Geral

Israel anuncia fim da obrigatoriedade de máscara ao ar livre após vacinar 61% da população

Foto: AMMAR AWAD / REUTERS

A partir do próximo domingo não será mais obrigatório usar máscara ao ar livre para conter a Covid-19 em Israel. O anúncio foi feito na quinta-feira pelo Ministério da Saúde. Ainda será necessário manter o rosto protegido em ambientes fechados. Atualmente, de acordo com o site “Our World In Data”, 61, 68 % da população do país já recebeu as duas doses da vacina produzida pela Pfizer/BioNTech.

Em nota, o ministro da Saúde, Yuli Edelstein, afirmou que a decisão foi tomada com base nas recomendações de especialistas. Israel foi um dos primeiros países do mundo a impor o uso da máscara para conter a disseminação do vírus em 2020.

“As máscaras têm como objetivo nos proteger contra o coronavírus. Depois que especialistas em saúde concluíram que não são mais necessárias ao ar livre, decidimos permitir de acordo com sua recomendação. O nível de mortalidade em Israel é muito baixo graças ao nosso sucesso na campanha de vacinação e, portanto, podemos relaxar mais restrições”, ressaltou Edelstein.

O Ministério recomenda que os israelenses ainda mantenham cuidados e levem sempre consigo máscaras para usar quando necessário. A partir de domingo, todo o sistema educacional do país também volta a funcionar em sua totalidade.

Desde o início da pandemia, Israel contabilizou 837 mil casos e 6315 mortes pela Covid-19.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Bozo fez a mesma coisa aqui….nós é que não fazemos a vontade dele….
    Vá se lascar pra lá….

    1. rsrssr é mesmo, se estiver com a máscara do Bozo então Fatão manda a pessoa tirar a máscara

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Brasil vacinará até setembro toda população adulta, mostra estudo da XP Asset

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

O mundo conseguiu “politizar” até a discussão sobre vacinação, mas como falar deste tema sem cair num debate político? Com dados e evidências numéricas. É em cima de dados que Fernando Genta, economista-chefe da XP Asset, montou um estudo cuja conclusão é a de que podemos ter toda população brasileira adulta vacinada até setembro.

No vídeo acima você confere a explicação detalhada do estudo na conversa de 30 minutos que tivemos no Coffee & Stocks desta quarta-feira (14). Além disso, o estudo completo está disponível gratuitamente no Telegram do Stock Pickers.

Genta disse hoje que só com o que temos de insumos no Brasil já é possível vacinar toda população acima de 60 anos (que até final de maio estará toda vacinada, segundo o economista) e boa parte da população acima de 50 anos. Já até setembro, teremos vacinado quase 135 milhões de brasileiros, que é a faixa da população com mais de 18 anos e que vai querer tomar a vacina (ele trabalha com a premissa de que 85% optarão por serem vacinados, que é uma média do que é visto no mundo).

Embora pareça uma conta otimista, Genta diz que as projeções são na verdade conservadoras: eles não consideram nada de produção da Fiocruz no 2º semestre com insumos brasileiros, tem contas bem menores de vacinas em relação ao que o Ministério da Saúde tem e não considera as vacinas que a OMS prometeu nos entregar e coloca um atraso de dois meses na entrega de algumas vacinas, como da Pfizer.

“Estamos mais otimistas do que o resto do mercado, mas não somos mais os únicos”, diz o economista, sobre outras grandes casas de gestão já começarem a observar esse cenário otimista para vacinação.

Segundo o Ministério da Saúde, foram 3.808 novas mortes registradas na terça-feira (13) por Covid-19, somando mais de 358 mil óbitos. A média móvel semanal, no entanto, cede ligeiramente para 3.068 óbitos ao dia. Pelo 12º dia consecutivo, os dados de novos internados e de ocupação hospitalar caem no estado de São Paulo. Até o momento, 11,55% da população já recebeu pelo menos uma dose da vacina.

Infomoney

Opinião dos leitores

  1. O governo Bolsonaro está fazendo sua parte. E os estadosxe municípios? O que a governadora Fátima do PT fez de efetivo no combate à COVID? Aliás, o que ela fez pelo RN em QUALQUER setor?

  2. Tomara que Deus coloque um pouco de juízo na cabeça desse retardado que se diz presidente do Brasil para que essa promessa se cumpra e até setembro estejamos todos vacinados

    1. – ser maqueiro do SAMU ou auxiliar de enfermagem na linha de frente vc se vacina rápido e sem furar a fila.

    2. Não sou nenhum dos dois, então, só me resta esperar e torcer pra estar vivo e com “saúde” até lá…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN inicia vacinação de 1.500 pessoas em situação de rua; só em Natal são 700

Vacinação da população de rua teve início nesta segunda-feira às 8h e acontece em 20 municípios do estado através de mapeamento. Fotos: Elisa Elsie

O Rio Grande do Norte tem estimado atualmente o número de 1.500 pessoas em situação de rua divididas em vinte municípios. Depois de reuniões com o Ministério Público, a Sesap garantiu a vacinação por compreender a vulnerabilidade a que está exposta essa população. “É importante ressaltar que as doses aplicadas não serão retiradas do público já estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização, mas sim será utililizada a reserva técnica”,afirma Kelly Maia, coordenadora de Vigilância em Saúde da SESAP.

Em Natal, 700 doses serão aplicadas no Centro Pop, Centro de referência, especializado para população em situação de rua, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social da prefeitura do Natal.

Os municípios que receberão as doses serão: Alexandria (10), Bento Fernandes (10), Caiçara do Norte (10), Caicó (60), Carnaúba dos Dantas (10), Ceará Mirim (10), Cruzeta (10), Jaçanã (10), Jardim do Seridó (10), Lajes (30), Natal (700), Parnamirim (200), Pau dos Ferros (30), Pedro Velho (10), Rio do Fogo (10), Santa Cruz (300), São Bento do Norte (30), São Jose do Campestre (10), São Vicente (10) e Touros (30).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

Prefeitura de Parnamirim disponibiliza canal de denúncias sobre o descumprimento de restrições à população

FOTOS: ASCOM – Eliana Félix

Com o aumento do número de casos de COVID -19 em todo estado, a adoção de medidas mais restritivas se mostrou necessária. Diante da situação atual, a Prefeitura de Parnamirim está disponibilizando um outro canal de atendimento direcionado à população, para receber denúncias relacionadas ao descumprimento das restrições. A partir de agora, as denúncias podem ser feitas via WhatsApp, através do número (84) 9 8839-3214.

Desde o último sábado (21) a prefeitura tem realizado fiscalizações, que devem ser intensificadas nos próximos dias. Os agentes da prefeitura reforçam o cuidado com a vida. atenção da população para a responsabilidade individual e coletiva que todos deve ter diante deste novo cenário.

Além do Whatsapp, as denúncias podem ser realizadas pelos telefones 156 (Guarda Municipal) ou 190 (PM).

Opinião dos leitores

  1. Estou dizendo que as igrejas de Parnamirim estão funcionando normalmente e estão fazendo vista grossa. Elas não deveriam abrir de forma alguma, mas estão marcando em cima dos ambulantes. Ou para tudo ou abre de vez. Nada disso de privilegiar igrejas evangélicas por motivos políticos.

  2. Vivi para ver isso. Na Alemanha de Hitler agiram assim contra os judeus. Quem são mesmo os intolerantes, os ditadores, os que atentam contra a liberdade? E quem está, desde o início dessa pandemia, sempre tentando defender o povo brasileiro dos verdadeiros ditadores? Perguntas retóricas, respostas evidentes.

    1. Omi, deixe de cagar pela boca, vá ler um livro, escutar uma música, contar os carros na rua. Deixe de soltar toletes verbais…

    2. Escute seu próprio conselho. Talvez assim melhore um pouco seu linguajar e suas ideias. Sei que é quase impossível prá gente como vc. Mas, não custa tentar.

    3. Deixe de banalizar o antissemitismo, tolete humano. Banalizar o sofrimento do povo judeu com simplório mecanismo de denúncia numa pandemia te faz parecer um retardado mental! 6 Milhões que nunca mais voltarão.

  3. Depois de velho vejo isso, número para denunciar quem tá tentando levar o pão para mesa.

    1. Abrir igrejas não leva pão para a mesa de ninguém, só enriquece o pastor

    2. Thalles, onde foi que você leu o nome Igreja na matéria e no comentário? Quem tá lascado é o ambulante, o barraqueiro, esse povo sai todo o dia de casa pra ganhar o dinheiro pra comer, seu insensível, no mínimo vc tem o salário garantido no final do mês, um contracheque para manter a quarentena gourmet, não entendo o pq de tanto ódio da Igreja, certamente foi por conta da coletiva do chefe do partido que virou quadrilha!

    3. Além de impedir as pessoas de ganhar o pão, vemos a intolerância religiosa como mais uma manifestação de autoritarismo. Quem é vc, paspalho, para julgar a religiosidade alheia? Cuide da sua vida. Essa epidemia está derrubando as máscaras que ainda existiam.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap pede ajuda da população e disponibiliza canais para denúncia de ‘fura-filas’ de vacinação no RN; confira

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta para que a população, a partir dos dados apurados pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP-RN) a respeito dos “fura fila” da vacinação da Covid-19, mantenha a fiscalização junto aos locais de vacinação mantidos pelos municípios potiguares, que são os entes responsáveis pela aplicação dos imunizantes, e denuncie eventuais casos suspeitos.

Os canais para denúncia ao MPRN são: ligação gratuita para o número 127, WhatsApp 84 98863-4585 e, via email, disque.denuncia@mprn.mp.br.

A Sesap também pontua que vem cooperando com a transparência e a fiscalização ao apoiar o trabalho do MP-RN na investigação de denúncias a respeito de possíveis falhas e irregularidades durante a campanha de vacinação nos municípios, em especial os casos suspeitos de burlarem a prioridade de vacinação.

Para tanto, conta com a plataforma RN+ Vacina, criada em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN). O sistema otimiza o trabalho de aplicação das doses e dá mais transparência ao processo, possibilitando o rastreio de todas as vacinas distribuídas e aplicadas. O RN+ Vacina dá ao cidadão acesso a todas as informações sobre o plano de imunização e seus passos de aplicação, em tempo real.

Opinião dos leitores

  1. Onde denunciar a empresa que chama os funcionários para trabalhar presencial, sem as devidas medidas de segurança????? E ainda o funcionário tem que paga ros testes.
    Estão fazendo um verdadeiro extermínio com os funcionários.

    1. Ministério Público do Trabalho, já é um bom caminho.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Fim de semana em Natal registra prisões, apreensões e ainda fechamento de estabelecimentos

Foto: Prefeitura do Natal

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) divulgou no início da manhã desta segunda-feira (1º) um panorama das fiscalizações realizadas no final de semana na capital para combater aglomerações, cumprir o toque de recolher e fazer valer as determinações legais previstas nos decretos Municipal e Estadual voltados à prevenção da Covid-19.

De acordo com a Guarda Municipal do Natal (GMN), bares abertos descumprindo às regras, uso ilegal de equipamentos de som automotivo, venda irregular de bebidas alcoólicas, aglomerações de pessoas, apreensão de pequena quantidade de entorpecente e até flagrante de motociclistas pilotando embriagados foram contidas pelas equipes de fiscalização compostas pela GMN, Polícia Milita, Corpo de Bombeiros, Semurb, Semsur e STTU.

As fiscalizações se estenderam durante dia e noite de sábado e domingo registrando ocorrências nos bairros da Redinha, com as prisões de motociclistas embriagados, sem CNH e utilizando equipamentos de som na moto. Também foi computado a apreensão de paredão de som no mesmo bairro. Na Cidade da Esperança houve fechamento de um bar com aglomeração de cerca de 150 pessoas, além de se manter aberto fora do horário permitido pelo decreto Municipal. Na área também houve a apreensão de outro paredão de som que estava instalado numa caminhonete.

A ação ainda registrou descumprimento das normas no bairro Felipe Camarão onde uma conveniência foi fechada por se encontrar aberta e comercializando bebida alcoólica fora do horário permitido. Um bar também foi fechado no bairro Guarapes e na revista pessoal realizada pelos guardas municipais e policiais militares foi encontrado uma pequena quantidade de entorpecente com um dos averiguados. Já no Planalto, um churrasquinho montado em área pública também foi fechado e teve o equipamento de som apreendido.

As atividades também se estenderam por toda a orla da capital, onde no domingo (28) teve as vias de acessos e áreas de estacionamento interditados, além de patrulhamento intenso percorrendo o fluxo que vai da praia de Ponta Negra, na zona Sul, até a praia da Redinha, na zona Norte. Essa região também ficou monitorada por câmeras de segurança operadas pelas equipes da GMN, Polícia Militar e Civil, que atuam no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

A secretária da Semdes, Sheila Freitas, ressaltou a importância do trabalho conjunto nesse momento de emergência, parabenizou as equipes de fiscalização e fez um apelo à sociedade para cumprir os decretos de prevenção e combate à Covid-19. “O trabalho de fiscalização integrada continua com toda intensidade e precisamos da contribuição da sociedade entendendo que o momento é de união para vencermos essa etapa o mais rápido possível, para que as coisas possam, aos poucos, voltar à normalidade. Estaremos juntos todos os dias da semana firmes nesse luta que tem a preservação da vida como missão maior”, comentou.

As fiscalizações seguem durante toda a semana e qualquer denúncia pode ser feita no número 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), que será repassada para as guarnições operacionais.

Opinião dos leitores

  1. Corra que a polícia vem aí ?‍♂️?‍♀️ loucademia de polícia 2 o filme. Vão atrás de drogas, traficantes e armas.
    Nunca pensei que a gloriosa polícia fosse se prestar à um papelão desses.

    1. Guarda municipal, seu leitor de manchetes. Se dê ao trabalho de ler ao menos um parágrafo, ajuda no ENCEJA.;

  2. Alguma coisa já deveriam ter sido providenciadas.
    O STF deu poder aos governadores e prefeitos para que tomassem as medidas que achassem necessárias. Como dia o velho ditado: “panela em que muitos metem a mão, não pode dar comida boa”.
    RESTOU AO GOVERNO FEDERAL APOIAR OS ESTADOS, SEM RETALIAR QUEM É DA DIREITA OU DE ESQUERDA.
    Com isso, segundo informações oficiais temos os seguintes VALORES ENVIADOS AOS ESTADOS pelo Governo Federal para o COMBATE A PANDEMIA:

    Estado do RN R$ 21,5 BILHÕES sendo R$ 5,55 BILHÕES como auxílio;
    Estado do PB R$ 21,2 BILHÕES sendo R$ 6,67 BILHÕES como auxílio;
    Estado do PI R$ 19 BILHÕES sendo R$ 5,68 BILHÕES como auxílio;
    Estado do CE R$ 42 BILHÕES sendo R$ 15,77 BILHÕES como auxílio;
    Estado do SP R$ 135 BILHÕES sendo R$ 55,19 BILHÕES como auxílio;
    Estado do DF R$ 9,8 BILHÕES sendo R$ 3,45 BILHÕES como auxílio;

    Citando apenas alguns estados que decretaram lockdown a partir dessa semana.

    Onde esse dinheiro foi aplicado pelos governadores e prefeitos contra o covid??
    Qual foi o destino de todo esse dinheiro enviado aos Estados no combate a pandemia??
    Será que SÓ O LOCKDOWN RESOLVE?? Isso não vai levar o pobre a ser mais pobre??
    Não se trata de acusar, apenas de querer saber onde foi parar todo esse dinheiro repassado pelo Governo Federal para os Governos Estaduais e Prefeituras. Afinal com 01 ano de pandemia, CONTINUA FALTANDO LEITOS, HOSPITAIS E O TRATAMENTO PRECOSE.

  3. Esse é o resultado de um país onde as pessoas não sabem respeitar as normas. Se respeitassem, talvez os números do COVID estivessem mais baixos.
    Tinha que ter multa para pesar no bolso. Cadeia não resolve.

    1. Seu texto não se aplica ao Brasil, já que no mundo o Lock down não resolveu nem nas grandes potências.
      Vá se informar ant a de relinchar…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Se o PT voltar ao governo, as pessoas vão devolver essas armas. Vamos desarmar esse país”, diz Lula, sobre decretos de Bolsonaro

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou, durante entrevista à TV 247, nesta quarta-feira (24), se dirigindo ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), que o povo brasileiro não precisa de armas, mas sim de carteira assinada.

O ex-presidente disse ainda que “se o PT voltar no governo, a gente vai fazer com que as pessoas devolvam essas armas”.

“Nós aprovamos o Estatuto do Desarmamento. Veja a diferença entre eu e o Bolsonaro. Ele não quer dar arma pro favelado nem pro trabalhador, ele quer dar arma pros milicianos, pros fazendeiros. Ele quer dar arma pras pessoas atirarem em sem terras, em quilombolas, pra matarem Marielle. Podem saber, se o PT voltar no governo, a gente vai fazer com que as pessoas devolvam essas armas. Vamos desarmar esse país. Quem tem que ter armas são as Forças Armadas e as Polícias Militares, disse Lula.

Lula lembrou ainda disse: “Esse país, que tem 14 milhões de desempregados, pessoas precisando de auxílio emergencial, não tem que ficar fazendo investimento para que o povo compre armas”.

O petista também emendou:

“Não é o povo trabalhador que quer comprar armas. O povo quer comprar óleo de soja e não pode porque subiu 103%; o arroz subiu 73%; o feijão fradinho 68%; a laranja lima 53%; a banana maçã 38%; um saco de arroz de cinco quilos passa de R$ 40,00; um quilo de patinho vale R$ 50,00; uma picanha, que no meu tempo o cara fazia questão de mostrar com orgulho, tá R$ 100,00”, disse.

Por fim, Lula dirigiu o recado a Bolsonaro e aos “bolsominions”:

“Um país que tá nessa situação, não tem o direito de fazer apologia da arma. Eu vou dizer ao seu Bolsonaro e aos bolsominions, o povo tá precisando de carteira profissional assinada, de aumento de salário, de emprego, escola, de voltar às universidades, de investimento em Ciência e Tecnologia. O Povo quer cidadania e respeito, não armas”, encerrou.

Com Revista Fórum e Brasil 247

Opinião dos leitores

  1. Todo bandido comunista quer a população desarmada pois assim fica mais fácil controlar e manipular do seu jeito, outra característica de um bandido e comunista é investir entre aspas em educação, porque é ambiente de manipulação, doutrinação e influencia da sociedade, mais em compensação de péssima qualidade a grande maioria sai analfabetos funcionais.

  2. Esse ladrão pense que ele e sua quadrilha irão voltar ao poder está redondamente enganado, pois ele deveria estar trancafiado numa cela de presídio de segurança máxima, ele e sua gangue. Lulaladrão quer que o Brasil vire uma Venezuela.

  3. Valeu Lula. Um bocado de pobre de direita, aqui, que só tem condições de possuir um canivete. E ainda se acham "homens de bem"!

  4. Kkkkk Todo ladrão tem medo de arma. Vem pega aminha … se tem coragem, Você tem sorte por que é ex presidente. Anda . Com segurança a nossa custa, e ainda foi a cuba saber se os dólares ainda estão no cofre.Mas não tem liberdade para ir a uma praia beber em qualquer lugar. E talvez volte para um quartinho na PF para comer de quentinha. APENA QUE TENHO, é que vou morrer velho pagando as custas de bandidos assim igual a você qualificação sindicalista ladrão. Pé de cana, cuidado talvez você venha a tomar algo gel .

  5. Quando esse sujeito foi para a Bolívia e usou um colar com folhas de Coca, a epidemia de Crack e Cocaina iniciou no Brasil. Bem como permitiu que a Bolívia aumentasse a área de plantio de Coca. Cachaceiro ladrão.

  6. Típico discurso de ditador. Hitler, Stálin, Mao Tse-Tung, Pol Pot e Fidel Castro também desarmaram a população. A BANDIDAGEM comemora quando o cidadão de bem não pode reagir em legítima defesa.

  7. Para o trabalhador a "pura sorte", para eles seguranças armados e carro blindados. Pq esse FDP não abre mão dos seguranças que ele tem as nossas custas? HIPÓCRITA, CANALHA, LADRÃO….

  8. Ai SIM E UM PRESIDENTE DE VERGONHA
    VALEU MEU LULA LÁ
    QUEM NAO TEM MEDO …NAO USA ARMAS
    LULA 2022

  9. Vagabundo fdp, quem tem armas legalizadas tem todos os requisitos para tal, pq não desarmas os bandidos seu cretino quando esteve no poder, ao contrário foi uma escalada sem controles das facções. Bandido da pior espécie que o Brasil já teve.

  10. Esse da ibope veja os comentários. Vai ser sempre o melhor presidente do Brasil. Saiu do governo com 87 porcento de popularidade ,isso o gado não aguenta.

    1. Kkkkkkk…e se brincar estava cheio das meropéias na lata neste discurso de 5a catiguria. Ô cana doida pra falar uma merda desta….
      #chorqnaobebe

  11. Esse molusco condenado por roubo, era pra estar em uma penitenciária de segurança máxima e não falando merda, nossos ouvidos não são pinicos, manda esse safado corrupto desarmar os traficantes das favelas!!!

  12. Pense num mala sem alça, o cabra desertou o povo, deixou os bandidos de mele bebo, as facções criminosas falarem alto, roubo o Brasil com quis, afundou o Brasil, chamou os amigos meliantes de aloprados, os sócios nas dez maiores construtoras do Brasil de mentirosos, comprou a câmera federal e o senado no mensalão, chamou o maior amigo (Palocci) de safado é triplamente condenado, responde a inúmeros processos, chamou o filho apanhar de esterco de Ronaldinho dos negócios, disse que o Brasil não precisa de hospitais e sim de estádios, doou refinarias, Porto, aeroporto, hidrelétrica, auto estradas, metro e ditadores, usou avião para transportar amante, mentiu que ficou rouco, desconsiderar os amigos de partido, quando lhe foi conveniente e a imprensa ainda de espaço para esse sujeito, acredito que bom mesmo é ir embora do Brasil.

  13. Kkkkkkkkk
    Lascou se acabou o restinho dos votos.
    Não é esse o sentimento do povo.
    O plebiscito lá atrás, ja mostrou isso.

  14. Ele quer desarmar as pessoas pra que os meninos dele possa levar nossos celulares pra tomar uma cervejinha.
    PT defensor de bandidos!!!

  15. Podem dizer o que quiser, mas nos tempos do Lula a vida no Brasil estava melhor. Desde 2016 nada melhorou na vida do brasileiro em comparação com aqueles tempos. O brasileiro comprava carro, casa, móveis, viajava. Agora isso é para poucos.

    1. Conheço umas pessoas que compraram casas, carro financiado, TV de 50 polegadas, viagem parcelada a perder de vista…. e hoje estão endividados, com o nome sujo, sem poder comprar nem um alfinete. Se isso é vantagem, então tá né?

    2. vc quis dizer que as pessoas tinham mais crédito no tempo de luladrao, ou seja o endividamento ficou bem maior. Em vez de comprar um carro a vista ou em até 12 vezes, passou para 72, pronto ai todo mundo podia. Kkkkkk

    1. concordo. Só tem direito enquanto é cidadão de bem, condenado e preso, perde geral. O objetivo do desarmamento é semelhante ao da Venezuela promovido por chaves, desarmou a população e depois armou os seus partidários, tomaram o poder sem da um tiro, e o resultado tá aí pra quem quiser ver.

  16. Ele NUNCA falou em desarmar os bandidos.
    Sempre fala em desarmar o cidadão de bem que trabalha para ter suas conquistas materiais. Mas defende o menor armado que assalta e tira de graça o que o trabalhador conquistou com seu suor e muita dedicação.
    Serei favorável a essa ideia se PROVAREM com NÙMEROS OFICIAIS que DIMINUIU a CRIMINALIDADE depois que o cidadão de BEM foi desarmado, depois que passou a valer a lei do desarmamento.
    Hoje que o bandido TEM CERTEXA QUE VAI ABORDAR A PESSOA E ESSA NÃO TEM COMO SE DEVENDER, a barbarie aumentou em 10x o número de assaltos e roubos.
    Só lembrando, ele fez um plebiscito para saber se o povo queria o desarmamento, o NÃO GANHOU com uma margem de 5%. Então ele resolveu promulgar a lei do desarmamento CONTRA A VONTADE DO POVO, com a DESCULPA que a diferença tinha sido pequena.

  17. Pelo em 1/3, que era sempre o valor da propina dos PTralhas, acho que ele tem razão. Kkkkk
    Como eram religiosos esse rapazes.

  18. Claro que sim, tem que desarmar a população para que ela não possa reagir quando ele implantar o regime que ele tanto ama.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pacheco se reúne com representantes da Pfizer e Johnson e mira com Pazuello disponibilização acelerada de vacinas contra a covid-19 para a população brasileira

FOTO: Reprodução/Twitter

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se reuniu nesta segunda-feira (22) com representantes das empresas Pfizer e da Janssen, da Johnson & Johnson, sobre as vacinas contra covid-19.

O objetivo do encontro foi tentar viabilizar as vacinas contra a covid-19 produzidas pelas duas empresas para a população brasileira. As farmacêuticas ainda não fecharam contrato com o governo federal para a disponibilização dos imunizantes.

De acordo com Pacheco, o entrave é uma clausula em que as empresas não se responsabilizam por eventuais efeitos negativos das vacinas, risco que o governo federal não quer assumir. A condicionante, contudo, foi mantida pela Pfizer durante o encontro desta segunda.

Emenda

Diante da situação, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou uma emenda autorizando a União a assumir os riscos de responsabilidade civil na aquisição de vacinas – podendo, inclusive, ter garantias ou contratar seguro privado para a cobertura desses riscos.

“Essa cláusula foi aceita em 69 países. Na América Latina, somente três não aceitaram: Venezuela, Argentina e Brasil. É um empecilho burocrático, que se ele não existisse, nós já teríamos vacinas da Pfizer disponibilizada aos brasileiros desde dezembro”, disse Rodrigues.

Pazuello

Segundo o senador, o presidente do Senado conversará ainda hoje com o ministro general Eduardo Pazuello (Saúde) no sentido de encontrar saídas para a crise e ainda articulará sobre o tema com a Câmara dos Deputados.

“Paralelo a isso, será apresentado no Senado um projeto de lei com todos os pré-requisitos necessários para a utilização da vacina em território nacional”, acrescentou Rodrigues.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

População de Ceará-Mirim comemora uma das melhores gestões de sua história

Foto: Divulgação

O município de Ceará-Mirim está vivendo um momento muito especial e o prefeito Júlio César e toda a população podem comemorar. Todas as despesas da administração estão em dia. Salários, fornecedores e todos os processos da saúde, educação e demais secretarias que possuem autonomia financeira estão absolutamente em dia. Depois de mais de vinte anos Ceará-Mirim fecha as contas de um ano com superávit, com o ano de 2020 100% liquidado e pago. “Recebemos um município com mais de R$ 30 milhões em dívidas, sem um centavo nas contas, sem nenhuma capacidade de investimento e sem ter como fazer a contrapartida em convênios, e em apenas um ano colocamos tudo em dia, com muita gestão e trabalho em equipe”comemora o prefeito Júlio César, que foi reeleito em 2020 com mais de 80% dos votos.

Além de colocar as contas em dia e pagar a folha de forma antecipada (a folha de fevereiro, por exemplo, já está sendo paga hoje, dia 19), a atual gestão conseguiu a proeza de realizar mais de 160 obras e ações no ano passado, a maioria com recursos próprios, com destaque para a implantação do Piso dos Professores, a reabertura dos postos de saúde e do Centro Cirúrgico do Hospital Percílio Alves, a implantação do salário mínimo para o pessoal do apoio, o pagamento do décimo-terceiro salário dos contratados, o pagamento antecipado dos salários e ainda o apoio à abertura de empresas, gerando mais de 500 empregos na cidade. É muita coisa para apenas um ano de mandato, mas no fundo, não tem segredo. Quando se coloca os interesses da população em primeiro lugar, e se trabalha sério, os resultados aparecem. O povo de Ceará-Mirim está colhendo o resultado das boas escolhas que fez.

Opinião dos leitores

  1. Tem sim feito um bom mandato. Mas um prefeito que aumenta seu salário de aproximadamente 14.000 para 21.000 em plena vigência da Lei Complementar 173, e não concede o aumento por titulação, constitucional, dos professores (que é exceção à LC 173), não merece os louros que está levando.

  2. *Sou De Natal, CoNheço O Prefeito Júlio César Ms O Prefeito Júlio César Não Me CoNhece. Basta Olhar Pra Ele, Pra Se Ter A Boa SeNsaçao De Ser Um Homem ÍNtegro, Correto E Com Mta VoNtade De Trabalhar Por Sua Cidade. PaRaBéNs Júlio! PaRaBéNs Ceará-Mirim!

  3. Parabéns prefeito nossa cidade agradece pela gestão transparente e maravilhosa q o senhor está fazendo

  4. Parabéns ao povo de Ceará Mirim que soube reconhecer quem trabalha e quem é sério. Infelizmente Baía Formosa não soube reconhecer quem melhor trabalhou por aquela cidade.

  5. Sou nascido e criado em Ceará – Mirim, posso dizer sem medo de errar que conheço de perto todas as dificuldades que a minha terrinha é passiva. Espero e quero acreditar que essa administração, venha pelo menos diminuir o atraso de muitos anos! Como foi dito: Quando se coloca os interesses da POPULAÇÃO em primeiro lugar, e se trabalha sério, os resultados aparecem !

  6. Torço pelo sucesso do Julio César. O conheci há muitos anos, quando era advogado da Prefeitura, sempre me pareceu uma pessoa correta. Que faça uma grande gestão à frente do Município.

  7. Esse prefeito é bom!!
    Ganhou a reeleição com a maior goleada da história de Ceará Mirim.
    Quem é bom se destaca.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

População no RN pode fazer denúncias ambientais através do serviço “Alô Idema”

Foto: Divulgação

Com o objetivo de contribuir com a diminuição das infrações e crimes ambientais, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente – Idema oferece o serviço “Alô Idema”. O órgão reativou, neste mês de fevereiro, o contato 0800.281.1975 e a população pode fazer denúncias de forma gratuita. Além deste número, o contato com a equipe de fiscalização pode ser feito através do 3232-7004 e também através do e-mail aloidema@gmail.com.

Por meio do serviço, criado em 2008, a população contribui com o trabalho do Instituto, auxiliando na atuação dos técnicos responsáveis pela fiscalização no Estado.

“A decisão de proteger o meio ambiente não está apenas nas mãos do Estado, mas na participação dos cidadãos. Juntos podemos evitar situações que muitas vezes são ignoradas, mas se configuram como verdadeiros crimes ao meio ambiente”, disse o diretor geral do Idema, Leon Aguiar.

O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Já nos finais de semana e feriados o contato com a equipe de plantão é feito por meio do seguinte número 98146-6243, das 8h às 20h. Dois técnicos atuam no atendimento da ferramenta, e através dela, as denúncias recebidas são encaminhadas para a equipe que trabalha na Fiscalização do Idema. Na denúncia, é importante fornecer o máximo de informações ao atendente para garantir uma melhor eficácia no registro e encaminhamento do crime.

“A participação da população é fundamental para coibir crimes ambientais. Uma forma dela ser parceira do órgão e também de cuidar do meio ambiente, nosso bem comum e que é uma responsabilidade de todos. Esse mês retomamos o contato gratuito do serviço, o que naturalmente oferece um atendimento mais amplo a quem precisa nos contactar acerca do tema”, ressaltou Leon.

O “Alô Idema” faz em média 150 atendimentos por mês, entre recebimento de denúncias, dúvidas e outras informações solicitadas pela população. Assim como em outros trabalhos, o órgão conta com o apoio da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM).

Alô IDEMA

E-mail: idema@gmail.com

Telefone: 0800.281.1975 | 3232-7004

Opinião dos leitores

  1. Na praia de Barra do Cunhaú ( próximo a escola de Kite) tem um grande barril cheio de combustível. Gostaria de pedir que alguém viesse retirá-lo, pois ele apresenta um perigo para a população e para o ambiente.

  2. Porque nunca teve concurso pra o Idema, Ipern, Arsep, Igarn, dentre outros orgaos do estado? Boa pergunta neh…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Indonésia inicia vacinação da população com a CoronaVac

Presidente da Indonésia, Joko Widodo, toma a vacina CoronaVac — Foto: Muchlis Jr/Indonesian Presidential Palace/Handout via REUTERS

A Indonésia iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (13), usando a vacina CoronaVac, feita pelo laboratório chinês Sinovac. O presidente Joko Widodo recebeu a primeira dose do imunizante, enquanto seu país luta contra um dos piores surtos de coronavírus na Ásia.

A iniciativa visa imunizar 181,5 milhões de pessoas. O país da Ásia autorizou o uso emergencial da CoronaVac na última segunda-feira (11).

O imunizante é o mesmo produzido pelo Instituto Butantan, que divulgou a eficácia de 50,38% em testes realizados no Brasil nesta terça-feira. A China já aplica a vacina na população. Turquia e Chile também já fecharam acordos com o laboratório Sinovac para compra da CoronaVac.

“A vacinação é importante para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 e dar proteção e segurança a todos os indonésios e ajudar a acelerar a recuperação econômica”, disse Jokowi após receber sua injeção.

O ministro da Saúde do país, Budi Gunadi Sadikin, disse que cerca de 1,5 milhão de profissionais da área médica seriam vacinados até fevereiro, seguidos por funcionários públicos. A expectativa é imunizar toda a população em até 15 meses.

Ao contrário de muitos países, a Indonésia pretende vacinar primeiro a sua população mais jovem, e não os idosos. Isso porque não possui dados suficientes de ensaios clínicos sobre a eficácia da CoronaVac nos mais velhos.

Na última terça-feira, a Indonésia bateu o recorde diário de mortes por coronavírus: 302. No total, o país asiático soma 24.645 óbitos desde o início da pandemia. As infecções também estão em alta, com média de mais de 9 mil casos por dia, com 846.765 casos no total.

G1

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitura de Parnamirim alerta a população sobre forma correta de pagamento do IPTU de 2021

FOTO: ASCOM – GCTI

A Prefeitura de Parnamirim alerta a população quanto à forma correta de pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano de 2021. O contribuinte não deve, de forma alguma, efetuar o pagamento do tributo mediante transferência bancária ou depósito (DOC, TED ou PIX). A Secretaria Municipal de Tributação solicita que quem tiver efetuado o procedimento dessa forma, procure atendimento no Setor de Arrecadação da Semut, imediatamente, em decorrência da proximidade da data de vencimento – próximo dia 11/01/2021.

O tributo é composto pelo IPTU e Taxa de Coleta e Recolhimento de Lixo. Para aproveitar o desconto de 20% sobre o valor do IPTU de 2021, o cidadão deverá efetuar o pagamento na rede bancária do boleto constante no carnê de IPTU; acessar o Portal do Contribuinte com os dados do imóvel para fazer a impressão do boleto; ou ainda se dirigir à sede da SEMUT, na Rua Cícero Fernandes Pimenta, 312, Santos Reis, até a próxima segunda-feira (11). Nesse último caso é preciso agendar um horário, para evitar aglomerações devido à pandemia.

Para mais esclarecimentos, os contribuintes podem ligar para os telefones (84) 3644-8440 ou 3644-8313. A Secretaria de Tributação também realiza atendimentos através do aplicativo WhatsApp (84) 99922-4023 e do e-mail tributacao@parnamirim.rn.gov.br.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID NO BRASIL – (VÍDEO): Parece que todo mundo perdeu o medo da doença, diz infectologista

Foto: Cris Faga/Estadão Conteúdo

Devido à queda na taxa de isolamento social e ao aumento de casos, óbitos e ocupação dos leitos de UTI por conta do novo coronavírus, o infectologista Marcelo Otsuka acredita que “todo mundo perdeu o medo” da doença.

Em entrevista à CNN nesta quarta-feira (23), o especialista apoiou a decisão do governo de São Paulo de restringir ainda mais as medidas de isolamento social durante o Natal e Ano Novo no estado para conter o avanço da pandemia.

ASSISTA AQUI vídeo com comentário do infectologista. Foto: Reprodução/CNN Brasil

Com o anúncio realizado na terça-feira (22), apenas serviços essenciais poderão funcionar durante as janelas de 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro. A região de Presidente Prudente, excepcionalmente, voltará para a fase vermelha para controlar o avanço da doença no local, que está com 83,1% dos leitos ocupados.

No entanto, na avaliação de Otsuka, as medidas só serão eficazes se a população segui-las. “A resposta seria melhor se o povo continuasse respeitando e obedecendo as regras de higiene, distanciamento social e o uso de máscaras. Talvez nós não precisássemos voltar atrás com tanta intensidade se esse respeito tivesse acontecido.”

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Para os SERVIDORES PÚBLICOS ganhando em casa, sem frequentar o trabalho, as custas da SOCIEDADE que segue trabalhando e se arriscando, é fácil dizer que o LOCKDOWN foi medida acertada.
    Os lockdown não conseguiram parar o vírus em muitos países que o adotaram, que hoje estão pior do que Brasil, Chile, Suécia e outros que não apelaram para medidas tão rígidas.
    A argentina adotou a maior quarentena do mundo e está pior do que o Brasil.
    O LOCKDOWN na maioria dos países onde foi utilizado só serviu para destruir a economia.
    Graças ao Presidente a nossa economia não está sendo tão sacrificada, e ao contrário do que dizem, o Brasil não está nem entre os piores países no enfrentamento da doença, estando em mortes por milhão melhor de muitos países ricos da Europa e da América.
    Infelizmente os ESQUERDOPATAS FANÁTICOS não conseguem enxergar a complexidade do problema.

  2. Isso só prova como o lockdown e atitudes tomadas no primeiro semestre pelos governadores foram acertadas.
    Estao demorando para tomar de novo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Pazuello diz que governo almeja vacinar toda a população brasileira em 2021

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

Em mais uma sinalização de mudança no discurso do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra a Covid-19, o chefe da pasta, ministro Eduardo Pazuello, declarou nesta quinta-feira em entrevista à rádio Jovem Pan que o Brasil pretende imunizar toda a população brasileira em 2021. Ontem, menos de 24 horas após uma tensa reunião com governadores sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI), Pazuello sugeriu que os trabalhos poderiam começar ainda neste mês.

O prazo foi fixado pelo ministro quando indagado durante a entrevista sobre a meta do governo para a imunização de todos os brasileiros:

— (Teremos toda a população vacinada em) 2021. Acreditamos que a gente chegue à metade de 2021, no início do segundo semestre, já com bastante cobertura. Temos que compreender que quando conseguirmos vacinar o suficiente para reduzir o contágio, a gente começa a entrar na normalidade.

Pazuello, no entanto, sublinhou que o ministério entende ser possível uma “volta à normalidade” antes da cobertura total ser atingida.

— Não tem que esperar vacinarmos 215 milhões de pessoas para termos os efeitos de uma estratégia de vacinação, que visa imunizar os grupos de pessoas que vão trazer a contaminação para níveis (de transmissão) mais razoáveis — disse Pazuello. — Teremos que conviver com o coronavírus, assim como convivemos com o HIV e o H1N1. Precisamos vacinar para reduzir o contágio até atingir níveis razoáveis, dentro de uma normalidade de casos

Em mais um contraste com declarações recentes, o ministro da Saúde enfatizou que o governo brasileiro pretende fazer uso do dispositivo legal previsto na chamada “Lei Covid” para regulamentar, via Anvisa, o uso emergencial de uma vacina aprovada por outras grandes agências reguladoras estrangeiras em até 72 horas. Em reunião com governadores nesta semana, no entanto, Pazuello havia dito que a agência seguiria o prazo padrão de 60 dias.

CoronaVac

Na mesma entrevista, o ministro da Saúde reforçou que a pasta poderá comprar a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech e testada no Brasil pelo Instituto Butantan, vculado ao governo de São Paulo, caso a fórmula seja autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunizante virou pivô de um cabo de guerra entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador paulista, João Doria (PSDB).

— Em português claríssimo: sim, vamos comprar as vacinas caso sejam registradas e comprovadas com preço dentro da lógica correta. Quando chegar registrado, certificado, dentro do preço, e dentro da qualidade e quantidade prevista, compraremos não só do (Instituto) Butantan como de qualquer produtora que esteja nesse nível. O Butantan já é o grande fabricante de vacinas do ministério e do SUS — pontuou o ministro.

Pazuello, no entanto, criticou Doria indiretamente ao ser questionado pelos entrevistadores sobre uma data precisa para o início da vacinação. O governador de São Paulo anunciou nesta semana que a imunização com a CoronaVac terá início no dia 25 de janeiro.

— A data depende, por exemplo, de registro da Anvisa. Essas declarações de que serão feitas vacinas no “dia tal”, (com um) plano (de imunização) paralelo, não podemos entrar dessa forma. Não posso vender um sonho que não possa bancá-lo — afirmou Pazuello.

Pressão de governadores

Na última semana, após a aprovação da vacina da Pfizer pelo governo do Reino Unido e a publicação de indicativos promissores da vacina CoronaVac, cresceu a pressão de governadores e prefeitos eleitos sobre o Ministério da Saúde por novas frentes de estratégia. Até o momento, o governo federal firmou acordo apenas com o laboratório britânico AstraZeneca.

Além disso, o Brasil aderiu à Covax Facility, coalizão internacional liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que poderá abrir caminho para a vacina da Moderna no país, caso a fórmula seja comprovadamente eficaz e segura contra o novo coronavírus.

Ontem, Pazuello disse à CNN Brasil que o um acordo entre o governo e a farmacêutica americana Pfizer, ainda está em negociação, mas sugeriu que um martelo batido poderia viabilizar o início da imunização do país em menos de um mês, mediante o registro para uso emergencial do imunizante. Segundo o ministro, 500 mil doses da vacina da Pfizer serão entregues em janeiro.

— Se a Pfizer conseguir a autorização emergencial e a Pfizer nos adiantar alguma entrega, isso (o início da vacinação) pode acontecer no final de dezembro ou em janeiro. Isso em quantidades pequenas, de uso emergencial — afirmou Pazuello na entrevista à CNN Brasil. — Isso pode acontecer com a Pfizer, com o Butantan (referindo-se à vacina CoronaVac), com AstraZeneca (referindo-se à vacina de Oxford), mas é foro íntimo da desenvolvedora, não é uma campanha de vacinação.”

Em pronunciamento na terça-feira, o ministro já havia dito que a previsão era para que as primeiras doses da vacina da Pfizer chegassem ao Brasil em janeiro. No plano preliminar apresentado na semana passada, a campanha começaria em março com grupos específicos.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esses mesmos governos dos estados fecharam os olhos na campanha política , podia tudo, carreata, passeata, aglomeração, Agora tão aperriado porque o bicho pegou, tão se valendo do governo federal.
    Bando de irresponsáveis.

    1. Na sua cabecinha maniqueísta Bolsonaro não quer resolver esse problema, né?

  2. Dória já disse, esteve em S. Paulo, se quiser se vacinar contra a covid, pode pedir.
    Na vdd, Dória é o predidente em exercício.
    É dificil dizer isso, mas: "menos mau".
    kkkkkkkkkkkkkkk

    1. Só se for PREDIDENTE mesmo. Tem cego para tudo nesse mundo!Se acham tão espertos e não conseguem enxergar o óbvio.

  3. Palmas para os governadores dos estados que estão pressionando o governo federal, em especial o governador de São Pulo, João Doria, que está sendo bem proativo nessa questão. Se dependesse do senhor ministro ou do seu superior, o senhor presidente da república o Brasil não teria saído do lugar nesta discussão. Vamos em frente para ver no que vai dar.

    1. Cara, as pessoas querem politizar em tudo. Esse gov. de SP tá querendo a fina força aparecer em cima dessa vacina chinesa. Devia ter uma postura mais equidistante entre as vacinas que estão se apresentando e sendo avaliadas. A Anvisa tá certa na postura que se apresenta, onde tem que agir entre justificável pressa e a devida prudência científica. As pessoa ficam fazendo esse espantalho de que Bolsonaro não tá ligando, que quer matar todo o mundo…. bora amadurecer, né? claro que tá ligando… até mesmo por uma questão de sobrevivência política (esqueça as itenções foque no pragmatismo como cidadão). Vamos ter mais ponderação.

    2. O Governo Federal tem feito a sua parte sim, como POR EXEMPLO, o contrato da Fiocruz com o AstraZeneca. Tem várias vacinas sendo estuadadas e testadas. Pode ser que essa não seja a melhor, mas pode ser que sim. Menos fanatismo, né?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN seguirá orientações do governo federal para imunizar população

Foto: John Cairns / University of Oxford / AFP

Reportagem do G1-RN nesta segunda-feira(07) destaca que o Rio Grande do Norte aguarda uma definição do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 por parte do governo federal para seguir com a logística de vacinação contra a doença. O estado não tem plano próprio, como é o caso, por exemplo, de São Paulo. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) explicou, no entanto, que o Executivo já trabalha com a aquisição insumos e materiais necessários à aplicação da vacina.

No domingo (6), a governadora Fátima Bezerra (PT) reforçou posicionamento das entidades nacionais dos secretários estaduais (Conass) e municipais (Conasems) de saúde cobrando agilidade no plano de imunização contra a Covid-19.

Com o risco de insuficiência no fornecimento das imunizações no Brasil, a governadora Fátima Bezerra sugeriu no Fórum dos Governadores que seja solicitada uma nova reunião com o Ministério da Saúde para tratar da implementação do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 e do planejamento estratégico com as ações desenvolvidas pelos governos federal, estadual e municipal.

Na terça-feira (01) passada, o Ministério da Saúde divulgou uma estratégia “preliminar” de vacinação da população contra a Covid-19. O plano do governo federal é fazer a imunização em etapas. Veja matéria completa AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Eu quero saber qual vai ser o plano para recuperar os cinco milhões de reais que roubaram do contribuinte do RN, até agora só escutei conversa afiada e nenhum ladrão preso.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Pobreza na Argentina atinge mais de 44% da população

(Foto: AFP VIA BBC)

A pobreza na Argentina atingiu 44,2% da população no fim do terceiro trimestre de 2020, uma alta de 3,4% quando comparado ao mesmo período de 2019, informou nesta quinta-feira (03) o Observatório da Dívida Social da Universidade Católica Argentina (UCA). Quando considerado o número por famílias, o índice atinge 34,9% delas, uma elevação de 2,2%.

“Pelo efeito da crise da Covid-19, a capacidade monetária das famílias argentinas experimentaram uma piora brusca e elevada, com efeito regressivo sobre a pobreza e a indigência”, diz o relatório.

O documento ainda ressalta que “o novo cenário paralisou ainda mais os investimentos, o consumo e a disponibilidade de postos de trabalho na economia formal, freando qualquer iniciativa de reativação e danificando, especialmente, as pequenas e médias empresas e aprofundando a relação entre informalidade econômica, pobreza e exclusão social”.

Detalhando os números, a pesquisa mostrou que 7,3% das famílias e 10,1% dos argentinos estavam na faixa da “indigência”, nos maiores números da década. A UCA informou ainda que o desemprego entre julho e outubro ficou em 14,2%, o que equivale a 2,7 milhões de pessoas.

O diretor do Observatório, Agustín Salvia, afirmou ao apresentar o estudo que “sem o auxílio universal para filhos, sem a renda familiar de emergência, além das ajudas alimentares e outros subsídios” dados pelo governo argentino durante a crise sanitária do coronavírus Sars-CoV-2, “a indigência teria sido o dobro e a pobreza teria atingido 53%” da população.

“É necessário um crescimento econômico e um pacto econômico-social para criar empregos porque, de outra maneira, não haverá nenhuma possibilidade de sair da pobreza”, ressalta ainda Salvia.

Isto É, com ANSA

Opinião dos leitores

  1. Em seis meses os comunistas destroçaram a economia do pais jogando a população na pobreza, nesta velocidade com mais 1 ano teremos uma segunda Venezuela .
    Vale como experiência para aqueles esquerdopatas que possuem pelo menos 0,1% de neurônio acordarem para não querer a volta desta esquerda destruidora .
    Aos argentinos resta a luta, para retirar estes cupins de prosperidade.

  2. Parabéns esquerda. Foi uma festa dos membros do foro de São Paulo a eleição desse presidente Argentino. Onde a esquerdalha pisa é desastre

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *