Geral

Rio de Janeiro anuncia Réveillon com 13 palcos pela cidade e fogos

Foto: Gabriel Monteiro – 1.jan.2019/ Secom/ Agência Brasil

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou nesta sexta-feira (6) o edital para o Réveillon de 2022. Serão dez palcos espalhados pela cidade e outros três em Copacabana, bairro que há anos promove uma das maiores festas de Ano Novo do mundo.

No Diário Oficial, foram publicados dois cadernos de encargos com as obrigações que as empresas interessadas devem cumprir para realizar os eventos. Uma das principais novidades deste ano é o retorno da queima de fogos no alto da Igreja da Penha, que possui 382 degraus até o acesso. O santuário fica na zona norte da capital.

As empresas selecionadas ficarão responsáveis pela criação, desenvolvimento, planejamento, execução e prestação de contas do projeto. Em contrapartida, terão permissão de uso da marca na realização do evento.

A Riotur, empresa de turismo do município do Rio de Janeiro, informou que duas licitações ainda serão abertas para a contratação das empresas responsáveis pelas balsas e pela queima de fogos.

As comemorações estão condicionadas ao cenário epidemiológico da pandemia na cidade. O estado do Rio de Janeiro lidera o ranking de casos da variante Delta no país, com 203 e quatro mortes.

O Réveillon de 2021 foi cancelado por causa da pandemia de Covid-19. Em dezembro do ano passado, a prefeitura do Rio optou pela suspensão em respeito às vítimas da doença e atendendo aos protocolos sanitários que estavam vigentes naquele período.

Casos de Delta e hospitalizações de idosos

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de casos confirmados da variante Delta do coronavírus, originária da Índia: 101, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Esses números são obtidos a partir de amostras sequenciadas. No estado, esse sequenciamento fica a cargo da Rede Corona-Ômica RJ, do qual o Lacen faz parte.

Até esta quinta-feira (5), o estado do Rio de Janeiro contabilizou 59.659 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Desde 27 de julho, o estado registrou seis dias de aumento na média de mortes e apenas um de estabilidade. Já os leitos de terapia intensiva para Covid-19 estabilizaram em 56% de ocupação na rede estadual, segundo a secretaria estadual de saúde.

Após quatro meses de queda, o número de hospitalizações de idosos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG por Covid-19) vem aumentando no estado do Rio de Janeiro. É o que aponta um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ainda em fase de conclusão, divulgado nesta terça-feira (3). A análise indica que, apesar do aumento, as faixas de 60 a 69 anos e 70 a 79 anos continuam em uma situação bem melhor do que a apresentada em picos anteriores. A maior preocupação continua sendo com a população acima de 80 anos.

Confira os locais da festa de Réveillon no Rio:

Copacabana

Boulevard Olímpico

Praça Guilherme da Silveira, em Bangu

IAPI da Penha

Praça Paulo da Portela, no Parque Madureira

Praia do Flamengo

Praia da Moreninha, em Paquetá

Praia da Bica, na Ilha do Governador

Praia da Capela, em Guaratiba

Praia de Sepetiba

Piscinão de Ramos

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. RJ sempre na vanguarda, principalmente dos maus exemplos, pense num estado esculhambado. vejo o RJ como a essência do povo brasileiro.

  2. Maior loucura, pensam no dinheiro e não na saúde da população.
    O Brasil não controla a entrada de turistas em seu território no tocante a exigir comprovante de vacina.
    Vergonha.

  3. Bom que se der outro pico de casos após a festança há tempo para preparar o discurso de culpa do PR.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cidade do Espírito Santo terá teste de vacinação em massa com vacina da AstraZeneca e utilizará meia dose em pessoas de 18 a 49 anos

Foto: CNN Brasil

A cidade de Viana, no Espírito Santo, fará um teste com uma vacinação em massa em sua população. Será usada meia dose da vacina do laboratório AstraZeneca, que é produzida pela Fiocruz, em duas doses. Ao invés de duas doses com 0,5 ml cada, com intervalos de três meses, como ocorre nos postos de saúde hoje, no teste serão duas doses com 0,25 ml, com o mesmo intervalo de tempo entre elas.

A Coronavac, produzida pelo laboratório Butantan, também fez um estudo de vacinação em massa em Serrana, no interior de São Paulo, mas com a mesma dose aplicada nos postos de saúde. Lá, resultados iniciais mostraram queda de 95% no número de mortes por Covid-19.

O anúncio sobre o teste da vacina de Oxford foi feito nesta sexta-feira (4) pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Também participam da coletiva o secretário de Estado da saúde, Nésio Fernandes, e representantes da OPAS e Fiocruz.

O objetivo do estudo é avaliar a efetividade da vacina imunizando 85% da população de Viana de 18 a 49 anos, o que contabiliza cerca de 35 mil habitantes, de acordo com o número de eleitores. A cidade foi escolhida porque é próxima da região metropolitana, além de ser um centro logístico que fica às margens da rodovia que dá acesso à Vitória, Minas Gerais e Rio de Janeiro – se tornando uma cidade com potencial forte de transmissão e contaminação.

Segundo a médica Valéria Valim, coordenadora do projeto científico, o estudo terá como público-alvo moradores de Viana que não tomaram nenhuma das doses e que não fazem parte de grupos prioritários estabelecidos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). Os casos serão acompanhados por um ano.

“A população será acompanhada por um ano para observar a efetividade da vacina produzida pela Fiocruz. Queremos observar a redução de casos e de mortes por Covid-19 após a imunização, por exemplo. Baseado em estudos preliminares, esperamos que vacina em dose ajustada, ou seja, metade da dose padrão, seja suficiente para produzir anticorpos e células de defesa e reduzir 60% da incidência de Covid-19, ao longo de seis meses após a vacinação”, disse Valéria Valim.

O teste em massa está previsto para 12 e 13 de junho, em 34 pontos de vacinação, e será coordenado por equipes de pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes da Universidade Federal do Espírito Santo e da Fundação Oswaldo Cruz. As doses da vacina Astrazeneca Oxford/Fiocruz foram doadas pelo PNI.

Hoje, Viana conta com mais de 18 mil pessoas vacinadas com a primeira dose de vacinas e, com esse teste, será a cidade do estado do Espírito Santo com maior cobertura vacinal contra a Covid-19.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

    1. Cobaias foram e são os que se submetem a tomar cloroquina oral ou nasal por nebulização …

    2. Manoel F. Esqueceu de citar anal também. Pois quem tomou este medicamento, não deixa a hipótese de ter tomado no c*.

    3. E essa vacina foi aprovada pela ANVISA sem ser testada? Que diabos você tem no lugar dos miolos, Rogers? Seria Ozônio?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cidade que fez vacinação em massa em SP tem média de mortes até 4 vezes menor que vizinhas

Foto: Instituto Butantan/Divulgação

Mais de um mês depois do término de uma vacinação em massa contra a Covid-19, Serrana (SP) registra uma média de mortes causadas pela doença até quatro vezes menor, se comparada com municípios com população similar na região de Ribeirão Preto (SP).

Desde o início de maio até quarta-feira (19), a cidade escolhida para o Projeto S, estudo do Instituto Butantan sobre a efetividade da CoronaVac, registrou três novas vítimas, contra óbitos que oscilam entre 5 e 13 nas demais. Com isso, a média para cada 10 mil habitantes é de 0,66, contra 2,89 na pior situação epidemiológica entre as outras três localidades.

Serrana também apresenta melhores retrospectos com relação às médias móveis diárias e, agora, também na totalização de mortes quando comparada com outras cidades (veja ao longo da reportagem).

O comparativo foi feito com Orlândia (SP), Pontal (SP) e Jardinópolis (SP), que têm entre 45 mil e 50 mil habitantes, mas, diferente de Serrana, ainda não atingiram a mesma proporção de moradores imunizados contra a doença.

Enquanto as duas doses chegaram a 60% da população por meio do estudo, nessas outras cidades as doses chegaram a proporções que variam entre 6% e 10%.

Para especialistas como o médico infectologista Fernando Bellissimo, da USP de Ribeirão Preto, os números colocam em evidência um dos principais resultados esperados pela vacina desenvolvida pelo Butantan com a Sinovac, que é de reduzir a manifestação de casos graves da doença.

“Esse é o efeito esperado da vacina Coronavac: redução da mortalidade, sem grande efeito sobre a incidência. Ou seja, a vacina previne o adoecimento com maior gravidade, mas não a infecção pelo SARS-CoV-2. Portanto, não há imunidade de rebanho como alguns pretendem”, diz.

Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde de Serrana informou que não comentará números nem passará mais informações além das divulgadas periodicamente no boletim epidemiológico, até a divulgação dos resultados do estudo, prevista para o fim de maio.

O Instituto Butantan não comentou os dados até a publicação desta reportagem, mas confirmou que os resultados do estudo do Projeto S devem ser divulgados nos próximos dias.

Vacinação em massa

Iniciada em 17 de fevereiro, a imunização em massa foi concluída em 11 de abril, com mais de 27 mil pessoas vacinadas duas vezes, o equivalente a 60% da população de Serrana.

Por terem ficado de fora dos testes nas fases anteriores sobre a CoronaVac, não foram imunizadas no projeto menores de idade, mulheres grávidas ou em amamentação, pessoas com doenças graves e quem teve febre 72 horas antes da vacinação.

Localizada a 315 quilômetros de São Paulo, a cidade foi escolhida para o estudo clínico por ter um baixo número populacional, de 45.644 habitantes, além de estar próxima a Ribeirão Preto, que é considerada uma referência nacional em saúde.

Além disso, Serrana apresentou dados preocupantes de transmissão do vírus em um inquérito sorológico realizado pelo Instituto Butantan em 2020, que estimou que a cidade tinha 10,6% dos moradores infectados pelo novo coronavírus.

Além da queda nos casos e mortes após a vacinação em massa, entre os indicadores positivos profissionais da área também registraram queda de 55% no número de pacientes atendidos pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e uma proporção sete vezes menor de pessoas que desenvolveram complicações da doença.

Um acompanhamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, também indicou baixa constante na média móvel de casos da doença desde meados de março.

Mortes e casos por 10 mil habitantes

Com base em números divulgados pelas prefeituras, é possível apontar que, desde março, a média de mortes por grupo populacional está em queda em todos os municípios avaliados. Mas, entre eles, Serrana é o que tem a menor proporção de óbitos causados pela Covid-19.

Nos registros entre 1º e 19 de maio, em um grupo populacional de 10 mil pessoas, a taxa é de 0,66, menos de um quinto da média de Jardinópolis, com 2,89, e até 55% abaixo do atingido em Orlândia e Pontal, entre 1,13 e 1,18.

