FOTOS: Defesa Civil de Natal interdita área da Pedra do Rosário

Fotos: Divulgação

A Defesa Civil Municipal interditou parte da área da Pedra do Rosário, monumento situado na região do Paço da Pátria, em Natal. A ação se deu após solicitação de vistoria da representante da Cúria Católica da capital, Fátima Lapenda.

As vistorias uniram a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov) que detectaram pontos de comprometimento da estrutura, a exemplo de vigas e pilares em estado de deterioração, apresentando armaduras expostas e oxidadas em vários locais, o que chega a comprometer a estabilidade do monumento.

A titular da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Sheila Freitas, informou que a situação já foi explicada em reunião com a representação da Arquidiocese de Natal e que o fato não vai comprometer as comemorações da Padroeira de Natal, Nossa Senhora da Apresentação, já que a interdição foi realizada apenas numa parte do monumento.

A secretária ainda adiantou que haverá uma mudança na instalação do palco. “Deixamos claro que a missa do dia 21 pela manhã vai ocorrer normalmente, apenas foi alterado o local do palco da celebração e colocaremos guardas municipais durante a celebração para fechar os acessos à área interditada”, explicou.

O local da celebração na Avenida Canal também vai contar com a participação da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), que vai interditar ruas e disciplinar o trânsito durante a celebração da Padroeira de Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Inquisidor disse:

    Não creio que a presença criminosa e exploratória das tropas yankes por aqui tenha uma parcela tão determinante sobre a soberba e falta de vergonha na cara do povo potiguar.
    Mas que teve uma certa contribuição, é fato.
    Somente sendo um lambe botas muito burro daquele povo egocêntrico, egoísta e metido não vê. Ou se faz de doido.
    Mas a culpa dessa falta de zêlo para com a história e a cultura do povo do RN é dele mesmo.
    Isso porque temos exemplos tão próximos na Paraíba e Ceará, povos que vibram pela sua cultura, diferente do povo daqui que só quer ser o que não é, tem vergonha das suas origens.

  2. Francisco Alves disse:

    Sem querer polemizar, mas Rafael tem razão. A Pedra do Rosário, bem como outros pontos turísticos e culturais da nossa cidade foram durante décadas relegados e abandonados pelos gestores. O por do sol belo e majestoso as margens do rio Potengi por exemplo, é impossível de ser apreciado daquele local sem correr o risco de ser assaltado. Acontece o mesmo com as praças do centro que, sobretudo no período noturno se transformaram em ambientes de vendas, consumo de drogas e prostituição. Portanto, antes do pronunciamento ideológico faz-se necessário uma reflexão sobre o descaso dos nossos gestores, da falta de políticas públicas, e de investimento na urbanização e segurança.
    Colocar a culpa nos gringos é pura idiotice.

  3. Lúcifer disse:

    Que os 'eua' são o CÂNCER do mundo, isso é histórico. Fato irrefutável.
    E a presença daquela raça sebosa por aqui durante a segunda grande guerra, prá nos fazer de bucha de canhão, além de criminosamente desnecessária ainda deixou no povo potiguar um maldito legado de falso elitismo e rei na barriga.
    De lá prá cá nosso povo perdeu a noção da nossa cultura, da nossa tradição, das nossas raízes.
    A ribeira boêmia, berço da cidade, agoniza caindo aos pedaços abandonada, á mercê de alguma alma caridosa e nostálgica que lhe dê guarida. Todas as atenções se voltam ao extremo sul da cidade, que nada mais é que um eldorado de hipocrisía.
    Isso que está ocorrendo na pedra do Rosário nada mais é do que um exemplo do descaso para com a nossa cultura, com a nossa história.
    Fosse na zona sul, já estria restaurada ou num mausoléu.
    Natal perdeu sua identidade. O povo potiguar não vibra pelas suas tradições.
    Essa é a realidade doa a que doer.

    • Alguém disse:

      Não mora em Ponta Negra ou Capim Macio, mas se fosse mesmo verdade as ruas de lá deveriam ser um verdadeiro tapete e não aquela ceboseira que é lá, o problema de Natal é apenas vergonha na cara e cobrar dos politicos, mas o povo acomodado sabe reclamar em rede social e internet, mas ir na câmara de veradores e questionar e cobrar ai ninguém vai.

      Aprenda a reclamar onde faz a diferença e não falar baboseira na internet, tem interesse em algo, LEVANTE A BUNDA DA CADEIRA E VÁ COBRAR DOS GOVERNANTES.

    • Rafael disse:

      É muita alienação em uma só pessoa. Os EUA, ou melhor, os americanos, podem ter seus defeitos, como todos os povos têm, mas é inevitável dizer que sem a participação deles o nazismo teria triunfado e as consequências para a humanidade seriam nefastas. A cegueira ideológica é tão grande que não reconhece a importância da presença dos americanos em nossa terra, cujo legado só agora, aos poucos, está sendo resgatado e valorizado. A questão de os natalenses, em sua maioria, não darem valor à sua cultura, nada tem a ver com os americanos terem aportado aqui há mais de sete décadas, é uma questão comportamental mesmo, mas o ranço ideológico realmente cega alguns.

    • Cidadão disse:

      Pelo contrário. A maior potência do mundo é a cura p o câncer esquerdista.

Defesa Civil de Natal forma voluntários para atuar em situações de crise

Foto: Divulgação

A Defesa Civil de Natal ministrando uma capacitação voltada ao aperfeiçoamento das ações de intervenções em situações de desastres. A capacitação iniciada nesta terça-feira (05) está acontecendo no Grupamento de Fuzileiros Navais da capital e segue até esta quarta-feira (06/11), com instruções teóricas e simulados.

O curso está sendo conduzido pelo psicólogo da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), Stênio Stephanio de Oliveira, e pelo agente de Defesa Civil de Natal, Paulo Henrique. As instruções abrangem informações relacionadas ao Papel da Defesa Civil; Sistema integrado com as Forças Armadas; Tipos de desastres; Depoimentos; além de simulados focando atuações técnicas de como agir em diversos tipos de desastres aéreo e emprego de abrigos.

A diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil de Natal, Luciana Medeiros, informou que a capacitação é uma parceria com a Associação de Veteranos do Exército Brasileiro e com o Corpo de Fuzileiros Navais de Natal. “É mais um aperfeiçoamento que a Defesa Civil está promovendo formando pessoas no Curso Básico de Defesa Civil e possibilitando que elas venham a atuar como voluntários em situações que envolvam a necessidade maior de pessoal para contribuir no atendimento a possíveis vítimas de desastres”, comentou.

Defesa Civil de Natal recebe equipamento para limpeza de óleo nas praias

Foto: Divulgação

A Defesa Civil Municipal recebeu nessa quarta-feira (30/10), equipamento de proteção individual para ser utilizado pelos agentes nas situações de limpeza das praias da capital aonde for detectado óleo bruto. O material doado pela Cosern e pelo Governo Federal foi entregue numa ação do Governo do Estado.

Os equipamentos de ação protetiva pessoal compreendem luvas, máscaras, botas e protetores solares. Também foi distribuído com a Defesa Civil Municipal o material disponibilizado pelo Grupo de Avaliação e Acompanhamento (GAA), do Governo Federal, que enviou pás, carros de mão, peneiras, ancinho, baldes, big bags e bombonas plásticas.

A Defesa Civil de Natal vem monitorando diariamente as praias da capital desde o último dia 22 deste mês. Os agentes estão divididos em equipes e percorrem regulamente a faixa de areia das praias de Ponta Negra, Via Costeira, Areia Preta, Praia do Meio, Praia do Forte e Redinha. Durante o trabalho de vistoria, os agentes chegaram a encontrar pequenos vestígios de óleo bruto, sendo a constatação imediatamente informada aos órgãos de controle Estadual e Federal, como orienta o protocolo de procedimentos.

A secretária da Semdes, Sheila Freitas, informou que todo o efetivo da Defesa Civil de Natal está sob alerta e deve continuar o monitoramento do litoral da capital pronto para agir em caso de presença de óleo na orla. “A Defesa Civil de Natal vem se somando aos demais órgãos com o objetivo de evitar dano ambiental nas praias”, comentou a secretária.

Os agentes da Defesa Civil de Natal passaram por uma qualificação para atuar nas situações onde forem encontradas manchas de óleo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. florencio disse:

    E de criticos kkkkkk

  2. Alexandre disse:

    Enxugando gelo …tem que fazer a contenção no mar…

Defesa Civil de Natal monitora litoral da capital em busca de resíduos de óleo

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) acionou a Defesa Civil de Natal para contribuir nas ações de monitoramento e limpeza do óleo que vem atingido áreas do litoral do Nordeste. As primeiras vistorias no litoral da capital potiguar aconteceram na manhã desta terça-feira (22/10) e foi realizada em parceria com Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A ação contou com um efetivo de mais de 15 agentes da Defesa Civil, que inicialmente participaram de um encontro com os técnicos do Ibama, que orientaram sobre os procedimentos que devem ser realizados em situação onde é constatada a presença do óleo bruto. Logo em seguida, as viaturas se deslocaram para a área a ser monitorada no litoral de Natal.

Os agentes da Defesa Civil foram divididos em equipes e percorreram a faixa de areia das praias de Ponta Negra, Areia Preta, Praia do Meio, Praia do Forte e Redinha. Durante o trabalho de vistoria, os agentes não encontraram indícios de óleo bruto, chegando a concluir que, pelo menos até o momento, esses pontos não estão sendo afetados pelo problema ambiental.

A secretária da Semdes, Sheila Freitas, informou que todo o efetivo da Defesa Civil de Natal está sob alerta e deve continuar o monitoramento do litoral da capital pronto para agir em caso de presença de óleo na areia ou mar. “A Defesa Civil de Natal está integrada às demais forças que atuam nessa situação e está preparada para contribuir e ajudar na solução do problema”, comentou a secretária.

Já a diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil, Luciana Medeiros, também lembrou que os agentes vão reforçar o conhecimento sobre o assunto num treinamento que vai ocorrer na quinta-feira (24/10), de como proceder na limpeza das praias, caso surjam mais resíduos do óleo.

CHUVAS: Defesa Civil de Natal trabalha com reforço de pessoal e viaturas no atendimento a ocorrências; veja locais mais atingidos

A Defesa Civil Municipal vem atuando nas últimas 24h com reforço de pessoal e de viaturas devidos as fortes chuvas que caíram na capital. O número de ocorrências atendidas pelos agentes subiu substancialmente, chegando a 23 intervenções durante o decorrer do dia e da noite dessa quinta-feira (25). A Prefeitura, por meio da Secretaria de Segurança Pública, disponibilizou novas camionetes de tração 4X4 para serem utilizadas no atendimento aos chamados, sendo uma delas da Guarda Municipal do Natal (GMN).

A maioria das ocorrências registradas pela Defesa Civil Municipal foram as relacionadas a alagamentos de ruas com invasão de águas em residências, como também abertura de crateras em vias urbanas. Um dos pontos registrados foi o rápido enchimento de algumas lagoas de captação de águas pluviais onde o sistema de bombas de sucção foi afetado, sendo em alguns casos, devido ao acúmulo de lixo urbano. Porém, nessas situações os agentes agiram acionando os órgãos competentes que realizaram os reparos no sentido de resolver ou minimizar os problemas.

Dados coletados pelos pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) instalados em cinco pontos distintos de Natal chegaram a contabilizar 151,75 mm de água nas últimas 24h, isso na região do bairro de Pajuçara, na zona Norte da capital. Também foram registrados os índices pluviométricos da região de Nossa Senhora da Apresentação (133,22 mm), Guarapes I (132,48 mm), Guarapes II (126,44 mm) e Cidade Alta (98,46 mm).

A secretária da Semdes, Sheila Freitas, ressaltou que a Prefeitura montou todo o aparato necessário para atender a população, principalmente as que residem em áreas de risco. Somente a Defesa Civil convocou todos os agentes de folga para atuar no apoio as pessoas afetadas pelas chuvas. A secretária alertou que o índice pluviométrico foi alto gerando muita água num pequeno espaço de tempo. “Queremos dizer a população que a Defesa Civil está atenta para atender e ajudar as pessoas que precisem”, comentou.

A diretora de Ações Preventivas da Defesa Civil Municipal, Luciana Medeiros, informou que mesmo com alto registro de chuvas não foi contabilizada nenhuma morte proveniente de sinistro causado pela queda d’água. “Nossos agentes verificaram que os danos foram materiais e nossa ação de interditar e isolar locais de risco, e orientar as pessoas afetadas, certamente, possibilitou esse resultado de não haver pessoas feridas”, explicou.

Mesmo com a trégua dada pela chuva nesse início de manhã de sexta-feira (26), a Defesa Civil Municipal continua em alerta monitorando áreas de risco e pronta para atender qualquer necessidade de intervenção, já que as informações dos órgãos técnicos é que Natal deve continuar com chuvas até este sábado.

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal o cidadão pode ligar para o número 190, no Ciosp, onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão.

Defesa Civil de Natal se mantém em alerta com pronto atendimento 24h diante da continuidade de chuvas

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) ampliou o nível de alerta das equipes que atuam nas unidades operacionais da Defesa Civil Municipal desde madrugada desta segunda-feira (1º). A medida se faz necessária devido às chuvas que vêm caindo na cidade. Os pontos que estão recebendo maior atenção dos agentes da Defesa Civil são as áreas onde comumente são registrados maiores incidentes, como parte do bairro de Mãe Luiza, Ribeira, Rocas, Comunidade do Jacó, Passo da Pátria, e pontos da zona Norte.

Além das equipes responsáveis pelo plantão durante o dia de hoje, outras que estão de folga se mantêm em alerta para a possibilidade de uma eventual necessidade de ampliar a área de atuação de acordo com as demandas informadas pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Os técnicos da Defesa Civil de Natal estão monitorando todo o sistema de chuvas da capital por meio das informações divulgadas pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden).

Outra iniciativa tomada pela secretária da Semdes, Sheila Freitas, foi a averiguação preventiva das maiores lagoas de captação de águas pluviais da capital. Nesse sentido, os agentes de Defesa Civil verificam o nível da água e o correto funcionamento das bombas de sucção com intuito de evitar transbordamentos, causando alagamentos das áreas próximas. Até o momento, foi registrado um início de transbordamento na lagoa do Taraocá, próximo da Avenida Itapetinga, na zona Norte. Outro caso foi a lagoa de captação do bairro Nova República, também na zona Norte. Nessas situações foram ligadas as bombas de sucção.

Outros registros foram notificados na Avenida João Medeiros Filho, uma abertura de cratera, porém a área foi isolada pela Defesa Civil e o órgão competente já foi acionado e se encontra trabalhando no local. Também foi verificado nível alto de água nas lagoas de Pirangi, Nova Descoberta e Panatis. Uma loja na Avenida Rio Branco foi interditada pela Defesa Civil devido ao grande número de infiltrações, com águas saindo pelas tomadas de energia elétrica colocando em risco a integridade física dos funcionários e clientes.

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal o cidadão pode ligar para o número 190, no Ciosp, onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão.

 

CHUVAS: Defesa Civil de Natal se mantém em alerta com equipes de plantão 24h; veja as áreas mais atingidas na capital

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) ampliou o nível de alerta das equipes que atuam nas unidades operacionais da Defesa Civil Municipal desde a noite dessa segunda-feira (09). A medida se faz necessária devido às chuvas que vêm caindo na cidade. Os pontos que estão recebendo maior atenção dos agentes da Defesa Civil são as áreas onde comumente são registrados maiores incidentes, como parte do bairro de Mãe Luiza, Ribeira, Rocas, Comunidade do Jacó, Passo da Pátria, e pontos da zona Norte.

O titular da Semdes, João Paulo Mendes, determinou, que além das equipes responsáveis pelo plantão desta terça-feira (10), outras que estão de folga se mantivessem em alerta para a possibilidade de uma eventual necessidade de ampliar a área de atuação, de acordo com as demandas de solicitações informadas pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). “Como estamos sempre acompanhando os boletins meteorológicos dos órgãos oficiais, tomamos essa precaução, pois a previsão registra mais chuva para cair em Natal nas próximas horas”, explicou.

Os técnicos da Defesa Civil de Natal estão monitorando todo o sistema de chuvas da capital por meio das informações divulgadas pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). Os pluviômetros do Cemaden instalados na capital informam que nas últimas 24h a área mais atingida por chuvas foi a região do Guarapes I, com 29,47 mm; seguido por Guarapes II, 29,27; Nossa Senhora da Apresentação, 28,88 mm; Nossa Senhora de Nazaré e Lagoa Nova com 27,10 mm; Neópolis, 18,08 mm; e Pajuçara, 12,38 mm. Os dados foram coletados às 7h de hoje.

Para solicitar a intervenção da Defesa Civil Municipal o cidadão pode ligar para o número 190, no Ciosp, onde há agentes para direcionar a ocorrência para as equipes de plantão. “A Defesa Civil atua com foco em ações preventivas, de socorro e de assistência em casos de desastres naturais com intuito de evitar ou minimizar danos à população. Qualquer situação nesse sentido pode acionar a Defesa Civil que deslocaremos uma equipe para atendimento”, concluiu o secretário João Paulo Mendes.