FOTO: Polícia Civil desativa laboratório de drogas no Paço da Pátria em Natal

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC), em ação conjunta com a Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), desativaram, na manhã desta sexta-feira (12), um laboratório de drogas na comunidade do Paço da Pátria.

As diligências foram iniciadas após uma denúncia anônima informando que um imóvel naquela comunidade estaria sendo usado como laboratório para o refino de crack e cocaína. Chegando ao local, as equipes constataram a veracidade da informação.

Com a chegada das equipes, diversos fogos foram soltados, como forma de aviso, e com isso os ocupantes do imóvel conseguiram fugir. Porém, foram apreendidos, no local, uma prensa hidráulica para compactação da droga, um tablete de crack, balanças de precisão, radiocomunicadores, rolos de papel filme e cadernos de anotações.

As investigações continuarão no sentido de identificar os responsáveis pelo material encontrado. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    O ministro precisa vir aqui mais vezes, de preferência semanalmente

  2. JSouza disse:

    Só para ajudar a Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS, que o correto é "PASSO" (com ss significa local de passagem estreita e difícil, desfiladeiro) e não "PAÇO" (com ç significa "palácio)".

  3. Raimundo Moura disse:

    O negócio está tão fácil e bom que daqui a pouco vamos virar exportadores. A tentativa nefasta de liberar o uso de drogas, as facilidades de circulação permitidas nos últimos anos, só nos levam ao perigo da degradação e morte.

    • Francisco de Assis disse:

      Até agora a política de enfrentamento ao problema é um grande sucesso. Pra que mudar? Mete os ratinhos na jaula enquanto quem manda são os leões.

    • Paulo disse:

      Francisco de Assis, um deputado de esquerda do Rio (Alexandre Molon, do PSB) pediu ao STF para proibir a polícia de entrar nas favelas do Rio e de usar helicópteros.
      A Globo também vive falando mal da polícia.
      Por que a esquerda e a imprensa vivem falando mal da polícia?
      Bolsonaro queria colocar o exército.
      Se colocar a esquerda e a Globo vão chiar.
      Preferem traficantes.

PF apreende em residência haxixe e maconha em operação que investiga associação criminosa que se utilizou de aeronaves da FAB para tráfico de drogas

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (2) a Operação Quinta Coluna, que investiga uma associação criminosa que se utilizou de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para enviar drogas para a Espanha. As investigações também incluem os crimes de lavagem de ativos. Os policiais encontraram haxixe e maconha na casa de um dos suspeitos.

Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão. Além disso, dois mandados restringem a comunicação dos investigados e saída do Distrito Federal. A Justiça Federal do DF determinou o sequestro de imóveis e veículos dos envolvidos no esquema. Militares da FAB também participam do cumprimento das medidas.

As investigações são um desdobramento do caso que envolveu o sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, flagrado com 37 quilos de cocaína em um avião da comitiva presidencial, em 2019. Segundo a PF, além do sargento, outras pessoas “se associaram ao militar, de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas, tendo sido apresentado à Justiça elementos que indicam pelo menos mais uma remessa de entorpecente para Espanha”.

Bela Megale – O Globo

Polícia Civil realiza operação na Grande Natal, prende suspeitos de tráfico interestadual de drogas e apreende tabletes de cocaína pura avaliados em R$ 400 mil

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em conjunto com policiais civis da Delegacia de Polícia de Roubos e Furtos de Veículos (DPRFV/DEPATRI) de Pernambuco realizaram, na manhã desta terça-feira (02), uma operação com objetivo de combater o tráfico interestadual de drogas. A ação aconteceu no bairro da Redinha Nova, em Extremoz.

As diligências foram iniciadas após as investigações apontarem o endereço em que estariam os suspeitos. Chegando ao local, foram presos em flagrante quatro suspeitos: Djalma Francisco Fernandes, conhecido como “Coroa”, 59 anos, Laércio Ferreira da Costa, conhecido como “Neguinho”, 48 anos, Rafael de Jesus Batista, conhecido como “Gordo”, 25 anos e Mayara Vasti Costa, 26 anos. Eles são apontados como integrantes de uma facção criminosa do Estado de São Paulo.

Durante a ação, foram apreendidos dez tabletes de cocaína pura, avaliados em R$400.000,00. Djalma Francisco e Laércio Ferreira já haviam sido autuados por roubo a banco, violação a caixa eletrônico em São Paulo e tráfico de drogas. Eles foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou dos números da DEICOR: (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796 (WhatsApp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

PF investiga suspeita de tráfico internacional de drogas em aviões da FAB

Foto: Guarda Civil de Sevilla

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (2), a operação Quinta Coluna, para investigar uma associação criminosa que usou aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) para traficar drogas para a Espanha. As investigações também apuram um esquema de lavagem de dinheiro.

Ao todo, estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados que restringem a comunicação dos investigados. Os alvos também foram impedidos de deixar o Distrito Federal, por determinação judicial.

Até a publicação desta reportagem, a PF não havia divulgado a identidade dos envolvidos.

Durante a operação, os agentes apreenderam drogas na casa de um dos suspeitos. O G1 tenta confirmar o endereço onde o entorpecente foi encontrado e se houve prisões em flagrante.

A Justiça Federal de Brasília ainda determinou o sequestro de imóveis e de veículos dos suspeitos de integrar o esquema criminoso. Militares da FAB também participam do cumprimento das medidas. A reportagem tenta contato com a corporação.

Investigação

Segundo a PF, as investigações demonstram que, além do sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, flagrado com 37 kg de cocaína em um avião da comitiva presidencial (relembre abaixo), em junho de 2019, na Espanha, outros suspeitos se associaram ao militar, “de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas”.

À época, Jair Bolsonaro (sem partido), não estava na aeronave. A TV Globo apurou que o avião onde estava o militar, que atua como comissário de bordo em voos da FAB, costuma fazer a rota presidencial antes do avião do presidente em viagens longas, e, por isso, fica à disposição do Executivo para quando ele pousar no destino.

O G1 tenta contato com a defesa de Manoel Silva Rodrigues, detido na Espanha, para saber se ele é alvo da operação nesta terça-feira. O militar cumpre pena no país europeu e, em setembro do ano passado, a Justiça espanhola negou o pedido de transferência do sargento para o Brasil.

Em relação à lavagem de dinheiro, as investigações apontam “diversas estratégias do grupo criminoso” para ocultar os bens obtidos por meio do tráfico de drogas, “especialmente a aquisição de veículos e imóveis com pagamentos de altos valores em espécie”, disse a PF.

As penas previstas para os crimes de associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro vão de 3 a 10 anos de prisão.

Droga apreendida

Em junho de 2019, o sargento da Aeronáutica brasileira foi detido no aeroporto de Sevilha por transportar 37 kg de cocaína na bagagem de mão. A droga estava em pacotes de um pouco mais de 1kg. O entorpecente foi detectado por agentes espanhóis.

No ano passado, o militar fez um acordo com a promotoria espanhola e cumpre pena de seis anos e um dia de prisão. O tempo de pena é menor do que o da condenação anterior, de oito anos. Rodrigues também foi condenado a pagar uma multa de 2 milhões de euros.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ReneGado disse:

    Falaram que tinha plantação de maconha nas universidades e o gado acreditou. Acharam farinha no avião do presidente mas… nas universidades não acharam nada. Aliás, acharam a vacina do Covid, mesmo o Bozo fazendo de tudo pra esconder.

  2. Romero Cezar da Câmara disse:

    Nossas forças armadas são caras e praticamente inúteis. São responsáveis pelas fronteiras; é mais fácil entrar e sair do Brasil do que da Rocinha no Rio. Responsáveis pelos explosivos, e mais fácil um bandido com dinamite que um de nós com um chiclete. Responsáveis pelo armamento; preciso falar? São atribuições constitucionais da referida instituição.

    • Jr disse:

      Dinheiro jogado no lixo, se desse devia privatizar. Ia ser mais barato e mais eficaz. So nao dava pra privatizar a guarda da fronteira, mas o resto…..

  3. Lourenço disse:

    Lembro sim, inicialmente, para o seu conhecimento, a família do PRESIDENTE, não estava nem próximo do avião. O meliante que conduzia a droga foi capturado e está preso na Espanha, não tendo havido nenhuma condescendência com o seu ato. Agora vamos lá, quantas vezes foram pegas cargas desse tipo nos governos do PT? Muito foi praticado do nosso dinheiro para a conta de ditadores estrangeiros, principalmente da África; nossas fronteiras virou uma babel com a Bolívia, Venezuela, Cuba, grandes produtores e entrepostos do tráfico internacional. Vcs são seletivos e burros, agora não tem boquinha como antes, vai procurar sol no teu chiqueiro fedorento mala.

    • Minion alienado disse:

      Chola não Minion, fica tite não. Laranja, chocolate e leite condensado aliviam a sua ansiedade. Taokey!?

    • ZéGado disse:

      Esse tem ciúmes da mulher de Lula, se pudesse, estaria no lugar DELA.

  4. Neco disse:

    Bolsonaro interfere na PF.

  5. Papo_Reto disse:

    Novidade, lembra do avião indo para Espanha com os Bolsonaros?

‘El Chapo da Ásia’ é preso por liderar mercado de drogas de R$ 380 bilhões

Foto: Reuters

A polícia holandesa prendeu o suposto chefe de uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas do mundo: Tse Chi Lop, apelidado de “El Chapo” da Ásia.

O cidadão canadense nascido na China é apontado como chefe da organização “The Company”, que domina um mercado de drogas ilegais avaliado em US$70 bilhões (cerca de R$ 380 bilhões) na Ásia.

Listado como um dos fugitivos mais procurados do mundo, Tse foi detido no aeroporto Schiphol, em Amsterdã.

A Austrália vai agora pedir a extradição dele para levá-lo a julgamento. Não foram divulgadas informações de seus advogados sobre as acusações imputadas contra ele.

A Polícia Federal do país acredita que o grupo “The Company”, também conhecido como Sam Gor Syndicate, seja responsável por 70% do tráfico de todas as drogas ilegais que entram na Austrália.

O homem de 56 anos foi comparado ao traficante mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán pela escala de seu possível comércio.

A polícia australiana rastreava Tse há mais de uma década antes de ele ser preso na sexta-feira.

Uma declaração das autoridades holandesas, que não mencionou diretamente o nome de Tse, disse que o mandado de prisão foi emitido em 2019 e a polícia do país agiu com base em uma notificação da Interpol.

“Ele já estava na lista dos mais procurados e foi detido com base nas informações de inteligência que recebemos”, disse um porta-voz.

A agência Reuters publicou uma investigação especial sobre Tse em 2019, descrevendo-o como “o homem mais procurado da Ásia”.

O texto citou estimativas das Nações Unidas de que a receita da organização com as vendas de metanfetamina poderia ter chegado a US $ 17 bilhões (R$ 93 bilhões) em 2018.

O esforço para prender Tse na Operação Kungur envolveu cerca de 20 agências de todos os continentes, lideradas pela polícia australiana, segundo a Reuters.

Sabiam que Tse tinha se mudado entre Macau, Hong Kong e Taiwan nos últimos anos.

Antes, ele passou nove anos na prisão depois de ser detido por acusações de tráfico de drogas nos Estados Unidos na década de 1990.

A imprensa australiana descreveu a prisão como “a mais importante” para a polícia federal do país em duas décadas.

Época, com BBC

Polícia Militar apreende drogas no mercado da Av.04, no Alecrim

FOTO: PM/ASSECOM

Na noite dessa terça-feira (12), a Polícia Militar, através da Força Tática do 1º Batalhão, apreendeu drogas no mercado da Av.04, no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal.

Por volta das 18h30, os militares realizaram incursão no mercado e se depararam com um grupo de cinco pessoas em atitude suspeita, que ao visualizar a patrulha empreenderam fuga, deixando no interior de um quiosque o seguinte material: 01 balança de precisão, 01 faca, 01 tesoura, 02 tabletes e 50 trouxinhas de Maconha, 01 pedra de Crack, 01 Porção de Cocaína, 11 unidades de droga sintética (LSD) e R$ 237,00 em espécie.

A guarnição conduziu todo o material apreendido à Central de Flagrantes da Polícia Civil para realização dos procedimentos cabíveis.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bezerra disse:

    Meu Deus !!! Que furo jornalístico!!! O mundo vai parar com esta noticia…. Só falta a puliça descobrir drogas entre as Av. Bernardo Vieira e Amintas Barros e São José Jaguarari

  2. João Soares disse:

    Desde q me entendo de dente, q o mercado da quatro é uma boca de fumo. Poxa, descobriram agora.

    • Lucas disse:

      Verdade, se procurar acha até fuzil pra comprar também, novidade nenhuma.

Pai é assassinado em Natal após tentar recuperar produto furtado pelo filho viciado em drogas

O Portal BO destaca nesta quinta-feira(31) que um pedreiro de 54 anos, foi assassinado na noite dessa quarta-feira (30), em uma rua projetada, no loteamento Vale Dourado, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal após tentar recuperar em uma boca de fumo um refletor que tinha sido furtado pelo filho, que é usuário de drogas. Segundo polícia, a vítima foi com o próprio filho ao local, mas acabou surpreendido pelo assassino que atirou três vezes. Matéria completa AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Acorda Brasil disse:

    Que coisa mais triste! E tem infeliz que quer legalizar as drogas, a maioria não sabe o que é ter um parente como esse garoto: viciado.

  2. Francisco disse:

    Aí! Bolsonaro q foi eleito pra mudar tudo? Fez exatamente o contrário acabando com os mecanismos de combate aí crime organizando pra não chegarem aí filho dele. O ccoafe é só um exemplo, mas ele quer o povo com arma epara fazer o papel do Estado, e depois ir o idiota além de não ter dinheiro pra comprar uma arma e alguns se comprar e usar vai direto para o chilindró!

    • Acorda Brasil disse:

      Esquecesse uma coisa "Chico"… aqui a governadora é do PT… e você provavelmente elegeu ela! A PF duplicou as apreensões, e o valor de bens apreendidos do tráfico hoje é na casa dos bilhões de reais.

    • Wellington disse:

      A culpa do Bolsonaro kkk. Partidos de esquerda que só defende droga, traficante e tudo de ruim , vc sem noção.

  3. Gaguinho disse:

    Cadê a turma dos Direitos Humanos? Eles não são contra a pena de morte, este trabalhador foi condenado a morte, e sem direito a audiência de custódia ou recorrer a outras instâncias. Ou se muda o código penal brasileiro ou a nação vai virar refém da bandidagem. Chega de hipocrisia, vamos tratar bandido, como bandido!!!!

    • Neco disse:

      Os 'iluministas' da nossa Corte Suprema Celestial, Soberba, Etérea e Progressista não deixam.
      Esse negócio de prender bandido é coisa de gente inferior, reacionária, tacanha que se deixa guiar por sentimentos menores de vingança.

  4. Paulo disse:

    BG
    Esta é a desgraça das famílias e do seculo a DROGA, ganha fácil do vírus Chinês.

Polícia Militar apreende drogas na orla da praia de Ponta Negra

FOTO: PM/ASSECOM

Nessa segunda-feira (21), a Polícia Militar, através da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR), apreendeu certa quantidade de drogas na orla da praia de Ponta Negra, zona Sul de Natal.

Por volta das 14h30, a equipe de quadriciclos realizava patrulhamento na orla, quando abordou dois indivíduos. Com a dupla foi encontrada uma quantidade Maconha (de peso não informado).

E as 16h, nas proximidades do morro do careca, a equipe de bike abordou um veículo do tipo Ford Ka, de cor preta. Com os ocupantes do carro foi encontrado duas porções de Maconha prensada e a quantia de R$ 262,50 em dinheiro fracionado.

Em ambos os casos, os envolvidos e o material apreendido foram conduzidos à Central de Flagrantes da Polícia Civil para realização dos procedimentos cabíveis.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    E tem drogas em Ponta Negra??!! Morria e não sabia …

  2. joão carlos disse:

    tava bom de fazer uma operação na vila de ponta negra pois os traficantes estão tomando conta do bairro!

Alvo de mandado morre e policial fica ferido durante operação contra tráfico de drogas em Apodi

O portal G1-RN destaca que um homem morreu e um policial ficou ferido de raspão em uma troca de tiros que aconteceu durante uma operação conjunta contra o tráfico de drogas em Apodi, na região Oeste potiguar, na manhã desta sexta-feira (11). O suspeito morto era alvo de um mandado da Operação Contenção III, deflagrada pelo Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar na cidade. Outras duas pessoas foram presas. Detalhes em reportagem completa AQUI.

Polícia Federal encontra drogas dentro de caixões com ‘vítimas de Covid-19’

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (10) a Operação Caixão, para combater uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

A investigação iniciou em junho deste ano, quando uma pessoa foi presa em Jataí (GO), transportando 278 kg de maconha em dois caixões, onde estariam vítimas de Covid-19. A PF descobriu, também, que os compradores da droga já estariam presos em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital goiana. E que a droga saiu de Ponta Porã (MS) e tinha como destino final a cidade de Goiânia.

Cerca de 40 policiais federais cumprem 14 mandados expedidos pela 2ª Vara Criminal de Jataí, sendo 4 mandados de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porangatu (GO), Rio Verde (GO), Ponta Porã (MS), Campo Verde (MT) e Brasília.

Os envolvidos vão responder por tráfico e associação para o tráfico de drogas. As penas chegam a mais de 15 anos de prisão. O nome da operação faz referência à apreensão de droga dentro de caixões funerários, os quais estariam carregados com supostas vítimas de Covid-19.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maíra Coutinho disse:

    E usaram a desculpa perfeita. Caixões de Covid que ninguém abre, que ninguém mexe… é triste ver que até pra isso essa fraude mia está servindo..

  2. Jorge disse:

    Ainda bem que bandido é burro. Qualquer carga saindo de Ponta Porã chama a atenção. Tivesse sido de outra cidade não teria sido notada

  3. Japiense disse:

    A criatividade do crime não tem limites, incrível. Parabéns a PF por estar no encalço desses delinquentes.

FOTO: Polícia Civil apreende drogas no bairro Praia do Meio em Natal; maconha, crack e até coquetéis molotov

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (DENARC) de Natal realizaram, nesta terça-feira (08), diligências que resultaram na apreensão de drogas, no bairro Praia do Meio, localizado na Zona Leste de Natal.

A ação foi iniciada após o recebimento de denúncias anônimas informando que um imóvel, localizado no bairro Praia do Meio, estaria sendo utilizado por criminosos para esconder drogas. Foi constatado também que os criminosos estariam planejando um possível ataque a viaturas policiais.

No local indicado, os policiais civis confirmaram a veracidade dos fatos. Na ocasião, foram apreendidos porções de maconha, “crack”, uma quantia em dinheiro fracionado, utensílios utilizados no tráfico, um aparelho celular e oito garrafas de coquetel molotov.

Durante as diligências, os responsáveis pelo imóvel e pelo material apreendido conseguiram fugir após iniciaram uma troca de tiros com os policiais, mas ninguém se feriu. As investigações prosseguirão para identificação dos envolvidos. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181 ou do WhatsApp da DENARC, por meio do número: (84) 981356050.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    Parabéns PC.
    Mesmo com efetivo reduzido, faz o que pode.

    • Chico 100 disse:

      Agora Vou ter que concordar com Vc, Calígula! Parabéns a PC ! Mas me diga uma coisa: Vc deve ser mulher de algum policial Civil. Você gosta do mangote.

ONU aprova retirada da maconha de lista de drogas mais perigosas

A ONU aprovou a retirada da maconha de lista de drogas mais perigosas – Istock/Getty Images

A Comissão para Narcóticos da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou nesta quarta-feira, 2, a retirada da maconha para uso medicinal da lista de drogas mais perigosas do mundo.

Composta por 53 Estados-membros, a comissão considerou uma série de recomendações feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para reclassificar a planta e seus derivados. Atualmente, a cannabis se encontra classificada como uma das drogas mais perigosas do mundo, ao lado da heroína.

Em 1961, o comitê estabeleceu uma lista com quatro tabelas de classificação, sendo a primeira para as drogas mais leves e a última para as mais pesadas. Uma segunda recomendação da OMS, que reclassificaria os derivados da cannabis, como o dronabinol e o THC, no nível mais baixo das tabelas, não ganhou apoio para ser aprovada.

O voto também ocorre ao mesmo tempo em que diversos países levam adiante a pauta para a legalização da cannabis e seus derivados, muitos deles para uso terapêutico. O México foi um dos últimos países a legalizar o uso recreativo. Nos Estados Unidos, eleitores aprovaram a discriminalização da cannabis em diversos estados.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Snoopy Doggy disse:

    Enquanto vocês ficam debatendo aí vou fumar um pra relaxar e dar umas risadas.
    kkkkkkkkk
    Vou dar um tapa na cara da sociedade!
    .kkkkkkkk

  2. Sergio disse:

    Menos perigosa que uma arma nas mãos de civis despreparados. Aí o estrago é grande…

    • bruno disse:

      Não tanto quanto na mão de um vagabundo, que tira a vida de um pai de família por um celular que ele batalhou o mês inteiro para comprar e mesmo assim não tem o direito de usa-lo na rua.

  3. Severino disse:

    Depois, os que falam em agendas globalistas são chamados de 'teóricos da conspiração'.
    Tudo para desestruturar as pessoas, para lhes tirar as responsablidades e delegar para o Estado (ou um supra-estado), desunir famílias, quebrar tradições, relativizar direitos (os lockdowns foram um trailer). Tudo com pretextos fofinhos e progressocas. Dividir para conquistar.

    • Calígula menininha do Pr. disse:

      Isso amigo desperto, precisamos denunciar essa agenda maçônico-globalista-comunista. Albert Pike já falava sobre isso antes da primeira guerra mundial…

  4. HELIÃO - Papagaio 🦜 De Pirata disse:

    Nunca foi, perigoso é quem não sabe usar

FOTOS: Polícia Civil apreende, durante festa promovida por facção criminosa em Santa Cruz, drogas como cocaína, maconha e “loló”

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Polícia de Santa Cruz deflagraram, neste domingo (29), a segunda fase da Operação “Estrondo” e apreenderam porções de cocaína e de maconha, além de frascos de “loló”, variante do lança-perfume. As drogas foram apreendidas durante uma festa, promovida por uma facção criminosa, que ocorria em um balneário, localizado no município de Santa Cruz.

Ainda no local, foram apreendidos aparelhos celulares. A ação contou com o apoio da Delegacia Municipal de Tangará e Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado (FT-NUDEM), coordenada pela Polícia Federal (PF) e pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP). A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PAULO disse:

    Bom trabalho dos Policiais Civis de Santa Cruz !

Políticos compram votos com droga, afirma delegado sobre campanha municipal mossoroense

O delegado regional da Polícia Civil do RN, Luis Fernando Sávio de Eliezer Pinto, disse textualmente ao programa Cidade Aflita da Rádio Difusora de Mossoró, que a campanha municipal mossoroense está em boa parte movida à droga. A troca de voto por crack e maconha é uma realidade.

Chapas casadas vereador-majoritária ou nomes, individualmente, estariam movimentando somas financeiras expressivas, tendo ‘boqueiros’ como cabos eleitorais à negociação final com os viciados-eleitores.

Um ‘boqueiro’ (dono da boca de fumo), pelo que se fala no submundo da política e do narcotráfico, recebe entre R$ 2 e R$ 5 mil para o trabalho de recrutamento dos eleitores.

“Fato notório”

– Isso é um fato notório. Polícia Civil, Polícia Federal, Polícia Militar e Ministério Público têm ciência disso e estamos com um trabalho para coibir – comentou o delegado.

Ele também antecipou, que há acompanhamento de muitos empresários e agiotas, envolvidos em outras modalidades de compra de votos. “É fato também público e notório. Sabemos que muitos estão com dinheiro guardado para repasse aos políticos”, disse.

– Temos denúncias, já temos denúncias – garantiu. “É incrível, mas é a realidade de Mossoró”, lamentou.

A entrevista foi concedida ao repórter Pádua Júnior.

Coluna do Herzog, por Carlos Santos

Matéria na íntegra AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fabiano Almeida disse:

    Falou pouco mas falou a verdade. Que diferença de a política é uma droga

  2. PÓ($), PEDRA, FUMO E ÁLCOOL. disse:

    Esse nosso país precisa ser estudado. Com álcool e fumo já se compra há décadas. Agora estão avançando para pó e pedra. A substância é de acordo com a cla$$e. Quem tem dinheiro pra bancar deve ser muito rico e estar perdendo nas pesquisas.

  3. Junior disse:

    Nesse Estado desgovernado pelo PT e dominado pelas facções estamos vendo de tudo o que não presta.

  4. Romero Cezar da Câmara disse:

    Até fiado. Kkkkkkkk

  5. Calígula disse:

    A política já uma droga.

FOTOS: PF combate tráfico interestadual de drogas na Região Oeste do Rio Grande do Norte

Fotos: PF/Divulgação

A Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado, coordenada pela Polícia Federal e composta por Policiais Federais, Policiais Civis, Policiais Militares e Policiais Penais Federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI), deflagrou nesta quinta-feira, 29/10, a Operação Extração III, com o objetivo de coletar provas necessárias para instrução de investigação voltada à reprimir a atuação de uma organização criminosa dedicada ao tráfico de drogas na Região Oeste do Rio Grande do Norte.

Cerca de 30 policiais estão cumprindo 4 mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal, nas cidades de Mossoró/RN, Natal/RN e João Pessoa/PB.

As investigações revelaram que após a prisão de lideranças da facção criminosa em setembro de 2019, quando da deflagração da primeira fase da Operação Extração, o tráfico de drogas sob condução dos suspeitos passou a ser gerenciado de dentro de unidades penais com o auxílio de um advogado que transitava informações clandestinas objetivando perpetuar aquela atividade ilícita.

Também restou comprovado que o fornecedor das drogas comercializadas pela célula criminosa no Oeste Potiguar agia de dentro da Penitenciária PB1, em João Pessoa/PB, sendo que o mesmo suspeito já havia sido preso pela Polícia Federal em 2015, acusado de participar de diversos assaltos contra agências dos Correios no interior do RN.

Vale registrar que, no ano de 2019, cooperativa criminosa ligada aos investigados intencionou promover ataques dentro do sistema prisional potiguar, incentivando a violência contra integrantes de facções rivais e estimulando o confronto com forças policiais do estado, fato anteriormente investigado e acompanhado pela atual unidade de ações integradas. Em virtude de tal articulação, no ano de 2020, cinco membros da cúpula da Orcrim foram transferidos para o Sistema Prisional Federal.

Apesar das restrições impostas pela pandemia, a Polícia Federal e as demais forças policiais seguem atuando em sintonia contra o crime organizado no Rio Grande do Norte.

Juiz Federal determina prisão de quatro pessoas envolvidas no tráfico de drogas pelo Porto de Natal

O Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal, determinou a prisão preventiva de Emerson Rodes Marques, Marcos Cezar Alexandre Pires Júnior, Lucas Farias Alboitt e Roberto Correa Pinheiro acusados de integrarem a quadrilha de tráfico de drogas a partir do Porto de Natal. No caso de Emerson Rodes, pelo fato de ser ex-policial militar, o magistrado determinou que ele seja mantido na carceragem da Polícia Federal.

Na decisão, o magistrado chamou atenção que o Código de Processo Penal, teve a intenção de traduzir normativamente o pensamento jurisprudencial de que a decretação de medida cautelar pessoal é justificada pela necessidade de assegurar a aplicação da lei penal e da manutenção da ordem pública ou econômica só se mostra idônea quando é para evitar a prática de novos crimes. “O que se adequa à situação dos autos, na medida em que se trata de tráfico ilícito de entorpecentes de grande porte, reiteradamente registrado em solo Potiguar, havendo o registro, só este ano, da apreensão no Porto de Natal de quase 6 toneladas de cocaína, o que denota ter a cidade se transformado em rota marítima fundamental para esse tipo de atividade criminosa”, escreveu o Juiz Federal Walter Nunes.

Ele observou que a imposição da prisão preventiva, no caso dos autos, ainda se impõe por conveniência da instrução criminal e a finalidade de assegurar a aplicação da lei penal, na medida em que nenhum dos agentes residem no Rio Grande do Norte. “Os autos evidenciam que residem em cidades no Brasil que estão em posição geográfica nas vizinhanças de países da América do Sul conhecidos por serem locais de onde oriundas as drogas apreendidas, circunstância que há de ser sopesada com o fato de eles integrarem um grupo que comanda considerável parcela do tráfico internacional no País, atividade criminosa que facilita a fuga para o exterior”, completou.