VÍDEO: Mãe desenha coração para filha beijar ao sentir sua falta na escola

 

Ver essa foto no Instagram

 

❤️💙💜💛🧡💚 Quando percebeu que a filha Maria Liz, de 3 anos, estava sofrendo ao chegar à escola no período de adaptação, Marry Scarabello teve uma idea: desenhar o “coração da saudade”. Cada uma tem um desenho de coração na mão representando o coração da outra. “Assim, toda vez que sentirmos saudade uma da outra, basta dar um beijo no coração e a saudade passa!”, contou em postagem em uma rede social. Ao deixar a pequena na escola, Marry se escondeu para observar a reação da filha e registrou um momento de muita fofura. No vídeo, a menina aparece olhando para os lados e, em seguida, beijando a mão exatamente no lugar onde o coração estava desenhado. #PortalR7 #r7 (📸: Reprodução Facebook Marry Scarabello)

Uma publicação compartilhada por Portal R7 (@portalr7) em

Quando percebeu que a filha Maria Liz, de 3 anos, estava sofrendo ao chegar à escola no período de adaptação, Marry Scarabello teve uma idea: desenhar o “coração da saudade”.

Cada uma tem um desenho de coração na mão representando o coração da outra. “Assim, toda vez que sentirmos saudade uma da outra, basta dar um beijo no coração e a saudade passa!”, contou em postagem em uma rede social.

Ao deixar a pequena na escola, Marry se escondeu para observar a reação da filha e registrou um momento de muita fofura. No vídeo, a menina aparece olhando para os lados e, em seguida, beijando a mão exatamente no lugar onde o coração estava desenhado.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Agamenon disse:

    Greve! Governadora sentindo do próprio veneno.

Futebol com os amigos exige cuidar do coração em qualquer idade

Foto: Pixabay

A prática recreativa de esportes, como aquele futebol semanal com os amigos, precisa ser acompanhada de visitas regulares ao médico, mesmo que você tenha menos de 30 anos e nenhum sinal de doença cardíaca. Este é o recado dos cardiologistas para quem estiver preocupado após a notícia da morte do filho do ídolo do futebol brasileiro Cafu.

Danilo Feliciano de Moraes, 30, faleceu na noite de quarta-feira, depois de passar mal enquanto jogava uma partida entre amigos na casa do pai, em Alphaville, condomínio na região metropolitana de São Paulo. As circunstâncias específicas da morte de Danilo não são conhecidas, mas se sabe que ele já teria enfrentado um infarto há alguns anos.

O cardiologista Fernando Costa, diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia, diz que a pré existência de uma doença cardíaca não impede necessariamente a prática desportiva por uma pessoa jovem. Mas o mais importante a ser observado é que a ausência de qualquer sinal de problemas também não serve como desculpa para que não se ter cuidados regulares com o coração.

“Pode ter tido um infarto e jogar? Pode. Pode ter uma arritmia e jogar? Pode”, diz Costa, ressaltando que é necessário o ok de um médico, exames específicos e, eventualmente, tratamento.

“Não tem nada, nenhum sintoma, nenhuma anomalia aparente nos exames? Mesmo assim, o ideal é fazer avaliação todos os anos. Se você tem um carro e faz revisão obrigatória, por que não fazer com você mesmo?”

Consulta e eletrocardiograma devem ser anuais

O cardiologista lembra que a sensação de super poderes que os jovens normalmente têm costuma atrapalhar a prevenção de problemas cardíacos.

A detecção de anomalias no funcionamento do coração pode ser feita com a visita ao médico, que vai ascultar coração e pulmão com cuidado, medir a pressão adequadamente e fazer uma avaliação física geral.

Depois, um exame simples de eletrocardiograma mostrará se o coração está mesmo funcionando como deveria.

Se tudo estiver bem nos exames, a pelada de fim de semana está liberada. Mas é preciso repetir os exames anualmente, para evitar qualquer tipo de surpresa.

O cardiologista chama a atenção para o fato de que a porcentagem de pessoas com doenças cardíacas não é alta, mas estas doenças podem ser letais. “Quem tem uma doença escondida, tem a fatalidade ao seu lado”, alerta Costa.

Prática irregular de esportes

A prática de esporte sempre força o coração, em qualquer situação. Por isso, se existe uma anomalia qualquer, aquela atividade se torna um risco.

“Só joga no fim de semana? Esta situação ainda é pior. Quem pratica atividade física sem regularidade está mais exposto”, diz o médico.

A regularidade da atividade física serve para blindar o coração. Assim como para prevenir um estiramento muscular se faz alongamento antes de entrar em campo, o coração precisa estar “aquecido”. Só que não adianta fazer isso minutos antes do jogo.

“A recomendação é sempre a mesma: 40 minutos de caminhada diários são o mínimo a se fazer”, ressalta Costa.

Para os mais jovens, que costumam ser mais “abusados”, o cardiologista lembra: “É possível que o esporte seja só recreação.”

Mas sempre com cuidados.

R7

 

Ter um cachorro ou outro animal de estimação faz bem para saúde do coração, diz pesquisa

Ter um cachorro – ou outro animal de estimação – faz um bem danado para o coração. É o que aponta um estudo recém-publicado na revista científica MayoClinic. A pesquisa foi desenvolvida pela equipe do Kardiozive Brno 2030, um projeto estudo sobre saúde cardiovascular realizado no leste europeu.

“Em geral, as pessoas que possuíam qualquer animal de estimação tinham maior probabilidade de realizar atividades físicas, ter uma dieta melhor e o nível ideal de açúcar no sangue”, disse Andrea Maugeri, coautor da pesquisa, em comunicado. “Mas os maiores benefícios de se ter um pet foram notados em quem possuía um cachorro, independentemente de idade, sexo e nível de educação.”

O estudo registrou informações de 2 mil voluntários que vivem na cidade de Brno, na República Tcheca. Tempos depois, os pesquisadores fizeram uma nova avaliação dessas pessoas, analisando o que havia mudado em termos de índice de massa corporal (o famoso IMC), dieta, atividade física, tabagismo, pressão arterial, glicemia e colesterol.

Ao comparar os resultados, os especialistas concluíram que existe, sim, um elo entre ter um companheiro animal (em especial se for um cão) e apresentar melhor saúde cardiovascular. “Os achados do estudo apoiam a ideia de que as pessoas podem adotar, resgatar ou comprar um animal de estimação como uma potencial estratégia para melhorar sua saúde cardiovascular”, comenta Maugeri.

Mas, para que o peludo realmente dê um up no seu bem-estar, é preciso garantir que tanto a sua rotina quanto a dele sejam ativas. Ah, vai: fazer uma caminhada ou dar aquela corrida no parque vai ficar muito mais gostoso, né?

Galileu

 

FOTO: Homem que nasceu com coração no abdômen passa por cirurgia

 

homem-que-nasceu-com-coracao-no-abdomen-passa-por-cirurgiaUm homem nasceu com o coração posicionado no abdômen vai finalmente poder levar uma vida normal. Huang Rongming, da província de Henan, na China, passou por uma cirurgia para corrigir um defeito cardíaco e mover seu coração para a posição correta.

O jovem de 24 anos vivia desta maneira e teve que corrigir o problema depois que um médico lhe disse que sua condição estava se deteriorando rapidamente. Essa condição é tão rara que acontece apenas em cinco a cada um milhão de bebês.

“É um sonho tornado realidade. Vou levar uma vida normal como todos os outros “, disse o jovem ao ChinaDaily. A condição faz com que o rapaz sinta falta de ar, e pode até mesmo levar a uma morte súbita caso sofra uma pancada.

Para pagar a cirurgia, uma cobertura da mídia local ajudou a angariar fundos. A operação durou mais de 10 horas, mas foi bem sucedida.

R7

Orientações sobre hábitos saudáveis marcam o Dia Mundial do Coração

No Dia Mundial do Coração, comemorado neste sábado (29), várias ações estão programadas em todo o país para chamar a atenção quanto às doenças cardiovasculares e orientar a população sobre a importância de adquirir hábitos mais saudáveis. Em Brasília, Campo Grande e Natal, por exemplo, estão sendo realizados exames gratuitos para verificação da pressão arterial e da glicemia, além do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC), palestras, caminhadas, corridas, concertos e eventos desportivos.

Em Natal, cardiologistas e profissionais de enfermagem estiveram  atendendo a população gratuitamente em pontos localizados nos supermercados Nordestão Santa Catarina, na Zona Norte, e no Hiper Bompreço da Prudente de Morais.

Segundo a Federação Mundial do Coração, as doenças cardiovasculares são responsáveis por 17,3 milhões de mortes anualmente, das quais 8,6 milhões são de mulheres. Os números continuam a subir e a estimativa é que, até 2030, as mortes cheguem a 23 milhões.

No Brasil, cerca de 320 mil brasileiros morrem anualmente devido às doenças cardiovasculares. O cardiologista Fausto Stauffer, da Associação Médica Brasileira (AMB), explica que a prevenção é o melhor tratamento para as doenças do coração. Manter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e parar de fumar são pequenas mudanças nos hábitos de vida que podem reduzir o risco de doenças cardíacas e de acidentes vasculares cerebrais.

“Estes hábitos devem ser adquiridos desde a infância, porque as crianças também são vulneráveis a estas enfermidades”, disse Stauffer. Dieta balanceada e exercícios físicos são capazes de prevenir quatro dos dez principais fatores de risco: a hipertensão, o diabetes, a dislipidemia (colesterol alto) e a obesidade. No Brasil, as doenças cardíacas que mais levam à morte são o infarto e a insuficiência cardíaca.

Com informações da Agência Brasil

Após duas horas de reunião Unimed e Hospitais não chegam a um acordo

O imbróglio envolvendo a Unimed e os hospitais Promater, São Lucas e do Coração está longe de um final feliz. Nesta quarta-feira, uma reunião de mais de duas horas não trouxe nenhuma novidade para o caso.

Os hospitais rejeitaram a proposta do plano que não chegou nem próximo do que os donos esperavam, segundo informações recebidas pelo Blog do BG, o atendimento da Unimed nesses hospitais deve ser suspenso após o fim do contrato atual.

O atendimento chegou a ser suspenso no último dia 2 de agosto, conforme antecipou o Blog do BG, mas uma medida do MP garantiu a continuidade dos serviços até a próxima sexta-feira (10).

Os hospitais apresentaram planilhas de custos mostrando que não há possibilidade de sustentar o atendimento com os valores atuais, que giram em torno de R$ 65 por atendimento. Segundo os diretores das unidades de saúde, o valor repassado não cobre os custos do serviço prestado e vem causando prejuízos a muito tempo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Apaulacosta disse:

    Hoje precisei levar minha avó que esta doente ao pronto socorro,liguei para o Hospital do Coração por ser o mais próximo da minha casa e perguntei se já estava atendendo Unimed,me falaram que sim,levei minha avó lá,chegamos as12:35,porém só fomos atendidas 2 horas depois.Minha avó com 81 anos,passou 2 horas sentada em uma cadeira de rodas e sempre que eu perguntava a recepcionista quanta pessoas tinha na frente e que minha avó era preferencial,ela me respondia que a médica sabia e que dependia dela chamar os pacientes.Ai eu me pergunto de que adianta pagar tão caro por um plano de saúde???Unimed mais respeito com seu usuários!

Unimed apresenta proposta para hospitais até próxima sexta; atendimento continua

Os hospitais Promater, São Lucas e do Coração haviam suspendido o atendimento aos usuários do plano de saúde Unimed ontem. Hoje pela manhã, uma reunião entre as entidades envolvidas confirmou a continuidade dos serviços até a próxima sexta-feira (10), quando a operadora do plano de saúde apresentará uma proposta para os hospitais.

Os diretores das unidades de saúde, durante a reunião, apresentaram planilhas de gastos mostrando que não tem condições de sustentar os atendimentos com o valor repassado hoje, que gira em torno de R$ 65. A Promater, o São Lucas e o Hospital do Coração apresentaram argumentos para mostrar que os preços pagos pelo plano não cobrem os custos.

A Unimed se prontificou a analisar a situação e apresentar uma proposta na próxima semana. Até lá, para que os clientes-pacientes não sejam prejudicados, os hospitais mantém o atendimento. A situação ontem ficou tão difícil para os usuários da Unimed que até o Ministério Público interviu através de uma ação cautelar protocolada na Justiça.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Os hospitais devem cobrar mais mesmo, mas vamos ver se vão colocar mais médicos para atenderem no PS.
    Pelo menos até meia noite era pra ter mais médico, mas não existe preocupação ou respeito com o paciente.
    Os planos e os Hospitais se importam APENAS com o lucro.

Hospitais que suspenderam serviços da Unimed recomendam usuários a procurar outras unidades

O BG divulgou com exclusividade, na manhã desta quarta-feira (1º), que os hospitais Promater, São Lucas e do Coração suspenderam os atendimentos aos usuários da Unimed. A Unimed emitiu uma nota de esclarecimento dizendo ter sido pega de surpresa com a decisão “unilateral” e que estava cumprindo tudo o que determinava o contrato.

Agora, também por meio de nota assinada pelos diretores, os três hospitais explicam que a suspensão se deu em virtude de uma queda na qualidade na prestação dos serviços em função de um baixo repasse  financeiro do plano de saúde, aliada a grande demanda de usuários do mesmo. No documento, as unidades recomendam que os usuários da Unimed procurem outros hospitais.

Confira a nota na íntegra AQUI.

Acompanhe o caso na cobertura exclusiva do BG:

Três grandes hospitais deixaram de atender Unimed hoje no pronto-socorro

Hospitais só voltarão a atender clientes Unimed no pronto-socorro quando valor pago for o mesmo de outros planos

 UNIMED Natal esclarece que foi pega de supresa por atitudes dos Hospitais

Sociedade Brasileira de Cardiologia no RN realiza ação de Combate ao Colesterol

A Sociedade Brasileira de Cardiologia, secção do Rio Grande do Norte (SBC-RN) dará inicio amanhã, domingo 29, as ações que irão marcar o  Dia Nacional de Combate ao Colesterol que  será comemorado em todo país no dia 8 de agosto.

A partir das 9 da manhã, na Escola Municipal Professora Iapissara Aguiar, no Conjunto Santa Catarina, Zona Norte, serão oferecidas orientações  dietéticas  para os  participantes  da Caravana da Cidadania, realizada pela paróquia do bairro. As ações visam orientar as pessoas a  combater o colesterol.

Das doenças modernas que afetam a população, a principal causa de morte no Brasil são as doenças cardiovasculares que, estima-se, sejam responsáveis por 300 mil mortes no país. O colesterol elevado é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de infarto e derrame e cerca de 50% dos ataques cardíacos poderiam ser evitados se os níveis de colesterol estivessem controlados.

Durante a caravana  haverá distribuição de material educativo sobre o controle e  uma Oficina de aferição da pressão arterial e glicemia capilar.   A iniciativa faz parte da campanha nacional   que este ano tem como tema “Brasil, Colesterol na Meta”, objetivando informar a população sobre os benefícios do controle do colesterol e consequentemente a melhoraria dos indicadores de morbidade e mortalidade cardiovascular.

Sexo não faz mal ao coração

Você tem medo de ter um enfarte após fazer amor?  Calma, tem mais gente na mesma situação.

Estudo da Universidade de Chicago (Estados Unidos)  mostra que pessoas que já tiveram enfartes evitam manter relações sexuais com medo que isso desencadeie outro ataque cardíaco.

Mas, de acordo com os médicos, fazer sexo não piora as condições do coração.  Prova disso, apenas 1% dos enfartes ocorrem durante a relação sexual.

Para os especialistas, o problema é que boa parte dos  cardiologistas não conversa com seus pacientes sobre o momento certo para retomar a atividade sexual com segurança.

Apenas dois em cada cinco homens e uma em cada quatro mulheres conversaram com seu médico sobre ter relações sexuais após o enfarte.

Por isso, 40% das pessoas que já sofreram ataques cardíacos deixam a vida sexual de lado.

“Os médicos precisam entender o papel importante que desempenham em ajudar doentes com enfarte agudo do miocárdio. É preciso evitar o medo desnecessário de ter recaídas ou até mesmo da morte com o retorno à atividade sexual”, explica a cardiologista Stacy Tessler Lindau.

Meninas matam amiga de infância e arrancam coração

Duas adolescentes de 13 anos mataram a amiga de infância Fabíola Santos Corrêa, de 12, e ainda arrancaram o coração da vítima, em Minas Gerais. As duas suspeitas confessaram o crime, ocorrido em 26 de maio em São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte, e estão internadas provisoriamente em um centro de reabilitação da capital. O corpo de Fabíola foi encontrado no último dia 7 em uma área conhecida como Mata do Japonês e ainda passa por perícia no Instituto Médico-Legal (IML) da Polícia Civil.

No dia do crime, a vítima saiu de casa com as colegas, que têm envolvimento com integrantes de uma quadrilha de tráfico de drogas que age na região. Segundo a polícia, as acusadas alegaram que no lote vago que costumavam usar para cortar caminho uma delas pegou uma faca para “dar um susto” em Fabíola, mas a menina reagiu e sofreu um corte no pescoço. Ela ainda tentou fugir, mas, de acordo com o delegado do município, Enrique Solla, como a situação havia saído do controle, elas resolveram matar a amiga com outras facadas, além de golpes de uma barra de ferro.

Segundo o delegado, as duas revelaram detalhes do crime e não mostraram arrependimento. “Elas tinham medo que a Fabíola contasse a rotina da quadrilha para facções rivais e disseram que iam dar um susto para ver se ela falaria”, disse. Além de arrancar o coração da menina, as acusadas ainda cortaram um dedo de um dos pés da vítima.

As duas ainda puseram as partes do corpo em uma sacola para mostrar às mães. O plano, de acordo com o polícia, era alegar que estavam sendo ameaçadas por criminosos e dizer que foram obrigadas a matar um deles. Porém, o irmão de uma delas, de oito anos, enterrou os restos pensando se tratar de um coração de porco e um dedo de brinquedo.

Em depoimento, as meninas disseram que se arrependeram de ter levado as partes do corpo para casa e, no dia seguinte, as jogaram em um rio. Apesar da confissão, o caso continua sendo investigado. Isso porque a polícia não descarta a possibilidade de o crime ter sido cometido a mando de um traficante e de as partes serem uma prova de que elas cumpriram o que havia sido ordenado.

Fonte: Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Monica disse:

    Finais dos tempo? Tolice, isso sempre existiu. O que nos assusta é que com tanta civilidade  porque continuamos matando.

  2. JOSIANE disse:

    REALMENTE ESTAMOS NOS DIAS FINAIS, A CADA DIA O AMOR PELO PROXIMO  ESTA SE ACABANDO. JESUS ESTA VOLTANDO! QUE ESSAS MENINAS TENHAM A OPORTUNIDADE DE SE ARREPENDEREM E QUE DEUS AS TRANSFORME.

  3. JESIEL LINS disse:

    PENA DE MORTE PRA ESSAS LOUCAS!! TEM Q QUEIMAR NO INFERNO!! LÁ Q E O LUGAR DELAS!!

  4. nando gabriel disse:

    fdp es menina ai manoo

  5. carol disse:

    QUE ABSURDO! FALTA DE DEUS ,  FALTA DE EDUCAÇÃO ESPIRITUAL , O MUNDO PRECISA DE AMOR NO CORAÇÃO DE JESUS AS PESSOAS PRECISAM CONHECER A PAZ DE DEUS….ALGUNS PAIS NAO SE PREUCUPAM EM PASSAR ISSO

  6. Claudia Barros disse:

    Lindo é pensar que pra nossa (in) Justiça, esses anjinhos são perfeitamente recuperáveis, pobres vítimas da sociedade. Em poucos dias estarão soltinhas, com seus nomes limpinhos. A nós, os humanos direitos, pagadores de impostos, resta rogar ao sobrenatural a graça de não cruzar seus caminhos. Para nós não existe ECA, Direitos Humanos, nada! Só essa sensação desconfortável de injustiça e insegurança. Ah, temos também (ainda) o direito à indignação, mas de que adianta, se  justiça e legisladores vivem num "universo paralelo", completamente desconectados e indiferentes aos anseios da sociedade?

    • Elcio disse:

      Pois é concordo com voce Claudia Barros a nos humanos direitos , com educação , respeito a vida e ao proximo so nos resta a justiça divina porque a dos homens estao falidas , inclusive a do Brasil .
      Porém acrededito ainda que o dia que um " demenor " como estes anos falam qaundo a policia pega , matar um filho de um senador , presidente , diretor , ou algum legislador que faz estas leis ridiculas , quem sabe eles mudem .
      Pois acredito que se a pessoa seja ela maior ou menor seja ela qual idade tem forças para matar ela tem forças para responder e ir para presidios .

Nova técnica usa o hálito para diagnosticar doenças cardíacas

Uma técnica desenvolvida por pesquisadores do Instituto do Coração (InCor), do Hospital das Clínicas, faz o diagnóstico de insuficiência cardíaca de forma rápida, precisa e mais barata, por meio, apenas, do sopro. O exame é feito com um pequeno aparelho que mede o nível de acetona (substância de cheiro forte, produzida durante os processo de metabolismo do corpo) presente no ar expelido pelo paciente. Quanto maior o nível, mais elevado é o estágio da doença.

A nova técnica pretende facilitar o diagnóstico principalmente em postos de atendimento que não são especializados em doenças do coração. Atualmente, a constatação da insuficiência é feita por um exame de sangue, que verifica a presença de uma substância chamada bnt. “O novo exame é tão preciso quanto o atual, pois observamos que o nível da acetona no ar exalado cresce de maneira proporcional ao nível do biomarcador bnt no sangue”, ressaltou o médico do InCor Marcondes Bacal.

Além disso, o novo exame custará cerca de 30% do valor cobrado na análise do sangue. “O exame de sangue custa mais de R$ 100. A troca vai reduzir custo para o pacientes e até para o SUS [Sistema Único de Saúde]”, destaca o médico.

Segundo Fernando Bacal, a insuficiência cardíaca é a etapa final de uma série de doenças que atingem o coração, como miocardites, doença de chagas, infartos. O órgão fica debilitado e passa a bombear o sangue com menos força. Isso causa retenção de líquidos, inchaços, acumulo de água no pulmão e principalmente falta de ar e cansaço excessivo aos esforços. “Cerca de 10% dos pacientes que atingem esse nível da doença necessitam de transplante e aproximadamente 50% correm o risco de morrer.”

O médico disse que o estudo dessa nova técnica surgiu quando se observou que os pacientes em fase avançada da doença exalavam um forte cheiro pela boca ao falar. “O hálito deles tem um odor peculiar, que chamou a atenção. A pesquisa investigou qual era esse elemento [que causava o cheiro] e identificou a acetona como um novo biomarcador da doença, capaz de confirmar a insuficiência cardíaca”, explicou o médico.

“A acetona não é produzida no dia a dia. Quando acontece é porque há alguma agressão. O corpo a produz para se sustentar e fazer energia de alguma maneira”, explica a também cardiologista do InCor, Fabiana Marcondes Braga, autora de uma tese de doutorado sobre acetona.

O médico, porém, destaca que a análise do sangue exige uma estrutura para ser feita. “No novo aparelho, atualmente pegamos o ar exalado, condensamos com um processo de resfriamento, levamos o líquido para o laboratório e o resultado sai em horas. Mas, com algumas evoluções, vamos conseguir com que o resultado saia imediatamente, no próprio aparelho. Isso vai possibilitar um encaminhamento mais imediato para o tratamento especializado.”

O estudo tem a parceria do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Segundo Marcondes Bacal, o próximo passo é levar a pesquisa para outras universidades. “Vamos tentar aprimorar o aparelho de coleta do ar exalado e depois conseguir uma parceria com indústrias para o desenvolvimento tecnológico. Se tudo der certo, dentro de um ou dois anos a técnica já estará disponível.”

Telemedicina já realizou mais de 231 mil diagnósticos desde setembro de 2010

O Programa de Telemedicina da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), pelo qual exames são feitos por telefonia fixa, celular ou internet, contabiliza resultados positivos para a saúde pública do Rio Grande do Norte. No ano de 2012 até agora foram realizados 42.639 exames, gerando 77.193 diagnósticos.

A Sesap implantou 238 aparelhos de telecardiologia em todo o Estado. Desde o início da implantação do programa, em setembro de 2010, até a primeira semana do mês de maio de 2012, foram realizados 130.000 exames com 231.142 diagnósticos, sendo 6.171 de infartos. Apenas a Região Metropolitana de Natal, onde existe grande demanda por atendimentos de saúde, o Programa de Telemedicina já possibilitou 48.135 diagnósticos de eletrocardiogramas, que detectaram 1.807 casos de infartos.

Segundo o coordenador do Programa de Telemedicina, Carlos Eduardo Costa, outras variantes deverão ser implantadas no Estado. “O Tele MAPA [Pressão Arterial] e o Tele Holder [frequência cardíaca] foram implantados como projeto piloto em Caicó e São José de Mipibu, e estamos em processo de implantação nos municípios de João Câmara e Caraúbas”.

O Projeto de Telemedicina foi aprovado pelo Ministério da Saúde em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado. Como é impossível ter um cardiologista em cada município do Estado, e o eletrocardiograma, geralmente, precisa de um cardiologista para ser interpretado, a Telemedicina é um suporte importante para cobrir locais sem a presença desse profissional. O equipamento portátil registra um eletrocardiograma com 12 derivações (convencional) simultâneas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Suliet Vieira disse:

    Parabéns, Rio Grande do Norte!A Sesap realmente entende a necessidade do povo, na figura do Sr. Carlos Eduardo Costa – Coordenador do Programa de Telemedicina! Excelente exemplo de "querer é poder", é só ter boa vontade em querer realizar!

[VÍDEO] Jogador italiano sofre parada cardíaca em campo e morre

O meia Piermario Morosini, do Livorno, morreu neste sábado após sofrer uma parada cardíaca durante jogo contra o Pescara, pela Série B (2ª divisão) do Campeonato Italiano. Morosini tinha 25 anos e desmaiou aos 31 minutos do primeiro tempo, quando o seu time vencia por 2 a 0. Imediatamente ele foi levado do Estádio Adriático, em Pescara, para um hospital na cidade. Os médicos não conseguiram reanimá-lo. Revelado pelo Udinese, o meia italiano teve passagem por Bolonha, Vicenza, Reggina e Pádova.

Depois da morte de Morosini, a Federação Italiana de Futebol decidiu suspender todos os jogos do fim de semana das séries A e B.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, lamentou no Twitter a morte do jogador italiano. “Apenas lágrimas. Não há palavras para expressar o que senti quando soube da morte de Piermario Mosorini. A tragédia é um grande sentimento aos fãs do futebol”, escreveu o dirigente, que também manifestou solidariedade aos parentes e amigos do meia. “Não posso estar fisicamente perto da família, mas gostaria de salientar que meu amor está com eles neste momento”, completou.

Ex-deputado dá entrada no Hospital do Coração com problemas cardíacos

Por interino

O ex-deputado Francisco José deu entrada no Hospital do Coração, em Natal, após apresentar problemas cardíacos no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró.

Com duas artérias obstruídas, o político, que é pai do vereador Silveira Júnior, presidente da Câmara Municipal de Mossoró, foi encaminhado para Natal, onde deve passar nas próximas horas por uma cirurgia de ponte de safena.

O transporte foi feito na ambulância Samu Alfa 02 preparada para esse tipo de transporte. Durante a viagem, Francisco José foi acompanhado do diretor do Tarcísio Maia, o médico intensivista Diego Dantas.

O diagnóstico inicial de Francisco José é de Coronariopatia refrataria a tratamento endovascular. Mesmo com o quadro clínico sendo considerado bom, a transferência e a necessidade da cirurgia foram precauções devido ao alto potencial de risco.

Através da página pessoal no twitter, o médico Diego Dantas (@diegodantasmed) relatou um pouco da viagem de Mossoró para Natal.

Hospital do Coração suspende neurocirurgia para pacientes do SUS por falta de reajuste

Desde o 1º de fevereiro o Hospital do Coração de Natal suspendeu os serviços de neurocirurgia para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A atitude se deu após oito meses de negociação entre a direção do Hospital e os gestores estaduais e municipais do SUS, na tentativa de esclarecer que o valor pago pela diária da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) era incompatível com os custos crescentes e com o aumento do salário mínimo, em janeiro de 2012. A tabela de pagamento não é reajustada desde 2008, tornando inviável manter os serviços de neurocirurgia para o SUS.

Há nove anos o Hospital do Coração realizava neurocirurgias para os usuários do SUS, chegando a fazer, em média, 50 cirurgias por mês. O serviço constituído por uma equipe de cinco neurocirurgiões, coordenado pelo médico Eduardo Ernesto Pelinca, foi implantado no final de 2002 e desde 2003 recebeu o credenciamento do SUS, incluindo procedimentos de alta complexidade (embolização de aneurismas cerebrais, má formações arteriovenosas e tumores).

As UTIs do Hospital do Coração são dotadas de uma excelente infraestrutura, com boxes individualizados, refrigeração central com controle individualizado de temperatura e filtros antibacterianos, equipamentos de alta tecnologia, recursos humanos qualificados e especializados na prática da Terapia Intensiva.

O serviço de neurocirurgia do Hospital do Coração respondia por mais de 90% do atendimento dos casos cirúrgicos de doenças vasculares cerebrais aos pacientes do SUS, com o mesmo padrão de qualidade dos usuários de convênios e particulares. Esse serviço permitiu que o Hospital recebesse pacientes da região Norte e estados vizinhos, tornando-se assim uma referência no Norte/Nordeste, nesse segmento. Para o médico Eduardo Ernesto a suspensão das cirurgias é lamentável. “O serviço de Neurocirurgia Geral do Hospital do Coração é um exemplo de eficácia. A parceria público-privada era de grande importância, pois disponibilizava um atendimento de alta qualidade, em instalações confortáveis e tratamento humanizado”, concluiu o médico.