Número de homicídios no RN em 2019 atinge menor patamar dos últimos cinco anos

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) divulgou os dados estatísticos que fazem um balanço das ocorrências de Condutas Violentas Letais e Intencionais (CVLIs) em todo o ano de 2019. Considerando o retrospecto do ano anterior, 517 vidas foram poupadas no território estadual.

Baseado em números fornecidos pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine), de janeiro a dezembro de 2019 foram registrados 1.446 CVLIs, um número consideravelmente menor comparado ao mesmo período de 2018, em que foram contabilizados 1.963 CVLIs, uma redução de 26,3%. Em outro aspecto, 2019 foi o ano com o menor índice de homicídios desde 2015. Desde então, o seu maior número ocorreu em 2017, quando houve 2.412 crimes com letalidade.

Entre os tipos criminais com maior redução, é possível destacar o homicídio doloso, com a diminuição de 1.468 ocorrências em 2018, para 1.039 em 2019, uma queda em 29,2% dos casos. Outra conduta reduzida foi a de latrocínio, nesta houve diminuição em 37,6%, saindo de 93 crimes para 58. Lesão Corporal Seguida de Morte foi outro tipo de ocorrência que apresentou diminuição significativa, enquanto em 2019 aconteceram 162 registros, em 2018 houve 19,4% de crimes a mais desta natureza.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pires disse:

    Eu já sabia!!
    O Brasil agora tem um ministro do mais alto padrão e gabarito.
    Sem desmerecer os generais e o astronauta.
    TA POUCO OU QUER MAIS.???
    Compare.!!!
    com os outros governo inclusive com o petralha.
    Kkkkkkkk
    Tchau corruptos, canalhas.

  2. Antenado disse:

    Efeito Bolsonaro

  3. Rui disse:

    Os Assaltos,Roubos de Carros,Arrastões,????????

  4. Osvaldo Delgado disse:

    ninguém fala

  5. Osvaldo Delgado disse:

    E os assaltos e roubos ? Isso nin fala.

FOTOS: Potiguar de apenas 13 anos coleciona sete conquistas no judô e jiu-jitsu brasileiro nos últimos quatro meses

  Foto: Arquivo pessoal

A judoca potiguar Ana Beatriz Feitosa, de apenas 13 anos, conquistou a medalha de prata no Campeonato Brasileiro Sub-15, na categoria meio-leve (-44kg), nesse sábado (3), na Arena da Juventude, em Deodoro, no Rio de Janeiro.

Joia potiguar, Bia, como é conhecida entre amigos e parentes, é atleta de judô da Equipe Nagashima, do professor Alexandre Magno, e garantiu com o vice-campeonato nacional uma vaga do Sul-Americano no meio deste mês no Chile, e ainda foi convidada para o Campeonato Pan-Americano no México, no mês de novembro.

7 conquistas em 4 meses – em judô e jiu-jitsu

Foto: Arquivo pessoal

Promessa do judô nacional, Ana Beatriz Malta Feitosa também é realidade no jiu-jitsu potiguar. Faixa verde da Gracie Barra Natal e aluna do professor Itácio Lisboa, conquistou três grandes feitos no último semestre: o topo nos campeonatos paraibano e Brasileiro(em Barueri, em São Paulo pela CBJJ 2019), e ainda o título do Nordeste Open, a principal competição nesta arte marcial na região, e, atualmente, uma das mais importantes do país.

Conquistas no Judô

Foto: Arquivo pessoal

Além do recente vice-campeonato nacional (etapa final) conquistado no Rio de Janeiro, Bia acumula nos últimos meses três topos: campeão estadual; campeã Brasileira da Região II; e Campeã da Copa Aracaju.