Saiba como cada estado está retomando as atividades econômicas no país

Foto: Maria Ana Krack/PMPA

No Brasil, cerca de três meses após o início da adoção de medidas de isolamento e restrições de circulação e de funcionamento do comércio adotadas pelos estado e o pelo Distrito Federal, a maior parte das unidades da federação, de acordo com levantamento feito pela Agência Brasil, começam a afrouxar as regras ou a pelo menos definir planos para a retomada gradual das atividades econômicas, mantendo medidas de isolamento social.

Pelo menos 17 estados e o Distrito Federal publicaram medidas que permitem a flexibilização das normas que foram adotadas inicialmente, discutindo com prefeituras uma retomada gradual, dependendo da situação de cada região. Em pelo menos 14 unidades da federação, essas medidas estão em vigor. Seis estados estão discutindo, mas ainda não têm planos de retomada oficialmente publicados. Alagoas, Bahia e Mato Grosso do Sul estão na fase final e devem publicar os planos em breve. Espírito Santo, Roraima e Mato Grosso discutem as medidas.

As medidas de flexibilização são controversas entre especialistas. Por um lado, a crise econômica enfrentada pelas unidades federativas leva a uma reabertura, por outro, há ainda, no país, um crescimento do número de casos e de mortes por covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Esta semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que o Brasil caminha para a estabilização e que precisa redobrar a cautela. O diretor executivo da OMS, Michael Ryan, alertou que uma estabilização pode se transformar em um aumento de casos, como visto em outros países.

De acordo com o balanço de sexta-feira (19) divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem 1.032.913 pessoas infectadas pelo vírus e 48.954 mortes.

Veja abaixo o levantamento completo:

(mais…)

Aplicativo permite “navegar” para descobrir em quais streamings determinado filme ou série está disponível

Foto: Reprodução

Google Play Filmes serve como um grande catálogo para ver onde determinado conteúdo pode ser assistido. Além dos streamings já suportados como HBO Max, Hulu e Amazon Prime Video, agora a plataforma também mapeia os títulos presentes na Netflix e no Disney +.

Para descobrir se algum filme ou série está presente em determinado streaming, vá para a página inicial e clique no cartão “Já possui Netflix ou Disney +?”. Em seguida, selecione “Adicionar seus serviços” e escolha os serviços de streaming que você possui ou que deseja conhecer. Essa guia é configurável e você pode editá-la a qualquer momento, acessando a aba de navegação.

Após essas operações, os aplicativos serão definidos como os programas padrões de exibição. Assim, sempre que você escolher um filme e clicar em determinado streaming, ele abrirá o aplicativo correto e dará início a reprodução imediatamente.

Por enquanto, esse recurso está apenas disponível no aplicativo de Android e ainda não chegou para iOS. Obviamente, também é possível procurar um título na barra de pesquisa do Google e obter resultados semelhantes, mas a experiência do Play Filmes torna a navegação mais simples, já que oferece trailers, filmes semelhantes, sinopse, e outras especificações da obra em apenas um aplicativo.

Olhar Digital, via 9to5Google

Após queda, homem descobre que seu pênis está se transformando em osso

NORTE-AMERICANO DE 63 ANOS FOI DIAGNOSTICADO COM DOENÇA DE PEYRONIE, QUE CONSISTE NA FORMAÇÃO DE FIBROSES OU NÓDULOS NO ÓRGÃO REPRODUTOR MASCULINO (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

Um homem de 63 anos descobriu por acaso que seu pênis está se calcificando, segundo um artigo publicado na Urology Case Reports. O fato ocorreu no Centro MédicoLincoln, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Como relataram os médicos responsáveis pelo caso, o homem foi ao hospital por conta de uma dor no joelho que havia começado após uma queda. Por conta disso, os profissionais resolveram realizar um exame de raios-X no paciente — e daí veio a surpresa.

Os autores escreveram que as imagens mostravam uma “calcificação extensa em forma de placa ao longo da distribuição esperada do pênis”. O paciente havia se queixado aos médicos de dor peniana, mas não teve nenhum outro sintoma, o que retardou o diagnóstico da rara doença de Peyronie.

IMAGENS MOSTRAVAM UMA “CALCIFICAÇÃO EXTENSA EM FORMA DE PLACA AO LONGO DA DISTRIBUIÇÃO ESPERADA DO PÊNIS” (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

O problema consiste na formação de fibroses ou nódulos no órgão reprodutor masculino, causando desvios na curvatura do pênis, o que provoca dor. Em 2017, um caso semelhante ocorreu com um homem de 40 anos que teve mais de 80% da região calcificada. Felizmente, a doença tem tratamento — que deve ser realizado com auxílio profissional.

No caso do norte-americano, os médicos não puderam ajudar, pois o homem foi embora do hospital mesmo contra a orientação médica.

Galileu

 

Como verificar se o seu nome está na Dark Web

Serviço oferecido pelo Serasa lhe ajuda a descobrir se o seu nome está presente na Dark Web. Saiba como usá-lo!

Ao utilizar a internet é sempre necessário tomar cuidado com a sua privacidade para evitar que os seus dados pessoais acabem nela de forma errônea. Recentemente, uma das maiores preocupações na internet tem sido em relação a Dark Web, onde domínios e sites não indexados, ou seja, não registrados em buscadores como o Google, são utilizados para práticas ilegais e até crimes.

Se você está preocupado com os seus dados na internet, saiba que o Serasa lançou uma ferramenta, que consegue fazer uma busca na Dark Web pelos seus dados. Assim, veja a seguir como saber se o seu nome está presente na Dark Web.

Como funciona

Através do site do Serasa, você poderá apenas realizar uma consulta para saber se o seu nome está na Dark Web. Desta forma, caso ele esteja, será necessário você tomar uma série de etapas para se proteger. As principais delas são:

Acompanhar seu extrato bancário, ficando atento a transações desconhecidas;

Evitar compartilhar dados pessoais por e-mail: nome, CPF e conta bancária;

Substituir as senhas atuais por outras mais eficientes, exclusivas e seguras;

Cancelar rapidamente cartões bancários, fazer um boletim de ocorrencia e ativar o alerta de documentos no Serasa;

Atenção à e-mails de origem desconhecida;

Evitar compartilhamento de dados pessoais por e-mail e/ou rede sociais;

Desconfiar de ligações que solicitem a confirmação de dados pessoais.

Como descobrir se o seu nome está na Dark Web

Para saber se o seu nome está na Dark Web, o primeiro passo é realizar um cadastro no site do Serasa Consumidor, que é gratuito, apesar de oferecer alguns recursos pagos. O serviço, que é oficial, pode ser acessado por este link e requer poucos dados para o cadastro.

Depois de ter realizado o cadastro ou ter efetuado o login no site do Serasa, basta seguir estes passos para saber se o seu nome está na Dark Web. Confira:

1 Acesse esta página do Serasa Antifraude Darkweb;

2 Entre com o seu endereço de e-mail no campo destacado e clique em “Descobrir”;

3 Veja o resultado.

Pronto! Agora, você já sabe como descobrir se o seu nome está circulando na Dark Web.

Olhar Digital