Segurança

Guarda Municipal detém homem por desacato e apreende equipamento de som no Alecrim

Foto: Arquivo Semdes

A Guarda Municipal do Natal (GMN) prendeu na manhã dessa quinta-feira (22), um homem acusado de desacato e utilização de equipamento de som em alto volume em via pública. O equipamento de som foi apreendido pela guarnição de patrulhamento preventivo da GMN e a prisão aconteceu nas imediações do Mercado da 4, no bairro Alecrim, zona Leste da capital.

De acordo com relado dos guardas municipais, a viatura foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) para verificar uma denúncia de utilização de som em via pública. Quando os guardas chegaram ao local encontraram um veículo modelo saveiro de cor branca com o som ligado. O responsável pelo veículo não se apresentou e populares foi que apontaram o dono do carro, que estava bebendo numa cigarreira próxima ao automóvel.

“Quando o responsável foi abordado e informamos da proibição do uso do som alto em via pública o cidadão começou a alterar com a guarnição e proferiu palavras de baixo calão contra a equipe, chegando inclusive a quebrar algumas cadeiras da cigarreira onde ele estava bebendo”, relatou um dos guardas.

Na oportunidade, os guardas deram voz de prisão por desacato a autoridade, imobilizaram o detido e o conduziram à 3ª Delegacia de Polícia Civil da capital onde foi registrada a ocorrência, ficando o detido à disposição da Justiça. O equipamento de som foi apreendido administrativamente e encaminhado para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb).

No caso dos paredões de som, além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição de funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e definem “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.

O cidadão pode denunciar o uso irregular de paredões de som ligando para o telefone 190, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), que as viaturas da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Polícia Civil apreende 15kg de drogas em Santa Cruz

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da 9° Delegacia Regional de Polícia (DRP) prenderam, nesta terça-feira (20), uma mulher de 32 anos. Ela foi detida no bairro Paraíso, na cidade de Santa Cruz, pela suspeita do crime de tráfico de drogas.

As investigações tiveram apoio da Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado (FT-NUDEM), coordenada pela Polícia Federal e composta por policiais federais, policiais civis, policiais militares e policiais penais federais, sob a chancela da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP) e da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SESED).

Na residência da mulher foram apreendidos diversos tabletes de maconha e “crack”, totalizando 15kg, sendo uma das maiores apreensões já realizadas na região do Trairi.

A suspeita foi conduzida à delegacia e, em seguida, encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

  1. Só hoje os traficantes tiveram um grande prejuízo. a PRF apreedeu um carregamento de cocaína e a PC apreendeu outra carga de drogas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF apreende R$ 190 milhões em fraudes no enfrentamento da pandemia; valores investigados somam R$ 3,2 bilhões

Foto: Arquivo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) ultrapassou na última semana a marca de 100 operações de repressão ao desvio e utilização indevida de verbas públicas federais destinadas ao combate à pandemia de covid-19. Até o último dia 13, o total de operações chegou a 102 e os valores apreendidos a quase R$ 190 milhões.

Em nota, a PF informou hoje (20) que, desde abril do ano passado, já cumpriu 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 de busca e apreensão em 205 municípios de 26 unidades da federação. O montante de contratos de produtos e serviços investigados atingiu cerca de R$ 3,2 bilhões.

Superfaturamento

Deflagrada em abril de 2020 na Paraíba, a Operação Alquimia foi a primeira ação para apurar suspeita de desvio de recursos públicos. De lá para cá, o Amapá é o estado com o maior número de operações, 11 no total, seguido por Maranhão (10), Pernambuco (8), Sergipe (8), Rio de Janeiro (7), São Paulo (6), Piauí (6), Pará (6), Amazonas (4) e Rondônia (4).

Sobre o montante de contratos investigados, o Pará lidera com R$ 1,4 bilhão. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro (R$ 850 milhões), Pernambuco (R$ 198 milhões), São Paulo (R$ 118 milhões), Minas Gerais (R$ 102 milhões), Rondônia (R$ 92 milhões) e Piauí (R$ 82 milhões).

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Só quero saber, quando a PF vem visitar o RN, checar o uso do dinheiro que o governo federal enviou para combater o covid.

