Procurador de Justiça reclama de falta de reajuste em salário de R$ 24 mil: “Vamos ficar nesse mizerê?”

O Justiça Potiguar destaca que procuradores de Justiça de Minas Gerais estão insatisfeitos com o salário mensal de R$ 24 mil. Alguns deles expressaram o sentimento durante uma reunião da câmara de procuradores, que discutia o orçamento do Ministério Público para 2020.

Durante a reunião, que teve o áudio publicado no site do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o procurador Leonardo Azeredo dos Santos pediu a palavra e fez um desabafo aos colegas e ao procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet. Leonardo reclamou do salário de R$ 24 mil.

“Quero saber se nós, no ano que vem, vamos continuar nessa situação ou se vossa excelência já planeja alguma coisa, dentro da sua criatividade, para melhorar nossa situação. Ou se vamos ficar nesse mizerê”, disse o promotor.

Veja todos os detalhes aqui com repercussão.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo Mendes disse:

    É muita de vergonha, um filho da puta desse, vendo a situação financeira do País, ainda vem falar em aumento, já com o salário altíssimos que eles tem….Ao invés de vc tomar remédio, devia tomar era veneno de rato pra morrer logo…De vermes igual a Leonardo Azeredo, o Brasil se está cansado…Seu filho da puta!!!!

  2. Fabio disse:

    Brasil comédia geral, a sociedade e culpada, queria ver uma anarquia emcima dessas corjas corruptas e desprezíveis, baixar o cacete, destruir carros, lanchas, mansões o Brasil entrar em colapso. Porque esses que se acham tem que ganhar mais que as demais classes. 24 mil da pra contratar 11 pessoas com salário de 2000 e garanto que fariam o serviço dessas coisinhas ai brincando.

  3. Azevedo disse:

    Mande esse FDP pedir demissão e ir para a porta das delegacias de polícia defender bandido, acho que ele vai ganhar mais.

  4. Anonimo disse:

    Sintomas da doença Depressão… Ele menciona estar sendo medicado (esperamos que em tratamento médico especializado). Demonstra sentimento de intenso sofrimento/ansiedade no tom de voz e ritmo da fala (parece sentir desespero e pressão), bem como quando utiliza os termos "me salvar"; "salvar a minha pele"; "limitação"; não estar conseguindo arcar com as obrigações financeiras e com consequências diretas para seus filhos e a mãe deles (não importa o valor nem o motivo, naturalmente causa ansiedade em qualquer pessoa).
    Caridade para com ele, ser humano como todos.
    Melhor palavras de incentivo para guiar sua superação na doença , bem como à hábitos e padrão de vida novos para ele e sua família.
    Orações para ele e família, bem como ex-mulher se for o caso. Que todos os integrantes da família possam compreender a situação e conseguir apoiá-lo, mudando inclusive as demandas de consumo, caso seja o caso.
    Todos podemos aprender com as situações difíceis (as que são difíceis , aos nossos olhos). Sair fortalecidos.
    Ele, sua família, e a mãe de seus filhos, poderão sair desta problemática melhores e unidos.
    Esperamos apoio também das pessoas do local em que ele trabalha, e de todos nós que tivemos acesso ao conteúdo da conversa.
    Que a divulgação não venha a ser causa de agravamento dos sintomas da doença a qual está padecendo.
    Finalmente, pela humanização da integralidade dos seres humanos, principalmente dos que detém o poder da possibilidade de influenciar outras pessoas através de veículos de comunicação.
    Enviamos a ele e família o nosso carinho fraternal.

    • Joana disse:

      Sr(a) psucologo(a) de blog, se esse “pobre” lhe comoveu, procure ver quanto devem receber os servidores de lá… se for como no RN, onde os membros (procuradores e promotores) receberam 16,38% sobre um subsídio que varia entre R$ 25 e 30000,00 ($ 4000 a 5000 de aumento real), enquanto os servidores terão reposição (não é aumento real, que já não acontece há mais de 10 anos) dos efeitos da inflação de absurdos 0%! Acumulam, nos últimos 5 anos, quase os mesmos 16% (sobre o vencimento básico, que varia entre $2500 e 3800). Se calculada a inflação de 2019 (3,2%), seria uma reposição entre $80 e 120…
      para 2020, mesmo que a inflação chegue a 10%, os servidores não receberão NADA (0%), já que sequer entrou previsão na proposta orçamentária!
      Então, sr(a) psicológo(a) é demais cidadãos de bom senso, percebam quem de fato gera prejuízos aos cofres… e quem tem motivos reais pra entrar em depressão pelo “miserê”…

  5. Ricardo disse:

    São insaciáveis

  6. Carlão disse:

    É uma gota de sangue em cada depoimento.

  7. Pedro Melo disse:

    Só presta assim .
    Como é que vai calar a boca da esposa chata, como é que vai bancar uma Sugar Baby, como é que dá a manutenção da lancha? Vocês tem noção de quanto gasta pra um domingo de lancha ? Tem o marinheiro, as meninas , os espumantes e muito mais …
    Bicho , realmente é muito pouco.

    E eu nem falei das roupas, charutos, viagens , carros , fazenda…
    É pouco é pouco.

    E se o marinheiro for gostoso? Ummmmm

    #piada

  8. nasto disse:

    Esse é um CABRA DE PEIA. Ele está é chiando com a miséria de muitos. VAGABUNDO.

  9. Ivan disse:

    Nimguém é obrigado a receber menos do quê acha que merece…Pede as "contas" e vai pra iniciativa privada…simples!!!Se não é homem suficiente pra fazer isso, melhor ficar calado!!!!

  10. Rosi Sampaio disse:

    É muita falta de consciência mesmo! Se acha que ganha pouco, pede exoneração. Tem milhares de pessoas querendo um cargo desses, garanto que até para ganhar menos que isso. A concorrência nos concursos da área jurídica dizem tudo!

    • M.D.R. disse:

      Venha ser funcionalismo público do RN, congelados em aproximadamente 10 anos e sem perspectiva .

  11. Milton disse:

    Vcs pensam que caixão não tem gaveta? 14 milhões de desempregados e esse pessoal com um salário desse e emprego estável ainda reclama da vida. Vão para pqp!!!!!!

  12. Orvalho de Cavalo disse:

    NOJENTO!
    Devia receber era castigo de pecado!
    Esses asquerosos cheios de mordomias e penduricalhos são o câncer do pais.
    Vai para iniciativa privada hipócrita, falso moralista.

  13. Orvalho de Cavalo disse:

    Corta em 2/3 durante dois anos. Findos os quais dá um aumento duns 30%. A tática do bode na sala.

Bolsonaro fala que fim da obrigatoriedade de empresas publicarem balanços pode fechar jornal “Valor”, e reclama que há briga da mídia na questão de deturpar informações

FOTO: ADRIANO MACHADO (REUTERS)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a imprensa nesta quinta-feira, 22, e afirmou que o jornal Valor Econômico “vai fechar”. O motivo, segundo o presidente, é o fim da obrigatoriedade de empresas de capital aberto publicarem seus balanços em jornais, previsto em medida provisória editada pelo seu governo no início do mês.

O comentário do presidente foi feito durante café da manhã com representantes da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT), no Palácio do Planalto. “Sabe o que eu posso fazer? Chamo o presidente da Petrobrás aqui e digo: ‘Vem cá, (Roberto) Castello Branco. Você vai mostrar seu balancete este ano no jornal O Globo’”, disse o presidente, acrescentando que, mesmo que custasse R$ 10 milhões, poderia determinar.

“Posso fazer ou não? Vinte páginas de jornais para isso (publicação de balanços).E o jornal Valor Econômico, que é da Globo, vai fechar. Não devia falar? Não devia falar, mas qual é o problema? Será que eu vou ser um presidente politicamente correto? Uai. É isso daí aqui no Brasil”, afirmou Bolsonaro durante o encontro.

A MP permite a empresas com ações em bolsa a publicação de seus balanços no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou no Diário Oficial gratuitamente. Ao anunciar a medida, no dia 6 de agosto, Bolsonaro afirmou que era uma “retribuição” ao tratamento que recebeu da imprensa. Uma lei sancionada pelo próprio presidente em abril previa que os balanços fossem publicados de forma resumida nos jornais a partir de 2022.

“Há uma briga com a mídia tradicional, com a grande mídia, na questão de deturpar (informações)”, disse o presidente no encontro.

Mais cedo, Bolsonaro falou sobra a MP durante conversa com jornalistas. “Tirei de vocês (jornalistas) R$ 1,2 bilhão de reais com publicação de balancetes. Não é maldade. É bondade e Justiça com os empresários, que não aguentam pagar isso para publicar páginas e páginas que ninguém lê. Então, publica no site oficial, CVM, a custo zero”, disse.

O presidente afirmou ainda que “a imprensa” está acabando como acabou a profissão de datilógrafo. “Já estamos ajudando assim a não ter desmatamento, porque papel vem de árvore. Estamos em uma nova era. Assim como acabou no passado o datilógrafo, a imprensa está acabando também. Não é só por questão de poder aquisitivo do povo que não está bom. É porque não se acha a verdade ali.”

Com informações do Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Diego Nobrega disse:

    Bolsonaro além de ameaçar a PF para livrar o filho Flávio está fazendo acordo para emplacar Eduardo embaixador. Sério, põe o chinelo da humildade e assume logo que acreditou numa farsa. Não seja como petista que morra abraçado com Lula para não aceitar a desilusão. Tenham dignidade!