TCE-RN determina suspensão de concurso público em município do interior

Foto: Divulgação/TCE-RN

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado acatou pedido de medida cautelar pleiteada pelo Ministério Público de Contas e suspendeu os efeitos do concurso público da Prefeitura de Jaçanã(município distante 147 km de Natal), em decorrência de afronta à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em relação a gastos com pessoal.

O processo foi relatado pela conselheira-substituta, Ana Paula de Oliveira Gomes, na sessão desta quinta-feira (29). Com a decisão, fica proibida a nomeação dos candidatos classificados, até a apreciação final do mérito. O voto da conselheira-substituta foi acatado à unanimidade. Veja detalhes em matéria na íntegra no portal Justiça Potiguar clicando aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Como querer fazer concurso num período de déficit??? Não conseguem pagar os q já têm e querem admitir mais????????????? Botem os q já existem p/trabalhar…se não for suficiente, basta terceirizar pagando por hora demandada…é a gestão simples e eficaz que vai salvar o caixa das prefeituras e repartições…Servidor público é caro, não pode ser demitido (se acomoda e não quer produzir) e ainda tem o problema previdenciário q vai ficar ad eternum…

  2. Chico disse:

    600.000 ( seiscentos mil reais) = 1.000.000.000 (um trilhão de reais), um prejudica um posto de saúde pra funcionar no mês, o outro deixa a saúde do país num caos. Um comprovado, o outro em investigação. se comprovado, tem que ser punido exemplarmente, com todo o esquema.

  3. Roque disse:

    Esse MP só lasca quem estuda pra passar num concurso. Onde com tais decisões perdemos dinheiro, tempo e um bocado de coisas mais.

Escola Estadual no interior tem uma das seis melhores gestões do país e disputa título de referência

A Escola Estadual Terezinha Carolino, de Jaçanã(147 km de Natal), é uma das seis escolas estaduais de melhor gestão do país, segundo o Comitê Nacional de Avaliação do Prêmio Gestão Escolar 2013, do Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed. Além da escola potiguar, outras cinco escolas do país receberão um prêmio de R$ 10 mil e o diploma de “Escola Destaque Nacional”. Dentre elas, sairá a grande vencedora, que receberá R$ 30 mil e o título de “Escola Referência Brasil”, no dia 31 de outubro, em Brasília.

Essa é a segunda vez consecutiva que uma escola do Rio Grande do Norte se classifica para a final do prêmio de Gestão Escolar. Em 2012, a escola estadual Presidente Kennedy, de Natal, também ficou entre as seis melhores do país e conquistou destaque nacional. Feliz com o resultado, a secretária de Estado da Educação, Betania Ramalho, parabenizou o diretor da escola, Oton Mário, e a equipe da unidade. “Não há segredo para uma escola conseguir bons resultados. Quando o diretor e os professores trabalham juntos, com o acompanhamento da comunidade escolar, os alunos sempre saem ganhando.”

Ligada à 7ª Diretoria Regional de Educação, a escola Terezinha Carolino apresenta um prédio bem conservado, possui sete salas de aula, salas administrativas bem organizadas, grêmio estudantil e um serviço de rádio que permite a comunicação entre as salas de aula. Entre as ações desenvolvidas em parceria com o grêmio, a equipe gestora e docente articula a realização de atividades temáticas e passeios ciclísticos, envolvendo a comunidade. Além disso, dispõe de materiais, como globos, mapas, dicionários, revistas, paradidáticos, moldes, projetores, TV , jogos matemáticos, tela digital e videoteca, para as práticas pedagógicas.

De acordo com o presidente da comissão estadual do Prêmio de Gestão Escolar, Edmilson Simplício, um dos critérios usados para a participação no prêmio é o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica – IDEB. “Nos últimos anos, a Escola Estadual Terezinha Carolino, aumentou seu índice de 3,2 para 4,3. Sem falar do crescente índice de aprovação e diminuição da reprovação, que também contaram para a conquista na final nacional.”

O diretor da escola, professor Oton Mário de Araújo, relaciona o resultado aos projetos pedagógicos e científicos realizados em conjunto com os professores e alunos. “Todos estavam bastante empolgados com a possibilidade de realizar um bom trabalho na escola, tanto que a comunidade também nos ajudou, de forma voluntária, a manter a escola bem cuidada”, disse ele. Em novembro, Oton Mário irá participar de um intercâmbio nos Estados Unidos, onde passará 22 dias conhecendo escolas e trocando experiências de políticas públicas em educação.