Saúde

Veja os quais erros você pode estar cometendo na quarentena

FOTO: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Ficar em casa, usar máscaras ao sair na rua e lavar bem as mãos. As regras parecem simples, mas ainda levantam dúvidas. Diante das mudanças radicais no dia a dia ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus, o brasileiro em isolamento até tenta, mas tropeça na hora de seguir à risca as recomendações da OMS.

Ainda que permanecer em casa e evitar aglomerações seja a recomendação máxima para brecar a contaminação pelo vírus, vale prestar atenção em outros cuidados. Veja a seguir os erros frequentes de quem está em isolamento social.

Fazer/ receber uma visita

Quando a saudade aperta dentro de casa, tem quem não consiga enxergar mal em visitar ou receber visitas dos parentes. No entanto, a infectologista Raquel Muarrek, da Rede D’or explica que, mesmo permanecendo em casa, o risco de se contaminar nesta situação ainda deve ser levado em conta.

” A visita que chega na sua casa não vai trocar de roupa. Então, toda questão da higienização precisa partir dos dois lados e, acima de tudo, temos que lembrar que faz parte o distanciamento social e, muitas vezes, as pessoas esquecem e não levam em consideração, na própria residência.”

Usar a máscara de forma errada

Sair de máscara pode não adiantar muito se a manipulação do acessório não foi feita corretamente. Colocar as mãos no tecido, reaproveitar máscaras descartáveis ou ultrapassar duas a quatro horas de uso, dependendo da máscara, estão entre os principais erros cometidos por que utiliza esta proteção individual.

Esquecer de higienizar os animais de estimação

Sair para passear com os pets na rua está entre as atividades difíceis de se evitar. Embora o bichinho de estimação não contraia a doença, a infectologista explica que ele pode “carregar o vírus para dentro de casa, através do pelo, patas ou focinho.” Segundo Muarrek, o mais recomendável é lavar as patas do bicho com água e sabão ao chegar em casa.

Caminhar/ correr muito próximo em exercícios ao ar livre

Embora a prática de exercícios ao ar livre não esteja proibida, ela ainda divide a classe médica, uma vez que a propagação de gotículas pode aumentar conforme o esforço físico e as condições climáticas.

“Novos trabalhos demonstram que o vírus pode circular em um ambiente aberto, por até 20 metros”, explica Muarrek. “Essa propagação do vírus pode variar entre as pessoas que estão correndo e até mesmo pelo vento.”

Não trocar de roupa ao chegar em casa

Não é só lavar as mãos após voltar do trabalho, supermercado ou farmácia. A infectologista Raquel Muarrek, também, aponta que, da mesma maneira que acontece com os pets, o vírus também pode permanecer nas roupas. Daí, a importância de se trocar e tirar os sapatos ao chegar em casa.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Você copia o que seus amigos de redes sociais comem, aponta estudo

Um estudo da Aston University, na Inglaterra, descobriu que usuários das mídias sociais “copiam” os hábitos alimentares de seus colegas virtuais.  As pessoas têm maior probabilidade de comer frutas e vegetais – ou fast food – se acharem que seus amigos fazem o mesmo.

Na pesquisa, realizada pela Escola de Ciências da Vida e Saúde da instituição britânica e publicada na revista científica Appetite, os especialistas pediram a 369 estudantes universitários que estimassem a quantidade de frutas, vegetais, “lanches energéticos” e bebidas açucaradas que seus colegas do Facebook consumiam diariamente.

As informações foram cruzadas com os hábitos alimentares reais dos próprios participantes e mostraram que aqueles que achavam que seus círculos sociais comiam fast food, realmente consumiam mais esse tipo de alimento. Enquanto isso, aqueles que pensavam que seus amigos tinham uma dieta saudável, tinham tendência maior de comer frutas e vegetais.

Segundo os especialistas, essa prática pode ser resultado da percepção das postagens de amigos sobre os alimentos e bebidas que consomem — ou simplesmente compartilham fotos dos quitutes nas redes sociais. Além disso, as descobertas fornecem a primeira evidência de que nossos círculos sociais on-line podem influenciar implicitamente nossos hábitos alimentares.

