Política

PESQUISA CNI/IBOPE: 35% aprovam Governo Bolsonaro, 30% consideram regular e 33% reprovam

Foto: Aloísio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (16) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro:

Ótimo/bom: 35%;
Regular: 30%;
Ruim/péssimo: 33%;
Não sabe/não respondeu: 2%

A pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a entidade, o levantamento foi feito entre os dias 5 e 8 de dezembro e ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios.

Ainda segundo a pesquisa, 44% dizem confiar em Jair Bolsonaro; outros 53% afirmam não confiar; 3% não souberam ou não quiseram responder.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança, de 95%.

Pesquisa anterior

A última pesquisa divulgada pelo Ibope e também encomendada pela CNI sobre a aprovação do presidente foi feita em setembro de 2020.

Os números levantados na época foram:

Ótimo/bom: 40%;
Regular: 29%;
Ruim/péssimo: 29%;
Não sabe/não respondeu: 2%.

Expectativa da população

A nova sondagem também considerou a expectativa da população sobre o governo. Os resultados apontam que 35% acreditam que os próximos anos de mandato de Bolsonaro serão ótimos ou bons.

Outros 31% disseram que serão ruins ou péssimos. Para 30%, os próximos anos serão regulares.

No levantamento anterior, 36% afirmaram acreditar que os próximos anos de mandatos seriam ótimos ou bons, 30% que seriam ruins ou péssimos e 29% regulares. Os três grupos oscilaram dentro da margem de erro.

Forma de governar

Um dos aspectos pesquisados diz respeito à aprovação da maneira de governar do presidente Jair Bolsonaro. Sobre este quesito, os resultados foram:

Aprova: 46%;
Desaprova: 49%;
Não sabe, ou não respondeu: 5%.

No levantamento anterior, 50% dos entrevistados aprovavam a maneira de governar de Bolsonaro, 45% desaprovavam e 5% não souberam ou não responderam.

Setores do governo

A pesquisa avaliou ainda a percepção da população a respeito de áreas do governo:

Segurança pública

Aprova: 44%;
Reprova: 53%;
Não sabe/não respondeu: 3%.
Combate à fome e à pobreza

Aprova: 44%;
Reprova: 53%;
Não sabe/não respondeu: 3%

Educação

Aprova: 42%;
Reprova: 55%;
Não sabe/não respondeu: 3%

Saúde

Aprova: 38%;
Reprova: 60%;
Não sabe/não respondeu: 2%.

Meio ambiente

Aprova: 36%;
Reprova: 59%;
Não sabe/não respondeu: 5%.

Combate ao desemprego

Aprova: 35%;
Reprova: 62%;
Não sabe/não respondeu: 3%

Combate à inflação

Aprova: 33%;
Reprova: 63%;
Não sabe/não respondeu: 4%

Impostos

Aprova: 26%;
Reprova: 70%;
Não sabe/não respondeu: 4%

Taxa de juros

Aprova: 24%;
Reprova: 70%;
Não sabe/não respondeu: 5%

Outros temas

O Ibope também perguntou aos entrevistados sobre a percepção do noticiário em relação ao governo Jair Bolsonaro.

Na pesquisa, 15% avaliam que as notícias recentes sobre o governo são mais favoráveis, e 46%, que são mais desfavoráveis.

G1

Opinião dos leitores

  1. Kkkkkkkkkkkkk, quem acredita em pesquisa é mais otario do que os petistas ! Fumadores de bosta de burro ! Comedores de capim ! Kkkkkkkk

  2. Kkkkk piada esses números.. quer dizer que a população reprova as taxas de juros, lembrando que nunca estiveram tão baixas. O governo não tem aprovação em nenhum setor? Podiam aprender pelo menos a mentir. Me engana que eu gosto.

  3. Se não fosse pelo PRESIDENTE BOLSONARO a nossa economia estaria DESTRUÍDA, em sérias dificuldades, como está a vizinha Argentina.
    Mesmo com todas as dificuldades de um país em desenvolvimento estamos enfrentando a pandemia melhor do que muitos países ricos da América do Norte e Europa.
    Em mortes por milhão estamos longe dos piores países, que além de muitas mortes ainda sairão da pandemia com suas economias destruídas, com todas as mazelas consequentes: desemprego, miséria, fome, violência e vários outros males.

  4. Qdo essa pesquisa diz 35% de aprovação,com certeza na realidade é de no mínimo 65% de aprovação !!!

    1. Ou seja Arthur, se as eleições fosse hoje, ele ganhava novamente.
      Chora não!

  5. Faltou pesquisar os itens: combate à corrupção, aparelhamento do estado, preservação do meio ambiente, relações internacionais, equilíbrio, sinceridade, lucidez, senso de ridículo e rumo. A porcentagem de apoio cairia pra menos da metade.

    1. Se perguntar sobre xhifre e colera de lixo, taabém cai na conta do Executivo de turno. Ninguém tem o detalhamento de todos os erros e acertos.

    2. Bruninha, o choro é livre e o riso efêmero (veja no dicionário o significado).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

IBOPE: Popularidade de Bolsonaro sobe para 40%, mais 29% que consideram regular; índice positivo é maior desde o início do mandato

Foto: Marcos Corrêa / PR

A aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro atingiu em setembro o maior índice desde o início do mandato. É o que mostra a pesquisa de divulgada nesta quinta-feira pelo Ibope. A taxa passou de 29% em dezembro do ano passado (menor avaliação desde janeiro de 2019) e chegou aos 40% neste mês. Os que consideram o governo ruim ou péssimo somam 29% dos entrevistados. Em dezembro, eram 38%. Já os que classificam o governo como regular continuam a representar cerca de um terço da população: 29%.

O levantamento foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e tem nível de confiança de 95%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Ao todo, duas mil pessoas foram entrevistadas pelo instituto na semana passada, entre os dias 17 e 20 de setembro em 127 cidades. Portanto, o questionário foi aplicado em um período de alta no preço dos alimentos e antes do início do pagamento das parcelas residuais do auxílio emergencial, que começaram a ser repassadas aos beneficiários nesta quinta, e cujo o valor foi reduzido para R$ 300.

Uma das maiores altas na popularidade do presidente foi registradas entre os entrevistados com renda familiar de até um salário mínimo. Nesse caso, a avaliação do governo como ótimo ou bom passou de 19% para 35%.

Quando observado o grau de escolaridade dos entrevistados, foi entre os que estudaram até a 8ª série que mais aumentou a aprovação de Bolsonaro: o salto foi de 25% para 44%.

Os entrevistados também demonstraram que estão mais satisfeitos com a maneira de Bolsonaro de administrar o país: 50% aprovam a gestão, enquanto 45% a desaprovam. Em dezembro, esses índices eram de 41% e 53%, respectivamente.

Em geral, a pesquisa do Ibope é feita a cada três meses, mas por causa da pandemia do novo coronavírus, a última pesquisa de avaliação do governo ocorreu no fim de 2019. Desde então, o quadro geral da confiança da população no presidente manteva a tendência das pesquisas anteriores: mais da metade dos entrevistados (51%) disseram que não confiam em Bolsonaro, apesar do aumento no número de pessoas que confiam nele: agora são 46%.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esse ibope não merece confiança.
    O véi Bolsonaro ta estourado em todo Brasil sil sil sil.
    75% no mínimo é o certo.
    Bolsonaro não tem adversário.
    Reeleição tranqüila.

  2. PARABÉNS PRESIDENTE, os brasileiros começam a reconhecer o ótimo trabalho frente a pandemia, quando de forma corajosa combateu o PÂNICO que quiseram impor a população, que deixou muitos doentes de depressão ou até mesmo de problemas mentais.
    Quando socorreu com bilhões de reais os Estados e os Municípios, ajudando a estes a pagarem suas contas e manterem os salários de seus servidores.
    Quando ajudou as empresas a manter os empregados, salvando milhões de empregos.
    Quando socorreu milhões de brasileiros com o auxílio emergencial, tão necessário para a subsistência de muitos.
    Quando enviou respiradores para todo os Estados, ajudando a salvar muitas vidas.
    Quando não deixou a economia parar, permitindo que o país possa retomar rapidamente o crescimento, enquanto outros só repetiam fique em casa.

  3. O presidente Jair MESSIAS Bolsonaro é igual a massa de bolo, quanto mais bate, mais ele cresce.

  4. Da mesma forma que sobe cai,basta voltar a normalidade.A cela de Moro ainda esta sendo preparada,para atropelar na reta final os cavalos paraguaios.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Municípios do RN passam pela 3º etapa da pesquisa sorológica do IBOPE

O Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) está realizando a 3° etapa da pesquisa sorológica da Covid-19 nos municípios de Natal, Caicó e Mossoró. Ao todo, serão realizados 750 testes, 250 por cidade, entre os dias 21 e 23 de junho. O resultado da amostra “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19” será utilizado como estatística de propagação do coronavírus no estado, em uma amostragem nacional.

O estudo, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com apoio do Ministério da Saúde, está sendo feito por meio de visitas a domicílio, selecionados por sorteio. Os pesquisadores, paramentados e com identificação, convidarão os moradores a responderem um questionário. Durante a visita, um dos residentes da casa será sorteado para realizar o teste rápido de Covid-19. Caso este teste positivo, os familiares que também habitam a casa também deverão se submeter a sorologia.

De acordo com Carla Adriana Mendes Lopes, coordenadora técnica responsável por reportar os dados aos municípios e Estado, caso o número de testados positivos, por região, seja alto, o IBOPE e o Ministério da Saúde deverão desenvolver uma estratégia de política pública para o município.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Entrevistadores do Ibope que coletaram testes de Covid-19 contraíram coronavírus

Foto: © Reuters/Ueslei Marcelino/Direitos Reservados

Três entrevistadores do Ibope que aplicaram questionários sobre a epidemia de Covid-19 e testaram entrevistados para a doença na cidade de Irecê (a 480 km de Salvador) foram infectados pelo novo coronavírus.

Os entrevistadores fazem parte de um estudo que pretende testar uma amostra de 33.250 pessoas em 133 cidades, em todos os estados, para estimar quantos brasileiros já foram infectados pelo novo coronavírus.

Realizada pelo Ibope Inteligência e sob coordenação do Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas, a pesquisa tem como objetivo colher dados para auxiliar no planejamento do combate à doença.

As equipes, contudo, têm enfrentado percalços pelo país: estão sendo detidas pela polícia, impedidas de trabalhar por governos municipais ou agredidas nas ruas.

A prefeitura de Irecê informou que não foi avisada previamente da pesquisa e que só a autorizaria desde que os 14 entrevistadores do Ibope enviados de São Paulo para a cidade fizessem testes para o novo coronavírus.

Os testes foram aplicados pela prefeitura na última sexta-feira (15) e identificaram que três dos entrevistadores estavam com o vírus.

Coordenadora da pesquisa, a professora Mariângela Freitas da Silveira, da Universidade Federal de Pelotas, afirma que os cerca de 2.000 entrevistadores do Ibope estão sendo testados para Covid-19 antes de ir a campo.

Os 14 que foram para Irecê passaram por testes rápidos no dia 07 de maio, uma semana antes de viajarem para a cidade e tiveram resultado negativo.

“É claro que pode acontecer de, em meio a um número grande de entrevistadores, alguns serem contaminados. Mas, a gente não sabe explicar como isso aconteceu, já que todos foram testados”, afirma a professora.

Ela explica que os testes rápidos não são 100% confiáveis e podem registrar falsos negativos. Esse tipo de teste detecta a presença de anticorpos contra a Covid-19 no sangue e, por isso, não é totalmente efetivo quando a doença está nos primeiros dias.

Ainda de acordo com a professora, estes foram os primeiros casos de Covid-19 identificados entre os entrevistadores que participam da pesquisa.

Antes da realização dos testes pela Prefeitura de Irecê, os entrevistadores enfrentaram outros percalços na cidade.

Em nota, a prefeitura informou que recebeu uma denúncia de moradores sobre pessoas que estariam realizando a testagem para a Covid-19 com coleta sanguínea em bairros da cidade.

Com o apoio da Polícia Militar, os entrevistadores foram encaminhados para a delegacia da cidade para prestar esclarecimentos.

Após a confirmação de que se tratava de uma pesquisa do Ibope, a prefeitura decidiu interromper a aplicação dos testes por ausência da comunicação oficial prévia e apreendeu os testes.

Os coordenadores da pesquisa, contudo, afirmam que todas as autoridades municipais e estaduais foram comunicadas.

Depois de negociações entre a coordenação da pesquisa e a prefeitura, ficou decidido que a pesquisa seria autorizada desde que todos os entrevistadores fossem testados para Covid-19 e que a mesma fosse acompanhada por um profissional de saúde na equipe.

Após a descoberta dos profissionais infectados, a prefeitura decidiu não autorizar a sua realização.

O Ibope informou que retirou todos os 14 entrevistadores da cidade e excluiu Irecê da pesquisa. Os três que estavam contaminados foram orientados a cumprir quarentena.

De acordo com a professora Mariângela da Silveira, os entrevistadores que foram a campo utilizaram equipamentos de proteção individual como máscaras, luvas, jalecos e óculos de proteção. Nenhum deles tinha sintomas da doença.

Em nota, a prefeitura confirmou que os entrevistadores usaram os equipamentos de proteção durante as entrevistas e coleta do sangue. Mesmo assim, como medida preventiva, vai monitorar as pessoas que participaram da pesquisa.

A prefeitura recebeu a relação dos moradores que tiveram contato com os entrevistadores. Todas elas serão testadas novamente para a Covid-19 nos próximos dias.

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Alguns erros: Os entrevistadores não tem competência para fazer coleta pois não são da saúde, não foram autorizados pela Prefeitura, podem estar propagando ainda mais o virus, não houve uma campanha nacional de divulgacao da pesquisa, pelo cotrário, houve uma divulgação em massa pelo whatsapp de profissionais da saude dizendo que não foram informados dessa pesquisa. Portanto tem tudo para dar errado isso

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Audiência da Globo dispara, ibope é maior do que todas as emissoras somadas

Nina (Débora Falabella), Max (Marcello Novaes) e Carminha (Adriana Esteves) em cena de “Avenida Brasil”. Imagem: Reprodução / Internet

Já de alguns dias, os resultados da Globo passaram a chamar atenção, porque o seu crescimento de audiência acontece de uma maneira muito uniforme e nas mais diferentes faixas de horário.

O último resultado conhecido, de terça-feira, mostra o que passou a se repetir com frequência nesses últimos tempos: os números da Globo são superiores ao de todas as outras emissoras somadas.

Média/Dia de 24 de março:

Globo: 17,69

SBT: 5,83

Record: 5,77

Band: 2,15

Cultura: 1,08

Rede TV!: 0.82

Como se observa, 17,69 contra 15,65.

Alguns pontos, segundo especialista em audiência ouvido pela coluna, merecem ser ressaltados, para explicar este atual momento:

exibição de “Avenida Brasil” impulsionando o começo de noite

muito jornalismo

“Big Brother” fazendo a diferença na faixa noturna.

Flávo Ricco – UOL

Opinião dos leitores

  1. Fake news, os dados apresentados vem de uma filiada da globolixo , Uol. Só otários acreditam nisso.

  2. Pode até ser! Ganhando audiência em vida da desgraça alheia. Globo sendo Globo.. Aproveitando das desgraças ocorrendo no mundo pra ganha audiência.

  3. Pela ruma de comentários, nota-se que a Globo tá fazendo o maior sucesso! Tá todo mundo vendo, ou porque gosta ou para falar mal!

  4. Que fonte de informações e essa??será que e a mesma que dizia que Bolsonaro perderia as eleições em segundo turno pra qualquer outro candidato?? Me poupe. Pura mentira.

  5. Quem adora mentira, santinhos de pau oco e roubo são os petistas kkkkkk A turma do toma lá da cá.

  6. É o mesmo ibope que divulgou estatística que Haddad ganharia o MITO
    no 1º turno. Mas no Brasil é assim tem gente que come ?e acha bom !!!

  7. Não vai ficar assim não, taokey?
    Vamos investir mais dinheiro na Record…O bispo vai virar esse jogo, taokey?
    Muuuuuuuuuu

  8. Isso é uma mentira… kkkkkkk É para enganar anunciantes???? Ninguém aguenta mais essas besteiras e fomento contra Brasil. Povo acordou!!!

  9. A Globo fez um excelente serviço, tentou alertar o país. Governadores também tentaram. Infelizmente o Presidente não teve competencia para ser um líder, não tomou as medidas necessarias e atrapalhou muito na ultimas semanas. Agora é ser forte povo brasileiro de bem, que acredito eu serem a maioria, mas as vezes tenho duvida.

  10. Faz tempo que não assisto a esta emissora, mas parece que os mesmos que a criticam são os que também dão audiência, numa verdadeira relação de amor e ódio. É como massa de pão : quanto mais bate, mais cresce.

  11. * JORNALISMO TOTALMENTE PARCIAL ( QUE PERDEU A MAMATA VERMELHA E AGORA AGONIZA )
    * NOVELA
    * BIG BROTHER

    O BRASILEIRO TEM A CULTURA QUE MERECE. ..

    1. O povo cansou de emissora chapa branca passando pano para presidente maluco!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pesquisa Ibope: 29% aprovam governo Bolsonaro, 31% consideram regular e 38% desaprovam

Foto: Adriano Machado/Reuters

Segundo o Ibope, o governo Bolsonaro registrou queda em sua última pesquisa realizada neste ano. O levantamento foi encomendado pela CNI, e realizado entre os dias 5 a 8 de dezembro.

*A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo era de 35% em abril, caiu para 32% e 31% em junho e em setembro, respectivamente, e agora está em 29%.

* A avaliação negativa (ruim e péssimo), por sua vez, subiu de 27% em abril para 32% em junho, em setembro chegou a 34% e agora alcançou 38%.

*Os que consideram o governo “regular” são 31% (eram 31% em abril e os mesmos 32% em junho e em setembro). Os que não sabem ou não quiseram responder somaram 3%.

A CNI/Ibope ouviu 2 mil pessoas em 127 municípios, entre 5 e 8 de dezembro. A Sondagem Especial, por sua vez, entrevistou 1.914 empresários de todo país entre os dias 2 e 10 deste mês. Em ambas, a margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e, a confiança, de 95%.

Com informações de Lauro Jardim  – Globo

Opinião dos leitores

  1. Regular significa normal, andando dentro do esperado, então Raimundo fez a contabilidade direitinho!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

VÍDEO: Rodrigo Faro pergunta do ibope de homenagem a Gugu e é detonado nas redes sociais

Rodrigo Faro foi detonado nas redes sociais após aparecer em um vídeo ao vivo perguntando sobre a audiência do programa A Hora do Faro, neste domingo (24/11/2019). O caso aconteceu durante homenagem a Gugu Liberato, morto na última sexta-feira (22/11/2019).

Aparentemente sem saber que estava no ar, Faro pergunta à produção do programa “Como é que tá a audiência?”. A gafe pegou mal, e o artista da Record foi acusado de forçar a emoção.

Outro fato que deixou os espectadores indignados foi a reportagem exibida para homenagear Gugu. No vídeo, gravado em 2017, Liberato entrevista Faro em um especial de Dia dos Pais. No Twitter, as pessoas acusaram Rodrigo de ter aparecido mais que o apresentador homenageado. “Quem coloca na Record não sabe se quem morreu foi o Gugu ou o Rodrigo Faro. Falta de respeito!”, comentou um seguidor. “Ô, Rodrigo Faro, é pra homenagear o Gugu e não falar de novo da tua vida. Que patético”, criticou outro.

Metrópoles

 

Opinião dos leitores

  1. Quem tiver pensando que os apresentadores de tvs não vendem as desgraças dos outros puro engano pois não visam fazer o bem e sim a audiencia

  2. e por essa e outras que eu não vejo esses programas rodrigo faro eliana faustão luciana gimenez puta que o pariu se voçe não tiver opção de canais a cabo voçe ta fudido esses programas aja saco não da não da exemplo o faustão so tem aquela porra de dança com famosos e dose!!!!!!!!!!!!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Ibope TV paga: SporTV é líder e Fox Sports dá o dobro que a ESPN; ranking mostra 30 canais mais vistos

Foto: (marcociannarel/Thinkstock)

Com a reta final dos campeonatos Brasileiro e Libertadores, os canais pagos esportivos, com exceção da ESPN Brasil, festejam índices históricos de audiência na TV por assinatura.

Dados exclusivos obtidos pela coluna mostram que o SporTV terminou outubro como o canal mais visto da TV paga no país, com 0,84 ponto e 1,77% de share (participação no universo de TVs pagas ligadas).

Nessa medição cada ponto vale por cerca de 114 mil domicílios sintonizados nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Já o Fox Sports, que será vendido em breve por determinação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) fechou o mês passado com 0,46 ponto e 0,96% de share.

Esse índice representa mais que o dobro do que a ESPN Brasil, que obteve no mês passado 0,22 ponto e 0,47% de share.

A ESPN enfrenta um momento tenso no Brasil. Recentemente promoveu uma grande demissão de funcionários e está investindo cada vez menos na compra de torneios importantes para os brasileiros. Deixou até de transmitir a última Copa do Mundo, na Rússia.

Um dos motivos dessa boa audiência é o Flamengo, que está à beira de se tornar campeão Brasileiro e também está na final da Libertadores.

Os dados do mês passado trazem outras informações relevantes: o canal Viva, por exemplo, ultrapassou Discovery Kids e Cartoon e se tornou agora o 2º canal pago mais visto do Brasil.

Outro fato relevante é que pelo segundo mês consecutivo o Discovery Channel ficou à frente da GloboNews.

Veja abaixo os 30 canais pagos mais vistos no país em outubro – em pontos e share (%)

Fonte: dados consolidados do PNT da Kantar Ibope Media; os dados foram obtidos junto a fontes nas TVs, pois a Kantar contratualmente está proibida de divulgá-los.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ibope: 34% aprovam governo Bolsonaro, 34% consideram regular e 24% desaprovam; na maneira de governar, 51% aprovam e 38% desaprovam

Jair Bolsonaro, em evento do 7 de março de 2019, dia da comemoração dos 211 anos do corpo de fuzileiros naval da Marinha — Foto: FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (20) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

Ótimo/bom: 34%
Regular: 34%
Ruim/péssimo: 24%
Não sabe/não respondeu: 8%

A avaliação positiva do presidente caiu 15 pontos percentuais desde a posse. Em fevereiro, segundo a pesquisa, 19% consideravam o governo “ruim/péssimo”; 30%, “regular”; e 39% o avaliavam como “bom/ótimo”.

Pesquisa Ibope — Foto: Arte/G1

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre 16 e 19 de março.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Maneira de governar

A pesquisa também avaliou a opinião dos entrevistados sobre a maneira de governar do presidente da República:

Aprovam: 51%
Desaprovam: 38%
Não souberam ou não responderam: 10%
Em fevereiro, 57% aprovavam e 31% desaprovavam.

Confiança

Outro ponto questionado pelo Ibope foi sobre a confiança dos entrevistados em relação ao presidente:

Confia: 49%
Não confia: 44%
Não souberam ou não responderam: 6%
Em fevereiro, 55% afirmaram confiar no presidente e 38% disseram não confiar.

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 2.002 pessoas
Quando a pesquisa foi feita: 16 e 19 de março
Nível de confiança: 95%

Com informações do G1

Opinião dos leitores

  1. A sua laranja já tá assando…deixe o laranjão até o final do mandato. Pois, depois disso só se elege para deputado. Kkkkkkkkkkkkl

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

GANGORRA DAS PESQUISAS EM CENÁRIO PARA PRESIDENTE: Instituto Paraná, BTG, Ibope, Datafolha e cia sob questionamento dos eleitores

No que se desenha um “plebiscito” entre Jair Bolsonaro x Fernando Haddad no cenário presidencial, o sobe e desce de números transformaram o embate entre os dois candidatos mais citados pelas pesquisas numa verdadeira gangorra de emoções. Da parte dos eleitores, os questionamentos, desconfiança e ainda otimismo, quando os números são favoráveis ao seu candidato.

Enquanto a BTG/Pactual e o Instituto Paraná apresentam um cenário com o candidato Jair Bolsonaro(PSL) com média de 31 a 33 pontos, por outro lado, os tradicionais Ibope e Datafolha apresentam uma corrida mais equilibrada, e com o petista Fernando Haddad em crescimento. Afinal, quem aplica a metodologia correta? A resposta, no dia 07 de outubro.

Como exemplos, abaixo seguem os links das últimas pesquisas, divulgadas nesta quarta-feira(26).

Pesquisa Crusoé/Instituto Paraná: Bolsonaro tem 31,2% contra 20,2% de Haddad; Ciro 10,1% e Alckmin 7,6%

Pesquisa Ibope/CNI: para presidente: Bolsonaro, 27%; Haddad, 21%; Ciro, 12%; Alckmin, 8%; Marina, 6%

Opinião dos leitores

  1. Paraná Pesquisa, aquela q faz pesquisa por telefone? há tá…a pessoa com pressa pra apertar umas 30 opções, não da pra acreditar nisso.

  2. Bené, eu prefiro alimentar mercado. É só você procurar estudar um pouco e entenderás. É lamentável eu ter que rebater pessoas com visão pequena, visão de petistas.

  3. As pesquisas deveriam ser para consumo interno e proibidas a sua divulgação. São instrumentos manipuladores, enganadores e com preços estabelecidos. Tem para todos os gostos e contam sempre com a história da "metodologia" para explicar os desatinos.

  4. Fico com a Paraná pesquisa.. afinal ate o mercado e bancos reconhecem que o PT seria um desastre para o País e para a democracia.. o dolar caiu e a bolsa subiu.. O PT faz mal para os trabalhadores.

    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk fica com quem te favorece né bobinho kkkk grande argumento

    2. O negócio do João é o "mercado. Querido João, o mundo é feito por pessoas e não por "mercados". Você prefere alimentar pessoas ou o "mercado?

    3. Bene e Patrick… vcs vivem do Estado que é sustentado pelo povo. O mercado alimenta o povo quando cria riqueza, o estado suga a riqueza e o povo, atraves de impostos altos e mal aplicados. Mercado sao feitos de pessoas, aprendeu aonde essa sua teoria que mercado esta isolado da distribuicao de riqueza? Com o PT? Acho que na sua mente, quem produz explora.. mas o que sabemos é que quem explora é o Estado. Ou vc crer que 27% de ICMS sobre produtos de consumo nao atinge o pobre? ou 5% de iSS nao atinge o pobre? Ou 6% CONFINS e IPI nao atinge o pobre? Vc crer que so o imposto de renda resolve o problema do povo? kkkk. Pergunte ao pobre se ele pudesse comprar comida sem pagar um terço de impostos o que ele pensaria… Acabe com os mercados e veja no tipo de país que se transforma.. pergunte aos venezuelanos.

    4. João, é praticamente impossível uma pessoa de bom senso e de forma intelectualmente honesta conseguir trocar ideias com essa turma de esquerda. Vc falou certo. Essa mentalidade rasteira dessa gente é totalmente incompatível com o progresso de um país, com o verdadeiro bem estar de um povo. O nosso Brasil precisa experimentar o verdadeiro capitalismo, precisa saber como funciona uma liberal democracia de fato. Nosso país, infelizmente, vive um socialismo disfarçado. Temos um Estado que tudo pode, que governa as nossas vidas nos seus mínimos detalhes, pagamos altíssimos impostos, sustentamos uma máquina estatal enorme e desnecessária, que origina um déficit público insustentável e não recebemos serviços públicos minimamente decentes. O Estado desperdiça seus limitados recursos enquanto não nos fornece educação, saúde, segurança, investimentos no setor econômico… As ideias socialistas não deram certo em lugar algum do mundo. Mas tem muita gente por aqui que insiste nessa ideologia patrocinadora do atraso, da fome e de muita perseguição àqueles que dela discordam. É uma pena.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pesquisa Ibope/CNI: para presidente: Bolsonaro, 27%; Haddad, 21%; Ciro, 12%; Alckmin, 8%; Marina, 6%

Foto: Montagem

Pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Levantamento ouviu 2 mil eleitores no sábado (22), domingo (23) e segunda-feira (24).

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (26) a mais recente pesquisa de intenção de voto para presidente. O levantamento foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A pesquisa ouviu 2 mil eleitores em 126 municípios no sábado (22), domingo (23) e segunda-feira (24).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 27%

Fernando Haddad (PT): 21%

Ciro Gomes (PDT): 12%

Geraldo Alckmin (PSDB): 8%

Marina Silva (Rede): 6%

João Amoêdo (Novo): 3%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 0%

Vera Lúcia (PSTU): 0%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 11%

Não sabe/não respondeu: 7%

Simulações de segundo turno

Haddad 42% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 4%)

Ciro 44% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Alckmin 40% x 36% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

Bolsonaro 40% x 38% Marina (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 2 mil eleitores em 126 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 22, 23 e 24 de setembro

Registro no TSE: BR-04669/2018

Nível de confiança: 95%

Contratante da pesquisa: Confederação Nacional da Indústria (CNI)

G1

Opinião dos leitores

  1. Se for tomar como base o ibope, ROBINSON FARIA está reeleito governador do Rio Grande do Norte. Lembram como foi o ibope no RN em 2014?? Por tanto Bolsonaro tá eleito, esse poste de Lula não chega nem perto. Em 2014 o PT estava no poder, o preso estava solto, ninguém sabia das safadezas, e quase não derrotam Aécio. Certo? Ainda hoje tem quem diga que a eleição foi fraudada. Como é que esse poste ganha?? Me diga. Impossível, pode ter 10 turnos, perde em todos, o povo não aguenta mais tanta safadeza.

  2. Não precisa ser estatístico ou matemático para perceber que Bolsonaro está eleito. Eles tentam enganar o otário como se São Paulo tivesse o mesmo peso eleitoral da Paraíba por exemplo. Só que São Paulo representa quase 25% do eleitorado brasileiro. O mesmo acontece com Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul que são os maiores colégios eleitorais do Brasil. Se você somar as diferenças verá que a maioria de Bolsonaro é esmagadora.

  3. incrivel como bolsonaro está muito a frente de todos os outros candidatos e no segundo turno não ganha de ninguém com quem disputa,algo que me causa estranheza !!!!

    1. E também com Haddad em primeiro para prefeito de São Paulo e o Dória levou no primeiro turno

    1. Bolsominions perdendo o sono e dizendo que a pesquisa e fake em 3.2.1…rsrsrsrrsrsr

    2. Para os petistas, a pesquisa ibope/globo/cni é a mais seria, mesmo eles considerando a globo golpista. Bom saber que o Ibope liberou a pesquisa logo apos a parana pesquisa pra diminuir o prejuizo. Ou seja, IBOPE nem foi confiavel no passado e nem será no presente.

    3. IBOPE já foi flagrado recebendo propina da JBS, já foi desmascarado até mesmo pelo coroné Ciro "doidão" Gomes (ele dsse certa vez que o Montenegro – dono do instituto – seria capaz de vender a própria mãe) e coleciona inúmeros erros grosseiros em suas previsões. Na última eleição para prefeito de São Paulo, por exemplo, esse IBOPE errou absurdamente. O Dória deu um show, elegendo-se logo no 1º turno, enquanto esse instituto "fake" dizia que o eleito seria o "Andrade", considerado que o pior prefeito que a cidade de São Paulo já teve. Outro que também não é confiável é o tal DATAFOLHA, da "Foice" de São Paulo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ibope: Bolsonaro lidera regiões norte, centro-oeste, sul e sudeste; no nordeste, Haddad tem 31% contra 16% do capitão

Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro

Registro no TSE: BR-09678/2018

Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”.

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.

G1

Opinião dos leitores

  1. É muita vergonha dizer que nasci num país em que as pessoas votam com um cabresto (pau mandado) de um presidiario corrupto e bandido. Vergonhoso ver pessoas que se acham inteligente (intelectuais) discutindo, em favor de um preso bandido da pior especie e criticando os demais que estao solto. Vergonhoso professores usarem camisa com a foto de um bandido que está preso. Esse nao é o exemplo que desejo pra juventude. Bandidos asquerosos.

  2. Nessas horas que eu sinto nojo de ser Nordestino,que vota em uma cara que não sabe quem é,a pedido de um Bandido ladrão que está preso.Sou Nordestino e sou adepto do Fora PT, e que esses miseráveis que Votam por uma mísera Bolsa família,aprendam a trabalhar ao invés de ficar recebendo esmolas.Como dizia o saudoso Luiz Gonzaga:Uma esmola para um Homem que é são(sadio),ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão.É o que acontece com esses preguiçosos que ñ querem trabalhar ,apenas viver de Bolsa família.

  3. Nem adianta perder muito tempo tentando analisar uma pesquisa sem credibilidade alguma. Mas, nos detalhes, alguma coisa ainda pode ser deduzida disso ai acima. Uma delas é que quanto mais sofrido e ignorante o povo, mais manipulável ele será. E, que me perdoem meus irmãos nordestinos (assim como eu sou), mas é lamentável a gente ver nossa região absolutamente dominada por corruptos e mentirosos. Somos eternos currais eleitorais. Outrora, eram os chamados "coronéis". E tinha o famoso "voto de cabresto". Infelizmente, passados muitos anos, só mudamos de "donos". Continuamos servis e alienados, enganados por uma corja de políticos inescrupulosos, que nos roubam bilhões e nos atiram migalhas. Somos, assim, agradecidos aos nossos algozes. O PT esteve no poder por mais de 13 anos e os problemas brasileiros só se agravaram. TODOS. Tudo piorou. Educação, saúde, segurança, economia, investimentos, dívida pública, tudo piorou. E os estados e municípios enfrentam enormes dificuldades até mesmo para pagar seus servidores. O RN é um exemplo disso. E o nosso povo nordestino continua acreditando naqueles que lhe massacraram todo esse tempo. Vou tentar algo bem diferente. Vou de Bolsonaro, o único capaz de mudar essa coisa toda. E precisamos de MUITAS mudanças. Ou alguém está satisfeito com o que vê?

    1. Queria ver o NE pagando aposentados, máquina federal e repasses decorrente, tudo com
      da tributação em cima de sua atividade econômica. Sem depender dos outros Estados.
      Sou nordestino, mas é duro ter que reconhecer isso (não que não possa ser consertado).

  4. vergonha de ser nordestino, povo burro da porra!
    mas vamos ter calma, a maioria dessas pesquisas são fake
    pode ser uma estratégia pra no final dizer que foi o nordeste que elegeu
    esse POSTE2 aí, mas NÃO VAI TER FRAUDE

  5. A Suissa brasileira como sempre a mente pensante do universo. Deve ser pela sua independência e por não vender a consciência por um bolsa família.

    1. Deixa entender, quer dizer que os votos do nordeste vão dar vitória ao poste?
      Só pode ser com urna fraudada mesmo, quando o nordeste tem mais votos que a soma das outras regiões?
      Quer dizer que a diferença de 14% a mais do poste 2 incompetente no nordeste representa mais votos que a diferença de 14% a favor de Bolsonaro no sudeste e mais 27% a favor de Bolsonaro na região sul?
      Valeu historiador, sua matemática é tão correta quando seu voto em apoiador de corrupto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

IBOPE: Bolsonaro lidera entre pretos e pardos

Jair Bolsonaro, cuja denúncia por racismo foi rejeitada pelo Supremo Tribunal Federal(STF) nessa terça-feira(12), tem o dobro dos votos de seus adversários entre os eleitores pretos e pardos. Confira abaixo pesquisa do Ibope.Foto: Alexandre Mauro, Betta Jaworski, Igor Estrella / G1 Arte

Opinião dos leitores

  1. Bolsonaro é o mais votado entre pretos e pardos, entre as mulheres, entre os de maior grau de instrução, entre os mais honestos (eu acrescentei esse)… Ele é exatamente o contrário de tudo o que seus desafetos de esquerda dizem que ele é. E não poderia ser diferente pois essa gente de esquerda vive da mentira, prospera em torno da falsificação dos fatos e da enganação dos incautos, dos menos esclarecidos. Mas isso vai acabar e essa corja vai voltar à insignificância política de onde nunca deveriam ter saído. E será o Bolsonaro que proporcionará essa grande vitória ano nosso Brasil.

    1. Conversa pra boi dormir Ceará fundão.
      Defender o Capetão não está sendo nada fácil, não é mesmo Ceará.
      É como falar o sol com uma peneira. Ou secar o mar com uma concha.
      kkkkk kkkkk
      Vejo que vc não perde um post, comenta dezenas de vezes em uma mesma publicação e esconde sua verdadeira identidade.
      Por que será, hein Ceará?
      kkkkkkkkk
      Passa o dia todo postando e quer convencer todo mundo que o Mico é um cara legal, um salvador da pátria como Sassá Mutema, Collor ou Micaela?
      kkkkkkkkkkk
      Me engana que Gosto!

    1. Quando ele perder no segundo turno, vou adorar ver o choro dos Bolsonaristas!

  2. O vitimismo barato da esquerda já cansou! Bolsonaro está conseguindo desfazer essas fake news que querem insinuar que ele é machista, homofóbico e racista…

    1. Os filhos dele não fazem fake News não, se amostram! O pior cego é aquele que não quer ver. Bolsonaro é um Collor piorado, pena que vai perder a mamada! #melhorjairchorando.

  3. Não foi a esquerda ou adversários que colocaram em Bolsonaro o rótulo de racista, machista e homofóbico. Foram as suas próprias declarações, em diversas ocasiões que levaram a isso. Chega dá asco relembrá-las. Ademais, trata-se de alguém totalmente despreparado para assumir tão importante e complexa missão. Espero que com a proximidade das eleições, o eleitor pondere e faça a sua escolha com a razão.

    1. E quem foi que disse que Pelotas (a cidade do RS) era exportadora de "viados"? E quem disse que as mulheres do PT tinham o "grelo duro"? Quem declarou admiração por Hitler (explicitamente)? Quem disse que os pobres do RS eram bonitos, diferente dos pobres do NE (disse isso no RS, em julho de 2010). Procura na internet. Tem muito mais barbaridades. Citei só as que achei "mais interessantes".

  4. Aos poucos os rótulos que a esquerda colocaram em Bolsonaro vão caindo. Esse negócio de racista, machista, blá blá blá. Veja! Já tem o voto da maioria das mulheres, negros, pardos e brancos, amarelo, verde, azul etc.etc etc.etc. aposto como ganha também no publico LGBT?? Aliás pelo andar da carruagem, vai ganhar no primeiro turno, no segundo se precisar, talvez nem chegue a isso, na prorrogação, nos pênaltis, no que for, Bolsonaro tá eleito presidente do Brasil. Porque o povo brasileiro, não aguenta mais tanta sacanage , roubalheira, indecência desses políticos corruptos, que de quatro em quatro anos vem enganar o povo com a mesma convercinha de sempre. Chega! Ninguém aguenta mais esses sanguessugas. Agora é 17

  5. Começo a acreditar que o desespero que a esquerda demonstra tem todo fundamento. Afinal desde a primeira hora partiram ao ataque chamando Bolsonaro de "homofóbico e racista". Agora as pesquisa demonstram que ele tem a preferência nesses dois seguimentos do eleitorado, ou seja, a esquerda tentou desqualificar Bolsonaro e ele está ficando mais e mais forte.
    Aliás, o PT sempre fez campanha apontando culpados e difamando adversários, mas não assume 01 de seus milhões de problemas quando esteve no poder por 13 anos de decadência de nossa democracia e inversão dos conceitos sociais, de ataque a família, de imposição da ideologia de gênero, contra o cidadão ter direito a defesa, contra o trabalhador produtivo, deixando 13 milhões de desempregados, uma economia falida e uma país a ser recuperado.
    O PT sabe acusar, mas esconde que deixou um país a beira do caos econômico e social, destruindo tudo que havia sido desenvolvido por longos 30 anos.

  6. As mentiras da esquerda não duram muito. Bolsonaro é o Brasil unido em torno de um país melhor. Não tem negro x branco, homem x mulher e tudo mais. O ódio, a raiva, vem da esquerda. O povo, todos nós, queremos é segurança, uma economia estabilizada e paz para criarmos nossos filhos. A agenda destrutiva da esquerda é cortina de fumaça para implantar o comunismo.

    1. Aos poucos a população está deixando de ser gado, de votar por indicação, está abrindo os olhos para encherga quem presta ou não. #JB17

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ibope: Bolsonaro e Haddad têm os maiores índices de eleitores convictos

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, e o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad, vice na chapa do PT, são os donos do eleitorado mais convicto nesta eleição. De acordo com a pesquisa Ibope divulgada ontem, 41% dos eleitores do ex-capitão do Exército dizem que a escolha por ele é “definitiva” e que não vão alterá-la “de jeito nenhum”. Entre os de Haddad, o percentual chega a 52%.

Já 39% dos eleitores de Bolsonaro e 33% dos de Haddad declaram que podem mudar suas respectivas escolhas. Os percentuais, principalmente no caso de Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto, mostram que há um voto com potencial de ser convertido por adversários, afinal quase quatro entre cada dez eleitores do candidato do PSL declaram que podem rever sua posição – é justamente esse eleitor que ficará na mira de Geraldo Alckmin (PSDB).

Bolsonaro lidera a pesquisa com 22%, enquanto Haddad aparece em quinto lugar com 6% das intenções de voto – Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm 12% e Geraldo Alckmin (PSDB) 9%.

Depois de Bolsonaro e Haddad, os candidatos que têm o voto mais consolidado entre seus eleitores são Alckmin (25%) e Ciro (23%). Marina tem apenas 18% dos eleitores convictos de sua decisão, o que mostra que é alta a chance da candidata da Rede perder os votos que hoje estão com ela.

Sobre a transferência de votos de Lula para Haddad, quando ex-prefeito é apresentado como o nome do ex-presidente na disputa, apenas 22% dos eleitores dizem que votariam nele com certeza. Outros 17% declaram que poderiam votar contra 53% que disseram não votar em Haddad de jeito nenhum, percentual que reflete a resistência de parte significativa do eleitorado ao PT. O partido aparece como o de maior rejeição: 29% dizem que não votariam no PT de “jeito nenhum”. Ao mesmo tempo, é a legenda de maior preferência para 28% dos entrevistados.

O percentual de convicção do eleitor de Bolsonaro, aliado ao alto índice de intenção de votos na pesquisa espontânea (quando não são apresentados ao eleitor os nomes dos candidatos) e a pulverização das demais candidaturas, evidenciam que o candidato do PSL tem hoje uma posição confortável para passar para um segundo turno: 17% de todos os eleitores citam espontaneamente o seu nome como o preferido na disputa (Lula, que não teve o registro concedido pelo TSE, é citado por 22%). O candidato do PSL, porém, tem pouca exposição no horário eleitoral no rádio e na televisão, apenas 9 segundos, além da maior rejeição (44%), principalmente entre as mulheres, que chega a 49%, fragilidade que a campanha de Alckmin já explora.

Bolsonaro tirou potenciais votos do tucano entre os mais ricos e os mais escolarizados, que nas últimas eleições votaram com o PSDB. Nesse público, ele tem 30% e 29% das intenções de voto, respectivamente. Alckmin aparece com 8% entre os mais ricos e 7% entre os que têm educação superior. Essa transferência do voto que tradicionalmente estava com os tucanos tem imposto uma espécie de teto para o crescimento de Alckmin.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. eu não acredito em nenhuma dessas pesquisas. tudo mentira.

    fui entrevistado na zona sul, na porta de um supermercado… fiquei meia hora observando outras pessoas serem entrevistadas e só vi BOLSONARO como opção, e olhe que estamos no RN, NORDESTE onde a mídia diz que é o curral do PT, imagine no resto do país!

    1. Engraçado… Aparentemente, as pesquisas serviam como ótimo indicativo para os eleitores de Bolsonaro cravarem vitória inequívoca do referido candidato. Agora, diante do cenário em que ele apanha de praticamente todos em segundo turno, as pesquisas voltam a merecer descrédito. Interessante…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ibope: governo Temer tem aprovação de 4% e reprovação de 79%

Pesquisa encomendada pela CNI ouviu 2 mil pessoas em 128 municípios, entre os dias 21 e 24 de junho; margem de erro é de 2 pontos percentuais. No levantamento anterior, 5% aprovavam Temer e 72% reprovavam

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Michel Temer (MDB):

Ótimo/bom: 4%
Regular: 16%
Ruim/péssimo: 79%
Não sabe/não respondeu: 1%

Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada em abril, 72% consideravam o governo “ruim/péssimo”; 21%, “regular”; e 5% avaliavam como “bom/ótimo”.

O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 21 e 24 de junho e ouviu 2 mil pessoas em 128 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Maneira de governar

A pesquisa também avaliou a opinião dos entrevistados sobre a maneira de governar do presidente da República:

Aprovam: 7%
Desaprovam: 90%
Não souberam ou não responderam: 3%
No levantamento divulgado em abril, 9% aprovavam e 87% desaprovavam a maneira de governo de Temer.

Aprovação por áreas

Outro tópico da pesquisa foi a avaliação dos entrevistados sobre áreas de atuação do governo:

Segurança Pública

Aprovam: 14%
Desaprovam: 83%

Educação

Aprovam: 15%
Desaprovam: 83%

Saúde

Aprovam: 11%
Desaprovam: 88%

Taxa de juros

Aprovam: 8%
Desaprovam: 89%

Combate ao desemprego

Aprovam: 11%
Desaprovam: 87%

G1

 

Opinião dos leitores

    1. Não sou coxinha e nem mortadela. Mas pelo que me consta, quem elegeu Temer foram os petistas. Ele era o melhor candidato a vice presidente, segundo DIlma e Lula. Há vários vídeos na net onde eles dizem isso abertamente. A verdade é que o PT vendia até a alma ao inimigo pela conquista do poder. Não podia ser diferente. Se coligaram com o que há de mais esqueroso na nossa política: Collor, Renan, Sarney, Maluf, Eduardo Cunha, e tantos outros. Esperar o que de um partido desse?

    2. E vc bateu panela e apoiou o golpe achando q quem queria seria presidente era o Aecim?
      Tá "serto", coxa. O golpista do Temer foi escolhido vice em convenção do PMDB, nao foi o PT quem escolheu e o Sr. Sabe disdo.
      Em tempo, vc acha q caso o fascista, homofóbico e machista seja eleito, coisa impossível, ele governará com o apoio de quem? Jesus, Sao José, Sao Paulo, Madre Tereza de Calcutá? O mau caratismo e falta de honestidade intelectual é muito comum nos coxas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Ibope: só 19% dos brasileiros pretendem ter filhos nos próximos 2 anos

Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade, divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% não pretendem ter filhos até 2020, e 2% não sabem.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 15 e 18 de março com 1.491 pessoas com mais de 16 anos, em 143 municípios de todas as regiões do país.

Foto: (Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil)

O Nordeste é a região onde as pessoas estão mais abertas à maternidade/paternidade, 19% pretendem ter filhos biológicos e 3% querem adotar uma criança. Lá, 76% não pretendem ter filhos. Na Região Sul, apenas 11% pretendem ter filhos biológicos, e 87% não pretendem nos próximos dois anos.

No Sudeste, 18% querem filhos biológicos e 2% querem adotar; 77% não pretendem ter filhos. No período de dois anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste, 16% dos entrevistados pretendem ter filhos, por meio de uma gravidez e 1% por adoção; 82% não querem filhos.

Parto natural ou cesária

Entre os que pretendem ter filhos, 76% querem o parto normal em uma maternidade ou hospital, e 3% querem o parto em casa. Mesmo no caso de uma gravidez sem complicações, ou seja, quando não há risco nem para a mãe e nem para o bebê, 20% pretendem fazer uma cesariana.

Agência Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. Quem é o maluco que vai colocar menino numa zorra dessas. Não existe saúde, educação e segurança. Se quiser dar essa proteção ao filhote vai ter que trabalhar feito um condenado, se conseguir trabalho, para tudo de novo, pois uma grande parte do que vc paga de impostos vão para os bolsos dos políticos corruptos e corporações estatais inchadas e ineficientes. Filho se tem na Noruega, Suécia ou Finlândia, onde o Estado oferece proteção do berço ao túmulo, e assim mesmo, paradoxalmente sua população está em franca redução. Fica a dica; compre pacotes de camisinhas e pílulas, pois se botar menino no Brasil você está literalmente ferrado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *