Abertas inscrições para concurso de desenho da Bandeira Nacional, que vai premiar os dez melhores trabalhos, e dois de cada região

FOTO: Valter Campanato/Agência Brasil

As inscrições para o 1º Concurso Sua Arte no Livro Didático começaram nesta sexta-feira (21). Realizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao Ministério da Educação, o concurso vai premiar os dez melhores trabalhos dentro da temática “A Bandeira Nacional”, dois de cada região do país.

Estudantes matriculados no ensino médio em escolas públicas podem participar com um desenho cada. As inscrições deverão ser feitas pelos diretores, por meio do portal do FNDE até o dia 15 de abril e são limitadas a dois alunos por escola.

Os critérios para a escolha das artes vencedoras são criatividade, relação da imagem com a temática, harmonia estética, impacto visual e expressividade. A comissão de avaliação será composta por um aluno da rede pública, maior de 12 anos, que não esteja participando do concurso, um ilustrador profissional e três representantes do FNDE.

As cinco melhores artes da Bandeira Nacional serão impressas na quarta capa dos livros didáticos do ensino médio de 2021, que fazem parte do Programa Nacional do Livro e Material Didático, responsável pela distribuição de obras didáticas, literárias e pedagógicas para alunos e professores das escolas públicas de educação básica.

Os cinco primeiros colocados também vão ganhar um computador e uma viagem à cidade de São Paulo para a premiação do concurso, que será realizada na Bienal Internacional do Livro. O resultado vai ser divulgado em 3 de agosto.

Os demais selecionados serão premiados com um tablet e a viagem para a capital paulista. Os diretores e escolas dos estudantes vencedores recebem uma placa de participação.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Para falar a verdade, contribuiria apenas com a inversão do lema: "Desordem e atraso". Afinal é isso que temos em abundância nesta República Surrealista dos Trópicos, desde sempre.

  2. Verde e Amarelo disse:

    Uma coisa que a 20 anos foi deixado de lado: PATRIOTISMO.
    Continuam tentando acabar com a família, mas aos poucos e contra toda mídia tradicional, a PÁTRIA, A FAMÍLIA e a RELIGIÃO começam a voltar a moda e ao noticiário.
    Uma excelente iniciativa que precisa ser cada vez mais incentivada.

    • Minion alienado disse:

      Adoro os patriotas fake!!! Sãos mesmo que sonegam impostos, cometem infrações de trânsito, furam filas etc

    • Anti-Político de Estimação disse:

      "…..começam a voltar a moda e ao noticiário". Qual, o das bolhas dos fanáticos, que só lêem o que interessa e detestam críticas ??

  3. Papo_Reto disse:

    Acho que ela vermelha ficaria linda.

Criador dos Simpsons revela onde fica Springfield

Milhões de pessoas sabem que Homer Simpson e sua família moram em Springfield, mas a verdadeira inspiração para a cidade de Os Simpsons há mais de duas décadas é um mistério para os espectadores.

O criador da série diz que nunca quis revelar a verdadeira localização de Springfield para não “arruiná-la para as pessoas” – bem, isso até hoje.

Em entrevista à edição de maio da revista Smithsonian, Matt Groening contou que a cidade da ficção – praticamente uma personagem à parte nas aventuras da família amarela – é baseada em Springfield, Oregon, que fica perto de Portland, onde ele passou a infância.

Ele também se inspirou no nome da cidade depois de vê-la no programa de TV Father Knows Best, da década de 1950. “Percebi que Springfield é um dos nomes de cidade mais comuns nos EUA. Antevendo o sucesso do programa, eu pensei: ‘Isso vai ser legal, todo mundo vai pensar que é a sua Springfield’. E pensam mesmo”, disse Groening.

As histórias de Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie viraram um clássico na TV norte-americana desde o surgimento da série, há 23 anos. O programa já ganhou 27 prêmios Emmy, e tem uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Uma expressão usada por Homer – “D’oh” – foi incorporada em 2011 ao Dicionário de Inglês de Oxford.

Os personagens têm os mesmo nomes da família de Groening – o pai dele se chama Homer (homenagem ao poeta grego Homero), a mãe é Margaret, e ele tem irmãs Lisa e Maggie.

Bart, portanto, é o “alter ego” do próprio autor, que no entanto não batizou o menino travesso de “Matt” porque achava que seria mais divertida “essa ideia de um pai brabo gritando ‘Bart’, e Bart soa como o ‘bark’ (latido) de um cão latindo”.

As alusões ao Oregon não param no nome da cidade. Groening também batizou alguns personagens com os nomes de ruas em Portland, como o reverendo Lovejoy, o aluno valentão Kearney e o vizinho mala-sem-alça Ned Flanders.

No ar desde 1989 pela Fox, Os Simpsons é a sitcom há mais tempo no ar na TV norte-americana. Ela é exibida em mais de cem países e 50 idiomas, e ainda atrai semanalmente uma média de 7,7 milhões de espectadores nos EUA.

 

Fonte: Estadão

Estilista de sucesso no mercado europeu promove workshop em Natal

A estilista Caroline de Souza, que já comandou vários desfiles do Athenas Fashion Week, está passando uma temporada em Natal para promover um workshop sobre desenho de moda.

Caroline que é sucesso no mercado europeu com apresentações em Milão, na Itália, fica em Natal até fevereiro, mas o workshop já começa esta semana no Café Salão, na Ribeira. As reservas para inscrição no evento já estão disponíveis no site http://www.carolinedesouza.com/workshop.

O workshop de desenho de moda é idealizado para estilistas, estudantes da área, fashionistas e curiosos que simplesmente gostam do tema. Serão três módulos desenvolvidos sempre em dois dias: 18 e 19 de janeiro; 24 e 25 de janeiro; e 31 janeiro e 1º de fevereiro.

Mais informações estão disponíveis no próprio site de reservas.