Após queda, homem descobre que seu pênis está se transformando em osso

NORTE-AMERICANO DE 63 ANOS FOI DIAGNOSTICADO COM DOENÇA DE PEYRONIE, QUE CONSISTE NA FORMAÇÃO DE FIBROSES OU NÓDULOS NO ÓRGÃO REPRODUTOR MASCULINO (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

Um homem de 63 anos descobriu por acaso que seu pênis está se calcificando, segundo um artigo publicado na Urology Case Reports. O fato ocorreu no Centro MédicoLincoln, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Como relataram os médicos responsáveis pelo caso, o homem foi ao hospital por conta de uma dor no joelho que havia começado após uma queda. Por conta disso, os profissionais resolveram realizar um exame de raios-X no paciente — e daí veio a surpresa.

Os autores escreveram que as imagens mostravam uma “calcificação extensa em forma de placa ao longo da distribuição esperada do pênis”. O paciente havia se queixado aos médicos de dor peniana, mas não teve nenhum outro sintoma, o que retardou o diagnóstico da rara doença de Peyronie.

IMAGENS MOSTRAVAM UMA “CALCIFICAÇÃO EXTENSA EM FORMA DE PLACA AO LONGO DA DISTRIBUIÇÃO ESPERADA DO PÊNIS” (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

O problema consiste na formação de fibroses ou nódulos no órgão reprodutor masculino, causando desvios na curvatura do pênis, o que provoca dor. Em 2017, um caso semelhante ocorreu com um homem de 40 anos que teve mais de 80% da região calcificada. Felizmente, a doença tem tratamento — que deve ser realizado com auxílio profissional.

No caso do norte-americano, os médicos não puderam ajudar, pois o homem foi embora do hospital mesmo contra a orientação médica.

Galileu

 

VIROU DEBATE NAS REDES SOCIAIS: Por que homem não geme no sexo? Tabu da masculinidade compromete a transa

Imagem: AleksandarNakic/iStock

“Mano, por que homem não geme? A gente ta lá no maior esforço, sabe, rebolando pra c* e o cara não faz um ‘hã’.” A reclamação viralizou no Twitter nas últimas semanas, e diz muito sobre o comportamento sexual dos homens cisgêneros heterossexuais — aqueles que foram identificados como homens ao nascer — e que transam com pessoas que se identificam como mulheres.

Para quem estuda a sexualidade humana, a questão toca em pontos sensíveis: entre mostrar vulnerabilidade e a exigência de fazer sexo performático, os homens se calam. A influência da pornografia, que reforça papéis de gênero pré-estabelecidos, lega às mulheres a tarefa de expressar o prazer com caras, bocas e voz. Aquela “carinha de quem tá gostando demais” (como diz a letra de um pagode do grupo Molejo da década de 1990) ainda é coisa de mulher. De onde vem essa cultura?

Twitter concentra questões

No Twitter, muitas usuárias passaram a escrever sobre o fato de homens não gemerem no sexo, mesmo quando as mulheres estão “no maior esforço” durante a prática sexual.

Apesar de o ato de “abafar os gemidos” ser a deixa para quando o casal quer uma rapidinha, mulheres descreveram que, mesmo com tesão, seus parceiros mantêm os olhos fechados, como se estivessem dormindo, ou não emitem nenhum som, ainda que atinjam o orgasmo.

Usuários que se identificaram como homens heterossexuais disseram que “nem todo homem” faz silêncio no sexo. Gays relataram que tiveram experiências em que gemer era mais comum.

Afinal, gemer é um tabu?

A postura durante o sexo depende do “estilo” de cada um na cama. Mas, para a terapeuta sexual Thais Plaza, a questão de o homem não gemer tem a ver, entre outros fatores, com uma “grande pressão da sociedade com relação à demonstração de sentimentos”.

“Do mesmo modo que a mulher na infância é ensinada a ‘tirar a mão dali’, que a vulva é ‘feia e suja’, o homem aprende que ele não chora e que, se começa a mostrar muito sentimento, é ‘mulherzinha’. Assim, ele cria um bloqueio de acesso ao sentimento, seja ele qual for”, afirma Thais.

O psiquiatra Saulo Ciasca, psicoterapeuta especialista em sexualidade humana, identidade de gênero e orientação sexual, explica que segurar o gemido também é uma questão cultural masculina, que tem a ver com poder e com a dificuldade de mostrar vulnerabilidade.

“Gemer é uma forma de mostrar prazer e, em uma relação sexual destinada ao prazer do homem, o fato de ele mostrar que está gostando do que ela está fazendo pode ter a ver com [a perda de] poder”, avalia ele, em entrevista a Universa, “Passa pela vulnerabilidade, de não querer se mostrar fraco. Além disso, gemer pode ser visto como ‘algo feminino’ e, nesse sentido, o homem entende que vai perder potência, perder masculinidade.” A mesma lógica se aplica ao mito de que ‘homem não nega fogo’, por exemplo.

Thais avalia que a pressão por exercer a masculinidade na hora do sexo pode ainda refletir em ansiedade de desempenho e na vontade de proporcionar uma experiência performática demais para a parceira, que fica “distante do sentir”. “Ele se esquece de verbalizar o que está sentindo, porque está mais preocupado em fazer a parceira obrigatoriamente gozar, o que constitui uma ditadura do orgasmo.”

Gays e a cultura do machismo

Saulo Ciasca afirma que a mesma lógica do “homem mudo” pode ser reproduzida em relações homossexuais, dependendo do grau com que a cultura do machismo está impregnada em cada indivíduo.

“Ao se determinar quem é ativo ou passivo, por exemplo, pode-se reproduzir a ideia de que alguém ali vai ser ‘uma mulher’, estabelecendo-se uma lógica heteronormativa”, analisa. “Com isso, o passivo poderia gemer, e o ativo, não.”

Pornografia x espontaneidade

A pornografia, além de estimular comportamentos sexistas nos homens, também entra nessa conta. “O pornô dá ao homem a falsa ideia de potência, de intensidade, mas ninguém lembra que aquilo é editado. Além disso, o que aparece lá é que o papel dele não é gemer, é fazer a mulher gemer”, pontua Ciasca.

Só que sexo, na vida real, tem a ver com espontaneidade. “Fazer barulho, contrair o corpo, mostrar que está gostando é sempre mais interessante, porque a espontaneidade caminha ao lado da criatividade, e ambas são fatores estimulantes no sexo. O homem ainda deve estar atento às possibilidades do prazer do corpo, com regiões de prazer não habituais”, explica o psiquiatra.

Gemer pega bem

A terapeuta sexual Thais Plaza avalia ainda que, se para as mulheres que levaram o tema ao Twitter, “pega bem gemer”, essa é uma postura que ainda precisa ser negociada entre os casais, como muita coisa no sexo.

“É preciso conversar sobre sexualidade fora da cama, do mesmo jeito que se faz com amigos em uma mesa de bar. Há homens e também mulheres cis que têm dificuldade de falar até ‘ai, que gostoso’, ou ‘faz mais assim’. O que sabemos é que verbalizar pega super bem.”

Mesmo no sexo casual, é fundamental estabelecer a “liberdade de se expressar”. “E, se passar do casual, você já ‘construiu’ uma relação com liberdade, que pode render outros encontros mais gostosos ou um relacionamento, sem fingir que gostou de algo. Se o homem é um robô na cama, é importante dizer: ‘olha, eu gosto mais de homens que estejam aqui comigo’. Os dois estão vulneráveis, os dois querem surpreender, mas é sempre melhor falar a verdade do que passar uma ideia errada”, afirma Thais.