A média também representa a metade do registrado em abril, quando a cidade já tinha a menor incidência no comparativo.

A baixa também é observada com relação aos novos registros gerais da Covid-19, ainda que a eficácia global para casos sintomáticos seja de 50,38%, segundo os resultados de testes divulgados pelo Butantan em janeiro.

Em Serrana, a média de casos por 10 mil habitantes vem caindo desde março e até o dia 19 deste mês é de 44,91, o que deixa a cidade acima de Pontal, com 42 registros por 10 mil pessoas, mas abaixo de Orlândia e Jardinópolis, onde há, em média, entre 68 e 103 novos registros no mesmo contingente populacional.

Números acumulados da pandemia

No acumulado desde o início da pandemia, o município ainda é o que tem o segundo maior saldo de casos, com 3.906 pessoas infectadas, somente atrás de Pontal, mas é o que menos acumula mortes, com 87. Veja os resultados por cidade:

Serrana: 3.906 casos e 87 mortes

Pontal: 4.011 casos e 132 mortes

Orlândia: 3.518 casos e 97 mortes

Jardinópolis: 3.111 casos e 121 mortes

Médias móveis

Quando avaliadas as médias móveis diárias, ou seja, baseadas nos novos registros dos últimos sete dias, Serrana também apresentou melhora no retrospecto ao longo das semanas, até ficar abaixo de outras cidades.

Na avaliação das mortes, em 11 de março, o município teve um pico de 0,86, número que chegou a superar Orlândia e Jardinópolis e ficou oscilando até 24 de março, quando começou a demonstrar tendência de queda.

Ainda com elevações pontuais, sem voltar aos patamares anteriores, a média móvel chegou a 0 entre 22 de abril e 4 de maio, e desde então ficou em 0,14, número semelhante ao de Pontal.

Na análise dos casos, a média móvel chegou a 38 no dia 19 de março em Serrana, índice que superava os das outras três cidades, mas se manteve com tendência de queda até 2 de maio, quando atingiu o patamar de 2,86, abaixo de todos os outros.

Os números voltaram a subir, mas em níveis abaixo dos anteriores, e até o dia 19 chegou à média de 12,57 casos, acima de Pontal (10,71), mas abaixo de Orlândia (23) e Jardinópolis (20,86).

G1

 

Opinião dos leitores

  1. O pior dessa falta de vacinas foi a pagina da prefeitura de Natal continuar colocando ‘filas intensas’, filas moderadas etc quando não existia mais sequer uma dose. Enganosa e provocadora de prejuízos para os cidadãos a a pagina: https://vacina.natal.rn.gov.br/

  2. O sindicato dos professores fez duas manifestações esse ano:
    a primeira para que a educação não fosse considerada atividade essencial.
    a segunda que os professores tivessem prioridade na vacinação.
    Existe coerência nisso?
    Se professor deve ter prioridade, por quê não estariam incluídos os policiais militares e civis, os garis, motorista de ônibus, funcionários de supermercado, padarias, farmácias, açougues, bombeiro de posto de gasolina, construção civil e todo pessoal que vem trabalhando normalmente?

  3. Sou a favor da vacinação, mas a forma que foi veiculada pela imprensa, de que o indivíduo vacinado não apresenta a forma grave e nem vem a óbito, esta sendo um tiro no pé.
    Pois o próprio estudo feito em Serrana mostra números contrários, apesar que diminuiram drasticamente os casos.
    Todo cuidado é pouco, ainda não sabemos totalmente com o que estamos lidando. Acho que é valido todos os métodos que possamos utilizar, acho melhor pecar pelo excesso, do que pela falta.

    1. Em se tratando de medicação, excesso significa OVERDOSE

    1. Basta vc pesquisar um pouco, compare as capitais do sudeste ( onde não houve protocolos de tratamento precoce ), com as outras capitais que aderiram em parte ao tratamento precoce. Veja o dado de mortalidade/habitante e tire suas conclusões

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Iceberg três vezes maior que a cidade de São Paulo se separa na Antártica, está à deriva e se torna o maior do mundo

Foto: ESA / via AFP Photo

Um bloco de gelo batizado de A-76 se desprendeu de uma plataforma de gelo na Antártica, no Hemisfério Sul, e se tornou o maior iceberg do mundo, anunciou a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), com base em imagens de satélite do programa europeu Copernicus.

O iceberg tem cerca de 170 km de comprimento por 25 km de largura e uma área total de 4.320 km², está agora à deriva no Mar de Weddell, de acordo com comunicado da agência divulgado na quarta-feira (19).

O gigantesco iceberg tem uma área três vezes maior que a da cidade de São Paulo, que é de 1.521 km².

O Mar de Weddel, onde esse bloco de gelo vai flutuar, é uma porção do oceano que fica abaixo da América do Sul.

O instituto British Antarctic Survey (BAS), organismo britânico de pesquisa para as zonas polares que tem uma base próxima ao A-76, confirmou o rompimento do gigantesco bloco de gelo.

Anteriormente, o maior iceberg do mundo era o A-23A, com área de 3.380 km2, também à deriva no mar de Weddell, segundo a ESA.

