REVANCHE? ABC vence e faz a final com o Alecrim

O ABC venceu o Potiguar pelo placar de 3 a 1 na noite desta quarta-feira (13) e garantiu a vaga na final da Copa RN (segundo turno do Estadual) contra o Alecrim. A partida decisiva será realizada na Arena das Dunas, no próximo sábado (16), as 16h.

Apesar de um segundo turno muito turbulento, com jogos difíceis e pressão da torcida, o ABC encerra a segunda fase da competição em primeiro lugar. A frente até do Alecrim, o que garante ao Alvinegro a vantagem do empate na final.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Val Lima disse:

    Meu VERDÃO dessa vez vai ser CAMPEÃO!!!!!

  2. Lutemberg disse:

    Que idioma é esse que o cidadão ai utilizou pra fazer o outro comentário???

  3. ABCISTA OTIMISTA disse:

    VAMO SI VINGAR. ADESPOI CAMPIAO POTIGUAR E DEPOIS VORTAR PRÁ A SÉRIE B

BRASILEIRÃO: Rebaixamento ameaça mais da metade dos times do campeonato

Faltando 11 rodadas para o final do Campeonato Brasileiro, mais da metade dos times que disputam a competição deste ano corre algum risco de rebaixamento, porque estão a menos de seis pontos da zona que abriga os quatro últimos colocados do torneio.

A Chapecoense é hoje o time mais bem classificado na zona de descenso, com 28 pontos, apenas seis a menos que o Goiás, o 10º colocado. Se o time de Santa Catarina vencer o Internacional nesta quinta-feira (9), às 20h30, em Chapecó, coloca o Coritiba no seu lugar, com 29 pontos.

Com isso, 11 times ainda têm que se preocupar em lutar contra a queda para a Série B, o terceiro maior número de ameaçados à esta altura do campeonato desde 2006, quando o Brasileiro passou a ter 20 clubes.

Entre os times sob risco estão seis campeões brasileiros -Flamengo (34 pontos), Palmeiras (31), Atlético-PR (31), Bahia (30), Coritiba (29) e Botafogo (26).

A situação só é menos confusa que a do ano passado, quando na 27ª rodada havia 15 times ameaçados de rebaixamento (veja abaixo), e a de 2007, quando 12 equipes lutavam para se afastar da zona de descenso.

Na quarta-feira (8), após bater o Figueirense por 2 a 1 com um gol de Nixon aos 47 min do segundo tempo, os jogadores do Flamengo ressaltaram que o time continua brigando contra o rebaixamento.

“Trabalhamos fortemente para sair dessa situação ruim no Campeonato Brasileiro”, afirmou o atacante Muralha. O lateral direito Léo Moura, capitão do time, concordou. “A gente vai dar trabalho para os adversários”, disse.

AMEAÇADOS PELO O REBAIXAMENTO
10º – Goiás – 34 pontos
11º – Flamengo – 34 pontos
12º – Figueirense – 32 pontos
13º – Palmeiras – 31 pontos
14º – Atlético-PR – 31 pontos
15º – Bahia – 30 pontos
16º – Coritiba – 29 pontos
17º – Chapecoense – 28 pontos
18º – Vitória – 28 pontos
19º – Criciúma – 27 pontos
20º – Botafogo – 26 pontos

A LUTA CONTRA O DESCENSO NOS ÚLTIMOS ANOS
(na 27ª rodada do Brasileiro)

2014
11 times ameaçados
Chapecoense (17º) – 28 pontos
Goiás (10º) – 34 pontos

2013
15 times ameaçados
Vasco (17º) – 32 pontos
Vitória (6º) – 37 pontos

2012

6 times ameaçados
Sport (17º) – 27 pontos
Portuguesa (15º) – 33 pontos
2011
7 times ameaçados
Atlético-PR (17º) – 27 pontos
Bahia (14º) – 33 pontos

2010
8 times ameaçados
Atlético-GO (17º) – 26 pontos
Ceará (13º) – 32 pontos

2009
6 times ameaçados
Botafogo (17º) – 27 pontos
Coritiba (15º) – 33 pontos

2008
8 times ameaçados
Botafogo (17º) – 27 pontos
Náutico (13º) -30 pontos

2007
12 times ameaçados
Corinthians (17º) – 33 pontos
Flamengo (9º) – 39 pontos

2006
10 times ameaçados
Ponte Preta (17º) – 30 pontos
Flamengo (11º) – 36 pontos

Folha Press

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BENTO disse:

    PELA MARGEM DE ERRO O MEU MENGÃO TEM DE 32 a 36, PONTOS, ENTÃO NÃO CAI DE JEITO NENHUM, A GLOBO NÃO DEIXA, NÃO EXISTE CAMPEONATO BRASILEIRO SEM FLAMENGO. SOPRA O APITO AMIGO. hehehehehehe.

Alonso vence segunda nesta temporada da F1 e assume liderança

Fernando Alonso foi perfeito dirigindo e ainda contou com a sorte para vencer
Foto:UOL

Em casa, diante da torcida espanhola,Fernando Alonso provou que campeões são feitos de talento, audácia e um punhado de sorte. Com uma exibição brilhante, o piloto da Ferrari venceu de forma surpreendente o GP da Europa, em Valência. Largou na 11ª posição, levantou a arquibancada com belas ultrapassagens e viu a vitória cair no colo quando o líder Sebastian Vettel teve problemas com a RBR e abandonou na 34ª das 57 voltas. E a estrela do espanhol continuou a brilhar. Romain Grosjean o acompanhava e perto, mas a Lotus também quebrou e o francês deixou a corrida.

Em êxtase com a vitória em seu país, Alonso quebrou o protocolo e levou a torcida ao delírio. Desfilou com a bandeira espanhola, largou o carro na pista para comemorar com os conterrâneos e precisou ser buscado pelo safety car para seguir para a cerimônia do pódio. No degrau mais alto, não escondeu a emoção e desabou em lágrimas durante o hino espanhol.

Com a segunda vitória no ano, de forma tão espetacular quanto a primeira, no GP da Malásia, o bicampeão interrompe a série histórica de vencedores diferentes na temporada e reassume a liderança do Mundial com 111 pontos, 20 a mais que o novo vice-líder, Mark Webber – o australiano da RBR fez bela corrida de recuperação e completou em quarto após largar em 19º. Antigo líder, Lewis Hamilton caiu duas posições na tabela. O inglês da McLaren abandonou ao se chocar com Pastor Maldonado na penúltima volta, quando tentava assegurar o terceiro lugar.

E Alonso não foi o único campeão com sorte em Valência. Raikkonen garantiu a segunda colocação ao ultrapassar Hamilton a duas voltas do fim. Outra estrela que voltou a brilhar foi a de Michael Schumacher. Com a sequência de incidentes entre os primeiros colocados, o heptacampeão herdou o terceiro lugar, seu melhor resultado desde o retorno à Fórmula 1, em 2010, fechando o pódio estelar, com três campeões e dez títulos.

Confira a classificação final do GP da Europa, em Valência:

1 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1h44m16s449
2 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – a 6s421
3 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 12s639
4 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 13s628
5 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) – a 19s993
6 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 21s176
7 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 22d886
8 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 24s653
9 – Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 27s777
10 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – a 34s630
11 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – a 35s900
12 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) – a 37s000
13 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – a 1m15s871
14 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – a 1m34s654
15 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – a 1m36s565
16 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a uma volta
17 – Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – a uma volta
18 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – a uma volta
19 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a duas coltas
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – abadono na volta 41
Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – abandono na volta 34
Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – abandono na volta 34
Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) – abandono na volta 27
Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – não largou

Fonte: G1

Dentro Frasqueirão, América é campeão estadual de 2012

Foto: Marcos Lopes

 

Após oito anos, o América conquistou o Campeonato Potiguar 2012, diante do seu maior rival, o ABC, na tarde deste domingo (6), em pleno estádio Frasqueirão. Mesmo jogando com a vantagem do empate, o alvirrubro jogou com propriedade, segurou as ações do alvinegro e levantou o caneco vencendo pelo placar de 2 a 0. Os heróis da partida foram Wanderson e Fabinho, com gols marcados aos 8 e 46 do segundo tempo.

O título alvirrubro representa a virada do time na competição, principalmente, com a chegada do técnico Roberto Fernandes, que chegou ao clube e iniciou a recuperação do time que parecia desacreditado após uma sequência negativa de resultados. O exemplo do excelente trabalho de Roberto está escrito nos clássicos diante do ABC, onde comandante alvirrubro venceu os quatro confrontos seguintes.

O América volta aos gramados, em competições oficiais, no dia 19(sexta-feira), às 21h, pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O alvirrubro estreia diante do Goiás, como mandante, em estádio a ser confirmado.

O ABC, no sábado (20), às 16h, também estreia na competição nacional, e visita Ipatinga-MG, no estádio Lamegão.

O jogo

Com 10 minutos de atraso, a partida começou com o América não abrindo o marcador por pouco, com 1 minuto. Na jogada, a defesa alvinegra vacilou, Lúcio roubou a bola, mas não soube aproveitar a oportunidade chutando forte sem direção.

Aos 8, o alvirrubro novamente ameaçou. Após um bate e rebate durante escanteio, Lúcio tentou completar, mas o atacante Léo Gamalho, dando uma de zagueiro, desviou a bola para escanteio.

Mesmo com ABC atuando com três zagueiros, o América aproveitou o posicionamento confuso da defesa alvinegra e seguiu oferecendo perigo sempre com um homem de sobra no setor de ataque.

No lado do ABC, destaque para o meia Raul, arriscando chutes, ainda que se grande perigo, e se apresentando nas principais jogadas ofensivas.

O clássico seguiu equilibrado e estudado, mas com o time do América mais perigoso nos contra-ataques, aproveitando os espaços deixados pelo alvinegro, necessitando de pelo menos um gol para tirar a vantagem americana do empate.

Aos 28, o ABC quase abriu o placar, com jogada iniciada por Léo Gamalho. Ele chutou e a bola sobrou para Murilo, que arriscou com Ricardo Baiano cortando o lance que seria gol. Um minuto depois, novamente com lateral-direito Murilo, o ABC quase marcou. Em cobrança de falta da meia-lua, ele chutou forte obrigando o goleiro Fabiano a espalmar para a linha de fundo.

Tocando a bola com mais velocidade, o ABC ameaçou o América novamente. Aos 35, Léo Gamalho fez grande lançamento para Jérson, que arrancou e chutou forte para defesa segura de Fabiano.

A resposta do América aconteceu no momento de perigo no fim da primeira etapa. Aos 42, Isac lançou Junior Xuxa que arrancou para área alvinegra e obrigou o goleiro Camilo a praticar boa defesa.

O segundo tempo começou com o ABC jogando contra o tempo e apresentando o mesmo cenário da primeira etapa: um América mais perigoso. A diferença foi que o alvirrubro finalmente aproveitou a oportunidade, e abriu o placar aos 8. Em jogada criada por Lúcio, a bola foi lançada a Wanderson, que arrancou, entrou na área alvinegra e mandou uma bomba para o fundo do gol, para o delírio da torcida vermelha.

Após gol, o técnico Leandro Campos sacou Washington, peça nula na partida, para a entrada de Adriano Pardal. Logo depois, aos 20, o árbitro Leandro Vuaden (Fifa), expulsou o atacante alvirrubro Isac, após levar o segundo cartão amarelo.

Com um jogador a menos, o América recuou e passou a jogar com a boa vantagem e tentando um contra-ataque diante do nervosismo adversário. O ABC, sem alternativa, partiu para cima do alvirrubro e iniciou uma blitz na defesa americana. Aos 27, o alvinegro quase chegou ao empate após lançamento de Bileu para cabeçada de Berg na trave.

Mesmo com um jogador a mais, o ABC não conseguiu transformar a posse de bola em perigo contra a meta do goleiro Fabiano, e viu o tricampeonato dar adeus com o passar dos minutos. O América, por sua vez, seguiu fechado e jogando com inteligência diante da ansiedade alvinegra.

Aos 38, o ABC deu mostras de que não reagiria na final após expulsão de Jerson, que recebeu vermelho após desentendimento com Fabinho. Aos 45, com os gritos da torcida do América de campeão, o zagueiro Fábio Boaventura foi expulso, e ainda viu o time vermelho marcar o segundo através de Fabinho, craque do campeonato, aos 46. A expulsão do zagueiro Cleber, no fim, praticamente não foi notada com a festa da comissão técnica americana e sua torcida.

Ficha do jogo: ABC 0 x 2 América

Estádio: Frasqueirão

Escalações:
ABC: Camilo, Murilo, Flávio Boaventura, Eduardo e Berg; Alisson(Paulista), Bileu, Jerson, Raul (Thiaguinho); Washington (Adriano Pardal) e Léo Gamalho. (Técnico: Leandro Campos).
América: Fabiano, Norberto, Cleber, Edson Rocha e Anderson; Ricardo Baiano, Fabinho, Marcio Passos e Junior Xuxa (Nata); Isac e Lúcio (Pingo). (Técnico: Roberto Fernandes).

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa) – RS
Assistentes: Cleriston Clay (Asp. Fifa) – SE e Thiago Gomes Brigido(Asp. Fifa) –  CE
4º árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (CBF) – RN

Cartões: América (amarelo – Isac); ABC (amarelo – Fábio Boaventura); ABC (amarelo – Alisson); América (vermelho – Isac); Jerson (vermelho – ABC); ABC (vermelho – Fábio Boaventura) e Cleber (vermelho – América).

Fonte: DN Online

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daviwh1 disse:

    MECÃO SO TRAS EMOÇOES , ABC  NAO TRAS NADA!!

[VÍDEO] Jogador italiano sofre parada cardíaca em campo e morre

O meia Piermario Morosini, do Livorno, morreu neste sábado após sofrer uma parada cardíaca durante jogo contra o Pescara, pela Série B (2ª divisão) do Campeonato Italiano. Morosini tinha 25 anos e desmaiou aos 31 minutos do primeiro tempo, quando o seu time vencia por 2 a 0. Imediatamente ele foi levado do Estádio Adriático, em Pescara, para um hospital na cidade. Os médicos não conseguiram reanimá-lo. Revelado pelo Udinese, o meia italiano teve passagem por Bolonha, Vicenza, Reggina e Pádova.

Depois da morte de Morosini, a Federação Italiana de Futebol decidiu suspender todos os jogos do fim de semana das séries A e B.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, lamentou no Twitter a morte do jogador italiano. “Apenas lágrimas. Não há palavras para expressar o que senti quando soube da morte de Piermario Mosorini. A tragédia é um grande sentimento aos fãs do futebol”, escreveu o dirigente, que também manifestou solidariedade aos parentes e amigos do meia. “Não posso estar fisicamente perto da família, mas gostaria de salientar que meu amor está com eles neste momento”, completou.

Confiram a classificação do Campeonato Estadual de Futebol

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG
ABC
  14
   6
   4
   2
   0
16
7
  9
Palmeira
  12
   6
   4
   0
   2
7
8
 -1
Corintians
  10
   6
   3
   1
   2
7
4
  3
Santa Cruz
   9
   6
   3
   0
   3
10
6
  4
Baraúnas
   8
   6
   2
   2
   2
4
4
  0
América
   7
   6
   2
   1
   3
10
7
  3
Potiguar
   7
   6
   2
   1
   3
7
8
 -1
Assu
   7
   6
   2
   1
   3
7
9
 -2
Caicó
   7
   6
   2
   1
   3
5
13
 -8
10º
Alecrim
   4
   6
   1
   1
   4
6
13
 -7

Árbitros do Campeonato Estadual de Futebol não têm uniformes para apitar os jogos

Reproduzo essa do blog do galego Edmo Sinedino.

Os árbitros tiveram que fazer rodízio de uniforme e um outro chegou a ser afastado porque não usou a vestimenta do patrocinador devido a falta de material.  Está parecendo perseguição.

Com tanto recursos captados para o campeonato através do Marketing, deixar isso acontecer parece amadorismo demais.

Com a palavra a robusta FNF.

Segue post de Edmo Sinedino:

Impressionante, nem tudo são flores.

E com a patrocinadora Lupo então…

Me lembro das “novelas” no ABC, das camisas quase sempre em falta no comércio.

Agora, patrocinadora do Estadual, a Lupo também recebe críticas dos árbitros.

Um deles me ligou para dizer que está sendo feito rodízio de camisetas.

É isso mesmo, rodízio de camisetas.

Quem trabalha na quarta-feira tem que devolver a camisa para que um colega Possa trabalhar no domingo.

Isso, me desculpem, mas me parece imoral.

E fiquei sabendo que um árbitro foi punido porque vestiu uma calça daquelas tipo usadas por goleiros e encobriu o nome Lupo nos calções.

O rapaz foi tirado da escala, e posto na “geladeira”.

Que danado de patrocinador é esse que não fornece sequer o material para os árbitros trabalharem?

Sem falar que, gente, eu olhei de perto: o material das camisas é fraquinho, fraquinho…

Classificação Série B. ABC é o 14º

Rodada: 28

Equipe PG J V E D GP GC SG %
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Portuguesa 57 28 16 9 3 59 27 32 68%
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Ponte Preta 49 28 14 7 7 45 32 13 58%
Subiu em relação à rodada anterior Americana 48 28 14 6 8 34 31 3 57%
Desceu em relação à rodada anterior Náutico 48 28 13 9 6 34 28 6 57%
Subiu em relação à rodada anterior Boa Esporte 45 28 13 6 9 32 24 8 54%
Desceu em relação à rodada anterior Sport 43 28 12 7 9 45 36 9 51%
Subiu em relação à rodada anterior Criciúma 43 28 12 7 9 31 31 0 51%
Desceu em relação à rodada anterior Bragantino 41 28 12 5 11 46 43 3 49%
Desceu em relação à rodada anterior Vitória 40 28 11 7 10 38 33 5 48%
10º
Subiu em relação à rodada anterior Paraná 37 28 10 7 11 34 32 2 44%
11º
Subiu em relação à rodada anterior Guarani 37 28 10 7 11 37 36 1 44%
12º
Subiu em relação à rodada anterior G.Barueri 37 28 10 7 11 36 37 -1 44%
13º
Desceu em relação à rodada anterior ASA 37 28 10 7 11 35 43 -8 44%
14º
Desceu em relação à rodada anterior ABC 36 28 8 12 8 36 38 -2 43%
15º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Icasa 35 28 8 11 9 40 39 1 42%
16º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Goiás 33 28 10 3 15 36 44 -8 39%
17º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior São Caetano 33 28 7 12 9 41 45 -4 39%
18º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Vila Nova 29 28 7 8 13 24 32 -8 35%
19º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Salgueiro-PE 25 28 7 4 17 26 43 -17 30%
20º
Manteve-se na mesma posição em relação à rodada anterior Duque de Caxias 12 28 1 9 18 22 57 -35 14%