Universa – UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PP alves disse:

    Aqui no Nordeste, nós geme sim

  2. Véio de Rui disse:

    Quem disse isso? Quando tô fazendo amor chega dou urros.Kkkk

Homem mata outro esfaqueado durante briga em residência na Grande Natal

A Polícia Militar registrou uma morte na noite desse domingo(28), em consequência de uma briga, no distrito de Currais, na zona rural de Nísia Floresta, na Grande Natal. O suspeito do crime se entregou à polícia e confessou o assassinato. A notícia foi destaque no portal G1-RN.

Segundo a reportagem, o homem disse aos policiais, a vítima do homicídio, de 27 anos, invadiu sua casa no para matá-lo. Os dois teriam trocado socos e, em seguida, o homem pegou a faca e desferiu os golpes com o objeto.

Homem é preso suspeito de forjar assalto e assassinar a namorada, estudante de Educação Física, na Grande Natal, diz polícia

Foto: Arquivo pessoal

O portal G1-RN destaca em reportagem nesta terça-feira(23) que o namorado da estudante de Educação Física, Josierica da Rocha Alves, de 23 anos, morta em junho no município de Monte Alegre, na Grande Natal, foi preso suspeito de ser o autor do assassinato. No dia do crime, o homem relatou à polícia que ele e Josierica haviam sido vítimas de um assalto no município de Monte Alegre. Entretanto as investigações apontaram que ele mentiu sobre o roubo. A motivação do crime ainda é desconhecida.

Segundo contou o namorado na época do crime, no fim da noite do dia 4 de junho, uma quarta-feira, os dois chegavam em casa, quando foram surpreendidos por dois homens armados que já estavam dentro do imóvel. Josierica já teria descido do carro para abrir o portão, quando os bandidos a abordaram. Foi quando ele, o namorado, de dentro do automóvel, teria atirado contra os assaltantes. O homem relatou que, após a troca de tiros, os criminosos fugiram. Josierica foi baleada na cabeça e morreu depois de dar entrada no hospital da cidade.

Veja detalhes com informações do desfecho do crime aqui

 

Homem passa mal e morre dentro de complexo judiciário na Zona Sul de Natal

Jaílson Ferreira da Silva, 50, morreu após passar mal nas dependências do Complexo Judicial, localizado no conjunto Potilândia, zona sul de Natal, por volta das 11h desta quinta-feira (13).

O cidadão recebeu os primeiros socorros de enfermeiras, servidoras do Poder Judiciário, e em seguida foi atendido por profissionais do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu.

Ainda não se sabe a causa da morte. O Serviço de Verificação de Óbito (SVO) já retirou o corpo do local.

http://www.tjrn.jus.br/index.php/comunicacao/noticias/15581-homem-morre-apos-se-sentir-mal-no-complexo-judiciario

Homem é morto a pedradas e tem corpo queimado em plena praça na Grande Natal

 Foto:Divulgação/ Redes Sociais

A Polícia Militar registrou a morte de um homem a pedradas, e que ainda teve o seu corpo queimado, na cidade de Ceará-Mirim, na Grande Natal. De acordo com os policiais, o corpo foi encontrado na manhã desta terça-feira (11) na Praça da Independência, que fica na frente da Câmara de Vereadores do município.

Segundo a PM, o homem morto ainda não foi identificado, e até o momento não há pistas da autoria do crime. A Delegacia de Polícia Civil de Ceará-Mirim investigará a motivação do crime.

Polícia Civil prende em pousada em Ponta Negra condenado por homicídio, foragido do sistema prisional que rompeu tornozeleira eletrônica

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), em apoio a Delegacia Municipal de Assú, deram cumprimento, na manhã desta segunda-feira (10), a um mandado de prisão em desfavor de Jeferson Rodolfo da Nóbrega, 25 anos. Ele estava foragido do sistema prisional, após romper a tornozeleira eletrônica.

Jeferson é condenado a 12 anos e 9 meses por homicídio. Além disso, ele é apontado como chefe de uma facção criminosa no município de Assú. A prisão aconteceu em uma pousada na praia de Ponta Negra, na zona Sul de Natal.

Ele foi conduzido à delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti-Robô disse:

    Chefe de facção em município e ainda dão a benesse de tornozeleira? Isso é pra aviãzionho chibata, não para líder de facção.

Homem é assassinado a tiros na Zona Norte de Natal na manhã desta sexta

A Polícia Militar registrou na manhã desta sexta-feira(24), por volta das 6h30, o assassinato a tiros de um homem de aproximadamente 35 anos de identidade a ser confirmada na Rua Presidente Médici, no bairro de Igapó. De acordo com informações preliminares, os disparos foram feitos de dentro de um carro.

Segundo a  PM, testemunhas disseram que o homem que atirou estava em um Honda Civic. A vítima foi atingida na calçada, bem na entrada de uma pequena vila onde ele morava.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Estamos voltando, infelizmente, por falta de governo, a normalidade no número de assassinatos.

Homem é suspeito de vender carro de mulher que conheceu em Natal através de aplicativo de relacionamentos e fugir com dinheiro

O portal G1-RN destaca nesta terça-feira(23). Uma mulher de 29 anos e um casal que estava comprando seu carro encerraram a segunda-feira (22) na Delegacia de Plantão da Polícia Civil, na Zona Sul de Natal. De acordo com a denúncia, eles caíram em um golpe realizado por um homem que conheceu a dona do veículo no último sábado (20) na capital potiguar, através de um aplicativo de relacionamentos.

A reportagem diz que segundo o relato feito à polícia, a dona do veículo conheceu e marcou um encontro com o suspeito, através do aplicativo Tinder, no último sábado (20). O encontro foi marcado no hotel em que ele estava hospedado, no bairro Ponta Negra, Zona Sul da capital. Ainda segundo a reportagem, ao longo do fim de semana, o homem convenceu a mulher a vender o seu carro usado e se propôs a ajudar na venda. Com a anuência da vítima, ele anunciou o veículo modelo Corsa Sedan em uma loja virtual, ao preço de R$ 13 mil. Um casal apareceu interessado na compra, nesta segunda-feira (22). O desfecho, após uma negociação confusa, resultou no sumiço do homem.

Veja reportagem aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bosco disse:

    Ahh meu Deus! Pra cada trouxa, há dois sabidos.

  2. Bosco disse:

    Meu Deus! Pra cada trouxa, há dois sabidos.

FOTOS: Vaquinha para homem que ajudou idosa de 86 anos com “ponte” durante temporal no RJ arrecada quase R$ 100 mil; guardador desmente comentários maldosos e diz que senhora agradeceu gentileza e ainda deu ajuda em dinheiro

Fotos: Marcos Serra Lima/G1

A vaquinha online feita para ajudar Varlei Rocha Alves, guardador de carros que ajudou uma senhora atravessar a enchente, já ultrapassou o dobro da meta em menos de 24 horas. A campanha tinha como objetivo arrecadar R$ 40 mil para ajudar Capoeira, como é conhecido, a comprar uma casa e auxiliar nos estudos do filho, Darlei, de 10 anos.

Com o dinheiro arrecadado, além do objetivo de ter a própria casa, Capoeira sonha em aprender a ler e escrever e dar uma festa para o filho, que fez aniversário em fevereiro. Até o momento, mais de 1.600 pessoas fizeram doações e a arrecadação online está perto de chegar aos R$ 100 mil.

O gesto de solidariedade do guardador de carros, que se espalhou nas redes sociais, chamou atenção para a história de Capoeira. Morador da Pavuna, na Zona Norte do Rio de Janeiro, ele trabalha como guardador de carros na Rua Viveiros de Castro há 20 anos. No dia do temporal, Capoeira dormiu na chuva, assim como em outros dias em que não tem o dinheiro de voltar para casa.

Após a polêmica criada pelo vídeo, onde internautas criticaram a senhora ajudada por Capoeira no vídeo por não ter agradecido, Anúzia Corrêa, de 86 anos, retornou ao local para agradecer falar com o guardador . O ambulante contou que recebeu R$ 4 da moradora para ajudá-la a passar pela rua sem molhar os pés.

IDOSA AGRADECEU, SIM

O guardador reencontrou a idosa na tarde dessa quarta-feira (10) e saiu em defesa dela, ressaltando que, embora não apareça no vídeo, ela agradeceu, sim, o gesto e também deu uma “caixinha” (uma contribuição em dinheiro).

“Ele foi muito gentil. É difícil encontrar pessoas assim.”

Idosa, inclusive, ainda reencontrou com o homem no dia seguinte e voltou a agradecer.

Sobre a ponte

“Tava chovendo bastante. Muitas pessoas estavam precisando de ajuda. Como eram muitas pessoas, a minha ideia foi criar uma ‘ponte criativa’ pra qualquer um passar, pra ajudar qualquer um, homem, mulher, criança”, explicou Capoeira.

Com informações do G1 e O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno disse:

    Lula livre

  2. RCMelo disse:

    EM UM PAÍS DE DESONESTO , ESSE HOMEM DEVERIA GANHAR 200 MIL.
    ELE ESTÁ DE PARABÉNS!!!

Após ereção de dois dias, homem tem parte do pênis amputado

(FOTO: PIXABAY/HOLGERSFOTOGRAFIE/CREATIVE COMMONS)

Um homem de 52 anos chegou em um centro médico em Delhi, na Índia, afirmando que estava com o pênis ereto e dolorido por 48 horas. Imediatamente, os médicos usaram um bisturi para criar um orifício de escape para que o sangue preso no órgão pudesse ser liberado. Desta maneira, o inchaço diminuiu.

Em seguida, o paciente ficou com um cateter e curativo. Os efeitos colaterais mais prováveis ​​deste procedimento são inchaço e hematomas, ou uma ereção semi-rígida que pode durar dias. Infelizmente, neste caso, no dia seguinte a cabeça de seu pênis começou a ficar com a coloração preta.

O homem foi transferido para o Departamento de Urologia da King George’s Medical University, onde foi examinado e tratado. Primeiro, os médicos removeram o cateter e realizaram uma cistostomia suprapúbica (inserindo cirurgicamente um cateter no abdome para drenar a bexiga) a fim de reduzir o risco de infecções.

Contudo, a gangrena – quando a perda de sangue faz o tecido morrer – continuou a se espalhar. “A cor preta do pênis se aprofundou no dia seguinte”, escreveu Saqib Mehdi no relatório do caso, publicado no BMJ Case Reports. “E uma linha clara de demarcação tornou-se visível entre a cabeça e o eixo do pênis.”

A equipe médica decidiu que, para interromper a gangrena, teria que realizar uma glansectomia (amputação).

Não se sabe o que causou o priapismo – ereção prolongada e muitas vezes dolorosa –, embora os médicos sugiram que o primeiro tratamento do paciente possa ter sido causador da gangrena. “Cateter uretral, curativo de pressão apertada e infecção local, isoladamente ou em combinação, podem causar gangrena peniana em casos de priapismo”, escreveram os especialistas. “Neste caso, o paciente foi cateterizado e um curativo compressivo foi aplicado em torno de seu pênis.”

Após a operação, o homem se recuperou rapidamente e recebeu alta do hospital em 48 horas. Três semanas depois, ele já estava bem.

O relatório do caso contém uma fotografia do pênis com gangrena – para ver, basta acessar este link do BMJ Case Reports. A imagem é forte.

Galileu

 

Homem indenizará mulher que conheceu no Tinder por estelionato sentimental

Foto: Ilustrativa

Um homem que se aproveitou de uma mulher apaixonada, que conheceu no Tinder, para tomar seu dinheiro, foi condenado a indenizá-la por danos morais e materiais que juntos somam mais de R$ 40 mil. A decisão é do juiz de Direito Gustavo Dall’olio, da 8ª vara Cível de São Bernardo do Campo/SP.

A mulher contou na ação que conheceu o réu, com quem teve relacionamento, por meio do aplicativo. Aproveitando-se de sua fragilidade emocional, ele solicitava quantias e alegava que somente firmaria compromisso sério, perante amigos e familiares, quando conseguisse emprego.

A autora, apaixonada, passou a ajudá-lo, cedendo a pedidos de empréstimos para saldar dívidas, pagar passagens aéreas, compra de ferramentas, celulares, e até o custeio de velório da avó.

Ao apresentar contestação, o homem alegou que não pediu empréstimos e que “se é verdade que em algum momento ele pediu dinheiro a ela, deveria a autora ter negado imediatamente e ter promovido um diálogo para deixar bem claro que o propulsor do relacionamento seria o amor e não o dinheiro”.

Ao analisar a demanda, o magistrado observou que houve manipulação do sentimento da autora quando disparou diversos entraves financeiros para o relacionamento. Assim, somente superadas as “dificuldades financeiras”, o relacionamento alcançaria o patamar esperado.

O juiz ainda destacou parte relevante da fraude: o “cuidado” do homem em dizer que seria melhor ela seguir sua vida, se afastar dele, em vez de ficar com alguém com tantos problemas.

“A receita me propôs pagar 4 mil até o dia 20 de junho ou dar 350 no dia 1 e mais 36 de 190 ou eu aceito algumas das formas ou posso ir preso ou CPF bloqueado. E vc quer que eu tenha cabeça de assumir Re. Pro seu bem eu acho melhor vc se afastar de mim pq eu só tenho problemas.”

Em um dos pedidos de compra de passagem aérea, o réu atuou de modo mais incisivo:

“Compra essa passagem que eu vou te assumir. Pro domingo. Compra hj e vc vai vê como vou te assumir.”

Para o magistrado, trata-se do chamado “estelionato sentimental”. “Abusando da boa-fé da autora, que no réu acreditou, tomou dela muito dinheiro, tudo a pretexto de situações de necessidade que não existiam. Foram criadas; engodo, puro e simples.”

Como não há controvérsia sobre os valores desembolsados pela autora, eles foram acolhidos pelo juiz, que fixou indenização por danos materiais no importe de R$ 15.861,97. Ele também acolheu o pedido de reparação por dano moral, porquanto o autor “causou lesão à honra e sentimento da autora”. A indenização foi fixada em R$ 25 mil.

A banca Ayme Oliveira & Thaís Sousa Consultoria & Advocacia representou a autora na causa.

O número do processo não será divulgado em razão de segredo judicial.

Migalhas

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junin disse:

    Que presepada é essa ??? A justiça é pra isso???

Homem é preso com chupa-cabra, cartões de crédito e R$ 9 mil dentro de banco na Av. Engenheiro Roberto Freire

A Polícia Militar prendeu um homem na madrugada desta quarta-feira (03) com um chupa-cabra, equipamento utilizado para clonagem de cartões de crédito e captura de senhas, instalado em um terminal eletrônico na agência da Caixa Econômica Federal que fica na Avenida Engenheiro Roberto Freire, no bairro de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal.

Segundo a PM, com o acusado foram apreendidos vários cartões de crédito, documentos e ainda R$ 9 mil. Ainda segundo os policiais militares, outros dois homens também participavam da ação criminosa no banco, mas conseguiram fugir assim que a guarnição chegou ao local.

O preso e o material apreendido foram encaminhados para a Polícia Federal.

Homem invade batalhão do Exército em Natal durante a madrugada, rende militar e rouba fuzil

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(01) que um homem invadiu o 7º Batalhão de Engenharia e Combate do Exército Brasileiro, no bairro de Nova Descoberta, na Zona Sul de Natal, rendeu um militar que estava de guarda em uma guarita e roubou um fuzil calibre 7.62.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (1º). Buscas estão sendo feitas na tentativa de recuperar a arma e prender o criminoso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papudim disse:

    Se foi fácil assim roubar um fuzil, podem esperar que o bonde do crime vai voltar lá e roubar o paiol de armas todo…. podem esperar …

  2. Maricelio disse:

    Esse é um dos motivos que o serviço militar não pode ser obrigatório

  3. WASHINGTON disse:

    NO MINIMO TAVA DORMINDO.

  4. Potiguar disse:

    Se o militar estivesse armado…ops foi mal.

  5. LULADRÃO disse:

    Esse tirou na mega sena acumulada. Vai se arrepender desde o dia que nasceu. Vamos ajudar a encontrar. Quem souber alguma informação liga o quanto antes.

  6. Sem noção disse:

    Fui militar por anos ….podem investigar que com certeza tem militar envolvidos

  7. disse:

    OXENTE!!
    Mas la tem armas… e armas não trazem segurança?????

    • Fabio disse:

      Só traz segurança se você puder atirar. Óbvio né?

    • Rafael disse:

      Uma pessoa que se auto declara Ze querendo ser coerente.

    • papamike disse:

      Posso te garantir que sim! muito mais que teus livros de marx, gramsci..etc.

    • Saler disse:

      Traz sim, posto que é muito raro acontecer um troço desse. A bandidagem pensa duas em roubar um quartel.

Recapturado em ação do MPRN, homem que matou publicitária em Natal é condenado

Em ação penal ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar sentenciou o pedreiro Gilson Pegado a 21 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Ele foi condenado pela morte de uma publicitária em Natal, após tentar roubá-la, tendo o crime ocorrido em 1997. O réu estava foragido e foi preso no Rio de Janeiro em outubro de 2018. Desde então, aguardava esse julgamento.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, passou a diligenciar o paradeiro de Gilson Pegado da Silva, atendendo a pedido da 75.ª Promotoria de Justiça de Natal. Quando Gilson Pegado foi preso pela Polícia Civil do RJ, ele usava documentos falsos e só foi identificado após um reconhecimento facial feito pela Polícia Civil de Goiás, por meio de avançadas técnicas de identificação humana por comparação de imagens, realizado pela Seção de Inovação em Identificação Humana (SIIH), que é referência no Brasil na matéria.

No dia 23 de setembro de 1997, Gilson Pegado invadiu uma residência no bairro de Ponta Negra, zona Sul de Natal, para praticar um roubo. A dona da casa, a publicitária Sílvia Mannu, à época com 34 anos, reagiu e acabou assassinada com 23 facadas na frente da filha, que tinha apenas 3 anos. O crime chocou a sociedade potiguar pela brutalidade com que foi cometido.

Depois do crime, Gilson Pegado foi preso, mas passou a responder em liberdade. Ele fugiu e até então não havia sido localizado, o que prejudicou a continuidade da ação penal. Gilson nunca tinha sido julgado pelo crime que cometeu, pois a legislação determina a suspensão do andamento do processo nesses casos. Somente após a prisão dele no ano passado, a ação penal foi retomada.

Ação Penal n.º 0900215-24.1997.8.20.0001

Homem, esposa e filho de ano foram feitos reféns durante assalto na Zona Sul de Natal

O portal BO destaca momentos de terror que uma família passou na noite dessa terça-feira(12) na capital potiguar. Na ocasião, um homem, a esposa e o filho de um ano de idade foram mantidos reféns, durante um assalto na rua Escritor Alceu Amoroso Lima, no conjunto Satélite, zona Sul de Natal. De acordo com a reportagem, os assaltantes surpreenderam as vítimas que tinham ido ao endereço procurar uma casa de aluguel. Durante a ação criminosa, dois bandidos armados entraram no carro exigindo que o homem dirigisse para a dupla, sob força de ameaça.

Segundo a reportagem, sem escolha, o motorista obedeceu as ordens dos bandidos e seguiu durante dez minutos percorrendo ruas do conjunto Satélite. Logo após, todos foram liberados no meio de uma estrada de terra. Os assaltantes fugiram com destino ignorado levando o carro da família, um modelo Tracker de cor branca e placas JIE 6945.