A separação de porções de grandes plataformas de gelo e formação de icebergs é natural, mas nos anos recentes algumas partes da Antártica se desintegraram com rapidez. Os cientistas acreditam que isso pode estar ligado às mudanças climáticas.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Nos últimos oito dias, 54 cidades do RN apresentam piora nos índices e 5 estão em ‘nível vermelho’

Foto: Divulgação

O  indicador composto da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que reúne dados como casos confirmados, ocupação de leitos e óbitos e dá uma pontuação entre 1 e 5 para cada cidade, aponta que a situação da pandemia piorou em 54 das 167 municípios do estado nos últimos oito dias. Os dados foram colhidos entre os dias 10 e 18 de maio.

O estudo permite o mapeamento da evolução semanal de casos por município e assim ter um monitoramento da pandemia em todo o estado.  Segundo o indicador composto, a maioria dos municípios do estado apresentaram estabilidade neste período: foram 84. Já as cidades que apresentaram melhora nos índices foram 29.

Dos municípios que tiveram piora, 16 deles estão na área da Regional de Saúde Pau dos Ferros, o que representa 46% das cidades dessa zona. Na Regional de Saúde de Mossoró, 50% dos municípios apresentaram piora – 7 deles. Na Regional de Caicó, foram 10 – 40%.

Os municípios com piores índices atualmente no indicador composto da pandemia são Carnaubais, Itajá, Grossos, Doutor Severiano e Felipe Guerra. Esses cinco municípios estão em nível vermelho, considerando todos os pontos analisados pelo indicador.

Carnaubais, Itajá, Grossos, Doutor Severiano, Felipe Guerra, Coronel João Pessoa, Portalegre, Janduís, Alto do Rodrigues, Florânia, Japi, Itau, Jardim de Piranhas, São Miguel, Serrinha, Pendências, Serra Negra do Norte, São José de Mipibu, Santo Antônio, Triunfo Potiguar estão entre as 20 piores  neste momento da pandemia.

Na contramão, os cinco municípios em melhor nível atualmente na pandemia são  Messias Targino, Ipueira, Serra de São Bento, Equador e Baía Formosa. Além deles. Ainda completam a lista dos 20 com melhores indicadores atualmente:  São Francisco do Oeste, Santa Maria, São José do Campestre, Riacho da Cruz, Ruy Barbosa, Francisco Dantas, Luís Gomes, Serra do Mel, Taboleiro Grande, Água Nova, Cerro Corá, Lagoa Nova, Poço Branco, Major Sales e Olho D’Água do Borges

Com acréscimo de informações do G1

Opinião dos leitores

  1. Sr. Manoel, você dizer que não defende Lula quer enganar quem? vai procurar uma uma lavagem de roupas seu babaca.

  2. Bora fazer outra “parada do orgulho gado” como no dia 1º de maio para aumentar esses números talkei!

    1. Vagabundo , vai arrumar um quintal para limpar , uma casa para pintar , seu líder , aquele que fez o maior roubo da história da humanidade Lula, o chefe dos IDIOTAS , conseguiu se safar da justiça dos corruptos , mas não irá escapar da justiça de DEUS

    2. Brasil, não perca seu tempo com esse tipo de gente. Não vale a pena. E como ele tem vários outros babacas por aqui. Deve ser militância paga.

    3. KKKK. O gado mugindo alto agora!? Eu quero LULA preso babacas! Por causa do presidente MINTO que elegemos (eu votei nele…) não tivemos nenhuma medida anticorrupção aprovada, nenhum projeto para possibilitar prisão em segunda instância! Quem gosta de político corrupto são vocês e o seu MINTO (se aliou a vários condenados e presos pelo mensalão e petrolão)…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cidade de São Paulo tem queda de 90% em mortes de idosos por covid-19

FOTO: EVANDRO LEAL/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

A cidade de São Paulo (SP) teve queda de 90% no número de mortes de idosos – com 60 anos ou mais – por covid-19 no mês de abril. Os dados foram divulgados pelo governador João Doria (PSDB) em suas redes sociais.

O gráfico divulgado por Doria indica que, antes deste mês, as faixas etárias de 60 a 69 anos, 70 a 79 e 80 a 89 tiveram um aumento considerável nos óbitos entre fevereiro e março, mês mais crítico da pandemia no estado e em todo o Brasil. Somente a faixa dos 90 anos ou mais não apresentou acréscimos significativos entre os dois meses.

O gráfico indica também uma redução acentuada em abril, sobretudo nos dados das três primeiras faixas etárias.

A cidade teve, em março, mais de 3.400 mortes pelo novo coronavírus, sendo cerca de 2.600 na faixa dos 60 a 70 anos. Em abril, o número de óbitos por covid-19 ainda não chegou a 350.

Desde o início do processo de vacinação contra a covid-19, em janeiro a cidade de São Paulo imunizou, de maneira decrescente, grupos das faixas etárias de 90 anos ou mais até os idosos de 64 anos, os vacinados na capital paulista atualmente.

No total, o município imunizou 1.988.344 pessoas ao menos com a primeira dose. Destas, 1.122.376 já receberam a segunda.

Foto: Reprodução

R7

 

Opinião dos leitores

  1. Pelos comentários e raciocínio ilógico dos especialistas escritores do blog: Quando as mortes e contágios ESTÃO em alta, a culpa unica e exclusiva é do governo gederal. Quando passa o ciclo/onda da covid, ficando as mortes e infecções em baixa, o mérito é dos municípios e estados… Mudam as posições de acordo com a conveniência política. Se preparem, pois ainda vem outras ondas por aí, vocês ainda vão ter muito tempo para defecarem pelos dedos nas redes sociais… Como disse uma especialista: para que médico , se temos jornalistas e seguidores das seitas da extrema direita e esquerda radical?

