Lista obtida pelo NYT mostra que Europa vai barrar brasileiros, russos e americanos; bloco vai abrir fronteiras externas em 1º de julho

Foto: STEPHANE DE SAKUTIN / AFP

Os brasileiros, assim como os americanos e os russos, serão impedidos de entrar nos países da União Europeia quando eles reabrirem suas fronteiras externas que foram fechadas por causa da pandemia da Covid-19. A reabertura está prevista para acontecer a partir de 1° de julho. Brasil, EUA e Rússia estão nos rascunhos das lista de países cujos cidadãos continuarão impedidos de entrar no território do bloco, obtidos pelo New York Times.

O jornal americano teve acesso a uma série de listas elaboradas pelos Estados-membros da União Europeia, baseadas na maneira como nações mundo afora estão lidando com a pandemia. O Brasil, com mais de 50 mil mortos e um milhão de casos, aparece em todas as listagens de nações cujos cidadãos continuarão barrados, assim como os EUA, com 120 mil mortos e mais de 2,3 milhões de contaminados, e a Rússia, com meio milhão de infecções.

Não há uma confirmação oficial por parte dos governos — os documentos foram obtidos de forma anônima, por causa da sensibilidade do tema e por conta dos detalhes das negociações para a elaboração da lista final de todo o bloco, que deve ser divulgada no inicio da próxima semana. Tal decisão poderá ter um impacto político e econômico considerável, uma vez que americanos e russos, em especial, estão entre os principais visitantes do bloco.

Ao mesmo tempo, os países europeus estão discutindo listas de países cujos cidadãos estariam liberados para entrar no bloco, incluindo China, Uganda, Cuba e Vietnã.

As fronteiras da União Europeia estão fechadas a praticamente todos os estrangeiros desde o começo de março, assim como as fronteiras internas, entre os 27 países do bloco. Estas últimas começaram a ser reabertas em 14 de junho, à medida que nações como Itália, França e Espanha, que já foram o epicentro da pandemia, começaram a controlar o número de novas contaminações e mortes.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Minion de Peixeira disse:

    Cadê os vira-latas reativos dizendo que o Brasil é o único perseguido pelos gringos?

OMS lista 133 estudos de vacinas contra a Covid-19; Estados Unidos lideram 42 projetos e Oxford, no Reino Unido, é a mais avançada

Foto: Dado Ruvic / REUTERS

Nas últimas semanas, o mundo viu a busca por uma vacina contra o SARS-CoV-2, vírus causador da Covid-19, acelerar-se em tempo recorde. Relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), publicado no último dia 2 de junho, reúne 133 pesquisas de imunizantes contra o novo coronavírus. Os Estados Unidos lideram a lista, com 42 projetos, seguidos por 19 da China — que reúne cinco das dez iniciativas já em testes clínicos, em seres humanos.

Se geralmente as vacinas levam uma década para serem desenvolvidas, a pandemia de um vírus altamente contagioso, que em cinco meses matou mais de 400 mil pessoas no mundo, tem mobilizado altos investimentos e equipes, que chegam a falar em uma fórmula ainda para este ano — apesar de mesmo os mais otimistas considerarem quase impossível haver uma vacina segura e eficaz antes de 2021, sobretudo diante da necessidade de bilhões de doses. Mesmo com o momento emergencial, há um rigor mínimo necessário para garantir a segurança e comprovar a eficácia da vacina para um amplo grupo de pessoas, que precisam produzir suficientes anticorpos neutralizantes do vírus de forma prolongada.

Apesar de EUA e China terem mais projetos, a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, é a mais avançada, na fase três de testes clínicos (depois dela ainda são necessários testes em larga escala para a aprovação regulatória), com 10.260 voluntários. Como o Brasil ainda vive o auge da pandemia, serão testadas no país duas mil pessoas que estejam mais expostas ao vírus, como profissionais de saúde, no Rio de Janeiro e em São Paulo. No Rio, os testes serão conduzidos pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e pela Rede D’Or, que cobrirá custos da primeira parte de estudos; já o Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) coordenará os testes na cidade, com financiamento da Fundação Lemann.

O projeto de Oxford tem parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Outras pesquisas promissoras são as da Sanofi/GSK, Johnson & Johnson, Moderna, Sinovac, CanSino Biologics 1 e BioNTech/Pfizer (leia mais sobre as outras iniciativas abaixo).

Parcerias com empresas são chave para garantir a fabricação de vacinas em larga escala, por isso a Morgan Stanley incluiu entre os projetos mais promissores alguns que ainda não estão em testes clínicos, mas têm alto potencial de produção. No entanto, teme-se que os interesses comerciais prevaleçam e países menos desenvolvidos fiquem atrás na distribuição vacinal — como o Brasil, já excluído de aliança internacional coordenada pela OMS para incentivar a produção de uma vacina. Em meio à disputa por patentes, a China anunciou que, se qualquer um de seus projetos for bem-sucedido, transformará a tecnologia para a produção da vacina em bem público global.

Projetos promissores pelo mundo
Sanofi/GSK

As duas empresas se uniram para desenvolver uma vacina que prevê testes em seres humanos no segundo semestre deste ano, podendo originar uma vacina no segundo semestre de 2021. A Sanofi entra com a tecnologia de DNA recombinante, que cria uma correspondência genética com as proteínas encontradas na superfície do coronavírus. Já a GSK contribui com um adjuvante, substância adicionada a algumas vacinas para melhorar a resposta imune — ele pode diminuir a quantidade de proteína necessária por dose, permitindo que a vacina seja produzida em larga escala, o que é fundamental numa pandemia. A combinação de um antígeno à base de proteínas e um adjuvante é utilizada em várias vacinas disponíveis atualmente.

Oxford/AstraZeneca

Desenvolvida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, a vacina usa uma versão modificada de um adenovírus de chimpanzé, incapaz de infectar humanos, para levar às nossas células material genético que codifica a proteína spike, responsável pela multiplicação do SARS-CoV-2. O sistema imune reage como se estivesse sendo invadido pelo coronavírus, produzindo anticorpos. Os testes terão 10.260 voluntários na segunda fase — que testará pessoas acima de 55 anos e crianças entre 5 e 12 anos — e na terceira, que incluirá dois mil voluntários no Brasil: mil no Rio de Janeiro, com coordenação do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino e da Rede D’Or, que entrará com financiamento; e mil em São Paulo, com estudos liderados pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e financiamento da Fundação Lemann. A farmacêutica AstraZeneca se associou à pesquisa e já assinou com Reino Unido e EUA para produzir a vacina em escala industrial.

Johnson & Johnson

Assim como a vacina de Oxford, a empresa usa um adenovírus para “enganar” o sistema imune, que produz anticorpos como se estivesse sendo infectado pelo Sars-CoV-2. Os testes pré-clínicos foram realizados com macacos resos, também usados nos projetos de Oxford e Sinovac. Os testes clínicos só começam em setembro, mas o projeto entrou numa lista da Morgan Stanley pelo potencial de distribuição: a empresa prevê a produção de 600 a 900 milhões de doses da vacina no primeiro trimestre do ano que vem e um bilhão até o fim de 2021.

Moderna/National Institutes of Health (NIH)

A tecnologia usa a sequência genética de uma molécula de RNA para codificar a proteína do vírus, sendo inserida em nossas células. Estas, por sua vez, reproduzem a proteína do vírus, estimulando o sistema imune. Apesar de ser uma técnica versátil, por não manipular o vírus, não há nenhuma vacina no mundo produzida dessa forma. Ainda que a empresa tenha publicizado grandes resultados, eles se referiam à imunização de apenas oito pessoas. A empresa foi autorizada a pular etapas pela Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos EUA. Em acordo com a farmacêutica Lonza, a Moderna diz que poderá produzir um bilhão de doses da vacina em meados de 2021.

Sinovac Biotech

A farmacêutica começou o projeto já em janeiro, em parceria com instituições acadêmicas da China, e publicou na “Science” os resultados dos estudos pré-clínicos, com eficácia em macacos resos, passando para os testes em humanos. A empresa espera produzir 100 milhões de doses anuais. A pesquisa usa a técnica do vírus inativado, a mesma de outros três projetos na China que também já estão em fase de testes clínicos.

CanSino Biologics 1/Instituto de Biotecnologia de Pequim

Batizada de Ad5-nCoV, a vacina usa um adenovírus com o objetivo de fornecer antígenos que estimulam a resposta imune do organismo. A Ad5-nCoV foi testada em 500 pacientes até o fim de abril e está na segunda fase de testes clínicos desde maio. Segundo o relatório, é esperado que a terceira fase inclua outros países além da China. A companhia pretende produzir 100 milhões de doses em 2021.

BioNTech/Pfizer

Desde 2018, a alemã BioNTech e a americana Pfizer têm uma parceria para a produção de vacinas contra a influenza. Agora elas se juntam em pesquisa contra a Covid-19, que usa a tecnologia do RNA mensageiro em três formatos diferentes, combinada a dois antígenos. Os testes clínicos são nos EUA, na Alemanha e na China, onde há uma parceria com Fosun Pharma. A capacidade de produção estimada de centenas de milhões de doses em 2021. Outra empresa alemã que desenvolve vacina com RNA é a CureVac.

O Globo

 

Coronavírus: Bolsonaro inclui construção civil e indústria em lista de atividades essenciais na pandemia

Foto: © Antônio Cruz/Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decretou que as atividades de construção civil e industriais também são essencias em meio à pandemia do novo coronavírus.

A ampliação da lista de serviços e atividades considerados essenciais foi publicada no “Diário Oficial da União” (DOU) desta quinta-feira (7) e já está em vigor. A última alteração da lista, que já inclui mais de 50 itens, foi feita em 29 de abril.

O decreto foi editado no mesmo dia em que Bolsonaro, acompanhado de um grupo de empresários e ministros, foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir que medidas restritivas nos estados, motivadas pela crise do coronavírus, sejam amenizadas.

Ao serem classificados como essenciais, as atividades e serviços podem continuar em operação mesmo durante restrição ou quarentena em razão do vírus.

De acordo com o decreto desta quinta-feira, a indústria e a construção civil podem manter as atividades “obedecidas as determinações do Ministério da Saúde”.

No decreto publicado em 29 de abril, Bolsonaro fixou que as definições pelo governo federal dos serviços e atividades essenciais “não afasta a competência ou a tomada de providências normativas e administrativas pelos Estados, pelo Distrito Federal ou pelos Municípios, no âmbito de suas competências e de seus respectivos territórios”.

O decreto considerou decisão do Supremo segundo a qual estados e municípios têm o poder de estabelecer políticas de saúde, inclusive questões de quarentena e a classificação dos serviços essenciais.

G1

Sintomas do coronavírus: saiba quais os novos sinais de Covid-19 que as autoridades americanas acrescentaram à lista

Foto: Getty Images via BBC

Desde o primeiro caso notificado na atual pandemia de coronavírus, em dezembro, na China, os principais sintomas atribuídos à doença Covid-19 são tosse seca persistente, febre e cansaço.

No entanto, ao longo dos meses e com a rápida propagação do vírus, que já atingiu mais de 3 milhões de pessoas, surgiram diversos outros sinais associados à enfermidade.

Em razão das observações feitas por médicos de diversos países e de um número elevado de estudos internacionais recentes (a maioria ainda sem revisão crítica de pares acadêmicos), o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos decidiu incluir seis novos sintomas na lista que se atribui à Covid-19.

Além dos conhecidos tosse, febre e fadiga, o CDC apontou:

tremores e calafrios que não somem
dor muscular
dor de cabeça
dor de garganta
perda recente de olfato ou paladar

Esses sintomas, não necessariamente todos, mas uma combinação deles, podem se manifestar entre 2 e 14 dias depois de a pessoa contrair o vírus, afirmou o CDC.

Aumentar essa lista de sinais, dizem especialistas, servirá para determinar quais pessoas precisam ser testadas para identificar se têm ou não o vírus, e também para entender melhor quando alguém deve se isolar por suspeita de infecção da Covid-19.

OMS mantém lista

Até o momento, a Organização Mundial da Saúde (OMS) não fez mudanças em sua lista de sintomas.

A instituição destaca que febre, tosse seca e fadiga são as principais formas em que a enfermidade se manifesta, e alguns pacientes podem desenvolver também dores no corpo, congestão nasal, dor de garganta ou diarreia.

O site da OMS acrescenta que esses sintomas são geralmente leves e se desenvolvem de forma gradual.

Embora a descrição dos sintomas seja diferente entre a OMS e o CDC americano, ambas concordam em quando procurar ajuda médica de emergência.

Dizem que isso deve ser feito quando o paciente tem dificuldade em respirar ou sentir pressão ou dor no peito.

O que fazer se estiver com os sintomas?

A recomendação do Ministério da Saúde é que qualquer um que apresente sintomas de gripe fique em isolamento domiciliar por 14 dias e só procure o hospital se o quadro piorar, se houver dificuldade de respirar.

Lá, os médicos vão auscultá-lo, checar sua oxigenação sanguínea, para avaliar se ela está dentro dos parâmetros de normalidade, e eventualmente fazer uma tomografia dos pulmões, para avaliar se há algum tipo de comprometimento.

Dependendo do resultado, se confirmado um quadro de pneumonia, por exemplo, os médicos podem optar pela internação.

O médico pneumologista Fernando Didier, do HCor, faz uma recomendação: o ideal, para quem apresenta sintomas leves, é tentar administrá-los em casa, repousando, tomando bastante líquido.

Procure as unidades básicas se não tiver alívio dos sintomas.

Se o diagnóstico de Covid-19 for confirmado, o Ministério da Saúde orienta que o paciente deve ser isolado dos demais moradores da casa.

Isso vale também para os casos suspeitos, já que no Brasil há uma escassez de testes, e muitos casos leves não estão sendo diagnosticados.

O ideal é que a família tome todas as precauções para evitar que outras pessoas que dividem o mesmo espaço fiquem doentes. Assim, a pessoa com sintomas deve transitar pelos espaços compartilhados de máscara e evitar partilhar utensílios domésticos — talheres, copos, toalha, cadeiras.

Ela deveria ainda dormir em um quarto separado, com boa ventilação, que fique com a porta fechada.

Para milhões de brasileiros, entretanto, não é algo simples seguir essas recomendações, seja porque dividem o imóvel com muitos parentes ou porque vivem em uma casa de um cômodo só.

E é aí que as medidas de prevenção se tornam ainda mais importantes: lavar as mãos com frequência, evitar levá-las aos olhos, nariz e boca, usar o álcool gel para higienizar as mãos quando não for possível lavá-las e manter as superfícies da casa limpas.

Na maioria dos casos, o corpo consegue lutar contra o novo coronavírus, e a recuperação acontece sem a necessidade de tratamento específico.

Globo, com BBC

 

Bolsonaro amplia lista de atividades consideradas essenciais na pandemia do coronavírus

O presidente da República, Jair Bolsonaro, decretou a ampliação da lista de serviços e atividades considerados essenciais em meio à pandemia do coronavírus. A mudança foi publicada no “Diário Oficial da União” (DOU) desta quarta-feira (29) e já está em vigor.

Ao serem classificados como essenciais, as atividades e serviços podem continuar em operação mesmo durante restrição ou quarentena em razão do vírus.

Passam a ser considerados essenciais, segundo o decreto:

serviços de comercialização, reparo e manutenção de partes e peças novas e usadas e de pneumáticos novos e remoldados;

serviços de radiodifusão de sons e imagens;

atividades de desenvolvimento de produtos e serviços, incluídas aquelas realizadas por meio de start-ups;

atividades de comércio de bens e serviços, incluídas aquelas de alimentação, repouso, limpeza, higiene, comercialização, manutenção e assistência técnica automotivas, de conveniência e congêneres, destinadas a assegurar o transporte e as atividades logísticas de todos os tipos de carga e de pessoas em rodovias e estradas;

atividades de processamento do benefício do seguro-desemprego e de outros benefícios relacionados, por meio de atendimento presencial ou eletrônico, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde e dos órgãos responsáveis pela segurança e pela saúde do trabalho;

atividade de locação de veículos;

atividades de produção, distribuição, comercialização, manutenção, reposição, assistência técnica, monitoramento e inspeção de equipamentos de infraestrutura, instalações, máquinas e equipamentos em geral, incluídos elevadores, escadas rolantes e equipamentos de refrigeração e climatização;

atividades de produção, exportação, importação e transporte de insumos e produtos químicos, petroquímicos e plásticos em geral;

atividades cujo processo produtivo não possa ser interrompido sob pena de dano irreparável das instalações e dos equipamentos, tais como o processo siderúrgico e as cadeias de produção do alumínio, da cerâmica e do vidro;

atividades de lavra, beneficiamento, produção, comercialização, escoamento e suprimento de bens minerais;

atividades de atendimento ao público em agências bancárias, cooperativas de crédito ou estabelecimentos congêneres, referentes aos programas governamentais ou privados destinados a mitigar as consequências econômicas da emergência de saúde pública;

produção, transporte e distribuição de gás natural;

indústrias químicas e petroquímicas de matérias-primas ou produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas.

Segundo o decreto, o rol de atividades essenciais acrescido pelo texto “foi objeto de discussão e avaliação multidisciplinar por colegiado composto por representantes das áreas da vigilância sanitária, da saúde, do abastecimento de produtos alimentícios e de logística”.

Estados e municípios

No decreto, Bolsonaro fixa que o texto “não afasta a competência ou a tomada de providências normativas e administrativas pelos Estados, pelo Distrito Federal ou pelos Municípios, no âmbito de suas competências e de seus respectivos territórios”.

O decreto já leva em consideração decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), do dia 15 de abril, segundo a qual estados e municípios têm o poder de estabelecer políticas de saúde, inclusive questões de quarentena e a classificação dos serviços essenciais.

O texto publicado nesta quarta-feira altera o decreto editado por Bolsonaro em 20 de março e que trouxe a primeira definição dos serviços e atividades considerados essenciais. Desde então, essa lista vem aumentando e, pela norma em vigor, já conta com mais de 50 itens.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Se tu pode ficar em casa fica.
    Mais se não pode meu amigo, vamos trabalhar, afinal quem fica em casa é doente, rico ou precioso.
    Porque quem precisa pagar as contas e tem seu emprego ainda quer mais é voltar a trabalhar mesmo bando de hipócritas, Maria vai com as outras.

  2. Cidadão Indignado disse:

    Esse cara sofre, com força, das faculdades mentais! O Brasil está perdido! De um lado um bando de ladrões, do outro um bando de loucos!

  3. Arthur Fonseca disse:

    Ora, se o doido disse que não ta nem ai pra quem ta morrendo, apenas lamenta, ele vai ligar para abrir o comércio, diz ainda, que é MESSIAS, mas, não faz milagre, realmente não faz, pois já tentou de todas as formas fazer para salvar os filhos e não conseguiu. #FIQUEEMCASA

    • Cidadão Indignado disse:

      Esse cara é um desequilibrado total! Sem a menor condição de administrar nada! De um lado um bando de ladrões, do outro, um bando de loucos! Estamos perdidos!

Bolsonaro inclui atividades religiosas em lista de serviços essenciais; veja demais

O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que torna as atividades religiosas parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate ao novo coronavírus.

Ao ser considerado essencial, o serviço ou atividade fica autorizado a funcionar mesmo durante restrição ou quarentena em razão do vírus. Segundo o texto, no entanto, o funcionamento deverá obedecer as “determinações do Ministério da Saúde”.

(Veja ao final da reportagem outros serviços que foram considerados essenciais e deverão funcionar)

Em fevereiro, Bolsonaro sancionou a lei que trata de quarentena durante a epidemia de coronavírus no Brasil. O texto foi enviado pelo presidente ao Congresso para “regulamentar o atual quadro de emergência de saúde pública”. Na última sexta-feira (20), o presidente alterou o texto da lei por meio de uma media provisória, que estabeleceu que devem ser resguardados da quarentena “o exercício e o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais”.

Por meio da mesma MP, Bolsonaro deu ao presidente da República – ou seja, a si próprio – o poder para definir por meio de decreto o que é serviço público e atividade essencial.

Na mesma sexta-feira, Bolsonaro editou o primeiro decreto que tratava das atividades essenciais. Nesse texto, 35 itens foram incluídos, entre eles, assistência à saúde, segurança pública e transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros. Nesta quinta, o presidente alterou esse decreto para incluir mais 12 atividades – entre elas, as religiosas.

A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) informou à TV Globo na manhã desta quinta-feira que a tendência é que as igrejas sem missa presencial.

Atividades religiosas vinham sendo limitadas

O funcionamento de atividades religiosas vinha sendo limitado com as medidas de combate ao coronavírus tomadas pelas autoridades dos estados como forma de evitar aglomerações e reduzir as possibilidades de contágio do vírus.

Nas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, cultos religiosos foram autorizados a ocorrer somente após decisões judiciais, mas os processos ainda estão em andamento.

Na Coreia do Sul, uma seita religiosa foi considerada meio de contaminação do novo coronavírus. A filial da Igreja Shincheonji que atua na cidade de Daegu respondia, em meados de fevereiro, por 30 dos 53 novos casos do coronavírus no país. Um líder religioso da seita chegou a ser denunciado por obstrução da Justiça após se recusar a informar lista com nome de integrantes do grupo.

Outros serviços essenciais

Nessa terça-feira (24), em pronunciamento em rede nacional de televisão no qual contrariou especialistas e recomendações dadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Bolsonaro criticou as medidas de distanciamento social tomadas pelos estados e pediu a ‘volta à normalidade’ e o fim do ‘confinamento em massa’.

O decreto desta quinta-feira também torna essenciais, entre outros, os seguintes serviços:

lotérica, conforme Bolsonaro havia anunciado na noite desta quarta-feira (25) nas redes sociais

geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;

produção, distribuição e comercialização de petróleo

atividades de pesquisa, científicas, laboratoriais ou similares relacionadas com a pandemia do coronavírus

atividades de representação judicial e extrajudicial, assessoria e consultoria jurídicas exercidas pelas advocacias públicas

serviços de pagamento, de crédito e de saque e aporte prestados por instituições supervisionadas pelo Banco Central do Brasil

fiscalização do trabalho

atividades médico-periciais relacionadas com a seguridade social

atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência para reconhecimento de direitos previstos em lei

outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico Federal indispensáveis

produção e distribuição de numerário à população e manutenção da infraestrutura tecnológica do Sistema Financeiro Nacional e do Sistema de Pagamentos Brasileiro

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Mané disse:

    Bola fora, do governo, assim com no caso das loterias.

  2. Leo disse:

    Mas óbvio, afinal a Universal (Casa da Moeda) nao sobrevive sem extorqui o pobrezinho da periferia.
    Eita presidente nefasto.

  3. Anti-Político de Estimação disse:

    Verdadeiro ABSURDO. A pressão dos mercadores da fé deve ser imensa, todos sedentos pelo dinheiro dos fiéis incautos.
    Deus está no coração e na mente de cada indivíduo e não em templos religiosos. Mais gasolina na fogueira !!

  4. Andre disse:

    Os cabos eleitorais dele precisam trabalhar. A indústria da fé não pode parar.

  5. Paulão disse:

    Aos ateuzinhos que defecaram aqui, fica a dica valiosa, não se metam com a fé dos outros, ninguém está obrigado a ir a um templo religioso, mas quem quiser, poderá ir.
    Isso vale pra todas as religiões e seitas, sem distinção.

  6. joao disse:

    Já liberaram as funerárias e crematórios tb?

    • Anderson disse:

      Permita-me te dar um conselho: coloca teus dois joelhos no chão e ora à CRISTO.

    • Vitor Silva disse:

      Anderson, Cristo precisa ser ajudado também. Ora em casa!

  7. Carlos Bastos disse:

    Aí tem o dedo de Silas Malafaia, Edir Macedo, RR Soares etc, esses santos estão perdendo dinheiro.

Prefeitura do Natal divulga lista de proponentes culturais e artistas com documentos pendentes

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), publica nesta segunda-feira (23) a relação de proponentes culturais e artistas que estão com pendências de documentos nos processos referentes aos projetos executados (Carnaval e editais de fomento). A Secult pede que os nominados na lista enviem os documentos através do e-mail [email protected]

Um total de 123 processos estão com pendências. A lista publicada no www.blogdafuncarte.com.br e www.natal.rn.gov.br apresenta o nome do proponente, projeto realizado, valor a ser recebido e a pendência de cada processo.

Sem os documentos requeridos não é possível o encaminhamento dos processos para conclusão. Quem preferir entregar presencialmente pode fazer no horário das 9h às 13h, de segunda a sexta.

Com três do Flamengo na lista, Tite anuncia convocados para os jogos contra Bolívia e Peru pelas Eliminatórias da Copa

Foto: Pedro Martins / MowaPress

O técnico Tite anunciou nesta sexta-feira a lista dos 24 convocados para os próximos jogos contra Bolívia e Peru, os primeiros da trajetória da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O treinador chamou o meia Everton Ribeiro e os atacantes Bruno Henrique e Gabigol, do Flamengo.

O atacante Neymar está de volta à lista, depois de ficar fora dos amistosos de novembro do ano passado, contra a Argentina e a Coreia do Sul. O último jogo dele pelo Brasil foi em 13 de outubro, contra a Nigéria (substituído no primeiro tempo, após lesão muscular).

O Brasil enfrentará a Bolívia no dia 27 de março, na Arena Pernambuco, e o Peru, fora de casa, em Lima, no dia 31. A apresentação dos convocados será entre os dias 22 e 23 de março, em Recife.

O goleiro Alisson se machucou durante o treino do Liverpool na manhã desta sexta-feira e ficou fora da convocação. Veja lista:

Goleiros: Ederson (Manchester City), Ivan (Ponte Preta) e Weverton (Palmeiras)

Zagueiros: Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Éder Militão (Real Madrid) e Felipe (Atlético de Madrid)

Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid) e Alex Sandro (Juventus)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Arthur (Barcelona), Fabinho (Liverpool), Everton Ribeiro (Flamengo), Bruno Guimarães (Lyon) e Philippe Coutinho (Bayern de Munique)

Atacantes: Neymar (Paris Saint-Germain), Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton), Gabriel Barbosa (Flamengo), Bruno Henrique (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City) e Everton (Grêmio)

Desde os amistosos de novembro até esta sexta-feira, a comissão técnica da Seleção acompanhou 37 jogos, observando 42 possíveis convocados.

Ainda pela punição disciplinar da final da Copa América, Gabriel Jesus está suspenso da primeira partida das Eliminatórias. Só vai poder jogar contra o Peru, em Lima. Justamente o adversário da expulsão no fim da Copa América

Os outros compromissos em 2020 pelas Eliminatórias serão: contra o Uruguai, no dia 8 de setembro; a Colômbia no dia 8 de outubro; a Argentina no dia 13 do mesmo mês; o Equador, no dia 12 de novembro; e Paraguai em 17 de novembro. Confira a relação dos jogos em casa.

Além das Eliminatórias, a Seleção terá neste ano a defesa do título da Copa América. O primeiro jogo pela competição será no dia 14 de junho, contra a Venezuela, em Cali, na Colômbia. O segundo será contra o Peru, no dia 18, em Medellín. O terceiro e o quarto serão em Barranquilla, contra o Catar e a Colômbia, nos dias 23 e 27, respectivamente. O quinto será contra o Equador, no dia 1º de julho, em Bogotá. O Campeonato Brasileiro não vai parar durante a Copa América.

A última vez que o Brasil entrou em campo foi diante da Coréia do Sul, em 19 de novembro, quando venceu por 3 a 0. Desde a Copa do Mundo da Rússia, foram 22 jogos, com 14 vitórias, seis empates e duas derrotas – as duas contra rivais sul-americanos (Peru e Argentina, neste segundo semestre). Neste período, a Seleção conquistou a Copa América.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LAMPIÃO disse:

    QUANDO TITITI VERMELHO DEIXAR O COMANDO DA SELEÇÃO, VOLTO A ME INFORMAR SOBRE.

FOTO: Ministério da Justiça e Segurança Pública divulga lista dos 26 criminosos mais procurados do país

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou nesta quinta a lista dos 26 criminosos mais procurados do país. A prisão deles é considerada estratégica para o combate ao crime organizado.

O banco de criminosos do MJ leva em consideração para a classificação 11 critérios como a existência de mandado de prisão aguardando cumprimento; envolvimento em crimes graves e violentos; participação direta ou indireta em organização criminosa; não constar na Lista da Interpol (Difusão Vermelha);  rede de relacionamento; posição de liderança em
organização criminosa violenta; capacidade financeira, entre outros.

A galeria traz um perfil dos criminosos, mostrando por exemplo, quais tipos de crime é acusado e  cópia do mandado de prisão.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Bastos disse:

    Cadê o Capitão Adriano, chefe do escritório do crime e amigo do Flavinho.

  2. Ceará mundinho disse:

    Cadê o Queiroz?

  3. Ultraprogressista disse:

    Cadê o Flavinho?

  4. Romualdo disse:

    Alguns congressistas não endossam essa lista, muito estranho….

  5. Joaquim neto disse:

    Faltou incluir a foto de Lula

  6. CURITIBA JÁ disse:

    MAS JÁ FORAM CONDENADOS NA 3ª INSTANÇIA ?, SE NÃO O SUPREMO MANDA SOLTAR

Indicados ao Oscar 2020: ‘Coringa’ lidera lista; veja geral

Joaquin Phoenix em cena de ‘Coringa’ — Foto: Divulgação

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou nesta segunda-feira (13), em Los Angeles, os indicados ao Oscar 2020. A cerimônia dos melhores do cinema acontece no dia 9 de fevereiro em Los Angeles, com transmissão do G1.

Veja destaques do Oscar e a lista completa abaixo:

“Coringa” é o filme com maior número de indicações, 11 no total, presente em categorias importantes como melhor filme, melhor diretor (Todd Philips), e melhor ator (Joaquin Phoenix).

“Era uma vez em Hollywood”, “1917”, “O Irlandês” dividem a segunda colocação, com 10 indicações cada.

“Democracia em vertigem”, documentário brasileiro da diretora Petra Costa, que mostra o processo de impeachment de Dilma Rousseff, também foi indicado.

Melhor filme

“Ford v Ferrari”
“O irlandês”
“Jojo Rabbit”
“Coringa”
“Adoráveis mulheres”
“História de um casamento”
“1917”
“Era uma vez em… Hollywood
“Parasita”

Melhor ator

Antonio Banderas – “Dor e Glória”
Leonardo DiCaprio – “Era uma vez em… Hollywood”
Adam Driver – “História de um casamento”
Joaquim Phoenix – “Coringa”
Jonathan Price – “Dois papas”

Melhor diretor

Martin Scorsese – “O irlandês”
Todd Phillips – “Coringa”
Sam Mendes – “1917”
Quentin Tarantino – “Era uma vez em… Hollywood”
Bong Joon Ho – “Parasita”

Melhor atriz

Cynthia Erivo – “Harriet”
Scarlett Johansson – “História de um casamento”
Saoirse Ronan “Adoráveis Mulheres”
Charlize Theron – “O escândalo”
Renée Zellweger – “Judy – Muito Além do Arco-Íris”

Atriz coadjuvante

Kathy Bates – “O caso Richard Jewell”
Laura Dern – “História de um casamento”
Scarlett Johansson – “Jojo Rabbit”
Florence Pugh – “Adoráveis mulheres”
Margot Robbie – “O escândalo”

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bixa bixerrima disse:

    Democracia em vertigem do Brasil é o brasil no Oscar, ficou devendo, pq,será?!

Camisas de Corinthians e Vasco entram em lista de uniformes mais bonitos da década

Fotos: Divulgação

Com a virada de 2019 para 2020, listas dos melhores da década em diversas áreas foram elaboradas. No futebol, os gols mais bonitos e principais jogadores do período 2010/2019 foram temas de debate. E quais foram as camisas mais bonitas dos anos 10 do século XXI? O site especializado “Classic Football Shirts” encarou o desafio de montar o top 20 dos uniformes dos últimos dez anos. E dois clubes brasileiros conquistaram um lugar na lista dos melhores.

O Corinthians ficou na oitava colocação, com o terceiro uniforme lançado em outubro de 2018 em homenagem a Ayrton Senna. A camisa preta com detalhes em dourado era uma referência às cores do carro da Lotus, pela qual o piloto brasileiro conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1, em 1985. O uniforme apresentava o autógrafo de Senna no lugar destinado ao patrocinador principal e 41 listras douradas, em referência a cada uma das vitórias do piloto na F-1.

O Vasco também foi agraciado com a presença na lista, na 14ª colocação, com o modelo preto de 2015. O uniforme, lançado para marcar o centenário do futebol vascaíno, tem gola pólo negra e a barra das mangas em branco. E detalhes em azul e branco na gola interna, em uma homenagem aos 450 anos de fundação da cidade do Rio de Janeiro.

Camisa da Nigéria foi eleita a mais bonita da década por site especializado — Foto: Reprodução

Quem lidera a relação é a camisa titular da Nigéria preparada para a Copa do Mundo de 2018. Com um design ousado, o uniforme é composto por vários símbolos em V em verde e branco. E os mesmos detalhes nas mangas, mas em preto e branco.

A relação das 20 camisas mais belas da década (segundo o classicfootballshirts.com)

1 – Nigéria 2018/19
2 – França 2011/12 (branca)
3 – Internazionale 2010/11 (branca)
4 – Itália 2019/20 (terceiro uniforme)
5 – Real Madrid 2014/15 (terceiro uniforme)
6 – Juventus 2017/18
7 – Roma 2019/20 (terceiro uniforme)
8 – Corinthians 2018/19 (terceiro uniforme)
9 – Internazionale 2014/15
10 – Lyon 2010/11
11 – Lazio 2014/15
12 – Celtic 2012/13
13 – AIK Estocolmo 2017/18
14 – Vasco 2015/16
15 – Arsenal 2019/20
16 – Athletic Bilbao 2011/12
17 – Holanda – 2014/15
18 – Japão 2016/17
19 – Rayo Vallecano 2015/16
20 – PSG 2018/19

Memória E.C Globo Esporte

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Economista disse:

    Nenhuma delas chega perto da camisa do ABC, o mais querido!!

  2. Porfirio disse:

    A camisa mais bonita do futebol mundial, é a do Cruzeiro de Belo Horizonte disparada, o resto e colcha de retalhos.

Procon Natal divulga lista de materiais escolares considerados abusivos

Foto: Agência Brasil

Com a aproximação do período de matrículas nas escolas das redes pública e privada de ensino, o Procon Natal divulgou uma lista exemplificativa de materiais escolares que não podem ser solicitados pelos estabelecimentos, de acordo com o disposto na Lei 12.886/2013. A lista comporta 46 itens, dentre eles agenda escolar específica da instituição, caneta para lousa, cotonetes, esponja para pratos, pen drive, pregador de roupa e tonner ou cartucho para impressora, por exemplo.

O Procon entende, também, que o material escolar, cuja utilização não importe o consumo do bem, deverá ser devolvido ao aluno quando do fim do período letivo, inclusive qualquer material que, embora consumível, não tenha sido utilizado. Segundo o órgão, é prática abusiva qualquer negativa de efetivação de matrícula ou imposição de qualquer sanção em razão da recusa de entrega de material escolar considerado abusivo.

Outra prática considerada abusiva é a exigência de marcas específicas para a compra do material ou determinação que a compra seja feita no próprio estabelecimento educacional. “Nós atuamos por reclamação ou denúncia. Quando constatamos o abuso, notificamos o estabelecimento. Caso a escola não justifique o pedido do item, lavramos o termo de infração. Os consumidores devem fazer sua denúncia pelo número (84) 98870.3865 (WhatsApp). A multa para o estabelecimento que descumprir a lei é de acordo com os três últimos meses de faturamento”, assinalou o diretor técnico do Procon, Diogo Capuxú.

Ainda segundo o diretor, fica a critério do consumidor escolher entre comprar os produtos da lista de material fornecido pela instituição de ensino e o pagamento de valor/taxa disponibilizada por esta, sendo vedada a imposição de seu pagamento de forma exclusiva. Ele adverte que qualquer material não constante na lista deve ser solicitado com a devida justificativa e acompanhado do respectivo plano de execução de utilização de material escolar especialmente planejado para cada série: “Os itens da lista de materiais escolares foram ampliados pelo Procon. O nosso intento é resolver as questões pela via do diálogo”.

Confira a lista exemplificativa de materiais escolares que não podem ser solicitados pelas escolas:

(mais…)

Deputada federal Tábata Amaral e filósofa Djamila Ribeiro estão em lista de 100 mulheres mais influentes no mundo

Foto: BBC

A BBC anunciou sua lista de 100 mulheres inspiradoras e influentes de todo o mundo em 2019. Neste ano, a iniciativa tem como tema central a indagação: como seria o futuro conduzido por mulheres?

Os nomes escolhidos estão na vanguarda de seus campos e nos ajudam a vislumbrar como será a vida em 2030. A escolha se baseia em suas experiências pessoais, abrindo caminho para as próximas gerações.

Duas brasileiras estão entre as eleitas deste ano: a filósofa Djamila Ribeiro e a deputada federal Tábata Amaral (PDT-SP).

Djamila Ribeiro, de 39 anos, é atualmente uma das vozes mais influentes do movimento pelos direitos das mulheres negras no Brasil.

Graduada e mestre pela Universidade Federal de São Paulo, Djamila se dedica ao ativismo em temas como feminismo, racismo e empoderamento feminino.

Foi secretária-adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da cidade de São Paulo, na gestão de Fernando Haddad (PT), entre maio a dezembro de 2016.

Autora de Quem tem Medo do Feminismo Negro? e O Que é Lugar de Fala? e prestes a lançar Pequeno Manual Antirracista, a escritora é fundadora do selo editorial Sueli Carneiro, que publica obras de escritoras negras brasileiras, latinas, indígenas e LGBTQI+.

Por meio das redes sociais, onde tem centenas de milhares de seguidores e de suas colunas em jornais e revistas de grande circulação, Djamila estimula um debate sobre como o preconceito se dá na prática.

“Para pensar no futuro, primeiro é necessário reconhecer os erros do passado. Somente enfrentando o colonialismo e suas consequências será possível coexistir com dignidade”, diz Djamila.

Tábata, de 25 anos, é uma das mais jovens mulheres a integrar o Congresso brasileiro. Foi eleita em 2018 como a sexta deputada federal mais votada em São Paulo, com 264.450 votos.

“Minha maior esperança para o futuro das mulheres no Brasil é que nossa luta por direitos iguais, por oportunidades iguais seja tão consolidada que a próxima geração de meninas nasça sem limites para seus sonhos”, diz Tábata.

“Elas crescerão sabendo que podem estar na política, na ciência, onde quiserem. Estou certa de que, se esse sonho se realizar, teremos o país que merecemos: mais inclusivo, desenvolvido e ético.”

FUTURO SUSTENTÁVEL

Tábata cresceu na Vila Missionária, na periferia de São Paulo e ganhou medalhas em concursos de matemática, astronomia, física e robótica.

Recebeu uma bolsa para estudar na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, onde se formou em Ciência Política e Astrofísica. Neste período, contou por três anos com uma ajuda de custo da Fundação Estudar, mantida pelo empresário Jorge Paulo Lemann.

Antes de entrar para a política, trabalhou como pesquisadora, professora e funcionária das secretarias de Educação de Sobral, no Ceará, e Salvador, na Bahia.

Foi uma das cofundadoras do Movimento Mapa Educação, organização de apoio a iniciativas e lideranças juvenis na área, e do Movimento Acredito, que busca promover uma renovação política no país. Também integra o movimento RenovaBR, que busca apoiar novos nomes na política nacional.

Como deputada, Tábata se classifica como “progressista” e de “centro-esquerda” e tem como principais agendas educação, direitos das mulheres, inovação política e futuro sustentável.

Ganhou visibilidade nacional ao fazer críticas duras ao então ministro da Educação, Ricardo Vélez, em uma audiência na Câmara, quando cobrou propostas e projetos da pasta.

A deputada é alvo desde julho de um processo disciplinar instaurado pela executiva nacional do PDT contra ela e outros sete deputados da legenda, por seus votos à favor da reforma da Previdência, contrariando a orientação do partido, e teve sua representação partidária suspensa até que o processo seja concluído.

Em reação, anunciou que entrará na Justiça para deixar o PDT sem perder o mandato ao alegar perseguição política, o que o partido nega.

BRASILEIRAS EM OUTRAS EDIÇÕES

Em edições anteriores, outras brasileiras figuraram entre as 100 mulheres mais influentes do mundo em eleição promovida anualmente pela BBC. Confira:

Adriana Behar – a ex-jogadora de vôlei e medalhista olímpica busca fomentar o esporte desde 2011 como membro do Comitê Olímpico brasileiro (COB).

* Ana Luiza Santos de Andrade – a estudante e jogadora de futebol trabalha para que meninas e os meninos joguem este esporte em igualdade de condições.

* Beatriz Vaz e Silva – a jogadora de futebol divide-se também entre as funções de treinadora e ativista pelos direitos das mulheres no esporte.

* Bel Pesce – a empresária formou-se no Instituto de Tecnologia de Massachussets, nos Estados, em Engenharia Elétrica e Ciências da Computação e tornou-se palestrante e escritora sobre empreendedorismo.

* Claudianny Drika – dedica-se a ensinar o esporte a crianças da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.

* Fernanda Nunes – a atleta do remo é também blogueira e ativista, promovendo a igualdade de gênero no esporte.

* Gabriella Di Laccio – a soprano é fundadora do Projeto Donne: Women in Music, Brasil, que tem objetivo de celebrar e promover o trabalho de mulheres compositoras.

* Helena Pacheco – a ex-jogadora e ex-técnica de futebol foi uma das pioneiras do esporte no país e revelou a jogadora Marta.

* Lorrana Scarpioni – a empresária é fundadora da Bliive, uma rede colaborativa que promove a troca de de experiências, conhecimentos e habilidades.

* Luiza Travassos – a estudante mantém um blog no qual fala de seu cotidiano e de sua paixão por futebol.

* MC Soffia – a rapper abordando temas importantes em seu trabalho, como o empoderamento de jovens negras como ela.

* Maíra Liguori – comanda o Think Olga, ONG dedicada a empoderar as mulheres por meio da informação.

* Marta da Silva – a jogadora de futebol foi eleita seis vezes a melhor do mundo e é atualmente a maior artilheira em Copas do Mundo neste esporte.

* Nora Rónai – a arquiteta nascida na Itália, tornou-se escritora e atleta de natação, esporte no qual conquistou seis medalhas no Campeonato Mundial de Matsers em 2014 aos 90 anos.

Época

 

União Europeia eleva lista de sanções contra a Venezuela

Crise na Venezuela tem repercussão internacional e causa aplicação de sanções (Carlos Garcia Rawlins/Reuters/direitos reservados)

O Conselho Europeu da União Europeia (UE) anunciou nesta sexta-feira (27) que acrescentou à lista de sanções “sete membros das forças de segurança e dos serviços de informação da Venezuela”. Para dar resposta à “emergência humanitária”, a UE prevê a realização de uma conferência internacional em outubro.

As medidas restritivas, anunciadas em comunicado, “passam pela proibição de viajar e pelo congelamento dos bens”. O Conselho da UE incluiu na lista das sanções pessoas “envolvidas em atos de tortura e outras violações graves dos direitos humanos”, das quais quatro estão associadas à morte do capitão da marinha Rafael Acosta Arévalo.

Esta decisão da União Europeia faz “subir para 25 o número total de pessoas objeto de sanções face à situação na Venezuela”, e dá “prosseguimento direto à declaração emitida pela Alta Representante, em nome da UE”, em julho.

Tortura

A Alta Representante da UE para a Política Externa, Frederica Mogherini, anunciou em julho, que os estados-membros estavam prontos para começar a trabalhar no sentido de aplicar medidas específicas aos membros das forças de segurança envolvidos em atos de tortura e outras violações graves dos Direitos Humanos na Venezuela.

O relatório da Comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, é confirmado nessa declaração e sublinha a “dimensão e a gravidade das violações dos direitos humanos, a erosão do estado de direito e o desmantelamento das instituições democráticas na Venezuela” e ainda a “trágica morte do capitão Acosta Arévalo”, que se encontrava sob custódia pelas forças de segurança venezuelanas.

“Dada a gravidade da situação exposta no relatório da comissária, a UE está pronta para iniciar a preparação de medidas específicas e aplicar aos elementos das forças de segurança [da Venezuela] implicados em práticas de tortura e outras violações graves dos Direitos Humanos”, disse a declaração da representante da UE.

Agência Brasil

 

Empresário Jorge Paulo Lemann volta ao topo da lista de bilionários brasileiros da Forbes

Foto: Scott Olson / Getty Images

O empresário Jorge Paulo Lemann , um dos sócios do fundo 3G, voltou ao posto de homem mais rico do Brasil, segundo a revista Forbes , que acompanha diariamente a fortuna dos homens e mulheres mais ricos do mundo. Em março, ele havia perdido o posto para o dono do Banco Safra, Joseph Safra . Agora, voltou ao topo com fortuna avaliada em R$ 104,71 bilhões, segundo a Forbes Brasil.

O megainvestidor ocupava a liderança no ranking desde 2013, quando desbancou Eike Batista. No entanto, a fusão das gigantes americanas Kraft Heinz, controlada pelo fundo 3G e a empresa de investimentos de Warren Buffett, esbarrou em vários tropeços, levando à queda das suas ações nos primeiros meses de 2019.

Em fevereiro, a Kraft Heinz informou que era alvo de investigação nos EUA e que havia perdido US$ 16 bilhões em valor de mercado . Buffett, por sua vez, disse ter pago um preço excessivo pela Kraft , dona do ketchup Heinz.

Além da polêmica em torno da investigação, as ações do império Lemann também vinham caindo porque suas empresas apostam em produtos, como fast-food, que começam a ter resistência de consumidores.

O bilionário carioca também tem investimentos em empresas como a gigante AB-InBev, dona da Brahma e da Budweiser, e o Burger King. A mudança nos hábitos de consumo poderia abalar a estrutura de alguns negócios do fundo 3G, avaliam especialistas.

Esse panorama tirou a liderança de Lemann entre os bilionários brasileiros temporariamente. Mas, em setembro, o fundo 3G vendeu uma fatia de 9% na Kraft Heinz . E Lemann comprou parte das ações. A revista não explica se essa venda teve influência no retorno de Lemann ao topo da lista.

Além de Lemann, os outros dois sócios da 3G Capital aparecem entre os mais ricos do país. Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira acumulavam R$ 43,9 bilhões e R$ 37,35 bilhões, respectivamente, segundo a Forbes. Hoje, os dois ocupam a terceira e quinta colocação entre os bilionários brasileiros.

O quarto colocado da lista é Eduardo Saverin, um dos fundadores do Facebook. Residente em Cingapura desde 2012, ele mantém uma empresa de investimentos mais focada em startups, com atuação em vários segmentos. Seu raio de ação se concentra principalmente na Ásia e nos Estados Unidos, com fortuna estimada em R$ 43,16 bilhões

Uma novidade na lista deste ano é a presença do banqueiro André Esteves entre os principais bilionários do país. Esteves é o maior acionista individual do BTG Pactual, maior banco de investimentos independente da América Latina. A fortuna estimada é de R$ 20,75 bilhões.

Segundo a Forbes, o crescimento de seu patrimônio ocorre em decorrência do crescimento das ações do BTG nos últimos anos, que aumentaram mais de três vezes. Em 2015, Esteves envolvido na Operação Lava-Jato, mas foi absolvido em ações relacionadas da acusação de obstrução de Justiça envolvendo a suposta tentativa do ex-senador Delcídio do Amaral (PT/MS) de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Grande empreendedor que gera emprego, renda e divisas para nosso país…Merece ser reverenciado…Mas por aqui, é chamado de explorador, bla bla blá, mi mi m i…Gostaria de vê-lo mais envolvido com a política, de preferência apoiando o partido NOVO…

  2. Cidadão Indignado disse:

    Será que, ao invés de construir um mundo melhor, ajudando a qualquer ser vivo, vai levar todo o dinheiro de presente para o "capa preta"? São doentes; fazer o quê.

  3. Chile disse:

    Vai colocar isso onde? pois caixão não tem gaveta.

SE LIGUE – GUIA DE RESPEITO: Ranking lista melhores países para estudantes, empreendedores e imigrantes qualificados

Estocolmo, capital da Suécia; país um dos países mais abertos da OCDE a imigrantes com alta. GETTY IMAGES

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou na quarta-feira (29/5) rankings dos países-membros da entidade mais atraentes para estudantes universitários, empreendedores ou imigrantes altamente qualificados.

Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Suécia e Suíça estão entre as nações mais bem posicionadas nas listas, que levam em conta fatores como facilidade para obter vistos, qualidade de vida e perspectivas de carreira.

Já países como Estados Unidos, Grã-Bretanha e França têm desempenho oscilante, pontuando bem em alguns quesitos e deixando a desejar em outros.

Os rankings são integrados por 35 dos 36 países da OCDE – a Lituânia, última nação a ingressar no bloco, ficou de fora.

A OCDE é um fórum que promove políticas públicas, realiza estudos e auxilia no desenvolvimento de seus membros. A organização inclui boa parte dos países mais desenvolvidos do mundo e alguns emergentes, como México, Chile e Turquia.

O Brasil tem hoje o status de parceiro-chave da OCDE e pleiteia se tornar membro pleno do grupo. Confira os rankings completos abaixo.

Melhores países para imigrantes qualificados (com mestrado ou doutorado)

Sydney, na Austrália; país tem sociedade inclusiva e oferece boas perspectivas para profissionais qualificados. GETTY IMAGES

Quando a dificuldade de obter um visto não é levada em conta, os EUA lideram esse ranking graças a seu grande mercado de trabalho e à força de sua economia, além das condições fiscais vantajosas e da qualidade das oportunidades profissionais.

Mas o país perde posições por causa de seu alto índice de rejeição de vistos.

Por outro lado, Suécia, Suíça, Luxemburgo e Eslovênia têm sistemas migratórios mais abertos e pontuam bem nesse quesito.

Austrália e Nova Zelândia também estão entre os primeiros colocados, principalmente por terem sociedades inclusivas e boas perspectivas futuras para profissionais.

De forma geral, as nações no topo do ranking têm alto padrão de vida e forte demanda por trabalhadores qualificados.

1 – Austrália

2 – Suécia

3 – Suíça

4 – Nova Zelândia

5 – Canadá

6 – Irlanda

7 – EUA

8 – Holanda

9 – Eslovênia

10 – Noruega

11 – Luxemburgo

12 – Alemanha

13 – Dinamarca

14 – Islândia

15 – Estônia

16 – Reino Unido

17 – Áustria

18 – Finlândia

19 – Bélgica

20 – Eslováquia

21 – Portugal

22 – França

23 – Coreia do Sul

24 – República Tcheca

25 – Japão

26 – Hungria

27 – Espanha

28 – Letônia

29 – Chile

30 – Israel

31 – Polônia

32 – Itália

33 – Grécia

34 – México

35 – Turquia

Melhores países para imigrantes empreendedores

Toronto, no Canadá; país pontua bem quando se consideram facilidade para fazer negócios e regras burocráticas. GETTY IMAGES

Os cinco melhores países para imigrantes quem desejem empreender são diferentes dos mais atraentes para profissionais qualificados.

Canadá, Nova Zelândia, Irlanda e os EUA pontuam bem quando se leva em conta a facilidade para fazer negócios e as regras burocráticas. A Suíça, por sua vez, avança várias posições no ranking por ter os menores impostos para empresas de toda a OCDE.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bosco disse:

    Não sou petralha! Mas com a aprovação da reforma da previdência, o Brasil entra nessa lista.

  2. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Porque VENEZUELA e CUBA não estão nessa lista PTralhas??