FOTO: BPChoque prende quatro homens em residência na Zona Sul de Natal utilizada para plantações de drogas

Foto: PM/ASSECOM/REPÓRTER: CB GLAUCIA

Na madrugada desta quinta-feira (31), policiais militares do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) efetuaram a prisão de quatro homens suspeito de utilizarem uma residência como estufa para plantações de drogas e entorpecentes.

De acordo com o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP), os policiais militares da BPChoque realizavam o patrulhamento ostensivo na Vila de Ponta Negra quando visualizaram um homem em atitude suspeita saindo de uma residência e, ao avistar a viatura policial, tentou retornar ao interior da residência.

Ao aproximar-se da residência, os policiais sentiram um expressivo odor de entorpecentes oriundo do interior da residência, configurando a forte suspeita da ocorrência de tráfico de drogas no local.

Com a suspeita e a configuração de uma possível situação flagrancial, os policiais adentraram na residência, encontrando várias mudas de Cannabis sativa, popularmente conhecida como maconha, além de 3,5 kg de substância análoga a maconha, três balanças de precisão, uma porção de substância análoga a cocaína, um frasco com sementes de maconha e um frasco contendo um material semelhante a maxixe.

Ainda na residência foram encontrados cerca de R$ 2,5 mil, bem como vários aparelhos de celulares, mochilas escolares, e vários produtos para o acondicionamento e preparação de drogas.

Com a constatação do crime de tráfico de drogas, na modalidade de semear plantas que constituam matéria-prima para a preparação de drogas e da utilização de local que tem propriedade para o tráfico de drogas, e do crime de associação para o tráfico de drogas, Felipe Câmara da Costa (26 anos) Diego Feliciano Evangelista (25 anos), Rony Saraiva Mendes Filho (31 anos) e Fábio Marinheiro Cordenonse (32 anos) foram conduzidos à Central de Flagrantes para a realização dos procedimentos legais e as devidas perícias nas substâncias encontradas.

http://www.pm.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=216655&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

PF destrói 3 mil toneladas de maconha de plantações no Paraguai, maior volume eliminado entre 2017 e 2018

Foto: Divulgação Polícia Federal

A 3ª fase da Operação Nova Aliança, que tem como objetivo a erradicação de plantações de maconha no Paraguai, foi concluída esta semana e resultou na destruição de 3 mil toneladas da droga. A quantidade deste ano ultrapassa o volume destruído em 2017 e 2018.

As ações de combate às plantações de maconha no país vizinho envolveram, conjuntamente, os agentes da Polícia Federal (PF) e da Secretaria Nacional Anti Drogas do Paraguai. De acordo com a PF, esse tipo de trabalho é eficaz e reduz custos.

“A estratégia de atacar a produção da droga, antes de que ela chegue ao mercado brasileiro, traz grande economia ao país, pois milhões de reais deixam de ser gastos em repressão ao tráfico interno, em prisões e processos judiciais, que se tornam menos comuns, uma vez que a quantidade de maconha que circula no país cai drasticamente”.

Agência Brasil