Auditores informam aumento de R$ 100 milhões em arrecadação no semestre e cobram resposta concreta do Governo do Estado sobre salários

O Governo do Estado aumentou em cerca de R$ 100 milhões sua arrecadação própria entre os meses de janeiro e juljo de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. As informações são dos auditores fiscais do Estado, em reportagem em destaque na Tribuna do Norte. De acordo com a publicação, mesmo com esse aumento, correspondente a 5,6% do orçamento, ainda não há uma solução para o pagamento de salários atrasados, referentes a novembro, dezembro e décimo terceiro de 2018.

Na reportagem, o diretor do Sindicato dos Auditores fiscais do RN(Sindifern), Fernando Carvalho de Freitas, após propor soluções que dependem de uma série de fatores para aprovação, o Governo precisa dar uma resposta concreta aos servidores sobre esses pagamentos, já que houve excesso de arredação no semestre.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Getúlio disse:

    Se eu ganhasse 40 mil como esses reclamantes, não choramigava com salários atrasados, tomava meu vinho gran reserva com charuto cubano, e aguardava tranquilo, sem fazer nada, como sempre, que ninguém é de ferro, aguardando mais 16,80% de aumento.

  2. Fabio disse:

    E desde quando o salário de um auditor está diretamente relacionado com a receita do estado? Trabalhem, trabalhem muito porque vocês ganham muito bem e ainda tem uns que enriquecem sabe-se lá como.

  3. Ivan disse:

    Nesse mesmo período o déficit previdenciário foi de quase 1bi…Mas, nosso estado é rico, não precisa de reforma de previência, deixem isso pros lisos do sul e sudeste!!!!

  4. Manoel disse:

    O que é são 100 milhões face a um déficit de bilhões?

Familiares agradecem doações e mobilização em redes sociais, e informam que meta de R$20 mil para traslado de corpo de potiguar que morava em Portugal foi alcançada

Familiares que realizaram campanha em favor de Aluísio Monteiro de Morais, encontrado morto no Centro de Lisboa, em Portugal, informam que as doações em dinheiro, que visavam a quantia de R$ 20 mil, alcançaram a sua meta. Agora, resta a parte burocrática, quanto ao desembaraço de documentos para o traslado do corpo.

Familiares a amigos agradecem a divulgação e solidariedade nas redes sociais nesta semana, e informam que as duas contas criadas para arrecadação serão encerradas.

Aluísio Monteiro de Morais (32 anos) saiu do interior do Rio Grande do Norte para Portugal no fim do ano passado. Desloucou-se para o país europeu em busca de melhores condições de vida.