Secretaria de Educação em Natal divulga edital para vagas temporárias de professor

Foto: Divulgação/Prefeitura do Natal

Foi publicada na edição do Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (06) a abertura do Processo Simplificado de Seleção para Contratação Temporária, a fim de integrar cadastro de reserva para Educador infantil, Professor de Artes Dança, Artes Música, Artes Teatro, Artes Visuais, Ensino Religioso, Ciências, História, Inglês, Libras e Professor de Anos Iniciais.

O Edital nº 02/2019, da Comissão Permanente de Concurso Público (COMPEC) da Secretaria Municipal de Educação, foi devidamente autorizado pelo prefeito Álvaro Dias.

Por se tratar de seleção para cadastro de reserva, não há número de vagas pré-determinado, sendo preenchido à medida em que forem surgindo as demandas. Vale lembrar, também, que fica reservado o total de 5% (cinco por cento) das vagas para pessoas com deficiência e de 20% (vinte por cento) para candidatos negros.

A inscrição deverá ser realizada, exclusivamente, a partir das 8h do dia 06 de maio de 2019 até às 23h59 do dia 12 de maio de 2019, via internet, no Portal da Prefeitura Municipal do Natal, através do endereço eletrônico https://www.natal.rn.gov.br/sme/paginas/ctd-888.html. A taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais) para todos os cargos. Para isenção da taxa de inscrição, o candidato deverá se enquadrar nos requisitos listados no edital, conforme endereço https://www.natal.rn.gov.br/siigpmn/sme/processoseletivo/EDITAL_02_2019.pdf.

Ao realizar a inscrição e efetuar o pagamento do boleto, o candidato deverá comparecer no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), na Av. Coronel Estevam, 3705 – Nossa Sra. de Nazaré, no período de 07 a 13 de maio de 2019, das 8h às 13h, para entrega dos documentos exigidos conforme edital.

Os candidatos ao cargo de Professor de Libras serão submetidos à análise curricular e avaliação em Língua de Sinais, de caráter eliminatório e classificatório, enquanto os demais candidatos passarão apenas pela análise curricular, também de caráter eliminatório e classificatório.

O Processo Simplificado de Seleção terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data de publicação da homologação, podendo ser prorrogado por igual período. O candidato aprovado para o cargo de Educador Infantil ficará sujeito à carga horária parcial de 30 (trinta) horas semanais, com a remuneração de R$ 2.676,57. Já os professores das demais disciplinas deverão cumprir carga horária de 20 (vinte) horas semanais, com remuneração mensal de R$ 2.421,79. O resultado final do concurso será divulgado no dia 11 de junho de 2019, no DOM.

 

FOTO: Professor entra armado com besta na Secretaria de Educação do Distrito Federal e é detido

(Foto: Ana Rayssa/CB/D.A. Press)

Um professor de música de 53 anos foi detido, nesta sexta-feira (15), após chegar armado ao prédio da Secretaria de Educação do Distrito Federal e pedir para falar com o responsável pela pasta, Rafael Parente.

A segurança do órgão agiu e o deteve. A Polícia Militar foi acionada e o homem, levado algemado. Em seguida, o prédio onde funciona a secretaria, no Setor Bancário Norte, foi isolado.

Informações da secrearia são de que o homem estava armado com um facão e uma besta, arma que lança flechas e também foi utilizada no ataque à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), na última quarta-feira (12/3).

Segundo a Polícia Militar, o fato de o professor estar muito alterado e parte da besta ter sido vista fez com que os seguranças agissem e acionassem a corporação.

Professor afastado

O incidente foi confirmado por Parente por meio do Twitter. Em uma segunda mensagem, também na rede social, o secretário informou que o professor foi afastado por determinação do governador em exercício, Paco Britto.

A Secretaria de Estado de Educação do DF emitiu nota. Leia:

“A Secretaria de Estado de Educação do DF informa que um professor, armado com uma faca e uma besta com cinco setas, entrou na Sede I do órgão, no Ed. Phenínia, Setor Bancário Norte, no final da manhã desta sexta-feira (15). Ele subiu até a assessoria do gabinete, no 12ª andar. Funcionários perceberam o cabo da besta para fora da mochila que ele carregava e acionaram a Polícia Militar. Dois policiais chegaram rapidamente e o renderam. O professor não chegou a utilizar as armas. A ocorrência foi registrada na 5ª Delegacia de Polícia.”

Correio Braziliense

 

Em acordo mediado pela Justiça Federal, Secretaria de Educação garante ensino fundamental e médico para internos do Presídio Federal

Em audiência de conciliação promovida pela Justiça Federal no Rio Grande do Norte, foi definido que a Secretaria Estadual de Educação oferecerá ensino fundamental e médio para os internos da Penitenciária Federal em Mossoró. Presidida pelo Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara, o termo de acordo foi firmado em processo impetrado pela Defensoria Pública da União.

Sobre o ensino fundamental, a Secretaria Estadual de Educação ficará responsável até 2020. Após essa data, o trabalho será feito pela Secretaria Municipal de Educação de Mossoró, que oferecerá na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Durante audiência foi definido que as Secretarias Municipal e Estadual de Educação junto com a Penitenciária Federal de Mossoró estabelecerão o calendário escolar a partir do segundo semestre deste ano. Também foi acordado que as duas Secretarias farão um planejamento pedagógico específico, nos temos do acordo de cooperação técnica.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Charles disse:

    …Secretaria de Educação garante ensino fundamental e MÉDICO…, é uma modalidade de ensino nova é?

  2. JOAO MARIA disse:

    DIFÍCIL VAI SER ENCONTRAR ALUNOS

FOTO: Amanda Gurgel protocola requerimento na Secretaria de Educação e voltará às salas de aula em 2017

Foto e reprodução: Facebook Amanda Gurgel

A vereadora Amanda Gurgel (MAIS) pelas das redes sociais, que protocolou requerimento junto à Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC) para retornar à sala de aula em 2017.

Amanda, que é professora, estava afastada de sua profissão desde 2012. Ela deixa a cadeira da Câmara Municipal no próximo dia 31. Mesmo sendo a segunda candidata mais votada nas eleições de outubro este ano, com 8.002 votos, a representante do PSTU, não atingiu o mínimo de votos para atingir o quoeficiente eleitoral para eleger candidatos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. rnatal disse:

    Se de fato ela foi uma vereadora honesta e correta é uma pena não ter sido eleita, uma falha desse tal de quoeficiente eleitoral.
    Agora se acostumar com o salário de professor para quem ganhava como vereadora não deve ser fácil.

  2. reno carlos de sousa disse:

    Iprocrizias a parte a vereadora Amanda gurgel exerceu o mandato como eh pra ser….. e fez o que os políticos não fazem e que nós também não estamos acostumados a ver….portanto Parabéns Amanda!

  3. comedor de coxinha disse:

    Não enricou como certos dinheiros excusos, não é minha vereadora?
    Não foi indiciada por nenuma "operações impactos" da vida nao é minha vereadora?
    Não teve campanhas financiadas por nenhum empresário não é minha vereadora?
    Está voltando pra sala de aula e nao para algum cargo público de cabide através de algum político, nao é minha vereadora?
    Será q é por isso q tem idiotas com ódio da senhora? Acho q é mau caratismo mesmo.

  4. Kiko disse:

    E ela sabe dar aula?????
    Tem um "Mané" dizendo que ela foi injustiçada….foi não bobinho!!! Essa a legislação em vigor e ela tinha total ciência das consequências de sair sozinha (sem coligação).
    Já sei até a resposta do "Mamé": "ela é vítima dos fascistas, poderosos e das oligarquias".

    • Thiago disse:

      Ela foi a melhor vereadora, não é do tipo de ladrão que vcs costumam escolher.

    • Morais disse:

      Ela aceitou bem o jogo político e tinha consciência da dificuldade de se reeleger. Nós é que devemos mudar essa porcaria. Perdemos a cada dia com falcatruas de todo o tipo desses irresponsáveis.

  5. Renato disse:

    Finamente a professora vai começar a dar aula. Já imagino a doutrinação!!!

    • Anderson disse:

      Quero nem imaginar o discurso político-ideológico-marxista-comunista, pobre dos alunos, ops, melhor dizendo, será uma aula sem precedentes de ciências humanas, especificamente dentro da área multidisciplinar história – filosofia – sociologia – atualidades. E isso não é Golpe!

  6. Caicoense Fingido disse:

    Parabéns, Amanda. Lembre-se que o povo que não te reelegeu foi o mesmo que votou em Carlos Eduardo, ou seja, merecem o governo que tem. Não sabem reconhecer o que é competência. São bajuladores, despeovidos de capacidade cognitiva.

  7. Fantasma de Amanda disse:

    Que coisa Boa!! ATÉ QUE ENFIM…ESSA JAMAIS DeU UM DIA DE AULA….VOU MONITORAR.
    Sim,fez a prestação de contas do convênio de meio milhão?AGORA,tera tempo.

    • Ed disse:

      Já deu aula sim, amigo. Já fui aluno de Amanda enquanto estava no ensino médio. E tenho muito orgulho disso!

  8. Dalva(E.E Miram coely) disse:

    Rsrsrs… Isso é sacanagem, né?! Ela não tá de atestado não? Rsrs…

  9. JUNI0R PINHEIRO disse:

    POUCO MAIS DE DOIS MIL VOTOS ….!!!

  10. JUNI0R PINHEIRO disse:

    ELA FOI INJUSTIÇADA PELA MUNGANGA ELEITORAL( TAL DE COEFICIENTE ) MAS COMO OBRIGAÇAO, TEM MESMO QUE TRABALHAR!!!! POIS TER OITO MIL VOTOS E NAO ENTRAR, ENQUANTO QUE OUTROS COM POUCO MAIS DE DOIS VOTOS OCUPAR UMA CADEIRA PARA MAL REPRESENTAR O POVO, ISSO É ABSURDO E COVARDE!!!!!!!!!!!!

  11. tiago disse:

    será que vai retornar mesmo ou vai empurrar atestado médico como fazia?

  12. dimitri disse:

    Ela vai é deixar os alunos mais doentes e burros… vai tentar politizar suas novas vítimas com a voz de taquara rachada e também deseducá-los com seu modus vivendi… teve tanto dinheiro e tempo pra fazer tratamento com fonoaudiólogos, psicólogos e educadores… coitadinhas das crianças..

  13. Frederico Costa disse:

    Anexou o atestado médico junto? Assim já pode retornar devidamente afastada. Pense numa criatura doente, tadinha, vive apresentando atestados médicos. Trabalho, produção, empenho, dedicação que é bom… só filosofando… Bom retorno Amanda

  14. Carlos Augusto disse:

    Um grande exemplo de vereadora e de liderança popular.

  15. George Ferreira bastos disse:

    Quero ver se vai trabalhar ou viver de atestado igual da outra vez. onde vivia de atestado.

  16. Edu disse:

    E o jeito kkkk

  17. CONTRIBUINTELEITOR disse:

    Não faz mais do que obrigação , espero que trabalhe mesmo , nao seja só uma ação midiática !

Mineiro critica secretária de educação: "Precisa sair de seu mundo cor de rosa"

MG_9945
Foto: Canindé Soares

O deputado estadual pelo PT, Fernando Mineiro, criticou a decisão da secretária estadual de Educação, Betânia Ramalho, de endurecer contra os professores que entraram ontem em greve – foi determinado o corte de ponto deles.

Para o deputado, o momento era de negociar com os educadores. “A secretária de Educação precisa sair de seu mundo cor de rosa e abandonar a ideia fixa de destruir o Sindicato da categoria. Este momento exige diálogo. Sem isso, gestores não solucionam problemas”.

Ainda segundo Mineiro, é por essa falta de diálogo e manejo dos interlocutores do governo com a sociedade que o Estado passa por crise.

“A crise no Governo do Estado é potencializada pela falta de interlocutores entre o Executivo e setores da sociedade. Ele reage autoritariamente mediante às reivindicações”, afirmou o petista.

O deputado também criticou Betânia em relação ao descumprimento da aplicação dos 25% dos impostos e transferências na manutenção e no desenvolvimento do ensino – a secretária disse que nenhum governo cumpriu isso. “Isso não autoriza [a gestão atual] a não cumprir”, disse o deputado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Acho muito engraçado o quanto mudam os discursos em apenas 2 anos e meio… É como se estivesse tudo bem antes disso. Talvez (certamente) se o deputado tivesse cobrado a 3 anos atrás pela saída dos aposentados do quadro dos 25%, hoje ele estaria sendo cumprido…

  2. Elves Alves disse:

    O 'mundo cor de rosa' da secretária Betânia Ramalho, é bom que se diga, é o mesmo que engolfa toda a camarilha petista que hoje domina a UFRN e os institutos federais de educação. Betânia é técnica cedida à administração estadual e não foi para lá fazer proselitismo político. Já Mineiro e sua rapaziada petralha só querem palanque, e nada mais. Para eles, catastrofistas cínicos e profissionais, quanto pior melhor.

  3. Sergio Nogueira disse:

    O Deputado, como regra presente em TODOS os políticos, não parece lembrar que a "cumpanhêra" Dilma também ameaçou cortar o ponto de grevistas quando dos movimentos paredistas de passado recentíssimo.
    Infelizmente estamos órfãos de partidos e parlamentares que possam apontar o dedo para condutas imorais e aéticas de quem quer que seja. Lembro do PT, palmatória do mundo, última trincheira da moralidade, defensor das boas práticas políticas, que tão logo assumiu o Poder tratou de tirar a lã de ovelha para mostrar os pelos do lobo. Depois apareceram uns nanicos, tão inexpressivos quanto seus integrantes, que no mais só sabem fazer zoada e apoiar a anarquia e a baderna, representados pelo PSOL e PSTU.
    Hoje quem representa a honestidade e retidão do brasileiro?
    Deputado a fala é de prata, mas o silêncio é de ouro!

Tribunal de Contas vai investigar contratações irregulares na Secretaria de Educação

O Tribunal de Contas do Estado vai abrir um processo para identificar os responsáveis pela admissão de servidores de forma irregular na Secretaria Estadual de Educação.

Em mais uma sessão temática realizada no Pleno, dentro da proposta de mutirão que vem sendo efetivada desde o final do ano passado, foram relatados em conjunto 557 processos, todos relacionados a admissão de pessoal.

“A Diretoria de Atos de Pessoal e o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas detectaram várias irregularidades que ferem a Constituição Federal e a Lei de Responsabilidade Fiscal. Foi acatada a aprovação excepcional dos registros dos atos de nomeação, mas é preciso apurar as responsabilidades pelo não cumprimento dos requisitos legais para a efetivação desses registros”, relataram os conselheiros.

Com informações do TCERN