Diversos

Idema faz visita técnica junto com APO em dunas no litoral sul para definir novas trilhas off road

Foto: Divulgação

Representantes do Idema fizeram nesta quinta-feira (17), atendendo a proposta da Associação Potiguar de Off Road (APO), uma visita técnica à área de proteção ambiental em Nísia Floresta. O objetivo foi verificar a viabilidade de ampliação de rotas para a prática de off road na região. O presidente da APO, Juscelino Holanda, participou da vistoria.

A APO propôs a visita e solicitou a permissão para a inclusão de mais trilhas durante o verão, tendo em vista o caráter sazonal desses trechos, que podem ser utilizados durante estação sem oferecer nenhum risco ao meio-ambiente. O órgão ambiental vai analisar o pedido e emitir um posicionamento sobre ele até a próxima semana.

“A intenção de uso dessas rotas é lúdica, voltada exclusivamente para que praticantes de off road trafeguem por elas em programas de lazer e sem nenhum propósito comercial, respeitando sobretudo o ecossistema local”, afirma o presidente da Associação, Juscelino Holanda. “Por todas essas razões, estamos confiantes de que o Idema atenderá ao nosso pleito para permitir mais trilhas no local”.

O Idema estuda a implantação de um projeto piloto na APA de Nísia Floresta, exatamente no local vistoriado nesta quinta. O projeto inclui o cadastramento simplificado e por meio eletrônico, na internet, para adeptos interessados em fazer trilhas na região. Composta por 600 membros, a APO tem participação ativa no processo, desde o início dos debates.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Off-Road: Idema esclarece informações sobre acesso a trilhas nas Dunas de Búzios, no litoral sul potiguar

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em resposta à notícia intitulada “Associação Potiguar de Off-Road recebe autorização simplificada para acesso a trilhas nas Dunas de Búzios”, publicada nesta segunda-feira (14), no Blog do BG, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema explica que as informações apontadas requerem melhor esclarecimento.

O encontro realizado na manhã de ontem (14), reproduziu o teor das reuniões tidas com o Ministério Público e da Audiência Pública organizada pelo vice-governador, Antenor Roberto, na última semana. Na pauta, a criação do projeto piloto em Nísia Floresta, a ser executado com a disponibilização do agendamento digital, por meio do site do Idema para os praticantes classificados como particular eventual, e de autorização especial para comercial eventual e licença simplificada para o comercial constante.

Cabe, ainda, elucidar quando a matéria se refere que a APO, “obteve do órgão a garantia de que seus membros precisarão, apenas de uma autorização para trafegar em rotas da área de proteção ambiental, em Nísia Floresta”, a afirmação precisa ser melhor esclarecida. O Idema autorizará a circulação dos veículos, entretanto, a requisição da autorização será feita de forma individualizada para as rotas definidas pelo órgão e terá validade diária, e não por representação de Grupos ou Associações.

Para tanto, o órgão ambiental mapeou os campos dunares por setores, explicando que o condutor particular eventual pegará o ticket eletrônico para o setor “Nísia Floresta”, e com isso, ele terá acesso, somente naquele dia, às trilhas permitidas do trecho especificado. A cada uso, uma autorização específica será emitida com o objetivo de efetivar o monitoramento contínuo das áreas.

O Idema informa, também, que não será necessária permissão para cada rota do campo dunar da Área de Proteção Ambiental (APA) Bonfim-Guaraíra, mas sim, permissão para cada dia a ser trafegado. No encontro realizado nesta segunda-feira (14), a Associação Potiguar de Off-Road sugeriu rotas e acessos que não constavam no traçado do órgão ambiental estadual.

Uma equipe do órgão ambiental realizará uma visita técnica aos locais sugeridos para avaliação do pleito nos próximos dias. O Idema reitera, ainda, que nesta reunião não emitiu nenhuma autorização especial para grupos e/ou praticantes de Off-Road.

Opinião dos leitores

  1. Eu acho que essa associação com cara de Federação está mau intencionada, o ministério público tem que abrir os olhos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Guarda Municipal orienta ciclistas sobre trilhas no Parque da Cidade do Natal

Agentes do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN) prestaram os primeiros socorros a uma ciclista que circulava em uma das trilhas pavimentadas do Parque da Cidade. Os guardas municipais agiram de maneira rápida imobilizando e prestando os primeiros cuidados a vítima até a chegada da equipe do socorro

De acordo com a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria, a ciclista teve escoriações. A coordenadora informou que o acidente aconteceu por falta de obediência à sinalização, que orienta a trilha para caminhada, como também a direcionada ao ciclista e ainda a velocidade permitida para pedalar na área. “É importante que o visitante obedeça à sinalização para que sejam evitados acidentes como esse ou qualquer tipo de conflito relacionado a não obediência a sinalização”, alertou.

Além de fazer a segurança preventiva de todos os cidadãos que frequentam o Parque da Cidade do Natal na intenção de evitar roubos, furtos e outros delitos, os guardas municipais realizam um trabalho de orientação aos visitantes e frequentadores do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte sobre a utilização correta dos trechos de ciclovia e de caminhada de pedestres. A medida busca levar segurança as pessoas que realizam atividades físicas nas trilhas pavimentadas existentes ao longo da área de preservação ambiental.

Os guardas municipais voltam o patrulhamento para os horários de maior movimento do Parque da Cidade, que normalmente é no início da manhã e do meio para o final da tarde. O trabalho consiste em abordar de maneira gentil os ciclistas que invadem o espaço destinado a pedestres e vice-versa, e orientar sobre a maneira correta de utilização do espaço de acordo com as normas de segurança.

Outra ação importante é o monitoramento da velocidade dos cidadãos que utilização o local para pedalar. Nesse sentido, os ciclistas não podem exceder a velocidade de 20km/h. “O Parque da Cidade é uma área de preservação, portanto o passeio é permitido para uma contemplação do espaço, porém não permitido a prática do ciclismo de velocidade”,

Todo o espaço de trilhas pavimentadas existente do Parque da Cidade do Natal é sinalizado e delimitado por meio de faixas informando as áreas onde o tráfego é direcionado aos pedestres e os locais voltados aos ciclistas.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *