Organização vende máscaras com desenhos de pênis para arrecadar fundos

Mindy Vincent, diretora de uma organização de assistência social, publicou uma foto com a máscara em sua conta no Twitter Foto: Twitter / @MindyVi90992223

A diretora de uma instituição de redução de danos que atua em Utah, nos Estados Unidos, publicou uma foto no Twitter em que aparece usando uma máscara com diversos pênis desenhados. A repercussão da publicação de Mindy Vincent deu a ela a ideia de usar o produto para arrecadar doações para a organização que chefia.

“Minhas máscaras chegaram! Usei elas no Walmart e no Petco hoje. Quando alguém me diz que minha máscara tem pênis nela, eu gentilmente deixo a pessoa saber que é assim que eu determino que ele está muito perto, e peço para eles gentilmente se f*******”, disse Mindy na publicação, feita em 10 de abril.

Em entrevista para o E+, Mindy conta que comprou as máscaras pois “precisava de equipamentos de proteção para mim e minha equipe. Essas [com os desenhos] estavam sendo vendidas e seriam entregues rapidamente. E elas são hilárias”.

Com a repercussão da publicação, o filho de Mindy sugeriu que eles passassem a vender o produto, que saiu do ar no site em que ela fez a compra, e destinassem o valor das vendas para o Utah Harm Reduction Coalition (Coalizão de Redução de Danos de Utah), organização dirigida por Mindy.

A organização realiza diversos serviços de redução de danos, ajudando no tratamento de pessoas viciadas em substâncias químicas, além de atividades educativas sobre a redução de danos. A ideia é que as doações sejam usadas na compra de máscaras para pessoas em situação de rua.

Até o momento já foram arrecadados mais de 60 mil dólares (cerca de R$ 314 mil na cotação atual), e também estão sendo vendidas outras máscaras com desenhos de seios e vaginas. “Quando elas esgotarem, nós pararemos as vendas”, comentou Mindy.

Emais – Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lourdes Siqueira disse:

    É uma imbecilidade tão grande que a gente tende a não acreditar.

  2. GUIDO disse:

    CHOVERÃO FUNDOS PARA TANTOS PENIS!

Pênis de homem necrosa após mordida durante sexo oral

Foto: Pixabay

Um norte-americano de 43 anos foi parar no hospital após sua parceira morder seu pênis acidentalmente durante o sexo oral. O caso do rapaz, que teve parte da glande necrosada, foi publicado no Visual Journal of Emergency Medicine.

De acordo com os médicos, o paciente só procurou auxílio profissional 5 dias após o incidente, quando a pele já estava preta e o ferimento tinha 3 centímetros de comprimento. “Os pacientes mordidos no pênis geralmente não procuram atendimento médico imediato, e o processo da doença geralmente progride”, explicou Marc Zosky, responsável pelo caso, no estudo.

Apesar do médico não ter confirmado se o homem contraiu uma infecção, é sabido que necroses são causadas por bactérias que contaminam determinada região e matam o tecido que encontram. Por isso, Zosky afirma que em casos como esse “a progressão para ulceração e infecção da pele é comum e requer cauteloso tratamento de feridas e antibioticoterapia”.

Felizmente, como reportou o DailyMail, o paciente não precisou de cirurgia e foi tratado apenas com antibióticos. Ainda assim, Zosky ressalta que procurar um médico é essencial. “É raro, mas há casos em que as mordidas podem levar a infecções com risco de vida, como a gangrena de Fournier, que requer tratamento cirúrgico emergencial”, alertou o profissional.

Galileu

Adolescente perde a pele do pênis e fica com os testículos invertidos após cair de bicicleta

Foto: Pexels

Um jovem de 14 anos teve de ser levado às pressas a um hospital após sofrer uma queda enquanto andava de bicicleta. Ele teve o pênis quase completamente descamado e seus testículos se inverteram, segundo o relatório do caso, publicado no BMJ Case Reports.

Quando o rapaz chegou ao hospital, na Inglaterra, os médicos descobriram que o guidão havia cortado sua região pubiana, deixando uma ferida de 14 cm de comprimento e 10 cm de largura a partir do períneo. O garoto foi logo anestesiado e levado à sala de operações.

“Lesões com guidões de bicicleta que causam trauma abdominal são bem descritas na literatura; no entanto, os relatos de lesões por empalamento ou descamação são escassos”, escrevem os autores do estudo. “[O caso] é relativamente único na série de lesões relacionadas a guidões que existem na literatura científica e serve para ampliar nossa experiência.”

A médica Hannah Thompson, que cuidou do rapaz, fez questão de ressaltar os cuidados que se deve ter ao andar de bicicleta. “Esse caso incomum demonstra as forças potenciais envolvidas e os possíveis danos resultantes de lesões no guidão, mesmo em baixa velocidade”, ela afirmou ao The Sun.

Os cirurgiões conseguiram fechar a ferida com sucesso e nenhum dano neurovascular significativo foi encontrado. O adolescente recebeu alta do hospital no dia seguinte e seguiu o tratamento com antibióticos.

Semanas após o acidente, ele contou que não sentia mais dores e fazia xixi normalmente. Os médicos ainda não sabem se a função sexual dele será afetada no futuro, mas esperam que o tratamento ajude-o a se recuperar totalmente.

Galileu

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Humilde Iconoclasta disse:

    Esse agora pode dizer que está acordando com os ovos virados.

Homem precisou de cirurgia no pênis após ereção de 36 horas

Reprodução/SWNS

Um homem de 41 anos viveu uma experiência inusitada e incrivelmente perigosa relacionada à “ereção mais duradoura de sua vida”. De acordo com Eliott Rossiter, 36 horas foi o tempo em que seu pênis manteve-se ereto, o que exigiu que ele passasse por um procedimento cirúrgico.

Ao portal SWNS o homem conta que a ereção, que “não foi sexual de nenhuma maneira”, surgiu de forma inesperada durante uma visita a uma amiga na cidade de Nice, na França. Na época, em 2016, Eliott lutava contra uma dependência de analgésicos e aquela foi a primeira situação em que decidiu não tomá-los.

“Não estava acontecendo nada demais. Estávamos conversando e a ereção simplesmente apareceu. Tentei contar à minha amiga, Jenny, mas era muito constrangedor”, recorda ele, que diz que a ereção era “muito maior do que de costume”.

“Eu esperei por mais de uma hora e simplesmente não resolvia. Tentei me aliviar da maneira tradicional, mas também não resolveu”, disse. Após 19 horas de “agonia”, o homem precisou ir ao hospital.

Depois de injeções para reverter a ereção sem sucesso, Eliott foi diagnosticado com priapismo, uma espécie de exagero do apetite sexual e que, no caso dele, foi causado pelo excesso de analgésicos. Caso negligenciada, a condição pode oferecer sérios riscos e até destruir o tecido do pênis.

O tratamento para o priapismo também não é nada agradável. Para drenar o sangue acumulado no músculo, um pequeno furo foi feito no órgão, o que segundo o homem, deixou-o “aterrorizado”. Felizmente, a cirurgia foi um sucesso e não deixou sequelas além de uma pequena cicatriz.

IG

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. toni disse:

    olha aqui essa amiga devia se muito gostosaaaaaaaaaa!!!!!! por isso o malandro não aguentou e ai o negocio cresceu não teve jeito sacooooo!!!!

Após queda, homem descobre que seu pênis está se transformando em osso

NORTE-AMERICANO DE 63 ANOS FOI DIAGNOSTICADO COM DOENÇA DE PEYRONIE, QUE CONSISTE NA FORMAÇÃO DE FIBROSES OU NÓDULOS NO ÓRGÃO REPRODUTOR MASCULINO (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

Um homem de 63 anos descobriu por acaso que seu pênis está se calcificando, segundo um artigo publicado na Urology Case Reports. O fato ocorreu no Centro MédicoLincoln, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Como relataram os médicos responsáveis pelo caso, o homem foi ao hospital por conta de uma dor no joelho que havia começado após uma queda. Por conta disso, os profissionais resolveram realizar um exame de raios-X no paciente — e daí veio a surpresa.

Os autores escreveram que as imagens mostravam uma “calcificação extensa em forma de placa ao longo da distribuição esperada do pênis”. O paciente havia se queixado aos médicos de dor peniana, mas não teve nenhum outro sintoma, o que retardou o diagnóstico da rara doença de Peyronie.

IMAGENS MOSTRAVAM UMA “CALCIFICAÇÃO EXTENSA EM FORMA DE PLACA AO LONGO DA DISTRIBUIÇÃO ESPERADA DO PÊNIS” (FOTO: UROLOGY CASE REPORTS)

O problema consiste na formação de fibroses ou nódulos no órgão reprodutor masculino, causando desvios na curvatura do pênis, o que provoca dor. Em 2017, um caso semelhante ocorreu com um homem de 40 anos que teve mais de 80% da região calcificada. Felizmente, a doença tem tratamento — que deve ser realizado com auxílio profissional.

No caso do norte-americano, os médicos não puderam ajudar, pois o homem foi embora do hospital mesmo contra a orientação médica.

Galileu

 

Água e sabão podem livrar os homens do câncer de pênis, diz especialista

Higiene pode ser a receita simples, mas eficaz, para evitar que os homens sofram com uma doença que, além de incapacitá-los fisicamente, pode terminar aniquilando a sua vida em termos psicológicos. Para prevenir a doença, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) deu início à Campanha de Câncer de Pênis Zero, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida.

O padrinho da campanha é o ex-jogador de futebol Zico, atual técnico do Al Gharafa, do Qatar, que se ofereceu como voluntário. As ações ocorrerão nas cidades de João Pessoa, na Paraíba, Recife e Garanhuns, em Pernambuco; Fortaleza e Reriutaba, no Ceará, além de Teresina, no Piauí. Na próxima semana, cidades da Bahia serão incorporadas à campanha.

Segundo disse hoje (23) à Agência Brasil o presidente da SBU, Aguinaldo Nardi, a maior incidência do tumor ocorre nas regiões Norte e Nordeste e está associada não só à baixa condição socioeconômica das populações locais, mas também à falta de higiene e de conhecimento.

Ele informou que as populações menos favorecidas são as que mais têm câncer de pênis. “São as mais excluídas da informação e aquelas que são mais difíceis de chegar ao médico também”. Em geral, os homens moram longe dos centros médicos adequados. “É preciso melhorar o acesso da população ao urologista”.

O tumor de pênis é raro, ao contrário do câncer de próstata, que apresenta 60 mil novos casos por ano. Entretanto, a média de 1,6 mil amputações anuais, por câncer de pênis, é considerada elevada pela SBU. “Porque é uma doença que incapacita muito. É uma doença que aniquila o homem na sua concepção exata, não só na sua anatomia, mas na sua vida”.

Nardi esclareceu que o câncer de pênis é evitável. Para isso, basta que o homem tenha uma higiene adequada da área genital. “Ou seja, água e sabão. Lavando o pênis todo dia, não há problema de ter câncer de pênis”.

Outra providência é evitar doenças sexualmente transmissíveis com o uso de preservativo, a conhecida camisinha. “É sabido que o HPV, que é o vírus do papiloma humano, está ligado ao câncer de pênis”. Lembrou, ainda, que a presença de fimose, quando a pessoa não consegue expor a glande, isto é, a cabeça do pênis, é um fator de risco para câncer de pênis.

A prevenção deve começar na infância, recomendou o presidente da SBU. Cabe à família e aos pais, inicialmente e, depois, à escola, orientar os meninos quanto aos procedimentos que devem ser adotados para uma adequada higiene. Nardi destacou que a doença é um problema social e de educação. “A gente precisa concentrar esforços de toda a sociedade organizada ou não, Estado e entidades, para que se possa levar a informação às pessoas mais carentes. Aos excluídos da informação”.

Índia, Egito e alguns lugares da África apresentam maior incidência da doença. Na Índia, por exemplo, a taxa é 3,32 casos a cada 100 mil habitantes. A menor incidência, próxima a zero, é encontrada nos judeus nascidos em Israel. Aguinaldo Nardi destacou que no Brasil, algumas cidades do Norte e Nordeste têm incidência semelhante à da Índia, Egito e África.

“Não é desinteresse. A gente tem muito o que fazer. É que [o problema] é mais concentrado no Norte e no Nordeste do que na Região Sudeste ou no Sul. É importante que a gente atue nestes locais, onde a incidência é tão grande como nos países de maior incidência do mundo”.

Participam da campanha 100 urologistas voluntários, que moram nas capitais ou cidades do interior, além de outros especialistas que estão aderindo graças a convênio que a SBU e as Forças Armadas. “Estão indo para colaborar no atendimento aos pacientes, na informação à população e na realização de cirurgias de fimose”.

A campanha deve se estender até o final do ano nos locais de incidência elevada de câncer de pênis. A SBU se prepara para promover nova campanha com o mesmo objetivo, em 2014. “A gente vai insistir nisso, porque sabemos da importância de uma amputação para o brasileiro”.

No portal da SBU, os interessados poderão tirar dúvidas sobre a doença. O principal sintoma de alerta é o aparecimento de uma ferida que não cicatriza, disse Nardi. “Toda ferida no pênis que não cicatriza, revela importância de procurar um médico para saber o que é. Pode ser um câncer de pênis”.

O presidente da SBU informou que na fase inicial, a doença exige uma cirurgia pequena. Significa que existe uma possibilidade elevada de cura. “Quanto mais cedo fizer o diagnóstico de câncer de pênis, menor é o tratamento, menor é a invasão do tratamento cirúrgico”.

Quem estiver interessado em realizar o exame urológico, tirar dúvidas e obter encaminhamento para seu caso, sendo cirúrgico ou não, deverá procurar os hospitais participantes da campanha. No dia 27, estão programados para atendimento o Instituto Médico Integrado Professor Antônio Figueira, no Recife, e o Hospital São Marcos, em Teresina. No dia 28, os urologistas que fazem parte da campanha atenderão no Hospital Municipal Santa Isabel e no Centro Médico em Praça Caldas Brandão, em João Pessoa; no Hospital Dom Moura, em Garanhuns (PE); na Santa Casa de Misericórdia, em Fortaleza; e no Hospital Rita do Vale Rego, em Reriutaba (CE).

Agência Brasil

Ex-vereador nega notícia de amputação e diz que pênis está intacto

viagraFoi identificado como Gentil Ramírez o fazendeiro e político que teria tido o pênis amputado após overdose de Viagra. A notícia correu o mundo.

Mas, em declaração ao jornal “La Nación”, Gentil, de 66 anos, disse que teve que passar por cirurgia no membro para pôr fim à ereção que durava dias. Só que, garantiu ele, o pênis foi preservado.

O colombiano da cidade de Gigante havia tomado, sem receita médica, comprimidos de Viagra para impressionar a esposa.

O ex-vereador disse que terá mais cuidado com medicamentos contra a impotência.

O Globo

Ex-vereador tem o pênis amputado após overdose de Viagra

viagraUm fazendeiro e político do Sul da Colômbia teve o pênis amputado após overdose de Viagra. O homem de 66 anos, morador da pequena cidade de Gigante, confessou ter ingerido várias pílulas do remédio contra impotência a fim de satisfazer a namorada, relatou o jornal “La Nación”.

O abuso do medicamento deixou o colombiano, que não foi identificado, com ereção constante. Inicialmente, o ex-vereador não se incomodou com o estado do seu pênis. Mas, alguns dias depois, as dores começaram a ficar insuportáveis.

Ao chegar a um hospital de Neiva, o colombiano recebeu um duro diagnóstico: o pênis estava inflamado, fratura e com sinais de grangrena.

A amputação foi a única saída encontrada.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. breno disse:

    Isso é a falta de notícias? ta parecendo site de humor.

Pesquisa sobre tamanho do pênis de crianças em escola escandaliza país

O ministério da Educação da Indonésia criticou nesta quinta-feira (5) as autoridades de uma pequena cidade da província de Aceh por pedir aos estudantes que aplicassem uma pesquisa escolar para que os alunos avaliassem o tamanho de seu pênis.

O questionário distribuído na terça-feira a meninos de 11 a 12 aos em uma escola da cidade de Sabang contém imagens dos órgãos genitais e pergunta aos alunos se eles têm sonhos eróticos.

A mãe de um aluno disse que seu filho teve de fazer a ordenação de imagens do menor ao maior pênis e responder com qual seu órgão sexual mais se parecia.

“Isso é uma indecência”, afirmou a mãe, indicando ter apresentado uma queixa ante a escola.

As autoridades da área de educação de Sabang alegaram que o questionário tinha por objetivo avaliar o estado de saúde das crianças.

R7

Em briga com namorada, homem decepa pênis, joga em vaso e dá descarga

Durante uma briga feia com a namorada, um homem bêbado perdeu a cabeça,decepou o pênis com uma tesoura, jogou o membro no vaso sanitário e deu descarga.

O caso foi registrado emJilong (Taiwan). O homem que se mutilou tem 46 anos. De acordo com o jornal “The Star”, o taiwanês ficou com apenas 3 centímetros de pênis.

A namorada levou o ferido a um hospital. Ele se recupera bem.

Imagem meramente ilustrativa

Fonte: Pagenotfound

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Spinosa disse:

    Sério que essa imagem é ilustrativa??? Achei que fosse o membro decepado.

  2. Sergio Nogueira disse:

    O motivo da briga, ao que aparenta, devia ser a pouca utilidade do Bráulio.

Universitária afirma que foi obrigada a chupar testículos e pênis de boi durante trote na Bahia

BXK13856_boi-nelore800A Polícia Civil da Bahia investigará a partir desta terça-feira denúncia feita ao Ministério Público por uma estudante de agronomia de 22 anos que diz ter sido obrigada a chupar testículos e pênis de boi durante trote na Universidade Estadual do Sudoeste (Uesb), campus de Vitória da Conquista, sudoeste do Estado.

O caso ocorreu na sexta-feira passada. De acordo com depoimento da estudante ao Ministério Público, ela estava na segunda semana de aula no 1º semestre quando resolveu participar do trote por pressão dos colegas veteranos, “porque, se não participasse, seria pior”. Ela disse que participaria, mas avisou que era “alérgica a tudo”.

Durante a brincadeira, a estudante – que prefere não ter sua identidade revelada – e outros colegas calouros foram colocados para andar de “elefantinho” (de mãos dadas uns com os outros e com as mãos passando por debaixo das pernas) e depois tiveram de chupar testículos e pênis de boi. Aplicavam o trote alunos do 3º e 4º semestres de agronomia.

A estudante desconfia que o pênis do boi estivesse melado com sêmen humano, pois estava com gosto salgado. E teriam dito a ela que aquele “pênis” ainda “nem é o de verdade”. Para finalizar a brincadeira, segundo ela, os veteranos botaram um líquido em um copo que seria mistura de “mata bicheira” – produto usado em bovinos – e urina de animal e deram para eles bochecharem. (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Osvaldo Pedrosa disse:

    Maaaaaaaaaaaais um furo de reportagem de muita relevância do Blog do BG
    Parabéns!
    Leio todas as reportagens investigativas e notícias gerais!

  2. João Silva disse:

    A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: E FORA DO TROTE?…!…

Menina nasce com pênis na testa na África do Sul

Médicos do Dr Malizo Mpehle Memorial Hospital, em Tsolo (África do Sul), nunca tinham visto nada parecido. Uma mulher deu à luz uma menina com um pênis na testa!

De acordo com um porta-voz do hospital, a menina, além do pênis, nasceu com um olho na testa e sem olhos onde deveriam naturalmente estar.

“Ela nasceu sem nariz e no local onde deveriam estar os olhos só havia pele”, disse Sizwe Kupelo, segundo o site “Sowetan Live”.

A menina, filha de uma adolescente de 16 anos, não sobreviveu.

Deformações graves têm sido registradas com frequência em partos na região. Nos últimos dois anos foram 50.

Fonte: Page Not Found

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anonimo disse:

    Conforme relatado pelo filme O Jardineiro Fiel, os africanos são constantemente utilizados como Cobaias Humanas pela Industrias Farmaceutica, Bélica e Química. Não é de se admirar que a tendência é que as anomalias crescem cada vez mais! 
    A ONU, OMS e demais organizações deveriam abrir o olho.

Trair aumenta chance de quebrar o pênis

Segundo cientistas da Universidade de Maryland, a chance de sofrer fratura peniana é maior quando o homem faz sexo fora do casamento. Motivo? O sexo extramarital frequentemente acontece em lugares fora do comum, como banheiros, o que inspira ângulos mais arriscados na hora da penetração.

Fonte: Superinteressante

Do Blog: O aviso foi dado…

Rapaz é preso com 89 saquinhos de drogas escondidos no pênis

Uma parada de trânsito tomou um rumo inesperado na semana passada em Folcroft, no estado da Pensilvânia (EUA), depois que a polícia descobriu que o ocupante de um veículo escondia drogas em seu pênis, segundo o jornal “Daily Times”.

Ray Woods, de 23 anos, foi obrigado a baixar a calça depois que os policiais notaram uma protuberância na parte da frente de seu jeans.

A revista acabou revelando que Woods escondia 89 saquinhos de cocaína, heroína e outras drogas amarrados ao pênis.

Ele foi preso acusado de tráfico de drogas. Woods deixou a cadeia após pagar fiança de US$ 2,5 mil.

Fonte: G1

Taradão é preso após exibir pênis falso para mulheres

O norte-americano Jacob Bovia, de 28 anos, foi preso em Arnold, no estado da Maryland (EUA), depois que teria exibido um pênis falso para estudantes de uma faculdade, segundo reportagem da emissora de TV “WUSA”.

De acordo com a polícia, uma investigação foi aberta em fevereiro depois de várias estudantes relatarem que um homem expôs a genitália para elas de dentro de um carro. Os incidentes aconteceram entre 16 e 22 de fevereiro perto do campus da universidade.

No dia 2 de março, os policiais encontraram um homem dirigindo um carro de forma suspeita no estacionamento da faculdade.

Após realizarem uma busca no veículo, os agentes acharam um pénis falso que teria sido utilizado.

Bovia foi levado para a cadeia acusado de exposição indecente e má conduta.

Fonte: G1