Força Sindical confirma aliança com Carlos Eduardo

Uma reunião promovida na manhã desta sexta-feira (31) ratificou o apoio da Força Sindical à campanha de Carlos Eduardo (PDT) para se eleger prefeito de Natal em outubro. O candidato foi recebido na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Construção Civil, no Alecrim, por membros e dirigentes da entidade, composta no Rio Grande do Norte por 120 organismos sindicais e mais de 100 mil trabalhadores filiados.

“Estamos aqui para expressar nossa alegria e nossa honra por ter ao nosso lado uma instituição da relevância da Força Sindical”, destacou Carlos Eduardo, ao fim da reunião em que apresentou as suas principais propostas para a cidade e em que também recebeu sugestões dos líderes sindicais.

Ele iniciou sua participação elencando algumas das realizações que empreendeu quando esteve à frente da Prefeitura, entre os anos de 2002 e 2008. A construção do Parque da Cidade, da maternidade Leide Morais e do ginásio Nélio Dias, assim como a realização de projetos de urbanização integrada nos bairros de Capim Macio e Nossa Senhora da Apresentação, foram citadas pelo ex-prefeito.

Também ganharam destaque na exposição do candidato as ações que ele planeja executar, em caso de vitória nas urnas. Dentre essas ações, serão de resolução imediata a regularização dos serviços de limpeza pública e a recuperação da malha viária da cidade. “Vamos promover ainda uma reforma administrativa, com extinção de cargos e secretarias ineficientes, para recuperarmos a capacidade de investimento da Prefeitura e fazermos as obras e intervenções que os natalenses reclamam”, completou ele.

Os sindicalistas também tiveram espaço para apresentar suas próprias reivindicações. Eles propuseram medidas como a abertura de um canal de diálogo entre suas entidades e a Prefeitura. Contaram com a pronta concordância do ex-prefeito.

Nem só de sugestões e propostas foi feita a reunião com a Força Sindical (representada na ocasião pelo primeiro e segundo vice-presidentes, respectivamente Ednaldo Fernandes Gomes e Raimundo Luiz de Sena). Alguns aproveitaram o contato com Carlos Eduardo para elogiá-lo pelos resultados apresentados pela gestão dele na Prefeitura.

O presidente do Sindicato dos Músicos, Ricardo Antão Nascimento, foi um deles, ressaltando a relação de harmonia existente entre a categoria e a administração de Carlos Eduardo. Nascimento lembrou que, naquela época, os artistas contratados pela Prefeitura eram tratados com respeito e recebiam seus cachês em dia. “A nossa luta foi muito satisfatória em seu governo”, definiu o representante dos músicos.

O Sujo pedindo a cabeça do mal lavado

Logo um puritano do quilate de Paulinho, da Força Sindical, cobrando publicamente a saída de Palocci:

Por Ranier Bragon, na Folha Online:

A Força Sindical, central ligada ao governista PDT, divulgou nota nesta segunda-feira pedindo o “afastamento imediato” do ministro Antonio Palocci (Casa Civil).

O documento é assinado pelo presidente da central sindical, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), que protagonizou forte embate com o governo durante a votação do salário mínimo pelo Congresso e que durante a atual crise já havia dado declarações pessoais defendendo a saída do ministro.

“As tentativas de esclarecimento do ministro da Casa Civil, apenas para cumprir formalidades, não foram suficientes para arrefecer o desgaste a que vem sendo submetido o braço direito da atual presidenta”, diz a nota, que acrescenta: “O povo brasileiro está vendo com ceticismo a defesa apresentada para tais denúncias, e anseia por uma resposta convincente e verdadeira. As evidências de ter praticado atitudes não republicanas que pairam sobre o ministro fazem com que sua credibilidade vá, a cada dia, se deteriorando. O imediato afastamento do ministro só trará benefícios para o país”.

(mais…)