Drogas, roubos, homicídios e armas representaram mais de metade dos crimes julgados pela Câmara Criminal do TJRN em 2017

Crimes de tóxicos, roubos majorados, homicídios qualificados e crimes contra o sistema nacional de armas representam mais de 50% dos processos julgados pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. É o que aponta o Relatório Estatístico de Julgamentos divulgado pelo órgão nesta terça-feira (30). O documento traça um perfil do trabalho desempenhado pela Câmara Criminal no ano de 2017.

De acordo com o relatório, os crimes listados na lei de tóxicos, como o tráfico de drogas, motivam a maior parte dos processos levados a julgamento ou decididos por decisões monocráticas no segundo grau. Do total de crimes levados a julgamento, 21,94% estão ligados a crimes listados pela legislação. A matéria também é responsável por 23,14% das decisões monocráticas da Câmara.

Considerando apenas os julgamentos, as quatro matérias criminais que mais se repetem somam 54,07% do total. Além dos crimes enquadrados na lei de tóxicos, estão na lista roubo majorado (12,46%), homicídio qualificado (10,29%) e crimes do sistema nacional de armas (9,39%).

Com relação às decisões monocráticas, os mesmos crimes motivam 53,23% dos processos. No caso das decisões monocráticas o percentual é de 11,45% de roubos majorados, 10,14% de homicídios qualificados e 8,5% de crimes do sistema nacional de armas.

Produtividade

Ao todo, durante o ano de 2017, a Câmara Criminal realizou 3.039 julgamentos colegiados e proferiu 1.253 decisões monocráticas, resultando em 4.292 decisões ao longo de 39 sessões realizadas.

O órgão julgado é presidido pelo desembargador Glauber Rêgo e composto pelos desembargadores Gilson Barbosa e Saraiva Sobrinho. Também atuaram em julgamentos da Câmara no ano passado os desembargadores Zeneide Bezerra, Ibanez Monteiro, Cláudio Santos, Cornélio Alves, Dilermando Mota, Vivaldo Pinheiro e Amílcar Maia. Atuaram como juízes convocados, ainda, os magistrados Arthur Cortez Bonifácio, Luiz Alberto Dantas Filho, Ricardo Procópio e Sandra Elali.

Os dados que compõem o Relatório Estatístico de Julgamentos da Câmara Criminal foram coletados diretamente do Sistema de Acompanhamento Judicial (SAJ), do TJRN.

TJRN

 

COMENTE AQUI

RN: 8 Veículos roubados por dia e apenas 2 delegados para apurar

Cento e quarenta e seis veículos foram roubados, somente nos primeiros 17 dias desse ano, no Rio Grande do Norte. A média de oito roubos por dia preocupa autoridades de segurança pública e a população potiguar. Os dados são da Delegacia Especial de Defesa da Propriedade de Veículos e Carga (Deprov) que, segundo o titular, delegado Delmontiê Falcão,  não possui estrutura adequada para investigar e solucionar os crimes. Mesmo assim, no mesmo período, os policiais conseguiram recapturar 74 carros ou motocicletas em todo Estado. Natal concentra o maior número dos crimes e os bairros de Candelária e Lagoa Nova são os preferidos pelos bandidos.

Júnior SantosNovos veículos estão no Pátio do Centro Administrativo

Segundo a polícia, os criminosos roubam carros e motos com três intenções: vender as peças, usar os veículos para cometer outros assaltos ou, após clonagem de algumas peças de segurança, vender os veículos. Segundo Delmontiê, nos últimos anos, houve uma mudança de comportamento dos assaltantes. “Antes o roubo era feito com a intenção somente de vender. O sujeito roubava e achava facilmente quem comprasse. Hoje, isso mudou. Porém, o grande desafio é a clonagem dos veículos que são enviados inclusive para outros Estados. E isso é feito por bandidos profissionais, que têm técnica e conhecimento”, disse.

Nos últimos dois anos, a taxa de recuperação dos veículos roubados permaneceu a mesma. Esse ano, esse índice aumentou um pouco. Em 2010, foram 975 veículos recapturados. No ano seguinte, 1.200. Entre os carros achados e entregues ao dono no ano passado, não consta o Fiesta, modelo 2009, da estudante Janaína Soares [nome fictício]. A jovem de 28 anos prefere não revelar o nome porque os dois bandidos, além do veículo, levaram documentos de identificação. “Até documentos com meu endereço eles levaram. A gente fica com medo”, disse.

O crime ocorreu no dia 26 de dezembro passado, por volta das 18h30, na rua Alexandria, bairro Lagoa Nova. Os bandidos chegaram em uma moto e uma outra dupla, também motorizada, dava cobertura à ação. Armados, anunciaram o assalto e, com tom irônico, desejaram “feliz ano novo” à Janaína e mais quatro pessoas, entre elas duas crianças, que estavam dentro do carro. “Eles chegaram, apontaram as armas e fugiram. Felizmente ninguém saiu ferido. Ficou somente o prejuízo material e o medo da violência”, informou.

Segundo Janaína, o veículo dela foi usado em outro assalto. “Alguns pessoas, inclusive da Polícia, me disseram que os ladrões usavam o carro para assaltar a agência dos Correios lá de Cidade Satélite. Soube também que, lá em Lagoa Nova, está tendo muitos assaltos e o carro foi visto por lá”, disse. Para o titular da Deprov, o número de roubos não vai diminuir mesmo com a realização de blitzen e barreiras da Polícia Militar, por exemplo. “Blitz não prende assaltante. É preciso investir na polícia judiciária, na investigação, só assim os resultados positivos irão surgir com mais firmeza”, analisou Delmontiê. O delegado não soube informar quantas pessoas foram presas nos últimos dois anos, após envolvimento com roubos de veículos. O policial confirma que, embora não tenha estatísticas, os bairros de Lagoa Nova e Candelária são os mais visados pelos assaltantes. “Lagoa Nova e Candelária lideram os casos. O bairro de Capim Macio também é bastante visado”.

Apenas dois delegados, dois escrivães e seis agentes são os responsáveis pela investigação e apuração dos casos de roubos de veículos nos 167 municípios do Rio Grande do Norte. Para o efetivo, apenas duas viaturas. A estrutura deficitária não é o único entrave dos policiais civis lotados na Delegacia Especial de Defesa da Propriedade de Veículos e Carga (Deprov). O acúmulo de serviço burocrático é outro problema grave. Segundo o delegado Delmontiê Falcão, os agentes acabam realizando tarefas que caberiam ao Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN). “São vistorias em carros que tiveram algum problema. Acumulamos essa função e atrapalha o serviço”, disse. Além de efetivo, falta estrutura física e viaturas: são apenas duas. No pátio da Deprov, na zona Norte de Natal, carros e motos apreendidos estão amontoados em meio ao mato. “São veículos que aguardam decisão judicial ou que o dono não apareceu para reclamar”, informou o delegado.

Fonte: Tribuna do Norte

COMENTE AQUI

Guilherme Filho  18/01/2012

FATO:  "Blitz não prende assaltante. É preciso investir na polícia judiciária, na investigação, só assim os resultados positivos irão surgir com mais firmeza”, analisou Delmontiê. - Responder

Irmãos são presos após furtarem calcinhas em loja do Midway

Foto Sérgio Costa/Portal BO

Fernando dos Santos, de 26 anos, e Flaviano Silva dos Santos, de 24 anos, foram presos na tarde desta terça-feira (4), após cometerem um furto em uma das lojas do shopping Midway, na zona Leste de Natal. Os dois são irmãos e tentaram sair do local com calcinhas escondidas em uma sacola plástica.

De acordo com a polícia, eram 39 unidades, avaliadas em R$ 451. Segundo o segurança da loja, que preferiu não ser identificado, os irmãos já foram flagrados pelas câmeras do estabelecimento outras duas vezes furtando além de roupa íntima, chocolates.

“Por volta das 15h30, a dupla chegou novamente na loja e cometeu o furto. No entanto, nós já estávamos atentos”, disse o segurança. Quando tudo parecia resolvido e a polícia já estava a caminho, os dois conseguiram se soltar da segurança interna da loja e correram para a cozinha.

Lá, um se armou com um copo quebrado e o outro com uma faca de mesa. Depois de algum tempo de ameaças, os seguranças conseguiram rendê-los novamente. Os irmãos foram levados para o 3º Distrito Policial, no Alecrim, onde foram autuados por furto.

Informações Portal BO

COMENTE AQUI

Wql  05/10/2011

Bom pode utualos por Roubo ao inves de furto, pois houve viloencia/grave ameaça para assegurar a fulga.  O delegado deveria denuncialos por Roubo, tipificado no artigo 157 do CP - Responder

Lagoa Nova e Alecrim são os Bairros onde se roubam mais carros

Diário de Natal

Número de Ocorrências de Furto/Roubo de Veículos na Grande Natal (Janeiro – Junho)
2010 – 876
2011 – 826

Bairros com Maior Incidência de Furto/Roubo de Veículos na Grande Natal (Jan/Jun 2011)

Lagoa Nova – 23
Alecrim – 19
Vale Dourado – 18
Nova Natal – 16
Candelária – 15
Nova Parnamirim – 15
Felipe Camarão – 15
Santarém – 14
Cidade Satélite – 13
Quintas – 12

Fonte: Seac/Ciosp – Sesed

(mais…)

COMENTE AQUI

FOTO: Polícia Civil prende acusado de cometer roubos na cidade de Parnamirim

2014.01.30 - Thales Bernardino GomesPoliciais civis da 1ªDP de Parnamirim, sob o comando do Delegado Genezio Menezes, efetuaram na manhã desta quinta-feira (30) a prisão de Thales Bernardino Gomes, vulgo “Bebeto”,  19 anos, em cumprimento ao mandado de prisão expedido pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Parnamirim.

Thales já havia sido preso em agosto de 2013 por porte de arma de fogo e nos últimos meses estava cometendo roubos na cidade de Parnamirim.

As vítimas que reconhecerem o preso por outros delitos devem comparecer à 1ªDP de Parnamirim, para prestar declarações.

COMENTE AQUI

Polícia prende quadrilha de menores que roubavam carros

Portal BO/ Fotos Thyago Macedo

A Polícia Militar conseguiu apreender seis adolescentes acusados de dois roubos de carros. A quadrilha tinha feito vítimas em Natal e Santo Antônio do Salto da Onça, na noite desta sexta-feira (18) e na madrugada deste sábado (19). Dois seis jovens, dois têm 15 anos, dois 16 anos e outros dois têm 17 anos.

Eles foram pegos por policiais do 9º Batalhão que faziam diligências no bairro do Planalto e se depararam com os dois carros, quando um deles havia batido em um barranco de arreia e os menores tentavam retirá-lo do buraco.

O primeiro assalto foi registrado por volta das 22h de ontem, em Capim Macio, onde os acusados tomaram de assalto um veículo do tipo Fiat Uno de uma carioca que dá aulas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Os bandidos obrigaram que a professora ligasse o Fiat Uno e saísse dirigindo.

A partir daí, ela ficou como refém por aproximadamente 20 minutos e foi levada até o bairro de Candelária, onde acabou sendo liberada próximo ao cruzamento da avenida da Integração com avenida Prudente de Morais.

Após esse roubo, a quadrilha fugiu em direção a BR 101 e foram para o interior. Já por volta das 3h da madrugada, eles chegaram à cidade de Santo Antônio do Salto da Onça e ficaram circulando pelas ruas. Por volta das 4h, os bandidos viram um comerciante abrindo o portão de casa para sair e fizeram abordagem.

Dois dos menores foram até a vítima e usando uma arma conseguiram rendê-lo. Em seguida, eles o obrigaram a colocar vários objetos e roupas dentro do carro do comerciante, modelo Pálio Weekend, e fugiram no veículo. Além disso, também, fugiram levando R$ 500. Neste assalto, o restante da quadrilha ficou no Fiat Uno dando suporte para a fuga.

De posse de dois carros roubados, os seis adolescentes saíram de Santo Antônio do Salto da Onça e voltaram para Natal, indo até o bairro do Planalto, onde a maioria deles é residente. Para azar do bando, o menor que conduzia o Pálio Weekend roubado acabou perdendo o controle e caiu em um barranco de arreia, ficando com a frente do carro atolada.

Para tentar resgatar o veículo, os adolescentes tentaram puxá-lo usando o Fiat Uno. Neste momento, por volta das 6h, os policiais do 9º Batalhão que já estavam em diligência deram de frente com os suspeitos e decidiram fazer a abordagem. Com isso, ficou constatado que os dois carros eram roubados e os menores foram levados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul.

COMENTE AQUI

População prende assaltantes que roubavam nas ruas e calçadas perto do Midway

Foto Sérgio Costa

Portal BO

A própria população fez o trabalho de polícia, na noite desta sexta-feira (12), ao deter dois jovens, um de 18 e outro de 14 anos, acusados de vários roubos no bairro de Lagoa Seca. A dupla vinha praticando assaltos nas imediações do shopping Midway Mall.

Alan Pereira da Silva, de 18 anos, e o adolescente de 14 tentaram fazer mais duas vítimas, por volta das 18h. Eles abordaram duas mulheres que trafegavam na rua Alberto Silva e tentaram tomar a bolsa e o colar de uma delas.

(mais…)

COMENTE AQUI

Mãos ao Alto: a cada 5 horas um veículo é roubado na Grande Natal

De Paulo de Sousa para o Diário de Natal
Por dia, quatro proprietários de veículos foram vítimas da ação de ladrões na região metropolitana de Natal durante o primeiro semestre deste ano. A média é baseada nos dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e mostra que um carro é furtado ou roubado a cada cinco horas na Grande Natal. Os números da Subcoordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Sesed mostram que no período entre janeiro e junho deste ano, 826 casos de furto ou roubo de veículos na Grande Natal foram registrados pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Nessas ocorrências estão casos em que o carro, moto, caminhão ou ônibus foram tomados de assalto, levados de estacionamentos ou simplesmente arrombados, tendo os bandidos levado objetos de dentro do veículo.

COMENTE AQUI