Política

Bolsonaro nomeia Ciro Nogueira na Casa Civil e Onyx no Ministério do Trabalho

O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta quarta-feira a reforma ministerial realizada para receber o senador Ciro Nogueira (PP-PI) no Palácio do Planalto. Nogueira foi nomeado ministro da Casa Civil, o que levou a uma rearranjo no governo: o ex-titular da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, que era ocupada por Onyx Lorenzoni. Onyx, por sua vez, foi nomeado para o recriado Ministério do Trabalho e Previdência.

As trocas já estavam definidas desde a semana passada, mas Bolsonaro aguardou uma conversa presencial com Nogueira, que ocorreu na terça-feira. As três nomeações foram publicadas nesta quarta no Diário Oficial da União (DOU), assim como a medida provisória (MP) que recriou o Ministério do Trabalho, que havia sido extinto por Bolsonaro.

Com a nomeação de Ciro Nogueira, Bolsonaro alçou um dos principais líderes do Centrão ao espaço mais nobre já ocupado por esse bloco partidário nesta e em outras gestões no Planalto. Nas palavras do próprio presidente, ele entregou a “alma do governo” ao senador.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. É tome rebanho de gado mais um ministério e era o presidente que ia te menos ministro enganou os bestas todos e nessa criação aí desse ministério mais de 200 Vargas de emprego aí eu pergunto esse é o Brasil que queremos que continue onde quem manda é o centrão o presidente minto só de enfeite

  2. Fraudar eleições é verdadeiramente isso. Se elege com um discurso anti corrupção, é eleito e abre as portas do governo pra os corruptos fazerem o que sabem, saquear o dinheiro do povo, como fizeram no governo petralha. Presidente PATIFE!

  3. Vcs sabem que não é bem assim, estamos nesta situação de presidente ter que ajoelhar para o centrão por causa da maldita esquerda que aparelhou para nunca sair do governo, vejam quem são os elementos do STF, fica dificil se ter um pais de vergonha, é o tal negócio se correr o bicho pega se fica o bicho come. Esse Brasil só Deus na causa.

    1. A esquerda “aparelhou” e o governo Bolsonaro está “aparelhando” ainda mais as instituições brasileiras. E isso só é bom para quem faz parte dessas quadrilhas, não para o cidadão brasileiro.
      Fato.

    2. Dokinha direita, entao a culpa das [email protected] do Mito é culpa do Lula, da Globo e da esquerda… Entao eles que manda no capitão? Ou será que você tomou cloroquina aduterada, confira seu fornecedor!

  4. Perfeito meu presidente.
    É assim que se governa.
    Percebam que os adversários andam aprontando nas suas costas e tem um objetivos, só resta ao Sr, se municiar pra levar a missão até o fim.
    Tamos juntos, tamos reeleitos, vamos mandar até 2026, aí sim a nossa missão estará cumprida.
    Mito!!!
    No primeiro turno.
    Essas pesquisas fajutas dizia em 2018 que o Sr não ganhava de ninguém, no final foi empossado.

    1. Lula e Minto é tudo farinha do mesmo saco… jumentos e gado também… idolatram estes ladrões safados e mentirosos que os enganam… se soubessem o ridículo que fazem em defender estes canalhas…

    1. Estou mais ansioso pelo contorcionismo retórico do Direita Rachadinha pra tentar justificar o injustificável…

    2. Caligula, Direita Honesta, Neco, Acorda Brasil… são todos a mesma figura, afinal escrevem as mesmas bobagens com a mesma ira, as mesmas frases, a mesma “narrativa”(os bozominions adoram essa palavra) e os mesmos erros de português. É um tremendo de um água de salsicha

    3. Vou pegar um gancho e te perguntar?
      E os coxinhas?
      E os golpistas?
      Kkkkkkkk
      Vão juntar os panos de bundas.
      Só que dessa vez, não vão conseguir roubar.
      Estão derrotados.
      Vcs vão vê babacas.

  5. Eh a nova política talkei! Essa nova política consiste em colocar os MESMOS CORRUPTOS DE SEMPRE do centrão (aqueles mesmos que roubavam inclusive no governo do PT) no governo do MINTOmaníaco das rachadinhas… No final o presidente inepto vai usar a mesma desculpa que Lulaladrao usou: eu não sabia de nada! E a gadolândia vai acreditar claro… Kkkk. Seria cômico se não fosse trágico ver todo nosso dinheiro de impostos indo, novamente, pros bolsos desses corruptos… E dessa vez sem a Lava Jato pra importuna-los né! Afinal, o MINTOmaníaco das rachadinhas acabou com a lava jato talkei! Quero ver o gado mugindo alto….

  6. “Se gritar pega ladrão… não fica um meu irmão…” e aí Minto?! e o gado aplaude… igualzinho os jumentos faziam com o Luladrão… ô povo burro…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro nomeia almirante Flavio Rocha para comandar Secretaria de Comunicação

Foto: Tamna Waqued – 20.out.2014/Fiesp

O almirante Flávio Augusto Viana Rocha, secretário de Assuntos Estratégicos do Palácio do Planalto, vai exercer, interinamente, o cargo deixado por Fabio Wajngarten na Secretaria de Comunicação. O ato foi publicado na madrugada desta quinta-feira (11) no Diário Oficial da União (DOU).

Fábio Wajngarten estava à frente da Secom desde abril de 2019. Em junho de 2020, com a recriação do Ministério das Comunicações, foi nomeado secretário da pasta.

A Secom era ligada à Secretaria de Governo da Presidência, liderada pelo ministro Luiz Eduardo Ramos. Com a vinculação ao novo Ministério, suas funções – como o gerenciamento de contratos publicitários do governo e a coordenação da comunicação institucional – passaram a ser subordinadas ao ministro das Comunicações, Fábio Faria.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. A manchete deveria ser: "Governo encurralado nomeia mais milicas". País sério, governo eficiente, com baixo desemprego, economia excelente, inflamação nem pensar e Covid não existe! E a preocupação é captar aliados, quem sabe para um combate próximo. Esse é o Brasil que um dia disseram em alto e bom tom que iria virar a Venezuela. Eles que se orgulhem de não serem um Brasil!

    1. O governo do MINTOmaníaco deixou de ser liberal faz tempo, agora virou um governo que tem como base o centrao formado por muitos condenados por corrupção e uma ala militar oportunista que de nada acrescenta! Quem de fato eh de direita e conservador sente vergonha de ter um presidente inepto desses que ainda quer parecer ser de direita mas que de direita não tem nada!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro nomeia General Heleno e Skaf para Conselho da República

FOTO: EFE/ JOÉDSON ALVES

O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Augusto Heleno, e o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), o empresário Paulo Skaf, como membros titulares do Conselho da República.

Também foram nomeados para compor o colegiado o ministro interino da Secretaria-Geral, Pedro Cesar de Sousa, e o deputado federal Vitor Hugo (PSL-GO) como suplentes de Heleno e Skaf no colegiado, respectivamente. As nomeações foram publicadas no DOU (Diário Oficial da União).

O Conselho da República é um órgão superior de consulta do presidente da República, criado pela Lei 8.041 de 1990 para se pronunciar sobre intervenção federal, estado de defesa, estado de sítio e questões relevantes para a estabilidade das instituições democráticas.

O órgão é dirigido pelo presidente da República e é composto também pelo vice-presidente da República, os presidentes da Câmara e do Senado, os líderes da maioria e da minoria na Câmara e no Senado, o ministro da Justiça e seis cidadãos brasileiros maiores de 35 anos de idade.

Desse total de seis cidadãos brasileiros, dois titulares e seus suplentes são definidos pelo presidente da República, que é o caso das nomeações desta sexta-feira. Os outros quatro titulares e suplentes ficam a cargo do Senado e da Câmara. Todos têm mandato de três anos e é vedada a recondução.

De acordo com a lei, o Conselho da República se reunirá por convocação do presidente da República e suas audiências serão realizadas com o comparecimento da maioria dos conselheiros.

R7, com Estadão

 

Opinião dos leitores

  1. É difícil lidar com máfias.
    Bolsonaro terá trabalho para extirpar décadas de aparelhamento e lavagem cerebral nas universidades, na TV.
    Globo noite e dia fazendo lavagem cerebral…

  2. A turma do Maduro, do mensalão e do petrolao, quer voltar ao poder.
    A turma de Maduro é uma máfia.
    Tem cúpula, tem marqueteiros e tem a peaozada, que passou por lavagem cerebral.
    E agora sem aulas, os peões ficam dia e noite a serviço da máfia falando mal do governo.
    A máfia queria o apoio do centrão.
    A máfia queria atrapalhar o governo com o apoio de Rodrigo Maia e Baleia Rossi.
    Foram derrotados.
    Rodrigo Maia é centrão.
    Baleia Rossi e Doria são centrão..
    A esquerda não é centrão.
    Mas é pior.
    Unem o comunismo com a corrupção e autoritarismo.

    1. Artur Lira é centrão. O presidente da câmara é centrão. Apoiados por Bolsonaro, que é centrão também. Centrão acima de tudo.

  3. Na verdade a oncologia existem muitos variações do câncer; na política idem, alguns dão trabalho para serem eliminados, vejam, o PT é um.

    1. De vez em quando ou de “quando em vez”, é bom consultar um professor de língua portuguesa.

  4. General Heleno reserva moral deste país e um dos generais mais respeitados pela tropa mesmo estando na reserva

    1. Reserva moral é meus zovo.
      Esse milico gagá se misturou com o centrão, não sabia não?

    2. Reserva tudo bem. Mas reserva moral é f…, Se gritar pega centrão não fica um Helenão.
      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkklklkkkkkkkkkk

    1. Não só chamou de câncer não, chegou a cantar, parodiando uma música popular, que "se gritar pega centrão, não fica um meu irmão"… Mas certamente todo esse centrão cancerígeno e ladrão deve ter se consertado e purificado depois que respirou o mesmo ar e tocou no Messias MINTOmaníaco talkei?!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Álvaro Dias nomeia mulher do ex-prefeito Carlos Eduardo como secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres

O Diário Oficial do Município no último sábado(16) oficializa em portaria assinada pelo prefeito Álvaro Dias (PSDB), a nomeação da mulher do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, Andréa Ramalho, como secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres.

Vale destacar que, na prática, Andréa Ramalho foi reconduzida ao cargo para a nova gestão. Isso porque ela já ocupava a Secretaria de Mulheres na gestão anterior.

Opinião dos leitores

  1. Estive lá em Caicó, disseram que ALVARO DIAS não ganha nem pra vereador, o povo natalense vai ver agora, no primeiro mandato é igual a vassoura nova, agora começou o segundo, aguarde, pra ver, quem estiver vivo verá!!!!!!!

  2. É um toma lá dá cá da porra.
    Enquanto parentes de políticos ganham empregos comissionados o povo se lasca ganhando Covid. Eita RN peba.

    1. Virou não,sempre foi. Mandato aqui é emprego, carreira política aqui é meio de vida.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Bolsonaro nomeia Jorge Oliveira para vaga de ministro do TCU

FOTO: IGO ESTRELA/METRÓPOLES

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nomeou nesta quinta-feira (31/12) Jorge Oliveira para a vaga de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Oliveira foi exonerado do cargo que ocupava desde junho de 2019, de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República.

