FOTO: PM apreende grande quantidade de drogas na Região Metropolitana de Natal

Foto: Divulgação/PM

No início da tarde desta sexta-feira (17), a Polícia Militar, através do 3º BPM, prendeu um homem e apreendeu uma grande quantidade de droga, na cidade de São José de Mipibu.

Segundo informações preliminares, a VTR 321 fazia patrulhamento de rotina, quando suspeitou de um motorista nas proximidades da comunidade de Passagem dos Cavalos, em uma estrada de terra, às margens da BR 101.

Ao realizar abordagem no veículo, os policiais militares localizaram 21 tabletes de cocaína e crack, dando voz de prisão ao homem, que não teve a identidade revelada.

O suspeito foi conduzido à Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Natal, para a adoção das medidas cabíveis.

http://www.pm.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=229389&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Ruela disse:

    Não tem maconha, cocaina nem crack. A droga do momento é a cloroquina. E o chefe da facçāo é o Bozo.

  2. Roberto Araújo disse:

    PARABÉNS guerreiros!

  3. Dr. Veneno disse:

    Prenderam os remédios de muito neguinho da alta, q devem estar com os nervos à flor da pele, vendo seus poucos trocados se acabando nesses tempos.

Coronavírus: Pacientes com sintomas muito brandos liberam vírus em grande quantidade

Foto: Divulgação/National Institute of Allergy and Infectious Diseases-Rocky Mountain Laboratories, NIH

Um estudo publicado nesta quarta-feira pela revista Nature ajuda a explicar por que o coronavírus se espalha com espantosa velocidade pelo mundo. Pesquisadores alemães descobriram que pessoas com sintomas muito brandos de Covid-19 podem liberar grandes quantidades de vírus na primeira semana de sintomas. Nesse período, a doença ainda não está evidente, mas o vírus já se propaga com eficiência e é encontrado em grande quantidade nas vias aéreas superiores.

O estudo indica ainda que o aumento da carga viral, isto é, da quantidade de vírus numa pessoa após a primeira semana de sintomas, pode ser um sinal do agravamento da doença. E também lança luzes tanto sobre a capacidade de transmissão do coronavírus quanto de formas de identificar que pacientes correm risco de desenvolver a forma grave da Covid-19.

A pesquisa foi realizada a partir da análise detalhada dos vírus de nove adultos jovens e de meia idade de Munique, na Alemanha. Todos tinham sintomas leves na primeira semana. Porém, o coronavírus se multiplicava com intensidade na cavidade nasal, na laringe e na faringe desses pacientes. “O vírus estava presente em grande quantidade no catarro”, disse Christian Drosten, da Universidade Charité, na Alemanha, o líder do estudo.

Foram analisadas em detalhes as concentrações de vírus nos pulmões e na garganta, no muco (catarro), nas fezes, no sangue e na urina. Na primeira semana, o vírus se multiplicou com intensidade maior e permaneceu altamente ativo nas vias aéreas superiores, tornando as pessoas nesse período muito contagiosas.

Formas infecciosas do vírus foram encontradas nos pacientes acté o oitavo dia depois do aparecimento dos sintomas. Dois pacientes desenvolveram sinais iniciais de pneumonia. Nos demais, os sintomas desapareceram após o oitavo dia.

Nos pacientes com pneumonia, o coronavírus continuou a ser encontrado no catarro até o décimo primeiro dia de doença. O material genético do vírus, feito de RNA, permaneceu detectável na secreção mesmo depois do desaparecimento dos sintomas, mas não foi mais identificado no sangue e na urina.

Os pesquisadores não encontraram indícios de que o vírus continuasse a se multiplicar nas fezes, a despeito de seu material genético estar presente em alta quantidade nelas. Isso sugere ele pode não ser transmissível pelas fezes, como se teme.

Porém, mais estudos são necessários para comprovar se o coronavírus pode ou não ser transmitido pelo meio de contato com fezes. Um estudo holandês sugeriu essa possibilidade, levantando a hipótese de que o esgoto seria um meio de transmissão. Se isso se mostrar verdadeiro, seria uma tragédia para países como o Brasil, onde o saneamento básico é precário.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Mané disse:

    Aqui não temos testes suficientes. Os poucos que tem não cobrem nem quem já está internado. Ou seja, estamos espalhando o vírus numa escala muito grande. Fiquem em casa!

VÍDEO: PRF realiza apreensão de grande quantidade de joias e relógios sem nota fiscal no interior do RN

Em Lajes/RN, no km 193 da BR 304, às 20h30 dessa terça-feira (19), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu joias, relógios e semijoias que estavam sendo transportados de Natal para Fortaleza.

O veículo Versa, de propriedade de uma empresa de joias, foi abordado durante uma fiscalização de rotina.

Após verificar que os ocupantes estavam nervosos, foi realizada uma revista minuciosa no veículo e encontrada uma grande quantidade de joias, relógios e semijoias.

Link direto da PRFhttps://www.prf.gov.br/agencia/prf-realiza-apreensao-de-grande-quantidade-de-joias-e-relogios-sem-nota-fiscal/

FOTO: PRF apreende grande quantidade de sandálias por sonegação fiscal na BR 226 no interior do RN

Foto: Divulgação/PRF

Por volta das 23h10 dessa quinta-feira (19), uma equipa da PRF fiscalizou na BR 226, na Unidade Operacional de Campo Redondo/RN, uma caminhonete Hilux, carregada com sandálias de borracha, conduzida por um homem de 34 anos, natural de Patos/PB.

Na abordagem, o condutor apresentou um documento auxiliar de nota fiscal eletrônica – DANFE que indicava a quantidade de 1.500 sandálias, saindo da cidade de Patos/PB com destino a Juazeiro do Norte/CE. O que chamou a atenção dos policiais é que o condutor informou que estava indo para Natal.

Diante dos fatos, os PRFs entraram em contato com a Secretaria Estadual de Tributação/RN e solicitaram a presença de uma equipe do Fisco. Ao fazer a conferência, constatou-se que a carga continha 3.600 sandálias, caracterizando assim o crime de sonegação fiscal.

Ato contínuo, a mercadoria foi apreendida pela SET/RN e a PRF lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência -TCO, pelo crime cometido. O delito deixa de existir quando o autor pagar as taxas e os impostos devidos. O valor dos encargos calculado nesta ocorrência foi de R$ 5.000,00.

FOTO: PRF e IBAMA apreendem grande quantidade de lagosta na cidade de Baia Formosa/RN

Foto: Divulgação/PRF

Nesta segunda-feira (12), a Polícia Rodoviária Federal participou de uma ação conjunta com Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais – IBAMA, com o objetivo de coibir a pesca ilegal de lagosta na Praia de Baía Formosa.

Durante a operação, foram apreendidas 89 redes caçoeiras, cada uma com aproximadamente 80m de comprimento, além de 357kg de lagosta, proveniente de pesca com o uso de petrecho não permitido. As caçoeiras são redes de nylon e o seu uso para a pesca de lagosta é expressamente proibido.

De acordo com o Art. 34, inciso II da lei de crimes ambientais (lei 9.605/98), constitui crime realizar pesca mediante a utilização de aparelhos, petrechos, técnicas e métodos não permitidos. Os transgressores estão sujeitos a uma pena de detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.

Foi detido o responsável pela empresa que realizava a compra das lagostas capturadas de forma ilegal. O homem detido foi encaminhado com os equipamentos de pesca e as lagostas à Superintendência da Polícia Federal em Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    O Ibama pouco a pouco volta aos seus velhos hábitos, ou seja, punir quem quer trabalhar, produzir, viver honestamente, NÃO ROUBAR etc. Meia dúzia de radicais inventa todo tipo de baboseira e impedem a vida de quem quer e precisa produzir.