  2. Argentina caminha para miséria e opressão , É ISSO QUE CRETINOS QUEREM PARA O BRASIL.

  3. Bota quente BOLSONARO. Não é a toa o melhor Presidente do Brasil.
    Tem alguns que preferem cachaceiro, mijado, ladrão, mentiroso ou até mesmo calça justa.
    BOLSONARO 2022

    1. 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣
      Ozônio? O gado adooooora….kkkk

  4. Seguindo o raciocínio majestoso e sagrado do MINTOmaníaco, chegamos ao corolário que não estão mais morrendo idosos pq eles estão virando jacaré talkei… KKK

    1. Esquerda cinismo, deboche e fakenews…
      São cara de pau.
      Bolsonaro comprou 100 milhões de doses da Oxford em julho de 2020.
      O negócio do jacaré ele se referiu ao fato de que a Pfizer não queria se responsabilizar por nenhum efeito colateral que viesse a ocorrer.
      O esquerdista gosta de mentir.
      Fidel castro, Msduro e Lula usam mentiras para chegar ao poder.
      Nenhum país desenvolvido usa vacina chinesa…

    2. Paulo, então deixa eu tentar entender : pela inépcia do MINTO estamos usando uma “vachina” que mais ninguém do ocidente comprou, né isso? Então o MINTO está nos tornando um país comunista é isso? Pq 85% ou mais dos vacinados tomaram a “vachina”! Onde estão essas 100 milhões de vacinas que vc disse que o MINTO comprou em julho de 2020? Vão chegar daqui a quantas décadas? Sai desse grupin de zap que vc está e vá buscar fontes que mostram a REALIDADE, não o devaneio de um presidente e seus asseclas cegos e surdos!

    3. Esse Manoel F come m……, nada do que ele fala se escreve, alguém da sua família diz que quem escolhe do voto a roupa íntima na casa dele é ele. Como ele é experto em tudo, deduzimos que não vale nada, na vida, quem tudo quer, tudo perde.

    4. Ana Maria KKKKKKKKKKK. Então, vc se incomoda muito com meus comentários ou a realidade lhe incomoda? Se não tem o que comentar sobre o assunto ou não entende de nada exceto a narrativa do grupin do ZAP, não tenho culpa tá?!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

FOTO: STTU reforça sinalização de velocidade em vias de Natal com faixas compartilhadas de ônibus/bike

Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, está reforçando a sinalização de velocidade variada nas avenidas da cidade – onde foram implantadas as faixas compartilhadas de ônibus/bike.

De acordo com o secretário da STTU, Paulo César Medeiros, “o trabalho faz parte da gestão de velocidade das vias cujo o objetivo é ampliar a segurança viária, além de educar e reforçar a comunicação aos condutores em relação aos limites de velocidade máxima nas vias e de acordo com cada faixa de rolamento.”

A sinalização já foi implantada nas avenidas Prudentes de Morais e Hermes da Fonseca e gradativamente será disponibilizada nos principais corredores viários do município. O projeto de sinalização variada conta ainda com os equipamentos eletrônicos que fiscalizam a velocidade dos veículos e realizam a contagem do fluxo de veículos que permitem programar, entre outros tópicos, o tempo de semáforo.

Opinião dos leitores

  1. Essa sinalização está colocando dúvidas no motorista. Nos cruzamentos a velocidade de acordo com a sinalização é de 60Km. As placas estão lá.

  2. O que dificulta mais o trânsito em Natal sao uns monte de barangas dirigindo rsrs faz vergonha é cada um dirigindo que faz medo, não vou nem relatar o que vejo no dia dia pq ia faltar espaço aqui.
    Muitos, deveriam voltar pra auto escola.

  3. Cumpanheiros.. cumo coloco magrela nu teto du busao nessa velocidade? é pra num ser atropeladu?

  4. 50 na Prudente é uma loucura completa. Para agradar a uma minoria barulhenta e mimizenta, a Prefeitura está arrasando com o trânsito na cidade.

    1. Já é 50 faz mais de década, você vive em Natal?

    2. E ninguém segue porque é patético. Três placas não marcam nada, essas agora estão por toda parte, pra ganhar votos com a turma mimizenta.

  5. Cara, sou ciclista. Mas as tais ciclovias estão sendo subutilizadas. Raramente vejo alguém usando. Em contrapartida, os carros estão apinhados e os que seguem no fluxo passam de raspão nos que estão estacionados. Sinceramente, não sei como não ouve ainda alguma tragédia. Espero que isso não tenha sido planejado apenas em busca de votos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeito de Senador Elói de Souza, no interior do RN, renuncia o próprio salário para ajudar comerciantes da cidade

O prefeito de Senador Elói de Souza, município distante 61 Km de Natal, Maciel Gomes (PL), anunciou que devido ao fechamento do comércio local em cumprimento ao decreto n° 30.419/2021 do Governo do Estado, o mesmo vai doar todo o seu salário para ajudar os comerciantes do município que foram diretamente afetados por estas medidas restritivas.

Maciel também comunicou sobre o envio de projeto de lei para criação de um auxílio que vai ajudar no fomento da economia local, bem como dará suporte para a manutenção dos empregos dos funcionários destes comércios.

