Governo cria grupo para atuação imediata em grandes desastres

Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O Ministério da Justiça e da Segurança Pública criou uma estrutura especializada para atuar em grandes tragédias, informa Helena Mader na Crusoé.

O Grupo para Resposta a Desastres (GRD) será ligado à Força Nacional de Segurança e vai trabalhar em situações de calamidade causadas por ventanias, alagamentos, inundações ou enchentes, incêndios florestais, rompimento de barragens e em outros desastres que ultrapassem a capacidade de resposta das autoridades locais.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Presidente com ações digno de "OSCAR".
    Sempre atuante e preocupado com a população brasileira.
    E isto sem roubar como fazia ps comunas anteriores se dizendo que fazia isto para acabar com a fome.
    Obrigado Presidente Jair Messias bolsonaro.

Defesa Civil de Natal forma voluntários para atuar em situações de crise

Foto: Divulgação

A Defesa Civil de Natal ministrando uma capacitação voltada ao aperfeiçoamento das ações de intervenções em situações de desastres. A capacitação iniciada nesta terça-feira (05) está acontecendo no Grupamento de Fuzileiros Navais da capital e segue até esta quarta-feira (06/11), com instruções teóricas e simulados.

O curso está sendo conduzido pelo psicólogo da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), Stênio Stephanio de Oliveira, e pelo agente de Defesa Civil de Natal, Paulo Henrique. As instruções abrangem informações relacionadas ao Papel da Defesa Civil; Sistema integrado com as Forças Armadas; Tipos de desastres; Depoimentos; além de simulados focando atuações técnicas de como agir em diversos tipos de desastres aéreo e emprego de abrigos.

A diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil de Natal, Luciana Medeiros, informou que a capacitação é uma parceria com a Associação de Veteranos do Exército Brasileiro e com o Corpo de Fuzileiros Navais de Natal. “É mais um aperfeiçoamento que a Defesa Civil está promovendo formando pessoas no Curso Básico de Defesa Civil e possibilitando que elas venham a atuar como voluntários em situações que envolvam a necessidade maior de pessoal para contribuir no atendimento a possíveis vítimas de desastres”, comentou.

Novo PGR, que ainda precisará ser aprovado em sabatina no Senado, diz que vai atuar no ‘destravamento da economia’ e ‘combate a corrupção´ será outro pilar

Em sua primeira declaração, depois de ter sido indicado por Jair Bolsonaro para comandar a PGR, Augusto Aras resumiu ao Radar quais serão seus dois pilares no comando da Procuradoria:

“O Brasil está passando por transformações e o Ministério Público precisa contribuir para o combate à corrupção e o destravamento da economia”, diz.

Radar Veja – Robson Bonin

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jd disse:

    Pelo amor de Deus não mexendo com os filhos só mito tá bom demai!