  2. Na Paraíba??
    Eita, tá bem pertinho.
    Se segurem na sela.
    A bocada tá esquentando.
    Nem quero vê, neguinho saindo de pulceira.
    Não tenho um tiquinho de pena, quem rouba, sabe que uma hora a cangaia vira.
    Hehehehe…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

Após denúncia, Guarda Municipal apreende paredão de som na Vila de Ponta Negra

Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Um paredão de som foi apreendido na Vila de Ponta Negra durante patrulhamento de rotina realizado por guarnições do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN). O equipamento estava ligado em alto volume em via pública e instalado na mala de um veículo modelo Pálio.

Na ocasião, a viatura de área do Gaam/GMN foi acionada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) para conferir uma denúncia de perturbação do sossego com uso de paredão de som. Os guardas chegaram ao local e confirmaram a denúncia, onde alguns homens estavam consumindo bebida alcoólica com um paredão de som ligado.

O responsável pelo veículo foi abordado, identificado e notificado pelos guardas municipais, sendo feita a apreensão imediata do equipamento que estava instalado no veículo. Mesmo com uma Lei Municipal que proíbe a utilização de paredão de som em Natal, a Guarda registra diariamente transgressões à lei, sendo os responsáveis notificados e apreendidos os equipamentos.

“Muitos dos que são notificados são reincidentes, o que não justifica a possibilidade de não ter conhecimento da lei que proíbe o uso de paredões de som em Natal. O que vemos é que apesar das diversas ações da Guarda Municipal combatendo esse tipo de crime, algumas pessoas ainda insistem em acionar os equipamentos de som na rua ”, comentou o coordenador do Gaam/GMN, Isaac Cruz.

No caso dos paredões de som, além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição de funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e definem “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.

O cidadão pode denunciar o uso irregular de paredões de som ligando para o telefone 190, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), que as viaturas da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia.

 

 

Opinião dos leitores

    1. Amigo quero ver essa caixa estourada tocando funk às 23:30 de um domingo, poucas horas antes de você ter que acordar para ir trabalhar.
      Ou em dia de semana você querendo estudar um pouco. Por mim essa estirpe de gente iria para trabalhos forçados.

  1. isso acontece direto na Vila de Ponta Negra, foi um milagre a polícia ter feito alguma coisa. Ninguem aguenta esse povo com esse som ligado, todo fds é a mesma coisa! Quando a gente liga a PM diz que tem coisas mais importantes pra resolver, dá pra tu?

  2. Tem que prender mesmo; paredão de som é o cúmulo do ser sem noção!
    A pessoa gasta uma imensidão de dinheiro p ser ‘notado’! É muita carência viu…

    1. Você é um que gosta de paredão , fica dançando até o chão ao som do Luladrão kkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI da Covid apreende celular de Dominguetti após “dúvida” sobre suposto áudio de Luis Miranda

A CPI da Covid no Senado apreendeu, nesta quinta-feira (27), o celular do policial militar Luiz Paulo Dominguetti, que diz ser representante no Brasil de uma empresa privada que atuaria na intermediação de contratos de vacinas – a Davati Medical Supply.

A apreensão foi motivada por dúvidas da CPI sobre o contexto de um áudio atribuído ao deputado Luis Miranda (DEM-DF), citado e reproduzido por Dominguetti durante a fala à comissão. O policial diz que Miranda tentou negociar aquisição de vacinas contra a Covid diretamente com a Davati.

Os nomes de Miranda, de Dominguetti e da Davati vieram à tona, nos últimos dias, em razão de duas denúncias distintas de supostas irregularidades na compra dos imunizantes (entenda abaixo).

Dominguetti usou o áudio como “prova” da afirmação de que Luis Miranda teria tentado intermediar compra de vacinas. O áudio (ouça no vídeo abaixo), no entanto, não cita a palavra vacina ou qualquer sinônimo.

Envolvidos negam relação

Mesmo antes de reproduzir o áudio, Dominguetti já havia dito que não chegou a tratar diretamente com o deputado Luis Miranda. A conversa teria sido com o CEO da Davati no Brasil, Cristiano Alberto Carvalho.

“O Cristiano me relatava que volta e meia tinha parlamentares procurando, e o que mais incomodava era o Luis Miranda, o mais insistente com a compra e o valor de vacinas. O Cristiano me enviou um áudio onde pede que seja feita uma live, o nome dele, que tinha um cliente recorrente, que comprava pouco, em menos quantidade, mas que poderia conseguir colocar vacina para rodar”, declarou.

Ao jornal “O Globo”, na manhã desta quinta, Cristiano Alberto Carvalho negou que o áudio divulgado por Dominguetti fizesse referência a alguma negociação de vacinas.

O próprio deputado Luis Miranda também negou à CPI que o áudio tenha relação com vacinas contra a Covid, segundo informou o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM).

“Há pouco fui conversar com o deputado uis Miranda, chamei outros membros, o senador Fernando bezerra estava junto, o senador Marcos do Val. E fiz questão que tivesse testemunha da minha conversa com ele para que depois não pairasse dúvida que eu tinha induzido”, disse Aziz.

“O que ele [Miranda] diz é que esse áudio é de 2020, que é uma negociação nos Estados Unidos, não tem nada a ver com Brasil. É um áudio que nem se falava em vacinas ainda e que está editado aqui para prejudicá-lo. Ele foi agora a polícia levar o áudio completo, fazer denúncia crime e que irá dispor para gente a edição do áudio, está certo?”, declarou o presidente da CPI.

Testemunha ‘plantada’

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) levantou, na comissão, a suspeita de que Dominguetti tenha sido “plantado” para confundir os trabalhos.

“Com todo respeito, essa testemunha foi plantada aqui. Ela foi plantada, ela está em estado flagrancial do artigo 342. Tem que dar voz de prisão a esse depoente”, disse Contarato.

“Com base em que o senhor fala isso? Plantada por quem?”, questionou o senador governista Marcos Rogério (DEM-RO).

“Com base em quê? Olha aí qual é a conversa, a conversa anterior a esse áudio. Esse áudio se refere a que? Ele se refere a Walmart, a pequenos contratos, ele nunca fez contrato nenhum com o Ministério da Saúde, pelo amor de Deus”, respondeu Contarato.

(mais…)

Opinião dos leitores

  1. Kkkkkkkk virou dúvida o áudio do novo herói da esquerda. Parece que deu ruim. Fica cada vez mais clara a intenção da CPI

    1. Realmente, armação grande com certeza! Como milico de MG, acho que ele tava querendo livrar esse Governo da vergonha! Colocou as mãos pelos pés, como disse o Senador Alessandro Vieira (cidadania-se) o mal do malandro é achar que esperto é só os filhos da mãe dele! Vai se dar mal, muitos cairão! Estamos vendo ruir o castelo de areia!

  2. ARMAÇÃO TOSCA do Planalto pra tentar desmoralizar a CPI…
    Certeza que é coisa dos milicos (como fizeram no Riocentro)… certamente pensam que são a CIA ou o MOSSAD…
    -“Nunca serão”, como diz o Cap Nascimento…😂😂😂

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM apreende 2Kg de maconha e mais de 7 mil reais na Via Costeira em poder de motorista de aplicativo

Nessa quarta-feira (23), policiais militares do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) realizaram abordagens de rotina a veículos, no posto da Via Costeira, zona Leste de Natal.

Em uma das revistas, os militares apreenderam 2 quilos de maconha e R$ 7.161 em dinheiro, em poder de motorista de aplicativo.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Plantão para as providências cabíveis.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil apreende drogas, munição de arma de fogo e rádios comunicadores no Paço da Pátria

Foto: Divulgação/Policia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada na Defesa e Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) e da Delegacia Especializada em Narcóticos de Natal deflagraram, nesta segunda-feira (21), uma operação para cumprimento de mandados de busca e apreensão, no bairro Paço da Pátria, em Natal.

A ação contou com o apoio da Delegacia Especializada em Proteção ao Meio Ambiente (DEPREMA), da Delegacia Especializada de Assistência ao Turista (DEATUR), da 2a Delegacia de Polícia de Parnamirim, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (CIOPAER) e da Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado (FT-NUDEM/MOSSORÓ).

Durante as diligências, os policiais encontraram porções de drogas prontas para venda, rádios comunicadores, carregadores de pistola e munições de arma de fogo, além de vasto material empregado na comercialização de drogas, como embalagens e balanças de precisão.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Dupla é presa em Natal com mais de 22 kg de maconha e pistola de PM assassinado em 2018

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Dois homens foram presos com mais de 22 quilos de maconha, dinheiro, armas e centenas de insumos para fabricação de munições em Natal. Entre as armas apreendidas estava a pistola do sargento André Mário Dantas Siqueira, de 40 anos, vítima de homicídio em janeiro de 2018 em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. A prisão aconteceu na tarde desta terça-feira (15). Os homens de 37 e 38 anos foram parados em uma barreira da Polícia Militar no bairro das Rocas.

Segundo reportagem no G1-RN, durante a vistoria no carro que eles usavam, policiais encontraram cerca de 15kg de maconha, quase R$ 15 mil em dinheiro, uma pistola e anotações relativas a tráfico de drogas. Após a chegada do caso à delegacia, os investigadores realizaram novas diligências e apreendeu no bairro Ponta Negra mais drogas e armas. Na casa, foram apreendidos mais 7,5 kg de maconha; quatro pistolas e um revólver, 10 carregadores de pistolas, 541 Munições de calibres variados, colete balístico, instrumentos e insumos para confeccionar munições, balanças, um celular e duas motocicletas.

Veja íntegra AQUI.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTOS: Polícia Civil deflagra operação “Câncer Maligno’ e apreende cigarros contrabandeados em Natal e região metropolitana

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba e da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) de Natal, deflagraram, nessa segunda feira (14), a operação “ Câncer Maligno”, com objetivo aprender cigarros contrabandeados e prender membros de organizações criminosas que têm distribuído esse material ilícito e nocivo à saúde. A ação contou com o apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI).

Durante a operação, que foi dividida em duas partes, policiais civis apreenderam, em uma chácara na zona rural de Macaíba que pertence a um ex-policial militar, 97 caixas de cigarros, totalizando 4.850 maços de cigarros. Nenhum responsável foi encontrado no local e, por esse motivo, não houve prisão em flagrante.

Em uma segunda diligência, no comércio do bairro Alecrim, para onde investigações apontaram que parte da carga já havia sido destinada, foram apreendidas 50 caixas de cigarros, correspondente a cerca de 2.500 maços de cigarros. Estima-se que a organização criminosa pode ter chegado ao lucro no valor de R$ 367.500,00 em produtos ilícitos nocivos à saúde. Alguns suspeitos foram identificados e serão investigados pela Polícia Federal, pelos crimes de contrabando, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Operação “Câncer Maligno”

O nome da operação remete aos males causados à saúde pelo consumo de cigarros, em especial aos que são contrabandeados e não passam pelas fiscalizações dos órgãos nacionais, mas também se refere à atuação desses grupos criminosos, que causam grandes e graves danos à população.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO: Receita Federal apreende em Natal maconha, crack e ecstasy em encomendas enviadas pelos Correios

Foto: Receita Federal/Divulgação

A Receita Federal apreendeu em Natal maconha, crack, ecstasy e produtos contrabandeados em encomendas enviadas pelos Correios. O resultado da operação foi divulgado nesta quinta (10). De acordo com a Receita, ao todo, foram apreendidos 32 volumes de mercadorias, estimadas em R$ 70 mil, no Centro de Distribuição dos Correios em Natal (CDD Natal).

Segundo reportagem do G1-RN, as drogas estavam escondidas na tentativa de impedir a detecção pelo cão de faro que faz parte da Equipe K9. Foram apreendidos aproximadamente 1kg de maconha, 1kg de crack, além de 190g de ecstasy.

A Receita ainda destacou que a prática de contrabando e tráfico de drogas pela via postal tem sido constante, o que tem exigido uma maior atuação do órgão nos centros de distribuição dos Correios.

Em nota, os Correios informaram que trabalham em parceria com os órgãos de segurança pública para prevenir o tráfego de itens proibidos, por meio do serviço postal.

Opinião dos leitores

    1. Vende espuma? A produção é grande, pelo menos faz um dinheiro para comprar pão com mortadela Kkkklk.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PM apreende drogas e 38 mil reais em dinheiro na zona Norte e Grande Natal

FOTO: PM/ASSECOM

Por volta das 16h desse sábado (05), policiais militares do 4º Batalhão realizaram uma operação visando capturar foragidos da justiça e desarticular esquema de tráfico de drogas na zona Norte de Natal. Em uma residência localizada no conjunto Jardim das Flores, bairro Redinha, um suspeito ao visualizar as equipes policiais conseguiu fugir pulando os muros das casas. No imóvel os policiais encontraram cerca de R$ 28.066,85 em dinheiro oriundo do tráfico e anotações de movimentações financeiras de R$ 300 mil reais com o ilícito.

Segundo a PM, na continuação das diligências, no bairro Golandim, cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, os policiais militares encontraram em um outro imóvel utilizado por foragidos da justiça um tablete de cocaína, um tablete de crack, além de várias porções embaladas prontas para venda, balanças de precisão, utensílios utilizados no tráfico e ainda apreenderam R$ 10.276,00 em dinheiro fracionado.

O material apreendido foi apresentado na Delegacia de Plantão da Zona Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil apreende adolescente por roubos de veículos em Natal

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV) apreenderam, nessa quarta-feira (12), um adolescente de 17 anos, suspeito de praticar roubos de veículos, na cidade de Natal.

Investigações apontam que o adolescente agia com Judson Silva de Lima, preso em março pela DEPROV, o qual atualmente está em regime de prisão domiciliar, em virtude de ser paraplégico. Ele levava o adolescente e outro homem, para praticarem roubo a veículos.

O adolescente já era investigado por crimes análogos a roubo e havia cumprido medida socioeducativa. Ele foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Infrator e ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, ou do número de Whatsapp da DEPROV: (84) 3232-6312.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Polícia Civil prende suspeitos e apreende fuzil argentino em Macaíba

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba realizaram, nessa quinta-feira (29), mais um desdobramento da 17ª fase da Operação Parabellum, que visa desarticular a ação de organizações criminosas na cidade de Macaíba, com atuações proativas e reativas no combate aos crimes pelos integrantes de facções cometidos.

As diligências foram realizadas no bairro Vilar de Cima, na cidade de Macaíba, após investigações apontarem que estava acontecendo uma movimentação na região de drogas e armas de fogo, por parte de integrantes de uma facção criminosa. Durante a ação, foram detidos Edson Vanderley da Cruz, conhecido como “Nininho”, 30 anos, e Genival José do Carmo, conhecido como “Ponei”, 36 anos.

Na abordagem, as equipes encontraram Edson Vanrdeley, que já havia sido preso no dia 06 de janeiro, colocando um material suspeito dentro de um veículo de táxi pertencente a Genival José, que já é investigado por práticas ilícitas. Ao chegarem na BR-304, foi feita a abordagem ao veículo, sendo localizado um fuzil calibre 7.62 de fabricação argentina, 17 munições calibre 7.62, dois carregadores para fuzil, R$267,00 em espécie e dois aparelhos celulares.

Recentemente, circularam nas redes sociais vídeos sobre a existência dessa arma de fogo na cidade de Macaíba, sendo constatada a utilização do armamento durante confrontos contra outros criminosos e, também, contra as equipes policiais que atuam na região.

Edson Vanderley e Genival José foram conduzidos à delegacia, sendo autuados em flagrante pelos crimes de integrar organização criminosa armada e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, com numeração suprimida e, em seguida, foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A operação foi coordenada e executada pela equipe da Delegacia de Macaíba, com apoio da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI). A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042.

Operação “Parabellum”

O nome da operação remete ao provérbio latino “si vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado na cidade.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

DESCUMPRIMENTO DECRETO COMBATE COVID: Operação da Guarda e Semurb apreende paredão de som e interdita bar e padaria na zona Norte de Natal

Fotos: Divulgação

Uma ação conjunta envolvendo os agentes do Grupamento Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN), a Ronda Ostensiva Municipal (Romu) e uma equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) apreendeu um paredão de som e interditou um bar e uma padaria no bairro Pajuçara, na zona Norte da capital, por descumprimento do decreto municipal de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Na intervenção no bar, os guardas municipais identificaram, além do funcionamento irregular, já que é proibida “as portas abertas” nos finais de semana e feriados, ocorria aglomeração de pessoas e utilização de paredão de som em via pública, o que também é vedado por lei municipal. “Pelo menos duas infrações foram registradas no local, sendo os responsáveis identificados e autuados na forma da lei”, informou o coordenador do Gaam/GMN, Isaac Cruz.

Na situação, o paredão de som foi apreendido pelas equipes de fiscalização, o dono do bar foi multado e o estabelecimento vai ser alvo de uma vistoria geral para avaliação das condições de funcionamento. No caso dos paredões de som, além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição do funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e define “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.

Na mesma área, uma padaria foi interditada pelas equipes de fiscalização por se manter em funcionamento com espaço de consumação frequentado por pessoas, o que desrespeita às normas estabelecidas no decreto municipal e estadual de prevenção à Covid-19.

A Guarda Municipal do Natal (GMN) age cotidianamente dando apoio, segurança e garantindo o cumprimento da legislação da cidade concedendo suporte as equipes de fiscalização das diversas secretarias da capital. Denúncias de desrespeito aos decretos podem ser feitas ligando para o telefone 190, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), no 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb) ou pelo 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil).

Opinião dos leitores

  1. Esses Guardinhas deveriam multar os Transportes coletivos, que são verdadeiros antros de aglomerações.

    1. Chama de guardinha o funcionário que está levando silêncio a quem precisa… Aproveite o silêncio e estude para o ENCEJA.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

MG: PF apreende lista com 57 nomes de pessoas supostamente vacinadas em empresa; imunizantes podem ter sido compradas em país vizinho

Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Federal apreendeu, na manhã desta sexta-feira (26), uma lista com nome de 57 pessoas que supostamente foram vacinadas na última terça-feira (23), em uma empresa de transportes que fica no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte. A empresa foi alvo de operação da Polícia Federal, que investiga se houve vacinação irregular.

Os empresários Robson Lessa e Rômulo Lessa foram entrevistados informalmente por policiais federais durante a Operação Camarote. O irmão deles, Rubens Lessa, também será ouvido, mas não há confirmação da data.

A Operação Camarote apura a suposta importação irregular de vacinas e a receptação doses, segundo a PF. Os dois empresários negaram o fato. Mas há indícios de que tenham obtido os imunizantes em algum país que faz fronteira com o Brasil e, não, diretamente com a Pfizer.

O vídeo mostra uma movimentação anormal no local na última terça-feira (23). Imagens internas de segurança devem ser analisadas pela PF para tentar comprovar o episódio. Pessoas que supostamente receberam as doses já foram identificadas e também serão ouvidas.

O G1 e a TV Globo tentaram contato com a Coordenadas, mas não obtiveram retorno até a publicação desta reportagem.

Um dos donos da Saritur, Rubens Lessa, disse que a denúncia é de ‘total desconhecimento da diretoria’ da Saritur (leia mais abaixo).

A Polícia Federal investiga a suspeita de quatro crimes:

Um deles é de importação de mercadoria proibida, caso a eventual aquisição das doses tenha ocorrido antes da aprovação da lei que trata da compra de vacinas por pessoas jurídicas.

Caso as doses tenham sido compradas após a aprovação da lei, a suspeita é de crime de descaminho.

Ainda é apurado se houve falsificação ou adulteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, caso o episódio tenha ocorrido antes do registro da vacina da Pfizer na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Também é apurada suspeita de receptação pelas pessoas que receberam a vacina.

Antes das 6h, policiais saíram da sede da Polícia Federal, na Região Oeste de Belo Horizonte. Ao todo, seis mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 35ª Vara Federal Criminal de Belo Horizonte para que sejam recolhidas provas relativas ao caso.

Os policiais foram a vários pontos da empresa e vasculharam até o lixo a procura de provas. As buscas duraram 45 minutos. Eles também foram até a casas da vizinhança, em busca de imagens de circuito de imagens que mostrem a movimentação na região.

Denúncia

A informação sobre a vacinação dos empresários foi publicada na edição online da revista Piauí. Além da PF, o Ministério Público Federal (MPF) investiga a denúncia.

De acordo com a reportagem, um grupo de políticos, empresários e familiares, teria sido vacinado com doses da Pfizer. A farmacêutica negou a venda de vacinas fora do Programa Nacional de Imunização (PNI).

De acordo com a Piauí, os organizadores da vacinação foram os donos da Viação Saritur. Um deles, Rubens Lessa, é presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano. Por mensagem ao G1, ele se limitou a dizer: “Tenho conhecimento deste assunto”.

Entre os vacinados, segundo a revista, também estariam o ex-senador e ex-presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT) Clésio Andrade e o deputado estadual Alencar da Silveira Júnior (PDT).

O que dizem os citados

Ao G1, Clésio Andrade disse que desconhece o assunto e que está em quarentena, no Sul de Minas, há dois meses. Mas à revista Piauí, afirmou: “Estou com 69 anos, minha vacinação [pelo SUS] seria na semana que vem, eu nem precisava, mas tomei. Fui convidado, foi gratuito para mim”. Questionado pela TV Globo, o ex-senador não confirmou a declaração.

Alencar da Silveira Júnior negou que tenha participado da vacinação. Já o empresário Rubens Lessa, em nota, afirmou que o “endereço da empresa mencionado na reportagem não pertence ao Grupo Empresarial SARITUR, esclarece que os nomes citados na reportagem não fazem parte da direção do Grupo e que, o assunto tratado na matéria, era de total desconhecimento da diretoria da empresa”.

Movimentação em garagem

A TV Globo confirmou que houve uma movimentação anormal na garagem alvo de buscas da PF na última terça-feira, o que chamou a atenção de vizinhos.

Um vídeo mostra a fila de veículos no estacionamento. Em uma das vagas, uma pessoa com jaleco branco retira algo do porta-malas. Ela dá a volta e para em frente ao motorista e faz um movimento parecido com o que seria a aplicação de uma vacina.

Um boletim de ocorrência foi registrado no dia da suposta vacinação. De acordo com o documento, os seguranças disseram aos policiais que houve uma pequena reunião dos diretores da empresa, mas que todos já haviam deixado o local quando os policiais chegaram.

Na saída, os policiais foram abordados por um morador que confirmou ter visto no pátio da empresa aproximadamente 25 veículos com seus condutores e passageiros, sendo vacinados por uma mulher de jaleco branco. E que crianças também foram vacinadas. Os policiais entraram na empresa, mas nada foi constatado pelas equipes.

O imunizante Comirnaty ainda não está disponível em território brasileiro. A Pfizer e a Biontech fecharam um acordo com o Ministério da Saúde contemplando o fornecimento de 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao longo de 2021.

G1

Opinião dos leitores

  1. Henrique esse João diz que é coca, mais na realidade é FANTA. Observe o nome é a carinha que ele usa, para completar esse adoooooora é prova concreta do crime.

  2. 🤦🤦🤦🤦🤦🤦🤦🤦🤦
    Teria sido mais barato comprar a GADOVAC (Ozônio+cloroquina+ivermectina) e nem é ilegal…o gado adooora…
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    1. Melhor ter participado da quadrilha de luladrão, vão receber 40 bilhões de reais dos trabalhadores do Brasil. Vá trabalhar e ser honesto

  3. Tá faltando vacinas no Piauí e no RIO Grande do Norte, bom começar a investigação por pelo Nordeste.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: ROCAM apreende drogas e recupera veículo roubado em bairros de Natal

FOTOS: PM/ASSECOM

Policiais militares das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta – ROCAM realizam diversas apreensões durante patrulhamento pelos bairros de Natal, nessa quarta-feira (24).

Por volta das 16h30, na travessa Darcy Vargas, mais precisamente na comunidade dos Sem-Terra, bairro Praia do Meio, zona Leste da cidade, os militares efetuaram a apreensão 19 porções de maconha e 04 porções de cocaína.

Já por volta das 18h, travessa Aprígio Alves, bairro Areia Preta, zona Leste, os policiais recuperaram um veículo, tipo Fiat/Toro, cor vermelha, que havia sido roubado momentos antes.

Por fim, às 20h30, na rua Construtor Severino Bezerra, comunidade Alto da Torre, bairro Redinha, zona Norte, os policiais efetuaram a prisão de um homem, de 34 anos. O infrator estava de posse de 06 porções de crack e R$121,00 em espécie.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *