Geral

Crea-RN alerta que profissionais e empresas estão recebendo e-mails falsos se passando pelo Conselho

Foto: Divulgação

O Crea-RN alerta que profissionais e empresas do RN estão recebendo emails enviados em nome do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, com domínio “…@crea.com.br“, com informações sobre registros e links para pagamento de supostas anuidades.

Alertamos que esses emails são FALSOS e os links podem conter vírus.

O comunicado reforça:

“Fique atento!! Observe que o endereço eletrônico não especifica Crea-RN. O nosso email tem …@crea-rn.org.br. Outro ponto a ser observado é que atualmente não enviamos cobrança via PIX.

Se tiver alguma dúvida, entre em contato com o Crea Fácil – (84) 99128-3827″.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

(FOTOS) – Tragédia no Ninho: e-mails mostram que Flamengo sabia da situação de “grande risco” nove meses antes do incêndio

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Documentos em poder da Justiça revelam que o Flamengo foi alertado para a situação de “grande risco” do alojamento nove meses antes do incêndio que matou 10 adolescentes da base. A informação foi primeiramente publicada pelo site “Uol”.

Em um e-mail datado de 11 de maio de 2018, por exemplo, os responsáveis pela administração do centro de treinamento receberam um relatório feito por um técnico contratado pelo Flamengo que apontava problemas em diversos itens do sistema elétrico. Esse relatório apontava a necessidade de um “atendimento emergencial”.

Trecho do relatório que apontava necessidade de reparos no sistema elétrico do Ninho, CT do Flamengo — Foto: Reprodução

No dia 8 de fevereiro de 2019, uma pane na eletricidade causou o incêndio que tirou a vida de Athila Souza Paixão, Arthur Vinícius de Barros, Bernardo Pisetta, Christian Esmério, Gedson Santos, Jorge Eduardo Santos, Pablo Henrique da Silva, Rykelmo de Souza, Samuel Thomas Rosa e Vitor Isaías.

Três dias depois do relatório, o Flamengo, de acordo com um contrato que também está nas mãos da Justiça, recebeu a proposta de uma empresa para realizar os reparos. A “CBI Instalações” foi chamada e recebeu no dia 25 de maio a primeira parcela do contrato cujo valor total era de R$ 8.500. O pagamento consta nessa nota fiscal.

Nota fiscal do pagamento do Flamengo da primeira parcela à “CBI” — Foto: Reprodução

Em outubro, o Flamengo pagou a segunda parcela, emitindo a nota fiscal da imagem abaixo.

Nota fiscal do pagamento do Flamengo da segunda parcela à “CBI” — Foto: Reprodução

O serviço, no entanto, não foi realizado. É o que acusa outra empresa contratada pelo Flamengo já após o acidente. A “Anexa Energia Serviços de Eletricidade” foi contratada para fazer uma espécie de vistoria particular para o clube, com o objetivo de identificar as causas do acidente e consertar o que ainda pudesse trazer riscos.

Neste parecer técnico entregue ao clube no dia 20 de março de 2019, a empresa afirma que, ao vistorias o disjuntor que atendia o módulo onde estava o ar condicionado que deu início ao fogo no alojamento, verificou que “as instalações continuavam as mesmas de quando a inspeção fora realizada”.

Trecho do relatório da empresa entregue ao Flamengo — Foto: Reprodução

Trecho do relatório da empresa entregue ao Flamengo — Foto: Reprodução

De acordo com o relatório da empresa, após o incêndio, o disjuntor permanecia com os mesmos problemas detectados em maio.

Trecho do relatório da “Anexa” entregue ao Flamengo — Foto: Reprodução

Por fim, para os técnicos que analisaram o aparelho, “a causa do incêndio está ligada às tensões da instalação elétrica, que podem ter sido provocadas pelas oscilações da rede elétrica e/ou pela má instalação elétrica do CT”.

Trecho do relatório da “Anexa” entregue o Flamengo — Foto: Reprodução

O ge procurou todos os envolvidos no caso. Esses são os posicionamentos:

CBI Instalações: não respondeu até a publicação dessa reportagem.

Marcelo Helman, diretor responsável pela administração do Ninho do Urubu que recebeu o e-mail alertando para as necessidades de reparo na época: não respondeu até a publicação dessa reportagem.

Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo na época do incêndio: não respondeu até a publicação dessa reportagem.

Flamengo: informou que não vai se pronunciar.

Globo Esporte

 

Opinião dos leitores

  1. Por muito menos (muito menos mesmo, já que não tiveram vidas ceifadas), o Manchester City e um time da Escócia, foi punido com o rebaixamento pra última série daquele País! O City conseguiu reverter a sua situação pra não ficar de fora da Champions, mas o time escocês foi rebaixado. Aqui no Brasil, o Cruzeiro começou a série B com seis pontos a menos, por problemas financeiros. Repito, em nenhum desses casos acima, houveram vítimas fatais! Não basta só a indenização, até porque não trará a vida dos garotos de volta! Tem que haver no âmbito do futebol, uma punição severa e exemplar, para que fatos como esse, não voltem a manchar o futebol brasileiro. Cito isso, sem nenhum clubismo. Por muito menos nos anos 70 e também sem vítimas fatais, o ABC ficou dois anos sem poder atuar no campeonato nacional!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Detran-RN nega envio de e-mail sobre suspensão de CNH; órgão pede que mensagens sejam ignoradas

O Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN) vem, através deste comunicado, informar ao público em geral que estão sendo enviados e-mails para diversos condutores com notificações falsas sobre a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) por excesso de pontuação.

Orientamos a população que ignorem mensagens desse tipo, visto que o Detran/RN não possui cadastro de e-mails de condutores e não usa esse meio de comunicação como forma de notificação de abertura de processo de suspensão do direito de dirigir.

Recomendamos que, ao receber esse tipo de comunicação fraudulenta, proceda da seguinte maneira:

1. Não abrir os arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário;

2. Não acionar os links para endereços da Internet, mesmo que lá esteja escrito o nome do DETRAN/RN, ou mensagens como “clique aqui”, pois não têm nenhuma referência com o endereço eletrônico do Departamento;

3. Excluir imediatamente a mensagem.

No caso de dúvidas ou para informações adicionais, os usuários poderão procurar as unidades do DETRAN/RN, a Central do Cidadão do seu município ou a sede administrativa do Órgão, situada na Avenida Perimetral Leste, 113, Cidade da Esperança, Natal/RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *