Festival Gastronômico de Pipa começa nesta quinta-feira

Sol, mar, gastronomia e turismo dão o tom da praia mais alternativa e internacional do Nordeste. A 14ª edição do Festival Cultural e Gastronômico da Pipa começa nesta quinta e segue até sábado com vasta programação e, claro, excelentes opções para comer bem sob a aura paradisíaca da praia. O evento conta mais uma vez com a realização do Governo do Estado e recursos do Governo Cidadão por meio de empréstimo com o Banco Mundial.

A arena principal ficará localizada na Avenida Baía dos Golfinhos, a principal da praia, na “Cidade Gastronômica”, que será dividida por vilas: Vila dos chefs (onde os chefs convidados comercializarão pratos assinados por eles), Vila da Pipa (com estabelecimentos da Pipa comercializando seus pratos) e Vila de Negócios (com estandes de patrocinadores e fornecedores do mercado local).

Entre as atrações programadas estão oficinas, palestras, Concurso Gastronômico, palcos para shows, ativações culturais, ações integradas com os restaurantes participantes e a presença de chefs convidados cozinhando ao vivo. “É um festival que casa perfeitamente com a proposta turística e cultural da praia, realizado no período de baixa temporada para movimentar a economia da região”, destaca o secretário estadual de Turismo, Manuel Gaspar.

CONCURSO NOVOS TALENTOS

Dando início às ações oficiais do Festival, o Concurso Novos Talentos dará oportunidade a estudantes da área da gastronomia. Os participantes deverão se inscrever em duplas e preparar uma entrada, um prato principal ou uma sobremesa com o ingrediente tema desta edição: o milho.

Será feita a seleção de quatro preparações por categoria pela comissão organizadora do evento e profissionais da gastronomia. Os pratos selecionados serão apresentados durante Festival, onde serão premiados os três primeiros lugares.

As inscrições acontecem até o dia 23 de julho e as regras necessárias para a participação estão disponibilizadas na página oficial do evento.

RESTAURANTES PARTICIPANTES

Entre os estabelecimentos participantes do festival, estão: Hotel Sombra e Água Fresca, Spa da Alma, Pipa Privilege, Ponta do Madeiro, Ponta do Pirambu, Oca Toca, Pipa Lagoa, Espaço Lampião, MP Restaurante, Dall Italiano, Camarão da Fazenda, Casarão Restaurante, Chez Marília, Golfinho Restaurante e Bar, Restaurante Caxangá, Pauá Hotel Boutique, Golde’s Restaurante, Real de 14, Sunset Marinas, Creperia Marinas, Barraca da Neide, Kausai Cevicheria, e Quintal Restaurante e Tapiocaria.

MELHOR FEIJÃO DA PIPA

Outra oportunidade para que a comunidade e os chefes locais possam participar do Festival são os concursos “Melhor Feijão da Pipa” onde membros da comunidade se inscrevem e apresentam o feijão para uma banca de jurados que faz a degustação às cegas e é premiado o primeiro lugar.

RECEITA COM OSTRA

E tem ainda o “Concurso da Melhor Receita com Ostra”, uma parceria com o SEBRAE, que motiva os chefs locais a criarem receitas usando a ostra, produto cultivado localmente. Concurso também com premiação para o primeiro lugar.

DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO

O Festival conta anualmente com o envolvimento direto de mais de 300 profissionais do segmento, entre coordenação, apoio, restaurantes participantes e artistas, além de um número ainda maior de pessoas envolvidas de forma indireta.

O evento tem um compromisso com o progresso de Pipa, por meio da exibição das manifestações culturais de artistas locais e regionais, promovendo inclusão social e mostrando ao público visitante de outros países uma riqueza cultural que por si só já faz valer a pena a visita.

PATROCÍNIOS E APOIOS

Além da realização do Governo do Estado em parceria com o Festival da Pipa e recursos do Governo Cidadão via Banco Mundial, a 14ª edição do Festival Gastronômico da Pipa conta ainda com patrocínio da São Braz, SEBRAE e SENAC e apoios da Prefeitura de Tibau do Sul, Conexão Consultoria e Educa Pipa.

Pirangi do Norte terá Festival Gastronômico na primeira quinzena de maio

Um Festival Gastronômico está marcado para ocorrer no período de 1º. a 15 de maio, em Pirangi do Norte, com a participação de onze restaurantes do Litoral. A iniciativa do evento é da Associação dos Empresários do Litoral de Parnamirim (AELP), que tem à frente o empresário Octávio Lamartine de Azevedo. Durante todo o Festival, as pessoas vão poder apreciar pratos feitos à base de camarão, com um custo reduzido.

A informação é de Octávio Lamartine de Azevedo que se reuniu na última semana com empresários da região, vereadores e representantes da Prefeitura de Parnamirim para definir o calendário de eventos de Pirangi do Norte 2013/2014. “A nossa ideia é com este evento atrair os turistas para o litoral na baixa estação e assim divulgar a nossa região. Iremos movimentar o litoral e gerar negócios para os empresários”, explicou Octávio Lamartine.

Outra informação do representante da AELP é de que durante o festival, os preços dos pratos podem ser reduzidos em até 20%, justamente para atrair o público. O lançamento do festival será no próximo dia 25 de abril, no Hotel Village do Sol, onde serão apresentados à imprensa, os pratos a serem servidos.

Octávio Lamartine explica que na reunião com os empresários, outros eventos foram incluídos no calendário. “Discutimos sobre várias possibilidades como festa junina, encontro de motos e de tiro ao alvo. Mas, agora nossos esforços estão todos direcionados para o Festival Gastronômico”, concluiu.

Festival Gastronômico e Cultural movimenta Portalegre no Final de Semana

Evento acontece de 12 a 14 de agosto e pretende valorizar a culinária de influências alentejanas e sertanejas através das oficinas e palestras. Haverá shows musicais de Alcymar Monteiro, Capim Cubano e outras atrações

Há 250 anos, o português Miguel Carlos Caldeira de Pina Castelo fundava a terceira Vila da Capitania do Rio Grande. A data era 8 de dezembro de 1761. O valor sentimental daquele pequeno povoado, a 700 metros de altitude, pesou na escolha do nome de batismo, pois o lugar lhe lembrara a outra Portalegre, na região do Alto Alentejo, em Portugal. Em tom de homenagem, nascia assim a cidade de Portalegre, no oeste norte-rio-grandense, município cujo passado é recheado de histórias e lendas e que chegou a ser a capital do RN por um período de nove dias. Desde 2004, Portalegre foi reconhecida como Cidade-irmã da sua homônima portuguesa.

(mais…)