Subida do nível do mar preocupa cientistas

Degelo na Groenlândia e na Antártida deixa cientistas preocupados (Arquivo/ Nasa/Via Reuters/Direitos Reservados)

Cientistas afirmam que o nível do mar está subindo mais depressa do que o previsto. A causa: o degelo das geleiras na Antártida e Groenlândia.

Um estudo, que previu que o mar subiria menos de um metro até ao ano de 2100, está sendo contestado porque cientistas acreditam que esse total poderá duplicar.

O relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), produzido em 2013, previa que o nível do mar subiria no máximo de um metro até ao ano de 2100.

Sem uma significativa redução das emissões do gás de efeito de estufa, as águas poderiam subir entre 52 e 98 centímetros.

Contudo, um novo estudo, mais abrangente, prevê que o nível do mar poderá aumentar mais de dois metros, se as emissões continuarem na sua trajetória, e se as temperaturas subirem até 5 graus Celsius.

A hipótese, no entanto, é extrema, e a probabilidade de as temperaturas subirem 5 graus é de 5%.

Cientistas alertam, porém, para o fato de que 5% é ainda um percentual considerável e que corresponde a um elevado risco.

Agência Brasil

 

ERA SÓ O QUE FALTAVA: Preço do pão pode subir (e até disparar)

Os impactos da tabela de preços mínimos de frete, adotada para atender os caminhoneiros após a paralisação em maio, agora chegam às padarias.

Os moinhos de trigo afirmam que precisam reajustar os preços da farinha para incorporar mais esse aumento de custo. O setor já sofre há alguns meses com a instabilidade do dólar e com a alta no preço do trigo por causa da seca em regiões produtoras.

Presidente da Abitrigo (Associação Brasileira das Indústrias do Trigo), Rubens Barbosa, diz que o reajuste varia de acordo com a região. Estima que, em São Paulo, ele seria da ordem de 5%. Nos Sul, ficaria próximo de 10%.

Padarias, que já sentiram os reajustes do dólar e da cotação do trigo, ficaram surpresas com a manifestação da entidade. A leitura no setor panificação é que os reajustes anteriores foram suficientes para compensar um frete mais caro.

O fundador do Moinho Pacífico, Lawrence Pih, que vendeu o negócio em 2015, mas acompanha o setor até hoje, resume o ambiente: “São três fatores atuando: o dólar, o aumento do preço do trigo por causa da seca e, por fim, o aumento do frete que impacta tanto no transporte do trigo quanto no transporte da farinha. Ou seja, a tempestade perfeita”, afirma Pih.

O Brasil colhe anualmente cerca de 5 milhões de toneladas de trigo e precisa importar mais 5,5 milhões. A maior parte vem da Argentina, que hoje sofre com a seca e pressiona a cotação internacional do produto.

A disparada do dólar no Brasil reforça a pressão porque afeta o preço no mercado interno.

Presidente do Sindustrigo (Sindicato das Indústrias de Trigo de SP), Christian Saigh, diz que a alta do custo de produção bateu em 60% desde março, e que os moinhos ainda precisam repassar mais 10% ao preço final para manter o equilíbrio financeiro.

Antes mesmo da paralisação dos caminhoneiros, as empresas do setor sofriam com outro desajuste: a redução da moagem de trigo, reflexo da demora na recuperação do consumo doméstico.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Salviano disse:

    Quem quiser ir embora, pode ir.
    Anuncie seus imóveis e móveis baratinhos nos classificados do OLX que eu compro.
    A mãe brasileira é fértil e não sentiremos falta de ninguém.
    O Brasil é maravilhoso! Vão enfrentar frio e tornado bem longe.

  2. Roberto Lucio disse:

    Fugir quando um navio está afundando pode ser a primeira coisa que vem à cabeça. Porém, é bom lembrar que os primeiros a fazer isso são os ratos. Pois, se amamos nossa terra, onde nascemos e a temos como mãe, podemos ter uma outra atitude adotando uma postura de ajudar os que precisam e construir o novo que desejamos ao invés de fugir e depois ficar falando mal.
    Conheço muita gente que saiu e pretende sair do país, por que acreditou e acredita que terá melhores dias fora. Sem problemas. Isso tb acontece com gente que muda de cidade ou estado em busca de melhoras. Contudo, ficar falando mal de seu ligar de origem não me parece bom ou bonito de ser ver.
    Pois entre muitos que saíram ou pretendem sair, os comportamentos e atitudes não são tão diferentes daqueles que eles criticam: furam filas, estacionam em lugares não permitidos, não respeitam as regras, dão propinas para suas situações sejam resolvidas de modo mais rápido, sonega impostos, etc.
    Precisamos de pessoas que queiram construir um país e um mundo Melhor, começando consigo mesmo, e não gente que só abre a boca pra criticar,como se fosse melhor do que os outros.

    • Rosa disse:

      Jamais penso em ser melhor e mais ético que ninguém, apenas sei que com meu trabalho posso conseguir o mínimo p viver uma vida descente, o que no meu querido país jamais conseguirei, pois me roubam o direito de uma segurança mínima, saúde e emprego pra manter-me vivo. Pior, são as pessoas que temos que escolher pra governar e legislar, então, fica sem expectativa de melhoras, desejo que numas próxima gerações, através das experiências negativas, possamos encontrar meios e condições de escolher melhor as pessoas para dirigir esse país. infelizmente ou felizmente eu não quero passar minha vida convivendo com a realidade do nosso país, até mesmo que tenho consciência de minha insignificante contribuição para mudar isso. Fui!!

  3. LEITOR disse:

    Daqui não saio ! Podemos higienizar este país sim , vai demorar, talvez não seja para os nossos dias.Mas jamais vou enxovalhar o nosso Brasil !

  4. Bosco disse:

    Olá Caio! Têm uma vaguinha aí para varrer piso de cinema? Como disse João Gomes, eu tenho juízo, só ainda não tenho condições.

  5. Caio Smith disse:

    Ainda bem que moro nos EUA e não volto para essa República de Bananas violenta nem amarrado! Tenho pena de quem ficou. Tirei minha família e amigos da Bananaland e por mim o Brasil pode afundar no mar.

    • Dr Andrade disse:

      Engraçado como esse varredor de piso de cinema gosta de falar a mesma bosta em todas as suas postagens. Volta pra vassoura, vai lavar a merda dos estadunidenses dos banheiros.
      Te manca, chicano. Sulamericano nem é gente aí.

    • joão gomes disse:

      você tá certo. Próximo ano estou saindo daqui também. Ninguém (com juízo e condições) fica aqui.

    • Rosa disse:

      Todo trabalho nos EUA é digno, menos nessa bosta de país, agora esse imbecil
      Que se auto denomina dr, deve ser no máximo um excremento de trabalhador frustado porque tudo que escreve, não passa de um pensamento torpe q mostra o quanto o ser humano é desprezível e degradante. Um Petralha!!

    • Rosa disse:

      Afundado, quebrado, arrasado ou destruído, ainda é e será sempre, o meu País.
      Sou cidadã aqui e ando de cabeça erguida, não devo a ninguém e nem preciso de licença para exercer meus direitos.
      Jamais vou deixar meu país para viver no estrangeiro, para ser discriminada e nunca me sentir gente de verdade.
      Ficarei, lutarei, votarei, protestarei e vencerei! Porque a minoria corrupta que ainda manda neste país vive dando a bunda e comendo a merda dos americanos, e eles passarão, e eu passarinho.
      Viva ao BRASIL !!!!!

    • Rosa disse:

      Viajei, sou lixo nesse país, as pessoas me olham como se eu fosse um encosto, a elite manda e desmanda nesse país sem leis, não tenho direitos, não frequento lugares pq não tenho dinheiro, pior que percebo que vai ficar pior. Vou trabalhar nos EUA, assim , pelo menos trabalho, e vou ganhar um dinheiro p ter o básico e aqui não tenho. Fui!

VÍDEO: Veículos sobem ladeira de ré e em "ponto morto" entre os municípios de Jucurutu e Florânia

Após vídeos de um episódio semelhante em Exu-PE, motoristas que cruzam a BR-226, entre os municípios de Jucurutu e Florânia, estão, definitivamente, intrigados. A “força estranha” consegue fazer até um caminhão subir um aclive com o motor desligado. O fato foi registrado pela Sidy’s TV a Cabo. Veja vídeo abaixo:

Untitled-4ASSISTA AQUI

Com informações do Blog do Wallace

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marta Maria disse:

    Que bobagem! Isto nada mais é que ilusão de ótica, como acontece na famosa Rua do Amendoim em Belo Horizonte. Caro Aldo, você tem razão!

  2. Danilo disse:

    Pra quem não sabe, essa "força estranha" se chama gravidade.

  3. José de Anchieta disse:

    Bruno ligue para "PAULO SABE TURO" ele com certeza vai esclarecer. Por favor bruno.

  4. Júlio Dalcin disse:

    Tem Extraterrestre na área. Paul Hellyer, ex ministro da Defesa do Canadá tem falado sobre isso.

  5. aldo disse:

    Ilusão de ótica, somente.

Brasil sobe no ranking da Fifa; Espanha aumenta vantagem na ponta

f9487089-92a5-4688-a308-db4453417ad9_180263199As vitórias contra Austrália e Portugal nos últimos dias levou a seleção brasileira da nona para a oitava posição do ranking da Fifa, atualizado nesta quarta-feira, enquanto a líder Espanha aumentou a vantagem para o segundo lugar, que agora pertence à Argentina.

O Brasil, que chegou a cair para a 22ª posição em junho deste ano, continua a reação iniciada com o título da Copa das Confederações e depois dos triunfos nos dois amistosos deste mês soma 1.067 pontos, 11 a mais que a Holanda, agora em nono.

Depois de ter vencido a Finlândia pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 e empatado com o Chile e amistoso, a Espanha tem 1.514 pontos, contra 1.263 da Argentina, que se garantiu no Mundial ao golear o Paraguai por 5 a 2 e assumiu a vice-liderança.

A ‘Albiceleste’ deixou para trás a Alemanha, agora terceira colocada, e a Itália, que também assegurou a vaga na Copa e é a quarta.

Confira as 20 melhores seleções do ranking da Fifa:

.1. Espanha 1.514 pontos.

.2. Argentina 1.263.

.3. Alemanha 1.261.

.4. Itália 1.199.

.5. Colômbia 1.180.

.6. Bélgica 1.159.

.7. Uruguai 1.126.

.8. Brasil 1.067.

.9. Holanda 1.058.

10. Croácia 1.051.

11. Portugal 1.029.

12. Grécia 1.016.

13. Estados Unidos 996.

14. Suíça 992.

15. Rússia 968.

16. Chile 967.

17. Inglaterra 947.

18. Bósnia 934.

19. Costa do Marfim 902.

20. Equador 851.

Terra

Aprovação pessoal de Dilma sobe e chega a 58%, segundo pesquisa CNT

11_03_10_483_fileA avaliação pessoal da presidente Dilma Rousseff aumentou nove pontos percentuais e atingiu 58% em agosto, de acordo com pesquisa divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), em parceria com a MDA Consultores, nesta terça-feira (10). Na última pesquisa, em julho deste ano, Dilma aparecia com 49,3% de aprovação.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 135 cidades de 21 unidades da federação, das cinco regiões, entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro de 2013.

Ao mesmo tempo, o índice de desaprovação pessoal, que estava em 47,3% na última pesquisa, caiu para 40%.

Avaliação do governo

A avaliação positiva do governo Dilma também subiu, passando de 31,3% para 38,1%. A avaliação negativa foi de 29,5% para 21,9%.

Já a porcentagem de pessoas que consideram a gestão dela regular estava em 38,7% e foi para 39,7%. Não souberam ou não responderam está em 0,3%.

Os dados da CNT confirmam a recuperação apontada por pesquisa Datafolha divulgada no início de agosto. A sondagem apontou que 36% dos brasileiros consideravam a gestão da petista boa ou ótima, contra 30% na pesquisa anterior.

R7