Diversos

FOTOS E VÍDEOS: Mulher desaparecida por dois anos é achada viva boiando no mar na Colômbia

Angélica Gaitán achada boiando no mar na Colômbia Fotos: Reprodução

Uma mulher desaparecida por dois anos foi achada boiando a cerca de 2,5 quilômetros de uma praia em Puerto Colombia (Colômbia) por um pescador no último sábado (26/9).

Angélica Gaitán, de 46 anos, estava com hipotermia e bastante debilitada quando foi resgatada por Rolando Visbal. A mulher havia perdido contato com a família havia dois anos.

De acordo com a imprensa local, Angélica estava no mar havia oito horas. A colombiana chegou a um hospital da cidade em estado de choque.

O paradeiro dela e o que fez nos dois anos de desaparecida estão sendo investigados pela polícia.

A rádio RCN informou que Angélica se jogou no mar para escapar dos abusos físicos e psicológicos que ela sofria do ex-marido, com quem ficou por 20 anos. O relacionamento não tinha o apoio da família dela, que vive em Bogotá, a capital do país.

“Os maus-tratos começaram na minha primeira gravidez. Ele agia violentamente comigo. A violência continuou na segunda gravidez, mas não podia sair de casa porque as meninas eram pequenas. Eu o denunciava, ele era preso, mas voltava para casa 24 horas depois, e se repetiam as agressões”, comentou Angélica à rádio.

A família veio de Bogotá para dar apoio a Angélica, que estava vivendo com as filhas em um abrigo em Barranquilla para fugir do ex.

“Eu renasci”, disse ela.

Extra – O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Ibope TV paga: SporTV é líder e Fox Sports dá o dobro que a ESPN; ranking mostra 30 canais mais vistos

Foto: (marcociannarel/Thinkstock)

Com a reta final dos campeonatos Brasileiro e Libertadores, os canais pagos esportivos, com exceção da ESPN Brasil, festejam índices históricos de audiência na TV por assinatura.

Dados exclusivos obtidos pela coluna mostram que o SporTV terminou outubro como o canal mais visto da TV paga no país, com 0,84 ponto e 1,77% de share (participação no universo de TVs pagas ligadas).

Nessa medição cada ponto vale por cerca de 114 mil domicílios sintonizados nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Já o Fox Sports, que será vendido em breve por determinação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) fechou o mês passado com 0,46 ponto e 0,96% de share.

Esse índice representa mais que o dobro do que a ESPN Brasil, que obteve no mês passado 0,22 ponto e 0,47% de share.

A ESPN enfrenta um momento tenso no Brasil. Recentemente promoveu uma grande demissão de funcionários e está investindo cada vez menos na compra de torneios importantes para os brasileiros. Deixou até de transmitir a última Copa do Mundo, na Rússia.

Um dos motivos dessa boa audiência é o Flamengo, que está à beira de se tornar campeão Brasileiro e também está na final da Libertadores.

Os dados do mês passado trazem outras informações relevantes: o canal Viva, por exemplo, ultrapassou Discovery Kids e Cartoon e se tornou agora o 2º canal pago mais visto do Brasil.

Outro fato relevante é que pelo segundo mês consecutivo o Discovery Channel ficou à frente da GloboNews.

Veja abaixo os 30 canais pagos mais vistos no país em outubro – em pontos e share (%)

Fonte: dados consolidados do PNT da Kantar Ibope Media; os dados foram obtidos junto a fontes nas TVs, pois a Kantar contratualmente está proibida de divulgá-los.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Mulher sai para fazer compras e descobre que está morta

19_57_28_505_fileEm janeiro deste ano, a aposentada Maria Regina Ferreira de Souza passou por uma situação constrangedora em um supermercado. Quando tentava pagar as compras, o cartão da senhora estava bloqueado. Maria Regina também teve a pensão da Marinha e a aposentadoria canceladas.

Ao procurar o seguro social, a mulher foi informada que estaria morta, segundo o documento emitido no INSS. Desde então, Maria Regina vive com ajuda dos filhos e de irmãos. Para ela, a situação foi humilhante.

— Estou me sentindo indignada, humilhada.

A morte da mulher foi emitida em 20 de dezembro de 2012. Segundo o documento, o corpo dela estaria enterrado no cemitério do Caju, na zona portuária do Rio, porém, não havia nenhum registro na administração do cemitério.

Mesmo com a morte declarada, o atestado de óbito da mulher veio com erros. No documento consta que Maria não tinha filhos e era casada. Contudo, a aposentada afirma que teve quatro filhos e sempre foi solteira.

— Eles botaram aí que eu não tive filhos, eu tive quatro.

O caso está sendo investigado pela delegacia de Realengo (33ª DP). O delegado afirma que vai investigar o médico que assinou o atestado e que o caso tem muitas fraudes.

— Essa ocorrência envolve várias fraudes. Fraudes junto ao banco, ao INSS, supostos médicos. Nós não temos certeza se o médico que participou do trâmite é realmente médico. Nós temos que saber se alguém está retirando o benefício por ela.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

O quarto suspeito de queimar dentista viva é preso em São Paulo

Retrato falado de suspeitos de matar dentista em São Bernardo do Campo

A polícia prendeu por volta das 2h40 da madrugada desta segunda-feira o quarto suspeito de atear fogo e matar a dentista Cinthya de Souza, de 47 anos, em sua clínica odontológica, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Identificado como Thiago de Jesus Pereira, ele aparece de óculos brancos no retrato falado divulgado pela polícia. Interrogado após ser detido, o suspeito confessou ter participado do crime bárbaro.

O homem foi preso em uma casa de parentes na rua Eduardo de Abreu, em Itapevi, na Grande São Paulo. Os policiais chegaram ao esconderijo por meio de uma denúncia anônima. Thiago de Jesus Pereira é apontado como o quarto autor da morte da dentista Cinthya de Souza. Os outros três, já sob custódia da polícia, também (mais…)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Pais descobrem que bebê 'morto' estava vivo após ouvir choro no caixão

Ela foi dada como morta e, 12 horas depois, seus pais a encontraram movendo-se no caixão do necrotério onde haviam ido para dar o último adeus à criança.

Este é o incrível caso da pequena Luz Milagros, bebê prematura que foi dada como morta em um hospital na província do Chaco, no norte da Argentina, após médicos não verificarem sinais vitais na menina.

Mas agora a bebê, nascida após seis meses de gestação, está em terapia intensiva, ainda sem previsão de alta.

A representação do Ministério da Saúde do Chaco suspendeu cinco médicos da unidade hospitalar enquanto investiga o caso.

Os pais da menina receberam uma certidão de óbito uma hora antes de irem se despedir da menina no necrotério.

“Obviamente houve um erro médico protocolar (…) foi um fato lamentável, que por sorte está sendo controlado, e toda a assistência médica está sendo dada à pequena Luz Milagros”, disse à imprensa local o ministro da Saúde Pública do Chaco, Francisco Baquero.

Especialistas que examinaram o caso afirmaram que é muito provável que por ter permanecido em baixas temperaturas no caixão, a bebê (de apenas 28 semanas), pode ter conseguido manter seus órgãos vitais em funcionamento.

‘Não insólito’

“É uma situação lamentável, mas não insólita”, sublinhou ao jornal Clarín o neurologista Claudio Solana. “Os bebês prematuros às vezes nascem sem frequência cardíaca nem respiratória. Sem sinais de vida. O comum é deixá-los em observação por pelo menos duas horas. Às vezes eles se reanimam e recuperam os sinais vitais”, explicou Solana.

A bebê, que nasceu no Hospital Perrando, em Resistência, se chamaria Luciana Abigail, mas seus pais mudaram o nome para Luz Milagros, por acreditarem que foi um milagre a volta da menina à vida.

De acordo com a versão dos pais da criança, a notícia precipitada da morte da menina foi dada poucos instantes depois do parto.

“Houve muitas coisas que me chamaram a atenção, primeiro que não me deixaram ver o corpo de minha filha, e levarem-na para o necrotério, onde colocaram no caixão e fecharam”, contou o pai, Fabián Verón.

“Minha filha esteve 12 horas no necrotério e até o momento, no lugar de uma certidão de nascimento, só temos uma certidão de óbito”, disse a mãe, Analía Bouter.

Ele ainda lembra do instante em que voltou a esperança no que parecia um caso perdido, quando abriram o caixão.

“De repente, escutei um gemido, um choro fraco, ela estava coberta por uma fina camada de gelo”, contou a mãe. “A alegria de saber que estava viva apagou todo o resto”.

A pequena Luz Milagros, segundo o último boletim médico, de quarta-feira, permanecia estável, mas em estado “crítico”. Ela pesa apenas 750 gramas.

“Ela está conectada a um respirador, para que não se esforce, e se recupera”, afirmou a mãe.

BBC Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *