Educação

Escola Agrícola de Jundiaí, da UFRN, lança edital com 255 vagas em cursos técnicos

Foto: Divulgação

A Escola Agrícola de Jundiaí da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EAJ-UFRN) publicou nesta sexta-feira (5), um edital com inscrições abertas a partir do dia 22 de fevereiro, com oferta de 255 vagas para cursos técnicos nas modalidades integrado e subsequente.

As vagas são para os cursos técnicos em Agroindústria (Integrado e Subsequente), Agropecuária (Integrado e Subsequente), Aquicultura (Integrado e Subsequente), Informática (Integrado) e Cozinha (Subsequente), novo curso ofertado pela instituição. Entre as 255 vagas ofertadas, 125 são reservadas para alunos da rede pública de ensino. Miais informações AQUI em edital.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Escola Agrícola de Jundiaí da UFRN retoma aulas com ensino remoto

Foto: Reprodução

No último dia 1°, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (CONSEPE-UFRN) aprovou, em caráter excepcional, a oferta de atividades remotas na graduação, pós-graduação e ensino básico, técnico e tecnológico (EBTT). Na pós-graduação as disciplinas de 2020.1 foram retomadas no modelo remoto, na graduação, iniciou-se um período letivo suplementar excepcional (PLSE), chamado período 2020.5. Nas Unidades que têm ensino básico e técnico, como a EAJ, estão sendo discutidos, internamente, os mecanismos para a retomada das aulas do ano letivo de 2020, sempre no formato remoto.

Em relação à graduação, pensado para durar seis semanas, o PLSE não é obrigatório nem para os estudantes, nem para os professores, sendo, portanto, uma opção para aqueles que assim o desejarem, se sentirem à vontade e em condições de fazer esta experiência proposta pela UFRN.

A portaria do CONSEPE estabelece que, uma vez matriculado no PLSE, o estudante não precisa trancar nenhum componente, caso desista da disciplina ou não se adapte. Para que o desligamento aconteça, basta deixar de participar das aulas, sem prejuízo para ele. O insucesso em componentes no período suplementar,não irá constar no histórico. Se o estudante estiver matriculado em um componente que já estava matriculado no semestre 2020.1, e for aprovado no PLSE, a matrícula anterior será retirada do histórico escolar e dará lugar à realizada no período remoto.

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) ofereceu todas as disciplinas dos seus cursos de mestrado. Já no ensino técnico, os colegiados de curso, as coordenações, a assessoria acadêmica de EBTT e a Direção da Escola estão finalizando as definições de como será a retomada do ano de 2020, o que deve acontecer no final de Julho ou Agosto. A EAJ também ofereceu 30 componentes curriculares para esse período na graduação, distribuídos nos quatro cursos de ensino superior da unidade: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Zootecnia. Isso representa 20,5% do número de componentes oferecidos no semestre regular 2020.1. Com relação a taxa de matrícula, o número foi de 19% em relação ao mesmo período.

A aluna do curso de Engenharia Agronômica, Edlaine Patrocínio, diz que ficou muito animada e feliz quando soube da notícia de que a Universidade retornaria com aulas remotas. Apesar de saber das necessidades de cada um, Edlaine afirma que tem conseguido acompanhar as vídeos aulas e as reuniões online com os professores, e destaca que o fato de estar no final do curso colaborou para que ela se matriculasse em três disciplinas – o máximo permitido para o período excepcional. “Estou no final do curso, faltando apenas 5 disciplinas para encerrar a minha carga horária de disciplinas obrigatórias. Com o semestre que ficamos parado, teria conseguido concluir esta etapa. Quando surgiu o período suplementar, vi a oportunidade que estava faltando para adiantar essas disciplinas”, disse.

Com relação a participação dos professores, na pós-graduação, todos os professores estão ofertando componentes curriculares nos mestrados em Ciência Florestal e no de Produção animal. Nos cursos técnicos, todos os professores retornarão com suas disciplinas. Na graduação, 25 docentes da EAJ estão envolvidos em algum componente curricular nesse período suplementar. Um deles é o professor Alexandre Pimenta, do curso Engenharia Florestal. Ele afirma que viu a criação do semestre como uma boa iniciativa. “A criação desse semestre complementar foi uma excelente iniciativa porque mantém ativo o fluxo de informações na parte de ensino, mesmo em época de pandemia e distanciamento social. Fortalece os vínculos entre professores, universidade e alunos”, disse.

O professor afirma que a participação dos estudantes nas aulas tem sido excelente. Entre as atividades desenvolvidas estão as aulas remotas via aplicativo, debates em grupo, exercícios em aula e vídeo. Para avaliação, o professor tem feito lista de exercícios e trabalhos, além das avaliações tradicionais no formato online.

Ao longo do período de distanciamento social, a EAJ-UFRN vem realizando diversas atividades remotas, envolvendo sua comunidade acadêmica e também a população em geral. O professor Márcio Dias, Diretor adjunto da instituição, afirma que a EAJ tem trabalhado para manter seus serviços essenciais, como a criação de animais, produção vegetal e a pesquisa em diversas áreas, sempre respeitando o distanciamento social e as recomendações das autoridades de saúde. As atividades em formato remoto são uma resposta em caráter excepcional, frente ao momento excepcional que estamos vivendo, com o objetivo de minimizar os prejuízos sofridos pelos nossos estudantes e pela comunidade acadêmica de modo geral, afirma o professor Marcio.

Opinião dos leitores

  1. Sei não! Imagino a qualidade do profissional. Cursos com grades disciplinares maioritariamente voltadas às práticas de campo como poderão ter sucesso??

    1. Querido, veja os índices de aprovação nas universidades.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Escola Agrícola de Jundiaí, da UFRN, divulga 2ª chamada para cursos técnicos

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) divulga a 2ª chamada para preenchimento de vagas dos cursos técnicos para ingresso em 2020. As matrículas serão realizadas nos dias 5 e 6 de fevereiro, das 7h às 11h e das 13h às 16h, na Secretaria Escolar.

Os cursos ofertados são os técnicos integrados ao Ensino Médio em Agroindústria, Agropecuária, Aquicultura e Informática. O candidato que não comparecer será desclassificado e perderá o direito à vaga. Para a realização da matrícula de alunos menores de 18 anos, é necessária a presença do pai ou da mãe.

Mais informações sobre a documentação necessária e a lista dos candidatos estão disponíveis no edital.

Com informações da UFRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Ladrões roubam e levam caixa eletrônico inteiro

Criminosos explodiram um caixa eletrônico e levaram outro inteiro instalados no estacionamento de um supermercado, na Vila Hortolândia, em Jundiaí (58 km de São Paulo), madrugada desta segunda-feira.

Moradores da região ouviram o barulho da explosão e ligaram para a polícia, por volta das 2h30. Quando os policiais chegaram ao local descobriram que os ladrões haviam levado um caixa eletrônico inteiro e explodido outro. O valor levado não foi divulgado.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *