Indonésia inicia vacinação da população com a CoronaVac

Presidente da Indonésia, Joko Widodo, toma a vacina CoronaVac — Foto: Muchlis Jr/Indonesian Presidential Palace/Handout via REUTERS

A Indonésia iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (13), usando a vacina CoronaVac, feita pelo laboratório chinês Sinovac. O presidente Joko Widodo recebeu a primeira dose do imunizante, enquanto seu país luta contra um dos piores surtos de coronavírus na Ásia.

A iniciativa visa imunizar 181,5 milhões de pessoas. O país da Ásia autorizou o uso emergencial da CoronaVac na última segunda-feira (11).

O imunizante é o mesmo produzido pelo Instituto Butantan, que divulgou a eficácia de 50,38% em testes realizados no Brasil nesta terça-feira. A China já aplica a vacina na população. Turquia e Chile também já fecharam acordos com o laboratório Sinovac para compra da CoronaVac.

“A vacinação é importante para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 e dar proteção e segurança a todos os indonésios e ajudar a acelerar a recuperação econômica”, disse Jokowi após receber sua injeção.

O ministro da Saúde do país, Budi Gunadi Sadikin, disse que cerca de 1,5 milhão de profissionais da área médica seriam vacinados até fevereiro, seguidos por funcionários públicos. A expectativa é imunizar toda a população em até 15 meses.

Ao contrário de muitos países, a Indonésia pretende vacinar primeiro a sua população mais jovem, e não os idosos. Isso porque não possui dados suficientes de ensaios clínicos sobre a eficácia da CoronaVac nos mais velhos.

Na última terça-feira, a Indonésia bateu o recorde diário de mortes por coronavírus: 302. No total, o país asiático soma 24.645 óbitos desde o início da pandemia. As infecções também estão em alta, com média de mais de 9 mil casos por dia, com 846.765 casos no total.

G1

 

Prefeitura de Parnamirim alerta a população sobre forma correta de pagamento do IPTU de 2021

FOTO: ASCOM – GCTI

A Prefeitura de Parnamirim alerta a população quanto à forma correta de pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano de 2021. O contribuinte não deve, de forma alguma, efetuar o pagamento do tributo mediante transferência bancária ou depósito (DOC, TED ou PIX). A Secretaria Municipal de Tributação solicita que quem tiver efetuado o procedimento dessa forma, procure atendimento no Setor de Arrecadação da Semut, imediatamente, em decorrência da proximidade da data de vencimento – próximo dia 11/01/2021.

O tributo é composto pelo IPTU e Taxa de Coleta e Recolhimento de Lixo. Para aproveitar o desconto de 20% sobre o valor do IPTU de 2021, o cidadão deverá efetuar o pagamento na rede bancária do boleto constante no carnê de IPTU; acessar o Portal do Contribuinte com os dados do imóvel para fazer a impressão do boleto; ou ainda se dirigir à sede da SEMUT, na Rua Cícero Fernandes Pimenta, 312, Santos Reis, até a próxima segunda-feira (11). Nesse último caso é preciso agendar um horário, para evitar aglomerações devido à pandemia.

Para mais esclarecimentos, os contribuintes podem ligar para os telefones (84) 3644-8440 ou 3644-8313. A Secretaria de Tributação também realiza atendimentos através do aplicativo WhatsApp (84) 99922-4023 e do e-mail [email protected]

COVID NO BRASIL – (VÍDEO): Parece que todo mundo perdeu o medo da doença, diz infectologista

Foto: Cris Faga/Estadão Conteúdo

Devido à queda na taxa de isolamento social e ao aumento de casos, óbitos e ocupação dos leitos de UTI por conta do novo coronavírus, o infectologista Marcelo Otsuka acredita que “todo mundo perdeu o medo” da doença.

Em entrevista à CNN nesta quarta-feira (23), o especialista apoiou a decisão do governo de São Paulo de restringir ainda mais as medidas de isolamento social durante o Natal e Ano Novo no estado para conter o avanço da pandemia.

ASSISTA AQUI vídeo com comentário do infectologista. Foto: Reprodução/CNN Brasil

Com o anúncio realizado na terça-feira (22), apenas serviços essenciais poderão funcionar durante as janelas de 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2 e 3 de janeiro. A região de Presidente Prudente, excepcionalmente, voltará para a fase vermelha para controlar o avanço da doença no local, que está com 83,1% dos leitos ocupados.

No entanto, na avaliação de Otsuka, as medidas só serão eficazes se a população segui-las. “A resposta seria melhor se o povo continuasse respeitando e obedecendo as regras de higiene, distanciamento social e o uso de máscaras. Talvez nós não precisássemos voltar atrás com tanta intensidade se esse respeito tivesse acontecido.”

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar Bomone disse:

    Para os SERVIDORES PÚBLICOS ganhando em casa, sem frequentar o trabalho, as custas da SOCIEDADE que segue trabalhando e se arriscando, é fácil dizer que o LOCKDOWN foi medida acertada.
    Os lockdown não conseguiram parar o vírus em muitos países que o adotaram, que hoje estão pior do que Brasil, Chile, Suécia e outros que não apelaram para medidas tão rígidas.
    A argentina adotou a maior quarentena do mundo e está pior do que o Brasil.
    O LOCKDOWN na maioria dos países onde foi utilizado só serviu para destruir a economia.
    Graças ao Presidente a nossa economia não está sendo tão sacrificada, e ao contrário do que dizem, o Brasil não está nem entre os piores países no enfrentamento da doença, estando em mortes por milhão melhor de muitos países ricos da Europa e da América.
    Infelizmente os ESQUERDOPATAS FANÁTICOS não conseguem enxergar a complexidade do problema.

  2. Manoel disse:

    Isso só prova como o lockdown e atitudes tomadas no primeiro semestre pelos governadores foram acertadas.
    Estao demorando para tomar de novo.

  3. Especialista Em RAPAZES disse:

    Muita aglomeração desse povo.
    Desse jeito, a curva só sobe.

COVID: Pazuello diz que governo almeja vacinar toda a população brasileira em 2021

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

Em mais uma sinalização de mudança no discurso do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra a Covid-19, o chefe da pasta, ministro Eduardo Pazuello, declarou nesta quinta-feira em entrevista à rádio Jovem Pan que o Brasil pretende imunizar toda a população brasileira em 2021. Ontem, menos de 24 horas após uma tensa reunião com governadores sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI), Pazuello sugeriu que os trabalhos poderiam começar ainda neste mês.

O prazo foi fixado pelo ministro quando indagado durante a entrevista sobre a meta do governo para a imunização de todos os brasileiros:

— (Teremos toda a população vacinada em) 2021. Acreditamos que a gente chegue à metade de 2021, no início do segundo semestre, já com bastante cobertura. Temos que compreender que quando conseguirmos vacinar o suficiente para reduzir o contágio, a gente começa a entrar na normalidade.

Pazuello, no entanto, sublinhou que o ministério entende ser possível uma “volta à normalidade” antes da cobertura total ser atingida.

— Não tem que esperar vacinarmos 215 milhões de pessoas para termos os efeitos de uma estratégia de vacinação, que visa imunizar os grupos de pessoas que vão trazer a contaminação para níveis (de transmissão) mais razoáveis — disse Pazuello. — Teremos que conviver com o coronavírus, assim como convivemos com o HIV e o H1N1. Precisamos vacinar para reduzir o contágio até atingir níveis razoáveis, dentro de uma normalidade de casos

Em mais um contraste com declarações recentes, o ministro da Saúde enfatizou que o governo brasileiro pretende fazer uso do dispositivo legal previsto na chamada “Lei Covid” para regulamentar, via Anvisa, o uso emergencial de uma vacina aprovada por outras grandes agências reguladoras estrangeiras em até 72 horas. Em reunião com governadores nesta semana, no entanto, Pazuello havia dito que a agência seguiria o prazo padrão de 60 dias.

CoronaVac

Na mesma entrevista, o ministro da Saúde reforçou que a pasta poderá comprar a vacina CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech e testada no Brasil pelo Instituto Butantan, vculado ao governo de São Paulo, caso a fórmula seja autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunizante virou pivô de um cabo de guerra entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador paulista, João Doria (PSDB).

— Em português claríssimo: sim, vamos comprar as vacinas caso sejam registradas e comprovadas com preço dentro da lógica correta. Quando chegar registrado, certificado, dentro do preço, e dentro da qualidade e quantidade prevista, compraremos não só do (Instituto) Butantan como de qualquer produtora que esteja nesse nível. O Butantan já é o grande fabricante de vacinas do ministério e do SUS — pontuou o ministro.

Pazuello, no entanto, criticou Doria indiretamente ao ser questionado pelos entrevistadores sobre uma data precisa para o início da vacinação. O governador de São Paulo anunciou nesta semana que a imunização com a CoronaVac terá início no dia 25 de janeiro.

— A data depende, por exemplo, de registro da Anvisa. Essas declarações de que serão feitas vacinas no “dia tal”, (com um) plano (de imunização) paralelo, não podemos entrar dessa forma. Não posso vender um sonho que não possa bancá-lo — afirmou Pazuello.

Pressão de governadores

Na última semana, após a aprovação da vacina da Pfizer pelo governo do Reino Unido e a publicação de indicativos promissores da vacina CoronaVac, cresceu a pressão de governadores e prefeitos eleitos sobre o Ministério da Saúde por novas frentes de estratégia. Até o momento, o governo federal firmou acordo apenas com o laboratório britânico AstraZeneca.

Além disso, o Brasil aderiu à Covax Facility, coalizão internacional liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que poderá abrir caminho para a vacina da Moderna no país, caso a fórmula seja comprovadamente eficaz e segura contra o novo coronavírus.

Ontem, Pazuello disse à CNN Brasil que o um acordo entre o governo e a farmacêutica americana Pfizer, ainda está em negociação, mas sugeriu que um martelo batido poderia viabilizar o início da imunização do país em menos de um mês, mediante o registro para uso emergencial do imunizante. Segundo o ministro, 500 mil doses da vacina da Pfizer serão entregues em janeiro.

— Se a Pfizer conseguir a autorização emergencial e a Pfizer nos adiantar alguma entrega, isso (o início da vacinação) pode acontecer no final de dezembro ou em janeiro. Isso em quantidades pequenas, de uso emergencial — afirmou Pazuello na entrevista à CNN Brasil. — Isso pode acontecer com a Pfizer, com o Butantan (referindo-se à vacina CoronaVac), com AstraZeneca (referindo-se à vacina de Oxford), mas é foro íntimo da desenvolvedora, não é uma campanha de vacinação.”

Em pronunciamento na terça-feira, o ministro já havia dito que a previsão era para que as primeiras doses da vacina da Pfizer chegassem ao Brasil em janeiro. No plano preliminar apresentado na semana passada, a campanha começaria em março com grupos específicos.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Betão disse:

    É vacina chinesa?…..Tomo NUNCA !!!!!

  2. Olimpio disse:

    Esses mesmos governos dos estados fecharam os olhos na campanha política , podia tudo, carreata, passeata, aglomeração, Agora tão aperriado porque o bicho pegou, tão se valendo do governo federal.
    Bando de irresponsáveis.

  3. Greg disse:

    Pressão dos governadores está funcionando…pq depender apenas do gov. federal tá osso

    • Rei disse:

      Na sua cabecinha maniqueísta Bolsonaro não quer resolver esse problema, né?

  4. Josa disse:

    Ôôô governo bom!

  5. Santos disse:

    Dória já disse, esteve em S. Paulo, se quiser se vacinar contra a covid, pode pedir.
    Na vdd, Dória é o predidente em exercício.
    É dificil dizer isso, mas: "menos mau".
    kkkkkkkkkkkkkkk

    • Flávio A disse:

      Só se for PREDIDENTE mesmo. Tem cego para tudo nesse mundo!Se acham tão espertos e não conseguem enxergar o óbvio.

  6. Observando. disse:

    A pfizer ja informou q so entrega algo ao Brasil em janeiro.

  7. Manoel disse:

    Todo dia uma conversa diferente! Eh muita competência mesmo! Kkkkk

  8. Japiense disse:

    Palmas para os governadores dos estados que estão pressionando o governo federal, em especial o governador de São Pulo, João Doria, que está sendo bem proativo nessa questão. Se dependesse do senhor ministro ou do seu superior, o senhor presidente da república o Brasil não teria saído do lugar nesta discussão. Vamos em frente para ver no que vai dar.

    • Rei disse:

      Cara, as pessoas querem politizar em tudo. Esse gov. de SP tá querendo a fina força aparecer em cima dessa vacina chinesa. Devia ter uma postura mais equidistante entre as vacinas que estão se apresentando e sendo avaliadas. A Anvisa tá certa na postura que se apresenta, onde tem que agir entre justificável pressa e a devida prudência científica. As pessoa ficam fazendo esse espantalho de que Bolsonaro não tá ligando, que quer matar todo o mundo…. bora amadurecer, né? claro que tá ligando… até mesmo por uma questão de sobrevivência política (esqueça as itenções foque no pragmatismo como cidadão). Vamos ter mais ponderação.

    • Rei disse:

      O Governo Federal tem feito a sua parte sim, como POR EXEMPLO, o contrato da Fiocruz com o AstraZeneca. Tem várias vacinas sendo estuadadas e testadas. Pode ser que essa não seja a melhor, mas pode ser que sim. Menos fanatismo, né?

RN seguirá orientações do governo federal para imunizar população

Foto: John Cairns / University of Oxford / AFP

Reportagem do G1-RN nesta segunda-feira(07) destaca que o Rio Grande do Norte aguarda uma definição do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 por parte do governo federal para seguir com a logística de vacinação contra a doença. O estado não tem plano próprio, como é o caso, por exemplo, de São Paulo. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) explicou, no entanto, que o Executivo já trabalha com a aquisição insumos e materiais necessários à aplicação da vacina.

No domingo (6), a governadora Fátima Bezerra (PT) reforçou posicionamento das entidades nacionais dos secretários estaduais (Conass) e municipais (Conasems) de saúde cobrando agilidade no plano de imunização contra a Covid-19.

Com o risco de insuficiência no fornecimento das imunizações no Brasil, a governadora Fátima Bezerra sugeriu no Fórum dos Governadores que seja solicitada uma nova reunião com o Ministério da Saúde para tratar da implementação do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 e do planejamento estratégico com as ações desenvolvidas pelos governos federal, estadual e municipal.

Na terça-feira (01) passada, o Ministério da Saúde divulgou uma estratégia “preliminar” de vacinação da população contra a Covid-19. O plano do governo federal é fazer a imunização em etapas. Veja matéria completa AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Eu quero saber qual vai ser o plano para recuperar os cinco milhões de reais que roubaram do contribuinte do RN, até agora só escutei conversa afiada e nenhum ladrão preso.

Pobreza na Argentina atinge mais de 44% da população

(Foto: AFP VIA BBC)

A pobreza na Argentina atingiu 44,2% da população no fim do terceiro trimestre de 2020, uma alta de 3,4% quando comparado ao mesmo período de 2019, informou nesta quinta-feira (03) o Observatório da Dívida Social da Universidade Católica Argentina (UCA). Quando considerado o número por famílias, o índice atinge 34,9% delas, uma elevação de 2,2%.

“Pelo efeito da crise da Covid-19, a capacidade monetária das famílias argentinas experimentaram uma piora brusca e elevada, com efeito regressivo sobre a pobreza e a indigência”, diz o relatório.

O documento ainda ressalta que “o novo cenário paralisou ainda mais os investimentos, o consumo e a disponibilidade de postos de trabalho na economia formal, freando qualquer iniciativa de reativação e danificando, especialmente, as pequenas e médias empresas e aprofundando a relação entre informalidade econômica, pobreza e exclusão social”.

Detalhando os números, a pesquisa mostrou que 7,3% das famílias e 10,1% dos argentinos estavam na faixa da “indigência”, nos maiores números da década. A UCA informou ainda que o desemprego entre julho e outubro ficou em 14,2%, o que equivale a 2,7 milhões de pessoas.

O diretor do Observatório, Agustín Salvia, afirmou ao apresentar o estudo que “sem o auxílio universal para filhos, sem a renda familiar de emergência, além das ajudas alimentares e outros subsídios” dados pelo governo argentino durante a crise sanitária do coronavírus Sars-CoV-2, “a indigência teria sido o dobro e a pobreza teria atingido 53%” da população.

“É necessário um crescimento econômico e um pacto econômico-social para criar empregos porque, de outra maneira, não haverá nenhuma possibilidade de sair da pobreza”, ressalta ainda Salvia.

Isto É, com ANSA

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Em seis meses os comunistas destroçaram a economia do pais jogando a população na pobreza, nesta velocidade com mais 1 ano teremos uma segunda Venezuela .
    Vale como experiência para aqueles esquerdopatas que possuem pelo menos 0,1% de neurônio acordarem para não querer a volta desta esquerda destruidora .
    Aos argentinos resta a luta, para retirar estes cupins de prosperidade.

  2. João Juca Jr disse:

    Viva o socialismo!

  3. Tertu disse:

    Parabéns esquerda. Foi uma festa dos membros do foro de São Paulo a eleição desse presidente Argentino. Onde a esquerdalha pisa é desastre

  4. Joao V disse:

    "Que inveja de ter uma presidente"…

“CANCELADO” – VÍDEO: Influenciador digital Carlinhos Maia ganha estátua em cidade de AL que nasceu, mas população impede instalação

Natural de Penedo, em Alagoas, Carlinhos Maia foi homenageado pela Prefeitura da cidade e ganhou uma estátua. A imagem do influenciador digital seria colocada na orla de Penedo, no bairro Barra Vermelho, porém, os moradores do local impediram a instalação.

Um vídeo publicado no Twitter mostra os funcionários da Prefeitura colocando a estátua de volta no caminhão e sendo levada embora depois da pressão popular.

Fotos de Reprodução/Instagram e Reprodução/Facebook

Numa página dedicada ao bairro, criada no Facebook, foi feita uma publicação que critica a homenagem e alega que há outros representantes da cidade que mereciam ser exaltados.

“Hoje, nós deparamos com uma situação engraçada, para não falar outra coisa. Nada contra o Carlinhos Maia, uma pessoa que divulga nossa cidade, leva diversão aos internautas, ajuda muita gente… Porém, acharam de colocar uma estátua dele na nossa orla, nada demais, desde que primeiramente homenageassem aos nossos. Temos tantas pessoas que merecem todo nosso reconhecimento, como por exemplo Sr Toninho Pescador que a pouco tempo recebeu a comenda de Guardião das Águas do Velho Chico”, diz parte do texto.

Carlinhos usou as redes sociais para lamentar as críticas: “Eu não estou com raiva, apenas entristecido e decepcionado. Eu levo o nome da minha cidade todos os dias para onde eu vou. Para onde eu estou levo o nome de Penedo”.

O influenciador ainda disse que pensou em colocar a estátua na orla para atrair mais turistas e reforçou: “Que fique onde a Prefeitura achar melhor”.

Foto: Reprodução

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vão crê em Deus disse:

    Manda lá para o quintal da mãe dele, idiotas . Só Jesus Cristo é o Senhor o resto é resto . Tudo vai voltar ao pó, até as estátuas . Vão crê em Deus e usar bem o dinheiro público , não fazendo bolão de barros.

  2. Fernando Queiroz disse:

    Uma estátua pra homenagear um Zé Ruela desses? Pqp. O brasileiro só dar valor ao que não presta mesmo. Bando de gente idiota.

  3. Rafael disse:

    Tá de parabéns a população.

  4. Moral dos Santos disse:

    A população mandou o recado: um pescador é muito mais importante que um Youtuber.

  5. Sérgio disse:

    Influenciador digital e bosta é a mesma coisa kkkkk já q está feita, bota essa estátua em um cabaré desses bem fuleira. Era só o que faltava, estátua de influenciador digital. O que s gente vê são essas figuras sendo exemplo de como levar chifre, dar trambique e outras coisas mais.

  6. Erasmo disse:

    Joga a Estátua no fundo do Mar. Cada herói que aparece, a população fez o correto.

UTILIDADE PÚBLICA: Governo do RN amplia testagem sorológica da Covid-19 para a população em geral

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (15), a Secretaria de Estado da Saúde Pública divulgou nota técnica em que amplia a testagem sorológica da Covid-19 para toda a população do Rio Grande do Norte. A partir de agora, as pessoas sintomáticas (após 14 dias do início dos sintomas) e também as que não apresentaram sintomas, podem procurar as unidades municipais de saúde para realizar a coleta.

É importante lembrar que os testes deverão ser realizados apenas em pacientes que não possuam previamente resultado positivo para detecção do vírus SARS-CoV-2 através da técnica RT-PCR.

Os kits para diagnóstico já foram distribuídos aos Laboratórios do estado: Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), localizado no município de Natal – atenderá aos municípios da região Metropolitana, 1ª e 3ª região de saúde; Laboratório Regional de Caicó (LAREC) – atenderá aos municípios da 4ª e 5ª região de saúde; Laboratório Regional de Mossoró (LAREM) – atenderá aos municípios da 2ª e 8ª região de saúde; e o Laboratório Regional de Pau dos Ferros (LAREPF) – atenderá aos municípios da 6ª região de saúde.

A metodologia utilizada para a detecção de anticorpos é o imunoensaio por quimioluminescência in vitro para a determinação qualitativa de anticorpos de IgM e IgG para o novo Coronavírus, sendo a Imunoglobulina M mais associada a uma exposição recente ao vírus e a Imunoglobulina G a uma exposição mais tardia.

A Sesap lembra que para a testagem de pacientes com sintomas agudos, deve ser priorizada a realização dos testes de RT-PCR, considerado padrão-ouro para diagnóstico, destinado a toda a população sintomática, indicado para ser realizado até o 7º dia de início de sintomas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo Freitas disse:

    Isso é só conversar. Qd vc chegar lá ele não faz nada de exame do covid. Já foi uma fez e eles não fizeram nada.

  2. Jackes disse:

    O bicho tá no calcanhar, não adianta correr ele pega. Só uma dica.

  3. Gibira disse:

    E os 5 milhões?

    • Pixuleco disse:

      Apareceu GIBIRA ! Como foi a cirurgia de hemorroida . Fez a meia sola no corrugado ? Ozônio de novo !

  4. ELEITOR disse:

    Milagre eleitoral !!!

Polícia Civil do RN alerta a população sobre golpe do leilão virtual que teve como vítima advogado em Natal

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte alerta a população potiguar sobre golpe do leilão virtual que está sendo aplicado por meio do site: “leilaooficialriograndedonorte.org”, que possui domínio estrangeiro, encontrado inclusive por meio de plataforma de busca. O desfalque já está ganhando visibilidade da população, pois vem ocorrendo em vários estados brasileiros e em outros países do mundo.

Em um dos casos que chegou ao conhecimento da Polícia Civil do RN, um advogado de 38 anos, residente em Natal, teria arrematado um veículo, em um falso leilão, e transferido o valor para uma conta corrente relacionada a uma agência bancária no Estado de São Paulo. O golpe foi praticado no dia 08 de setembro deste ano. Logo após o crime, o homem procurou a Polícia Civil, que verificou se tratar de um site falso.

De acordo com as investigações, durante o leilão, a vítima garantiu o termo de arrematação de um veículo modelo Hilux SW4 2019, pagando o valor de R$ 112 mil (cento e doze mil reais), inclusive, com valor abaixo de mercado. Como a conta utilizada no golpe não foi aberta no RN, a atribuição do caso foi transferida para o Estado de São Paulo. A Polícia Civil do RN será responsável somente pelo Boletim de Ocorrência (BO) e pelas oitivas, após, os dados serão encaminhados.

Segundo o delegado Marcuse Cabral, titular da Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (DEFD), é importante alertar a população sobre a prática do golpe porque, mesmo com a identificação do(s) autor(es), existe uma dificuldade em reaver o dinheiro transferido, que geralmente consiste em quantias de elevado valor, gerando considerável prejuízo às vítimas. “Até o momento, chegaram ao conhecimento desta Especializada 10 casos registrados, sendo que oito deles já contam com documentação remetida ao local onde os crimes serão apurados.”

Em caso de a pessoa ser vítima do golpe ou identificar que se trata de um site fraudulento, deverá denunciar nos mecanismos de busca e é recomendável que se faça um boletim de ocorrência para conhecimento da Polícia Civil, sendo possível ser realizado o registro por meio da Delegacia Virtual, no site da instituição: www.policiacivil.rn.gov.br.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jr disse:

    Cuidado é golpe

  2. Ade disse:

    E a polícia entra no site só isso

  3. Vergonha disse:

    É o famoso OLHO GRANDE,caiu pela usura, querendo levar vantagem .

Na Argentina, pobreza atinge 40,9% da população

Foto: Juan Ignacio Roncoroni/ EFE

A taxa de pobreza na Argentina subiu para 40,9% da população no primeiro semestre deste ano, com 10,5% de indigência, um dos piores registros da história do país, informou o Instituto de Estatística (Indec). No final de 2019, a taxa de pobreza era de 35,5% e a indigência, 8%.

Na comparação interanual, o número de pessoas abaixo da linha da pobreza aumentou 5,5 pontos porcentuais, e na indigência 2,8 pontos porcentuais.

“Aos poucos, chegamos perto de metade da população que não tem condições de comprar com sua renda uma cesta básica de consumo essencial. Isso é muito preocupante porque tem um porcentual muito alto de crianças e adolescentes”, disse à agência France Presse o economista Ricardo Aronskind.

No primeiro semestre deste ano, a renda familiar média mensal total das famílias pobres foi de 25.759 pesos (cerca de R$ 1,7 mil pelo câmbio oficial), mas a cesta básica atingiu 43.785 pesos (cerca de R$ 3 mil), uma diferença de 41,2%, segundo o Indec. Em termos de faixas etárias, 56,3% das pessoas de 0 a 14 anos são pobres.

A Argentina, com uma inflação anual de mais de 40%, está em recessão desde 2018. A pandemia de covid-19 atingiu fortemente sua economia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que o país fechará este ano com uma contração de 9,9% do Produto Interno Bruto (PIB).

“Os números são alarmantes”, admitiu o ministro de Desenvolvimento Social, Daniel Arroyo, atribuindo parte da cifra a uma pobreza estrutural desencadeada por sucessivas crises econômicas que afetaram o país nas últimas décadas.

Em uma entrevista à TV a cabo Todos Noticias, Arroyo também disse que o “segundo trimestre foi o momento de maior fechamento das atividades” por causa da pandemia.

O ministro destacou que esse índice de pobreza seria ainda maior se o governo não tivesse desembolsado 420 bilhões de pesos (cerca de R$ 29,1 bilhões) em ajuda social durante a quarentena.

A pandemia começou na Argentina três meses depois de o presidente peronista Alberto Fernández assumir o poder com o desafio de reduzir a pobreza no país, afundado em uma profunda espiral inflacionária. Com a chegada do coronavírus, o governo optou por priorizar a saúde e em 20 de março instaurou uma rígida quarentena em todo o país. Nesse contexto de paralisação, o PIB caiu 19,1% no segundo trimestre e o desemprego subiu para 13,1% no mesmo período. A Argentina registrou até agora 736.609 casos de covid-19 e 16.519 mortes. / AFP, EFE e AP

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo Duarte disse:

    Esquerdismo é a doença que mais mata no mundo. E ainda tem doente querendo que essa praga volte para o Brasil.

  2. Roberto Araújo disse:

    Argentina vai se transformando num Brasil! Onde até 100 mi de brasileiros viviam com menos de 400 reais

    • GCF disse:

      Essa estatística de 100 milhões ganhando menos de R$ 400,00 no Brasil não existe. O número mais próximo seria pouco mais de 50 milhões recebendo pouco mais que R$ 400,00.
      Vejo muitos comentários de pessoas que inserem dados que não existem. Talvez para distorcer fatos e convencer desinformados.
      Outra coisa, a população da Argentina em 2020 é de, aproximadamente, 44 milhões de habitantes.

  3. Pedro disse:

    Vixe, até havia elogiado Entregador De Pizza mais vou voltar atrás, essa doença esquizofrênica paranoide que acomete esse povo, é difícil de tratar pois tem um componente de ideia fixa,em Cuba onde curam vitiligo, talvez haja tratamento, na Venezuela não, já que Maduro tem uma Noia, já afirmou até que conversou com Chávez através de um pássaro, e continua matando o povo com suas sandices.

  4. Luiz disse:

    Lamentável. A No final da década de 1920, chegou a ser a sexta maior economia do mundo. Era uma potência agrícola e pecuária que abastecia a Europa. A imponência e elegância de Buenos Aires simbolizavam a prosperidade. Só para ficar no exemplo, enquanto aqui no Brasil andávamos de carroça, o Metrô de Buenos Aires foi inaugurado em 1913. A Argentina é a prova viva de como políticos incompetentes e corruptos podem destruir uma nação.

  5. Pixuleco disse:

    E o Papa Chico só sabe falar da Amazônia?

  6. Luciano disse:

    Resultado de políticas socialistas adotadas pelo atual governo, a Argentina está seguindo o mesmo caminho da Venezuela, enquanto o Brasil cresce, a Argentina desaba, o Brasil estaria no mesmo caminho se tivesse elegido Hadad, graças a Deus temos Bolsonaro como presidente.

  7. Entregador De Pizza 🍕 disse:

    Culpa dos anos de governo Macri, Robin Hood dos ricos.
    Aqui, com o miliciano e com o econoburro Paulo Jegues, caminhamos para o mesmo barco.
    Buenos Aires pelo menos tem umas boas empanadas 🥟

    • Manoel disse:

      Resultado do modelo Venezuelano do foro de São Paulo que a Argentina está adotando, uma catástrofe anunciada.

    • Juan Herrera disse:

      Não diga tonteiras. O congreeso, tomado de peronistas, não deixou Macri fazer nada.

    • Ricardo disse:

      A sua capacidade de escrever besteira é invejável.

    • Véi de Rui disse:

      Entregador de pizza não, entregador de rosca ! O seu partido de ladrões destruíram o Brasil e você vem com essa conversa de miliciano.

    • Eduardo Lemos disse:

      Estou na dúvida, é cegueira, burrice, falta de inteligência, ignorância ou mal caratismo?

    • Popo Carneiro disse:

      Eduardo lemos.
      Não tenha dúvidas, ou é tudo isso que vc fala, ou é doença.
      De todo modo, se conselho valer alguma coisa na cabeça desse sujeito, sugiro que procure um especialista o mais rápido possível.
      Isso não é normal.
      O dia todo dependurado no celular escrevendo asneiras.
      Até o nome que usa é esquisito.
      Entregador de pizzas.
      Isso tem cabimento??
      Coisa de desequilibrado.
      O que uma derrota não faz.
      E sem perspectiva.
      PT acabou!!
      Daqui a duzentos anos, não governa mais o Brasil.
      Quem for vivo, virá.
      Sem duvidas!!!!

Covid-19 fez reduzir em quase 0,5% a população de idosos do país

Brasil já perdeu 100 mil idosos por conta da doença | Foro: Pedro Teixeira

O Dia Internacional do Idoso é comemorado hoje no Brasil com menos 100.818 pessoas com mais de 60 anos, todas vítimas da Covid-19 em pouco mais de seis meses de pandemia. A conta é da economista Ana Amélia Camarano, pesquisadora do Ipea e nossa grande especialista em envelhecimento. Este número significa cerca de 11% do total de óbitos de idosos verificados em todo o ano de 2019. Representa, ainda, uma redução de quase 0,5% na população de idosos em 2020.

Por falar em Covid…

Ruy Castro, como todos os flamenguistas, estava ontem triste com a morte por Covid-19 do ídolo Silva “Batuta”, aos 80 anos. Ainda assim, o cronista reparou que no noticiário muita gente estava chamando o atleta de “Silva Batuta”, como se fosse nome e sobrenome:

— Errado. Era Silva, o Batuta. Muito mais nobre. Tipo D. Manuel, o Venturoso.

Ancelmo Gois – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roberto Fernandes disse:

    Estou errado oo não, idoso não é a partir dos 60 anos, mudaram esta classificação? Ou ninguém quer assumir que é sexagenário?

  2. Fabiano disse:

    Infelizmente o dado apresentado no título da reportagem induz à desinformação, fazendo com que o leitor pense que o Brasil agora tem menos idosos que antes devido aos efeitos da pandemia. O que os pesquisadores esqueceram de levar em conta é o quantitativo de pessoas que passaram a ser idosas nesse ano, ou seja, completaram 65 anos em 2020. Se o Brasil possui cerca de 200 milhões de habitantes e se considerarmos, só a título de ilustração aqui, que 1% nasceram em 1955, teríamos 2 milhões de pessoas que farão ou fizeram 65 anos em 2020, tornando-se idosos. Então o mais provável é que o número de idosos no país tenha aumentado, como em todos os anos anteriores, ainda que em um ritmo menor nesse ano devido à COVID-19. Mas isso teria que ser comprovado ainda.

Menos de 1% da população de Natal tem acesso à tarifa social de água e esgoto

Segundo levantamento feito pelo Instituto Cidades, grande parte da população mais carente não usufrui do benefício. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Criada para favorecer a população mais pobre das cidades, a tarifa social da Caern (Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte) tem alcançado um número reduzido de famílias em Natal. Um levantamento feito pelo Instituto Cidades aponta que menos de 1% da população da capital (menos de 9 mil habitantes) é beneficiada com a tarifa social, que é de R$ 8,07, e menos de 2% têm direito à tarifa popular, no valor de R$ 25,40. A maior parte dos usuários da Caern paga a taxa normal, de R$ 39,99.

“Eu acho um absurdo. Uma casa tão pequena como a minha, ter uma taxa tão abusiva”, questiona a recepcionista Sueleide Dantas, que mora em um imóvel alugado, de dois quartos e um banheiro, com o marido e três filhos, no bairro de Mãe Luiza. Apesar de a casa ser pequena, e a renda da família girar em torno de dois salários mínimos, ela paga a taxa normal: R$ 39,99 para a água e 70% desse valor – R$ 27,99 – para o esgoto. Um total de R$ 68 por mês.

Segundo o especialista em Gestão Pública do Instituto Cidades, Alexandre Teixeira, há um desequilíbrio entre o valor das tarifas e a capacidade financeira da população. Esse problema traz prejuízos não só para os clientes que deixam de ser beneficiados. “Quando a população não consegue arcar com as taxas, o que se vê é uma bola de neve: aumenta a inadimplência, a interrupção dos serviços, agravamento da crise social e de saúde pública no estado. A companhia fatura menos e consequentemente, investe menos”, explica o especialista.

Essa situação de desinvestimento contribui para o estímulo às ligações clandestinas de água sem o correto tratamento do esgoto, que passa a ser lançado em riachos, rios e mar, com poluição do lençol freático e agravamento do problema de saúde ambiental. Com as praias urbanas de Natal constantemente impróprias para o banho, os prejuízos se estendem ao turismo, justamente em uma região que depende tanto desse setor para a sobrevivência da economia.

Para minimizar esses efeitos, o economista propõe mudanças na política de tarifas da Caern, desde o consumo médio, tamanho da residência, a renda da família, como forma de atingir uma tarifa justa. “É preciso adaptar as cobranças à realidade das pessoas e a partir disso, ampliar a capacidade de investimento da companhia na melhoria dos serviços, afinal, é preciso garantir direitos que são fundamentais à vida: água e saneamento”, conclui Alexandre.

Comparativo da conta de energia de Sueleide no RN e se ela morasse na Paraíba e em Alagoas:

RN – R$ 116,09
PB – R$ 33,13
AL – R$ 27,87

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Infitetedascostaoca disse:

    É lógico que não irá ter favorecido, contemplado com essa tarifa social. As regras o enquadramento que a companhia de águas e esgotos CAERN nós exige é que a pessoa tenha apenas um ponto de água. Aí é difícil viu, não tem quem consiga o benefício dessa tarifa social da água!!!! Pra conseguir o indivíduo tem que ser MISERÁVEL só pode. Como é que uma pessoa de baixa renda que mora em uma casa com três vão vai ter só um ponto de água (Uma torneira). Me responda aí BG? Ridículo esse enquadramento essas exigências da CAERN

  2. Rogério Rocha disse:

    Só para lembrar que o valor tarifário é definido entre a agência reguladora, neste caso a ARSBAN, mas vamos lá quanto pagamos pela tarifa de Luz, quais os impostos, custos envolvidos?

  3. Rayane disse:

    Sem condições uma mãe de família morando numa casa pequena ter que pagar R$ 68 reais mensal! A população tem que tomar conhecimento e ir atrás dos seus direitos.

  4. Manoel C disse:

    Era suave até aparecer esses 70% do esgoto, que veio de forma nada escalonada.

Auxílio emergencial beneficiou quase 50% da população, diz IBGE

Auxílio Emergencial chegou a quase metade dos domicílios brasileiros, segundo levantamento do IBGE — Foto: Reprodução/IBGE

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que, em junho, cerca de 21 milhões de brasileiros tiveram renda domiciliar per capita média de apenas R$ 7,15 e máxima de R$ 50,34. Esse contingente representa 10% da população com os menores rendimentos. A pesquisa mostrou, também, que quase metade da população do país foi beneficiada pelos auxílios emergenciais do governo.

O IBGE destacou que, deste grupo, cerca de 17,7 milhões foram beneficiados, direta ou indiretamente, por benefícios de transferência de renda do governo federal, como o Auxílio Emergencial ou o Benefício Emergencial (BEm). Com o valor do benefício, a renda domiciliar per capita saltou da média de R$ 7,15 para R$ 271,92 – uma alta de 3.705%.

O Auxílio Emergencial do governo federal é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, com renda domiciliar per capita que não deve ultrapassar R$ 522,50 ou a renda total do domicílio que não ultrapasse a três salários mínimos (R$ 3.135). Já o BEm é pago a quem teve suspensão de contrato ou redução de jornada e salário.

No grupo com a segunda menor faixa de rendimento, o IBGE identificou outros 21,1 milhões de brasileiros que viviam em lares com renda domiciliar per capita média de R$ 150,88 e máxima de R$ 242,15. Destes, 18,2 milhões foram beneficiados pelos programas de transferência de renda emergenciais. Com o benefício, a renda média desse grupo passou para R$ 377,22 – uma alta de 150%.

“O auxílio emergencial atingiu cerca de 80% dos domicílios duas primeiras faixas de renda e cerca de três quartos dos domicílios da terceira faixa. Isso demonstra a importância do programa na renda domiciliar per capita dos domicílios dos estratos de renda mais baixos”, avaliou o diretor adjunto de pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo.

Na terceira faixa dos menores rendimentos, a renda per capita média foi de R$ 303,42 e a máxima de R$ 354,18. Com o pagamento dos benefícios, a renda média aumentou em 59,9%. Segundo o IBGE, isso evidencia o quanto os programas impactam de forma mais expressiva os dois primeiros grupos.

Auxílio beneficiou quase metade da população

A pesquisa mostrou que os auxílios emergenciais chegaram, em junho, a 29,4 milhões de domicílios brasileiros, onde residem 49,5% da população do país.

“Direta ou indiretamente, esse contingente pode ter sido beneficiado com auxílio”, apontou o diretor adjunto de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo.

Segundo a pesquisa, nos estados das regiões Norte e Nordeste, o percentual de domicílios beneficiados com auxílio emergencial ultrapassou os 45%. No Amapá e no Maranhão, por exemplo, a proporção de beneficiados foi superior a 65%. Já em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, a cobertura do programa não alcançou 30% dos domicílios.

Azeredo destacou que foram distribuídos R$ 27,3 bilhões pelo programa do governo federal, sendo que metade da população brasileira, formada pelos estratos mais baixos de renda, recebeu 75,2% das transferências.

O IBGE destacou que, em junho, o benefício chegou a 3,1 milhões de domicílios a mais do que havia alcançado em maio.

O levantamento foi feito por meio da Pnad Covid19, versão da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua realizada com apoio do Ministério da Saúde para identificar os impactos da pandemia no mercado de trabalho e para quantificar as pessoas com sintomas associados à síndrome gripal no Brasil.

Desemprego tem alta de 16,6%

A pesquisa mostrou que o país encerrou junho com 11,8 milhões de desempregados, 1,7 milhão a mais que o registrado em maio – uma alta de 16,6% no período. Com esse aumentou, a taxa de desocupação passou de 10,7% para 12,4%

De acordo com o diretor adjunto de pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, esse aumento do desemprego tem relação direta com a flexibilização do distanciamento social.

“Isso implicou no aumento da população na força trabalho, já que o número de pessoas que não buscavam trabalho por causa da pandemia reduziu frente a maio. Elas voltaram a pressionar o mercado”, apontou.

Apesar de também avaliar o mercado de trabalho, a Pnad Covid19 não é comparável aos dados da Pnad Contínua, que é usada como indicador oficial do desemprego no país, devido às características metodológicas, que são distintas.

Na última divulgação, a Pnad Contínua mostrou que, entre abril e maio, cerca de 7,8 milhões de postos de trabalho foram fechados no Brasil, chegando 12,7 milhões o número de desempregados no país. Os dados de junho serão divulgados pelo IBGE no dia 27 de julho.

G1

 

Natal tem 70 mil doses de Vacinação contra Influenza disponível para população

Foto: Divulgação SMS

A Campanha de Vacinação contra Influenza realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) foi responsável pela imunização de mais de 190 mil pessoas, entre março e junho de 2020. Ao total, 192.061 pessoas foram vacinadas durante a campanha, totalizando uma média de 87,72% da população prioritária da capital. Natal conseguiu superar as metas para idosos e profissionais da saúde dentro dos públicos alvos. Encerrada esta etapa, a vacina está disponível agora para todos os interessados com demanda aberta.

Com o fim da campanha para grupos prioritários, a Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza para o público geral 70 mil doses distribuídas dentre as 63 salas de vacinação da cidade. A vacina protege dos principais vírus causadores de gripes, como influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B.

Para ter acesso à imunização, o interessado basta comparecer à Unidade de Saúde (UBS) mais próxima portando documento original com foto, cartão sus e cartão de vacina. Vale ressaltar que cada sala de vacina tem horários e dias específicos de funcionamento, de acordo com escalas. Logo, é indicado entrar em contato previamente com a UBS desejada antes da visita presencial para se vacinar.

“Houve uma baixa procura em em relação ao esperado por adultos, gestantes, puérperas e crianças, mas para esse público fica o recado de que ainda dá tempo de se imunizar. As doses que restam nas unidades básicas de saúde agora estão destinadas a todo e qualquer indivíduo que desejar se vacinar”, finaliza Vaneska Gadelha, chefe do Núcleo de Agravos Imunopreveníveis de Natal.

Imunidade ao coronavírus pode ser maior na população do que dizem os testes, indica estudo

FOTO: SCIENCE PHOTO LIBRARY

Pessoas que apresentam resultados negativos em testes de anticorpos contra o coronavírus podem, ainda assim, ter alguma imunidade ao vírus, indica um estudo do Instituto Karolinksa, na Suécia.

Na pesquisa, feita com 200 pessoas, os cientistas verificaram que para cada pessoa que teve resultado positivo em testes para anticorpos contra o Sars-Cov-2 (vírus que causa a covid-19), duas tinham células T específicas capazes de identificar e destruir células infectadas.

As células T são um tipo de linfócito, células de defesa do sistema imunológico presentes no sangue.

Essa presença das células T capazes de identificar e destruir células infectadas com o coronavírus mesmo em pessoas que não têm anticorpos específicos para o vírus foi observada também em pessoas que tiveram casos leves ou sem sintomas de covid-19.

Mas ainda não está claro se isso apenas protege esse indivíduo ou se também pode impedi-lo de transmitir a infecção a outras pessoas.

A pesquisa já foi submetida para uma publicação científica, mas ainda não foi publicada nem passou oficialmente por peer review (avaliação de outros cientistas).

Mas o imunologista Danny Altmann, professor do Imperial College de Londres, disse que o estudo é “robusto, impressionante e completo” e que ele acrescenta dados a um crescente corpo de evidências de que “o teste de anticorpos subestima a imunidade”.

Entre as pessoas que participaram do estudo, algumas eram doadoras de sangue e outras foram rastreadas no grupo de primeiras pessoas infectadas na Suécia — que tinham voltado ao país vindo principalmente de áreas afetadas anteriormente, como o norte da Itália.

Isso pode significar que um grupo mais amplo de pessoas tenha algum nível de imunidade à covid-19 do que indicam os testes para anticorpos.

É provável que, em algum momento, o corpo dessas pessoas tenha dado uma resposta à contaminação pelo vírus com a produção de anticorpos, mas essa reação tenha, depois, desaparecido — ou não seja detectável pelos testes atuais.

Em tese, essas pessoas devem estar protegidas se forem expostas ao vírus pela segunda vez.

Imunidade de rebanho

Apesar de os cientistas estarem encontrando mais evidências de que pode haver mais imunidade na população do que retratam os testes de anticorpos, isso não necessariamente nos aproxima da chamada “imunidade de rebanho”, de acordo com o médico Marcus Buggert, um dos autores do estudo.

É necessário fazer mais análises para entender se essas células T fornecem “imunidade esterilizante” (quando elas bloqueiam completamente o vírus) ou se podem proteger um indivíduo de ficar doente, mas não impedem que ele carregue o vírus e o transmita.

Grande parte da discussão sobre a imunidade à covid-19 se concentrou em anticorpos — proteínas em forma de Y que são específicas para cada patógeno e agem como “mísseis atingindo um alvo”, explica Buggert.

Os anticorpos se ligam ao vírus antes que ele possa entrar nas células e o neutralizam. Se os anticorpos falharem em neutralizar o vírus, ele pode entrar nas células do corpo e transformá-las em “fábricas” que produzem mais vírus.

As células T, por outro lado, têm como alvo células já infectadas e as destroem completamente, impedindo que os vírus se espalhem para outras células saudáveis. Ou seja, enquanto os anticorpos destroem os vírus, as células T destroem as células do corpo que se tornaram “fábricas de vírus”.

Assim como os anticorpos, as células T fazem parte da parte do sistema imunológico que tem uma espécie de memória. Uma vez que elas reconhecem um vírus específico, podem atingir rapidamente as células infectadas com ele e matá-las.

Pesquisadores no Reino Unido estão testando um medicamento chamado interleucina 7, conhecido por aumentar a produção de células T, para averiguar se pode ajudar na recuperação dos pacientes com covid-19.

Mais estudos são necessários

Pesquisadores do Instituto Francis Crick, do King’s College London, notaram que um grupo de 60 pacientes gravemente doentes pareceu sofrer uma queda no número de células T.

Isso não foi observado no estudo do Instituto Karolinska, que descobriu que quanto mais doente o paciente, maior o nível de anticorpos e células T que eles pareciam produzir.

A equipe da Suécia disse que são necessárias mais pesquisas para confirmar as descobertas. Embora o estudo deles seja a maior pesquisa com células T e coronavírus realizada até agora, ela ainda envolveu um grupo relativamente pequeno de pacientes.

As células T são muito complexas e muito mais difíceis de identificar do que os anticorpos, exigindo laboratórios especializados e pequenos lotes de amostras sendo testados manualmente ao longo de dias.

Isso significa que a testagem em massa de células T capazes de combater a infecção por coronavírus não é uma perspectiva muito provável no momento.

BBC

 

COVID-19: Álvaro Dias diz que prefeitura vai distribuir 1 milhão de comprimidos de Ivermectina para população em Natal

Foto: Reprodução/Twitter

 

“Está comprovado que esse medicamento é eficaz na prevenção do coronavírus e vamos usar essa arma em nosso favor para vencer a guerra contra essa pandemia”. O anúncio do prefeito de Natal, Álvaro Dias, foi feito na tarde desta terça-feira (30), informando que vai distribuir um milhão de comprimidos de Ivermectina para população.

“Vamos iniciar um trabalho de distribuição em massa da Ivermectina, com todo o acompanhamento médico necessário”, comenta.

A publicação não detalha quando começa a distribuição nem os critérios para o recebimento da medicação. Vale destacar, a Secretaria de Saúde de Natal (SMS) publicou um protocolo para orientar médicos e profissionais de saúde em geral sobre o atendimento a pacientes com Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus. Nele há a indicação da Ivermectina como medida de prevenção.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kennedy Diniz disse:

    Uma coisa é certa! Não vai mais existir lombrigas e piolhos. Será se o mundo já está sabendo que. Em Natal descobriram a cura do Covid?

  2. Clara disse:

    Das coisas mais sórdidas que eu já vi na vida….

    • Higor disse:

      Você como medica, tem uma solução melhor?

    • Clara disse:

      Ser honesto??? Pq ele não teve nem a decência de falar em uso compassivo. Disse com todas as letras que ESTÁ COMPROVADA a eficácia na prevenção, qdo o que mais tem é entidade MÉDICA e CIENTÍFICA desmentindo isso. Dia 29 mesmo a Sociedade Brasileira de Pneumologia soltou uma nota falando isso taxativamente. São mais mil mortos, amigo. Só hoje foram dois médicos. Qto mais gente na rua, mais expostos eles ( vocês??) ficam. De fato, não sou médica, mas tenho 2 em casa e temo tanto pela vida deles quanto pela de todos os BONS profissionais. Aqueles que são HONESTOS, que respeitam a ciência e, sobretudo aquelas vidas que juraram defender.

  3. Cabo Silva disse:

    Comprovado por quem mesmo?

  4. Analu disse:

    Parabéns Prefeito Alvaro Dias, pelo empenho em salvar vidas! Essa Governadora deveria lembrar da queda de José Agripino e Garibaldi, que caíram após mtos anos de ineficácia!!!!!

  5. Romero Cezar da Câmara disse:

    Bolsoloide falava de cloroquina e hidrocloroquina e não de ivermectina.

    • Santos disse:

      Homi, esse povo gosta de se enganar mesmo.
      Vivem num mundo próprio. Eles criam as próprias estórias.

    • Higor disse:

      O que tem haver uma coisa com a outra?

  6. Bolsomito disse:

    Desde o início o Presidente Bolsonaro falava na invermectina, será que é pq o dinheiro do governo federal encheu os caixas do Governadores e prefeitos.

  7. Alexandre Moura disse:

    Me desculpe a sinceridade, mas esse prefeito está de Parabéns! É ação em cima de ação no combate ao Coronavírus. Parabéns prefeito Álvaro Dias!!!!!

    • Silva disse:

      Não esqueça do presidente da República.
      Luta sozinho, contra tudo e contra todos.
      Mito disparado na próxima eleição presidencial.
      PRIMEIRO TURNO LOGO.