VÍDEO: Forte terremoto no mar Egeu é sentido na Turquia e na Grécia, derruba prédios e deixa mortos e muitos feridos

Prédio desabou em Esmirna, na Turquia, após um terremoto no Mar Egeu — Foto: Tuncay Dersinlioglu/Reuters

Um forte terremoto atingiu o Mar Egeu nesta sexta-feira (30) e foi sentido na Turquia e na Grécia. Pelo menos quatro pessoas morreram e 120 ficaram feridas, de acordo com a agência turca responsável pelo atendimento após os desastres. Uma das vítimas morreu afogada.

Agências que monitoram tremores de terra registraram números diferentes. O órgão turco afirma que foi um terremoto de magnitude 6.6. O serviço dos Estados Unidos diz que foi maior, de 7.0.

A cidade mais atingida foi Izmir, na costa da Turquia. As pessoas correram para as ruas após o terremoto. A rede de TV turca TRT Haber mostrou um prédio caindo na região central.

O ministro do Interior da Turquia, Suleyman Soylu, disse que seis prédios desabaram na cidade.

O prefeito, Tunc Soyer, afirmou que foram 20 edifícios na região.

Segundo os dados do órgão turco de monitoramento de tremores, o epicentro aconteceu a cerca de 17 quilômetros da costa da Turquia, a uma profundidade de 16 quilômetros.

Os americanos registraram que o terremoto acontece a uma profundidade de 10 quilômetros, e que o epicentro foi a 33,5 quilômetros da costa.

Em Istambul, a maior cidade da Turquia, sentiu-se o tremor, mas não há relatos de danos significativos.

As autoridades pediram aos moradores da ilha grega de Samos, de 45 mil habitantes, para que fiquem em casa.

Com G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tom França disse:

    Não seria "maremoto"?

  2. Santos disse:

    Vamos verticalizar!

  3. Calígula disse:

    2020 um ano pra se esquecer ou aprender.

Ataque a faca deixa mortos e feridos na Basílica de Nice, na França

Forças de segurança em área isolada em frente à Basílica de Notre-Dame de Nice, na França, após ataque a faca — Foto: Eric Gaillard/Reuters

Um ataque a faca deixou três mortos e vários feridos na manhã desta quinta-feira (29) na Basílica Notre-Dame de Nice e arredores, na França.

O prefeito da cidade, Christian Estrosi, afirmou que um suspeito foi baleado e preso, classificou o ataque como terrorismo islâmico e disse que o homem gritou “Allahu Akbar” (Deus é grande).

Segundo a imprensa local, uma vítima foi decapitada e o suspeito está internado em estado grave.

Onda de ataques

Poucas horas depois, a polícia francesa matou um homem que ameaçou pessoas com uma arma em Montfavet, perto da cidade de Avignon, no sul do país. Ele também gritou “Allahu Akbar”, segundo uma rádio.

Na Arábia Saudita, a televisão estatal noticiou que um suspeito foi preso na cidade de Jeddah após atacar e ferir um guarda do consulado francês.

A embaixada francesa no país disse que o consulado foi alvo de um “ataque a faca contra um guarda” e informou que a vítima foi levada ao hospital e não corre perigo de vida.

A França tem sofrido uma onda de ataques desde a morte de Samuel Paty, professor que mostrou uma charge de Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão (veja mais abaixo).

Após o incidente em Nice, a Assembleia Nacional da França interrompeu uma sessão que discutia medidas para combater a Covid e fez um minuto de silêncio pelas vítimas.

O prefeito de Nice afirmou que “é hora de a França se exonerar das leis da paz para erradicar definitivamente o islamo-fascismo de nosso território”.

A Procuradoria antiterrorismo do país abriu uma investigação sobre o incidente, que ocorreu por volta das 9 horas (6 horas no horário de Brasília).

O ministro do Interior francês, Gérald Darmanin, anunciou uma reunião de crise com a presença do presidente Emmanuel Macron, que depois deve ir para a cidade.

Ataques na França

A basílica fica no coração da cidade da Riviera Francesa, que já tinha sido alvo de um ataque terrorista com 84 mortos em 2016.

Na ocasião, um caminhão atropelou diversas pessoas que assistiam à queima de fogos em comemoração ao 14 de Julho, o Dia da Bastilha.

O Passeio dos Ingleses, onde ocorreu o ataque de 2016, fica a cerca de 1 quilômetro da basílica.

O ataque desta quinta ocorre 13 dias após a decapitação de Samuel Paty, mas ainda no está claro se há conexão entre ambos.

A charge mostrada por Paty era da revista satírica “Charlie Hebdo”, que também foi alvo de um atentado terrorista em 2015. Por questões de segurança, a redação do periódico mudou para um local não informado após o atentado.

Em setembro de 2020, um outro atentado terrorista deixou duas pessoas gravemente feridas perto do local onde funcionava a antiga redação do “Charlie Hebdo”. O ataque ocorreu na época do julgamento de 14 acusados de cumplicidade pelo atentado de 2015.

Caricaturas do profeta Maomé são considerados blasfêmia pelos muçulmanos.

A morte de Paty causou comoção em toda a França. Milhares saíram às ruas em Paris para homenagear o professor, que recebeu a maior honraria do governo francês, a “Legion d’Honneur”. No funeral, Macron afirmou que “não renunciaremos às caricaturas”.

“Nós continuaremos, professor. Nós defenderemos a liberdade que você ensinava tão bem e nós levaremos a laicidade. Nós não renunciaremos às caricaturas e aos desenhos”, afirmou Macron.

Reação muçulmana

A dura resposta da França, no entanto, levou a reações contrárias em diversos países de maioria muçulmana.

No fim de semana, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, criticou duramente Macron e afirmou que o líder francês precisava de um exame de saúde mental. Em retaliação, a França convocou seu embaixador em Ancara.

Na segunda-feira (26), o presidente turco pediu um boicote aos produtos franceses. Macron rebateu dizendo que redobraria os esforços para impedir que as crenças islâmicas conservadoras subvertessem os valores franceses.

A declaração irritou muçulmanos, e diversos países registraram protestos contra a França.

Na quarta-feira (28), Erdogan afirmou que os países ocidentais que atacam o islamismo querem “relançar as cruzadas” e que permanecer contra os ataques a Maomé era “uma questão de honra para nós”.

O presidente do Egito, Abdel-Fattah al-Sisi, afirmou que a liberdade de expressão deveria parar de ofender mais de 1,5 bilhão de pessoas, mas ressaltou que rejeitava qualquer forma de violência ou terrorismo, de qualquer pessoa, em nome da defesa da religião, de símbolos religiosos ou de ícones.

Defesa à França

Em meio à escalada de tensão, o chanceler da Grã-Bretanha, Dominic Raab, pediu aos aliados da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que se posicionem do lado dos valores da tolerância e da liberdade de expressão.

A declaração foi uma repreensão velada à Turquia, que é membro da Otan. “O Reino Unido se solidariza com a França e o povo francês após o terrível assassinato de Samuel Paty”, disse Raab em um comunicado. “O terrorismo nunca pode e nunca deve ser justificado.”

“Os aliados da Otan e a comunidade internacional em geral devem estar ombro a ombro com os valores fundamentais da tolerância e da liberdade de expressão, e nunca devemos dar aos terroristas o presente de nos dividir”, afirmou Raab.

Nesta quinta-feira (29), o presidente do Parlamento europeu, David Sassoli, disse estar “profundamente comovido” com o ataque em Nice, afirmou que “a dor é sentida por todos na Europa” e pediu unidade “contra a violência e quem incita e propaga o ódio”.

‘Respeito mútuo’

Já o Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações, o espanhol Miguel Ángel Moratinos, fez um apelo na quarta-feira (28) “respeito mútuo por todas as religiões e crenças”.

Em comunicado, a agência da ONU disse que Moratinos “acompanha com grande preocupação as crescentes tensões e casos de intolerância desencadeados pela publicação de caricaturas satíricas do profeta Maomé, que os muçulmanos consideram um insulto e profundamente ofensivo”.

“Insultar religiões e símbolos religiosos sagrados provocam ódio e extremismo violento, levando à polarização e fragmentação da sociedade”, afirmou Moratinos, que já foi ministro de Relações Exteriores da Espanha.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. george disse:

    Tem de proibir o comércio de facas tá ok?

  2. Paulo Coelho disse:

    Islâmico matando cristão – CRISTOFOBIA.
    Mas segundo os democratas da esquerda, isso não existe, é radicalismo, só porquê 01 islamita matou 03 cristãos.
    Mas se fosse 01 cristão causando algum mal a 01 islamita, estariam na mídia berrando contra a "islamofobia". Triste mundo invertido que está sendo criado pela minoria da esquerda e a maioria da direita omissa e calada.

    • Manoel disse:

      O Sr. Se revoltou quando Bush invadiu o Iraque, matou centenas de civis inocentes, com pretesto mentiroso que eles tinham armas de destruição em massa?
      O Sr. Se revolta quando o ESTADO de Israel oprimi e mata civis e crianças palestinas que querem suas terras de volta?
      A conta chega infelizmente em forma de terrorismo.

    • Marcos disse:

      A França está colhendo o que plantou….recebeu centenas de refugiados da África , todos do Islã ,
      ja existem bairros inteiros em Paris , onde cristão não entra , polícia não entra …A Xaria , lei severa do islamismo é utilizada.
      Quanto a invasão dos USA no Iraque , foi uma retaliação contra o ataque ao KUWAIT e ao solo americano em 11-09…..e Israel , defendo o seu território dos ataques dos terroristas do HAMAS que ficam instalados na Palestina e utiliza o povo como escudo.

    • Lula Livre disse:

      Vendo vcs defendendo o islã vejo que não sabe de nada, Só por não ser mulçumano vc para eles merecem morrer. Todos que não se converterem ao islã são considerados infies e a morte é punição. Abram os olhos. Não sou eu que falo. São eles que falam isso.

  3. Luiza disse:

    Querem fazer chacota de religião dos outros, chacota essa que nunca teve a MENOR graça, agora aguente. Quem fala o que quer…

    • Gustavo disse:

      Chacote de Cristo tá liberado né? Mas se faz chacota de Mohammed vc acha justo a reação de violência.

    • Leitor disse:

      Quem defende o islamismo ainda não percebeu que onde eles mandam as mulheres têm que andar com o rosto coberto por uma burca, sob pena de serem chicoteadas. Vão aprender na prática quando eles estiverem mandando aqui.

    • Lourdes Siqueira disse:

      Quando é o escárnio com Jesus Cristo no carnaval carioca, é liberdade de expressão. Quando desfilam nas paradas e simulam sexo com o Crucifixo é engraçadinho, não tem nada demais……será que mereceriam um ataque com facas, também?

  4. Ciro Espítama disse:

    É curioso que esse povo muçulmano faz isso na Europa, mas não se atreve a fazer na Arábia Saudita ou no Irã. Mácron está certo em detonar os radicais islâmicos.

CONFLITO E TENSÃO: Índia confirma que 76 soldados foram feridos em conflito com China

Foto: Danish Ismail / Reuters

O Exército da Índia confirmou, nesta sexta-feira (19), que 76 soldados ficaram feridos na segunda-feira passada, durante o pior conflito na fronteira com a China em 45 anos, no qual morreram 20 integrantes das Forças Armadas indianas e que aumentou a tensão entre os países.

Nenhum dos 76 soldados feridos “está em estado crítico no momento, todos estão estáveis”, afirmaram à Agência Efe fontes do Exército indiano. Segundo os informantes, 18 soldados permanecem em um hospital em Leh, perto do local do incidente na fronteira ocidental no Himalaia entre China e Índia, e 58 em outros centros.

O grupo de soldados internados em Leh “ficará de baixa por 15 dias”, enquanto o resto “deve voltar ao trabalho em uma semana”.

Todos ficaram feridos durante o “grave confronto” com militares chineses na noite de segunda-feira no vale de Galwan, no Himalaia ocidental.

China não confirma mortos ou feridos

O incidente ocorreu durante uma desescalada militar combinada por ambos os países em 6 de junho, após outro conflito no início de maio, que não deixou vítimas, na linha divisória entre a China e o estado indiano de Sikkim, no norte.

Embora o governo da Índia tenha afirmado que as forças chinesas também tiveram baixas, Pequim ainda não confirmou a informação. O caso elevou a tensão entre os países, que se reuniram nesta semana para tentar atenuar o conflito, apesar das acusaçoes mútuas sobre a responsabilidade pelo incidente.

O governo indiano acusou o vizinho de romper “unilateralmente o status quo” da fronteira, enquanto a China disse que os soldados da Índia entraram de forma ilegal no território e “provocaram e atacaram” militares.

R7, com EFE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José disse:

    Há imagens de satélite circulando no Twitter que mostra que a China invadiu uma parte do território da, Índia e construiu dois postos de verificação. O conflito aconteceu porque os hindus derrubaram esses pontos que estavam em seu território.

Um morre e dois ficam feridos após carro sair da pista e capotar na BR-226, destaca reportagem

Foto: Redes sociais

O portal G1-RN destaca que um homem morreu e outros dois ficaram feridos após o carro em que eles estavam sair da pista e capotar na BR-226, na região Seridó potiguar. O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (16), na altura do município de Currais Novos. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro era roubado.

O carro modelo Corolla tinha registro de furto em João Pessoa, no último domingo (12), segundo a PRF. Equipes da PRF e da Polícia Civil atenderam a ocorrência e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) foi acionado para recolher o corpo da vítima fatal. Mais detalhes em reportagem completa aqui.

DESABAMENTO DE PRÉDIO EM FORTALEZA: Feridos sob os escombros estão fazendo ligações

Foto: Reprodução/SVM

Bombeiros afirmam que receberam ligações de pessoas que estão sob os escombros. O trabalho de resgate é feito com base nas informações repassadas por familiares.

Estima-se que entre 10 e 15 pessoas ficaram entre escombros.

Até a última atualização desta reportagem, uma morte havia sido confirmada e duas pessoas haviam sido resgatadas com vida, mas o total de vítimas não tinha sido contabilizado.

Com informações do G1

FOTOS: Ônibus tomba e passageiros ficam feridos na BR-427, na região Seridó potiguar

Fotos: PRF/Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) que pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um ônibus sair da pista e tombar na BR 427, na manhã desta segunda-feira (7), entre os municípios de Caicó e Timbaúba dos Batistas, na região Seridó potiguar. A suspeita é de que o veículo teve um problema mecânico que fez o motorista perder o controle da direção e tombar.

Segundo a PRF, o acidente ocorreu por volta das 10h. O ônibus fazia a linha Caicó com destino a Serra Negra do Norte e, além do motorista, tinha cinco passageiros.

FOTO: Acidente envolvendo dois micro-ônibus na Zona Sul de Natal deixa feridos

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN informa que dois micro-ônibus que fazem linha em Parnamirim colidiram no final da manhã desta sexta-feira (6) em Natal, na Rua dos Caiapós, conjunto Cidade Satélite, Zona Sul da capital potiguar. De acordo com a Polícia Militar, a batida foi lateral. Doze passageiros ficaram feridos. Além da PM, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram deslocados ao local. Veja detalhes do acidente aqui em texto na íntegra.

FOTOS: Atirador mata três e deixa feridos em festival gastronômico na Califórnia-EUA

Foto: AP Photo/Noah Berger

Polícia chega a parque em Gilroy, na Califórnia, após disparos deixarem mortos e feridos no domingo (28) — Foto: Philip Pacheco / AFP

Um atirador matou três pessoas e deixou 11 feridos em um festival gastronômico na cidade de Gilroy, na Califórnia, nos Estados Unidos, neste domingo (28). Entre os mortos, está um menino de seis anos. A policia informou que o agressor foi morto.

O homem armado entrou no parque Christmas Hill cortando uma cerca ao redor da propriedade. Testemunhas afirmaram à polícia que pode haver um segundo suspeito envolvido no ataque. Por isso, os policiais iniciaram buscas na região.

Um vídeo nas redes sociais mostra os participantes do festival correndo desesperados. Evenny Reyes, de 13 anos, disse ao San Jose Mercury News que viu alguém com a perna ferida.

“Nós estávamos saindo e vimos um cara com uma bandana enrolada em sua perna porque ele levou um tiro”, disse Reyes ao jornal. “Havia um garotinho ferido no chão. As pessoas estavam jogando mesas e cortando cercas para sair.”

Outra testemunha, Máximo Rocha, voluntário da equipe de futebol juvenil, disse ter visto muitas pessoas no chão, mas não sabia ao certo quantas pessoas foram baleadas e quantas tentavam se proteger.

A avó de Stephen Romero, o menino de seis anos atingido no ataque, disse que ele participava do festival com a mãe e a outra avó. Maribel Romero contou que ele morreu ao dar entrada no hospital.

No Twitter, o presidente dos EUA, Donald Trump, lamentou o ataque. “Fiquem seguros”, escreveu.

No Twitter, a polícia confirmou os tiros e escreveu: “Os corações da polícia de Gilroy e toda a comunidade vão para as vítimas do tiroteio de hoje no Garlic Festival. A cena ainda está ativa”.

Fundado em 1979, o Festival do Alho tem competições de comida, além de bebida, entretenimento ao vivo e culinária. Organizadores o descrevem como o maior festival de comida de verão do mundo.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Evidente que não foi o Bozo que influiu.
    Porém, a corrente de pensamento do uso do armamento, da liberação do uso de forma livre, aberta, possibilita ocorrer frequentemente esse tipo ação de atiradores.
    O acesso às armas ajuda a explicar os episódios dos tiroteios. Certamente, um acesso facilitado a armas, como ocorre nos Estados Unidos, contribui para o aumento do problema.
    O Brasil tem regulamentação mais severa. É possível que um sujeito consiga ilegalmente uma arma.
    Mas o que fazer, então? Simplesmente cruzar os braços e esperar o próximo tiroteio?
    Muitas coisas podem ser feitas: trabalhos de prevenção e combate ao bullying nas escolas, intervenções psicossociais junto aos estudantes e suas famílias, regulamentação e restrição ao porte de armas, etc, E mais EDUCAÇÃO.

    • Manoel disse:

      Estranho que nunca se falou tanto em educação e desarmamento quanto durante o governo do PT … E o que se vê hoje, fruto desses anos de muita CORRUPÇÃO e conversar fiada, foi o aumento da violência contra uma população desarmada e alunos q saíram da escola mal sabendo ler…

  2. Flávio A disse:

    Só falta o PT e outros partidos de esquerda falarem que a culpa foi de Bolsonaro. Se derem palanque eles falam!!!!

Sobe para oito número de feridos em colisão de trens no Rio de Janeiro

Ferragens dos trens que se chocaram na Estação São Cristóvão Tânia Regô/AgenciaBrasil

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas na colisão de dois trens na manhã desta quarta-feira(27), na cidade do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, sete vítimas foram encaminhadas com ferimentos leves para o Hospital Municipal de Souza Aguiar, no centro da cidade.

Neste momento, os bombeiros tentam resgatar uma vítima, que está presa nas ferragens. Os bombeiros acreditam que esta vítima seja o maquinista de uma das composições.

De acordo com a concessionária Supervia, o acidente aconteceu às 6h55, na estação São Cristóvão, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Um trem com passageiros chocou-se contra a traseira de um trem que estava sem passageiros na estação.

Agência Brasil

Atropelamentos deixam um morto e um ferido na França

Uma mulher morreu e outra ficou ferida em um dos dois atropelamentos ocorridos hoje (21) em diferentes pontos de ônibus de Marselha (Sul da França), feitos por um homem que conduzia um furgão e que foi detido, informou à Agência EFE uma porta-voz da polícia.

Ela não quis comentar os motivos do autor do atropelamento, alegando que cabe à Justiça divulgá-los.

O primeiro atropelamento aconteceu por volta das 8h30 local (3h30 em Brasília) em um ponto de ônibus no Distrito 13 e o segundo, meia hora depois no Distrito 11 com o mesmo furgão, um Renault Master branco que, segundo a emissora France Indo, tinha sido roubado.

Após o atropelamento, forças francesas iniciaram uma operação policial na cidade, que acabou com a detenção do autor no porto velho de Marselha.

No local da detenção estiveram presentes peritos, que verificaram que não havia explosivos no interior do veículo.

Julien Ravier, prefeito de um dos distritos de Marselha onde ocorreu o incidente, disse à televisão BFMTV que a mulher que morreu tinha cerca de 40 anos.

Tanto a BFMTV quanto a France Info informaram que o detido é um homem de 35 anos, com problemas psiquiátricos e antecedentes por fatos comuns (tráfico de drogas, roubo e porte de armas), mas sem vínculo com o terrorismo.

Região da “Cracolândia”: dias de protestos, presos, queda de muro, feridos, e Alckmin e Doria chamados de fascistas; entenda

Alckmin e Doria antes de deixarem entrevista coletiva interrompida por protesto (Foto: Tatiana Santiago/G1)

A entrevista coletiva marcada para a manhã desta quarta-feira (24) na região da Cracolândia com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e o governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB), terminou em confusão na região da Cracolândia. Os dois acabaram abandonando o local sem concluir a entrevista.

Doria e Alckmin iam começar a falar sobre uma parceria público-privada para a construção de moradias populares na região da Cracolândia, quando manifestantes entraram no estacionamento onde eles estavam. Houve confusão e empurra-empurra, e Alckmin e Doria deixaram o local em carro oficial.

Os manifestantes protestavam contra as ações da Prefeitura e do governo do estado na Cracolândia nos últimos dias. No domingo, (21) operação contra o tráfico de drogas na região, no Centro da capital paulista, deixou 51 pessoas detidas e afastou usuários de drogas dos quarteirões onde eles ficavam, próximo à Luz. Nesta terça-feira, uma demolição de muro na região atingiu um imóvel vizinho e deixou três pessoas feridas.

Nesta quarta-feira, manifestantes chegaram ao local onde estavam Alckmin e Doria aos gritos de “fascistas”. Eles criticaram a derrubada dos prédios da região sem diálogo com a comunidade que mora nas proximidades.

“Eles dão terrenos públicos para várias instituições privadas, não conversam com os usuários, não conversam com os moradores, vem tudo de cima pra baixo, entregando todos os terrenos públicos para especulação imobiliária, construindo prédio em cima de sangue”, disse um manifestante que vaiou o prefeito e o governador e não quis se identificar.

Devido aos gritos, vaias e xingamentos dos manifestantes, o governador e o prefeito falaram rapidamente no palanque. O eventou não durou mais que três minutos, e os dois saíram sem falar com a imprensa. “Está muita confusão, não dá pra falar aqui”, disse Doria.

A coletiva ocorreria uma dia após nova ação na região da Cracolândia contra o tráfico de drogas, que teve disparo de bombas de efeito moral e barricadas feitas por moradores. Desde o último domingo (21), quando uma operação terminou com 51 pessoas presas na região, a Prefeitura vem chamado a área de Nova Luz e vem prometendo a revitalização da área. Usuários de drogas que viviam na Cracolândia têm se espalhado por várias partes do Centro nos últimos dias.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    Ao que parece só uma intervenção militar para por ordem e progresso no Brasil, os políticos estão desmoralizados completamente só sabem fazerem falcatruas e não vejo uma solução fácil para nossa Nação Brasileira onde está operando a roubalheira o crime em todas as suas vertentes e as drogas INUTILIZANDO uma grande parte das pessoas.

  2. Heineken disse:

    Constroi um muro em volta da Cracolandia, deixa o acesso livre (apenas para entrar) os viciados, dentro da Cracolandia deixem disponiveis 50kg de crack e cachimbos, não saíra um verme de lá.
    Simples, mata logo dando o que o usuarios querem.

  3. Netto disse:

    Lembranças

  4. Netto disse:

    Mr. Soros também mandou lembraças.

  5. Netto disse:

    Se a esquerda caviar está contra, é porque a ação é boa para SP.
    Força, Dória.

    • anderson disse:

      Sanidade mental mandou lembranças…

    • joao disse:

      Pelo menos esta fazendo algo de concreto, mesmo que seja indesejado as vistas dos traficantes, usuarios (muitos inconscientes dos seus atos) e petistas (pensam apenas na eleicao). De tudo ja foi feito e esta cada vez pior naquele lugar; se falhar, perdeu; se der certo, meus parabens. Bom deixar ele tentar do que criticar. Em toda obra, ha problemas.

Tiroteio em Felipe Camarão termina com feridos e uma pessoa morta

A violência segue “comendo solta” em Natal. Na tarde desta quinta-feira (17), um tiroteio na rua Peixe Boi, em Felipe Camarão, na zona Oeste, deixou pelo menos duas pessoas baleadas e outra morta. As identidades das vítimas ainda são desconhecidas. Não se sabe o que gerou os disparos de arma de fogo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi enviado ao local e a Polícia Militar também se encontra no trabalho de isolamento da área e diligências.

Prefeitura de Arez acredita na Polícia para prisões de envolvidos em tiroteio que deixou 3 mortos em festa

A Prefeitura de Arez emitiu uma nota oficial sobre o tiroteio ocorrido na madrugada dessa segunda-feira (6), durante o show da banda Garota Safada, contratada para amimar a tradicional festa de Reis, quando uma dupla armada matou três pessoas e feriu outras três em meio à festa, no centro da cidade.

Na ocasião morreram dois irmãos, Alaílson Oliveira da Silva, de 20 anos, e Lenílson Oliveira da Silva, de 16 anos, alvo dos assassinos, além da jovem Diana Emanuelle Patrício de Lima, vítima da insegurança e que não tinha relação alguma com o tiroteio.

A Prefeitura lamenta ‘profundamente o incidente’ e se solidariza com as famílias das vítimas, ‘em especial com a família da jovem Diana Emanuelle Patrício de Lima’, destacando que a cidade que sempre foi pacata e ordeira, e de um povo ‘acolhedor e hospitaleiro’. Por fim, a prefeitura diz que a população está abalada, e por não ter existido algo parecido até então, vai continuar promovendo a festa de Santos Reis como faz tradicionalmente e diz que confia que a polícia irá prender os responsáveis pela tragédia.

Os outros três baleados foram identificados como Rychardson Nobre Xavier e Débora Cleonice Patrício (irmã de Diana), que não correm risco de morte, e um jovem identificado como Matheus Cordeiro, que foi atingido no ombro e abdômen e transferido para o Walfredo Gurgel.

Logo após os disparos, houve correria e o show foi interrompido. Os criminosos conseguiram fugir, mas a Polícia Militar informou que há informações sobre os assassinos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júlio Dalcin disse:

    Se existe alguém que falhou na organização da badalada festa de Reis em Arez , foi o Estado, a Governadora (Rosa-DEM), cuja Segurança Pública está um zero a esquerda, que disponibilizou um efetivo mínimo de policiais para o evento. Não há desculpas, pois foram pouquissimas festas de reis no estado.

Tiroteio na região Oeste do RN deixa jovem morto e três mulheres feridas; um é preso

Quatro pessoas foram atingidas por disparos de arma de fogo, na madrugada desse sábado (07), durante uma festa na cidade de Baraúna, região Oeste do Rio Grande do Norte. Informações dão conta que quatro elementos que estavam no local teriam discutido com outra pessoa, e na saída do evento, ao chegar à portaria, um deles teria sacado a arma e efetuado vários tiros.

No tiroteio, um jovem de 23 anos, identificado como Nelson Targino Salviano, de 23 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Regional Tarcísio Maia. As outras vítimas, do sexo feminino, foram identificadas como Ana Katarina Silva Bezerra, Maria Aparecida Alves, 25 anos, Marcia Maria de Souza, também de 25 anos.

Durante a ocorrência, um jovem identificado como Jairo Mendonça do Nascimento, de 20 anos, foi preso quando tentava fugir. Com ele, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com cinco munições deflagradas e uma intacta. O restante do grupo conseguiu fugir.

Com informações de O Câmera

Nove morrem e 11 ficam feridos durante rebelião em cadeia pública do Ceará

Nove detentos foram mortos e 11 ficaram feridos em uma rebelião ocorrida na madrugada desta segunda-feira (11) na Casa de Privação Provisória de Liberdade de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (CE). Segundo informações da Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará, o motim teria começado nos primeiros minutos desta segunda-feira, quando duas facções rivais começaram a brigar no interior do presídio.

A confusão aconteceu no Pavilhão 1, depois que um dos presos teria desrespeitado as regras internas, criadas pelos próprios internos, com relação a visitas, que acontecem aos domingos. O motim, pelo que foi apurado teria sido motivado pelo detento Carlos Pitombeira da Silva, que agrediu outros presos durante a visita de familiares. Isso foi diretamente de encontro às normas de convivência entre os presos imposta pelos presos, que não permite brigas quando os visitantes estão na cadeia. A rebelião, então, iniciou-se na madrugada desta segunda-feira, causando uma briga generalizada entre as duas facções rivais.

Homens do Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar cearence, agentes penitenciários e agentes do Grupo de Apoio Penitenciário foram chamados para separar a briga, mas encontraram resistência das facções, que tocaram fogo em colchões. Essa, até então, acredita-se ter sido a causa da morte dos nove detentos, uma vez que peritos forenses alegam que as vítimas vieram a óbito devido a queimaduras ou asfixia.

Dos 11 que saíram feridos, três foram liberados após atendimento no maior hospital de emergência de Fortaleza, o Instituto José Frota (IJF). Oito presos permanecem internados com queimaduras graves correndo risco de vida. Eles tiveram mais de 40% do corpo queimado, segundo o plantão do IJF.

A Secretaria de Justiça identificou cinco dos nove mortos, até então: Antônio Maurício dos Santos Aguiar, Benedito Freitas Vieira, Jonathan de Oliveira Albuquerque, José Reinaldo de Lima e Paulo Roberto Pinto de Oliveira.

Carlos Pitombeira da Silva, que teria provocado a rebelião saiu ferido, e se encontra isolado no presídio. O clima é de tensão, mesmo com a rebelião tendo sido controlada no início da manhã desta segunda-feira.