Últimas 100 camisas para festa do Salesiano devem esgotar nesta sexta-feira

Faltam as últimas 100 camisas para festa Sou Salesiano. A organização do evento informou que esta disponibilidade deve encerrar nesta sexta-feira (11), com vendas na Azul Cargo Express e nas cantinas das escolas do Saleisano Sao José e Dom Bosco, ou pelos telefones 999844040 ou 999180048. A senha custa R$ 70.

A direção da escola disponibilizou para sortear este ano entre os presentes ao evento 50% de desconto de uma bolsa de estudos para 2018 e 5 kits institucionais, após preenchimento de cupom com o recebimento de uma foto impressa na hora como lembrança.

Este ano são cinco atrações de banda: Banda Dubê, com seu forró, axé e sertanejo; o samba e pagode das antigas do Mesa Doze; a sanfona inconfundível de Giullian Monte que gravou seu DVD recentemente; o pop rock da Banda Maria Fumaça, formada por ex-alunos do Salesiano; além da música com repertório das antigas do DJ PL, também ex-aluno.

Com portões abertos às 14h deste sábado para começar o evento, a proposta da festa é para rever amigos da escola, reencontrar pessoas que participaram da sua formação e relembrar momentos vividos no tempo que muitos dizem ser um dos melhores da vida. É um grande encontro de quem ainda está ou já passou pela escola, nas duas unidades do Rio Grande do Norte, com também os alunos atuais com perfil das atrações jovens, além do amigos do Salesiano, sendo um evento aberto ao público.

A entrega de kits continua no Salesiano São José, na Ribeira, nesta sexta-feira, das 9 às 18h, sem parada para almoço, e no sábado, das 9 às 13h. As vendas continuam na Azul Cargo Express, na Avenida Afonso Pena, no D´Santi Mall, esquina com a Rua Jundiaí.

A organização do evento também vai fazer uma ação social em benefício do Centro Educacional Dom Bosco, no Gramoré, zona norte de Natal. Os participantes estão sendo convidados a levar 1 quilo de alimento não perecível. Toda a arrecadação será doada à instituição sem fins lucrativos, que oferece atendimento às crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social, bem como suas famílias. O Centro faz parte da Rede de Obras Sociais dos Salesianos de Dom Bosco.

SOU SALESIANO

Salesiano São José, Ribeira

Entrega dos kits: quinta (9h às 18h) e sábado (9h às 13h)

Festa: sábado, 12 de agosto, 14h30 (portões abertos às 14h)

Atrações: Giullian Monte, DJ PL, Banda Dubê, Mesa Doze e Banda Maria Fumaça

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alf disse:

    reserve 99 para mim.

O ANTI-MARKETING no ABC

O Blog reproduz post do Blog Fome de Gol do Jornalista Gabriel Negreiros:

O ABC tem criado um clima hostil com a torcida sem necessidade. Está faltando clareza e, principalmente, humildade para assumir o erro.

O time não tem camisa oficial para vender. E não é porque o produto acabou recentemente, desde que fechou com a Lupo que o material está em falta. A quantidade inicial que foi anunciada com pompa não deu nem para começar a brincadeira. Enquanto o torcedor procura as camisas para comprar, reclama pela falta do produto, o clube prefere produzir matérias no site oficial querendo esconder a falha. Chegaram ao absurdo de gravar com o roupeiro Joca atestando a qualidade do produto. O que danado tem a ver? O lateral Nêgo também já foi “garoto propaganda” da beleza e qualidade do produto, mas a questão não é essa. A questão é: estamos em junho e até agora o torcedor não tem camisa oficial para comprar!

Chegaram ao absurdo de tirar uma foto do presidente Rubens Guilherme Dantas passeando no shopping com uma “camisa casual” para dizer que existe produto para vender. Desculpem-me, mas estão expondo até o presidente a uma situação ridícula como essa. O pior de tudo é que o clube é o principal interessado na venda dos produtos. Ganha dinheiro com isso. Maquiar o erro é sem dúvida o mais insensato de toda essa situação. O clube deveria era cobrar da empresa o material. O trabalho de esconder os erros que o ABC faz se assemelha muito ao da equipe de Micarla de Souza ao tentar desqualificar a onda de protestos.

Por outro lado, não sou besta de não entender que estão “guardando” o produto para inauguração da loja da Prudente de Morais. Outro ponto interessante é: isso interessa a quem?

Do Blog: Parece que a parceria com a LUPO virou o pesadelo do Marketing do ABC. Diga-se de passagem que enquanto fui vice-presidente do Clube fui favorável a troca da ERK pela LUPO. Mas não vejo ninguém criticar o material da LUPO, ele é de excelente qualidade. O problema está na falta das camisas. Um dos argumentos que usamos para a troca de fornecedor foi justamente o tamanho da nova parceira. Não teria falta de produto, inclusive, o pedido feito para o ano chegaria todo de uma vez. Não foi  isso que aconteceu. Em uma ótima reportagem na edição de hoje, do Novo Jornal, sobre o grave problema da falta de produto, o Diretor Comercial da LUPO, Valquírio Cabral Júnior, disse ao reporter Bruno Araújo: “entregamos os produtos de acordo com a demanda de pedidos”. Quem fala isso é o Diretor da empresa. Nesse caso o erro de o clube ter chegado a junho com apenas 3000 camisas vendidas é de quem? Será que a consultoria de Marketing do ABC cometeria esse erro? Quanto o clube já deixou de faturar? Vamos torcer que se normalize o mais rápido possível.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Diego disse:

    O que chama mais a atenção é que o próprio abc não se pronuncia quando realmente chegam as camisas!Falta de respeito com o torcedor

  2. Renato disse:

    Com a palavra os Srs. Paiva Torres e Alan Oliveira.

  3. Fernando disse:

    Muito bom seu post. Assino aonde?
    O pior e ver blogueiros dizendo que esse porcedimento do marketing está certo. Recebendo jabá até eu…

  4. Perfeito sua interpretação do que vem acontecendo no ABC. Camisa para vender virou produto premium. Bruno quando o ABC já não deixou de faturar num momento tão bom?

  5. Qualidade não se discute, mas o compromisso em ter todos os produtos para a torcida, isso sim, deixa muito a desejar. Eu especialmente, desde o lançamento que aguardo para comprar a tão cobiçada camisa preta (4 terno), mas que vem a conta-gotas ou nem chega. Elogios e apoio são dados na mesma proporção que críticas construtivas, logo, vejo uma excelente oportunidade de melhoria do nosso marketing, a torcida "clama" por camisas, onde estão?

  6. Daniel disse:

    Quantas camisas o ABC deixou de vender nesse dia dos namorados? Conheço varios amigos que pretendiam pedir as namoradas, noivas e esposas a camisa preta de presente, imaginem a quantidade de pessoas que não pensavam o mesmo. faltou tino comercial aos responsaveis por essa comercialização.

Gringo Fashion….

O futebol sempre foi e será fonte inesgotável de histórias e personagens ilustres. Pensando em homenagear o nosso futebol de forma divertida e com boas sacadas, surge a linha de camisetas Gringol, do jornalista Dionisio Outeda, criador do www.blogdogringo.com.br e comentarista esportivo da rádio 98 FM. “São camisetas temáticas voltadas para o futebol em geral, mas particularmente o futebol potiguar, para seus personagens de ontem e de hoje, com humor, irreverência e, claro, primando pela qualidade do produto”, disse Outeda ao Blog do BG. As artes foram executadas pelo designer gráfico argentino Joaquin Lluis, parceiro desta primeira “fornada” e de muitas outras que chegarão pela Gringol. A primeira linha da coleção Gringol traz duas homenagens a diferentes figuras do futebol potiguar. Ambas em nichos diferentes, mas que dispensam apresentações. O lendário narrador esportivo Jorge Aldir, o Garganta de Ouro, com seu imortalizado bordão “REDEEEEEE Pisa, Machuca, Quebra tudo Elefante Mais Querido da Frasqueira”; e o jogador potiguar de maior sucesso no futebol brasileiro, nosso amigo irmão Wallyson, o matador do Cruzeiro.

para saber mais acesse www.blogdogringo.com.br