A medida foi comunicada à população durante live realizada ontem (25) e divulgada nas redes sociais.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns prefeito cadê que o de Serra caiada faz algo tipo isso só sabe destrui as praças que já estão feitas e derrubar as árvores das pracinhas

  2. Parabéns prefeito, quero ver se os deputados Senadores , prefeitos e presidendente e governadores faz o mesmo.

  3. Vejam que praticamente só quem não fez NENHUM sacrifício na pandemia foram exatamente os que ganham MUITO BEM nesse país. Executivo, legislativo e Judiciário. Alguém sabe qualquer contribuição que deram, redução que tiveram de salário ou no mínimo privilégios descontinuados durante a pandemia? Eu não sei, posso estar e enganado. Só sobrou pra quem ganha pouco, pra quem é pequeno empresário e aqueles que ja vivem miséria que ficaram mais miseráveis.

  4. Vai ser criticado e deixado de lado politicamente por fazer o certo e olhar para o povo.
    Parabéns prefeito, o povo precisa ser respeitado.
    Não se preocupe prefeito, siga firme, faça a diferença, o povo tem a sensibilidade de ver quem fica prometendo e repetindo promessas sem fazer e aquele que faz.
    Quem mais usa fake news colocou holofotes nesse método de manipulação e agora o povo começa a diferenciar a propaganda mentirosa da vida real. O preço vem nas urnas, aguarde.

  5. Como médico aposentado e pagador de impostos acho uma ótima ideia retirar de todos os funcionários públicos da Ativa ou Inativo e que ganham mais de 5000 mil reais : 5 % do salário bruto por 3 meses e distribuir com o povo pobre.

    1. Porque essa raiva de servidor público, trabalho numa repartição no centro administrativo dois expedientes que nunca fechou suas portas peguei covid como vários colegas inclusive duas mortes e estamos sem aumento salarial fazem dez anos, vá cobrar dos políticos ações concretas e não endeusá-los.

  6. Deveria servir de exemplo para os demais políticos que detém cargos, como também para os demais funcionários públicos, principalmente os do judiciário que ganham altos salários muitas vezes por volta de 30, 40 mil! Fica a sugestão.

    1. Amigo não espere ajuda do pode judiciário, NÃO sei se vc teve conhecimento teve uns procuradores do rio grande do sul que aprovaram um auxilio covid de 10% do salários deles isso cada um vão receber mais 3.500, 00 para alimentação. Na realidade todos os poderes era para renunciar por 3 meses os salários para ajuda o Brasil.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Maior cidade da Nova Zelândia entra em lockdown após registro de caso único de Covid

Reportagem AQUI

Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia, entrou em um novo lockdown nesse domingo (28). O governo do país tomou a medida após o registro de apenas um caso de Covid-19.

Durante o bloqueio de sete dias, a população só poderá sair para trabalhar e realizar atividades essenciais. O último confinamento no país durou três dias e foi suspenso há duas semanas.

A Nova Zelândia registrava até este domingo 2.372 casos do novo coronavírus e 26 mortes.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Enquanto vocês estão falando merda por aqui, mais uma pessoa morrer de Covid nos hospitais do Brasil afora. Vão negando a pandemia ou tomando Ivermectina até um pai, uma mãe ou um filho seu vir a óbito. Aí depois não vá dizer que não foi alertado. Bando de jegue analfabetos.

  2. Realidades distintas. A Nova Zelândia é pais do 1° Mundo, tem apenas 5 milhões de habitantes e uma renda per capita de US$44.639.00, e 268 mil quilômetros quadrados.
    O Brasil é 3° Mundo, tem 210 milhões de habitantes, renda per capital de US$6.450.00 8.510.255 Km2. Não dá para comparar peculiaridades tão distintas.

    1. Faltou comparar o principal, a qualidade dos governantes e políticos e o nível de escolaridade/educaçāo dos habitantes.

  3. Olha o que é exemplo de lockdown, não esse aqui do Brasilq deixou primeiro o povo se F&%*# pra depois inventar lockdown justificando que estão trabalhando

  4. Pense em um pessoal burro são esse que faz comentários aqui no BG ninguém fez comparação aqui entre nova Zelândia X Brasil não minha gente teve um comentário que falou exemplo a ser seguinte o rapaz que fez o comentário não fez comparação, olhe por isso que o brasil não vai pra frente e esse vírus tão cedo vai embora do brasil. essa não é hora de fazer politica e nem comparar brasil com A OU B essa é hora de união, o povo fica fazendo protesto por causa do decreto , gente ninguém vai morrer de fome não , será que a saúde não é melhor que o dinheiro não? O que o vírus quer que a população fique brigando entre eles mesmo.

  5. Não queira comparar um país de primeiro mundo com o Brasil.
    Lá às pessoas sabem o que é civilidade. Aqui o povo só sabe o que é bagunça, pilantragem, som alto, etc.

  6. Não dá pra comparar, Brasil com Nova Zelândia. A área territorial, a cultura, não existe sindicatos, nem a política como no Brasil. Afinal outra realidade! A história relata uma outra colonização.

  7. País comunista, petista, socialista e lulista … Pq só quem pensa assim faz lockdown talkei! (IRONIA)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

TENSO: Hacker tenta envenenar água de cidade da Flórida – EUA com hidróxido de sódio

Sistema de distribuição de água – Foto: GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP

Um hacker aumentou os níveis de hidróxido de sódio no tratamento de água da cidade de Oldsmar, no estado norte-americano da Flórida, com o objetivo de provocar um envenenamento em massa. O supervisor da central percebeu a mudança e inverteu a situação.

Sexta-feira passada ((5), o hacker conseguiu, por breve momento, aumentar a quantidade de hidróxido de sódio na água por um fator de mais 100, disse o xerife de Pinellas County, Bob Gualtieri.

O hidróxido de sódio (soda cáustica) é usado em pequenas quantidades para controlar a acidez, mas em grandes quantidades pode causar grandes problemas no abastecimento de água.Segundo o Tampa Bay Times, as autoridades locais e federais estão a investigar a situação.

O abastecimento de água à cidade de Oldsmar, que pertence ao condado de Pinellas, no estado da Flórida, não foi afetado. “É importante ressalvar que a população nunca esteve em perigo”, acrescentou Gualtieri.

Até agora ninguém foi detido, apesar de as autoridades terem algumas pistas.

Outras cidades da área foram alertadas sobre o ataque e incentivados a inspecionar a rede de tratamento de água e outras infraestruturas.

Segundo o xerife, Oldsmar fornece água diretamente a cerca de 15 mil moradores. O sistema de informática da estação de tratamento de água foi configurado de forma a que os usuários possam ter acesso remoto para solução de problemas.

Já o presidente da Câmara de Oldsmar, Eric Seidel, afirmou que se a tentativa de ataque não tivesse sido detectada rapidamente, a soda cáustica levaria mais de um dia para entrar na rede de abastecimento de água.

“Os protocolos de monitoramento que temos em vigor funcionam. Essa é a boa notícia. E mesmo que não tivessem detectado, há formas no sistema que teriam notado uma alteração no nível de PH”, disse Seidel.

Em 2007, a água de uma cidade de Massachusetts foi acidentalmente tratada com muita soda cáustica, o que causou queimaduras e irritação na pele da população.

Agência Brasil com RTP

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Vazamento em adutora de São José de Mipibu, na Grande Natal, afeta abastecimento na cidade

FOTO: CAERN/ASSECOM

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) identificou nesse domingo (07) um vazamento na principal adutora que abastece a cidade de São José de Mipibu.

Uma equipe está trabalhando no vazamento, que ocorreu em uma rede de água de 200 milímetros, e o serviço tem previsão de ser concluído na tarde desta segunda-feira (08), quando o sistema será religado. A normalização do abastecimento se dará progressivamente em até 48 horas, ou seja, até quarta-feira (10) para as áreas mais afetadas.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus: só uma cidade do Brasil, mineira, segue livre da doença; conheça

Foto: Prefeitura/Divulgação

Cedro do Abaeté, cidade na região Central de Minas com pouco mais de mil moradores, é a única ainda sem casos registrados de coronavírus em todo o Brasil. Segundo o boletim epidemiológico do estado divulgado nesta sexta-feira (13), a cidade de Pedro Teixeira, que também estava livre da doença até a véspera, já registrou seu primeiro paciente infectado.

Em entrevista ao G1 Centro-Oeste há duas semanas, a secretária de Saúde da cidade, Cássia Maria dos Santos, justificou a boa situação de Centro do Abaeté dizendo: “É coisa de Deus”. Mas, além da questão da fé, várias medidas sanitárias foram adotadas na cidade, segundo a representante da prefeitura.

Uma delas foi a contratação de médicos especialistas na cidade –que não tem hospital – para evitar o deslocamento da população e o risco de contágio de seus moradores. Antes, essas especialidades eram oferecidas em Abaeté, um município de pouco mais de 23 mil habitantes, que fica distante de Cedro apenas 35 quilômetros, por um trajeto feito pela BR-352.

“A prefeitura deslocava com os moradores para Abaeté, que é a nossa referência, mas com a pandemia passamos a custear várias especialidades como neurologista, psiquiatra, urologista e também exames de ultrassom. Tudo isso para que os moradores não tenham que se deslocar e ficarem expostos aos riscos”, disse a secretária.

Além disso, a prefeitura também instalou barreiras sanitárias, que funcionam 24 horas por dia, nas entradas que dão acesso ao município. Nas tendas instaladas para proteger os agentes de saúde do sol, todos usam, diariamente, máscaras e equipamentos de proteção completos, como luvas, toucas e aventais.

A secretária também afirmou que a prefeitura investe em testagem dos moradores e na distribuição gratuita de máscaras de algodão a todos os habitantes, inclusive na zona rural.

Os agentes de saúde percorrem todo território entregando de porta em porta as máscaras de proteção. “Já fizemos essa ação mais de uma vez e, se o morador quiser, ele pode buscar mais máscaras na Policlínica. Montamos uma mini fábrica para atender a todos com essa demanda”, contou a secretária de saúde.

Além disso, o município optou por não reabrir nenhum espaço público, mesmo depois que sua região entrou na onda verde do programa estadual Minas Consciente. Locais como a Praça de Esportes, parques e o poliesportivo permaneceram fechados.

Já os espaços particulares, como supermercados e lojas, recebem visita constante de um fiscal da prefeitura, que orienta sobre o uso obrigatório de máscara, segundo Cássia.

Os dados no estado

Até esta sexta-feira (13), Minas Gerais já teve 379.274 casos confirmados de coronavírus, dos quais 9.405 acabaram em morte. Foram 2.737 casos a mais – e 146 registros novos de mortes nas últimas 24 horas.

Dentre os pacientes infectados pela Covid-19, 19.895 seguem em acompanhamento, internados ou em isolamento domiciliar. E 349.974 mineiros são considerados “recuperados” da doença, ou seja, são pessoas que receberam alta hospitalar e/ou cumpriram isolamento domiciliar de dez dias e estão há 72 horas assintomáticos e sem intercorrências.

Ao todo, 342.380 mineiros já tiveram que ficar em isolamento domiciliar, à espera da recuperação de infecção por Covid-19, desde o início da pandemia. Outros 36.894 tiveram o quadro mais grave da doença e precisaram de internação hospitalar.

G1

Opinião dos leitores

  1. Parabéns ao Blog, está elegendo o parlamentar atuante que é Cícero Martins!!! 11.000
    11.000 para não esquecer. Ou Cícero Martins duro. Cara Sério!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Após terremoto, pequeno tsunami causa inundação em cidade turca

Foto: Reprodução / Twitter

Após o forte terremoto de magnitude 7 graus na escala Richter que atingiu nesta sexta-feira (30) a Grécia e a Turquia, um pequeno tsunami causou inundações na cidade costeira turca de Seferihisar.

Embora nenhuma onda destrutiva tenha sido relatada, o nível da água subitamente subiu 1 metro e inundou grande parte da cidade turística, de 44.000 habitantes, de acordo com informações da emissora de televisão “NTV”.

As águas arrastaram vários objetos pelas ruas, e muitas embarcações que estavam no porto de iates da cidade se soltaram de seus ancoradouros. O vídeo abaixo, publicado no Twitter, mostra a água arrastando mesas, cadeiras e outros objetos por uma rua.

Seferihisar fica a 17 quilômetros do epicentro do terremoto, localizado no Mar Egeu, a cerca de 10 quilômetros da costa da ilha de Samos, na Grécia.

Já em Esmirna, 60 quilômetros ao norte, pelo menos 10 edifícios — alguns deles residenciais — desabaram total ou parcialmente, e as autoridades já iniciaram a busca por soterrados.

O ministro do Meio Ambiente e Planejamento, Murat Kurum, disse à “NTV” que “pessoas estão presas sob os escombros”, mas ainda não há dados sobre o número de vítimas.

R7

Opinião dos leitores

  1. A Natureza vai emitir a fatura por aqui também… Aguardem!
    Queimadas, mortes de milhares de animais, índios…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SUCUPIRA PERDE: ‘Dá vontade de morrer’, diz prefeito de Itamaraju-BA sobre novo cemitério da cidade

Tal qual o personagem Odorico Paraguaçu, personagem de ‘O Bem-Amado’, o prefeito de Itamaraju, no Sul da Bahia, não esconde a empolgação com o novo cemitério na cidade. Com um, espera-se, certo exagero, Marcelo Angênica (PSDB) disse que o novo sepulcrário “vai dar vontade de morrer”.

“Todas as ruas são asfaltadas. Uma hora vá lá, vai ficar muito bonito, até dar vontade de morrer”, afirmou ele, em entrevista à Rádio Extremo Sul.

Apesar de se tratar de um cemitério, nem tudo são flores. De acordo com o site Teixeira Hoje, a demora na inauguração do local, chamado de Frei Beto, é alvo de reclamações da população. Pessoas estariam sendo enterradas em covas rasas por falta de espaço no atual sepulcrário São Cosme e Damião.

Ainda segundo o portal, a conclusão das obras no Frei Beto já foi prorrogada diversas vezes e a construção já teve um aditivo de custo do projeto que custou mais de R$ 61 mil. Ambas as informações não foram explicadas pelo prefeito.

Correio 24 horas

Opinião dos leitores

  1. Lula disse que o Sus era tão bom que dava vontade de ficar doente só para ir a um posto de saúde. No entanto, vive se tratando no hospital mais caro do Brasil…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Cidade dos EUA reconhece poliamor como relacionamento oficial

Foto: iStock

A cidade de Somerville, em Massachussets passará a reconhecer como oficiais relacionamentos entre mais de duas pessoas.

Essa mudança foi determinada para que pessoas que não são casadas consigam visitar seus parceiros que estão internados por covid-19 nos hospitais.

O conselho da cidade — o equivalente à Câmara de Vereadores no Brasil — aprovou a mudança na semana passada. O conselheiro Lance Davis disse à rede norte-americana CNN que acredita que esta seja a primeira ordenança desse tipo no país.

“As pessoas vivem em relacionamentos poliamorosos e provavelmente têm uma eternidade. No momento, nossas leis negam sua existência e isso não me parece o caminho certo para escrever leis em qualquer nível”, disse Davis.

A lei também já foi aprovada pelo prefeito Joseph Curtatone e deve entrar em vigor em breve.

Em muitos lugares do mundo, inclusive no Brasil, a bigamia é considerada crime. Sendo assim, pessoas dentro de um relacionamento poliamoroso não podem se casar, por exemplo.

Universa – UOL

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Estelionatário pode levar cidade em SP à falência após aplicar golpes milionários

Nascido numa família simples, no interior de Pernambuco, Samuel Fradique de Oliveira é acusado de um golpe que pode levar boa parte da cidade de Lorena (SP) à falência. Isso porque ele atraía pessoas comuns que tinham economias e prometia pagar juros altos para quem investisse no grupo de empresas dele. Para assistir ao Domingo Espetacular na íntegra, assista abaixo.

R7

https://recordtv.r7.com/domingo-espetacular/videos/estelionatario-pode-levar-cidade-a-falencia-apos-aplicar-golpes-milionarios-14062020

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *