VÍDEO: PRF apreende mais de cinco mil pares de tênis na BR-101, na Grande Natal

Foto: Divulgação/PRF

Por volta das 22 h dessa segunda-feira (12), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu, no km 119 da BR 101, em São José de Mipibu/RN, 5.400 pares de tênis de diversas marcas, como: Adidas, Nike e Polo, que estavam sendo transportados em uma Carreta SCANIA. A mercadoria é oriunda da cidade de Nova Serrana/MG e estava sendo distribuída em várias cidades do Nordeste. Parte dela já havia sido entregue em Maceió, Recife e João Pessoa, e a outra parte seria destinada à Natal, Mossoró e Fortaleza.

Toda a carga apresentava nota fiscal irregular, além da suspeita de falsificação dos produtos. Foi acionada uma equipe da Secretaria Estadual de Tributação para averiguar as irregularidades. Após a constatação das ilegalidades, o condutor, a mercadoria e o veículo foram encaminhados à central de flagrantes para os procedimentos legais.

Em seguida, a carreta foi lacrada pela equipe da Secretaria de Tributação e encaminhada ao depósito onde foi feita a contagem dos produtos e a auditoria. Além do crime de sonegação fiscal, foi constatado ainda que cerca de 80% dos tênis são falsificados, o que caracteriza crime contra registro de marca, previsto na lei 9.279/96, que regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.

É importante destacar que esta foi a quarta vez que caminhões da mesma transportadora, são flagrados pela PRF em parceria com o Fisco Estadual, com irregularidades na documentação fiscal.

Tais irregularidades apuradas nas outras apreensões, resultou em autuações feitas pelo Fisco, no valor de mais de R$ 200.000,00. Para a mercadoria falsificada será declarado perdimento.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. R Silva disse:

    Quem contrabandeia tênis contrabandeia cigarro, drogas, bebidas etc, tem que prender mesmo, porque um crime não justifica outro crime. Crime é crime aqui na China. Vamos fazer a coisa certa.

  2. natalsofrida disse:

    Quero ver prender ladrões e traficantes.

    • Sérgio Nogueira disse:

      Verdade. Até lá é pra deixar correr solto né?
      É cada "jêniu" fazendo sombra do lado de cá do mundo…

    • RIBEIRO disse:

      Uma coisa não justifica a outra, é crime tem que prender mesmo. Quem contrabandeia tênis contrabandeia cigarro, drogas ilícitas,bebidas etc.

Circuito Potiguar Cyrela Plano&Plano de Tênis terá programa de TV exclusivo

Inovador em seu formato, detalhista na organização e forte em retorno de mídia. O Circuito Potiguar Cyrela Plano&Plano de Tênis mais uma vez sai na frente e apresenta neste domingo um programa de TV exclusivo sobre o torneio, que foi realizado entre os dias 20 e 29 de julho e que antecede, e antecipa, as novidades para a segunda etapa, agendada para começar no dia 20 de setembro. O programa vai ao ar neste domingo, às 9h30, na Band Natal.

O programa não apenas mostra os jogos, mas conta a história do tênis potiguar. O envolvimento dos atletas, as delegações que vieram a Natal, o envolvimento das famílias com o esporte e muito mais. São 30 minutos dedicados ao tênis e a todas as ações realizadas durante o evento.

“O esforço foi enorme, mas chegamos a um formato ideal. Contamos com a produção da Usina Comunicação e contratamos o horário em uma tv aberta, no caso a Band Natal. O programa ficou muito bem editado e com tantas boas histórias os 30 minutos passam voando”, explica Gabriel Negreiros, da Fábrica de Esportes e Eventos, empresa que organiza o torneio. “Temos know-how nesse tipo de produto. Produzimos programas de TV em quatro Estados do Nordeste. Investir nesse tipo de mídia é essencial para o sucesso do evento”, completa Freire Neto, da Usina Comunicação e organizador do Circuito.

Sobre o Circuito Potiguar Cyrela Plano&Plano de Tênis

Estão abertas as inscrições para a segunda etapa do Circuito Potiguar Cyrela Plano&Plano de Tênis. Na primeira etapa mais de 400 atletas estiveram presentes no Aeroclube, divididos em 16 categorias, para as disputas. Para a segunda etapa, devido a alta demanda, os organizadores limitaram as inscrições em 500 atletas. As inscrições estão abertas pelo site do torneio (www.circuitopotiguardetenis.com.br) e seguem até o dia 13 de setembro. O torneio acontece entre os dias 20 e 29 deste mês.

O Circuito Potiguar Cyrela Plano&Plano de Tênis é organizado pela Usina Comunicação e Fábrica de Esportes e Eventos, em parceria com o Aeroclube do Rio Grande do Norte e a chancela da Federação Potiguar de Tênis. O Evento tem o patrocínio principal da Cyrela Plano&Plano, incentivadora do esporte e que assumiu o compromisso de assinar o evento com a sua marca. A Unimed Natal, Toyolex (concessionária Toyota de Natal), UNI-RN, NET e Prefeitura do Natal, além dos apoios da Santa Fé Suplementos, Natal Cap, Jovem Pan, Achieve Languages e Tretorn, completam a lista de fomentadores do evento.

Nadal atropela Federer e ganha o seu sétimo título em Roma

O espanhol Rafael Nadal, atual número cinco do mundo, derrotou o suíço Roger Federer, terceiro do ranking, neste domingo, e conquistou o seu sétimo título do torneio de Roma, na Itália.

O tenista da Espanha não teve dificuldades para vencer em uma hora e nove minutos de jogo, por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3.

Além de 2013, Nadal venceu a competição em 2005, 2006, 2007, 2009, 2010 e 2012.

O único tenista que conseguiu vencer o torneio desde que Nadal ganhou o primeiro, em 2005, foi o sérvio Novak Djokovic, campeão em 2008 e 2011.

Esta foi a 20ª vitória de Nadal sobre Federer, em 30 confrontos. O espanhol conquistou o seu sexto título desde que voltou de uma contusão, no começo do ano –ficou sete meses parado por causa de lesão no joelho.

Da Folha

Saiba quais os melhores tênis para corrida vendidos no Brasil

Os tênis de corrida se saíram bem nas análises feitas pela Proteste Associação de Consumidores, com modelos de seis marcas. Apenas o modelo Focus DMX Power, da Reebok, foi reprovado por ter tido rupturas em suas solas, o que mostra não ser resistente a flexões contínuas, algo imprescindível na prática de corrida. As outras marcas foram aprovadas nos testes de conforto, resistência à flexão e informação.

Passaram nas análises os modelos da Asics (Gel-Nimbus 13), Puma (Exsis 2), Mizuno (Creation 13), Adidas (AdiStar Ride 3 M) e Nike (Zoom Vomero 6). A Proteste considerou que a melhor escolha para o consumidor é o modelo da Puma, que foi avaliado como confortável, obteve resultados bons em todos os testes e apresentou o menor preço.

Márcia Carvalho Marques, pesquisadora da Proteste e coordenadora da análise, explica que a primeira coisa que o consumidor tem de considerar na hora da compra é para qual esporte o calçado é indicado, já que o de corrida não é o mesmo usado para futebol ou tênis.

A segunda coisa a observar é o tipo da pisada. Na pisada neutra, observada em 30% das pessoas, o contato do pé com o chão começa do lado externo do calcanhar, com uma leve rotação para dentro, terminando o passo no centro da planta do pé. A pisada pronada, comum a 60% das pessoas, começa da mesma forma, mas a rotação para dentro é acentuada e o passo termina no dedão do pé. Já a supinada, que atinge 10% das pessoas, começa igual às demais, mantém todo o contato com o solo do lado externo, terminando o passo na base do dedinho.

Cliente pode pedir para testar pisada

A escolha incorreta do tênis pode resultar em lesões por sobrecarga, como tendinites e fascite plantar, além de entorses e até fraturas por estresse.

— Normalmente essas indicações não estão disponíveis na embalagem do tênis. É preciso perguntar na loja, e muitas delas têm aparelhos para testar a pisada. Faltam informações importantes nas embalagens, como para qual esporte o tênis é indicado, para qual tipo de pisada e sobre o serviço de atendimento ao consumidor. É preciso também andar na loja, pois pode haver diferença entre os pés. Para corridas, é fundamental um tênis confortável e leve — explica Márcia.

Ela observa que se a pessoa corre sempre precisa trocar o calçado a cada 300 quilômetros, ou em um ano.

Segundo Márcia, o alto impacto absorvido pelos tênis de corrida causa um grande desgaste, observado, por exemplo, pela quebra da palmilha, pela ruptura do cabedal ou pela descolagem nas partes laterais. Nesse aspecto, o Reebok surpreendeu ao apresentar um resultado desastroso:

— No teste de resistência à flexão, os tênis foram submetidos a um milhão de ciclos (flexões) e teriam de estar intactos ao fim da prova. No entanto, no Reebok foram observadas rupturas em suas solas, provando não ser resistente a flexões contínuas.

A Reebok afirma que o modelo testado pela Proteste, o Focus DMX Power, não faz mais parte do portfólio da marca há vários meses. Isso, diz a empresa, suscita questionamentos sobre a procedência do produto usado e a utilidade do teste pelo consumidor, já que o tênis não é mais comercializado. A Reebok diz ainda que, na época de lançamento desse modelo, foram feitos treinamentos, orientando os vendedores do varejo de que ele era indicado para caminhadas e atividades físicas leves, e não para corrida, como no caso do teste realizado.

Falsificados dão lesões

Apenas a título de comparação, explica Márcia, foram feitos os mesmos testes em um modelo falsificado. Os resultados foram péssimos:

— Uma caminhada de 30 minutos já resultou em bolhas e lesões. O tênis também não foi bem no teste de distribuição da pressão plantar na parte da frente do pé. Além disso, é muito quente, e o material usado é de péssima qualidade. No teste de flexão, houve ruptura não só das solas como também do cabedal (corpo do tênis).

Fonte: O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alexandre de Manaus disse:

    Os melhores Tênis são ASICS e MIZUNO, consequentemente também são os mais caros, lembre-se que cada pessoa tem sua particularidade, tais como tipo de pisada, para que será usado, enfim muitos detalhes que parecem bobos, mas acabam fazendo a diferença!!!! 

Jogar Tênis deixa a bunda desigual

Pesquisadores espanhóis mediram os glúteos de jogadores de tênis e de futebol e comprovaram: enquanto os futebolistas tendem a ter os dois lados do bumbum do mesmo tamanho, nos tenistas uma das nádegas costuma ser até 20% maior que a outra. A explicação é que os jogadores de futebol correm mais, e por isso desenvolvem igualmente os dois lados do corpo.

Revista Superinteressante

Gustavo Kuerten é indicado ao Hall da Fama do tênis

O ex-tenista Gustavo Kuerten está na lista de indicados para o Hall da Fama do tênis, divulgada nesta quarta-feira, que inclui nomes como o russo Yevgeny Kafelnikov e a americana Jennifer Capriati. Aos 34 anos, o tricampeão de Roland-Garros em 1997, 2000 e 2001, foi número um do mundo em 2000 e acumulou 20 títulos na carreira, com 358 vitórias e 195 derrotas.

Entre os demais indicados, outro ex-número um do mundo, Yevgeny Kafelnikov, de 37 anos, que conquistou 26 títulos, entre eles Roland-Garros em 1996 e o Aberto da Autrália em 1999. Em 1996, foi o último jogador a vencer ambos os títulos de simples e duplas num mesmo torneio de Grand Slam.
Jennifer Capriati estreou como profissional aos 13 anos em 1994, jogou até 2004, vencendo 14 torneios de simples, entre eles a medalha de ouro olímpica em Barcelona em 1992, o Aberto da Austrália em 2001 e 2002 e Roland-Garros em 2002.
O técnico Nick Bolletieri, de 80 anos, que levou dez jogadores ao top 10 do tênis mundial, também faz parte dos indicados. Completam a lista o espanhol Manuel Orantes, a australiana Thelma Coyne Long, os dirigentes Eiichi Kawatei, do Japão, e Mike Davies, do País de Gales, além do americano Randy Snow, atleta paraolímpico falecido em 2009.
(Com AFP)