Itep fará exames para saber se corpo encontrado é de garoto desaparecido em Natal

Um corpo encontrado na manhã desta quinta-feira(12) em um terreno privado no bairro de Pajuçara, na zona Norte de Natal, foi enviado ao Instituto Técnico Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) para confirmar a identidade da vítima. Um exame de DNA, inclusive, poderá ser realizado.

As características do corpo são de uma criança e as autoridades trabalham com a hipótese de pertencer ao garoto José Carlos, 8 anos, desaparecido desde o dia 21 de outubro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Brasil disse:

    Até os comentários são pequenos. Viva os fofoqueiros, viva os que so gostam das notícias da mídia, bando de ser sem noção

Laudo diz que morte de garoto em hospital de Natal foi provocada por dengue hemorrágica

A morte do menino William Gabriel Ferreira da Silva Gomes, de 9 anos, em 21 de novembro no hospital Papi, na zona Leste de Natal foi decorrente de uma dengue hemorrágica. É o que diz o laudo necroscópico entregue pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) na última sexta-feira (13) à delegada Rossana Pinheiro, titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil.

A delegada  investiga se a criança morreu por causa de uma superdosagem de medicamentos, como acredita a família da vítima. Mesmo com o diagnóstico, a titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil pretende ouvir mais pessoas antes de concluir o inquérito.

A morte de William Gabriel causou polêmica depois que a família acusou o hospital de ter complicado o quadro da criança com uma superdosagem de medicamentos.

Com acréscimo de informações do G1-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. APARECIDA disse:

    PRIMEIRO DO QUE TUDO GOSTARIA QUE VOCÊS PUBLICASSEM ESSA NOTA.
    TUDO QUE FOI ENVIADO PRA VOCÊS SOBRE A MORTE DO MEU FILHO É UMA GRANDE FARSA, HÁ UMA GRANDE COISA ESCONDIDA QUE O HOSPITAL NÃO QUER MOSTRAR. QUEREM INOCENTAR OS MÉDICOS E ISENTAREM O HOSPITAL DE QUALQUER CULPA. MAS NÓS NÃO SOMOS BURROS… SABEMOS TUDO QUE ESTÁ ACONTECENDO, E NÃO PENSEM QUE ESTAMOS PARADOS, CONFORMADOS COM ESSA MENTIRA.
    *PRIMEIRO… SABEMOS QUE NÃO FOI DENGUE, POIS TEMOS UM EXAME DE DENGUE FEITO DENTRO DO PRÓPRIO HOSPITAL NO DIA 20/11 E ESSE EXAME ESTÁ NEGATIVO.
    * SEGUNDO… EXISTE DENGUE SEM SINTOMAS?( TODOS SABEMOS QUE ATÉ A DENGUE MAIS SIMPLES TEM FEBRE, NOSSO FILHO NUNCA TEVE)
    * TERCEIRO… SE ERA DENGUE COMO "ELES DIZEM", POR QUE ENTUPIRAM MEU FILHO COM INÚMEROS MEDICAMENTOS? ONDE ATÉ OS LEIGOS EM SAÚDE SABEM QUE DENGUE NÃO PODE SER TRATADA COM CERTOS TIPOS DE REMÉDIO?
    A CONCLUSÃO É ESSA…
    MATARAM NOSSO FILHO.
    MAS NÃO VAI FICAR ASSIM.

HERÓI(FOTO): Menino de 15 anos morre ao impedir homem-bomba de explodir sua escola

 3mofqg7sdx_16afs99ptu_fileUm garoto de 15 anos morreu no Paquistão ao impedir um homem-bomba de explodir a escola onde estudava, na Província de Khyber Pakhtunkhwa, no norte do país.

Na segunda-feira (6), quando Aitzaz Hassan estava chegando na escola com seu primo, Musadiq Ali Bangash, um rapaz vestido com o uniforme da escola o parou para pedir informações.

Os dois acharam a atitude suspeita. “Os outros estudantes se afastaram, mas Aitazaz desafiou o kamikaze e começou a persegui-lo”, contou o primo.

De acordo com ele, durante a perseguição, o homem-bomba entrou em pânico e explodiu, matando ambos.

“Foi um grande sacrifício de sua parte. Ele salvou a vida de centenas de estudantes, xiitas e sunitas, que estavam reunidos em assembleia na escola”, afirmou o primo.

Nesta quinta-feira (9), o pai do adolescente saudou seu filho por salvar centenas de vidas com sua bravura. Hassan morreu no hospital.

Seu pai, Mujahid Ali Bangash, de 55 anos, declarou à AFP que não sentia tristeza, mas orgulho com a morte de seu filho.

— Aitzaz nos deixou orgulhosos por interceptar valentemente o homem-bomba e salvar as vidas de centenas de seus colegas. Estou feliz por meu filho ter se tornado um mártir, sacrificando sua vida por uma causa nobre.

Bangash trabalha nos Emirados Árabes Unidos e só pôde chegar à aldeia de Ibrahimzai, localizada em uma área do distrito de Hangu dominada por muçulmanos xiitas, um dia após o funeral de seu filho.

— Muitas pessoas estão vindo me ver, mas se eles tentam me dar pêsames, digo-lhes para me felicitar por me tornar o pai de um mártir. Eu serei ainda mais feliz se o meu segundo filho também sacrificar a sua vida pelo país.

O oficial da polícia Shakirullah Bangash declarou que Aitzaz interceptou o terrorista a 150 m do portão principal da escola, que tem cerca de mil alunos, a maioria deles xiitas.

Os alunos seriam o alvo do ataque, acrescentou.

Notícias sobre a bravura de Hassan também levaram a uma onda de tributos ao jovem nas redes sociais.

Sherry Rehman, ex-embaixador do Paquistão nos Estados Unidos, escreveu no Twitter: “O shaheed [mártir] de Hangu Aitzaz Hasan é o orgulho do Paquistão. Dê a ele ao menos uma medalha (…) #AitzazBraveheart…”

R7

ABSURDO(FOTO): Penteado black power impede rematrícula de aluno 8 anos em escola de Guarulhos

13339303 A gerente administrativa Maria Izabel Neiva, 37, diz que foi impedida de fazer a rematrícula do filho Lucas, 8, em uma escola particular de Guarulhos (Grande São Paulo). O motivo seria o penteado black power usado pelo garoto.

Segundo o depoimento da mulher à polícia, a diretora do Colégio Cidade Jardim Cumbica, localizado no Jardim Cumbica, disse que o cabelo do menino é “muito grande e crespo.”

A mãe do garoto afirma ainda que ele passou para a quarta série do ensino fundamental com boas notas e não há motivo para negar a matrícula. De acordo com ela, a diretora da escola já tinha chamado a atenção do menino por causa do cabelo dele em agosto. O motivo, segundo a mãe, é que o corte “não é adequado para a instituição de ensino”.

Na terça-feira (3), a mãe do menino foi informada pela diretora que não havia mais vagas na escola para o período que ela pediu. A mulher, porém, diz que não recebeu nenhuma notificação formal da escola.

A mãe de outra aluna da mesma sala do menino disse à polícia que conseguiu fazer a rematrícula da filha no mesmo período solicitado e após a tentativa da mãe do garoto impedido.

Ao questionar a diretora sobre o caso, Maria Izabel disse que a diretora respondeu, em tom de deboche, era para ela marcar uma hora para conversarem.

A mulher diz que o único motivo para a diretora negar a rematrícula é o corte do cabelo de seu filho. Isso porque ela afirmou que não atrasou nenhuma mensalidade e o menino nunca teve problemas de comportamento ou disciplina.

Procurado, o Colégio Cidade Jardim Cumbica não comentou o caso até a publicação desta matéria.

Folha

Garoto de quatro anos mata próprio pai por não ganhar um PlayStation 3

Um garoto de quatro anos de idade atirou e matou o próprio pai em Jizan, na Arábia Saudita. O menino fez os disparos após a recusa do pai de lhe comprar um PlayStation 3, segundo relatou o jornal Asharq. A identidade de ambos foi preservada.

Tudo começou quando o menino pediu para o pai comprar um PlayStation 3 de presente. Quando ele voltou para casa sem o console desejado, o menino se enfureceu. A criança pegou a pistola do pai, que havia sido deixada ao alcance, e atirou à queima-roupa.

O incidente traz novamente à tona o debate sobre jogos violentos, que poderiam distorcer a noção de realidade das crianças. Uma série estudos sobre a questão foram feitos nos últimos anos, e as conclusões foram diversas. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos sugere que games violentos alteram o cérebro dos jogadores e outra feita na Alemanha associou os jogos à agressividade infantil. Já um estudo conduzido pela Universidade de Ryerson, no Canada, aponta que os títulos violentos não influenciam o comportamento dos jogadores.

Fonte: Daily Mall

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anônimo disse:

    Uma criança de 4 anos não deveria estar jogando certos tipo de jogos. Classificação existe pra isso.

Garoto de 8 anos abre negócio próprio na Internet e vira milionário

O Techtudo traz uma notícia interessante. Harli Jordean aprendeu cedo a lidar com fornecedores, pedidos e entregas para manter de pé seu império de bolinhas de gude na internet. O pequeno magnata londrino mantém o sitemarbleking.co.uk e ganha milhares de libras por ano – com pedidos em vários lugares do mundo.

Harli Jordean (Foto: Reprodução)

Harli é tão ocupado que teve de empregar sua mãe e os dois irmãos mais velhos para ajudá-lo a cumprir a demanda de produtos no website. Mas ele não reclama de estar sobrecarregado, pelo contrário, o pequenino se mostra profissional e com ambiciosos planos para o futuro.

“Meu sonho é ter uma cadeia de lojas. Ela seria como uma das maiores lojas de brinquedo do mundo, mas vendendo todos os tipos de bolinhas de gude” – revelou o estudante.

Ele revela que seus amigos o admiram por ter o próprio negócio e que são seus melhores clientes. O astuto empresário também revela que a chave para o sucesso é definitivamente a delegação. ” Eu gosto de ser o chefe, mas gosto de envolver os outros no trabalho. Assim, se algo dá errado não é tudo minha culpa”.

Harli conta que decidiu começar o negócio quando algumas crianças mais velhas roubaram sua coleção de bolinhas. Pediu para que sua mãe lhe comprasse mais na internet, mas os dois perceberam que não havia muitos sites dedicados àquele tipo de venda. Harli então pediu permissão para começar seu próprio site. Em alguns meses, Tina, a mãe de Harli ficou chocada ao ver os pedidos crescendo e Harli cuidando de tudo sozinho.

Tina, 51, disse: “Harli sempre foi obcecado por bolinhas de gude desde que tinha seis anos. Ele costumava dormir com elas embaixo do travesseiro. A última coisa que ele fala antes de dormir é ‘bolinhas de gude’ e elas são as primeiras coisas que ele menciona de manhã.”

De acordo com Tina, Harli agora quer produzir suas próprias bolinhas de gude na China para vender para lojas do mundo inteiro. Ela revelou também que como chefe, ele é muito tranquilo, mas tem suas próprias ideias de como fazer as coisas.

“Ele é muito ambicioso e determinado. Algumas vezes suas ideias são tão grandiosas que nós temos que intervir um pouco. Mas o sonho dele ainda é ter a maior loja de bolinhas de gude do mundo”,  completou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daniel Olinto disse:

    Incrível, o garoto de apenas 8 anos fazer praticamente isso tudo sozinho, e já tem sonhos e expandir. O garoto é melhor que muito empreendedor de cabelo branco aí.

Aos 12 anos, 'garoto 6 bilhões' afirma que ONU o ignorou após nascimento

Ainda hoje, o mundo receberá seu habitante de número 7 bilhões.

Há 12 anos, nascia o de número 6. Escalamos mais um bilhão de habitantes num período ínfimo. Abaixo, um perfil do garoto nº 6, e a situação pela qual o sétimo bilionésimo habitante do planeta deverá passar. O texto original está publicado no caderno Mundo, da Folha de São Paulo:

O garoto bósnio Adnan Nevic, 12, diz que sua matéria preferida na escola é geografia e que quer ser piloto de avião quando crescer.
O interesse por viajar pelo mundo se justifica: logo que nasceu, em Sarajevo, à 0h02 de 12 de outubro de 1999, ele foi apontado pela ONU como a pessoa de número 6 bilhões no planeta. O nascimento da “pessoa 7 bilhões” será hoje.

Fotos da época mostram o bebê Nevic sendo carregado no colo pelo então secretário-geral da ONU, Kofi Annan.
A escolha dele entre os cerca de 80 milhões de bebês nascidos naquele ano -oficialmente aleatória- tinha forte simbolismo político em uma cidade que fora arrasada por quatro anos de cerco dos sérvios (1992 a 1996) na guerra que se seguiu à dissolução da antiga Iugoslávia.

Hoje, Nevic é uma celebridade local em Visoko, a cidade onde vive, perto da capital da Bósnia. Desde o nascimento, porém, nem ele nem sua família receberam algum tipo de atenção -muito menos recursos- da ONU.
“[Annan] me carregou no colo quando eu tinha dois dias e, depois, nunca mais ouvimos falar deles”, disse o garoto em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”.

Seu pai, Jasminko, enfrenta problemas de saúde, e a família sobrevive de sua aposentadoria e de uma pequena quantia paga por Sarajevo enquanto o “garoto 6 bilhões” estiver na escola.