Sangue tipo A é transformado em doador universal pela primeira vez

APÓS 4 ANOS DE PESQUISAS, CIENTISTAS ENCONTRARAM RESPOSTAS EM BACTÉRIA COMUM NO INTESTINO HUMANO (FOTO: FLICKR BRYAN JONES)

Pela primeira vez, cientistas conseguiram transformar sangue do tipo A em doador universal, ou seja, qualquer pessoa com qualquer outro tipo sanguíneo pode recebê-lo sem danos à saúde. O tipo A é o segundo mais comum do mundo e, por isso, os especialistas acreditam que a descoberta pode revolucionar as doações de sangue.

Existem quatro tipos gerais sanguíneos — A, B, AB ou O — definidos por moléculas de açúcar na superfície de seus glóbulos vermelhos. Se um paciente com o tipo A recebe sangue do tipo B, ou vice-versa, essas moléculas, chamadas de antígenos do sangue, podem fazer com que o sistema imunológico ataque e mate os glóbulos vermelhos. Já as células do tipo O carecem desses antígenos, o que viabiliza sua transfusão para qualquer pessoa — o que o torna “universal”.

Em situações de trauma e risco, por exemplo, onde transfusões de sangue são essenciais, nem sempre há tempo para que médicos e enfermeiros chequem o tipo sanguíneo do paciente, então o tipo O é utilizado porque as chances de causar maiores consequências diminui. Justamente por isso a demanda desse sangue “universal” é maior —, mas a nova descoberta pode facilitar a vida dos profissionais da saúde.

O método utiliza vias enzimáticas encontradas nas bactérias Flavonifractor plautii, que vivem no intestino humano. Após a obtenção dos microrganismos, os profissionais isolaram seus genes específicos que codificam duas enzimas bacterianas capazes de remover os principais componentes do antígeno A — e deu certo.

“Esta é a primeira vez [que a transformação do sangue é bem sucedida], e, se esses dados puderem ser replicados, certamente é um grande avanço”, disse Harvey Klein, especialista em transfusão de sangue que não esteve envolvido no trabalho à Science. Isso porque, com mais sangue “universal”, há mais possibilidades para quem precisa de transfusões.

De acordo com Mohandas Narla, fisiologista do centro de sangue de Nova York, há escassez de sangue constante em todo o mundo: “As descobertas são muito promissoras em termos de utilidade prática”, disse. Contudo, o especialista lembra que mais testes precisam ser feitos para garantir a segurança do tratamento.

Galileu

 

Público do Startup Day em Natal vai contar pela primeira vez com uma exposição de videogames raros

Fotos: Divulgação

É destaque no portal JOL RN – por Lúcio Amaral.  O Museu do Videogame Potiguar irá dispor de uma grande parte do seu acervo para apresentar ao público do Startup Day a história viva do videogame, dando uma oportunidade para conhecer como começou todo esse andar tecnológico dos consoles caseiros.

Entre as raridades o Museu irá apresentar o Magnavox Odyssey, o primeiro videogame do mundo que foi lançado em 1972, como também muitos consoles das décadas de 1970, 1980, 1990 como o clássico Atari 2600, o Intellivision e o raríssimo Vectrex. Além de consoles históricos como o Nintendo Virtual Boy (maior fracasso da Nintendo), todos os PlayStations e, logicamente, o Mega Drive e o Super Nintendo representando o auge da guerra dos consoles.

A exposição promete mostrar toda a história dos videogames através dos consoles em exposição, além de deixar um pequeno espaço para degustar, de forma gratuita, a jogatina de alguns desses videogames clássicos.

O evento vais ser neste sábado (18), no SEBRAE (próximo ao Arena das Dunas), e começa pontualmente às 8h com término às 18h.

MAIS AVÓS QUE NETOS: Pela 1ª vez na história, há mais idosos no mundo do que crianças pequenas. São 705 milhões de pessoas acima de 65 anos

Getty Images

Pela primeira vez na história, há mais idosos no mundo do que crianças pequenas, informou a ONU.

São 705 milhões de pessoas acima de 65 anos contra 680 milhões entre zero e quatro anos.

As estimativas apontam para um crescente desequilíbrio entre os mais velhos e os mais jovens até 2050 – haverá duas pessoas com mais de 65 anos para cada uma entre zero e quatro anos.

Essa desproporção simboliza uma tendência que os demógrafos vêm acompanhando há décadas: na maioria dos países, estamos vivendo mais e tendo cada vez menos filhos.

Mas como isso pode nos afetar? E como já está nos afetando?

Redução da natalidade

Christopher Murray, diretor do Instituto de Métricas de Saúde e Avaliação da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, diz à BBC: “Caminhos para uma sociedade com poucas crianças e muitos idosos e isso representa um desafio”.

Murray também é autor de um artigo de 2018 no qual sugeriu que quase metade de todos os países do mundo está enfrentando uma “redução da natalidade” – o que significa que há crianças insuficientes para manter o ritmo de crescimento populacional.

“Pense em todas as profundas consequências sociais e econômicas de uma sociedade com mais avós do que netos”, acrescenta.

Em 1960, a taxa mundial de fecundidade era de quase cinco filhos por mulher, segundo o Banco Mundial.

Quase 60 anos depois, caiu para apenas 2,4.

Ao mesmo tempo, os avanços socioeconômicos beneficiaram quem nasceu nesse período. Em 1960, as pessoas viviam em média pouco mais de 52 anos; a expectativa de vida atual atingiu 72 anos em 2017.

Isso significa que estamos todos vivendo mais e demandando cada vez mais recursos à medida que envelhecemos, aumentando a pressão sobre os sistemas de saúde e previdenciário, por exemplo.

População Idosa

O envelhecimento da população é mais acentuado nos países desenvolvidos. Esses países tendem a ter menores taxas de natalidade por uma série de razões ligadas principalmente à afluência econômica – as taxas de mortalidade infantil são menores, o controle da natalidade é mais fácil e a educação dos filhos pode ser relativamente cara.

Nessas nações, as mulheres deixam para ter filhos mais tarde e, portanto, têm menos filhos.

Um padrão de vida melhor significa que as pessoas vivem mais nesses países. Um bom exemplo é o Japão, onde a expectativa de vida ao nascer é de quase 84 anos (a mais alta do mundo). Ali, os idosos somaram 27% da população no ano passado – também a maior taxa do mundo. E a população com menos de 5 anos? Segundo a ONU, 3,85%.

Esse duplo desafio preocupa as autoridades japonesas há décadas e, no ano passado, o governo anunciou um aumento compulsório da idade mínima para aposentadoria de 65 para 70 anos.

Quando essa nova idade mínima para a aposentadoria for implementada – e se isso realmente ocorrer, os trabalhadores do Japão deverão se aposentar mais tarde do que em qualquer outro lugar do mundo.

Mas o desequilíbrio entre a população de crianças e idosos também está ameaçando os países em desenvolvimento. A China possui uma população acima de 65 anos muito menor (10,6% da população) do que a do Japão, mas graças aos rígidos programas de planejamento familiar implantados desde a década de 1970, a segunda maior economia do mundo também tem uma taxa de fecundidade comparativamente baixa – 1,6 filhos por mulher.

Os menores de 5 anos na China continental são agora menos de 6% da população total.

Quantidade de crianças x qualidade de vida

Os países africanos são o melhor exemplo do dilema quantidade versus qualidade em termos de taxas de natalidade: eles dominam o ranking de fecundidade.

O Níger, por exemplo, é o “país mais fértil” do mundo, com 7,2 filhos por mulher em 2017.

No entanto, os mesmos países têm mortalidade infantil alta – o Níger, por exemplo, tem uma taxa de mortalidade infantil (medida pela probabilidade de óbito até um ano de idade) de 85 a cada mil nascidos vivos, uma das mais altas do mundo.

Nível de reposição

Quando falamos de demografia, 2,1 é o número mágico. Esse é o chamado ‘nível de reposição’, ou seja, a quantidade de filhos necessária para garantir a substituição das gerações.

No entanto, os dados mais recentes da ONU mostram que pouco mais da metade dos países do mundo procria nesse ritmo. O Brasil, por exemplo, com 1,7 filhos por mulher, já não está mais nesse grupo.

Os pesquisadores também apontam que os países com maior mortalidade infantil e menor expectativa de vida precisam de uma taxa de fertilidade de 2,3, um limiar atualmente alcançado por apenas 99 nações.

Devido à queda no número dos nascimentos, muitos países provavelmente vão ver suas populações encolherem significativamente, apesar do aumento geral da população global – espera-se que cheguemos à marca de 8 bilhões até 2024.

Um dos casos mais extremos é a Rússia: espera-se que a taxa de fecundidade de 1,75 filho por mulher contribua para uma queda acentuada no número de russos nas próximas décadas.

A Divisão de População da ONU calculou que a população russa cairá dos atuais 143 milhões de pessoas para 132 milhões até 2050.

O declínio e o envelhecimento das populações resultam em menos pessoas na força de trabalho, o que, por sua vez, pode levar a uma diminuição da produtividade econômica. Isso acaba prejudicando ainda mais o crescimento.

Em novembro passado, o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou que a economia do Japão poderia encolher mais de 25% nos próximos 40 anos devido ao envelhecimento da população.

“A demografia afeta todos os aspectos de nossas vidas – basta olhar pela janela para as pessoas nas ruas, para as casas, para o trânsito, para o consumo. Tudo isso é impulsionado pela demografia”, diz à BBC Brasil George Leeson, diretor do Instituto de Envelhecimento Populacional da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A tecnologia ajudará a mitigar os efeitos econômicos de uma população envelhecida?

Políticas públicas

Há consenso, no entanto, de que os governos precisam agir para desarmar essa “bomba-relógio”. E eles têm tentado.

Em 2015, a China revisou sua “política do filho único”. Em 2018, sinalizou que poria fim a todas as restrições de nascimento a partir do ano que vem. De acordo com um editorial do jornal estatal The People’s Daily, dar à luz é “uma questão familiar e nacional também”.

Mas flexibilizar essas restrições está longe de ser a única solução para o problema: a China registrou 15,2 milhões de nascimentos em 2018, o menor número em mais de 60 anos.

Pesquisadores chineses atribuíram a queda a um declínio na população de mulheres em idade reprodutiva e a famílias que adiam planos de ter filhos por razões financeiras, especialmente em famílias com mulheres mais instruídas e relutantes em desempenhar o papel tradicional de donas de casa.

Mais velhos e mais fortes

Os demógrafos alertam que as políticas que promovem a saúde dos idosos precisam desempenhar um papel crucial na mitigação dos efeitos do envelhecimento da população.

O argumento é que indivíduos mais saudáveis são mais capazes de continuar trabalhando por mais tempo e com mais energia, o que poderia resultar em menores custos com a saúde.

Uma área que tem sido negligenciada é a participação feminina na força de trabalho: dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostram que a taxa de participação das mulheres no mercado de trabalho global era de 48,5% em 2018, mais de 25% abaixo da dos homens.

“Economias com maiores taxas de participação das mulheres na força de trabalho experimentaram menor desaceleração no crescimento populacional. Mais mulheres trabalhando não só tornam as economias mais resistentes a choques econômicos adversos, mas uma força de trabalho com mais mulheres também representa uma poderosa ferramenta anti-pobreza”, diz o economista Ekkehard Ernst, da OIT.

BBC Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    O fim da espécie humana está se aproximando. Sobre a terra só vai restar, além de casais gays, vaginas áridas e pintos esturricados. Um cenário típico da pintura de Salvador Dali.

  2. Ivanildo Solano disse:

    BG, Casais do mesmo gênero não faz filhos, e está crescendo esse tipo de casal em quase todo mundo, menos no Oriente Médio Rússia, China e outros países. Essa diferença vai crescer mais ainda nos próximos anos.

Pela primeira vez, Brasil tem dois ex-presidentes presos por crimes comuns

Temer cumprimenta Lula durante visita no Hospital Sírio-Libanês (Beto Barata/PR/Divulgação)

Com a prisão de Michel Temer no início da tarde desta quinta-feira, 21, o Brasil vive uma situação inédita. Pela primeira vez na história da República, dois ex-presidentes — Temer e Lula — estão presos por crimes comuns.

Temer, que passou a faixa para Jair Bolsonaro no último 1° de janeiro, foi preso preventivamente pela força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio, por decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal no estado. O emedebista foi acusado pelo Ministério Público Federal de ser o “líder de uma organização criminosa” que recebeu 1,8 bilhão de reais em propina envolvendo desvios em obras na usina nuclear de Angra 3. Já Luiz Inácio Lula da Silva, mandatário entre 2003 e 2011, foi preso em 7 de abril do ano passado depois de condenação em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Lula tem ainda outra prisão em sua biografia, em 1980, acusado de “incitação à desordem” pelo regime militar quando era sindicalista e liderou greves no ABC paulista. O processo, claramente político, foi depois anulado.

Outros seis ex-presidentes já foram detidos

Antes de Temer e Lula, outros seis ex-presidentes foram detidos, mas sempre por motivos políticos. Em 1922, Hermes da Fonseca (que governou entre 1910 e 1914) presidia o Clube Militar de Pernambuco quando fez críticas à intervenção federal nas eleições do estado. Foi preso a pedido do então presidente Epitácio Pessoa, menos de oito anos depois de deixar o poder. Hermes ficou detido por seis meses e morreu poucos meses depois de ser solto.

Washington Luís, o último presidente da República Velha (comandou o país de 1926 a 1930), foi preso por ser correligionário de seu sucessor Júlio Prestes na chamada “política do café com leite”. Ele e outros líderes da política paulista foram detidos durante o golpe que levou Getúlio Vargas ao poder em 1930. O político, que era carioca mas fez carreira em São Paulo, ficou preso por 27 dias no Forte de Copacabana, no Rio, e depois partiu para o exílio.

O mineiro Arthur Bernardes também foi preso no contexto da ascensão de Vargas. Presidente do Brasil entre 1922 e 1926, Bernardes apoiou uma revolução comandada por autoridades de São Paulo e foi encarcerado no interior de Minas Gerais ao tentar organizar um levante contra o governo federal. Foi levado ao Rio de Janeiro e ficou preso por aproximadamente dois meses, antes de também ir para o exílio, em Portugal.

Primeiro líder do Executivo após o suicídio de Vargas, seu vice, Café Filho se afastou da função por problemas de saúde. Quem assumiu foi o presidente da Câmara, Carlos Luz. Supostamente envolvido em um plano de golpe de Estado, Luz foi impedido com apenas oito dias no cargo e Café Filho foi posto em prisão domiciliar por dois meses e meio quando recebeu alta médica, como garantia de que o presidente eleito, Juscelino Kubitsckek, assumiria o cargo em janeiro de 1956.

Já os ex-presidentes Jânio Quadros e Juscelino Kubitschek foram presos pela ditadura militar. Em julho de 1968, Quadros foi posto em confinamento na cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, em uma medida do regime para afastar figuras políticas importantes das manifestações pela democracia que ocorriam no país. Jânio, publicamente crítico ao golpe de 1964, ficou confinado por quatro meses acompanhado da esposa, Eloá.

Kubitschek foi preso no dia em que foi baixado o Ato Institucional n°5 (AI-5), que levou ao período de maior repressão da ditadura militar. Depois de discursar como paraninfo de uma formatura no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, ele detido por militares e levado para um quartel em Niterói, onde permaneceu encarcerado por nove dias.

Mais alvos de denúncias

Apesar de sofrerem consequências mais extremas, Lula e Temer não são os primeiros ex-presidentes a enfrentar problemas com a justiça. José Sarney foi denunciado duas vezes pela Procuradoria Geral da República na Operação Lava Jato, acusado de receber propina de contratos superfaturados da Petrobras.

Os depostos Fernando Collor e Dilma Rousseff também foram denunciados pela procuradoria. Collor foi acusado de receber 30 milhões de reais em propina de contratos da BR Distribuidora. A denúncia foi aceita mas o ex-presidente, atual senador por Alagoas, nega. Já Dilma responde por suposta formação de quadrilha durante os governos do PT.

Desde a redemocratização, em 1985, apenas Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso não foram alvos de inquéritos ou de denúncias.

Veja, com Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Belarmino tx disse:

    Vamos passar o Brasil a limpo, parabéns lava jato.

  2. Cigano Lulu disse:

    Só mais um(a?) e estará formada a Confraria das Excelências… A mais vistosa das "jabuticabas" deste patropi.

  3. ANTONINO TEIXEIRA disse:

    Me perdoe os contras! Só temer, tem provas contundentes, os demais são presos políticos, principalmente o LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA. ( preso por convicção do juiz ).
    me perdoe os contrários, é minha opinião.

  4. Figueira da Foz disse:

    Pelo andar da carruagem essa lista tende a engrossar BG.
    A próxima prisão pode está ligada a refinaria Pasadena nos Estados Unidos.
    Tchau QUERIDA !!

  5. paulo martins disse:

    Se Lula, que é "afanabéltico", goza de regalias absurdas como hóspede na carceragem da PF, em Curitiba… agora imagine o tratamento vip que será dispensado a Temer, dito "o constitucionalista".

  6. Irany Gomes disse:

    Na Austrália Gilmar Mendes já soltou Temer!!!

  7. nasto disse:

    Se gritar " PRENDE LADRÃO POLÍTICO" não fica um meu irmão. Falta muitos colegas de TEMER para irem fazer companhia a ele. Aqui na terrinha tem nego cortando prego. A minha preocupação é que o País não anda com tanto ladrão a ser preso.

  8. paulo disse:

    BG
    E Marcelinha como é que fica sem seu veinho para cuidar??????

  9. Ceará-Mundão disse:

    E ainda teve a volta do Fusca. kkkkkkkkk

  10. Ceará-Mundão disse:

    Tempo bom o do governo Itamar Franco. O maior "escândalo" que houve foi aquele da modelo Lilian Ramos no carnaval. kkkkkkkkkk

    • Silva disse:

      Na época não tinha moro, nem bredas. Só STF pra limpar a barra dos políticos ladrões.

MOMENTO HISTÓRICO (VÍDEO): Pela primeira vez, uma mulher militar hasteia a Bandeira Nacional no Palácio do Planalto

Foto: Divulgação

Visivelmente emocionada, a militar hasteou um bandeira do Brasil, em um dia histórico para as mulheres em todo o mundo. Ao som do clarim, às 8h10 desta sexta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a sargento Kareen Samya Souza dos Dragões da Independência realizou uma rotina que até hoje só tinha sido feita por homens.

Com isso, o 1º Regimento de Cavalaria, que já esteve presente em vários fatos importantes do país – como o grito de independência de Dom Pedro I, às margens do Riacho Ipiranga – fez parte de mais um momento histórico.

A técnica de enfermagem dos Dragões, sargento Kareen Samya Souza, de 29 anos, foi a escolhida para realizar a homenagem às mulheres. O ato simbólico durou cerca de 30 minutos. Ela também será responsável por retirar a bandeira às 18h desta sexta.

Mulheres no Exército

A presença de Karen mostra que as mulheres estão cada vez mais presentes em funções dominadas por homens, mas ainda são grande minoria. Em todo o Brasil, as mulheres são pouco mais de 5% do total de militares do Exército Brasileiro.

Na cerimônia desta manhã, ela também era a única mulher entre os dezenas de militares que fazem parte dos Dragões.

A militar de carreira nasceu no Rio de Janeiro, tem cinco anos de serviço militar, e está em Brasília há 4 anos. Ela é técnica de enfermagem dos Dragões da Independência.

“Ser a primeira mulher é de suma importância para mim porque além da bandeira ser o maior símbolo de patriotismo representa muito para nós militares”.

Para ela, o ato demonstra que a mulher tem alcançado seu espaço nas formas armadas.

Os Dragões são responsáveis pela guarda do presidente da República e pelo cerimonial militar. Durante os períodos da Colônia, Império e República, os dragões da independência participaram de missões de grande importância no Sul, Norte e região central do território brasileiro.

Com acréscimo de informações da Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    O doido que disse que a filha mulher veio de uma fraquejada. Quero ver ele nomear uma mulher ministra do exército, ai seria histórico. Como foi histórico a primeira mulher presidenta do Brasil. Os machistas e misóginos trataram de tira-la do poder, inclusive com esse pulha que colocaram na presidência enaltecendo um estuprador e torturador de mulheres. Bolsonaro é o que rai?

    • Ricardo Carvalho disse:

      Vai descer do palanque quando? Abestalhado! Seu candidato foi derrotado, o Brasil que presta deu um chute no poste do presidiário e no partido que virou bando! kkkkkkkkkkkkkk

    • Walsul disse:

      Ei Ricardo, bolsonaro é o Carvalho.

  2. Dan Montero disse:

    Manda esses petistas todos tomar na cloaca …

  3. Bento disse:

    Jair fazendo história. Cadê os outros que nunca pensaram nesse grande feito.

  4. Paulo disse:

    Essa direita é muito besta. Nada mais justo. Agora fazer disse ato uma grande feito de um presidente que afirmou que a única filha que teve foi uma fraquejada.

  5. Paulo disse:

    Vamos vê se o governo vai viabilizar políticas para as mulheres. Hastear bandeira é muito fácil.

  6. Victorino disse:

    Essa esquerda é raivosa, só não choram quando estão mamando. Vergonha

  7. Fabio disse:

    Esse Bolsonaro é um Ditador……..machista……

    • Decepcionado disse:

      Você sabe interpretar texto? Pelo jeito não. Então sugiro entrar na escola para aprender e depois deixar algum recado.

    • Rio disse:

      Mais uma viuvinha do presidiário barbudo chorando nos comentários .

    • Cidadão disse:

      Boa, decepcionado.

Aumenta pela primeira vez desde 2011 nota máxima na redação do Enem

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O número de participantes com a nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aumentou pela primeira vez desde 2011. Em 2018, ao todo, 55 estudantes obtiveram nota mil. Na outra ponta, o número de redações nota zero caiu para menos da metade de 2017.

Em 2011, dos cerca de 4 milhões de participantes do Enem, 3,7 mil tiraram a nota máxima. Desde então, apesar do aumento no número de candidatos, o número de redações nota mil só caiu. Em 2017, apenas 53 dos mais de 4,7 milhões de participantes alcançaram a nota máxima.

Em 2018, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do total de 4,1 milhões de redações corrigidas, 55 obtiveram o máximo desempenho em todos os quesitos avaliados. O tema da edição do ano passado foi Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet.

O número de estudantes que zeraram a redação caiu, passando de 309.157, em 2017, o que representou 6,54% do total de candidatos, para 112.559 em 2018, 2,73% do total de participantes.

Em 2017, quando o tema da redação foi Desafios para formação educacional de surdos no Brasil, o maior motivo para zerar a redação foi fuga ao tema. Já no ano passado, mais estudantes deixaram a prova em branco.

Apesar dos resultados positivos nas notas máximas e mínimas, a média de desempenho na redação caiu em 2018 em relação a 2017. A nota média dos estudantes nessa prova em 2017 foi 558 pontos. Em 2018, foi 522,8 pontos.

Os resultados do Enem foram divulgados nesta sexta-feira. Os estudantes podem acessar na Página do Participante e saber quanto obtiveram nas provas de linguagem, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação.

Em média, comparando com os resultados de 2017, os estudantes tiveram melhor desempenho em 2018 nas provas de linguagem, matemática e ciências humanas. A proficiência média passou de 510,2 pontos para 526,9pontos em linguagem; de 519,3 para 569,2 em ciências humanas; e de 518,5 para 535,5 em matemática. Em ciências da natureza o desempenho médio caiu de 510,6 para 493,8.

No dia 18 de março, o Inep divulgará o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

Agência Brasil

 

Globo cancela programa e, pela 1ª vez, país não terá debate entre presidenciáveis no 2º turno; campanha de Bolsonaro destaca limitações da saúde em virtude da bolsa de colostomia

Reprodução / Youtube e TV Aparecida

Pela primeira vez, desde que foram instituídos dois turnos para a eleição no Executivo, o país não terá debate entre presidenciáveis às vésperas da votação decisiva. Depois da Record e da Band, a Rede Globo cancelou o debate previsto para a próxima sexta-feira (26) entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). A emissora também descartou o pedido de Haddad para que, na ausência do adversário, ele fosse entrevistado.

Em carta à Globo, a campanha de Bolsonaro diz que o candidato “enfrenta limitações em virtude da bolsa de colostomia que carrega”. Na semana passada médicos que acompanham o candidato no Hospital Albert Einstein informaram que, clinicamente, ele estava liberado para participar de debates. O candidato se recupera de um atentado a faca ocorrido no dia 6 de setembro em Juiz de Fora (MG). Bolsonaro, porém, havia admitido, dias atrás, a possibilidade de não ir a qualquer debate no segundo turno por uma questão estratégica.

“Na reunião de elaboração das regras do evento foi acertado com as assessorias dos candidatos que, se Jair Bolsonaro não pudesse comparecer por razões de saúde, o debate não seria substituído por entrevistas”, informou a emissora. O debate seria realizado entre as 22h e as 23h40 da próxima sexta.

Veja a nota da Globo:

“Recebemos na data de hoje [22], último dia combinado com as campanhas dos candidatos à Presidência para confirmação do debate de sexta-feira próxima, email da campanha do candidato Jair Bolsonaro (transcrito abaixo), informando que o mesmo não poderá participar do evento, em razão de limitações de saúde. Já o candidato do PT, Fernando Haddad, confirmou sua disposição de estar presente. Como se trata de campanha de segundo turno, obviamente não há outros candidatos para viabilizar a realização do debate. Na reunião de elaboração das regras do evento foi acertado com as assessorias dos candidatos que, se Jair Bolsonaro não pudesse comparecer por razões de saúde, o debate não seria substituído por entrevistas.”

A nota da assessoria de Bolsonaro citada pela Globo:

“Como informado pelo Rodrigo Marcondes, na reunião do dia 9 de outubro pp., a presença do candidato Jair Bolsonaro ao debate da TV Globo precisaria ser confirmada por sua assessoria, tendo em vista o seu atual quadro de saúde.

Apesar de o Dr. Antonio Macedo ter reduzido o nível de restrição de suas atividades rotineiras, o candidato continua com limitações em virtude da bolsa de colostomia. Segundo explicado pelo aludido médico (vídeo anexo), o paciente com a bolsa de colostomia fixada ao lado direito do abdômen, como no caso do candidato, não tem qualquer controle intestinal. Com isso, o seu preenchimento total pode ser rápido e inesperado, podendo levar ao rompimento da bolsa, o que gera extremo desconforto e constrangimento ao paciente.
Além disso, por orientação médica, ele ainda deve evitar esforço físico, estresse excessivo ou ficar muito tempo em pé.

Por esses motivos, ele não poderá comparecer ao debate marcado para o dia 26 de outubro, às 22 horas'”.

Congresso em Foco

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno de Lira Alves disse:

    Muitos não irão votar no PT porque acreditam ser ele um partido corrupto. O argumento seria aceitável, se fossemos um país de gente ilibada… Não tem problema, não. Daqui a 4 anos, o PT volta, com o voto desses mesmos que estão dizendo levianamente: PT nunca mais!

  2. Mari disse:

    Boa! Esse debate é sem futuro, só serve pra audiência da Globo lixo. Quem conversa com corrupto é dr Sérgio Moro em Curitiba.

  3. Fábio disse:

    Quem conversa com poste é bêbado.

  4. Marcelo Correia disse:

    Outro dia vi e copiei, concordo plenamente.
    Com PETISTA NÃO DEVE HAVER DEBATE e explicar:
    Haddad explicar qual a utilidade do Kit Gay para crianças lançado por ele quando era ministro da educação?
    Haddad explicar qual o sentido de instituir o bolsa travesti quando foi prefeito em São Paulo?
    Haddad responder um a um dos 32 processos em que é reu;
    Haddad explicar qual a razão de ser a favor do aborto?
    Haddad explicar qual a razão de ser contra os cristãos até começar o segundo turno?
    O PT deve explicar os 12 MILHÕES de DESEMPREGADOS que seu governo deixou ao sair em 2016, já que fala o oposto;
    O PT tem que explicar a condenação dos seus membros como José Dirceu, Dilma, Bumlai, Eike Batista, João Santana, Delcídio, Palocci, Vaccari, todos os ex ministros da casa civil do PT, entre tantos outros, pessoas que tomavam café da manhã em sua casa e estão envolvidos em corrupção;
    O PT tem que explicar o envolvimento do partido com a Odebrecht, Camargo Correia, OAS, UTC, Eike Batista, JBS… e o favorecimento delas em obras no exterior com recursos do BNDES
    O PT tem que explicar as DUAS REFINARIAS que DOOU a BOLIVIA!
    O PT tem que explicar os BILHÕES de DÓLARES que MANDOU a fundo perdido para CUBA, VENEZUELA, GUINÉ EQUATORIAL, HAITI, CONGO e OUTROS, afinal aqui também TEM CRIANÇAS MORRENDO, cidades precisando de HOSPITAIS, LEITOS, ESCOLAS, DELEGACIAS, RODOVIAS, HIDROELÉTRICAS e CIDADES SEM PORTOS!
    O PT tem que explicar os escândalos provados através do MENSALÃO, PETROLÃO e LAVA JATO e os TRILHÕES em recurso público desviado nesses escândalos;
    O PT tem que explicar a falência do SUS, PETROBRÁS, CORREIOS e FUNDOS DE PENSÃO;
    O PT deve explicar os 4,8 bilhões gastos na transposição do Rio São Francisco sem conseguir concluir a obra!
    O PT deve explicar a ECONOMIA ter regredido 20 anos em apenas 13 anos governo do PT;
    O PT deve explicar a necessidade dos 39 ministérios;
    O PT deve explicar a paralisação da indústria nacional de 2006 a 2016;
    O PT explicar onde foi parar a reabilitação da indústria naval brasileira!
    O PT tem que explicar os 50% de inadimplência do programa eleitoral "minha casa minha vida"que os brasileiros que trabalham terão que pagar. Situação que deixou a Caixa em sérios problemas financeiros;
    O PT deve explicar o PRÉ-SAL que possui um custo altíssimo e não tem como concorrer com o preço comum do petróleo;
    O PT deve explicar como deixou a inflação voltar na casa de 02 dígitos e derreter os salários entre 2010 e 2016;
    O PT tem que explicar o esquema de corrupção montado dentro das EMPRESAS PÚBLICAS NO MAIOR APARELHAMENTO ESTATAL JÁ REGISTRADO;
    Depois disso tuto explicado, então que comece o debate…

    • Marcos disse:

      Quanta desinformação em uma única pessoa!!!!!!!

    • Tulio Chacon disse:

      Que sujeito desinformado , é esse o nível do eleitor de Bolsonaro , despreparado igual sem tirar nem por. Vá se informar melhor das coisas. Você daqui a alguns dias vai ser daqueles que irá se esconder em ter vergonha de haver votado no 17 .

    • François Cevert disse:

      PTCopata #Detected

  5. felipe sousa disse:

    cara não mistura as coisas. Voce ta sendo ignorante em achar que o PT é um partido 100% corrupto. Se fosse assim Natalia e Mineiro não tinham sido eleitos deputados federais. Se voce for servidor publico, melhor votar em Fátima, porque C Alves ele detesta servidor publico, não gosta de fazer concurso e ainda atrasa salarios, como atrasou na prefeitura. Seja ignorante nao que é feio. Onde na sua cabeça que C Alves é bom p/ servidor publico? quem tem boquinha de vinculação a salario minimo vai correr risco de perder essa boquinha. Se vc for servidor publico ou tiver algum parente que é servidor publico, melhor votar em Fatima mesmo, que representa os trabalhadores em geral, inclusive o servidor publico. Agora se vc ta afim de pagar 14% de previdencia e é servidor, pode votar em C Alves. O correto é votar em Fatima governadora e Bolsonaro presidente. Os recursos quem traz são os deputados e ja tem bancada p/ isso (Mineiro e Natalia). Vamos usar a cabeça que ignorancia eu nao suporto mesmo.

    • Jessica disse:

      Natália desrespeitou a memória de Maurílio Pinto, grande xerife das terras potiguares… por isso naquela época não era a esculhambação que é hoje, porque PELO MENOS EXISTIA ORDEM.

    • Victorino disse:

      Amigo Felipe Souza, o estado não é só servidor público, estais olhando só para seu umbigo? Não é de se admirar que o PT aparelham vcs para se manter no poder, e assim a roda vai girando, e o povo que se dane. Muita hipocrisia. Acorda

  6. Pedro disse:

    O antipetismo não precisa de debates…
    Já está decidido qualquer coisa menos o pt

  7. Ceará-Mundão disse:

    Não há mais o que debater, tudo o que os eleitores deveriam saber sobre os candidatos já é do conhecimento geral. Não há nenhuma novidade a ser debatida. Por outra, não faz sentido debater com um sujeito que nem sequer é o verdadeiro candidato. O verdadeiro candidato do PT (essa ORCRIM acaba de criar a figura do candidato "oculto") é o presidiário condenado por corrupção e lavador de dinheiro. E com bandido não se debate. Bolsonaro deve cuidar de sua saúde, ele que foi covardemente atacado por um militante de esquerda e nem campanha pode fazer. Ganhará essa eleição de pijama. E iniciaremos a recuperação do nosso Brasil, destruído que foi pelos corruptos governos petistas. Falta só a virada no RN porque, se essa Fátima se eleger, será o fim do estado, a pá de cal que falta. Onde ela conseguirá recursos para pagar os salários dos servidores? Na Venezuela? PT nunca mais!

Cientistas criam óvulos humanos em laboratório pela primeira vez

Imagem aumentada mostra óvulo humano criado em laboratório até a total maturidade, pronto para ser fertilizado (Foto: Doutor David Albertini/Universidade de Edinburgo via Reuters)

Cientistas conseguiram pela primeira vez desenvolver óvulos humanos em laboratório desde os estágios iniciais até a total maturidade, quando estão prontos para serem fertilizados – uma descoberta que pode ajudar a desenvolver novas terapias regenerativas e tratamentos contra a infertilidade.

O experimento foi realizado por pesquisadores do Reino Unido e dos EUA, que publicaram os resultados na revista científica “Molecular Human Reproduction” nesta sexta-feira (9).

Os óvulos foram desenvolvidos a partir do tecido ovariano de dez mulheres. Dos 48 óvulos que atingiram o penúltimo estágio do processo, nove chegaram à maturidade total.

Imagens aumentadas mostram óvulos humanos em diferentes fases de desenvolvimento (Foto: Prof. Evelyn Telfer e Dr. Marie McLaughlin/Universidade de Edinburgo via Reuters )

Estudos anteriores já haviam obtido o mesmo resultado em ratos: foram criados óvulos desses animais em laboratório até o estágio em que eles produziram descendentes vivos.

Já em humanos outras equipes tinham conseguido atingir diferentes estágios de desenvolvimento do processo, mas é a primeira vez que se consegue desenvolver os mesmos óvulos do estágio inicial até o ponto em que poderiam ser liberados pelos ovários e fertilizados (a maturidade total).

“Ser capaz de desenvolver completamente óvulos humanos em laboratório pode ampliar o escopo dos tratamentos de fertilidade existentes. Estamos agora trabalhando em melhorar as condições dos óvulos humanos durante seu desenvolvimento e estudando o quão saudáveis eles são”, disse Evelyn Telfer, coautora do trabalho, que foi conduzido por pesquisadores de dois hospitais em Edinburgo (Escócia) e do Centro de Reprodução Humana de Nova York.

Repercussão

Especialistas que não estão ligados diretamente ao estudo comentaram que o trabalho é importante, mas alertaram que há muito a ser feito antes que os óvulos criados em laboratório podem ser usados com segurança para serem fertilizados com esperma.

“Esses dados sugerem que isso pode ser muito factível no futuro”, diz Ali Abbara, pesquisador experiente da área de endocrinologia do Imperial College London. “Mas a tecnologia ainda está em um estágio inicial, e há muito a ser feito para garantir que a técnica é segura e que os ovos permanecerão normais durante o processo, formando embriões que levem a bebês saudáveis”, disse.

Para Darren Griffin, professor de genética da Universidade de Kent no Reino Unido, o trabalho foi um “avanço técnico impressionante”.

Se for comprovada sua segurança e seu sucesso, afirma, pode ajudar no futuro pacientes de câncer que querem preservar sua fertilidade antes de passarem por quimioterapia, melhorar os tratamentos contra infertilidade e aprofundar a compreensão da biologia dos primeiros estágios da vida humana.

Bem Estar – Globo

 

‘Playboy’ alemã exibe modelo trans na capa pela primeira vez

Uma modelo transgênero ilustra a capa da edição alemã da “Playboy” pela primeira vez. Giuliana Farfalla, de 21 anos, foi o rosto (e o corpo) escolhido para ser exibido na revista deste mês, com lançamento previsto para quinta-feira. Em publicação no Instagram nesta terça-feira, ela disse estar se sentindo “muito orgulhosa” com o resultado da produção.

O editor chefe da revista, Florian Boitin, disse que a escolha por retratar a modelo de topless vai de acordo com a tradição do fundador da revista, Hugh Hefner, frisando se “opor resolutamente a todas as formas de exclusão e intolerância”. De acordo com ele, Farfalla é um “exemplo maravilhoso de como é importante a luta pelo direito de autodeterminação”.

Nascida no sudoeste da Alemanha, a modelo se chamava Pascal Radermacher antes da transição de gênero. Ela ficou famosa no país depois de participar do reality show apresentado por Heidi Klum, “Germany’s Next Topmodel” (“A próxima top model da Alemanha”).

“Meus queridos, estou na última capa da Playboy e muito orgulhosa do resultado. Espero que gostem da capa tanto quanto eu”, afirmou Farfalla.

A edição americana da publicação já tinha demonstrado apoio à inclusão, no ano passado, ao eleger uma modelo transgênero como uma playmate do mês.

O Globo

FOTOS: Pela primeira vez, aeroporto de São Gonçalo receberá um AirBus 340-300, que levará natalenses para Paris e Lisboa

A340-300 AIR BUS A340-300 FOTO 01 GOURMET CATERING SERVIÇO services_catering_1Pela primeira vez aterrissará no aeroporto internacional de São Gonçalo uma aeronave Airbus A340-300, equipamento mundialmente reconhecido pelo conforto e sofisticação que proporciona aos passageiros. O A340-300, que pertence à empresa internacional Hy Fly, chega ao solo potiguar no mês de dezembro próximo, quando estará levando grupos de natalenses para o Réveillon em Lisboa e Paris, através da empresa Fretamento Europa, pertencente ao empresário Murilo Felinto.

O A340-300 possui 267 lugares, distribuídos nas classes Executiva e Econômica, além da Primeira Classe. Segundo Murilo Felinto, este Airbus tem um moderno sistema de entretenimento de bordo, para adicionar um conforto extra para a experiência de voo dos passageiros da Fretamento Europa.

A vinda do A340-300 para Natal foi viabilizada graças a uma operação de fretamento (locação) feita por Felinto, como forma de garantir aos seus passageiros uma viagem em um equipamento com serviço cinco estrelas, no trecho Natal/Lisboa.

Um dos homens mais ricos da Rússia, o empresário Alisher Usmanov, dono de uma fortuna avaliada em US$ 20 bilhões, e acionista de diversas empresas de tecnologia como Apple, Facebook e Twitter, possui para uso particular um Airbus A340-300, batizado como “Bourkhan” em homenagem ao seu falecido pai.

Segundo Murilo, a sua ideia é fazer com que os natalenses que vão passar o Réveillon em Lisboa e Paris possam sentir o “glamour” da viagem, desde a ocupação da aeronave, até o destino final. “A nossa empresa Fretamento Europa está empenhada em fazer com que os nossos passageiros possam ter um Réveillon dos sonhos, em Lisboa Paris”, explica Felinto.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. David disse:

    Além da HyFly, que venham outros fretamentos para Natal.
    Um canal de oportunidades que é pouco explorado, uma simples isenção de impostos no combustível de aviação, um desconto por parte da Inframerica poderiam alavancar o turismo no estado do RN, trazendo receita pelos tributos ao Governos Municipal e Estadual , e uma cadeia de oportunidades fazendo a ciranda da economia acontecer de verdade no RN.

  2. Mariz disse:

    Acho que parte da notícia está um pouco equivocada, já que precisamente no dia 01/08/2016 a TAP operou com um a340-300 o vôo que liga Lisboa a São Gonçalo. O resto da reportagem está show, sempre bom receber aeronaves grandes em nosso aeroporto, mesmo que seja breve.

  3. Edu disse:

    Propaganda enganosa, mas como marketing a reportagem foi dez. Pois esse avião parou de ser fabricado em 2008 e já pousou em Sgonçalo. Inventem outra agora…

  4. Falando Sério disse:

    Essa é a parte principal que a turma socialista/comunista do PT vai sentir muuuuiiiittttaaaa falta com a perda do poder. Não tem nada de povo, trabalhador, carentes e necessitados, eles estão doentes pela perda de apenas e unicamente duas coisas: A mordonia/luxo e o fim do foro privilegiado. O resto é detalhe eleitoreiro.

  5. Oliveira Neto disse:

    A informação é inverídica. A TAP já operou o A340-300 em SGA, inclusive este ano.

  6. Pedro Botelho disse:

    O último A340-300 foi produzido em 2008, fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Airbus_A340

  7. Márcio disse:

    Só fazendo um correção, o Nome da aeronave se chama AIRBUS, NAO AIR BUS…

  8. MARACUJINA disse:

    QUEM CONHECE SABE QUE TEM TUDO PARA SER FURADA . COMO EXISTEM SURPRESAS E MUDANÇAS VAMOS ESPERAR .

  9. romeiro disse:

    So tem cu doce nesse voo!

  10. Comedor de Mortadela disse:

    Essa ai e a ala dos Ricos

Líder da Coreia do Norte diz, pela primeira vez, que tem bomba de hidrogênio

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, afirmou, pela primeira vez, que o país tem a bomba de hidrogênio, informou hoje (10) a agência oficial KCNA, embora vários peritos duvidem que o país tenha conseguido desenvolver essa arma.

Kim Jong-un disse que a Coreia do Norte “se transformou num poderoso Estado, que tem armas nucleares, capaz de fazer detonar uma bomba atômica e também uma bomba H (de hidrogênio) para defender eficazmente a soberania e dignidade da nação”, acrescentou a KCNA.

Ele fez a afirmação durante visita à região de Phyongchon, na capital norte-coreana, onde foi construída a primeira fábrica de munições do país há seis décadas.

O líder, de 32 anos, reafirmou em várias ocasiões que a Coreia do Norte tem armas nucleares e que esse recurso é o principal pilar da defesa contra os planos de invasão pelos Estados Unidos.

De acordo com peritos sul-coreanos, esta é a primeira vez que o regime da Coreia do Norte garante ter a bomba de hidrogênio, um explosivo que pode multiplicar por milhares a potência de um míssil nuclear comum, como os que foram lançados sobre as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, em 1945.

Os serviços secretos sul-coreanos (NIS) disseram desconhecer que o regime de Kim Jong-un tenha desenvolvido a bomba de hidrogênio, informou um dos responsáveis do NIS à agência sul-coreana de notícias Yonhap, em Seul.

“A Coreia do Norte não teve êxito na miniaturização das bombas nucleares, por isso não pode contar com a tecnologia para produzir uma bomba H”, acrescentou a mesma fonte, que considerou as declarações de Kim Jong-un “simples retórica”.

No caso das bombas nucleares comuns, a Coreia do Norte conseguiu grande desenvolvimento tecnológico, tendo realizado três explosões em 2006, 2009 e 2013.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vinícius disse:

    Esse fresco lá tem nada.

Pela primeira vez, EUA aprovam vírus para tratar câncer

O órgão americano responsável pelo controle de alimentos e medicamentos (FDA) aprovou esta semana uma nova droga para o tratamento do câncer, que se destaca não pela eficácia, mas por abrir caminho para novas terapias. O Imlygic é indicado para tratar o melanoma, responsável pela morte de aproximadamente 10 mil pessoas anualmente nos EUA, e não demonstrou resultados significativos em termos de sobrevida dos pacientes. Porém, trata-se de um marco por ser o primeiro vírus aprovado comercialmente para o combate da doença.

— Melanoma é uma doença séria, que pode avançar e se espalhar por outras partes do corpo, onde se torna difícil de tratar — disse Karen Midthun, diretora do Centro para Avaliação Biológica e Pesquisas da FDA. — Essa aprovação fornece aos pacientes e médicos um novo tratamento para o melanoma.

O Imlygic é uma variação do vírus da herpes modificado geneticamente, indicado para casos em que o câncer não possa ser removido completamente por cirurgia. O medicamento é injetado diretamente nas lesões, onde se replica no interior das células cancerígenas, provocando a sua ruptura. O tratamento consiste de uma primeira injeção, seguida por uma segunda dose três semanas depois, e manutenção a cada duas semanas pelo período mínimo de seis meses.

Na comunidade científica, o Imlygic é classificado como um vírus oncolítico, que ataca o tumor e estimula o sistema imunológico a continuar reconhecendo e destruindo as células cancerígenas. Existem outros laboratórios e centros de pesquisas trabalhando com esse tipo de terapia, mas a Amgen é a primeira a conseguir aprovação da FDA, o que pode abrir espaço para outras companhias farmacêuticas.

A avaliação da FDA se deu com base em testes clínicos com 436 pacientes com melanoma metastático que não poderia ser removido cirurgicamente. As lesões foram tratadas com a droga pelo período de seis meses ou até o desaparecimento das lesões. O estudo mostrou que 16,3% dos pacientes que receberam Imlygic tiveram uma redução no tamanho das lesões, comparado a 2,1% do grupo de controle, que recebeu outra medicação. Entretanto, ressalta o órgão americano, “o Imlygic não mostrou melhoria em relação à sobrevida ou em melanomas que se espalharam para o cérebro, osso, fígado, pulmão ou outros órgãos internos”.

— O melanoma avançada continua sendo uma doença complexa para se tratar, que requer o uso de várias modalidades durante o curso da jornada terapêutica do paciente — disse Howard L. Kaufman, presidente da Sociedade para a Imunoterapia do Câncer. — Sendo uma terapia oncolítica viral, o Imlygic fornece uma abordagem única, mais uma opção para tratar pacientes com recorrência após cirurgia inicial.

Mas o custo ainda será uma barreira. De acordo com a Amgen, o preço médio do tratamento será de US$ 65 mil.

O Globo

Pela primeira vez, economistas preveem queda do PIB também em 2016

Instituições financeiras passaram a acreditar em queda da economia não só neste ano, mas também em 2016. A informação consta do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo Banco Central, com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia. As informações são da Agência Brasil.

Na semana passada, a expectativa era estabilidade para o PIB (Produto Interno Bruto) em 2016. Agora, a projeção é que haja queda de 0,15% no PIB, no próximo ano.

Para este ano, a projeção continua piorando: a estimativa de queda passou de 1,97% para 2,01%, no quinto ajuste seguido.

Na avaliação do mercado financeiro, a produção industrial deve apresentar retração de 5% este ano, contra 5,21% previstos na semana passada. Em 2016, há expectativa de recuperação do setor, com crescimento de 1%, ante a previsão anterior de 1,15%.

O encolhimento da economia vem acompanhado de inflação acima da meta (4,5%, com limite superior de 6,5%). Mas, pela primeira vez depois de 17 semanas seguidas, a projeção parou de subir. A estimativa das instituições financeiras para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), este ano, foi mantida em 9,32%. Para o próximo ano, a projeção passou de 5,43% para 5,44%.

Para tentar trazer a inflação para a meta, o BC elevou a taxa básica de juros, a Selic, por sete vezes seguidas. Mas a promessa do BC é entregar a inflação na meta somente em 2016. O BC indicou que não deve elevar a Selic na próxima reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), em setembro. Segundo o BC, os efeitos de elevação da Selic levam tempo para aparecer.

Para as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 14,25% ao ano até o fim de 2015 e ser reduzida em 2016. A projeção mediana (desconsidera os extremos da estimativa) para o fim do próximo ano passou de 12% para 11,88% ao ano.

A projeção para a cotação do dólar, ao final este ano, subiu pela quarta vez seguida, ao passar de R$ 3,40 para R$ 3,48. Para o fim de 2016, na terceira alta seguida, a projeção passou de R$ 3,50 para R$ 3,60.

Folha Press

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mario disse:

    A corda Vitor, o PT tá te roubando.

  2. Vitor disse:

    O Brasil vinha até bem, com crescimento da economia e distribuição da riqueza, mas agora, além da crise internacional, ainda tem a turma do playboy chorão sabotando. Aí fica difícil.

    • joao disse:

      Tem toda razao Vitor, que alem da crise internacional inexistente, o problema sao os playboys do PT que estao surrupiando o erario para andar de limusine em Miami e reformar granja e sitios ao custo de 2 milhoes de reais de doacao de empreiteira. Tenho pena do coxinha do Dirceu, fica sendo atacado pelos tucanos so porque enriqueceu com o dinheiro do povo. E o Lula, tao pobre que ganhou 27 milhoes de reais com algumas palestras de 10 min. Esse negocio de Pib pequeno so atinge a massa, nao interessa aos ricos. Aí fica dificil.

Pela primeira vez, celulares são o principal meio de acesso à internet dos jovens brasileiros

equipamentos-internet-1O telefone celular já é o principal meio de acesso à internet no Brasil entre os usuários de 9 a 17 anos de idade. É o que aponta a pesquisa nacional TIC Kids On-line 2014, apresentada pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) nesta terça-feira. Esta é a primeira vez que o uso de dispositivos móveis para acessar a web ultrapassa o uso de computadores para esse fim.

Realizada entre outubro de 2014 e fevereiro 2015, a pesquisa mediu o uso e os hábitos dos jovens do país em relação às tecnologias de informação e de comunicação. Os dados foram divulgados junto ao lançamento de uma campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com o Google e a ONG Safernet Brasil, para o uso responsável da rede pelos jovens.

De acordo com a pesquisa TIC Domicílios 2013, do CETIC.br, de todos os jovens brasileiros de 10 a 17 anos, 77% acessam a internet — o equivalente a 20,5 milhões de pessoas no país. Dos usuários entre 9 e 17 anos, 81% utilizam a rede todos os dias ou quase todos os dias — um salto em relação aos 63% registrados em 2013.

A parcela dos jovens que entraram na rede por meio de dispositivos móveis saltou de 53%, em 2013, para 82% no ano passado, porcentagem superior ao acesso por meio de PCs, que caiu de 71% para 56% no levantamento atual. Confirmando a tendência do crescimento da importância dos dispositivos móveis como ferramenta de conexão, o uso de tablets para esse fim dobrou em um ano, pulando de 16% para 32%.

— O crescimento da importância da mobilidade já era indicado nos levantamentos anteriores, mas em 2014 isso se acentuou, atingindo um marco inédito. Percebemos uma queda na faixa etária do usuário desses dispositivos. Enquanto os jovens estão ganhando celulares, os tablets têm se tornado uma ferramenta cada vez mais frequente de crianças — afirma Fábio Senne, coordenador de projetos e pesquisas do CETIC.br.

Com o crescimento da força dos dispositivos móveis, o acesso mais privado à rede também ganha espaço. Apesar da sala de casa ainda ser o principal local de acesso para 81% dos jovens entrevistados, o próprio quarto tem crescido na preferência desses usuários, chegando a 73% deles — em 2013, o índice era de 57%.

REDES SOCIAIS: PRINCIPAL USO DA INTERNET

Já quanto às atividades na internet, o acesso a redes sociais continua a predominar na preferência dos jovens, alcançando 73% deles. Nesse segmento, o Facebook reina absoluto, sendo utilizado por 78% dos usuários de internet entre 9 a 17 anos. Entre aqueles de 15 a 17 anos, o índice de uso da rede de Mark Zuckerberg chega a 95%, e, entre os de 9 e 10 anos, a 43%. O Instagram é a segunda rede social preferida dos jovens (24%), seguido do Twitter (15%).

A ampla utilização da internet entre os jovens não significa, no entanto, que ela está sendo feita com segurança. A pesquisa da CETIC.br indica que 44% dos jovens de 11 a 17 anos de idade não sabem mudar as preferências de privacidade no seu perfil de redes sociais, 36% não sabem bloquear mensagens de uma pessoa, e 72% não sabem mudar as preferências de filtros.

Como consequência, os riscos que esses jovens estão expostos também são expressivos:15% dos entrevistados disseram já ter sido tratados de maneira ofensiva por alguém na rede; 21% já viram mensagens de ódio on-line contra pessoas ou grupos de pessoas; e 10% já teve informações pessoais utilizadas na internet de uma forma que não gostou.

Para Rodrigo Nejm, diretor da Safernet Brasil, ONG que se dedica a luta pela preservação dos direitos humanos na internet, os dados mostram que crianças e adolescentes ainda precisam de orientação de pais, responsáveis e escolas para fazer um uso seguro e responsável da internet — apesar da percepção disseminada sobre a sua condição de nativos digitais.

— Percebemos que entre os nativos digitais, quase metade deles ainda não possuem noções básicas de segurança na rede, como configurar as suas preferências de privacidade. O ponto crítico para isso é a nossa ausência de atenção para a educação de um uso responsável das tecnologias junto aos mais jovens. Muitos adultos, pais e responsáveis, partem do princípio que os jovens sabem utilizar a tecnologia mais do que eles, e os dados mostram que não é bem assim. Daí a importância da orientação ao jovem nesse uso, seja em casa ou na escola.

A TIC Kids On-line 2014 foi realizada em todo o país, com 2.105 crianças (entre 9 e 17 anos) e 2.105 pais/responsáveis, em 251 setores censitários em 129 municípios do país.

CAMPANHA PARA O USO RESPONSÁVEL DA REDE

Diante desse contexto, o Unicef lançou nesta terça-feira, em associação com o Google e a Safernet Brasil, uma campanha voltada para o uso responsável da internet entre os jovens. Batizada de “Internet sem vacilo”, a campanha conta com a participação dos youtubers Pyong Lee e Jout Jout, bastante populares entre o público adolescente.

A iniciativa vai contar com vídeos dos dois sobre cyberbulling e sexting, privacidade, amizade e relacionamentos on-line, busca com segurança, além de preconceito e intolerância na rede.

— A ideia da campanha é respeitar a autonomia e munir o adolescente de informação para que ele tome atitudes responsáveis na rede, não só consumindo conteúdo, mas também produzindo conteúdo. Queremos cativar esse público, convidando-o para a reflexão na sua atitude on-line, de uma forma informal e bem-humorada. Por isso a participação do Pyong Lee e da Jout Jout — afirma Gabriela Mora, especialista da área de cidadania dos adolescentes do Unicef.

inteASSISTA AQUI

Mais informações sobre a campanha podem ser encontradas no site www.internetsemvacilo.org.br, onde, além de assistir vídeos sobre os temas mencionados, os jovens vão poder realizar um quiz sobre o uso que fazem da rede e participar de um concurso para a criação de peças sobre os temas — os vencedores vão participar de uma visita ao YouTube Space, em São Paulo.

O Globo

Natal sedia Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu pela primeira vez

Braulio-em-acao-na-final-do-Mundial-de-Jiu-Jitsu-2009-Foto-por-Regis-ChenFoto: Gracie Mag. Ilustrativa

Os principais nomes da arte suave brasileira e internacional desembarcam no ginásio Nélio Dias, zona Norte de Natal, nos próximos dias 23 e 24, para disputa do III Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Profissional – GI & NO GI. A competição será realizada pela primeira vez na capital potiguar e é uma promoção da Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL), em parceria com a Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP).

“A cidade vai receber alguns dos melhores atletas do Jiu-Jitsu, o que vai movimentar o turismo e, por consequência, a economia local, além de ser muito satisfatório poder sediar mais um evento a nível nacional, firmando Natal como rota esportiva nacional”, ressalta o secretário Eduardo Machado.

O torneio promete até R$ 60 mil em premiações aos atletas participantes nas categorias de base (pré-mirim, mirim, infantil, infanto-juvenil e juvenil), profissional (adulto) e veteranos (máster e sênior) de todas as faixas, tanto no masculino como no feminino, nas modalidade Jiu-Jitsu (GI) e Submission (No Gi).

Com uma média de 1600 atletas inscritos nas duas edições anteriores promovidas no Ceará, a expectativa é de um acréscimo no número de participantes. Para isso, os interessados em participar ainda podem realizar as suas inscrições.

As inscrições para o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Profissional – GI & NO GI podem ser feitas até o próximo dia 15, através de um formulário próprio disponível no www.lutapro.com.br, onde também é possível encontrar o edital oficial do torneio. A taxa de inscrição varia de R$ 60 a R$ 198.

Pela primeira vez, Assembleia usará videoconferência em audiência pública

A Assembleia Legislativa do RN irá promover na próxima sexta-feira (13) a sua primeira audiência pública no ano de 2015. Para o evento, a Casa irá contar com uma novidade: a transmissão, por meio do sistema de videoconferência, para os municípios de Angicos e São Tomé, no interior do Estado. A iniciativa faz parte do planejamento de modernização adotado na gestão do presidente Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), que pretende garantir mais transparência e participação popular nas ações da Casa.

Para tornar a proposta possível, serão instalados nos auditórios das Câmaras Municipais de Angicos e São Tomé equipamentos que permitem a recepção e transmissão de imagens via internet. Dessa forma, o público presente nestes espaços poderá assistir e interagir, em tempo real, com o público da audiência pública que estará sendo realizada na sede da Assembleia Legislativa, em Natal.

De acordo com o secretário de tecnologia da informação e comunicação da Casa, Mário Sérgio Gurgel, a iniciativa é inédita na Casa e deve ser usada em outros eventos. Nessa primeira audiência serão aplicados todos os testes necessários ao aprimoramento da tecnologia.

“O sistema tem capacidade de atingir uma quantidade maior de municípios. Entretanto, temos de ter cautela quanto à sua utilização, avaliando o comportamento do aparato tecnológico e promovendo os ajustes necessários para seu melhor aproveitamento e funcionalidade. A expectativa é que, para as próximas audiências, a transmissão por videoconferência passe a contemplar um número cada vez maior de municípios potiguares”, comentou Mário Sérgio.

A primeira audiência pública do ano foi proposta pelo deputado Hermano Morais (PMDB) e irá tratar sobre a questão da seca no Rio Grande do Norte.

ALRN