A nomeação já estava prevista desde outubro, quando Jorge foi indicado para o TCU pelo presidente da República. Ele irá ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro José Múcio Monteiro. A última edição do Diário Oficial da União (DOU) de 2020 também traz a aposentadoria de Múcio.

Condição para sua nomeação, o novo ministro do TCU teve seu nome aprovado com facilidade no Senado, por 53 votos a 7. Durante sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), ele foi questionado se a relação de proximidade com a família do presidente da República pode comprometer sua isenção como ministro do TCU. Oliveira foi assessor jurídico de Jair Bolsonaro na Câmara e chefe de gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

“A limitação do ministro de Tribunal de Contas da União é dado pela lei. Entender que um ministro possa atuar como advogado ou em benefício próprio do presidente da República, seja esse [Bolsonaro] ou qualquer outro, é um equívoco”, afirmou Jorge Oliveira.

Em edição extra do DOU, Pedro Cesar Nunes Ferreira Marques de Sousa foi nomeado para exercer, interinamente, o cargo de chefe da Secretaria-Geral. O novo titular ainda não foi anunciado.

Pelo Twitter, Jorge Oliveira agradeceu pela nomeação e disse que irá desativar sua conta na rede social.

Corte de Contas

Em auxílio ao Congresso Nacional, o TCU tem poderes para fiscalizar contas, orçamento e patrimônio da União. A Corte é composta por nove ministros. Seis deles são indicados pelo Congresso Nacional, um, pelo presidente da República e dois, escolhidos entre auditores e membros do Ministério Público que funciona junto ao Tribunal.

Perfil

Advogado e policial militar da reserva, Jorge Oliveira tem 46 anos e poderá ficar no TCU por três décadas, até a aposentadoria compulsória, aos 75 anos. Ele concluiu o ensino médio no Colégio Militar de Brasília, em 1992. Ingressou na Polícia Militar do Distrito Federal em 1993 e chegou ao posto de major, passando para a reserva em 2013, quando iniciou a atuação como advogado.

O ministro é formado em direito pelo Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb) e especialista em direito público pelo Instituto Processus. Fez curso de produção de conhecimentos e operações na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Também foi assessor jurídico e chefe de gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de quem foi padrinho de casamento.

Em janeiro de 2019, assumiu a subchefia de Assuntos Jurídicos (SAJ) da Casa Civil da Presidência da República, tendo sido nomeado ministro-chefe da Secretaria Geral em junho do ano passado, substituindo o general de divisão Floriano Peixoto Vieira Neto, que deixou o cargo para assumir a presidência dos Correios. Também foi cotado para substituir Sergio Moro na Justiça e Celso de Mello no Superior Tribunal Federal (STF).

Jorge possui relação familiar com o presidente, dado que seu pai, o militar Jorge Francisco, foi chefe de gabinete de Jair Bolsonaro quando este era deputado federal. Francisco morreu em 2018, antes de Bolsonaro ser eleito presidente da República.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Foi padrinho de CASAMENTO de EDUARDO BOLSONARO. Sem dúvida vai rachar o salário de ministro do TCU ?????

  2. Mais um grande nome para integrar à equipe Ministerial, Parabéns Excelentíssimo senhor presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. O senhor é 10.
    Juntos até 2022.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Após determinação judicial, MEC nomeia professor José Arnóbio, reitor eleito pela comunidade do IFRN

Foto: Divulgação/IFRN

Após determinação judicial expedida no dia 11 de dezembro de 2020, pela juíza Gisele Leite, da 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, o Presidente da República Jair Bolsonaro nomeou José Arnóbio de Araújo Filho como reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). A nomeação consta na edição 243 do Diário Oficial da União.

A decisão expedida pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte também suspende a portaria n.º 405/2020, do Ministério da Educação, que nomeou o professor Josué Moreira de Oliveira como reitor pro tempore. Josué não participou das eleições internas para a escolha dos novos gestores do Instituto, realizadas em dezembro de 2019.

O professor José Arnóbio declarou que “depois de um período tão difícil para a nossa comunidade acadêmica, vivendo isso em meio a uma pandemia, recebemos a decisão judicial e a nomeação com alívio e alegria. Temos muito trabalho para fazer no IFRN e não descansaremos até conseguir trazer a nossa instituição ao patamar de excelência de antes desse período”.

SOBRE A ESCOLHA DO REITOR DO IFRN

A cada quatro anos, a comunidade acadêmica passa por um processo de consulta eleitoral, em que aponta seus gestores máximos – reitor e diretores-gerais. A última consulta, realizada em 4 de dezembro de 2019, foi conduzida e finalizada sem irregularidades. O resultado apontou a vitória do professor José Arnóbio de Araújo Filho, com 48% dos votos, como reitor da Instituição e foi aprovada pelo Conselho Superior (Consup).

De acordo com o seu Plano de Ação para a gestão, José Arnóbio destaca que as ações estarão alicerçadas na busca da participação coletiva para a resolução de problemas, pautadas numa ação metodológica baseada em políticas afirmativas que contemplem a educação de qualidade em todos os níveis e modalidades de ensino do IFRN. Para o professor Arnóbio, a educação, além de promover inclusão social, propicia civilidade e humanização ao fazer pedagógico, propiciando a qualificação dos estudantes e promovendo uma transformação que começa pelo respeito ao professor e aos demais trabalhadores em educação, culminando com o respeito aos cidadãos pelos gestores públicos.

SOBRE O REITOR

JOSÉ ARNÓBIO DE ARAUJO FILHO é professor de Ensino, Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Com 32 anos de exercício de magistério, atua no ensino, na pesquisa e na extensão, tanto na educação básica, quanto na educação superior, em nível de graduação e de pós-graduação. Exerceu a função de Diretor Geral do Campus Natal-Central por oito anos, eleito em 2011 e reeleito em 2015. Atua academicamente nos temas de educação, esporte, lazer e qualidade de vida. Exerceu as suas atividades profissionais nos últimos 26 anos, vivenciando as diversas institucionalidades pelas quais passou o IFRN: Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte (ETFRN, de 1995 a 1999), Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (CEFET-RN, de 2000 a 2008) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN, desde 2008).

Opinião dos leitores

  1. Parabéns Prof. Arnobio. Venceu a justiça e o bom senso. O Bozo precisa entender que aqui não é a casa da mãe Joana não, pra ele fazer suas loucuras.

  2. Ótima notícia para o IFRN, não conheço o Prof José Arnobio, mais certamente é muito melhor que o crápula que estava querendo se apossar da cadeira de Reitor. Decisão acertada Bolsonaro, abriu o olho enquanto é cedo. Josué quem não te conhecer que te compre!!!!!

    1. Só pra avisar que o MEC cumpriu uma decisão judicial. Não foi uma decisão administrativa de tirar o interventor.

    2. Arnobio é um ótimo professor e pessoa, fui aluno dele. O problema é a visão ideológica dele desde 2002 quando alardeava sua simpatia pelo PT. Se tivesse ficado calado não tinha ocorrido toda essa confusão.
      Militância no IFRN não!!!

  3. O setor de Humanas da IFRN é sujeira, pichações, deve ser o legado deixado por ele.
    #BOLSONARO TEM RAZÃO

    1. Estudei no IFRN e não conheço este setor de Humanas, o gado não tem capacidade de passar no IF e nem conhece o prédio.

    2. O gado tá ficando alucinado, vendo humanas na escola técnica.
      Fake news e seguir o gabinete do ódio corrói neurônios. Mmmmuuuuuuu

    3. Respeitem titia. Ela é a balbúrdia das Humanas do IF.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Deputada do PSL nomeia empregada doméstica como assessora na Alerj e justifica escritório parlamentar dentro de casa

Foto: Reprodução

A deputada Alana Passos (PSL), eleita como a parlamentar mulher mais votada nas eleições de 2018 no Rio, nomeou como assessora parlamentar de seu gabinete sua empregada doméstica, como mostrou reportagem do RJ2 nessa quinta-feira (25).

Fabiana Cristina da Silva ocupa o cargo de assessora parlamentar nível 9 na Assembleia Legislativa (Alerj), mas faz faxina na casa da deputada.

A deputada negou que Fabiana Cristina da Silva seja doméstica. Ao ser questionada sobre as afirmações da funcionária, ela disse que tem um escritório parlamentar dentro de casa.

A reportagem mostrou que na folha de pagamento da Alerj, o salário da funcionária é de R$ 909,81. Além disso, ela ganha mais R$ 1.238,00 de verba indenizatória, conhecido como auxílio-educação.

O total é de R$ 2.147,00 que seriam pagos com verba pública. Também está na conta o auxílio alimentação de R$ 1.260,00 por mês.

O RJ2 conversou com a empregada doméstica, que confirmou suas atividades como limpeza e cozinha. Ela exerce a função desde dezembro de 2019.

Fabiana: Eu achei que fosse trabalhar de carteira assinada, não sabia que seria assim entrar por entrar na Alerj. Eu sempre fui empregada doméstica, trabalhava na casa dela.

Repórter: Como empregada doméstica na casa dela?

F: Doméstica, que é minha área.
R: E ela te empregou na Alerj?
F: Olha, se você me perguntar se eu tenho algo assinado, não tenho nada.
R: Crachá?
F: Eu não sei de nada, não tenho nada, nada, eu sou muito leiga
R: E você ia todo dia?
F: Todo dia.
R: Na Alerj você foi?
F: Só quando fui resolver.
R:Assinar?
F: Sim.

Cada deputado estadual tem direito a nomear mais de 40 assessores, mas todos devem trabalhar para o gabinete do parlamentar.

Quando eleita, Alana Passos se elegeu com as bandeiras da “nova política” e do fim da corrupção. “Fazer política por amor, porque acreditamos num pais melhor”, disse a parlamentar na época em que fazia campanha.

Em entrevista, a deputada explicou a função que Fabiana exerce.

Alana: Ela não estava na minha casa, é minha assessora, eu tenho gabinete em casa.

Repórter: Ela não é empregada doméstica?

A: De maneira alguma. Não tenho empregada.
R: E o que ela faz?
A: Ela é minha assessora, traz as demandas.
R: Mas ela disse que é domestica.
A: Impossível. Eu tinha um gabinete de cota parlamentar, no premier, e eu fechei para reduzir o gasto no gabinete e hoje ele tá na minha casa. Mas por causa da pandemia, eles estão em casa.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. E DAÍ?
    ESSA É A NOVA POLÍTICA, TAOKEY?
    QUEM FOR CONTRA É POR QUE É ESQUERDISTA, PETISTA, COMUNISTA…
    VÃO FAZER O QUÊ?

  2. Enquanto perdermos tempo torcendo por políticos/partidos e não pelo povo brasileiro, que é quem carrega esse país, casos como esses serão comuns. Acredito que este caso não é o único. A empregada doméstica em Recife, cujo filho caiu do guarda-corpo do prédio pq a patroa o deixou sozinho no elevador, parece que também era paga com verba parlamentar. Será que um deputado no RJ precisa realmente de 40 assessores?????????? Será que o país precisa de tanto vereadores , deputados e senadores???????

  3. No Brasil o povo encara a política como futebol. O brasileiro não se vê como um cidadão e sim como um torcedor.
    Por isso que os políticos fazem o que fazem.
    É muito atraso.

  4. Se forem investigar direitinho, vai aparecer casos escabrosos e muitas justificativas mais mentirosas que as outrass, em toda prefeitura, assembléia, Câmara e Senado deste País… se duvidar acha até na casa maior…..

  5. Duvido que se fosse de outro partido o G1 divulgasse.
    Será que esqueceram que Bolsonaro saiu do partido há muito tempo?
    Kkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Bolsonaro nomeia professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para ministro da Educação

Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta quinta-feira (25) Carlos Alberto Decotelli da Silva para ministro da Educação. A escolha do substituto de Abraham Weintraub foi anunciada pelo presidente em sua página no Facebook.

Decotelli foi presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) entre dezembro de 2018 e agosto de 2019, segundo o currículo Lattes do novo ministro.

Segundo informações divulgadas pelo presidente, Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), mestre pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), doutor pela Universidade de Rosário, na Argentina, e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O currículo de um excelente profissional de finanças. Só acho que está no lugar errado, na hora certa. Está mais do que clara a intenção do atual governo com a educação, na hora que nomeia outro economista para o cargo.

    1. Caraí …..já começouo.!!!!
      O cara nem entrou e já tem sabichão reclamando..
      Assim é foda mesmo!!!!

  2. A educação depois de 1 ano e meio despencando num abismo, merece um pouco de piedade.
    Boa sorte ao novo ministro

  3. A esquerda fala tanto em educação, mas deixou o país em último lugar no ranking do PISA. Passaram mais de 15 anos governando, e o país só declinou na educação. Também, desviaram muito dinheiro.
    Uma citação boa da educação da esquerda são as palestras de Boulos – invasor de terras, no ginásio do IFRN.

    Por falar em sem terras, por qual motivo ainda existe?
    Pensei que o governo do PT tivesse doado terras para todos. Só que não!!!!!

    Para não esquecer, Gov Fátima, cadê os 5.000.000,00 MILHÕES do consórcio Nordeste.
    Cadê os Respiradores?
    Os leitos que você divulgou ontem, foram adquiridos com verba de Bolsonaro.
    O consórcio já perdeu quase 100.000.000,00 MILHÕES para empresas fantasmas.

    1. Caro Augusto, nem sempre uma única estatística é capaz de mostrar a nossa realidade como um todo. Caso você não saiba, o PISA é feito a cada três anos e apenas UMA área cognitiva ganha foco. Por exemplo, em 2012 o foco foi em matemática; em 2015, ciências e, por fim, leitura em 2018. Além do que, são utilizados indicadores contextuais que permitam relacionar o desempenho dos estudantes a variáveis educacionais, socioeconômicas e demográficas.

      Boulos esteve aqui para falar sobre as reformas previdenciária e trabalhista. Reformas nas quais, não ajudou em absolutamente nada o nosso país. Você chama Boulos de invasor de terras, mas deveria olhar para o Queiroz que INVADIU misteriosamente a casa do advogado do Bolsoasno.

      Se eu fosse você, estaria mais preocupado com a privatização da água em nosso país. Vá ler um pouco também, pode fazer bem durante essa quarentena. Tente ficar em casa, que aí você não vai precisar de respirador nenhum. Passar bem.

    2. Uma coisa q vc esquece de citar por desconhecimento ou mau caratismo mesmo é q no Brasil há um pacto federativo para educacao, com o governo federal focando no ensino superio e técnico, os estados no ensino médio e as prefeituras no ensino fundamental. Além disso, o governo federal ainda ajuda os estados e prefeituras pagando parte dos salários e ajudando em outras frentes como merendas e o transpirte escolar. Agora me diga aqui no estado se o ensino patrocinado pelo governo federal presta ou não. Me diz tb quantos IFs e Universidades o governo anterior fez.
      Vc pode tb comtinuar pastando pois convencer um admirirador do presidente imbecil é algo impossível.

  4. Ao conheço o sr acima nomeado mas desejo boa sorte . Se calado ficar e não fizer nada já terá em muito superado o antecessor . Aquele maracatú tei , tei até agora é insuperável . TITICO , trás o pinico .

    1. Aí da bem que agora vc quer um pinico .
      Melhor do que ficar jogando merda no ar.

  5. O que a esquerda vai falar?
    Vai chamar o presidente de racista…

    Ou chamar Haddad para retirar o país das últimas colocações do exame mundial da educação (PISA), a qual eles mesmos colocaram, em virtude do período de 16 anos no poder.

    Ou será convocados ministros da época do PT: Renan Calheiros, Palocci, Gedel Vieira e Henrique Alves

    Currículo do novo ministro:
    Especialista
    Mestre
    Doutor
    Pós-doutor na Alemanha

    1. Mas o gado tá reclamando de Geddel, Renan…..?
      Pra quem tem o "carinho" e "apoio" incondicional de Roberto Jefferson e Waldemar de Oliveira pode falar alguma coisa?
      A viseira do gado a cada dia cega mais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Médico pró-vida é nomeado Secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde

Foto: Jane de Araújo | Agência Senado

O governo federal nomeou o médico Raphael Câmara Medeiros Parente para o cargo de secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde. A nomeação foi assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

O nome dele foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça-feira (23) depois de a secretaria ficar quase dois meses sem titular – Erno Harzheim foi exonerado do cargo em 30 de abril, ainda na gestão de Nelson Teich à frente do ministério.

Raphael Parente é doutor em Ciências, mestre em Epidemiologia e médico do departamento de Ginecologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além de integrante do Conselho Federal de Medicina.

O nome dele aparece em vários artigos publicados em jornais e na internet relacionados à questão do aborto. Em alguns, ele é apresentado como um “defensor do direito à vida”.

A Secretário de Atenção Primária à Saúde é responsável, entre outras coisas, pela gestão de postos de saúde, ambulatórios e atendimentos de “saúde da família”. A Secretaria também tem entre as atribuições desenvolver estratégias para o acesso de primeiro contato ao sistema de saúde, fortalecer a Estratégia Saúde da Família e implementar políticas para a equidade em saúde.

É considerada, portanto, uma das áreas estratégicas dentro do Ministério da Saúde.

A Atenção Primária à Saúde ganhou status de Secretaria a partir de um decreto assinado, em maio de 2019, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. ótima notícia. Acabei de ouvir e ver na TV senado ,
    o Senador do Pt de Sérgipe agradecer e elogiar o Ministro da Saúde, isso sim é postura de democrata e político sério.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministro-substituto, general Eduardo Pazuello, nomeia nove militares do Exército para atuar no Ministério da Saúde

Foto: Reprodução/Globo News

O ministro-substituto da Saúde, general Eduardo Pazuello, nomeou mais nove militares do Exército para atuar no ministério. As nomeações foram publicadas na edição desta terça-feira (19) do “Diário Oficial da União”.

O governo vem aumentando a presença de militares no Ministério da Saúde desde a saída de Luiz Henrique Mandetta do comando da pasta. O primeiro foi Pazuello, nomeado secretário-executivo do então ministro da Saúde Nelson Teich, que deixou o cargo na semana passada.

No final de abril, Carlos Alberto Andrade e Jurgielewicz foi exonerado do cargo de secretário-executivo adjunto da Secretaria-Executiva do Ministério da Saúde e, para o lugar dele, foi nomeado o coronel do Exército Antônio Élcio Franco Filho, que havia comandado a Secretaria de Saúde de Roraima antes de ir para o governo federal.

Em outra portaria publicada nesta terça, Pazuello mudou o cargo do coronel Antônio Élcio. Agora ele será secretário-executivo substituto do Ministério da Saúde.

Já no começo de maio, pelo menos outros dois militares foram nomeados para atuar no ministério.

Confira as novas nomeações de militares do Exército para o Ministério da Saúde, publicadas nesta terça:

André Cabral Botelho, subtenente de infantaria, será coordenador de contabilidade;

Ramon da Silva Oliveira, major, será coordenador-geral de Inovações de Processos de Estruturas;

Giovani Cruz Camarão, subtenente, será coordenador de Finanças do Fundo Nacional de Saúde (FNS);

Alexandre Magno Asteggiano, capitão, será assessor;

Marcelo Sampaio Pereira, tenente-coronel, será diretor de programa;

Vagner Luiz da Silva Rangel, tenente-coronel, será coordenador de execução orçamentária;

Luiz Otávio Franco Duarte, coronel, será assessor especial do ministro;

Angelo Martins Denicoli, major, será diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS;

Mario Luiz Ricette Costa, tenente, atuará na Subsecretaria de Planejamento e Orçamento.

G1

Opinião dos leitores

    1. Pior era quando só era um salário, mas o roubo era bilionário. Questão de escolha né.

  1. Será q os milicos gostam de pontinha? Esses aí são os verdadeiros parasitas da república!

  2. Realmente são muitos militares, porém se tiverem capacidade tudo bem. É melhor um militar honesto do que os ladrões do PT,PSDB e MDB.

  3. Que vergonha! Com certeza, pessoas sem a qualificação adequada para a função. Militares entendem de guerra; será uma catástrofe anunciada previamente. Meus pêsames para esse governo de desqualificados!

    1. É muita falta de conhecimento acha que militar não tem qualificação para outras áreas. Santa ignorância !

    2. Cala a boca esquerdista pode ficar indignado mas vc vai ter que trabalhar

  4. Socorro!!!! Governo federal virou cabide de emprego para militar aposentado. Vcs não são os fodões, vão para iniciativa privada, mas vão nada, são acostumados a ficar dentro do quartel e no fim do mês a grana cair na conta certinho. Abram uma empresa ou vão procurar emprego no mercado. Quer morrer sugando do Estado.

    1. Não roubando nosso dinheiro e fazendo um bom serviço é o que importa. Estão julgando antes de sequer ver qualquer atuação por parte deles.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Após derrota na Justiça, Bolsonaro nomeia José Arnóbio, reitor eleito do IFRN

Foto: Divulgação

Na tarde desta quarta-feira (6), o Presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou em edição extra do Diário Oficial da União, decreto com a nomeação do professor José Arnóbio de Araújo Filho como reitor do IFRN. A publicação ocorreu em cumprimento à decisão proferida pela juíza Gisele Maria da Silva Araújo Leite, da 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Rio Grande do Norte, no âmbito da Ação Popular nº 0802570-66.2020.4.05.8400/RN. A decisão considerou que não havia base legal ou normativa que amparasse a decisão de suspender a nomeação de José Arnóbio ao cargo de reitor do Instituto.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Normal. O Presidente acatou a decisão da Justiça. Se pudesse recorrer, recorreria, mas acataria a decisão final da Justiça. Isso é o que se chama de democracia.

  2. Onde danado está o Poder Central deste país, que não t moral sequer para nomear diretor de uma escola federal?

    1. Pois é meu nobre amigo, podíamos dar logo a chave do país pra o judiciário e parar de fingir que vivemos numa democracia… não é por isso não, são muitos outros exemplos. Além de regalias abusivas, imorais, desrespeitosas, o judiciário agora decidiu que manda em tudo. A sociedade só assiste passiva.

    2. A democracia tinha sido feita, quem tentou impor uma terceira pessoa que nem participou do pleito foi o nosso presidente, ele foi anti democrático.

    3. Onde está a moral de quem só quer governar por decreto e não sabe dialogar?

    4. Não é um " diretor de uma escola federal" e sim um Reitor de um Instituto federal, se não compreende a diferença, tem as leis que explicam. Inclusive dia 24 de dezembro último, novas regras foram redigidas, como lista tríplice e impossibilidade de reeleição.
      Ou seja, o próximo reitor será alinhado a quem o ministro/presidente quiser (só se os 3 primeiros forem comunistas, rs) . Mas nessa, o governo está indefensável. Falta leitura e conhecimento de causa para muitos.

    1. Exatamente.
      Quem pode tudo é exatamente o judiciário.
      Inclusive abrir inquéritos contra quem os critica.
      Se o presidente mandar investigar quem os critica, dizem que ê antidemocrático.
      Existe alguma lei que obrigue o prefere a nomear o mais votado na lista tríplice?
      Nem PGR é obrigado lista tríplice.
      O presidente é Bolsonaro, o que muita gente não entendeu ainda.
      Há uma grande perseguição.
      Daqui a pouco, para nomear um jardineiro, vai ter que pedir autorização ao PSOL.
      Ao presidente da Câmara, do Senado ou ministros do supremo não cabe gostar ou não do presidente da República.
      Quem escolhe o presidente é o povo.
      Quem escolhe os ministros do Supremo é o presidente.
      Quem escolhe o presidente do senado são os senadores.

    2. Mundão de gado ! Será parente do mundão do Ceará ?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo muda direção-geral do DNOCS e nomeia indicado pelo Centrão

 Foto: Reprodução/DOU

O governo federal decidiu mudar a direção-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Nesta quarta-feira (6), foi publicado no “Diário Oficial da União” portaria que exonera o antigo diretor-geral do órgão, José Rosilonio Magalhães de Araujo, e nomeia Fernando Marcondes de Araujo Leão para substituí-lo.

Araujo é uma indicação do Centrão, grupo da Câmara que reúne parlamentares de legendas de centro e centro-direita.

O grupo é menos conhecido por suas bandeiras e mais pela característica de se aliar a governos diferentes, independentemente da ideologia. O presidente Jair Bolsonaro tem feito uma aproximação com o Centrão nas últimas semanas, para fortalecer o apoio ao governo no Congresso.

A substituição no Dnocs foi assinada pelo ministro chefe da Casa Civil, Braga Netto. O departamento é vinculado ao Ministério de Desenvolvimento Regional e atua na região Nordeste e no norte de Minas Gerais em ações relacionadas, por exemplo, à construção de açudes e reservatórios, perfuração de poços e irrigação.

O antigo diretor-geral do órgão exonerado é filiado ao Solidariedade, enquanto seu substituto é filiado é filiado ao Avante.

O novo diretor, Araujo, ocupa hoje o cargo de gerente-geral do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) em Pernambuco.

Busca de apoio no Congresso

A mudança na direção-geral do DNOCS vinha sendo discutida no governo como forma de garantir apoio no Congresso de deputados do Centrão, conforme havia informado a colunista Andréia Sadi.

A negociação com os partidos do Centrão faz parte da operação do presidente Bolsonaro para sobreviver a um eventual processo de impeachment na Casa, segundo informou a colunista.

O Congresso acompanha os desdobramentos políticos do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura declarações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro sobre suposta tentativa de Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal e ter acesso a informações de investigações.

G1

Opinião dos leitores

  1. Vai ter que distribuir cargos, sim. Isso é fazer politica. A outra solução seria ditadura. Isso ninguem quer.

  2. Eu juro que entendo quem votou no Bolsonaro porque não aguentava mais corrupção. Mas como vocês se sentem vendo o presidente intervir em órgãos que cruzaram o caminho no mínimo obscuro da sua família e fazendo aliança com o Centrão?

  3. Triste o Presidente ter entrado nessa do toma lá dá cá. Deus queira que não, mas as chances do centrão trai-lo são enorme. Aí já será tarde……..

  4. Famoso toma lá, da cá mais conhecido como negociatas da velha política, que Bolsonaro não conseguiu se afastar dessa promessa de campanha.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

OMS nomeia infecção por coronavírus de Covid-19

Foto: Denis Balibouse/Reuters/Direitos Reservados

A infecção provocada pelo novo coronavírus detectado na China passa a ter o nome oficial de Covid-19. A decisão foi anunciada na tarde desta terça-feira (11), em Genebra, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no início de um encontro de especialistas internacionais. O nome é um acrônimo do termo “doença por corona vírus” em inglês – CoronaVirus Deceased 2019.

Na abertura do encontro, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, anunciou que dentro de um ano e meio poderá estar disponível uma vacina para tratar a doença.

Segundo ele, o novo vírus é “mais poderoso do que qualquer ataque terrorista” e defendeu a necessidade de utilizar “todas as armas disponíveis” para combatê-lo.

Francisco George, especialista em saúde pública e antigo diretor-geral de Saúde, disse que este é o tempo da Ciência e enfatizou a importância da troca de informação entre cientistas, investigadores e peritos em saúde pública.

Segundo um comunicado da OMS, os especialistas vão se basear na pesquisa dos tipos de coronavírus que provocaram a Síndrome Respiratória Aguda (Sars) e Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) para identificar lacunas e prioridades de investigação.

O objetivo é que haja coordenação na investigação para que se descubra a fonte exata do surto, que começou na cidade chinesa de Wuhan, bem como acelerar o desenvolvimento de uma vacina e de medicamentos específicos.

A OMS espera que deste fórum resulta uma agenda global de investigação sobre o novo coronavírus, com prioridades e projetos definidos.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro nomeia Rogério Marinho para o ministério do Desenvolvimento Regional

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nomear o ex-deputado Rogério Marinho (PSDB) ministro do Desenvolvimento Regional. O atual ocupante da pasta, Gustavo Canuto, será realocado como presidente da Dataprev, com o desafio de resolver a fila de mais de 1,3 milhão de pedidos de aposentadoria e benefícios em atraso. Ajudará o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Eis a íntegra (57 KB) da portaria publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

Rogério Marinho vinha sendo defendido por vários setores do governo como articulador político entre o Planalto e o Congresso. Teve atuação bem-sucedida ao articular a aprovação da reforma da Previdência em 2019. No momento, ocupa o cargo de secretário especial do Trabalho de Previdência no Ministério da Economia.

No Desenvolvimento Regional, Marinho terá muitas ferramentas para atuar politicamente. A pasta gastou R$ 16,2 bilhões no ano passado. É responsável por investimentos em saneamento e habitação, entre outras áreas. Essa mudança não deverá ser a última das próximas semanas. Continua uma incógnita a permanência de Onyx Lorenzoni na Casa Civil.

A Dataprev, que agora será comandada por Canuto, teve faturamento de R$ 1,5 bilhão em 2018 –número mais recente disponível–, com lucro de R$ 151 milhões.

Canuto é gestor e funcionário público de carreira. Foi chefe de gabinete do ministro da Integração Nacional no governo Temer, Hélder Barbalho.

Poder 360

Opinião dos leitores

    1. Não estamos mais na época do qto maior o trambique,maior feito.
      RM vai dar um show de administração e certamente vc vai mudar esse pensamento.

  1. Parabéns!
    Se for tentar eleição, já fica por aí mesmo, deixa aqui pra novas pessoas.
    Boa sorte.

  2. Parabéns, RM. Grande nome do RN, ajudando o governo Bolsonaro a tirar o Brasil do buraco em que os governos do PT nos enfiaram.

  3. Cadê o maracatu q chamou o nosso ministro de surubeiro é ñ se elege a vereador.
    É uma vergonha dentro do pt ,ninguém merece!

  4. Apesar desse lixo
    Dia 9 tem a entrega do Oscar;
    Dia 10, 40 anos do PT;
    Dia 13, o Papa recebe o Presidente Lula…

    PODE MUGIR BEM ALTO GADO!!!
    O ferro que marca a sua burrice histórica já está esquentando na brasa ?!!!

    1. Oscar manchado com mentiras nessa peça de ficção inventada por Petra e a empresa da família atolada até o pescoço em corrupção.
      40 anos do PT vão comemorar o quê; Vão falar sobre os casos dos assassinatos de Toninho do PT e Celso Daniel e sobre a maior corrupção já acontecida no PAÍS por este partido e seu presidente, seus tesoureiros e etc…
      Lula vai ao papa… normal pedir perdão por sua conduta irresponsável e de ter deixando o PAÍS atolado na miséria.
      Façam uma reflexão vocês não tem com o que se orgulhar olha a porcaria da administração feita por vocês.
      Peçam desculpas

    2. Gado é quem acompanha corruptos comprovados, ou quem procura acertar o voto e não concorda com corrupçoes em hipótese alguma. Fácil de entender, só um idiota não entende.

  5. Parabéns Rogério Marinho.
    Merecidamente levado ao cargo de Ministro por seus relevantes serviços prestados ao PAÍS.
    Como disse antes uma pena que o Rio Grande do Norte não reconheceu o grande valor do cidadão RM tirando-o da política do RN para eleger pessoas com espírito de porco.
    Agora por favor não venham com chililiques e respetem a nova autoridade Nacional.
    Bem vindo ao clube dos notáveis

  6. Tome. Kkkkkkk. Vão ver oq vai fazer pelo rn. Tá por competência, adoradores de corruptos petralhas

  7. Se ele trouxer desenvolvimento regional para o RN como trouxe "benefícios" para o trabalhador, estamos lascados.

  8. Um reconhecimento público pelo trabalho efetuado pelo antigo Deputado Federal Rogério Marinho. Parabéns.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do RN nomeia 100 aprovados para cargos efetivos na Saúde

Com o propósito de fortalecer a rede de saúde estadual e possibilitar a abertura de novos leitos, o Governo do Rio Grande do Norte está nomeando 100 novos profissionais. Além disso, a convocação ajudará a fortalecer a assistência frente ao alerta para a possível circulação do novo Coronavírus.

A lista de nomeados foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (5). Entre os profissionais convocados estão médicos clínicos gerais, infectologistas, anestesistas e cirurgiões gerais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e bioquímicos. Os nomeados devem estar atentos à documentação exigida, aos exames necessários e ao prazo para assinatura do termo de posse até 05/03/2020.

A relação dos novos servidores está disponível clicando aqui e a lista com a documentação necessária pode ser encontrada clicando aqui.

Opinião dos leitores

  1. Eeeita estado bom das pernas, nomeia, promove, anistia… E tome despesa. Se foi pobre, Fatão fugitiva não se lembra Kkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo nomeia 53 novos profissionais para a Saúde do RN

Foto: Reprodução

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte acaba de nomear 53 novos candidatos aprovados em concurso público para provimento de cargos efetivos a serem ocupados na Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). A lista de nomeados foi publicada em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado desta terça-feira (19).

Entre os profissionais convocados estão 25 ortopedistas, nove neurologistas, 11 farmacêuticos e oito bioquímicos. Os nomeados devem estar atentos à documentação exigida, aos exames necessários e ao prazo para assinatura do termo de posse que deve ser feita até o dia 18 de dezembro.

A Sesap reforça que vem construindo um Termo Interno de Governança para que, com responsabilidade fiscal e de maneira organizada e planejada, possa continuar nomeando os aprovados no concurso realizado no ano de 2018.

Para conferir a relação dos novos servidores, bem como a documentação necessária, basta conferir o documento anexo ou acessar o site da Sesap (www.saude.rn.gov.br) e buscar pela aba “serviços”.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *