CADASTRO E ACÚMULO DE PONTOS: Governo oficializa parceria com clubes para divulgação da Nota Potiguar nos jogos das Séries C e D do Brasileiro

FOTO: ASSECOM/RN

O Governo do RN oficializou a parceria com os clubes potiguares para a divulgação da Nota Potiguar nos jogos das Séries C e D do Campeonato Brasileiro. A governadora Fátima Bezerra assinou o termo de compromisso com os dirigentes de ABC, América, Globo e Santa Cruz de Natal na manhã desta sexta-feira (5).

A parceria entre o Governo e os quatro clubes é parte do trabalho inicial de propagação da Nota Potiguar, que será lançada oficialmente no início de junho. Nesta etapa atual serão disponibilizadas cargas de ingresso para os jogos do Campeonato Brasileiro em maio. Para ter acesso, o torcedor precisa baixar o aplicativo disponível nas lojas virtuais, fazer o cadastro e procurar os pontos de troca para ganhar o ingresso da partida do seu clube de coração. A primeira ação de divulgação da Nota, realizada no 2º jogo da final do Campeonato Potiguar entre ABC e América, já representou um incremento de 100% dos downloads do aplicativo.

Após o lançamento do programa de educação fiscal, os torcedores terão que acumular pontos com o cadastro de notas fiscais para poder trocar por ingressos nos jogos de ABC, América, Globo e Santa Cruz neste ano – além da participação nos sorteios de prêmios -, representando uma importante medida de educação fiscal e reforço na arrecadação do Estado.

Para a governadora Fátima Bezerra, a assinatura da parceria entre Governo e clubes é parte de um dia histórico para o esporte do estado. “Essa é uma parceria em prol da cidadania e um ato de justiça com o futebol potiguar. E não há despesa nenhuma para o Governo, mas sim um investimento dentro das medidas para corrigir o desequilíbrio fiscal”, completou a governadora.

A estimativa da Secretaria de Estado da Tributação (SET), que é responsável pela gestão do programa, é de que a Nota Potiguar represente um incremento de R$ 84,9 milhões na arrecadação anual do Governo. “Nada melhor que o futebol para engajar a população nessa nossa campanha de educação fiscal. No próximo ano pretendemos expandir a ação para os demais clubes do Campeonato Potiguar”, explicou o titular da SET, Carlos Eduardo Xavier.

O fechamento da parceria foi muito bem recebido pelos dirigentes esportivos. O presidente da Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol (FNF), José Vanildo, qualificou a ação como um fato histórico para o esporte potiguar. “Esse é o ponto final nas ações momentâneas, uma luta dos clubes há 10 anos. Agora o futebol está dentro de uma ação de governo, dentro de um modelo que comprovadamente funciona. Esperamos continuar o trabalho para atingir o esporte em todos os níveis, desde a base, até o amador, o futebol feminino”, pontuou Vanildo. Ex-dirigente de futebol e hoje ocupando a vice-presidência da FNF, o presidente da Câmara de Natal “Quem dirige um clube de futebol sabe da dificuldade, de todos os obstáculos e uma parceria como essa entre clubes e o Governo é uma ajuda muito grande para o nosso futebol”, comentou o vereador Paulinho Freire.

Para o presidente do América, Eduardo Rocha, para além do benefício ao esporte a Nota Potiguar representa um benefício direto para o cidadão potiguar. “Os clubes serão parceiros atuantes neste programa de educação fiscal, que vai ajudar o Estado a arrecadar mais e assim beneficiar o cidadão com mais infraestrutura, saúde e educação”, disse o dirigente. O presidente de honra do Santa Cruz, Lupércio Segundo, saudou a decisão do Governo. “Essa é uma via de mão dupla, que beneficia os clubes e muito mais ainda o contribuinte. É uma excelente iniciativa, um primeiro passo para o fortalecimento do esporte no RN”, concluiu.

O incremento de torcedores nos estádios com a distribuição dos ingressos foi elogiada pelo presidente do ABC. “Temos que agradecer ao Governo por essa iniciativa, que possibilita o retorno de muitos torcedores que hoje não tem condições de ir ao estádio. Assim também aumenta a arrecadação dos clubes”, afirmou Fernando Suassuna. Na mesma linha, o presidente do Globo e prefeito de Ceará-Mirim, Marconi Barretto, pontuou a força de divulgação do futebol. “Com o aumento do público a partir dessa medida nós abrimos as portas para grandes negócios no futuro”, completou Marconi.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] CADASTRO E ACÚMULO DE PONTOS: Governo oficializa parceria com clubes para divulgação da Nota Poti… […]

Clubes, Globo e CBF recebem proposta de implantação de mata-mata no Brasileiro

Um dos principais articuladores para a volta do mata-mata, o presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, formalizou e enviou uma proposta de mudança no formato do Brasileiro aos clubes da Série A, à Globo e à CBF para alimentar a discussão sobre o tema. O formato prevê a participação de 24 equipes e que cada uma dispute 35 partidas. Seriam 23 jogos disputados por pontos corridos e 12 por mata-mata.

Meia maratona. De acordo com Ednaldo, a redução do número de jogos, de 38 para 35, aliviaria a situação enfrentada por alguns clubes do Nordeste. “O Sport, por exemplo, vai ter que viajar mais de 80.000 quilômetros no Brasileiro deste ano. Isso não está certo”, argumenta o cartola baiano.

Em pauta. O projeto da federação baiana deve ser discutido pela comissão de clubes criada para avaliar a mudança de formato do Brasileiro. O presidente do Grêmio, por exemplo, propõe outro modelo de mata-mata.

Painel Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior disse:

    Só não entendo a globo ser decisiva em um método em que os clubes e confederação é que organizam, e as demais emissoras, onde ficam?????

    • VG disse:

      Junior, como assim não entende a globo se meter? Ela quem paga a conta, é claro que ela tem que se meter.

  2. Marcelo Guedes disse:

    Sem dúvida alguma irá fortalecer os campeonatos e gerar muito mais renda para os clubes. Isso deveria ser aplicado em todas as séries.

Comissão especial da Câmara aprova projeto para renegociação de dívidas dos clubes

A comissão especial criada para analisar projeto que renegocia as dívidas dos clubes de futebol aprovou nesta quarta-feira o relatório do deputado Otávio Leite (PSDB-RJ). Anteriormente, o projeto previa também, entre outros pontos, a tributação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas essa parte acabou sendo retirada e passará a integrar outro projeto de lei. Otávio Leite diz que o presidente da Câmara, deputado Henrique Alves (PMDB-RN), se comprometeu a votar esse outro projeto até o fim do ano. A inclusão da tributação da CBF vinha retardando a aprovação da proposta, uma vez que esse ponto enfrentava resistências. O texto aprovado vai para o plenário da Câmara, onde ainda será votado.

A votação da comissão especial começou na terça, mas, devido à obstrução comandada pelo deputado Silvio Costa (PSC-PE), não houve tempo para terminá-la ainda ontem. Na ocasião, o deputado Romário (PSB-RJ), crítico da CBF, foi um dos mais contrariados com a divisão da proposta em duas. Ele fez duros ataques aos colegas, citando os deputados Vicente Cândido (PT-SP), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Guilherme Campos (PSD-SP) e Jovair Arantes, que, segundo ele, estariam mostrando a força da CBF.

– É realmente uma situação vexatória, constrangedora esse projeto ser dividido em dois, porque nós tínhamos a oportunidade de enquadrar a maior entidade do futebol brasileiro, e a mais corrupta também, que dirigida por um ladrão safado, cretino. Pude ver nesta comissão que infelizmente existe aqui dentro desta comissão a bancada da CBF. São deputados que não têm o mínimo de respeito com o futebol brasileiro e com a população brasileira – afirmou Romário na terça, acrescentando:

– Em relação a esses deputados, eu quero afirmar que é uma vergonha para mim, como deputado, fazer parte, de considerar colegas esses deputados. Deputado Vicente Cândido, deputado Rodrigo Maia e deputado Guilherme. São deputados que mostram que a CBF está acima de qualquer coisa em relação ao esporte brasileiro, inclusive a moralização. E o senhor presidente (deputado Jovair Arantes) também está nesse grupo. É uma vergonha, uma pena esse relatório. Nós tínhamos a oportunidade única de enquadrar definitivamente a CBF, que é um bando de ladrão.

Se Romário se opunha principalmente à CBF, Silvio Costa reclamou do que viu como benefícios indevidos aos clubes. Segundo ele, o projeto atropela a lei de responsabilidade fiscal e permite uma renúncia fiscal que não deveria ser dada.

– Esse projeto é um estímulo à má gestão – disse Silvio Costa na terça, reclamando ainda da força do lobby da bola: – Isto aqui foi uma sessão de lobby explícito.

Apesar dos esforços de deputado terem adiado a aprovação na comissão especial por apenas um dia, ele se diz confiante de que o projeto não irá adiante, por ser inconstitucional. Ele lembra que há várias propostas que levam anos tramitando no Congresso.

– Isso (o projeto) não aguenta 20 minutos no plenário da Câmara – disse o parlamentar também na terça.

Otávio Leite defendeu a proposta. Segundo ele, não haverá anistia nem perdão de dívidas. Pelo contrário: os clubes hoje nada pagam, e com o projeto, passarão a quitar suas dívidas. Afirmou também que a renegociação será condicionada a melhoras na gestão dos clubes. O projeto dá prazo de 25 anos para pagamento das dívidas e troca a taxa de juros Selic, mais alta, pela TJLP, que é mais baixa. O projeto prevê a apresentação de certidões negativas de débito (CNDs) um mês antes da competições, sob pena de rebaixamento.

– Passa a oferecer um parcelamento (aos clubes), se eles cumprirem todas as exigências. Há um débito acumulado, no qual o governo nada recebe.

Ele também defendeu a tributação da CBF. Pela proposta, que acabou excluída do projeto aprovado nesta quarta pela comissão, a CBF passará a pagar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), no valor de 10% de seu faturamento. O dinheiro será destinado ao Fundo de Iniciação Desportiva na Educação (IniciE), para a formação de atletas nas escolas.

– É uma bandeira que advogo há algum tempo, que é uma marca da nação brasileira, que é o futebol.

Unificação das dívidas

Entre outros pontos, o relatório aprovado nesta quarta prevê a unificação de todas as dívidas com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Imposto de Renda, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a Timemania e o Banco Central. O projeto também cria dois novos tipos de financiamento por loteria para promover o IniciE. Um deles será o Sistema de Apostas Esportivas On-Line, sobre o resultado de atividades esportivas de qualquer natureza, e não apenas o futebol. A outra forma de financiamento será por meio de uma raspadinha da Lotex, em que serão usados os nomes, marcas, hinos e imagens dos times de futebol. Além disso, o projeto isenta do pagamento de imposto de renda os ganhadores dos prêmios dessas duas loterias e também da Timemania.

O secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte, Toninho Nascimento, que acompanhou a sessão, comemorou a aprovação.

– Esse projeto é diferente de todos os outros: você renegocia a dívida, mas exige contrapartidas, tem que apresentar CNDs. Então as dívidas de clubes serão uma página virada no futebol brasileiro – disse o secretário.

O Globo

CBF divulga ranking nacional de clubes 2014; ABC é 29º e América 36º

A Diretoria de Competições divulga o ranking nacional de clubes e federações 2014.

 Entre clubes, o ABC segue na frente do América. Já na posição entre federações, o RN é 11º entre 27 estados.

Confira abaixo o ranking de clubes e federações:

Clubes aqui

Federações aqui

Convenção de Pontos (os critérios utlizados no ranking) aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthur disse:

    É uma larápia!!!

Governo lança programa para clubes quitarem dívidas de R$ 4 bilhões; rebaixamento e prisão na pauta

 O governo, anunciou nesta terça-feira, um programa de pagamento de dívidas federais dos clubes, não só de futebol, em até 20 anos e com punições previstas em lei. Segundo Antônio Nascimento, secretário nacional de futebol e defesa do consumidor, do Ministério do Esporte, em no máximo 15 dias, o programa será enviado a presidente Dilma Rousseff, que, ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, irá formalizar, via Medida Provisória ou Projeto de Lei, o parcelamento da dívida. O texto deverá a ir ao Congresso ainda este ano, garantiu o secretário nesta terça-feira, no Fórum do Futebol Brasileiro Bussiness FC, em São Paulo.

Nascimento explicou que o pagamento poderá ser feito em 180 ou 240 meses (15 ou 20 anos) e não haverá contrapartida. O escalonamento deste pagamento, no entanto, ainda não está definido.

– Não haverá contrapartida porque os clubes querem pagar a dívida. As parcelas começarão com valores mais baixos para depois subir – disse Toninho, que afirma que os clubes e o Ministério estão alinhados. – Será normal que algum clube não goste. Faz parte. Mas será burrice não entrar no programa. E a não contemplação de confederações e federações neste momento não foi motivo de festa – continuou o dirigente, que gostou da sugestão do presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, de aplicar como punição a estas entidades a dissociação de projetos a Lei de Incentivo ao Esporte. Esta questão será discutida em um segundo plano, assim como a extinção do direito econômico dos atletas.

O objetivo é zerar dívida que gira em torno de R$ 4 bilhões. E, desta vez, segundo Toninho, além da mudança de mentalidade e até de estrutura dos clubes, a meta deverá ser alcançada porque a MP ou o Projeto de Lei vai prever punições.

– A grosso modo, o clube pode ser rebaixado e o seu dirigente preso.

Haverá auditoria externa

Segundo ele, haverá auditoria externa para a comprovação de que o clube tem condições de arcar com o parcelamento proposto (o clube pagará pelo serviço, aliás). Além disso, para aderir ao projeto, o dirigente vai ter de fazer um comprometimento financeiro (já previsto na Lei Pelé). E o clube poderá perder pontos nas competições e ser rebaixado.

– Não há anistia, perdão de dívida que, aliás, não vejo como anistia. É pagamento. É uma mudança de postura em relação ao projeto do Vicente Cândito (Proforte), por exemplo. Este é o momento de mudanças, sou otimista e acho que agora vai!

A ideia, de acordo com Toninho, é que exista um pagamento mínimo de R$ 10 mil em 240 vezes.

– Necessariamente serão trabalhados clubes, não só de futebol, com dívidas de no mínimo R$ 2,4 milhões. O valor máximo da parcela é ilimitado, diferentemente da Timemania (loteria criada pelo governo federal para injetar nova receita nos clubes de futebol e que será incorporada para este pagamento). E claro poderá quitar parcelas antes. Um clube que deve R$ 200 milhões, em 240 meses pagaria R$ 10 milhões por ano. E tem alguma correção.

Toninho explicou ainda que as punições serão determinadas por um comitê, a ser criado pelo próprio Ministério, e que a CBF não se comprometeu, ainda, com a inclusão em seus estatutos.

– A gente vai criar um comitê, com alterações na Lei Pelé, permitindo punições que não sejam só esportivas, como prevê o Estatuto do Torcedor. Essa comissão teria cinco membros. E os clubes podem recorrer, em última instância, ao Conselho Nacional de Esportes. Conversei com o Flávio Zveiter, do STJD, e claro que vamos falar com a CBF para pôr no seu regulamento isso também. Na verdade, o Campeonato Paulista, já tem punição para quem atrasa salário (não é eficiente). Neste momento há um alinhamento bem claro dos clubes, que achamos que são nossos principais interlocutores e que é a base do fortalecimento do futebol brasileiro, e da CBF e de todos que vivem do futebol. A CBF não deu certeza que fará esta inclusão. Mas a partir do momento que faz uma comissão de clubes e esta comissão discute com a gente…

Ele garantiu, no entanto, que mesmo sem esta mudança incorporada pelas confederações e federações, as punições já serão possíveis.

Sobre a escolha dos membros desta comissão, proposta pelo Ministério do Esporte, deverá ser formada por pessoas indicadas pelos clubes também.

– Como se trata de dinheiro público, o Ministério deve designar. Claro que da forma mais democrática possível, com a participação dos clubes e confederação.

O Globo

Marin chama clubes, Bom Senso e Rede Globo para reunião na CBF

 jose-maria-marin-presidente-da-cbf-e-o-vice-presidente-da-entidade-marco-polo-del-nero-caminham-na-camara-dos-deputados-1382394041531_615x300O presidente da CBF, José Maria Marin, marcou uma reunião para a próxima segunda-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, às 14h, e convidou membros do Bom Senso FC, grupo de jogadores que se reuniram para pedir mudanças no calendário do futebol brasileiro, além de sindicatos, comissão de clubes, associação dos árbitros e também a Rede Globo de Televisão, detentora dos direitos de transmissão dos campeonatos nacionais.

Em nota oficial divulgada nesta terça, a CBF diz que a reunião foi marcada para “encontrar alternativas eficazes e delinear sugestões comuns que atendam a todos os interessados”. Entre as associações e sindicatos convidados estão o Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional, a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, a Associação Nacional dos Árbitros de Futebol.

O convite para a reunião surge um dia após a CBF não ter respondido às demandas do grupo de jogadores, que pediu que novo encontro fosse realizado. A primeira reunião entre o Bom Senso FC e a confederação foi realizada no último dia 7 de outubro.

O Bom Senso FC surgiu após uma união de centenas de jogadores contra o calendário anunciado pela CBF para a temporada do ano que vem. Em virtude da realização da Copa do Mundo no Brasil, entre junho e julho, os Estaduais tiveram seu início antecipado no calendário original, fazendo com que alguns clubes tivessem apenas quatro dias de pré-temporada.

Na última rodada do Campeonato Brasileiro, jogadores fizeram abraços coletivos no meio do campo antes do início das partidas para demonstrar união e apoio ao movimento. Algumas federações estaduais já anunciaram o adiamento do início de suas competições em 2014 e a redução de datas para a disputa dos torneios.

UOL Esporte

CBF monta grupo para estudar formas de melhorar as finanças dos clubes

thumbA CBF publicou uma portaria através da qual cria um grupo de trabalho que vai chefiar medidas para a melhoria financeira dos clubes brasileiros. A criação da comissão foi definida durante uma reunião entre dirigentes dos principais clubes do país, que aconteceu na terça-feira, na sede da entidade, no Rio.

Segundo o documento, deverá ser produzido um plano de recuperação financeira e tributária. Com esse cenário, outra atribuição da comissão é acompanhar o andamento do projeto do governo federal que visa sanar as dívidas dos clubes com a União: o Programa de Fortalecimento do Desporto Nacional – apelidado de Proforte.

Foram escolhidos sete nomes, sendo seis dos clubes e um que vai representar as Federações estaduais. O grupo é formado por Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG, Alexi Portela, presidente do Vitória, Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo, Giovanni Luigi, presidente do Internacional, Raul Correa, diretor de finanças do Corinthians, além de Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba e Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Baiana.

A primeira reunião do grupo, cujos membros foram indicados na reunião, será nesta sexta-feira, na sede da Federação Paulista, em São Paulo.

– A intenção e conseguir todo o detalhamento do projeto do governo, consolidar os débitos e então definir quais clubes se enquadram na necessidade de participar dessa política de contrapartidas – explicou Ednaldo Rodrigues, rechaçando o termo anistia:

– Não é anistia. Não queremos isso.

O Proforte prevê que os clubes devedores invistam na formação de atletas olímpicos em troca de abatimento de parte da dívida pública.

Lance

Tem gente que não deveria, mas ignora o futebol potiguar – Parte 2

Complemento da reportagem, Tem gente que não deveria, mas ignora o futebol potiguar. Arena das Dunas

O problema foi que o Governo não se preocupou com os clubes locais, em especial o América, que ficou sem um local para realizar as partidas que tem mando de jogo, ao lado da torcida. Veio a proposta de revitalização do Estádio Juvenal Lamartine e de construção de um novo estádio na Zona Norte, mais especificamente no terreno onde hoje funciona o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Ambas em vão, porque as duas eram inviáveis tanto técnica, quando financeiramente. Foi acertado, então, o paliativo do Estádio José Nazareno do Nascimento, de Goianinha, mais conhecido como “Nazarenão”, que agradou a todos para a realização da série C que todo jogo era uma final. Já no Estadual virou um elefante branco, distante, desconfortável e bastante oneroso.

Para garantir uma maior capadidade no Nazarenão, A Prefeitura de Goianinha e diretora do América Futebol Clube trataram de providenciar arquibancadas móveis, semelhantes àqueles puleiros de circo, enquanto não eram construídos novos lances de arquibancadas de alvenaria. O problema é que esses lances não ficaram concluídos e de acordo com as exigências da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para realização dos jogos da Série B do Campeonato Brasileiro. O BG Voador já teve a informação que do jeito que está, o América não tem como mandar os jogos em Goianinha. Um aviso já foi dado pela própria CBF no lançamento da tabela oficial, que considera como “a definir”, os locais de mando de campo do América.

Paralelamente a essa confusão com o futebol potiguar, já que ABC e Alecrim indiretamente foram atingidos, mas, principalmente, o Alvirrubro, que ficou sem um local para sediar os jogos em casa, nos deparamos com a OAS a mesma responsável pela construção da Arena, que também é responsável por construir a Arena Fonte Nova na Bahia, mas que, por terras soteropolitanas patrocina os dois grandes clubes capital: Bahia e Vitória. Os valores não foram descobertos pelo blog, mas fontes do futebol garantiram que cada um dos contratos com as equipes baianas supera a cifra de R$ 2 milhão por ano. Nas duas equipes, as cotas adquiridas são cotas master, as mais caras.

Ficam as perguntas: porque a OAS também não investe no futebol potiguar? Porque não patrocinar América, que está sem casa? O ABC que teve uma boa projeção com a Copa do Brasil do ano passado com vários títulos estaduais? Porque não separar R$ 1 milhão por ano de um contrato de R$ 1,2 bilhão? Seria uma forma de aproximar o público potiguar da empresa, de aproximar os torcedores, de mostrar carisma junto aos natalenses e de dizer que realmente acredita no futebol potiguar. Mas a empresa simplesmente ignora? É isso?

Será que o América vai ter que jogar em João Pessoa para o ficar mostrado a incompetência na conducão das praças esportivas no RN para todo o Brasil?

Fica a dica. Patrocínio não é dar esmola ou dinheiro de graça. É investimento, planejamento e retorno. Distanciamento não é o caminho. Fica aqui o registro pra OAS mostrar sua força também em terras potiguares, em terras natalenses, assim como faz na Bahia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo Azevedo Beserra disse:

    A OAS Tem vários empreendimentos na Bahia. 

    Não tem no RN.

Prefeitura de Campina Grande patrocina Treze e Campinense com R$ 500 mil

O Prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo assinará nesta quinta e sexta, dias 22 e 23, respectivamente, os contratos de patrocínio da Prefeitura de Campina Grande com os dois clubes de futebol profissional da cidade, Campinense e Treze. As solenidades, este ano, não serão realizadas no Gabinete do Prefeito, como tradicionalmente vinha ocorrendo nos anos anteriores, e sim nos locais de treinamento dos dois clubes.

A Primeira solenidade está marcada para as 11h da quinta-feira, dia 22, no Centro de Treinamentos do Campinense Clube, no bairro da Bela Vista. Na oportunidade, estarão presentes o Prefeito Veneziano, o Secretário de Desenvolvimento Econômico Gilson Lira, o Secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Metuselá Agra e o Presidente do Campinense, William Simões, além de torcedores a Raposa.

Na sexta-feira, dia 23, será a vez da assinatura do contrato com o Treze, às 15h, no Estádio Presidente Vargas, com a presença do Prefeito Veneziano, do Secretário Gilson Lira, do Secretário Metuselá Agra e do Presidente do time alvinegro, Fábio Azevedo, na presença da torcida alvinegra.

Mais de meio milhão – Os termos dos contratos prevêem, novamente, a participação do apoio da PMCG com R$ 30 mil mensais para cada clube, durante nove meses, totalizando R$ 540 mil investidos no futebol profissional da cidade em 2012, com recursos próprios, a partir da divulgação da logomarca da PMCG nas camisas e em material de divulgação dos clubes. Além disso, há termos dos contatos que prevêem a adoção de política de incentivo à prática de esportes para jovens carentes.

“Desde 2008, de forma pioneira, a Prefeitura de Campina Grande patrocina os clubes da cidade, por entender ser importante a participação do Poder Público Municipal, fomentando o esporte e incentivando ainda mais o nosso futebol local”, declarou o Prefeito Veneziano.

Ele lembrou que, além do apoio a Treze e a Campinense, a PMCG tem investido muito no esporte amador, com a construção de grandes obras, a exemplo da Vila Olímpica Plínio Lemos e de ginásios poliesportivos, como os da Liberdade e Presidente Médici. “Como forma de dinamizar ainda mais as nossas ações em prol do Esporte, criamos, recentemente, a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer – Sejel, destinada a contribuir mais ainda para o progresso do esporte na cidade.

Codecom / PMCG / Agora Sports

Barça humilha o Santos e é campeão mundial de clubes

Por essa nem mesmo o torcedor mais pessimista esperava. O Santos foi colocado na roda, assistiu o Barcelona jogar praticamente só, foi goleado por 4 a 0 e viu o time catalão ficar com o título de campeão Mundial de Clubes.

O Peixe jogou o primeiro tempo muito recuado e deu várias chances de gol ao time espanhol, que terminou o jogo com mais de 70% de posse de bola e um domínio impressionante. Abrir o placar foi só uma questão de tempo.

Aos 16 minutos, em jogada que começou com Fábregas, Xavi dominou de calcanhar e enfiou para Messi na área. O craque argentino aproveitou a falha de Durval e, livre, tocou por cobertura na saída de Rafael. Seis minutos depois, Daniel Alves avançou pela direita e tocou para o meio da área. Com uma finta de corpo, Xavi tirou Bruno Rodrigo da jogada e tocou no canto esquerdo de Rafael. 2 a 0. Fábregas acertou um balaço na trave aos 28 minutos, mas ele mesmo tratou de marcar o terceiro após jogada de Messi com Dani Alves dentro da área. O espanhol aproveitou o rebote e ampliou a vantagem.

Na volta para o segundo tempo, o Santos bem que tentou, mas esbarrou nos passes errados, na forte marcação do Barça e ainda no excesso de jogadas individuais que de nada adiantaram. Com o jogo já ganho, o time catalão apenas administrou e ainda amplicou com Messi mais uma vez. O camisa 10 fez tabelinha com Daniel Alves, entrou na pequena área e, livre praticamente sem espaço, tirou o goleiro Rafael e chutou para o fundo das redes. Final: Barcelona, campeão do mundo, 4, Santos, 0.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. bruno disse:

    deu pena do santos e 4 foi pouco o placar moral era uns 7 pro barça,a espanha ta mostrando para o brasil e para o mundo como se joga futebol! esse jeito de jogar do barça eu sempre tentei e quis jogar mas nunca encontrava parceiros no time para isso e ainda diziam que eu era ruim e me chamavam de tecnico porque eu queria q movimentassem ao invez de ficar parados esperando bola no pé ao invez de rodar tocar de primeira criando e entrando nos espaços vazios,jogar sem a bola usando tbem a inteligencia buscando a bola e dando opções e fazer a bola correr ao inves de ficar correndo e carregando a bola que nem maluco!

Ranking dos Clubes Brasileiros no Twitter. ABC é o 18 e o América 22º

Ranking dos clubes com seguidores no twitter elaborado pelo amigo @antonioftorres.

Posição Clube Perfil Seguidores
SC Corinthians @SiteCorinthians 589.123
CR Flamengo @CR_Flamengo 500.242
São Paulo FC @SaoPauloFC 455.995
SE Palmeiras @SitePalmeiras 340.863
Santos FC @santosfc 169.991
Grêmio FBPA @gremiooficial 157.375
CR Vasco da Gama @crvascodagama 104.444
SC Internacional @assessoriainter 52.989
Fluminense FC @OficialFlu 49.642
10º Botafogo FR @BotafogoOficial 48.070
11º Sport Club Recife @sportrecife 35.197
12º Atlético Mineiro @sitedogalo 28.313
13º Atlético Paranaense @atleticopr 24.513
14º EC Bahia @ecbahia_oficial 24.346
15º Coritiba FC @coritibaoficial 23.472
16º Ceará SC @CearaSC 23.229
17º Cruzeiro EC @oficialcruzeiro 18.703
18º ABC FC @abcfc 17.146
19º EC Vitória @ecvitoria 14.869
20º Figueirense FC @figueirensefc 12.986
21º Avaí FC @avaifc 11.185
22º América de Natal @americaFCNatal 10.180
23º Fortaleza EC @fortalezaec 10.086
24º Criciúma EC @CriciumaEC 6.561
25º Campinense @CampinensePB 4.548
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Borginho ABCdista Campeão Brasileiro disse:

    Mais um vitória do Mais Querido sobre o time japecanguense… Ô rotina maravilhosa!…

  2. Diogo S. disse:

    Muito interessante… Mas como todos ja sabem. O numero de seguidores de um perfil não diz nada sobre a relevancia dele…

MP quer anulação de patrocínio para os times de futebol do RN. Não vai sair. PONTO

Como diria Peninha “Tudo era apenas Uma brincadeira E foi crescendo Crescendo, me absorvendo E de repente eu me vi assim Completamente” sem……

Nominuto:

O Ministério Público Estadual (MPE) recomenda aos secretários Municipal de Turismo (Tertuliano Pinheiro) e Estadual de Planejamento (Obery Rodrigues), além do Gabinete Civil (Paulo de Tarso) que anulem os patrocínios concedidos aos maiores clubes de futebol do Estado. As cotas somam R$ 1,36 milhão.

A Recomendação nº 008/2011 se baseia no fato de que os clubes de futebol são empresas privadas com fins lucrativos e que “não se resumem a mera atividade lúdica, sendo organizadas, em caráter privado, mediante o pagamento de ingressos em estádios e concessões onerosas de transmissão de rádio e televisão, visando o lucro e sem qualquer retorno para a coletividade”.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GUSTAVO CUNHA disse:

    O MP DEVERIA ENTÃO PROIBIR QUALQUER TIPO DE PROPAGANDA FEITA PELO O GOVERNO DO ESTADO. ORA MEUS AMIGOS… O PATROCINIO AOS NOSSOS CLUBES NÃO É DE GRAÇA!!! OS CLUBES (O ABC JÁ, INCLUSIVE) ESTAMPAM EM SUAS CAMISETAS, COM DIVULGAÇÃO A NÍVEL NACIONAL, A PROPRAGANDA DA COPA DO MUNDO EM NATAL. OU SEJA, NÃO VEJO NADA DE OUTRO MUNDO!!!. ALÉM DE QUE, APOIAR NOSSOS CLUBES A NOS REPRESENTAR BEM, EM COMPETIÇÕES NACIONAIS É ALGO EXTREMAMENTE SALUTAR… MAS OS MELINDROSOS DE PLANTÃO IRÃO ESPERNEAR COM OS DISCURSOS PRÉ FABRICADOS E CHATOS PRA CACETE!, DO TIPO: A EDUCAÇÃO E SAÚDE TÁ UM CAOS E O ESTADO DOA DINHEIRO FÁCIL PARA TIME DE FUTEBOL!!! ORA FAÇAM-ME MIL FAVORES!!! NÃO AGUENTO MAIS ESSAS BABOSEIRAS!!! ALÉM DO MAIS 1 MILHÃO DE REAIS NÃO RESOLVE EM NADA NOSSOS PROBLEMAS ESTRUTURAIS QUE SÃO PERENES!!!

  2. Elven Costa disse:

    Enquanto isso, em S. Paulo o MP tá nem ai para o incentivo monstruoso que o poder público está dando para o corinthias.
    Para mim há algo de errado!! Parece que lá o ministério ver tudo com outros olhos. Lá, tudo vai muito bem. vai bem a saúde, educação, etc, etc.
    Vejam que essa verba de publicidade, certamente será gasta utilizando-se algum outro meio de divulgação.
    agora é aquela coisa, A PRÁTICA DO DIREITO NÃO É COMO A MATEMÁTICA. Ou seja, o que vale para você, pode não valer para o seu vizinho.
    começo a achar que esse MP deve ser formado por pessoas que só gostam de jogar peteca ou xadrez. Futebol para ele nã0 é um lazer, uma diversão.

FNF atira: "O que aconteceu foi uma falta de respeito com o América e Alecrim"

O Governo do Estado foi de um amadorismo teatral total. Convidou os clubes, a imprensa, fez uma firula maior do mundo, garantiu praça esportiva para América e Alecrim jogarem a partir de meados de 2012 em Natal e muda tudo sem ao menos comunicar aos clubes e a FNF. Nesse momento, o governo informa que vai construir outro estádio, ok. Para ficar pronto quando? Em 2014 não precisa, já vai ter a Arena da Dunas. Ou está sobrando dinheiro para construir simultaneamente dois estádios em Natal? O Governo foi muito mal nessa questão.

Segue reportagem da Tribuna do Norte:

A negativa do governo estadual em dar continuidade no projeto de reforma do Juvenal Lamartine (JL), pegou o presidente da Federação Norte-riograndense de Futebol, José Vanildo, de surpresa.  O dirigente afirmou que, em nenhum momento, foi procurado para debater sobre o recuo nas melhorias no estádio do Tirol. Para Vanildo, o problema  não tem solução, caso a decisão não seja revista.

“O que aconteceu foi uma falta de respeito com a sociedade e com os clubes, América e Alecrim. Em nenhum momento fui ouvido para dar minha opinião sobre o que está acontecendo. Isso é preocupante, já que não temos nenhum outro projeto em vista. Natal vai ser sede de um Mundial e não consegue resolver um problema desse”, desabafa o presidente da FNF.

Uma provável opção, caso a reforma do JL seja realmente engavetada, por causa do plano diretor da cidade, seria a construção de um estádio na zona norte de Natal. A secretária estadual de infraestrutura, Kátia Pinto, disse que o Governo está elaborando um o projeto para a construção da praça esportiva naquela região, mas não quis revela o local que a obra será realizada.

“Existem dois terrenos de posse do governo estadual na zona norte que são ideais para a construção de um estádio que comporte entre seis e oito mil pessoas. São bem localizados, sem problemas para transportes e tem uma boa infraestrutura. Agora, vamos realizar os levantamentos topográficos nos locais e levar os projetos para a governadora. Ela escolhendo, o projeto executivo começa imediatamente”, afirmou a secretaria.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Henrique disse:

    Na minha opinião, se o Governo quer ajudar o esporte que seja pela base…que crie estrutura para as crianças praticarem esporte nas escolas ou até mesmo que financiem projetos de clubes particulares que tenham o objetivo de propiciar a crianças e adolescentes a prática de esportes, mas investir dinheiro direto no futebol profissional construindo um Estádio de Futebol para atender as necessidades de duas entidades particulares é um absurdo. E vc pode até argumentar que esse Estádio vai servir para crianças e adolescentes da zona norte praticarem esportes, mas a verdade é que se América e Alecrim tivessem cada um seus Estádios, o Governo não estaria preocupado em contruir mais um, o que mostra que a motivação para tal construção é o atendimento de interesses particulares e não o interesse público.

MP recomenda suspensão do Patrocínio para Clubes de Futebol

O Ministério Público, através da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da Comarca de Natal, expediu recomendação ao Secretário de Estado do Planejamento, Obery Rodrigues, a ao Secretário Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Natal, Tertuliano Pinheiro, solicitando que o pagamento referente ao patrocínio de clubes de futebol do estado deixe de ser efetuado pelo prazo de 45 dias.

A recomendação leva em consideração o fato da Prefeitura de Natal ter realizado contratos de Promoção Turística mediante inserção da marca Prefeitura nos uniformes dos clubes ABC, América e Alecrim, sem licitação, no valor de R$ 130.000,00 para o ABC, R$ 130.000,00 para o América e R$ 100.000,00 para o Alecrim. O anúncio recente do Governo do Estado, referente ao patrocínio de um milhão de reais aos clubes (sendo R$ 475 mil para o ABC, R$ 325 mil para o América, R$ 100 mil para o Alecrim e R$ 100 mil para o Santa Cruz) também levou o MP a expedir a recomendação.

De acordo com o Promotor Emanuel Dhavan, o objetivo da recomendação é obter informações quanto ao procedimento prévio desses patrocínios. “Não se pode repassar recursos públicos dessa forma. Precisamos conhecer a justificativa por parte do Governo do Estado para esse patrocínio” explica o Promotor de Justiça.

O Secretário de Estado Chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso, terá um prazo de dez dias para encaminhar ao MP os processos administrativos referentes ao patrocínio dos  clubes de futebol,  para que seja feita análise da legalidade dessas contratações. O Secretário de Planejamento também terá um prazo de dez dias para comunicar ao MP o atendimento da presente recomendação ou a impossibilidade de fazê-lo.

 

por Assessoria de Imprensa do MPRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Almeida Neto disse:

    Independente de estar jogando em Natal ou Goianinha, lembremos que america e Alecrim vão jogar, também, fora do Estado quando estiverem participando do campeonato brasileiro, assim como o ABC/FC e o Santa Cruz. Entendo o zelo que se deve ter pelo dinheiro público. O que não entendo é como seria feita uma licitação nesse caso. Vejamos, o ABC/FC faz 39 jogos pela série B do campeonato brasileiro. Levará o nome o logomarcas do governo do Estado e da Prefeitura. Sendo o único time do Estado a disputar essa série, aberta uma licitação, quem poderia concorrer com o ABC/FC? Um time de outro estado? O mesmo ocorre com o america que disputa a série C do campeonato brasileiro, sendo, também, o único do Estado naquela série. A única série em que poderia ser feita licitação, seria a série D, disputada por Alecrim e Santa Cruz. Mas acredito que os times preferem que seja feita uma divisão da verba do que se submeter a uma licitação, pelo menos entra algum dinheiro para ajudar nas despesas.
    Esse valor vai levar o nome do Estado e da Prefeitura (nesse caso, para ABC/FC, america e Alecrim) a vários locais do país por meses seguidos. Acho que o MP deveria se preocupar com os R$ 500,000,00 destinados a patrocinar as Quadrilhas Juninas, restritas ao nosso Estado e com duração de apenas UM MÊS.

  2. Não entendi muito Bem …… Vamos lá MP esta pedindo para bloquear num prazo de 45 dias o pagamento do patrocinio , tudo bem .
    Mais o patrocinio do ano passado a Prefeitura ja pagou aos clubes ?
    Veja os valores ABC( serie B ) faz 39 jogos divulgando o nome de natal, America e Alecrim que vão jogar em Goianhima nem o ISS a prefeitura do natal vai receber deste clubes vai praticamente da a mesma cota para eles , Meio estranho isso nada contra o Alecrim e America mais quem deveria patrocinar estes clubes seria a prefeitura de Goianunha que estara arrecadando com a ida destes jogos para a sua cidade , Isso me chamou atenção .