Marcelo Queiroz se licencia da presidência da Fecomércio, e Gilberto Costa assume nesta quarta

Gilberto Costa2Por interino

O vice-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte, Gilberto Costa, assume nesta quarta-feira, 1º de junho, a presidência interina da entidade e dos Conselhos Regionais do Sesc e do Senac no RN. Costa substitui Marcelo Queiroz, que se licencia para tratar de assuntos particulares.

O saída coincide com a obrigação de desincompatibilização de funções públicas, necessária aos que almejam disputar as eleições deste ano. Marcelo Queiroz, peemedebista, é um dos cotados para ser candidato a vice na chapa encabeçada pelo prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves, que tentará a reeleição.

Com assessoria Fecomércio, e acréscimo de informações do Novo Jornal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ANDRÉ VIDAL DE SOUZA FILHO disse:

    Gilberto Costa, além de empresário bem suvecido, é um líder nato, de elevada competência e honradez.

  2. Claudio Henrique disse:

    Esse é um dos mais competentes empresários do RN. Gilberto A. Costa.

Marcelo Queiroz: “Nossa estimativa é de retração de vendas na casa dos 4%”

Convidado por Robinson Faria, Marcelo Queiroz participa de reunião na Escola do GovernoO Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomercio), Marcelo Queiroz, repercutiu os números da pesquisa do IBGE sobre o desempenho de vendas do comércio varejista potiguar em novembro de 2015, divulgados nesta quarta-fera (13).

De acordo com Marcelo, os dados já eram previstos e a própria Federação já vinha fazendo alertas sobre o fraco desempenho do setor de vendas desde o ano passado.

“Desde o ano passado vimos alertando para uma queda considerável nas vendas do varejo, com repercussões diretas e negativas em toda a economia – sobretudo na nossa capacidade de geração de emprego e renda. E os números que o IBGE divulgou nesta quarta-feira, 13, comprovam isto. Segundo o instituto, as vendas caíram, naquele mês, 12,3%, sobre o mesmo mês do ano anterior. Com isso, o acumulado do ano indica retração de 5%. Para efeito de comparação, de janeiro a novembro de 2014 o varejo do estado havia registrado aumento de 2,15% nas vendas. Diante desse número, nossa estimativa para o fechamento do ano (quando saírem os dados de dezembro) é de retração de vendas na casa dos 4% a 5%”, analisou.

Marcelo Queiroz faz apelo à Assembleia para revisar orçamento do Turismo para 2015​

Coordenador-da-Câmara-EmpreO presidente do Sistema Fecomércio Rio Grande do Norte, Marcelo Fernandes de Queiroz, esteve, na manhã da última quarta-feira, 12, reunido com o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, e com o deputado José Dias. Na pauta, um apelo para que a Assembleia sugira emendas ao Orçamento Geral do Estado de 2015 – cuja proposta ainda tramita naquela Casa – que destinem um valor maior para o setor de Turismo potiguar.

Marcelo Queiroz – que estava acompanhado do Coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio, George Gosson – explicou que, pela proposta que se encontra na Assembleia, o Turismo terá cerca de R$ 51 milhões de orçamento no ano que vem – aí incluída toda a estrutura da Secretaria e da Emproturn. O valor é 23% menor que o deste ano, que foi de cerca de R$ 67 milhões e já foi considerado insuficiente.

“Não restam dúvidas da importância do Turismo para toda a nossa economia. Precisamos começar a reconhecer esta importância já a partir dos valores destinados para fomentar a atividade. E o primeiro passo é dar mais atenção ao segmento já no Orçamento”, ressaltou Marcelo Queiroz, que apresentou aos parlamentares um levantamento mostrando que, como está posto, o orçamento para o Turismo de 2015 no RN será o menor desde 2011.

Tanto Ricardo Motta quanto José Dias se mostraram sensíveis ao pleito da Fecomércio, mas fizeram questão de ressaltar o momento de dificuldade financeira porque passa o Estado, algo que o Orçamento, claro, reflete. Os parlamentares ficaram de analisar o pedido em conjunto com outros deputados.

Presidente da Fecomércio RN é eleito vice-presidente da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, Marcelo Queiroz, foi eleito nesta segunda-feira, 28.10, em São Paulo, vice-presidente da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (ABCFarma). Queiroz faz parte da chapa encabeçada pelo empresário Pedro Zidoi, que foi reconduzido ao cargo.

“É muito importante para mim e para o Rio Grande do Norte assumir este cargo. Sua representatividade nacional irá dar mais ressonância às vozes do setor de comércio farmacêutico potiguar, ajudando na identificação de gargalos e no encaminhamento de soluções para enfrentá-los”, afirma Marcelo Queiroz que também já é membro da CBFarma, a Câmara de Comércio de Produtos Farmacêuticos, ligada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, a CNC.

Queiroz adianta que entre os assuntos mais importantes para o segmento do Comércio Farmacêutico nacional, temas como a responsabilidade das farmácias na logística reversa de medicamentos e algumas resoluções polêmicas do Conselho Federal de Farmácia devem estar entre as primeiras questões a serem abordadas de forma mais contundente pela nova diretoria, ainda este ano.

Sobre a entidade

A ABCFARMA – é uma entidade civil, de fins não lucrativos, constituída em 30 de outubro de 1959, para a prática de estudos, coordenação, informação, proteção e representação da categoria econômica do comércio de medicamentos, produtos farmacêuticos e correlatos, bem como, de seus integrantes. Hoje tem sede em São Paulo e base territorial em todo o País.

A entidade edita a Revista ABCFarma, considerada verdadeira Bíblia do segmento. A revista tem periodicidade mensal, com distribuição em todo o território nacional e oferece, entre outras matérias, as informações mais atualizadas do setor, constituindo-se na mais confiável e segura fonte de consultas, tanto da imprensa em geral, autoridades como de todos os envolvidos com o segmento farmacêutico. É também fonte completa de informação sobre preços de medicamento e reportagens sobre saúde.