8. A lavagem cerebral que estes petistas levaram é uma coisa impressionante… Graças a Deus que essa doença demoníaca não me afetou… Oh lavagem infeliz…

  9. Acho que Lula vai chegar no inferno devendo muitos e muitos anos de cadeia. Essa conta só faz aumentar. Salve engano ainda faltam 8 processos para ele ser condenado.

  10. Esses ladrões são os responsáveis pela crise em q nos encontramos…Cadeia é pouco pra eles…Imundos!!!!!!!!!!

    1. Não dá pra entender o brasileiro, ainda tem idiota que se ofende com trabalho das justiça e defende os bandidos.

  11. Para tudo que quero descer, não tem o nome do Queiroz? Como? Onde está o Queiroz?
    Para quê se preocupar com os R$ Milhões desviados através do BNDES sem saber do paradeiro dos R$ 40 mil do Queiroz? Que democracia é essa? Como podem indiciar todos esses perseguidos políticos, sem cuidar do Queiroz? Onde esse país vai parar…

    1. Milhões de reais não amigo, se fosse milhões era muito bom, na verdade foram quase um trilhão de reais. Sabe lá o que é isso? E oq poderia fazer para diminuir o sofrimento dos mais nescessitados?

    2. Se avexe não meu bichinho, ele fazia parte do time não, mas se ele tem contas a pagar chegará a vez dele.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro delata 2% de propinas para Fernando Bezerra, líder do governo no Senado, quando ocupava ministério de Dilma

Foto: Reprodução

Ex-presidente da OAS relatou detalhes em colaboração premiada sobre rotina de supostos pagamentos ao senador Fernando Bezerra Coelho quando ocupava o cargo de ministro da Integração Nacional do governo Dilma; informação publicada pelo jornal O Globo foi confirmada pelo Estadão

O empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, afirmou, em delação premiada, que o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB/PE), líder do Governo Bolsonaro no Senado, recebia propina equivalente a 2% sobre valor de obras executadas pela empreiteira em Pernambuco. A informação sobre o relato de Léo Pinheiro, homologado pelo Supremo Tribunal Federal em setembro, foi divulgada pelo jornal O Globo e confirmada pelo Estadão.

Os pagamentos ilícitos teriam ocorrido, segundo o empresário, quando Bezerra exercia o cargo de ministro da Integração Nacional (2011-2013/Governo Dilma). Segundo o delator, os repasses também eram realizados em troca da liberação de verbas da Pasta então dirigida por Bezerra.

Em nota, o criminalista André Callegari, que defende o senador, disse que confia que a investigação será arquivada. “Conforme jurisprudência já assentada pelo Supremo Tribunal Federal, a palavra do colaborador isoladamente não é apta sequer para receber uma denúncia.”

O senador é alvo da Operação Desintegração, deflagrada pela Polícia Federal no último dia 19. Ele e o filho, o deputado federal Fernando Coelho (DEM/PE) estão sob suspeita de recebimento de R$ 5,5 milhões em propinas de quatro empreiteiras – OAS, Barbosa Mello, Paulista e Constremac.

A PF fez buscas nos endereços dos Bezerra, inclusive em seus gabinetes no Senado e na Câmara, o que provocou forte reação de aliados do senador e do deputado e reacendeu campanha de ataques à PF.

COM A PALAVRA, O CRIMINALISTA ANDRÉ CALLEGARI, QUE DEFENDE FERNANDO BEZERRA

‘A defesa do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) não teve acesso ao acordo homologado, mas pode afirmar, conforme jurisprudência já assentada pelo Supremo Tribunal Federal, que a palavra do colaborador isoladamente não é apta sequer para receber uma denúncia. O senador confia que a investigação será arquivada.’

Fausto Macedo – Estadão

Opinião dos leitores

  1. Temei corruptos, temei!!!!!! Sua hora tá chegando!!!!! Viva o novo Brasil!!! Lula vai ter companheiro em Curitiba!!!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Dilma Rousseff prefere Lula na cadeia na condição do semiaberto com tornozeleira eletrônica

Foto: (Stringer/AFP)

Dilma Rousseff quer manter Lula na cadeia. Em viagem a Madri, ela disse:

“Ele não pode sair com um controle eletrônico amarrado na perna. Ele quer sair como um inocente. Só se sai da prisão com a cabeça em pé, não se sai curvado.”

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Gostaria q ele saísse liso, opós devolver tudo q roubou…bem como, ter seus privilégios de ex-presidente cortados devido aos desvios!! Isso sim seria o justo!!!

    1. Todo mundo não, mas quem vota neles eles têm certeza que acreditam em tudo o que disserem.

  2. Que o enredo t montado pelo PT desde a condenação do ex presidente deve ser mantido a qualquer preço, o mundo precisa acreditar em sua "inocência" POR MAIS QUE AS PROVAS EXISTENTES NOS PROCESSOS MOSTREM O OPOSTO.
    Assim é o PT, uma perigosa narrativa oposta a realidade

    1. Só nesse país de banana mesmo, uma lei que liberta um criminoso quando esse cumpre 1/6 da pena, mais, obriga o MP de pedir a liberdade do mesmo. Mas como o bandido não aceita o benefício, poderia ao menos cessar os efeitos da prisão especial, e joga-lo pra papuda, onde realmente é o local adequado para esse CANALHA cumprir sua pena, como deveria.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Dilma: “Um inocente está preso e um neofascista despreparado está no poder”

 (Foto: Henrique Mendes/G1)

Dilma Rousseff, na Folha de S. Paulo, disse que Sergio Moro e a Lava Jato condenaram Lula a fim de eleger um presidente neofascista:

“O mal está feito. O Brasil está sendo devastado por um governo neofascista na política e neoliberal na economia, encabeçado por um presidente escatológico e intolerante. Flagradas suas parcialidades, o juiz e os procuradores que se uniram em conluio para condenar Lula, destruir a economia e atropelar a Justiça negam o inegável. Desmentem o indesmentível.

O resultado é vergonhoso: um inocente está preso e um neofascista despreparado está no poder.

Só haverá justiça com a anulação do julgamento e a absolvição de Lula.”

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Essa cachorra PeTista tem menos moral do que uma vaca para falar do que legal ou ilegal, pois foi cassada por incompetência e falcatruas dos seus comandados nas empresas públicas controladas pela União.

  2. Falou a preparada terrorista comunista.
    E diz que Bolsonaro é um neofacista despreparado…
    E Lula tão inocente.
    Não sabia de nada do mensalão.
    O coitado do Marcos Valério não entregou o jogo e agora puxa 30 anos de cadeia.
    José Dirceu foi condenado mas Dilma fez um indulto de Natal para soltar a cúpula do PT, mas Marcos Valério continuou puxando cadeia…
    No petrolao, Lula e Dilma dizem que também não sabiam de nada…
    No governo bolsonaro, nenhum escandalo de corrupção…

    1. Cadê o Queiroz? Será que está comendo capim pela raiz? E o nepotismo escancarado do Bozo para colocar o filhote fritador de hambúrguer na embaixada dos EUA? E o COAF sendo transferido ao BC para receber controle político? E a mudança de controle na PF do RJ por estar investigando milícias e o filho Flávio? Vocês se fazem de cego,s ou são mesmo coniventes com o Bozo? Ele além de despreparado é mau caráter!

  3. ?????????, na verdade um "inocente" está preso, deveriam ser dois, ela dilmanta ainda está solta, depois, se há um despreparado no poder, o que dizer dela como presidenta? Por sinal, o erro já começou pelo nome presidenta, isso mesmo, pedante, despreparada e última potência, arrogante, burra, balofa, analfabeta funcional, que até na composição do seu currículo foi pega como mentirosa. Não entendo a imprensa ainda dar espaço para um trambolho desses. Vc com a boca fechada, ainda merece uma cela, que me desculpem os burros, jumentos e cavalos. A meu sentir, eles são mais úteis é inteligentes. Te cala analfabeta.

  4. Basta prestar atenção na qualidade de pessoas que o Dr Moro e Dr Deltan está lutando, pra não deixar, nunca mais entrar no poder.
    Esses vagabundos, acabaram com o país, roubaram e deixaram roubar, aí sai essa irresponsável, com uma lorota dessas.
    Quadrilha de bandidos sem futuro. É melhor explicarrem os 77. Milhões de reais que emprestaram a família ITAÚ banqueiros, pra compra de jatinhos, do que tá jogando a culpa e a conta pros outros pagarem
    Bando de Vagabundos desonestos.
    PT ladrão nunca mais.
    Tchau querida.

  5. Essa vagabunda devia tá presa, usava dinheiro do trabalhador através do BNDES para agradar elite com jatinho e despejava bilhões de reais em cuba, Venezuela… E outros países pra poder receber parte dos milhões de reais em propinas .

  6. estribucha ladra safada, sua hora vai chegar , vc ainda vai pagar pelas maldades e roubos que cometeu em nosso país.

    1. Melhor desmentir o indesmentível, do que ter de cagar dia sim, dia não, para salvar a natureza!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

DELAÇÃO BOMBA – (Palocci): Empresas pagaram propina a Lula e Dilma em troca de desonerações e crédito

Foto: (Nelson Almeida/AFP)

Na delação premiada, Antonio Palocci detalha que Dilma e Lula receberam propina de empresas em troca de desonerações tributárias, linhas de crédito do BNDES, auxílio em fusões e apoio da base governistas a medidas que tramitavam no Congresso, informa a Veja.

Segunda a revista, houve corrupção no financiamento de todas as campanhas eleitorais, de eleição e reeleição dos ex-presidentes do PT.

O Antagonista, com Veja

Opinião dos leitores

  1. Isso não surpreende a mais ninguém. Essa era a maior quadrilha existente no Brasil. Graças a Deus uma parte já está presa e a outra é questão de tempo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro diz que, ‘se Deus quiser, não teremos mais pessoas como FH, Lula ou Dilma’ na política

Presidente Jair Bolsonaro responde perguntas de correspondentes de jornais estrangeiros, em Brasília Foto: 19-07-19 / Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro destacou que, “se Deus quiser”, o Brasil terá uma política semelhante à que ele promove no Palácio do Planalto “de forma eterna”. Durante café da manhã com correspondentes de jornais estrangeiros, o chefe do Planalto afirmou esperar que o país nunca mais seja governado por pessoas como os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva ou Dilma Rousseff.

“Para a tristeza de vocês, se Deus quiser, tudo vai dar certo, uma política semelhante à minha vai continuar presente no Brasil de forma eterna. Não teremos mais pessoas como Fernando Henrique Cardoso, Lula ou Dilma, entre outros. O povo entendeu que essas pessoas não representavam o interesse do país, em grande parte governo voltado à corrupção e descomprometimento com o futuro do seu país”, criticou ele.

Segundo Bolsonaro, pela primeira vez um presidente “busca cumprir com todas as forças o que prometeu durante a campanha”. Questionado sobre uma possível disputa pela reeleição em 2020, Bolsonaro lembrou que havia condicionado a desistência da nova candidatura ao Planalto à realização de uma reforma política. Ele disse que, “pelo que tudo indica”, o país não terá uma reforma do tipo.

“Sempre falei durante a campanha: se for feita uma boa reforma política, dentro dessa reforma diminuindo o número de parlamentares federais, estaduais e municipais, entre outras, eu abrirei mão da reeleição. Como essa reforma depende basicamente do Parlamento, e não da minha [iniciativa], pelo que tudo indica, não teremos reforma política”, destacou o presidente.

Bolsonaro negou que o governo vá propor a volta da CPMF . Ele também reforçou aos jornalistas que não haver reforma política não significa um revés em sua plataforma de campanha.

“Não estou mudando meu posicionamento de durante a campanha, até porque, durante a campanha, ninguém me acompanhou, nem a imprensa local muito menos a de fora”, ressaltou ele.

Em entrevista à revista Veja , em maio, Bolsonaro disse que desistiria da reeleição caso Senado e Câmara aprovassem mudanças na estrutura do Parlamento. Destacou, na ocasião, que, nestas condições, “topava ir para o sacrifício”.

“Porque um dos grandes problemas do Brasil na política é a reeleição. O cara chega ao final do primeiro mandato dele, ou ele quer continuar no poder, que lhe deu fama e prestígio, ou ele quer continuar porque se o outro, o adversário, assumir vai levantar os esqueletos que ele tem no armário. Existe isso no Brasil. Então o meu caso é o seguinte: com uma boa reforma política, que diminuiria o número de parlamentares de 500 para 400, entre outras coisas mais, eu toparia entrar nesse bolo aí de não disputar a eleição”, comentou Bolsonaro.

Líderes de partidos na Câmara apontaram, na época, que o próprio presidente deveria apresentar uma proposta de reforma política ao Congresso.

Apesar de ter recebido uma proposta de mudança do sistema eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está está concentrado na agenda econômica e não deve pautar uma reforma política de grande impacto antes do pleito de 2020. Para ele, as eleições municipais já enfrentarão alterações suficientes com o fim das coligações proporcionais, aprovado pelo Congresso em 2017.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Não ia se candidatar de novo.
    Não ia compra o Congresso
    Não ia permitir privilégios na Reforma.
    Não ia nomear ministro corrupto.
    Não ia continuar com o Ministério do Trabalho.

  2. Acredito que o presidente não viveu a época fhc, pois o mesmo não lembra do plano real implantado no governo fhc. Fhc tem os erros cometidos em seu governo, aliás acredito que todos tenham, mas acredito que cada um contribuiu em algum aspecto para o desenvolvimento desse país. Sei que tem mais erros que acertos e falta muito para chegarmos ao ápice. Acredito que o nosso presidente deveria se preocupar em governar , fazer as coisas andarem . Olhar para trás e ficar culpando quem errou não funciona . Ele tem que mostrar para quê veio já fazem mais de seis meses do seu governo. O erro do ex governador Robinson foi esse ficar com o fantasma da ex governadora.

    1. Hambúrguer fritado na Oliveira, nem pensar. É uma extravagância sem limite.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

OAS entrega Dilma

A OAS assinou um acordo com o Cade reconhecendo que participou de um cartel durante o governo Lula para repartir as obras do Dnit.

De acordo com documentos obtidos pelo Estadão, “Dilma Rousseff – à época, ministra da Casa Civil – teria conhecimento do cartel”.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. E continua dando uma despesa de R$ 600 ( seiscentos ) mil por mês para os cofres públicos essa terrorista.

  2. Isso não interessa, tudo agora tem que ser o relatório do COAF sobre os filhos de Bolsonaro e seus assessores. A preocupação do Brasil tem que ser com a movimentação financeira da família Bolsonaro, todos milionários e seus funcionários de gabinete.
    Não interessa os BILHÕES repassados pelo BNDES aos países com DITADORES, recurso público que jamais voltará ao Brasil;
    Não interessa os BILHÕES desviados e provados nos escândalos do mensalão, petrolão e lava jato;
    Não importa ver a insegurança jurídica que o STF vem produzindo nesse país;
    Não importa as 500 mil inscrições fraudulentas que existiam no bolsa família até janeiroq2019 e foram afastadas;
    Não temos que nos preocupar com a reforma da previdência, deixa o país quebrar;
    Não interessa saber que a lei do desarmamento gerou números de mortes e assaltos no Brasil só registrados em guerras violentas;
    Não temos que lembrar que nosso ensino público hoje é o 95 colocado entre 100 países;
    Vamos esquecer o combate a corrupção e a impunidade, deixa pra lá o rumo da economia, vamos continuar fazendo pouco caso do caos que virou a saúde pública, tudo que importa é o relatório do COAF.

    1. Tem que prender todo mundo com coaf ou sem coaf. Vocês não têm bandidos de estimação, lembram?

    2. É bem por aí André, porém o foco aqui é mostrar que a mídia brasileira só tem notícia e matéria para esses relatórios do COAF, esquecendo tudo que está acontecendo de positivo e que nunca antes veio a público mostrar a movimentação financeira de nenhum dos envolvidos nos escândalos do mensalão, petrolão e da lava jato.

    3. Mas uma coisa justifica a outra???? se tem culpa tem que pagar !!! nao foi isso que o papai falou!!! com COAF ou sem COAF…!!!

    4. Pior que o relatório do COAF não importa, pois foram encontradas movimentações do pt, MDB, PSOL superiores a do Queiroz, mas a imprensa junto com os esquerdopatas não falam das movimentações recordistas, só querem saber do que Queiroz movimentou, e que foi 40 vezes inferior as outras movimentações, exemplo a do pt, q foi quase 50 milhões de reais. Mas vira fogo de palha. Kkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *