Carlos Bolsonaro assume que faz o twitter do Pai, posta o que não devia, arrega e pede desculpas

Reprodução: Twitter

O vereador Carlos Bolsonaro fez um tuíte se desculpando por uma postagem sobre julgamentos em segunda instância, dizendo que o fez sem autorização do pai. Mais cedo, o perfil de Jair Bolsonaro publicou uma mensagem dizendo que “sempre deixamos clara nossa posição favorável em relação à prisão em segunda instância”.

No começo da tarde de hoje, Carlos tuitou: “Eu escrevi o tweet sobre segunda instância sem autorização do Presidente. Me desculpem a todos! A intenção jamais foi atacar ninguém! Apenas expor o que acontece na Casa Legislativa!”.

Ele ainda postou, em uma resposta a outro seguidor que o criticou por expor o pai: “É verdade! Estou assumindo a culpa! Mas creio que os pontos positivos superam qualquer crítica de quem é mal-intencionado!”.

No texto publicado originalmente no Twitter de Jair Bolsonaro, lia-se: “Aos que questionam, sempre deixamos clara nossa posição favorável em relação à prisão em segunda instância. Proposta de Emenda à Constituição que encontra-se no Congresso Nacional sob a relatoria da Deputada Federal Caroline De Toni”.

Ontem, a parlamentar citada por Bolsonaro apresentou na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania parecer pela admissibilidade da PEC 410/18, que deixa clara a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A relatora propôs apenas correções de redação do texto. Ela também votou pela admissibilidade da PEC 411/18, que trata do mesmo tema.

“A decisão de executar a pena privativa de liberdade antes do trânsito em julgado é uma escolha política de uma sociedade. É uma questão de política legislativa e está dentro da racionalidade jurídica”, afirmou a deputada.

UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gaius Baltar disse:

    É curioso que esse tresloucado já usou a conta do presidente para postar as maiores barbaridades e o pai nunca mandou ele retratar-se, mas agora posta uma coisa certa e o tuíte é apagado?
    Se isso não for acordo com o Toffoli para preservar o Flávio não sei o que é…

  2. Cigano Lulu disse:

    Os filhos de Bolsonaro e um monte de merda só não se equivalem porque a merda ainda tem alguma utilidade: pode produzir bioenergia.

  3. Ana disse:

    Eita ruma de merda, só é essa família. Só tem maluco, ve o olhar deles, tudo com cara de doido. Não falou nada demais, só merda, como sempre que eles abrem a boca, falam.

  4. Vitor Silva disse:

    Cara, não se salva um. O cara recebe pra ser vereador do RJ, mas trabalha operando o twitter do pai.

Levantamento informa que 93% dos brasileiros são contra saidinha para presos que mataram mãe, pai ou filho

Mais de 90% dos brasileiros são contrários à saidinha de presos nos dias das Mães e Pais para quem foi condenado por matar os pais ou filhos. É isso que demonstra um levantamento do Instituto Paraná Pesquisas.

No último Dia dos Pais, o assunto, controverso voltou a ser discutido. O Padre Fábio de Melo, ativo nas redes sociais, resolveu deixar as redes por críticas à sua sugestão de que presos deveriam deixar a cadeia no dia de Finados e não nos dias dos Pais e das Mães.

De acordo com a pesquisa, 93,8% dos brasileiros são contrários à saidinha de presos nos dias das Mães e Pais para quem foi condenado por matar os pais ou filhos, 4,1% que são favoráveis e 2,2% que não souberam ou não quiseram opinar.

Por região, o Sul concentra o maior percentual de contrários à saidinha, com 95,9%. Por idade, os entrevistados com mais de 60 anos são os que mais se mostram favoráveis às saídas em datas comemorativas, com 5,2%.

Para a pesquisa, foram entrevistados 2.018 brasileiros maiores de 16 anos em 160 municípios nas 27 unidades da federação. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas telefônicas entre os dias 20 e 25 de agosto. O grau de confiança é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente dois pontos percentuais.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Olimpio disse:

    Sair pra que, se eles mesmo mataram. Não tem o que comemorar.

  2. ITAECIO MELO disse:

    MAIS O STF E A FAVOR DE BANDIDO E LIBERA

Ex-delegado mostrou onde incinerou corpo do pai do presidente da OAB na ditadura, noticia Buzz Feed News

Um ex-delegado do Dops (Departamento de Ordem Política e Social) chegou a mostrar para investigadores da Comissão Nacional da Verdade o forno em que incinerou o corpo do militante de esquerda Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, e de mais 11 presos políticos assassinados entre 1974 e 1975 pelo regime militar no Rio de Janeiro.

A incineração foi feita em um forno da usina de açúcar Cambahyba, em Campos dos Goytacazes (RJ), segundo o próprio ex-delegado.

Cláudio Antonio Guerra tem hoje 78 anos e na quinta-feira (1º) foi denunciado pelo Ministério Público Federal por ocultação e destruição de cadáveres, por conta do desaparecimento dos 12 corpos. Ele admitiu os crimes primeiramente no livro “Memórias de uma guerra suja”, dos jornalistas Marcelo Netto e Rogério Medeiros, em 2012. Dois anos depois, confirmou tudo e mostrou detalhes da operação de incineração para a Comissão Nacional da Verdade. Em todos os seus depoimentos posteriores, ao Ministério Público, Guerra reafirmou os crimes.

Duranta a semana, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que sabia o destino do pai do presidente da OAB e afirmou que ele não teria sido morto pela ditadura.

Ao ser confrontado com os documentos de Estado que tratam da morte e desaparecimento como crimes da ditadura, o presidente afirmou tratar-se de “balela”. Felipe Santa Cruz e outros ex-presidentes da OAB pediram explicações a Bolsonaro, impetrando uma interpelação no Supremo Tribunal Federal — e o ministro do STF Luís Roberto Barroso, em decisão sobre a interpelação judicial, afirmou que o presidente tem 15 dias para responder, em “querendo” fazê-lo.

Nessa sexta (3), Bolsonaro afirmou que não falou “nada de mais” sobre o pai de Felipe Santa Cruz e disse que responderá ao STF. “Mesmo eu não sendo obrigado, eu presto [esclarecimentos]. Não falei nada de mais”, disse.

O ex-delegado prestou pelo menos dois depoimentos à Comissão Nacional da Verdade. Em um deles, em 23 de julho de 2014, identificou os mortos por fotos apresentadas pela comissão. Ele contou que recolhia os mortos em dois centros de tortura: um em Petrópolis, conhecido como Casa da Morte, e outro, um quartel da Polícia do Exército, no Rio.

O BuzzFeed News buscou nos arquivos da comissão as imagens e os vídeos de depoimento do ex-delegado.

“Nesse período, 1974 e 1975, começou uma pressão muito grande sobre o governo por causa do desaparecimento de corpos. Os coronéis que estavam no comando do país queriam um meio de desaparecer mesmo [com os corpos]. Então foi dada essa ideia de ser incinerados os corpos”, disse o ex-delegado em 2014.

Guerra também participou de uma diligência da comissão na antiga usina. Lá, mostrou o forno e contou detalhes de como eram jogados os corpos.

“Eram geralmente duas pessoas. Eu mesmo pegava”, disse ele, explicando como atirava os mortos na fornalha.

A ideia de desaparecer com os corpos por incineração na usina foi dada pelo próprio delegado a um alto comandante da repressão na época, o então coronel Fred Perdigão, já morto. O forno da usina ficava ligado por seis meses sem interrupção. A Comissão Nacional da Verdade confirmou com técnicos que a dimensão dos fornos tinha capacidade para incinerar pessoas.

O delegado disse que viajava até 200 quilômetros para queimar os corpos e que chegou a usar seu carro particular em uma das viagens. Mas, de modo geral, usava carros descaracterizados, com placa fria, da polícia. Disse que nunca foi parado mas que, se fosse, usaria a carteira do Dops (Departamento de Ordem Política e Social), para o qual trabalhava.

“Nessa época, o poder nosso era muito grande, ninguém parava”, disse ele.

Os corpos eram entregues em sacos plásticos e colocados no porta-malas do carro. Mas o delegado do Dops contou no vídeo que, por curiosidade, abriu todos os sacos para ver os mortos. Em um dos casos, ficou marcado pelo nível de violência usado contra a vítima, a professora da USP Ana Rosa Kucinski, que tinha marca de mordidas e violência sexual.

“[O corpo] Era entregue ensacado. Eu abria, era curiosidade. Embora fosse uma coisa macabra, eu não sentia nada. Hoje, olhar as pessoas ali, o senhor não calcula como estou por dentro”, disse o ex-delegado, que afirma ter feito as confissões por arrependimento.

Ao ser apresentado a fotos dos 12 mortos, o ex-delegado reconheceu a maior parte. Ele disse que, na época, não sabia exatamente de quem se tratava, mas que, ao produzir o livro, foi fazendo o reconhecimento.

Questionado por um dos integrantes da Comissão Nacional da Verdade diante da foto do pai do presidente da OAB, Guerra foi enfático:

“É o Santa Cruz.”

BuzzFeed.News

https://www.buzzfeed.com/br/tatianafarah/delegado-ditadura-incinerou-santa-cruz-oab

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Eduardo Martins disse:

    Minha gente, a conversa com comunista tem que ser bem curtinha. Vai dar cabimento a esse povo.

  2. Carmen maria de leiros de Oliveira disse:

    Difícil não lembra de uma pessoa que ele encinerou

  3. canhoto potiguar disse:

    da mesma forma que esse general diz uma coisa, um terrorista "cumpanheiro" de santa cruz disse outra em depoimento na globo.

    https://youtu.be/O_yEU8VxPzA

    e aí? vale o q?

  4. realmadriddepiumgenerico disse:

    Mas o presidente dos bolsominions diz que isso nunca existiu e que foram os próprios companheiros do Fernando Santa Cruz que o matou. Apenas para debochar e pisotear na família e no presidente da OAB. Coisa de gente ruim.

    • Ceará-Mundão disse:

      Presidente DO BRASIL, "cumpanhêro". E homem sério, honesto, patriota, religioso e defensor dos valores éticos e familiares. Valores que gente como vc demonstra desconhecer.

  5. José claudio disse:

    De 1974 a 2014, fez 40 anos, o cara com 78 anos ainda consegue identificar pelas fotos e lembrar a aparência fisica de uma pessoa morta; por si a morte já modifica a aparência fisica e ainda ter sofrido violência pelo corpo acho complicado

Carlos Bolsonaro não se controla e volta a criticar Mourão após curtida oficial do vice em twitter de jornalista

Vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro Foto: Caio César / Divulgação

Dois dias após compartilhar um vídeo do ideológo de direita Olavo de Carvalho com críticas a militares publicado no canal do Youtube do presidente Jair Bolsonaro – e mais tarde apagado -, o vereador Carlos Bolsonaro partiu para o ataque frontal contra o vice-presidente Hamilton Mourão em suas redes sociais na noite desta segunda-feira.

Defensor de Olavo, Carlos deixou as indiretas de lado e passou a acusar Mourão de estar contra seu pai. O embate coincide com a escalada verborrágica na crise entre o ideólogo e Mourão, que envolveu ainda outros integrantes da ala militar do governo. A temperatura se elevou a ponto de o presidente Bolsonaro, também seguidor de Olavo, divulgar nota dizendo que declarações recentes de Olavo não contribuem para os objetivos do governo .

Ao postar a reprodução de uma curtida do perfil oficial de Mourão no Twitter a uma postagem da jornalista Rachel Sherehazade em que ela o elogiava e criticava Bolsonaro, Carlos pediu que seus seguidores se atentassem a quem curtiu. “Um é o vinho, o outro vinagre”, escreveu a âncora do SBT Brasil. A mesma curtida embasou um pedido de impeachment apresentado na semana passada contra o vice-presidente pelo deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP).

Nos comentários, uma usuária perguntou se Mourão estava contra “JB”, iniciais do presidente. “Será ou com certeza?”, respondeu Carlos. Ao ser repreendido por outro pelo risco de “acabar ferrando” o governo do pai com suas manifestações nas redes sociais, ele sugeriu que o interlocutor cheirasse uma virilha.

Mais cedo, Carlos postou um elogio a Olavo, a quem se referiu como “gigantesca referência do que vem acontecendo há tempos no Brasil” e quem despreza isso “acha que o mundo gira em torno de seu umbigo por motivos que prefiro que reflitam”.

Vídeo polêmico

Outro elemento da crise foi a publicação de um vídeo do ideólogo com críticas a militares ter sido publicado no canal do YouTube do próprio presidente, no sábado – e deletado quase 24 horas depois. A gravação foi replicada por Carlos, que logo após a exclusão havia publicado uma mensagem cifrada:

“Começo uma nova fase em minha vida. Longe de todos que de perto nada fazem a não ser para si mesmos. O que me importou jamais foi o poder. Quem sou eu neste monte de gente estrelada?”, escreveu.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vagner disse:

    Esse Carluxo gosta Rodar a Baiana.

  2. Ceará-Mundão disse:

    Parece que deram uma reforçada na "mortadela" da petezada. Estão ouriçadíssimos hoje. Mas, o Brasil segue em frente, apesar dessa cambada. Kkkkkkkkk

  3. Beto Dal disse:

    E é porque a oposição, até agora, só se manifestou em defesa dos trabalhadores na reforma da previdência… Quanto a atacar o governo, me parece que não vão precisar de esforço nenhum…

  4. Dilmanta disse:

    ô Zero-dois, pipoca esquentada…. o povo que desperdiçou o voto em seu nome gostaria de ver alguma produção sua na Assembléia Legislativa de seu estado…. afinal vc é vereador, e não guarda-costas de seu pai…. deixa fazer o trabalho dele sozinho…. e sem babá…

  5. Marcelo disse:

    Será que vão passar 4 anos desse jeito? Esse governo parece ser pior do que o PT! Que Deus abençoe o nosso país!

  6. Ceará-Mundão disse:

    Os verdadeiros brasileiros torcem para que o novo governo dê certo e o Brasil deslanche. São aqueles que apoiam a ética, a moralidade, a decência, os valores familiares e o progresso do país. Aqueles que condenam veementemente a roubalheira perpetrada nos governos do PT e defendem (de verdade) a democracia, a livre iniciativa e o mérito. E o governo Bolsonaro está totalmente condizente com tais valores. O atual presidente é um dos pouquíssimos (quiçá o único) políticos nacionais detentor de "atestado de honestidade", conferido pela própria justiça, por instituições investigativas e até pelos próprios corruptos (conforme gravações e delações tornadas públicas). Por isso está matando seus opositores de raiva. Na falta de algo concreto contra ele, seus opositores apelam para futricas, fofocas e mimimis. Coisa de gente sem caráter.

    • Keyla disse:

      Bebê, vire o disco.
      Nós já sabemos que todas as possíveis cagadas do governo serão ignoradas por você. Aliás, você também agia dessa forma com o Aécio.
      Comenta aí sobre a redução vertiginosa das exportações de origem animal no RS, graças aos futricos, fofocas e mimis do Bolsonario.

    • Ceará-Mundão disse:

      Poxa! "Cumpanhera", vc é minha fã? Kkkkkk. Futricas e fofocas não são levadas em conta por pessoas sérias. E NENHUM negócio será desmanchado por isso. Agora, a obstrução da Reforma da Previdência, levada a cabo pela "bancada do barulho" (antiga "bancada da chupeta"), essa sim, atrapalha MUITO o nosso país. E em fazer o mal ao Brasil vcs, esquerdopatas, são doutores.

  7. otavio disse:

    Faço parte destes q o Sergio citou.Graças a Deus não tenho estes pesos na consciência.Nunca votei no em candidado PT,e agora também no Bozo.

    • Atento disse:

      Votou em Ciro Louco de Pedra. Abre a boca e agride, abre a boca e fede!

  8. Sérgio disse:

    Os verdadeiros brasileiros, que têm amor à pátria, não votaram nessa quadrilha familiar que aí está. Nem na que saiu. Preferiram anular o voto ou não comparecer às urnas. Quase 30%, que viram que o Brasil ia afundar de qualquer jeito. Parabéns para os que têm bandidos de estimação…

    • Ceará-Mundão disse:

      Se for verdade (duvido), vc se omitiu. Talvez tenha votado no Ciro doido, o que terá sido uma sandice, um desserviço ao Brasil. Temos que "endireitar" o nosso país. Só isso poderá nos tirar do atraso em que sucessivos governos de esquerda nos enfiaram. Olhe ao redor do mundo e veja aonde o socialismo/comunismo levou as nações. A análise da coisa é facílima.

  9. sergio disse:

    Volta Temer!!!!!!!!!!

  10. José Dantas disse:

    Que nova fase é essa que já começa assim? Dê um tempo e deixe o pai governar.

Pai, mãe e filho morrem em acidente entre carro e motocicleta no interior do RN

Um casal e uma criança de aproximadamente seis anos estavam em uma moto, que foi atingida por uma caminhonete na noite deste domingo. Os três morreram no local do acidente antes da chegada do socorro. O motorista da caminhonete fugiu. O acidente ocorreu na BR-405, na cidade de São Francisco do Oeste, município da região Oeste potiguar. na altura do quilômetro 144.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, a caminhonete bateu na traseira da moto. Relatos das testemunhas indicam que o motorista da caminhonete apresentava sinais de embriaguez e informações coletadas no local do acidente apontam excesso de velocidade. Informações das testemunhas devem ajudar na identificação do condutor da caminhonete.

‘Nosso bebê nasceu com 1,44m, 40 quilos e…10 anos’, diz pai em post que viraliza nas redes sociais

Rafael e Tatiani são pais do menino de 10 anos (Foto: Arquivo pessoal)

A chegada do filho pela primeira vez à casa de Rafael não foi no colo da mulher, Tatiani. Segurado pela mão, o menino de 10 anos, deu os primeiros passos oficialmente, na nova família, na última segunda-feira (26), quando o casal de Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, recebeu a guarda provisória de adoção.

Durante oito meses, o fotógrafo, de 32 anos, e a gerente comercial, de 30, esperaram pelo filho, enquanto faziam a aproximação com o garoto, acompanhados por assistente social e psicóloga do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

“O nosso bebê nasceu com 1,44m, 40 quilos e… 10 anos”, brincou nas redes sociais. “Nossa gestação não foi das mais convencionais, não vimos nossa barriga crescer, mas nosso peito já não aguentava mais de tanto aperto”, contou Rafael na publicação.

A alegria da paternidade transparece na postagem no Facebook que já chega a 85 mil compartilhamentos.

“Espero que esta visibilidade chame atenção das pessoas para a adoção tardia. As pessoas pensam em ter um filho quando tiverem a melhor casa, puderem dar o melhor presente, tudo do mais caro e esquecem que a criança que está em uma casa-lar precisa principalmente de amor. Por mais que lá tenha estrutura para acolhê-la não é uma família e não tem o amor que você pode dar”, comentou.

Adoção tardia

Rafael e Tatiani sempre quiseram ser pais e, pelo estilo de vida que têm atualmente, tinham o desejo de adotar um filho com idade entre três e sete anos e até que tivesse irmãos.

“Temos uma vida corrida e todo processo de gestação e cuidados com a criança nos primeiros meses de vida seria mais difícil para nós nesse momento, por isso, decidimos ter um filho maior que já tivesse certa independência. Quando a assistente social nos falou do perfil da criança, nos interessamos imeditamente”, contou.

A preparação para a chegada do filho começou em junho quando entraram na fila de adoção. “As pessoas tendem a pensar que a espera para adoção pode durar anos, mas não precisa ser assim. A maioria das pessoas têm várias exigências para adotar, principalmente, de que a criança seja recém-nascida. Tudo pode ser mais fácil e rápido, como foi para nós, se elas pensarem diferente”, afirmou.

O casal foi orientado a não mencionar o processo de adoção ao garoto. “Estávamos muito apreensivos em nosso primeiro contato com ele, foi difícil ser racional, eu sou muito emocional. Fomos apresentados como padrinhos afetivos e fomos nos aproximando aos poucos. Ele é um menino muito falante, tem facilidade para fazer amigos e foi tudo muito tranquilo”, contou.

No início, o menino passava apenas os finais de semana na casa de Rafael e Tatiani, até que no fim de dezembro, com a chegada das férias escolares, ele não voltou mais para a casa-lar. “Para nós era muito difícil nos despedir dele. Agora, já está matriculado em uma escola perto da nossa casa e pode ficar conosco para sempre. A chegada do meu filho é uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida”, comemorou.

Gestação

A espera, que Rafael prefere chamar de gestação, também teve um nascimento. “As nossas dores de parto foram as angustiantes semanas de espera por decisões burocráticas.E hoje, o nosso parteiro foi um juiz, sentado em uma cadeira, que assinou um papel e o nosso filho, finalmente, está em nossos braços”, escreveu também no Facebook.

Entusiasmado com a chegada do filho, Rafael já faz planos. “Já temos todos os direitos e deveres de pais. Em breve, devemos ter a guarda permanente. Neste tempo em que nos preparamos tivemos contato com outras crianças na casa-lar e não está descartado que, no futuro, adotemos novamente”, disse.

Sobre o ingresso da criança na família já com 10 anos, Rafael não tem o que lamentar. “Não acompanhamos seus primeiros passos, mas vamos ser o chão dele em qualquer tombo que a vida quiser dar” escreveu ainda na rede social.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Netto disse:

    Que Deus ilumine essa família.

  2. internauta disse:

    que Historia linda, Deus abencoe essa familia, e que outros anjos de luz cheguem para tantas outras crianças abandonadas.

Após homenagem no Dia dos Pais, homem mata a mulher e a filha

O Dia dos Pais foi marcado por uma tragédia na cidade de Guaraci (SP) neste domingo, 13. Segundo a polícia, o agente penitenciário Ronaldo da Silva Corrêa, de 49 anos, matou a tiros a mulher, a professora Rosicléa da Silva, de 46 anos, e a filha Anna Victória, de 18.

O crime aconteceu durante a tarde na casa da família, no bairro São Vicente. Após atirar na mulher e na filha, Corrêa disparou contra a própria a cabeça e morreu à noite no hospital.

Antes do crime, a filha havia postado uma foto ao lado do pai com uma homenagem pela data. “Feliz dia dos pais, meu negão!”, escreveu.

Na residência ainda estava outro filho do casal, um garoto de 5 anos que correu e pediu socorro. A Polícia Civil apura o caso e os corpos das vítimas serão sepultados nesta segunda-feira, 14. No local foram recolhidas a arma e 11 cápsulas de calibre 380 já deflagradas.

ESTADÃO

“Foi um homicídio seguido de suicídio”, diz delegado sobre caso de pai e filho encontrados mortos em Natal

Foto: Frankie Marcone
Foto: Frankie Marcone

O delegado Fábio Rogério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom), que comanda as investigações do caso que chocou os natalenses na manhã desta sexta-feira (30), em que pai e filho foram encontrados mortos em um apartamento no Tirol, vê o caso como um homicídio seguido de suicídio. Suicídio esse provocado por seis disparos. A informação foi repassada durante o programa Meio Dia Cidade desta quarta-feira (30).

De acordo com o delegado, o pai, um advogado de 36 anos, realizou dois disparos de revólver calibre 32 contra o filho de apenas 3 anos em baixo do queixo. Após assassinar o filho, ele tentou se suicidou com seis disparos. Para o delegado, a quantidade de disparos é justificada pelo baixo poder de fogo do calibre da arma. “Como o calibre não tem essa intensidade toda, ele [o pai] se utilizou de outros disparos para ocasioar o efeito, que é a causa mortis”, afirmou.

Como foram disparados seis tiros, a polícia procurou alguns vizinhos para saber se eles tinham ouvido algum barulho e todos afirmaram não ter escutado nada desde o dia anterior. Segundo Fábio Rogério, essa falta de barulho pode ter sido decorrência do uso de travesseiros ou almofadas para abafar os disparos.

O Blog noticiou o caso nas primeiras horas de hoje. Conforme a publicação “TRAGÉDIA: Pai mata o próprio filho de 3 anos e depois se mata em prédio no Tirol“.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GEOVANNA disse:

    ESSE CVC NÃO EXISTE, QUANDO É PROCURADO ELES DEIXAM SEM ATENÇÃO, NÃO DÃO A MINIMA PARA AJUDAR A PESSOA QUE PROCURA POR ELES.

  2. humba disse:

    Mas… e os travesseiros ou almofadas foram encontrados?

  3. Andréia disse:

    Conclusão precipitada: 1º porque não há laudo do ITEP ainda; 2º o calibre da arma é irrelevante nesse caso, pois depois do primeiro disparo é improvável que o atirador consiga continuar a atirar em si mesmo mais 3 vezes; 3º tantos tiros em locais vitais, como foi dito pela imprensa [queixo e peito] soa muitíssimo estranho; 4º havia mesmo uma almofada com 6 disparos [hipótese levantada pelo delegado?]. A policia deveria ter mais cautela nas conclusões…

  4. Jorge Alencar disse:

    que noticias sem lógica, precisa esclarecer nomes das pessoas, sic. esclareço os fatos senhores redatores.

Exame comprova que adolescente de 12 anos teve filho com o próprio pai; preso em Natal, suspeito diz que foi seduzido

É preciso ter estômago forte e sangue frio para ler as linhas a seguir. Pois bem: A Polícia prendeu na noite dessa terça-feira (3), no bairro de Cidade da Esperança, na zona Oeste de Natal, um homem suspeito de abusar sexualmente da própria filha, quando ela tinha apenas 12 anos.  Não bastasse o ato covarde, a garota, atualmente com 14 anos, acabou engravidando e tendo o filho com o PRÓPRIO pai – se é que ele pode ser chamado assim. As informações são do portal G1-RN, no link http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2014/06/menina-de-12-anos-tem-filho-com-o-proprio-pai-em-cidade-da-grande-natal.html

De acordo com a Polícia, o suspeito morava na cidade de São Gonçalo do Amarante, mas foi para Natal com objetivo de escapar da polícia, o que não aconteceu. O homem, que não pode ter sua identidade revelada, para que seja preservada a vítima – de menor, acabou sendo preso e alegou ter sido seduzido pela filha. Ele estava no bairro de Cidade da Esperança, na casa de uma outra filha, quando foi surpreendido. Seu objetivo era fugir para região Oeste do Estado.

Segundo a Polícia, as suspeitas do crime bárbaro começaram com pessoas próximas à adolescente, que obrigaram o homem a realizar um exame de DNA. Com o resultado positivo, foi expedido um mandado de prisão e o cumprimento a ordem judicial.

A adolescente disse a Polícia que depois que a criança nasceu o suspeito parou de praticar os estupros. Antes disso, teria cometido o ato por vários vezes.

Homem que matou o pai a pauladas pega 19 anos de prisão em Mossoró

19 anos de prisão em regime fechado. Essa foi a pena atribuída à José Júnior Alves de Sousa, de 38 anos, acusado de assassinar o pai e agricultor Lauro Luiz de Souza, de 72 anos. O crime foi em 2011, na localidade de Melancias, zona rural de Mossoró/RN.

José Junior surpreendeu o pai por trás, com uma estaca. Deu inicialmente duas pancadas, tendo Lauro Luiz desmaiado. José Junior teria ido até o povocado, pedir ajuda e quando retornou ao local junto com um irmão, disse que ele e o pai havia sido assaltado por 3 homens encapuzados.

Lauro Luiz ainda estava vivo e falando, meio que atordoado. Daí José Junior pediu para o irmão ir atras de socorro na comunidade e ele ficou no local. Ao invés de cuidar dos ferimentos do pai, terminou por desferir outras três pancadas e jogar fora a estaca usada no crime.

Esta versão foi confirmada com documentos e depoimentos dos familiares e do próprio réu José Junior, bem como com os laudos de exame cadavérico feitos no Instituto Técnico-científico (ITEP) no corpo da vítima.

Com base nisto, o promotor Ítalo Moreira Martins pediu a condenção por homicídio triplamente qualificado. “Ele matou o pai porque este se recusou a comprar mais uma moto para ele (já havia comprado outras 2). E o fez pelas costas, sem chance de defesa da vítima, um senhor de 72 anos”, destaca.

O defensor público José Alberto da Silva Calazans defendeu a tese de homicidio privilegiado, que Código Penal Brasileiro prevê pena de até 12 anos de prisão. Sendo na tese do promotor, a pena variava de 12 a 30 anos de prisão.

Ao final dos debates, o Conselho de Sentença condenou o réu nos termos propostos pelo Ministéiro Público Estadual. Com o que foi decidido, o presidente do Tribunal do Júri Popular, juiz Renato Vasconcelos Magalhães, aplicou pena de 19 anos de prisão, o qual deve ser cumprido inicialmente em regime fechado.

De Fato

No AM, mulher flagra marido mantendo relações sexuais com filha de 15 anos; acusado é preso

Um homem de 44 anos foi preso em flagrante na madrugada desta segunda-feira, em Manaus, após ser flagrado pela esposa mantendo relações sexuais com a filha de 15 anos. O suspeito, segundo a vítima, abusa sexualmente dela desde junho de 2013.

Segundo o delegado Rafael Allemand, a mãe da criança, uma dona de casa de 33 anos, acordou durante a madrugada e percebeu a ausência do marido. Ao procurá-lo, encontrou o marido mantendo relações sexuais com a filha. O caso aconteceu na comunidade Ismail Aziz, na zona norte de Manaus.

“Ela ficou desesperada e ligou para a Polícia Militar, que ao chegar conseguiu prendê-lo. Aqui na delegacia o suspeito assumiu o crime, mas disse que a garota fazia tudo por vontade própria”, disse o delegado.

No entanto, segundo o depoimento da vítima, o pai oferecia dinheiro e também ameaçava abandonar a mãe e a garota caso a adolescente não aceitasse manter relações sexuais com seu pai.

O pai foi autuado em flagrante por estupro e já foi encaminhado à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

Terra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PHMeireles disse:

    Para um sujeito desse é o seguinte:
    É pêia para aprender a comer sabão…….e depois,
    É pêia para aprender que sabão não se come!!!

Pai e filho confessam assassinato de idoso durante desentendimento por bebida em Mossoró

Pai e filho se apresentaram à Delegacia de Homicídios (Dehom), em Mossoró, e assumiram a responsabilidade pela de um idoso de 68 anos, identificado como Francisco Barbosa, na calçada de uma residência, durante agressões com chutes e socos durante uma festa de aniversário.

Os acusados foram ouvidos pelo delegado Cleiton Pinho, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró, que pretende indiciar os dois por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e surpresa à vítima). Eles alegaram ter cometido o crime durante um momento de fúria. No dia da festa, a vítima teria chegado à festa alcoolizada, pedido bebida, que foi negado. Pouco tempo depois, voltou a insistir, o que teria gerado o fato.

Após esclarecimentos, os acusados, um idoso de 65 anos e um homem de 30, foram liberados e aguardam a conclusão do inquérito em liberdade.

DIGNIDADE: EM São Paulo, pai devolve em parcelas dinheiro roubado por filho

1329193No último dia 8, um rapaz de 18 anos foi preso em Jales (585 km a noroeste de São Paulo) sob suspeita de ter assaltado um posto de combustíveis e uma farmácia, levando R$ 1.500. Ao saber do caso, já na delegacia, o pai do jovem, o ajudante de pedreiro Dorivaldo Porfírio de Lima, 44, decidiu procurar as duas supostas vítimas para ressarcir o prejuízo. Sem recursos, assinou promissória para parcelar e pagar a dívida.

Eu nunca havia pisado em uma delegacia antes, graças a Deus. Só passava na frente.

Meu filho caçula Bruno estava jogando bola lá perto de casa quando um policial veio e o prendeu. Eu estava na casa da minha irmã. Não estava trabalhando porque está difícil arrumar serviço como ajudante de pedreiro –tem dia que tem, mas passa muitos dias sem ter.

Minha mulher ligou: “Estão prendendo o Bruno, nosso filho”. Pensei: “Vou direto na delegacia saber o que é isso”. Porque meu filho é trabalhador, pedreiro como eu. Ajuda a pagar as contas. E nunca tinha visto nada estranho em casa, como dinheiro, arma, droga.

Eu e minha mulher sabíamos que ele usava maconha, e desconfiávamos que tinha alguma outra droga, porque ele chegava às vezes meio irritado. Ele contou para a gente que usava, pediu para ser internado. Estávamos arrumando uma comunidade [terapêutica] aqui com a Igreja Católica, mas aí ele foi preso.

No caminho da delegacia, pensei que talvez poderia não ser nada. Ele estava trabalhando certinho, mas sempre tem as más companhias.

Quando cheguei, me mostraram as imagens dele [captadas pelas câmeras de segurança do posto e da farmácia]. Fiquei meio em dúvida, porque nunca tinha visto aquelas roupas. Mas ficaram falando lá que foi ele, foi ele, então a gente fica quieto. E não o vi ainda desde que foi preso [em 8 de outubro].

Falaram o valor roubado por ele e um colega: R$ 600 da farmácia e R$ 900 do posto. Era bastante.

Veio na hora a vontade de devolver o dinheiro. Quando o filho não presta, os pais abandonam, nem vão atrás. Mas corri atrás para mostrar caráter, o que é certo. E porque ele é trabalhador, não é vagabundo. A avó do outro rapaz [suspeito de participar dos roubos] me disse que os pais nem vão atrás do menino, que ele já não tem jeito.

No meu caso não. Não é porque é meu filho, mas eu acho que ele tem conserto.

No dia seguinte fui ao posto e perguntei quem era o dono. O próprio respondeu, é até conhecido meu. Contei o acontecido com o Bruno. “Era teu filho? Não acredito”, ele disse. E eu: “Se meu filho fez isso, quero parcelar e pagar”. Ele não acreditou, ficou surpreso com a honestidade. Eu disse: “Acredite porque, se for meu filho, vou pagar porque ele é trabalhador”.

Pedi para parcelar os R$ 900 em promissórias de R$ 90. O ganho da gente é pouco, não chega ao fim do mês. A diária [de auxiliar de pedreiro] é R$ 70, mas às vezes você consegue trabalhar dois dias na semana, depois para.

Fiz a mesma coisa na farmácia. O dono falou que como foram dois envolvidos no roubo, ele dividiria os R$ 600 em R$ 300. Mas soube depois que um comerciante viu a história na TV e pagou a conta.

Se não der para pagar os R$ 90 do posto no fim do mês, eu pago R$ 40, R$ 50, o que der. Se hoje em dia a gente andando no caminho certo já corre o risco de alguma coisa dar errado, imagina se andar no caminho errado? Dá mais errada ainda a vida, e as pessoas não confiam na gente.

Mostrei as promissórias ao delegado. Ele disse que nunca viu ninguém fazer isso. Ele sabe que todo mundo é trabalhador na minha família.

Queria agora é tentar lutar para colocá-lo numa comunidade [terapêutica] para se tratar. Já ofereceram vaga de graça. Como meu filho já tinha pedido ajuda para ser internado, ele merece, não é?

Folha

Tragédia: comerciante atropela e mata filho de 1 ano e 6 meses na garagem de casa no litoral norte

Mais uma tragédia dentro de casa foi registrada no Rio Grande do Norte. Nessa segunda-feira (23), na cidade de Rio do Fogo, litoral norte, uma criança de um ano e seis meses foi atropelada pelo pai, na garagem, e morreu. Segundo a Polícia Militar local, o motorista, comerciante, chegava da rua, quando abriu o portão, entrou e sua caminhonete e de repente sentiu o impacto na traseira.

Na ocasião, como não esperava, pois a esposa estava no banho e empregada saído, ao constatar que era criança, desesperado, levou Átila Mateus da Silva Alves para o hospital mais próximo, mas ele havia chegado sem vida. Em estado de choque, o comerciante precisou ser medicado para amenizar o seu descontrole.

Pai e filho são resgatados após passarem 40 anos na selva

PADRE E HIJO ENCONTRADOS EN LA SELVA TRAS LLEVAR 40 AÑOS DESAPARECIDOSBombeiros resgataram na quarta-feira (7) um vietnamita e seu filho que viviam isolados na selva do centro do país desde uma noite de 1971 em que sua casa foi bombardeada, informam nesta quinta-feira (8) os veículos locais.

No bombardeio, que aconteceu durante a Guerra do Vietnã, a mulher do vietnamita e duas crianças morreram. Desesperado, ele pegou um dos filhos que sobreviveram e fugiu.

Ho Van Thanh e seu filho Ho Van Lang viviam em uma cabana de madeira que construíram em uma árvore e aonde chegaram ontem as autoridades para devolvê-los à civilização, segundo o jornal Thanh Nien.

A equipe de resgate, que precisou entrar 40 km na selva da Província de Quang Ngai, os encontrou usando tangas e portando armas e utensílios que fabricaram com o que encontravam na região.

Perto da casa havia uma pequena horta, com que complementavam os frutos que colhiam e a caça. Também plantavam e fumavam tabaco.

Em um cantinho da cabana, o veterano ainda guardava as calças militares que vestiu durante a Guerra do Vietnã.

Os dois se negavam a voltar

Há 30 anos o paradeiro dos dois foi descoberto, quando outro filho, o caçula, se salvou do bombardeio, cresceu com um parente e, em 1983, conseguiu encontrá-los com a ajuda de um tio.

No entanto, apesar de todas as insistências, ele nunca conseguiu convencê-los a abandonar a selva. Ele voltou várias vezes desde então, inclusive acompanhado por pessoas com maior autoridade, para tentar dissuadi-los e para levar roupas e itens de difícil acesso, como óleo e sal.

Pai e filho chegaram a fugir e se esconder quando tentavam pegá-los à força, e a roupa e utensílios que lhes levavam estavam em uma bolsa, praticamente intactos.

Ontem, Ho Van Thanh, agora com 82 anos e frágil demais para andar, foi finalmente transportado em uma rede de volta à civilização.

R7

Rapaz furta banco e espera a PM para ser preso e reencontrar pai em presídio

Após discutir com a mãe por ter chegado em casa às 4 horas da madrugada, o operário Mauro Silva Primo, de 19 anos, arrombou um banco, furtou dinheiro dos caixas e esperou a chegada da Polícia Militar. Sua intenção era ser preso para encontrar com o pai, que está detido num presídio estadual. O caso aconteceu nesta quarta-feira, dia 1º, em Iacri, no interior de São Paulo.

Revoltado com as palavras da mãe, que ameaçava abandoná-lo por estar prestes a ter o mesmo destino do pai, Primo saiu de casa prometendo a ela que então seguiria os caminhos do pai, com quem se encontraria no presídio. Ele usou um bloco para quebrar o vidro e entrar na agência do Bradesco da cidade. Retirou R$ 360,00 e um pacote de moedas, com R$ 29,95, de um dos caixas. O alarme soou, mas mesmo assim ele permaneceu na agência. Antes da prisão, a situação quase saiu do controle porque a polícia pensou, em um primeiro momento, que o celular e uma mochila do rapaz pudessem ser explosivos.

Em contato com ele no celular estava a namorada de Primo, acompanhando tudo em tempo real. “Ele foi contando tudo para a namorada. Disse que tinha (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Que estória comovente. Aguardo ansioso pelo filme.

  2. Eduardo disse:

    Pelo visto, a mãe tinha razão.