Representante da direita, Lacalle Pou é eleito novo presidente do Uruguai e tira grupo de Mujica do poder após 15 anos

Foto: Mariana Greif/Reuters

O senador do Partido Nacional, de centro-direita, Luis Lacalle Pou será o próximo presidente do Uruguai, depois que números apresentados pela contagem secundária realizada pela Corte Eleitoral do país indicaram sua vitória no segundo turno realizado no domingo (24). A posse será em 1º de março de 2020.

O vice-presidente da Corte Eleitoral, Wilfredo Penco, disse à agência Efe que o órgão “não faz cálculos” e que não proclamará o presidente “até que a última urna seja aberta”. Porém, como a diferença entre Lacalle Pou e o candidato da Frente Ampla, de esquerda, Daniel Martínez, vinha aumentando, ficou claro que este já não conseguiria reverter a derrota.

Após uma divulgação de novos dados da contagem de votos, Martínez reconheceu que, pelo andar da apuração, não tem chances de alcançar o oposicionista, parabenizando-o como presidente eleito do país vizinho.

Havia 35.229 votos ainda não contabilizados. Para que Lacalle Pou vencesse as eleições, era preciso obter 3.170 deles.

Seis dos departamentos (estados) enviaram seus números e, só nesses locais, ele já recebeu quase 5.000 votos.

Com a vitória de Lacalle Pou, pela primeira vez em 15 anos, a coalizão Frente Ampla, formada pelo ex-presidente José “Pepe” Mujica e pelo atual presidente Tabaré Vázquez, fica fora do poder.

“Meu reconhecimento e obrigado a todos os homens e mulheres que estão defendendo os votos e a democracia em cada mesa nos dias de hoje. Meu pensamento está com vocês”, escreveu o vencedor no Twitter pouco depois das 13h.

Advogado da elite uruguaia

Luis Lacalle Pou nasceu em Montevidéu em 11 de agosto de 1973 — mesmo ano do golpe militar que mergulhou o Uruguai em uma ditadura que durou 12 anos. Estudou em uma das melhores escolas da capital uruguaia e se formou advogado no fim da década de 1990.

Ainda estudante, Lacalle Pou tinha 16 anos quando viu o pai, Luis Alberto Lacalle, tornar-se presidente do Uruguai com o mesmo Partido Nacional para um mandato entre 1990 e 1995. Inclusive, aquela foi a última vez em que a agremiação elegeu um candidato para a Presidência.

O fim do mandato do pai, cercado de denúncias de corrupção, poderia ter colocado um fim nas pretensões políticas da família. Porém, o jovem advogado conseguiu se eleger deputado em 1999 e se descolar, aos poucos, da imagem de Luis Alberto Lacalle.

Doze anos mais tarde, Lacalle Pou ocupou a Presidência da Câmara dos Deputados e se tornou uma das vozes mais proeminentes da oposição ao governo de José “Pepe” Mujica, eleito senador neste ano.

Em 2014, Lacalle Pou se candidatou pela primeira vez à Presidência do Uruguai e conseguiu chegar ao segundo turno. Porém, perdeu para Tabaré Vázquez por uma diferença superior a 10% dos votos.

Como Lacalle Pou venceu?

Para vencer as eleições deste ano, Lacalle Pou apostou em um discurso de enxugamento de gastos — ele acusa os governos da Frente Ampla de perder o controle dos gastos públicos. Além disso, ele prometeu fortalecer as forças de segurança em um momento em que o Uruguai passa por aumento nos índices de criminalidade.

Lacalle Pou ficou atrás de Daniel Martínez no primeiro turno, mas costurou uma aliança com outros partidos e com os candidatos derrotados mais bem posicionados: o liberal Ernesto Talvi, do Partido Colorado, e o nacionalista Guido Manini Ríos, do Cabildo Abierto.

Assim, mesmo antes do primeiro turno, o presidente eleito já figurava à frente do candidato governista nas pesquisas de intenção de voto para a segunda volta das eleições.

Com informações do G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. gilberto ivan disse:

    A única lembrança que tenho do Mujica é a liberação da maconha porta de entrada de outras drogas, o que fez com que muitos idiotizados achassem o máximo, a esquerda entrou nas nuvens da mesma e enlouqueceu de vez, vivem de cultuar nas suas mentes doentes e perversas ditadores e terroristas como Che Guevara, Fidel, Chaves, Maduro, etc. A nuvem negra pairou sobre o nosso país e os idiotizados aqui morrem de amor por um bandido condenado e ainda com vários processos a serem julgados e que será fruto de novas condenações.

  2. Ems disse:

    Por onde a esquerda passa a desgraça impera !!!

  3. Pedro disse:

    É mesmo Carlos Bastos? Mujica, amigo do pingunço, ladrão bi condenado, mentiroso, encantador de otarios, deveria continuar a mandar no Uruguai como fazia nove dedos no Brasil? Tenha paciência jumento, vc acha que todos são burros iguais aos petistas? Vai fazer o que disse o cidadão, chupa que é de uva.

  4. Carlos Bastos disse:

    Quando os uruguaios e brasileiros perceberem a merda que fizeram vai ser tarde demais.

    • Cidadão disse:

      #chupaqueédeuva 😂

    • Neco disse:

      Bom mesmo é botar um governo que estatize a rodo, aumente salários na canetada, congele preços, tabele o cãmbio, faça um monte de graça com o dinheiro dos outros, encha a administração de partidários.

  5. Luis disse:

    Acabou a farra do dinheiro roubado do sofrido povo brasileiro para eleger essa esquerdalha da América central e do sul, melhor é saber que o comandante desses atos criminosos contra a nação brasileira vai voltar pra cadeia.

  6. paulo disse:

    BG
    A America do Sul está se libertando deses encatadores de burro que só sabem roubar

    • Ricardo disse:

      O Chile tá arrumando sarna pra se coçar. A Argentina já arrumou.

Grupo de amigos composto por integrantes de diferentes profissões promove ‘A Corrente do Bem’ para moradores na Grande Natal

Evento terá ações gratuitas de saúde e cidadania no dia 1º de dezembro, no Instituto Pio XII, em São José de Mipibu. Foto: Divulgação

Um grupo de amigos, composto por mais de 20 integrantes de diferentes profissões, preparam ‘A Corrente do Bem’. A iniciativa está na 1ª edição e levará ações gratuitas de saúde e cidadania em São José do Mipibu, na Grande Natal. O evento será realizado no dia 1º de dezembro no Instituto Pio XII, Centro da cidade, das 9h às 12h30, e tem o apoio da Paróquia de Sant’Ana e São Joaquim.

As atividades são diversificadas e voltadas para todas as idades. Para participar, basta se inscrever na secretaria paroquial informando nome completo, endereço e telefone. O atendimento para as inscrições é das 8h às 11h e das 14h às 17h, até o dia 31 de novembro. As vagas são limitadas e cada atividade possui lista de suplência.

A programação contará com orientações profissionais para pessoas em busca do primeiro emprego; palestras motivacionais e de autoimagem; jogo voltado para o autoconhecimento; roda de conversa; terapia infantil; avaliação nutricional; orientação e aplicação de flúor; atividades físicas para idosos; recreação infantil, exercício laboral e de relaxamento; aferição da pressão arterial; teste rápido de glicose; repasse de informações sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs); atendimento pediátrico, fonoaudiológico e fisioterapêutico.

Também estarão disponíveis um espaço jurídico para orientar a população sobre assuntos diversos como direitos da família, registros de paternidade, questões imobiliárias e sucessões hereditárias; espaço contábil para tirar dúvidas de empreendedores acerca de questões financeiras, e espaço da beleza para asseio da barba e cortes de cabelo masculino e feminino.

Idealização

‘A Corrente do Bem’ é idealizada pela graduanda de psicologia Paulla Azevedo, de 44 anos, e já conta com a mobilização de cerca de 50 pessoas, entre profissionais e demais voluntários de São José de Mipibu. Para realizar a iniciativa, ela se inspira no filme norte-americano que dá nome ao projeto, lançado no ano 2000. Na obra, um professor de estudos sociais incentiva os alunos a colocarem em prática uma ideia que transformasse o mundo para melhor. Até que um jovem consegue criar um plano de ação que se transforma em uma onda de bondade nacional.

“Nossa meta é provar para as pessoas que quando desejamos realizar verdadeiramente uma ação do bem, unindo forças, podemos impactar positivamente a vida de milhares de outras pessoas. Juntos somos mais”, lembra a idealizadora.

Excluiu o chato do grupo de WhatsApp? Você pode responder na Justiça por isso

Reprodução/Estado de Minas

O administrador de um grupo de WhastApp pode excluir integrantes livremente, simplesmente de acordo com sua vontade? Quais são as responsabilidades de quem participa e gerencia essas comunidades virtuais? Em que situações pode haver penalidade? As perguntas são muitas e se multiplicam a partir de casos como o que foi parar recentemente no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG): uma servidora pública excluiu uma moradora de Ressaquinha, na Região Central do estado, de um grupo da equipe de saúde da família no aplicativo de mensagens. Agora, vai precisar se explicar à Promotoria de Justiça.

O episódio diz respeito ao que é considerado um “espaço público”, mas especialistas alertam que quem administra e participa de grupos privados também precisa ficar atento ao que diz e como age na internet, sob risco de ser processado.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Diogo disse:

    Nem adicione e seja feliz. Ou crime outro grupo, sem o José Ruela.

Na França, Governadora destaca potencialidades do RN a grupo de 40 empresários

FOTOS: ELISA ELSIE

Os governadores do Nordeste iniciaram, nesta segunda-feira (18), a missão na Europa. Durante evento em Paris, o grupo apresentou a 40 empresários franceses um mapa de oportunidades de investimentos no Nordeste. Os empresários também puderam esclarecer dúvidas com os governadores e alguns apresentaram atuações que já possuem no Brasil.

Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste). Para ampliar o fluxo de negócios com investidores europeus e fortalecer as relações de cooperação, o consórcio destaca o potencial de consumo e de desenvolvimento da região nordestina, que reúne 57,1 milhões de habitantes e tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 898,1 bilhões, equivalente a 14% do PIB brasileiro.

A Governadora Fátima Bezerra destacou as potencialidades do estado potiguar. “O RN lidera o ranking de energia eólica no país, a riqueza em petróleo, o sal, os minérios, além do grande potencial turístico. Saímos daqui com uma data para a realização de um próximo encontro no Brasil a fim de continuarmos as tratativas aqui iniciadas. Quero que elas resultem em investimentos para o nosso Estado, trazendo o que o povo mais precisa: emprego e renda”, disse. Ela ainda reiterou que almeja “um estado produtivo, inclusivo, onde se possa avançar no sentido de garantir melhorias, qualidade e acesso dos serviços públicos que são prestados à população.”

Na viagem à Europa, o objetivo dos governadores é atrair recursos para áreas integradoras, como sustentabilidade, infraestrutura, turismo, saúde, segurança pública, saneamento e energias limpas, inclusive com a perspectiva de abertura de parcerias público-privadas (PPP).

“A nossa vinda foi apresentar o mapa de oportunidades, dizer o quanto a região Nordeste está pronta para o crescimento destacando, inclusive, o potencial de riquezas naturais que nós temos”, acrescentou a governadora do RN. Ela pontuou também a prioridade ao quesito conectividade, frisando que a nossa sociedade é digitalizada e que necessita de atenção especial. “Precisamos dotar a nossa região e os nossos estados com infovias que garantam a conexão com a internet e de boa qualidade. Reforçamos também as prioridades nas questões da agricultura familiar, do saneamento, do tratamento dos resíduos sólidos e do esgoto sanitário. Temos ainda um déficit imenso nessas áreas e temos como desenvolver excelentes parcerias para que possamos avançar nessas direções”, disse.

O governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa, mostrou aos franceses as oportunidades em segmentos como energia, conectividade, segurança, além da preservação de rios e nascentes. “Queremos com essa visita aumentar os números de nossa relação comercial com a Europa. O Nordeste é a região do Brasil que tem crescido acima da média. Temos 33 projetos para licitar em PPPs, representando R$ 27 bilhões em investimentos”.

O diretor geral do tesouro francês, Cristophe Bories, disse que “a França investe mais no Brasil do que na China. O Nordeste é uma região que tem três vezes a superfície da França e tem desafios e oportunidades para nossas empresas. As autoridades francesas estão mobilizadas para apoiar projetos no Brasil através de financiamentos. Podemos fazer vários tipos de cooperação entre a França e os estados do Nordeste”.

Para Luis Cesar Gasser, representante do Itamaraty presente na reunião, o Governo Federal vê muito potencial nessa parceria do Nordeste com a Europa e está interessado em aprimorar o que for preciso para atrair mais investimentos estrangeiros.

O membro do Movimento das Empresas da França (Medef), Gérard Wolf, se mostrou interessado em dar andamento às negociações e sugeriu uma reunião nos próximos meses em Salvador para aprofundar as discussões com as empresas francesas.

“Essa missão mostra a importância da união dos estados do Nordeste, que enfrentam desafios semelhantes, e que atuam juntos para avançar nas soluções. Estamos mostrando as potencialidades do Nordeste para o mundo em busca de novas parcerias e novas oportunidades de negócios”, comentou o governador do Ceará, Camilo Santana.

Organizado pelo Medef, o evento ocorreu na sede do Ministério da Economia e Finanças da França. Após a apresentação e conversa com os empresários, os governadores se reuniram com o ministro francês Bruno Le Maire. Além de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira (20), e em Berlim, na quinta (21) e sexta-feira (22).

Participam também da missão os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, não viajou por motivos de saúde e está representado na missão pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Renato disse:

    Parabéns aos governadores por buscarem alternativas de desenvolvimento para a região. Msm não sendo simpático à governadora, às suas ideias e ao seu partido, não posso deixar de desejar que ela consiga recurso para o nosso RN tão carente de investimentos. Torço para que possam sair bons frutos dessa excursão e acredito que os potiguares devem deixar de lado suas bandeiras partidárias e torçam para o sucesso do nosso estado.

  2. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    A França tá mais quebrada do que o RN.

  3. Victorino disse:

    Essa tropa tem vergonha da nossa bandeira, e a bandeira que não nos representa, notem que tenda a cor vermelha, vergonha! Isso à imprensa não mostra.

  4. Pedro disse:

    Tanto lugar para ir, Cuba, Bolívia, Venezuela, Colômbia, Argentina, angola, Moçambique, África do Sul, irá, etc. Essa desmontada foi atrás dos países onde o capitalismo impera. Deveria tomar vergonha pelo que diz e faz ao contrário. Inclusive dizem que essa viagem é um passeio para se desfrutar das benesses dos países, Onde a qualidade de vida é do primeiro mundo.

  5. Evaldo disse:

    Essa governadora é uma piada kkk !na verdade foi passar vergonha fora do Brasil, pr não trazer nada d futuro pr um estado q tá afundando a cada dia a cada semana!!

  6. Ricardo disse:

    Ela falou sobre a situação do Walfredo Gurgel , à insegurança pública, salários atrasados.

  7. mauricio disse:

    esses governadores passeadores devem ser de um outro pais, pois "esqueceram" da bandeira do BRASIL, resta saber os custos financeiros dessa viagem

  8. Francisca Pereira disse:

    E ela tirou os sapatos e jogou a bolsa no chão?

    • Fernando disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Pense em uma governadora aprumada essa!!!

  9. ALEX disse:

    Não entendi o significado da imagem da bandeira!

  10. Vai passar VERGONHA disse:

    Se o próprio POTIGUAR que nasceu não tem coragem de colocar uma CASA DE BOLO por falta de segurança jurídica e TODAS as mazelas do judiciário,MP e a insegurança , imagina um FRANCÊS ??? Esse governador quer é passear com amiguinhos PTRALHAS

Brics divulga ‘Declaração de Brasília’, documento final da cúpula do grupo; leia a íntegra

Foto: Reprodução/Globo News

Os cinco países membros do Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – assinaram nesta quinta-feira (14), no encerramento da 11ª Cúpula do grupo, em Brasília, uma declaração com 73 tópicos sobre o futuro do grupo econômico e da política internacional.

Principais pontos do documento:

Compromisso com as metas de redução das emissões de carbono fixadas a partir do Acordo de Paris.

Reforma “abrangente” das Nações Unidas, incluindo o Conselho de Segurança.

Preocupação com a possibilidade de uma corrida armamentista no espaço exterior.

Na economia, defesa de “mercados abertos, de um ambiente de negócios e comércio justo, imparcial e não-discriminatório, de reformas estruturais, de concorrência efetiva e justa”.

Empenho para a adoção de medidas para combater a corrupção no setor público.

Ausência de menções no documento a conflitos regionais na vizinhança dos membros do Brics. Nos 73 tópicos, não aparece, por exemplo, qualquer menção às crises políticas na Venezuela, no Chile e na Bolívia.

No documento, as nações reiteram a “necessidade urgente de fortalecer e reformar o sistema multilateral, incluindo a ONU, a OMC o FMI e outras organizações internacionais”. E dizem que continuarão trabalhando para tornar essas entidades “mais inclusivas, democráticas e representativas”, moldando uma “ordem internacional multipolar mais justa, imparcial, equitativa e representativa”.

Em outro ponto, os países voltam a defender uma “reforma abrangente” das Nações Unidas, incluindo o Conselho de Segurança. Essa posição já tinha sido adiantada em uma reunião informal dos Brics durante o G-20, em Osaka (Japão), em junho deste ano.

Membros do Brics, China e Rússia fazem parte dos membros fixos do Conselho de Segurança, acompanhados de Estados Unidos, França e Inglaterra. Já Brasil e Índia compõem o “G4”, grupo com Alemanha e Japão que tenta expandir a formação do conselho.

O texto, que passa a ser conhecido como Declaração de Brasília, é assinado pelos presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro; da Rússia, Vladimir Putin; da África do Sul, Cyril Ramaphosa; da China, Xi Jinping, e pelo primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Mudanças climáticas

Na declaração, os cinco países reiteram compromisso com as metas de redução das emissões de carbono, fixadas a partir do Acordo de Paris. E cobram que os países considerados desenvolvidos ampliem o financiamento de ações de sustentabilidade no terceiro mundo, como prevê o acordo mundial.

O documento não faz referência à saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris – que já tinha sido anunciada, mas só se concretizou no início do mês. Os governos de China e Rússia lamentaram publicamente o caso, enquanto o governo Bolsonaro, alinhado ao presidente Donald Trump, não fez comentários sobre o tema.

Não há, na carta, menção direta à Amazônia, tema que foi motivo de críticas ao governo brasileiro neste ano. Segundo a diplomacia brasileira, o tema está contemplado no item 8, que cita desenvolvimento sustentável e respeito à soberania nacional.

“A cooperação internacional neste campo, como em todos os outros, deve respeitar a soberania nacional e os regulamentos e disposições legais e institucionais nacionais, bem como práticas e procedimentos.”

Conflitos internacionais

A multiplicação de conflitos internacionais é tema de sucessivos pontos da Declaração de Brasília. No item 17, por exemplo, os países expressam “séria preocupação com a possibilidade de uma corrida armamentista no espaço exterior”, e reafirmam a “necessidade de realizar atividades de exploração e usos pacíficos do espaço exterior de acordo com o direito internacional, incluindo a Carta das Nações Unidas”.

Assim como em edições anteriores, o documento condena o terrorismo em todas as suas formas e manifestações, e insta a comunidade internacional a prevenir e combater a expansão de grupos identificados com o terrorismo.

Os países do Brics expressam “forte compromisso com a soberania, independência, unidade e integridade territorial” da Síria, e manifestam preocupação com a situação humanitária no país, assim como na República do Iêmen.

O texto também menciona o conflito israel-palestino. Os Brics dizem ser “unânimes” na determinação de que os conflitos no Oriente Médio e no Norte da África não sejam “usados como pretexto para atrasar a resolução do conflito de longa data entre Palestina e Israel”.

Há, ainda, citações à região do Golfo, ao Afeganistão e à Península Coreana. O documento ignora, ao mesmo tempo, a multiplicidade de conflitos regionais na vizinhança dos membros do Brics. Nos 73 tópicos, não aparece qualquer menção às crises políticas na Venezuela, no Chile e na Bolívia.

O documento também não cita a escalada do conflito entre Índia e Paquistão na disputa pela Caxemira, nem os protestos em Hong Kong que pedem maior autonomia em relação ao governo da China.

Economia

Um dos trechos da declaração destaca a necessidade da contínua implementação de reformas estruturais na área econômica para ampliar o potencial de crescimento dos países do Brics.

O texto cita o compromisso das cinco nações com um Fundo Monetário Nacional “forte” e “baseado em cotas”.

“Defendemos, ainda, o uso contínuo de políticas fiscais, monetárias e estruturais para alcançar um crescimento forte, sustentável, equilibrado e inclusivo”, diz o documento.

A declaração fala também na preservação do fortalecimento do comércio multilateral, com a Organização Mundial do Comércio (OMC) no centro.

“É essencial que todos os membros da OMC evitem medidas unilaterais e protecionistas, que são contrárias ao espírito e às regras da OMC”, diz o documento, que defende ainda uma reforma no órgão como medida para garantir a eficácia e a relevância da organização.

“Nossos países trabalharão com todos os membros da OMC para levar adiante um processo de reforma necessária que seja equilibrada, aberta, transparente e que promova a inclusão e o desenvolvimento”.

No que diz respeito à cooperação econômica e financeira, o texto da declaração lembra que o crescimento global enfraqueceu e os riscos aumentaram desde a última reunião.

Nesse contexto, ressalta a importância de “mercados abertos, de um ambiente de negócios e comércio justo, imparcial e não discriminatório, de reformas estruturais, de concorrência efetiva e justa”.

No documento, os países destacaram também a criação da Aliança Empresarial de Mulheres do Brics (WBA), que visa a aumentar o papel das mulheres como impulsionadoras do crescimento econômico.

Os membros da aliança, cinco por país, devem ser escolhidos no próximo ano. Também estão previstos para 2020 a primeira reunião, a agenda da WBA, métodos de trabalho e assuntos relacionados ao funcionamento do órgão.

Combate à corrupção

A carta menciona a recuperação de ativos como um dos focos do combate à corrupção. De acordo com o texto, os países do Brics seguem “empenhados em adotar medidas de probidade no setor público e privado para a criar um compromisso com a “cultura da intolerância à corrupção”.

“Manteremos nossos esforços em curso em matéria de cooperação na aplicação de leis anticorrupção e na recuperação de ativos, incluindo processos civis e administrativos”, diz a declaração.

O texto ainda cita mecanismos multilaterais como forma de coibir a prática por meio da negativa de refúgio a corruptos e facilitar o repatriamento de produtos do crime.

Íntegra
Leia abaixo a íntegra do documento final aqui em texto no G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luis G. Vitorino disse:

    LULA você sempre será bem vindo…..agora o SATÃ DO BOSTANARO MERECE TOMAR BANHO NO ALTO MAR…
    E LA FICAR

  2. Dilma disse:

    Esse combate a corrupção quer dizer: luladrão, vc não é bem vindo. Kkkkkkk

MP emite nota sobre inquérito que apura expulsão de grupo do WhatsApp e diz: “pessoas não podem ser excluídas arbitrariamente”

Foto: Reprodução

O Ministério Público de Minas Gerais enviou nota de esclarecimento sobre o inquérito aberto para investigar a expulsão de um participante de um grupo do WhatsApp, conforme o Justiça Potiguar divulgou na última segunda-feira, 28.

Na nota, o MP alega que o grupo era administrado por uma servidora da área da Saúde e que, “O grupo de WhatsApp em questão é administrado por servidora pública e nele são veiculadas informações relevantes a respeito de políticas públicas de saúde. Assim, pessoas interessadas em seu conteúdo, como usuárias dos serviços públicos de saúde, não podem ser excluídas arbitrariamente do grupo.”, destaca.

Confira nota na íntegra aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Miguel Silva disse:

    Rapaz é muita falta do que fazer , pq receber um processo desse, pqp, absurdo.

  2. Wellington disse:

    Pense em uma investigação sem futuro

  3. Cristian disse:

    Esse MP, que vergonha, ô dinheiro mal gasto.

Grupo de Valorização da Advocacia emite nota sobre prisão de advogado em operação da PF

Foto: Divulgação

O Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal encaminhou nota de esclarecimento sobre a prisão do advogado Maxsuel Deizon de Freitas na operação “Extração” deflagrada pela Polícia Federal para desaticular facção criminosa com atuação no estado.

Confira nota na íntegra

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No dia 03 de setembro de 2019, alguns veículos de comunicação do Estado do Rio Grande do Norte divulgaram, de maneira equivocada, a informação de que um advogado teria sido preso preventivamente como chefe de uma facção criminosa no Estado.

Nesse sentido, e em atenção à opinião pública potiguar, o Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal vem a público manifestar o seu REPÚDIO às ações daqueles que se prestam ao papel de DESINFORMAR a sociedade com inverdades e especulações, bem como para esclarecer que:

Nas primeiras horas do dia 03 de setembro de 2019, a Polícia Federal deflagrou a operação denominada de “Extração”, e nesse contexto, foi cumprido um mandado de prisão temporária de um advogado. Em nenhum momento o referido advogado se opôs ao cumprimento do mandado, e, portanto, foi normalmente conduzido para a Superintendência da Polícia Federal, local em que prestou todos os esclarecimentos que se fizeram necessários.

A prisão é temporária, e, portanto, tem o prazo de 5 (cinco) dias para a sua conclusão, sendo falsa a informação de que o advogado foi preso acusado de ser chefe de uma facção criminosa no Estado – até porque até a presente data, não foi formalizada nenhuma acusação contra o advogado.

Um dos preceitos basilares que a Constituição Federal assegura é a garantia do estado de inocência, princípio pelo qual uma pessoa jamais poderá ser considerada culpada de algo sem que antes tenha a possibilidade de exercer regularmente o seu direito de defesa.

É notório que o País está passando por um momento de grande turbulência, e no cenário nacional, há um clima de verdadeiro inconformismo com a corrupção, com a violência e com a impunidade. A sociedade clama por medidas urgentes e severas de combate ao crime e à corrupção. Entretanto, não se pode, com base nesse sentimento de inconformismo, promover à execração pública de um indivíduo, utilizando os meios de comunicação como instrumento, sobretudo com base em informações que já no início da operação revelaram-se como equivocadas (ou mesmo falsas).

Deste modo, o Grupo de Apoio e Valorização da Advocacia Criminal REPUDIA a publicação de manchetes inverídicas e descompromissadas com o jornalismo sério e informativo, e segue vigilante na defesa das prerrogativas dos advogados que exercem a sua função Constitucional, acompanhando a investigação noticiada até que haja a sua final conclusão.

Natal/RN, 04 de setembro de 2019.

Grupo de Apoio a Valorização da Advocacia Criminal

Justiça revoga decisão de Bolsonaro que exonerou integrantes de grupo de combate à tortura

Foto: Adriano Machado/Reuters

A Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu parte do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) em junho que exonerou 11 integrantes do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT) e mandou reintegrar os funcionários exonerados. O mecanismo é responsável por vistoriar as condições de tratamento concedidas em presídios e outros tipos de unidade de internação mantidas pelo Estado. A decisão foi dada em caráter liminar (provisória) em resposta a uma ação movida pela Defensoria Pública da União (DPU). O governo ainda pode recorrer.

A decisão do juiz federal Osair Victor de Oliveira Júnior, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, foi proferida na sexta-feira (9), mas só foi divulgada nesta segunda-feira.

Na ação, a DPU sustentou que o a extinção dos cargos representaria uma violação de compromissos firmados pelo Brasil em relação ao combate à tortura e à promoção dos direitos humanos.

Em sua sentença, o juiz disse ainda que a exoneração dos peritos, da forma como aconteceu, foi irregular. “A destituição dos peritos só poderia se dar nos casos de condenação penal transitada em julgado, ou de processo disciplinar”, diz um trecho da sentença.

No dia 11 de junho, o Diário Oficial da União publicou um decreto assinado por Bolsonaro exonerando os 11 peritos que faziam parte do grupo e extinguindo os cargos comissionados que garantiam a sua remuneração. À época, entidades em defesa dos direitos humanos argumentaram que a extinção dos cargos comprometeria o trabalho do grupo.

O mecanismo foi criado por lei em 2013 e, desde então, seus integrantes têm feito visitas a presídios e outras unidades de internação para avaliar a situação de detentos. O grupo vinha elaborando relatórios sobre a situação do sistema prisional e fazendo alertas sobre violações de direitos humanos nessas localidades.

O governo, por outro lado, defendeu que a extinção dos cargos representaria uma economia de recursos e argumentou que o grupo continuaria a funcionar. A diferença é que em vez de usar mão-de-obra remunerada, o mecanismo seria tocado por voluntários.

PGR moveu ação

Para o magistrado que proferiu a decisão, o decreto assinado por Bolsonaro poderia acarretar no esvaziamento do órgão e afetar cidadãos em situação de vulnerabilidade.

“O perigo na demora, no caso, decorre do possível esvaziamento de órgão criado não só para cumprir com obrigações internacionais mas também como meio para resguardar o direito fundamental de que ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante”, afirmou.

A decisão é o primeiro revés judicial em relação ao decreto que exonerou os integrantes do mecanismo. Nas últimas semanas, a medida havia sido alvo de críticas por organismos internacionais e também foi questionada judicialmente pela Procuradoria Geral da República (PGR) .

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eu disse:

    O povo esquece que houve um grande acordo, onde os torturados e perseguidos são indenizados e os torturadores anistiados. Se for para quebrar o acordo que se condene os torturadores.

  2. Arnaldo Franco disse:

    O interessante é que os petistas só lembram dos torturadores. Esquecem dos que praticaram sequestros e atos de terrorismo, alegando que estavam lutando pela democracia. Não cola mais. O proprio Fernando Gabeira já admitiu que a intenção era implantar no pais uma ditadura comunista. Antigamente essa mentira era tida como verdade. A internet ampliou os meios de informação e de comunicação e tirou a máscara dos comunistas "democratas".

  3. Sérgio disse:

    O que não falta aqui é "cristão" e "cidadão de bem" a favor da tortura. Ainda existe Justiça nesse país e em breve o presidente de vcs vai ganhar uma camisa-de-força.
    Ficar entre 4 paredes, igual ao Lula!

  4. Adelino disse:

    Esse presidente precisa tomar vergonha nesse focinho que ele chama de cara e passar a trabalhar em favor do povo pelo qual ele foi eleito, e não ficar disseminando ódio, preconceito e ficar bancando o manda-chuva com esse tipo de conduta. E só revirar esse assunto de "tortura na ditadura" que esse indivíduo se borra todo; e isso é notório com esse tipo de atitude. Afinal de contas "quem não deve, não teme" né?? #SóAcho

    • Cabral disse:

      O presidente está correto, muitos desses indenizados por bilhões são ladrões descarados como dilmanta, luladrão, José Dirceu, Palocci, Genoino, akamoto, Vacari… Todos os integrantes da quadrilha esquerdalha, e que saquearam os cofres públicos. tem que corrigir essa farra, com o dinheiro dos trabalhadores brasileiros, que pagaram a esses CANALHAS através do seu sangue e suor.

    • Chato disse:

      mimimimmimimimimimimimimimimi…..

    • José Soares disse:

      Adelino em que mundo você vive? Está no país errado, vá para Cuba, Venezuela, Irã, Coréia do Norte, por lá o mundo gira em função das versões vendidas e publicadas pelos governos, longe dos fatos, longe da legalidade, distante do respeito a vida.

Procuradoria Geral de Justiça esclarece pagamento de R$ 4,7 milhões pagas a um grupo de 22 promotores e procuradores

O Procurador-Geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite, por meio de nota oficial, esclareceu nesta terça-feira, 6, que o valor de R$ 4,7 milhões pagos, no mês de julho, a um grupo de 22 procuradores e promotores de 3ª entrância, é decorrente da quitação da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE).

Em nota, o Procurador-Geral de Justiça confirmou que o pagamento foi feito na folha de julho e esclareceu que põe fim a uma dívida da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) com um grupo de membros do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). Confira aqui no Justiça Potiguar nota na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dr. Veneno disse:

    Deveriam ter ido pra infinita lista de precatórios do Estado, passar 15 anos pra receber, e vê como é ruim esperar pela burocracia e deficiência estatais.

  2. Valéria Fragoso disse:

    No mínimo, imoral!!!! Enquanto isso os servidores públicos que ganham menos estão todos com os salários atrasados e sem reajuste faz tempo. Mas, os promotores de justiça, além de receberem o salário em dia, recebem vantagens atrasadas, aumento e por aí vai … Por que não há um tratamento igualitário?

  3. Ivan disse:

    Roubo institucionalizado…Pra mim é pior que os desvios da corrupção, pois, esses já estão "lavados" pela lei que o proteje…Mas é roubo!!! Independênia financeira e orçamentária sóh dá nisso!!!!

  4. Manoel disse:

    Na verdade pra pagar os amigos do poder não falta dinheiro mas pra pagar a ralé o governo nunca tem dinheiro.

    • Eliane Patrício disse:

      Explicou mas não me convenceu isso é uma vergonha infelizmente no Brasil tudo pode..

  5. escritor disse:

    Muito bom quando um poder é rico, e nao precisa pagar por precatorio. Paga por PAE, tambem conhecida por mae.

  6. Az disse:

    Pessoas passam anos pra receber os seus direitos e esses deuses na terra recebem em meses aí é que está o erro,direitos eles tem agora porque só pra eles saem tão rápido?

  7. Flavio disse:

    Legislando em causa própria. Desse jeito é muito bom, atirar com pólvora alheia. É roubo, é corrupção, é malandragem, é falcatrua……não, nada disso, apenas legislar em causa própria, ou seja, tudo junto. Kkkkkk

  8. TALES disse:

    Não era melhor ter ficado calado, cada vez mais que se toca nessa PAE vergonhosa, a população fica descrente que algum dia nosso País possa ser sério, vergonha.

    • Eliane Patrício disse:

      Eu acho que nunca isso vai mudar .pode até ser legal mais é imoral

  9. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Só minino besta.

  10. André pinto disse:

    Duvido que a defesa fosse a mesma se os pagamentos fossem feitos pelas prefeituras, camaras de vereadores.

    Ja tinham entrado com as ações na justiça para impedir os pagamentos.

    Um absurdo isso. Fere a moralidade administrativa.

  11. marcopolo disse:

    Justo.
    Tá vendo nada de irregular.

Grupo rouba carga milionária de ouro no aeroporto de Guarulhos

Veículo usado pelos assaltantes foi abandonado em uma comunidade. Foto: Reprodução

 

Um grupo de homens fortemente armados invadiu o terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 14h30 desta quinta-feira (25), e roubou cerca de 750 quilos de ouro, avaliada em US$ 30 milhões (cerca R$ 113 milhões).

Eles entraram no aeroporto com duas viaturas clonadas da Polícia Federal, sem placas, uma modelo Triton e a outra, uma Pajero Dakar. No terminal, roubaram um carro-forte da Brink’s com ouro. Os quatro homens estavam com roupas de policiais federais, distintivos, encapuzados, com pistolas, fuzil e carabinas.

Segundo informações iniciais da polícia, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas. O grupo rendeu o chefe da logística, colocou a carga no carro e levou o refém.

De acordo com informações iniciais da Polícia Rodoviária Federal, os bandidos mantiveram a família do supervisor da logística refém na noite anterior e tiveram acesso a informações privilegiadas.

Depois, as viaturas clonadas foram abandonadas no Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo, os ladrões entraram em uma camionete S-10 e em uma ambulância com a carga roubada. O helicóptero da polícia não pode sobrevoar a região do aeroporto, o que dificulta as buscas.

A carga estava indo para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos. O Departamento de Investigações Criminais (Deic) deve assumir a ocorrência.

A GRU Airport, concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, afirmou que o roubo não prejudica o embarque e desembarque de passageiros. Não houve tiroteio e nem feridos.

A Brink’s informa que está colaborando com as autoridades competentes para apuração do ocorrido na tarde desta quinta-feira, 25/7, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    Enquanto a polícia vai prender os perigosos hackers russos de Araraquara, vestidos de policiais, bandidos levam 120 milhões em ouro.

Governo do Estado sugere criação de grupo para reestruturar carreira na PM

O Governo do Estado apresentou a proposta de criação de um Grupo de Trabalho para reestruturação de carreiras da Polícia Militar visando, em um processo gradual, corrigir distorções com relação a outras carreiras da área da Segurança Pública. A medida foi debatida em reunião na manhã desta sexta-feira (14) entre a equipe do Governo e os representantes das associações de praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte.

A exposição sobre a proposta de criação foi feita pelo secretário de Estado do Planejamento e das Finanças, Aldemir Freire, e pela secretária de Estado da Administração, Virgínia Ferreira. Atualmente, já existe equiparação de carreira entre policiais e bombeiros militares, mas há diferenças com relação à Polícia Civil. “Realmente precisamos acabar com as distorções. O Governo tem o compromisso técnico e político para trabalhar essa questão”, destacou a secretária Virgínia Ferreira.

O secretário Aldemir Freire pontuou que o Governo do Estado, mesmo em estado de calamidade financeira, prioriza o pagamento da Polícia Militar e de todos os agentes de segurança pública do Rio Grande do Norte, quitando os salários integrais dentro do mês trabalhado e sempre na primeira data marcada pela equipe econômica.

“Estamos pagando a todos da segurança pública, ativos e inativos, em meados do mês. É um esforço grande para honrar o acordo, assim como para manter a Polícia na rua com o pagamento das diárias operacionais. São R$ 3 milhões por mês somente com diárias”, destacou o titular da Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan).

Freire ainda destacou o compromisso do Governo com a contratação de mil policiais militares, recentemente aprovados em concurso, e a montagem de um calendário para promoções de carreira. “O impacto dessa contratação será de R$ 40 milhões por ano. O Governo está priorizando áreas vitais e sabemos que é necessário também trabalhar com a recomposição salarial, dentro daquilo que temos condição e capacidade de fazer, e montar um calendário que encaminhe as promoções dos policiais e bombeiros”, completou o secretário.

O plano de equiparação discutido nesta sexta-feira contempla uma demanda apresentada ao Governo do Estado pelas entidades representativas da tropa militar: Associação de Cabos e Soldados da PM-RN (ACS), Associação dos Subtententes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBM-RN), a Associação dos Oficiais Militares Estaduais do Rio Grande do Norte (ASSOFME) e a Associação de Bombeiros Militares do RN (ABM-RN).

A reunião realizada no Gabinete Civil ainda contou com a presença do deputado estadual Coronel Azevedo. As associações militares foram representadas pelo major Antoniel Moreira (ASSOFME), o subtenente Eliabe Marques (ASSPMBM-RN), o cabo Roberto Campos (ACS) e o soldado Rodrigo Marimbondo (ABM-RN).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sanderson disse:

    Amigo, não se trata de aumento de salário, e sim reposição salarial que por sinal não é pouco…. Cerca de cinco anos de defasagem!! Só quem sabe, é quem passa.

  2. Gil disse:

    Aumento de salário???? vcs estão loucos? o RN está falido, deve e não quer pagar mais de 2 bilhões a fornecedores, outros 2 bilhões aos próprios funcionários e ainda falam em onerar a folha. Loucos, loucos loucos. Tem que passar uns 15 anos sem aumento, para que a inflação faça uma poda nos aumentos irresponsáveis concedidos por sucessivos governos, sempre deixando a conta para o outro pagar.

    • Marcos disse:

      Com 15 anos sem aumento, os policiais irão ganhar um salário mínimo. Será que o senhor sobreviveria com isso? Temos que cortar regalias, principalmente do judiciario e legislativo. Não vejo nenhum movimento contra esses poderes.

VÍDEO: Grupo realiza protesto nas ruas de Natal em dia de “Greve Geral”

Registro na tarde desta sexta-feira(14) de protesto intitulado “Greve Geral”, contra a reforma da Previdência e o governo Bolsonaro. Nas imediações do Midway, manifestantes com bandeiras de sindicatos realizam caminhada, que se encerra na Árvore de Mirassol.

Assista abaixo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Desocupados, esse povo não tem o que fazer não? Qual é a causa nobre deles? Defendem o que e a quem? Não produzem nada e ainda cruzam os braços em dia de expediente atrapalhando aqueles e as empresas dos que trabalham e sustentam este País.

  2. Manoel disse:

    Eh o mundo todo!!! Kkk. E olhe que queimaram até pneus pra nenhum ônibus sair das garagens hoje cedo….

  3. Totonho Pires disse:

    Eita povo ocupado esses do MST para fazer baderna acorda de madrugada.
    Agora para trabalhar nem pensar

  4. Ricardo disse:

    Rômulo. kKKKKKKK , com só existisse previdência do INSS.

  5. Ricardo disse:

    Jogando encima deles apenas uma única CARTEIRA DE TRABALHO, todos iram correr, igual ao satanás fugindo da cruz.

    • Rômulo disse:

      Acho que o único aqui que não deve trabalhar é você, por não estar preocupado com sua aposentadoria!

    • Fernando disse:

      kkkk. Romulo, va trabalhar.

    • Fernando disse:

      São os que defendem o Brasil virar Venezuela, pra receber o bolsa famílias e um barraco do minha casa minha vida, igualzinho aos apoiadores de maduro, e que arrasaram um dos países mais rico em petróleo do mundo.

Brasil estreia contra Croácia e pode pegar Espanha ou Holanda nas oitavas

 O Brasil conheceu nesta sexta-feira seus primeiros adversários na busca pelo sexto título mundial. Em sorteio realizado na Costa do Sauipe, Croácia, Camarões e México foram selecionados para enfrentar a seleção brasileira na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014. Livre de um ‘grupo da morte’ no início da competição, os anfitriões podem encarar Espanha ou Holanda, integrantes do grupo B, logo nas oitavas de final.

Por ser país-sede do Mundial, o time comandado por Luiz Felipe Scolari era o único cabeça de chave que já tinha lugar definido antes do sorteio, integrando o grupo A, e fará o jogo de abertura da Copa contra os croatas no dia 12 de junho, às 17h (horário de Brasília), no Itaquerão, em São Paulo. Os demais confrontos da primeira fase serão em Fortaleza (17/06, às 16h), diante dos mexicanos, e em Brasília (23/06, às 17h), contra os camaroneses.

Os dois primeiros colocados deste grupo enfrentarão nas oitavas de final as equipes classificadas do grupo B, que conta com a Espanha como cabeça de chave, além de Holanda, Chile e Austrália. A estreia dos espanhóis será contra os holandeses, em reedição da última final da Copa do Mundo.

O tão temido ‘grupo da morte’ acabou formado na chave D. Cabeça de chave, o Uruguai ganhou a companhia de Itália e Inglaterra, além da Costa Rica. Em contrapartida, o grupo H, integrado por Bélgica, Rússia, Argélia e Coreia do Sul, foi considerado o mais fraco.

As 32 seleções que participaram do sorteio desta sexta-feira foram divididas em quatro potes. O recipiente 1 contava com os cabeças de chave Espanha, Alemanha, Argentina, Colômbia, Bélgica, Suíça e Uruguai, definidos pelo ranking da Fifa, além do país-sede Brasil.

No pote 2 estavam os cinco representantes africanos e dois representantes da Américas do Sul. O terceiro era integrado por quatro asiáticos e quatro países da América Central e do Norte. Por fim, o quarto pote era formado por nove representantes da Europa.

A cerimônia de sorteio dos grupos da Copa do Mundo foi comandada pelo casal de atores Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert e contou com a participação de ex-jogadores como o francês Zidane, o uruguaio Ghiggia, o italiano Cannavaro, o inglês Hurst, o alemão Matthaus, o argentino Kempes e o espanhol Hierro.

O evento ainda teve as apresentações dos artistas brasileiros Alcione, Emicida, Vanessa da Matta, Alexandre Pires e Olodum como atrações musicais e realizou homenagens ao falecido líder sul-africano Nelson Mandela, que morreu na última quinta-feira aos 95 anos.

UOL

México e Camarões abrem Copa no estádio Arena das Dunas e campeãs Itália e Uruguai fecham; veja jogos

Ba0ZfkMCYAE-yBR.jpg-large

Sexta-feira (13/06) — 13 horas

(A3) México   X   A4(Camarões)

Segunda-feira (16/06) — 19 horas

G3(Gana)   X   G4(Estados Unidos)

Quinta-feira (19/06) — 19 horas

C4(Japão)   X   C2(Grécia)

Terça-feira (24/06) — 13horas

D4(Itália)   X   D1 (Uruguai)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. beatriz porpino disse:

    dale México <3

  2. Jefferson disse:

    Exceto Itália x Uruguai, o resto e jogo mamão.

Grupo Hotéis Pernambuco apresenta novo projeto para reforma do antigo Hotel Reis Magos

17732O Secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Natal, Fernando Bezerril, recebeu na manhã desta segunda-feira (7), em seu gabinete, o empresário José Pedroza, representante do grupo Hotéis Pernambuco que detém a propriedade do Hotel Reis Magos, localizado na Praia do Meio. Na reunião, o empresário falou sobre o interesse de manter a propriedade do terreno e do projeto de um espaço dinâmico e flexível que irá apresentar hoje à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) para reutilização do espaço.

O empresário expôs o projeto de reutilização do espaço que hoje compõe o Hotel Reis Magos e afirmou que a ideia do projeto é criar um espaço puramente comercial que possa agregar diferentes tipos de clientes. “Nós fizemos as avaliações necessárias e não é possível reaproveitar a estrutura que existe atualmente, então, o nosso projeto é criar uma plataforma multiuso, com fins comerciais, com mais de 300 vagas de estacionamento e um visual moderno”, explicou Pedroza.

O empresário ressaltou ainda que já existem dois grupos interessados em investir, juntamente com o grupo Hotéis Pernambuco: um ligado a saúde e outro a educação. Se o projeto for aprovado pela Semurb, o grupo deve protocolar imediatamente o pedido de demolição da estrutura atual e iniciar em seguida a construção do subsolo e do térreo que deverá incluir também uma plataforma de uso para os pedestres. “A ideia é construir inicialmente apenas o subsolo e o térreo que poderão ter diversas funções e se o projeto de ampliação vertical, por meio do plano diretor, for aprovado, expandir”, afirmou Pedroza.

Fernando Bezerril afirma que o novo projeto apresentado para análise da Semurb, terá que atender todas as exigências do Plano Diretor. Sobre o interesse do empresário José Pedroza em buscar novas opções para o hotel é uma ótima notícia. “Esperamos que tudo corra dentro da legalidade e que toda estrutura do hotel seja recuperada, gerando emprego e renda para o município.”

Estiveram presentes na reunião: o secretário, Fernando Bezerril; o chefe de gabinete, engenheiro ambiental, Marcelo Alvim e o consultor, Carlos Sodré.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Cesar disse:

    Fernando Bezerril tem sido incansável nessa luta mas me parece inglória. Esse grupo vem dando uma canseira no governo a muito tempo. O melhor era Carlos Eduardo desapropriar logo e criar um hotel albergue para a juventude, talvez parceria publico privada, embora eu não entenda dessas coisas.
    Mas reitero o que escrevi acima: Bezerril é um batalhador, mas essa batalha está bichada pelos olhos grandes demais desse grupo pernambucano.

Felipão diz que grupo está aberto e pretende fechar lista em dezembro; cinco ainda concorrem

thumbEm entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari deixou claro que há espaços no grupo que será convocado para o Mundial de 2014. A ideia do pentacampeão é ter o elenco totalmente definido em dezembro.

Scolari disse que atualmente trabalha com 18 jogadores que considera praticamente certos na lista final e abriu espaço para cinco peças que ainda não tem suas vagas cativas na Seleção.

– Se tiver um grande jogador na Série C e na D, não tenho problema nenhum em convocar. Olho 30 jogos por semana, em qualquer campeonato. Se achar que pode preencher uma lacuna na minha seleção, tudo bem – disse o treinador.

Durante toda a conferência, ele insistiu na ideia de que todos devem aproveitar as oportunidades recebidas:

– Minha função é escolher 23 pro Brasil, eles sabem que tem de se dedicar no treino e no jogo.

Sobre o confronto contra a Austrália, Felipão disse que é possível tirar proveito da partida diante do rival, que classificou como um time forte e alto. Com a lesão de Oscar e seu provável veto, a tendência é que Ramires seja titular.

A provável escalação da Seleção é a seguinte: Julio Cesar, Maicon, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Ramires e Bernard; Neymar e Jô.

Lance