“Com crianças e jovens gastando uma quantidade enorme de tempo interagindo com colegas e influenciadores através da mídia social, as novas descobertas importantes deste estudo podem ajudar a moldar a forma como fornecemos intervenções que os ajudam a adotar hábitos alimentares saudáveis desde tenra idade”, afirmou Claire Farrow, uma das pesquisadoras, em comunicado.

Galileu

Opinião dos leitores

    1. Exato, e que é idiota. Se o outro comer merda ele come também!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Por que você não deve tomar decisões de barriga vazia, segundo este estudo

(leremy / getty images/Montagem sobre reprodução)

Uma das regras de ouro para que uma visitinha regular ao mercado não acabe saindo mais caro que a encomenda é controlar impulsos. E, para isso, não estar com a barriga vazia pode ser um divisor de águas. O fator fome faz você ser mais mão aberta – e nem só por causa do olho gordo. Compradores famintos gastam até 60% mais grana e também adquirem mais itens não comestíveis, segundo um experimento de 2015.

O que uma nova pesquisa demonstrou é que a tomada de decisão de alguém com fome não fica comprometida apenas nas gôndolas do mercado. Reprimir a vontade de fazer uma boquinha, segundo descobriram pesquisadores da Universidade de Dundee, na Escócia, pode atrapalhar também em outros tipos de escolha.

O experimento considerou um total de 50 pessoas, analisadas em dois momentos distintos: no primeiro, tinham se alimentado normalmente e, no outro, não tinham nada na barriga o dia inteiro.

Os cientistas perceberam que, quando ofereciam uma opção aos voluntários para receber uma recompensa no ato ou esperar um certo tempo para ter o valor dobrado, o tempo suportado pelos dois grupos era distinto. Enquanto pessoas alimentadas esperavam até 35 dias para colocar a mão na grana, esfomeados só diziam suportar 3.

A explicação desse efeito, segundo os pesquisadores, é que a urgência por forrar o estômago alterou o sistema de recompensa dos cérebros dos participantes. Afinal, se você está faminto, poderia topar receber menos comida para resolver a emergência na hora.

Como havia uma exigência fisiológica gritando, pensar a longo prazo se tornava mais difícil – da exata maneira que acontece com pessoas que têm trabalhos mais estressantes e, para descontar, comem mais junk food. Isso as torna mais propensa a ceder a vontades menos recompensadoras.

O estudo foi publicado na revista científica Psychonomic Bulletin and Review.

Super Interessante

Opinião dos leitores

  1. Adoro esses estudos de observação científica que tratam seres humanos tal qual ratos de laboratório… Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além, tenho dito.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Ilha na Grécia dá terreno e ainda paga para você morar; pessoas de outras nacionalidades também são aceitas

Reprodução

Está cansado da vida que leva por aqui? Uma ilha na Grécia está oferecendo 450 euros (cerca de R$ 1950) por mês e um lote de terra para você se mudar para lá e construir sua casa ou montar sua empresa.

A “oportunidade dos sonhos” para muitos é para povoar Anticítera, que tem apenas 24 pessoas – número que sobe para 40 durante o Verão. A ilha fica entre Creta e Cítera e fica a 45 minutos de avião de Atenas.

Segundo o “The Sun”, o esquema é patrocinado pela Igreja Ortodoxa Grega, que pagará o valor por três anos aos novos habitantes. A prioridade é para famílias jovens, já que a população vem caindo lentamente, pois os jovens que viviam lá estão saindo para trabalhar em ilhas gregas mais ocupadas.

Há empregos para pescadores, construtores e padeiros. Quem gosta de comodidades, no entanto, deve pensar bem: em Anticítera não existe banco ou caixa eletrônico, apenas uma pequena loja, que vende alimentos básicos e vegetais cultivados na ilha, além de vinho. Mas não há motivos para total desespero: eletricidade e internet já chegaram ao local.

Quatro famílias já foram aprovadas. A prioridade é para gregos, mas pessoas de outras nacionalidades também são aceitas. De acordo com o jornal inglês, é possível ter mais informações no telefone no site https://www.antikythiradirect.com/contact ou ligando para o Conselho Local, no número + 30 2736033004.

Casa Vogue – Globo

Opinião dos leitores

  1. Acho essa oferta boa de mais para ser verdade, mas me diverti muito lendo os comentários hilários. Tem gente que pelo visto não leu o texto que diz "A prioridade é para famílias jovens", e vem aqui gente se aposentando ou solteiros se candidatar. Outra: prioridade para gregos, mas entendam que se for escolher outra nacionalidade vão preferir europeus. A Grécia estaria procurando pessoas estáveis para agregar a ilha e não um bando de desesperado pra fugir do Brasil. Tem gente aqui botando currículo, nome, telefone, e-mail, qualidades como "gosto de natureza, tenho coragem". Gente aposentada que já deve precisar de cuidados médicos. Eles não precisam de escravos. Por isso o Brasil é essa merda, só tem gente maluca e ignorante. Vergonha.

  2. Gostaria muito de morar nessa ilha ,e levar várias pessoas que conheço pra conhecer e quem sabe morar lá tbm ,eu quero muito ir eu e mi há companheira e meus filhos ?

  3. Fiquei muito interessada, Tenho 61 anos, 4 filhos casados.
    Seria tudo que pedi a Deus!!!!

  4. Eu iria morar neste paraíso muito feliz sou jardineiro de formação mas atualmente exerço a profissão de cabeleireiro

  5. Muito bom o Projeto ..fiquei interessado..trabalho em Brasilia como tecnico de enfermagem em um hospital de grande porte…mas estou proximo de me aposentar …e trabalharia em outros tipos de servico.. segue meu:e-mail …numero de celular:(61)993406104(zap)(61)992836030(zap)..por favor me mande noticia

  6. Olá sou Garoto de programa Brasileiro , estou interessado em abrir meu primeiro puteiro na Grécia. O Mercado está em alta. Certeza que nas férias não irá faltar turista. Isso vai lotar que é uma beleza.
    Obs: Faço doação do meu espermatozoide para nativas que queiram ter filhos e falta pretendentes.

  7. Tenho 36 anos..meu marido tem 37. Temos 5 filhos.
    Marido professor de dedicação fisica e eu chefe de cozinha. Seria muito bom morar lá..abrir um negócio na área de alimentos e ginástica

  8. Oiii sou separada e tenho dois filhos adolescentes tenho interesse de ir morar em um lugar assim

  9. Ola! Tenho interesse em ir para esta ilha, meu esposo é aposentado e eu sou dona de casa, gostariamos muito de morar em um lugar assim.

    1. Eu tenho interesse, tenho abilidades de lida com a natureza, sou nascida na Amazônia, mas moro em mogi das cruzes SP, e tenho curso de enfermagem. Tenho filha e o meu namorado aceita também em mora na Grécia. Obrigada pela atenção. Cleide

  10. Sou a marilia tenho vontade de morar nesta ilha sei fazer de tudo um pouco principalmente na área da agricultura ,achei a proposta interessante que faço pra saber como chegar lá. Tenho 63 anos mas sou uma mulher de fé e coragem ,gosto da natureza ,me acho muito produtiva ,me orientem como ir obrigada

  11. Olá meu nome é Bianca e fiquei interessada, tenho 24 anos e sou brasileira mas me mudaria sem problemas pra ter um novo conhecimento e experiência profissional,sou decoradora de bolos. E amo lugares tranquilos

  12. Ok me chamo Danielle tenho 34 anos não tenho filhos e gostos de ter minha família na Grécia, tenho projeto bem.bacana e amo a natureza me parece um bom lugar para morar e ter uma move experiência de comecar tudo novamente já que não tenho mas meus pais. E possível eu receber um convite de vocês sou brasileira rsrsrs já me sinto uma cidadã da Grécia

  13. Tenho interesse em ir morar nesta Ilha com minha família .
    Eu sou padeiro e tenho também profissão de manutenções residência e industriais …
    Se me pagare as passagens irei com.minha família.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *