Bolsonaro discute revogar norma que proíbe venda direta de combustível

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (15), em Brasília, que está discutindo a possibilidade de revogação de norma da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que proíbe a venda direta de combustíveis aos postos.

O presidente se reúne nesta quarta-feira com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, para tratar desse assunto, entre outros.

Venda direta de combustível

Ao deixar o Palácio da Alvorada, pela manhã, Bolsonaro defendeu novamente que seja autorizada a venda direta de etanol das usinas para os postos de combustíveis e também de outros derivados do petróleo. Segundo ele, isso poderia reduzir em cerca de 20 centavos o valor do litro do combustível.

“Não é apenas a venda direta de etanol para o posto de combustível, é de outros derivados também. Nós importamos óleo diesel, gasolina, por que não do porto ir diretamente para o posto de gasolina? Por que tem que viajar centenas de quilômetros?”, questionou.

Atualmente, a norma da ANP estabelece que todo combustível deve passar por empresa distribuidora antes de chegar às bombas dos postos.

De acordo com o presidente, ele está em contato com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tratar da revogação dessas normas. “Conversando com Rodrigo Maia, muitas vezes não depende da decisão [da ANP], depende de revogar decisão e o Congresso tem poder para revogar essas decisões”, disse.

Ao falar sobre o trabalho das agências reguladoras, o presidente destacou que elas “são importantes, autônomas, mas não são soberanas”.

Um projeto de lei que libera a venda direta está tramitando na Câmara dos Deputados e já foi aprovado pela Comissão de Minas e Energia no fim de 2019.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    O Mito só tem coisa boa para oferecer a população.
    Pena que temos um congresso acovardado e um STF acovardado que só trabalham contra o crescimento do Brasil totalmente em desarmonia com o Presidente JMB e a população brasileira

  2. Ricardo Victor Souto disse:

    Já vi que não passa, pois precisa do aval da Câmara dos Deputados, setor que com certeza tem político por trás dessa norma, pois deve ter distribuidora de pessoas suas. E quem paga com o preço final, somos nós pobres consumidores.

TRT-RN: Imóveis da Viação Nordeste terão venda direta; veja edital

Foto: Divulgação

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) publicou edital de adjudicação e venda direta de imóveis da Viação Nordeste Ltda., avaliados em R$ 6.339.833,14, reunindo as garagens da empresa em Mossoró, João Pessoa e Campina Grande.

Os interessados em participar deverão formular propostas até o próximo dia 13 de agosto.

Na cidade de Mossoró/RN, a garagem da empresa ocupa um quarteirão no bairro Aeroporto, e está avaliada em R$ 1.012.500,00.

No estado da Paraíba, em João Pessoa, estará disponível aos interessados a garagem e o escritório administrativo da Nordeste pelo valor inicial de R$ 1.300.000,00.

Já a garagem da empresa em Campina Grande poderá ser negociada pelo valor mínimo de 825 mil reais.

Os valores arrecadados serão utilizados para pagamento de dívidas trabalhistas dos processos nos quais a empresa foi condenada pela Justiça do Trabalho.

Consta também no edital, uma área localizada na Rua Mar da Galileia, no bairro de Passagem de Areia, em Parnamirim/RN, avaliada em R$ 1,5 milhão, além de uma casa na rua desembargador Antônio Soares, 1252, Tirol, em Natal/RN, com área total de terreno de 759,87m², sendo 259m² de área construída, avaliada em R$ 1.702.333,14.

DOCUMENTO 1:
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JR disse:

    Quer vender caro demais só da nisso, leiloes desertos (que eu contei já foram no mínimo 2)…
    Essa casa, por exemplo, seria bem vendida por uns 800.000,00, mas avaliaram em 1.7 milhão.
    Não vai vender nunca por esse preço.