Saúde

HOMENAGEM DE ARREPIAR – (VÍDEO): Cientista líder das pesquisas da vacina Oxford/AstraZeneca é ovacionada de pé em Wimbledon

A mulher que lidera as pesquisas da vacina Oxford/AstraZeneca, Sarah Gilbert, recebeu uma grande homenagem na Inglaterra.

A cientista estava na plateia de um jogo do Torneio de tênis de Wimbledon quando foi surpreendida ao ouvir seu nome ser citado no sistema de alto-falantes e ser aplaudida de pé pelos presentes no estádio.

Veja vídeo abaixo:

Band News

Opinião dos leitores

  1. Essa manifestação, revela com muita intensidade, o grau de civilização de um POVO. Quando será que o Brasil vai atingir esse estágio???

    1. Aqui se ovaciona político corrupto de estimação e ultimamente os que negam vacina e distanciamento social…

    2. Aqui, temos uma boa parcela da população que, ao invés de se unir no combate ao verdadeiro inimigo, o VIRUS, prefere a politicagem, visando derrubar o presidente e devolver o poder a um ex-presidiário comprovadamente corrupto, que chefiou o maior esquema de corrupção já visto no Brasil. E passam o dia todo, todos os dias, empenhados nessa tarefa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Líder de facção condenado por morte de policial é preso na Zona Sul de Natal

A Policia Militar prendeu nesta segunda-feira(21),  no bairro de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal, um homem de 29 anos condenado pela morte de um policial e apontado como líder de uma facção criminosa no bairro Mãe Luiza, na Zona Leste da capital.

Segundo a PM, o homem foi abordado pela equipe do Batalhão de Choque no bairro Ponta Negra, na Zona Sul da capital. Na ocasião, apresentou uma carteira de identidade falsa, mas foi identificado. Contra ele, havia dois mandados de prisão em aberto.

Ainda segundo a PM, em um dos mandados de prisão, consta que o homem foi condenado em 2015 pela morte do policial Francis Carlos Lopes do Nascimento. O documento também aponta que ele estava foragido desde 2017, após fugir da Penitenciária Estadual de Parnamirim.

 

Opinião dos leitores

  1. A PM tem que subir o morro de Mãe Luíza e colocar lá duzentos homens todo dias, para asfixiar a bandididagem e dizer quem manda, fazendo operações nas vielas e nos esconderijos dos bandidos, pois do contrário, nesses dias a bandidagem vai descer o morro e fazer um arrastão no quartel central da Rodrigues Alves.

    1. E a população deve denunciar anonimamente esses bandidos que querem tomar conta dos bairros mais carentes.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Estudo da ONU aponta que Brasil é líder na proteção de florestas

Foto: Banco de imagens/Estadão Conteúdo

O Brasil é o país do mundo que mais dedica território à proteção de vegetação nativa. A afirmação é da Organização das Nações Unidas (ONU), publicada em estudo sobre Áreas Protegidas no Planeta, que considera como terras protegidas as unidades de conservação, parques nacionais, estações hidrológicas e também aquelas destinadas a povos tradicionais, como os indígenas. Entre as dez maiores nações do mundo em extensão territorial, o Brasil está na liderança como o país que mais protege florestas. O ranking preparado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) foi publicado na revista Oeste. Nele, o Brasil lidera com 30% da área protegida, ao lado da Austrália, que tem 20%, China, com 15,6%, Rússia, com 11,2%, e os demais países com 10% ou menos de proteção. Segundo o doutor em Ecologia e presidente da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, a proteção ambiental brasileira é quase três vezes maior em comparação com as demais nações.

“Isso não é conhecido e nem reconhecido. Não se fala disso aqui dentro e muito menos lá fora. Eu quase diria que para alguns é importante esconder essa realidade. Essa realidade precisa ser conhecida, temos que conhecer como a própria ONU declara no seu relatório sobre as áreas protegidas do mundo que o Brasil tem a maior rede de áreas protegidas terrestres do planeta, o Brasil representa 6% das terras do mundo, sua extensão territorial, mas das áreas protegidas ele é 12%. Isso precisa ser conhecido para que, num segundo momento, seja reconhecido”, afirma. A extensão das áreas protegidas pelo Brasil equivale a 54% de todo o território europeu. Se projetarmos a dimensão territorial das áreas protegidas do nosso país na superfície da Europa, 15 países ficariam cobertos pela mata. No debate da sustentabilidade, a pauta do desmatamento segue no radar. Nesta semana, uma pesquisa feita pela Coalização Brasil, Clima, Florestas e Agricultura mostrou que 90% dos executivos já utilizam dados de desmatamento para tomar decisões nos negócios. Segundo Evaristo de Miranda, esse tema precisa de gestão. “É um tema que temos que gerir, mas ele é apenas um dos componentes do grande tema da gestão das florestas, da gestão da Amazônia, do desenvolvimento sustentável que compõe com tudo isso”, diz. Novos estudos sobre proteção ambiental estão sendo feitos pela Embrapa com dados do Cadastro Ambiental Rural e do Censo, e a expectativa é que eles sejam publicados nas próximas semanas.

Jovem Pan

Opinião dos leitores

  1. Nao tem link pro estudo pra gente ler? Que conveniente, nao sou burro igual 98% dos brasileiros, vou acreditar quando eu achar esse estudo, ja to procurando a 3 dias e ainda nao econtrei, um estudo dessa importancia acredito que seria facil de achar né? Manda o link pra gente conferir.

  2. Os lacradores, ongs ,Macron, PT, PSOL, essa cambada toda de esquerdista. Eles vão a loucura

  3. Respeitem a inteligencia do. Brasileiro. Só pode ser mais uma MENTIRA DO BOLSONARO E SEUS APOIADORES. Não somos cegos nem surdos. Um governo que o ministro do meio ambiente vende madeira de desmatanento ilegal e um presidente terraplanista e louco que mata a populaçao do Brasil é obvio que acham que tal mentira vai enganar o povo brasileiro. Esta noticia para mim e FALSA: – Em Tempo: Eu sei que você não vai publicar meu comentário más pelo menos vai conhecer minha opinião.

    1. Vc tem razão, esse estudo é de 2008, quando LULA governava o Brasil!
      A Jovem pan é uma agência de extrema direita e seu objetivo e apoiar o genocida fascista Bolsonaro!

  4. Essa notícia dada pela ONU vai matar um bocado de fumador de maconha que se dizem ambientalistas, pense num chute nos escritos desses malandros

    1. Qual é o preconteito retardado ai no brasil contra fumar uma planta? Um bando de cachaceiro inutil pro planeta, burros pra caralho que nunca estudaram porra nenhuma na vida enxendo o saco sem ter argumento algum, aqui na frança todo mundo fuma inclusive vende em lojas na rua msm, entao faz favor de me esclarecer, o que um infeliz energumeno como vc quer dizer quando vc fala “fumador de maconha” ?

  5. O Brasil, sob o governo Bolsonaro, está causando inveja ao resto do mundo. Campeão em vacinação, nosso país está recuperando sua economia com rapidez e dando exemplo aos demais países. Pergunte a um argentino o que ele está achando.

  6. Já ja chega setembro e começa o: fogo na Amazônia! Afinal de contas é o período natural de maior incidência de incêndios naturais. Mas vão culpar o presidente de novo, por causa de um efeito natural anual. Pqp

  7. Kkkkk O que é que eu vou dizer lá em casa? Qual será a narrativa dos propagadores se Fake News? Só vai restar continuarem a tocar fogo na Amazônia na época da estiagem. Alô GloboLixo, alô Leonardo Di Caprio, se pronunciem.

  8. Só para alguns esquerdopatas, fumadores da erva maldita, a culpa do desmatamento e do governo Bolsonaro.
    O que falta é verba paras as ONGs fileiras, que viviam na mordomia.
    Hô Véio arroxado é Bolsonaro.

  9. Acabou com as narrativas dos torcedores políticos radicais, das ONGS estrangeiras e da imprensa doente e ideológica, que querem entregar a Amazônia…Mas no Brasil atual, fatos são menos importantes que narrativas..
    Para os torcedores do quanto pior melhor…ONU fascista ou comunista? Kkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Líder do governo cita número de vacinados e mortes por milhão e diz que situação do Brasil é ‘até confortável’ comparado a outros países

Foto: Reprodução/Globo News

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), ao comentar em entrevista à GloboNews nesta quarta-feira (17) o número de mortes por milhão de habitantes no Brasil por Covid-19 e a quantidade de vacinados, disse que a situação do país “é até confortável” (veja a íntegra da entrevista mais abaixo).

O Brasil registrou na terça (16) um novo recorde negativo com 2.798 mortes pela Covid-19 em 24 horas e totalizou 282.400 óbitos desde o início da pandemia. Também desde que a pandemia começou, o país já registrou 11.609.601 casos de infecção pelo coronavírus, 84.124 deles confirmados na terça. Segundo a Fiocruz, o Brasil passa pelo maior colapso hospitalar da história.

“Olhe bem a estatística, mortes por milhão, ou seja, o cuidado do sistema de saúde com as pessoas. Reino Unido, 1.853 [mortes por milhão], em 4º lugar. Estados Unidos, 1.609 por milhão, em 11º. Brasil, 1.300 mortes por milhão, em 22º lugar”, afirmou Barros.

“Então, nosso sistema de saúde responde, está melhor no tratamento as pessoas do que a maioria dos países de primeiro mundo que estão na nossa frente em número de vacinados, mas o Brasil é o 5º do mundo em número de vacinados. Embora tenha começado mais tarde, já são 10 milhões e 300 mil vacinados e 11 milhões e 600 que já pegaram Covid e estão imunes, então, a nossa situação, ela não é tão crítica assim. Comparada a outros países, é uma situação até confortável”, completou o deputado.

De acordo com um levantamento do projeto “Our World in Data”, ligado à Universidade de Oxford, atualmente, o Brasil ocupa a 11ª posição em número absoluto de vacinados e a 89ª se levado em consideração o percentual da população que já foi vacinada. Até o momento, 4,91% da população brasileira tomou a primeira dose da vacina e 1,79% está imunizada com duas doses. Quanto ao número de mortes por milhão, o país ocupa a 23ª posição, com 1.327,28 mortes/milhão.

O ritmo da vacinação no país é considerado lento por especialistas. Se o ritmo atual for mantido, a Fiocruz prevê dois anos e meio para imunizar todos os brasileiros com mais de 18 anos; e só com a primeira dose. Em várias cidades importantes, a vacinação tem sido interrompida por falta de doses.

O Brasil já possui casos confirmados de reinfecção pela Covid-19 desde dezembro de 2020. Por isso, ter tido a doença não é sinônimo de estar imune. Casos de reinfecção da nova variante que circula no país também já foram registrados.

Novo ministro

Na entrevista, Barros falou ainda sobre o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que já foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro como o sucessor do atual ministro, Eduardo Pazuello. Queiroga e Pazuello já iniciaram uma transição no comando da pasta. Barros disse que a prioridade deve ser a aceleração da vacinação e o adiantamento da entrega de doses já contratadas.

“Tenho a absoluta convicção que ele cumprirá sua missão, senão não teria assumido o ministério. Ele sabe o que deve ser feito e tem o comando do governo central, mas sabe que a tarefa é acelerar a vacinação, negociar adiantamento da entrega de doses e trazer novos fornecedores. E com isso nós podemos avançar”, afirmou o deputado.

G1

Opinião dos leitores

  1. Esse líder é um conversador de merda, um país que é o segundo em número de mortes, tem as maiores taxas de mortalidade diárias está em situação confortável, TNC, país sem liderança, um presidente chibata, com um legislativo pior ainda e um judiciário omisso, TNC.

  2. QUE QUE EU VOU DIZER DE UMA CRIATURA DESSAS??!! ANIMAL COM CERTEZA NÃO É!!
    É BEM PROVÁVEL QUE ELE SEJA ENQUADRÁVEL NO PERFIL MONSTRO!!

  3. A curva de mortes só cresce no país, enquanto em todo o mundo que saiu na frente com a vacinação a curva é decrescente. Esse pequeno detalhe vai fazer com que se perca mais alguns milhares de vidas. Todos ficaram comovidos e triste com a morte de um negro nos EUA, ( vidas negras importam) esse era o lema. Agora milhares morrem por dia e os cabeças de vento desapareceram, essas vidas que estão sendo perdidas agora não.importam???? Que contradição dessa resto de esquerda podre que sobrou.

  4. "11 milhões e 600 que já pegaram Covid e estão imunes." Não é bem assim, MESMO. Já foi provado que ter tido a doença não garante imunidade.

  5. Os imbecis nao se dao conta que nossa população de idosos, idade mais afetada pela pandemia, é muito menor que na Europa e USA mas sempre há alguém para tentar acobertar o desastre dessa pandemia no Brasil do gado.

  6. Interessante que ao falar sobre a vacinação ele nem usa o critério da porcentagem por milhão…

    1. Uma coisa é constatação outra é dizer que a situação é confortável, mesmo que em dados fosse, não é!!

  7. Os asseclas do jumento do Bozo são todos desprovidos, o que assumiu o MS já disse que seguirá à política do presidente no que tange à saúde, só tem LAGARTIXA. Jesussssssssssss

  8. O amigão do sogro do Laranjinha dando continuidade ao modo sabujo de administrar iniciado pelo general lambedor de botas.

  9. É muita falta de empatia desse energúmeno, mais de 2.800 no único dia e essa coisa solta uma piada desse nível.

  10. Políticos do centrão são capazes de tudo, exceto de acompanhar governantes ( presidente), em processo de autocombustão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Nina vira líder de Álvaro dias na Câmara

Foto: Divulgação

A nova líder do Executivo na Câmara Municipal de Natal é a vereadora Nina (PDT). O anúncio foi feito em reunião na manhã desta quinta-feira (11) no Palácio Felipe Camarão. O prefeito Álvaro Dias anunciou a aliança fazendo elogios à atuação da vereadora e confiando em seu trabalho. A parlamentar, que já atuou como líder na gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves e estava na condição de vice-líder, aceitou o convite e destacou que, assim como já aconteceu no primeiro mandato, segue defendendo as pautas em prol de melhorias para a população de Natal.

“Eu agradeço ao prefeito Álvaro Dias pela confiança depositada em mim. Estou muito feliz em poder desempenhar o papel de líder. Este será um ano de grandes desafios. Ainda estamos diante de uma pandemia e vamos precisar cuidar e desenvolver nossa cidade. Discutiremos temas diversos e importantes na Câmara. Junto ao prefeito Álvaro Dias, que tem desempenhado tão bem seu papel à frente da Prefeitura, estarei alinhada para continuar trabalhando por uma Natal cada vez melhor para o natalense, com um grande foco na geração de emprego e renda para nossa população”, enfatizou a parlamentar.

De acordo o prefeito, Nina é uma vereadora competente e preparada. “Ela sabe conduzir as questões da Prefeitura no âmbito do poder legislativo de Natal. Com toda certeza, irá desempenhar um bom trabalho ajudando a administração, como tem feito ao longo da sua trajetória como vereadora. Acredito e confio que ela vai realizar um grande trabalho à frente do poder legislativo”, destacou o gestor.

Atividades parlamentares

A Câmara Municipal de Natal retoma as atividades legislativas no próximo dia 18, com o fim do recesso parlamentar. A partir das 14h, ocorrerá sessão ordinária no plenário da Casa.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Líder do governo defende ampliar Bolsa Família para substituir auxílio, e ‘filtro’ em cadastros

Foto: Wallace Martins/Estadão Conteúdo

Na esteira da discussão a respeito da substituição do Auxílio Emergencial, o líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado Ricardo Barros (PP-PR), defende junto a ministros do governo Bolsonaro ampliar as famílias que recebem o benefício e um “filtro” de prefeituras nos cadastros de beneficiários do programa.

Como o governo não tem recursos para continuar pagando o Auxílio Emergencial, que acabou em dezembro, a equipe econômica estuda formas de manter assistida a população mais vulnerável e atingida pela pandemia.

Barros afirma que o governo vai socorrer quem mais precisa, mas não será no modelo do auxílio.

“O Auxílio Emergencial foi feito dentro decreto de calamidade, é um cheque em branco e não temos mais. Não se pode repetir a fórmula do auxílio. Vamos socorrer, mas não naquele modelo. A ajuda para quem precisa vai ser mais uma continuação do Bolsa Família”, diz Barros.

Para realizar essa inclusão, o líder do governo defende que as prefeituras verifiquem se quem está recebendo o Bolsa Família e vai, eventualmente, receber o novo benefício “realmente precisa”.

“No auxílio tudo foi feito por declaração voluntária. Se precisava ou não, ninguém conferiu. Defendo que as prefeituras façam essa verificação”, afirma Barros.

Outro ponto que o parlamentar quer emplacar são novos critérios e exigências para receber o benefício, como qualificação profissional e desempenho escolar.

“O programa não incentiva a sair. A rampa de ascensão social precisa ter mecanismos para que as pessoas saiam depois. Então, podemos ampliar mas precisa cobrar desempenho escolar, qualificação profissional, por exemplo”.

A substituição do Auxílio Emergencial é prioridade no governo. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) conta com a solução do projeto para se capitalizar eleitoralmente para 2022.

Barros disse que o tema está sendo tratado por Onyx Lorenzoni (ministro da Cidadania), a equipe econômica e o relator do Orçamento, senador Marcio Bittar (MDB-AC).

Até agora, não há definição da fonte de recursos para pagar a extensão do programa.

Blog da Andréia Sadi – G1

Opinião dos leitores

  1. Esse “líder” acordou dia desses com a polícia federal em sua casa e gabinete.
    Belo governo esse.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ministério Público aponta Marcelo Crivella como ‘vértice’ e líder de organização criminosa

Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo

Na denúncia apresentada contra Marcelo Crivella, preso nesta terça-feira, o Ministério Público aponta que o prefeito é o “vértice” da organização criminosa que ficou conhecida como “QG da propina”. Segundo os promotores, Crivella “orquestrava sob sua liderança pessoal” o esquema que tinha como objetivo “aliciar empresários para participação nos mais variados esquemas de corrupção, sempre com olhos voltados para a arrecadação de vantagens indevidas mediante promessas de contrapartidas”.

Os investigadores narram ao longo da denúncia que Crivella “desempenha a função de verdadeiro organizador e idealizador de todo o plano criminoso, promovendo a cooperação no crime e dirigindo as atividades dos demais agentes”. Sua participação no suposto esquema era essencial, segundo o Ministério Público, pelo seu posto de prefeito. Isso porque seu gabinete seria capaz de executar e comandar os atos necessários para a organização criminosa conseguir atuar dentro da prefeitura do Rio. Os promotores dizem ainda que o plano criminoso é “meticulosamente elaborado”.

“O vértice da organização criminosa é ocupado por Marcelo Crivella, que na qualidade de Prefeito do Rio de Janeiro, concentra em suas mãos as atribuições legais indispensáveis para a consecução do plano criminoso, meticulosamente elaborado pela organização criminosa. Em outras palavras, seu status funcional de alcaide lhe confere, e a mais ninguém, a capacidade de executar e determinar a execução dos atos de ofício necessários à materialização das escusas negociatas”, diz trecho da denúncia obtida pelo GLOBO.

Os alvos da operação que prendeu Crivella

Preso na manhã desta terça-feira, Crivella (Republicanos) é um dos alvo da operação que resultou do inquérito que ficou conhecido como “QG da propina”. Também estão na mira do Ministério Público o empresário Rafael Alves, homem de confiança de Crivella; o ex-tesoureiro de Crivella Mauro Macedo; o ex-delegado Fernando Moraes; o ex-senador Eduardo Lopes e os empresários Cristiano Stocler e Adenor Gonçalves.

Rafael Alves

Rafael Alves é apontado como o chefe do esquema de lavagem de dinheiro. Filiado ao Republicanos (antigo PRB), mesmo partido do prefeito, ele foi pré-candidato à prefeitura de Angra em 2016 e doador da campanha de Crivella a governador em 2014. Figura que circula entre o universo do carnaval — já foi dirigente da Viradouro, Império Serrano e Salgueiro — e de casas noturnas.

O empresário estreitou os laços com o município em 2016. Naquele ano, Alves colaborou na arrecadação de recursos durante a campanha de Crivella à prefeitura e para a diminuição da resistência do mundo do samba ao prefeito. Apos a posse, a influência de Rafael na Riotur — da qual seu irmão Marcelo Alves foi presidente — era presente mesmo sem um cargo no órgão, diretamente ligado ao carnaval na Avenida Marquês de Sapucaí e aos blocos de rua.

Mauro Macedo

Mauro Macedo é ex-tesoureiro de antigas campanhas de Marcelo Crivella. Ele esteve no centro de uma denúncia de que recebeu doações não declaradas de R$ 450 mil da Fetranspor, entre os anos de 2010 e 2012. Macedo tem fama de bom administrador herdada pelo sucesso como gestor de negócios de empresas ligadas à Igreja Universal, do primo Edir Macedo. E, na última campanha, ganhou um apelido inusitado quando Crivella disputava a prefeitura em 2016: “Mestre dos Magos”.

Registros do sistema interno do Senado mostram que, entre 2003 e 2011, Macedo ocupou vários cargos em Brasília, quando Crivella exerceu seu primeiro mandato no Senado. Neste período, com alguns intervalos, ocupou cargos de confiança no gabinete do atual prefeito e também na liderança do extinto Partido Liberal (PL), pelo qual Crivella se elegeu ao senado pela primeira vez. A última passagem de Macedo pelo gabinete de Crivella ocorreu entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011, quando exercia um cargo comissionado, cujo valor atual equivale a R$ 16,4 mil.

Eduardo Lopes

O ex-senador Eduardo Lopes também é filiado ao Republicanos e foi suplente de Marcelo Crivella. Assumiu o cargo pela primeira vez em 2012, retornou por três meses em 2016 e depois se manteve no Senado entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018.

Lopes tentou a reeleição no pleito de 2018, quando teve 3% dos votos nas urnas. Durante a campanha, chegou a ser notificado por possível prática de propaganda irregular com abuso de poder religioso. Lopes e os candidatos a deputado federal Marcelo Crivella Filho — filho do prefeito — e a deputado estadual Daniel Librelon foram acusados de terem sido favorecidos politicamente após um culto celebrado pelo bispo Jadson Santos numa Igreja Universal.

Alvo da operação desta terça, o ex-senador foi procurado na casa dele, no Rio, mas a defesa informou que está morando em Belém, no Pará onde deve se apresentar à polícia. Ele já é considerado foragido.

Fernando Moraes

José Fernando Moraes Alves, conhecido como Fernando Moraes, é delegado aposentado da Polícia Civil e foi titular da Delegacia Anti-Sequestro. Também é ex-vereador pelo MDB e em 2019, ocupou o cargo de conselheiro da Agetransp, nomeado pelo ex-governador Luiz Fernando Pezão.

Na época, a Justiça pediu a suspensão da nomeação em sentença publicada no dia 14 de maio. Alegou que, apesar do notável saber jurídico, Moraes, “sem qualquer dúvida, não atende ao requisito da experiência profissional na área de transporte”. A Agetransp é responsável por fiscalizar o transporte público a nível estadual.

Nas redes sociais, Moraes compartilha uma vida de luxo. Posa ao lado de carros Ferrari, faz passeios de jet skis e mostra viagens em hotéis com piscinas de borda infinita e vista para o mar. Recentemente, viralizou nas redes sociais num vídeo que dizia que o novo sistema de transações PIX poderia facilitar sequestros. O Banco Central nega.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. #crivelalivre…#eleiçõessemcrivelaégópi….kkkkkkkkkkkkkkkkk….os adoradores de corruptos piram!!!!

  2. Engraçado que o MP não descobriu nada de Eduardo Paes que enfiou a mao no dinheiro das olimpíadas ! É um artista inteligente , um dia esse rato cai na ratoeira .

  3. Será mesmo que ele é o Líder dessa quadrilha? Hum, não acredito. Tem que ser investigado por instituição isenta. A PF e a ABIN, sabemos, está aparelhada. Acho que Crivel é do segundo escalão. Quem é o político do RJ, grande aliado dele, com maior posição hierárquica na república, que desde que assumiu o mandato vem tentando minar o combate à corrupção? E é a favor de isenção de impostos das igrejas, principalmente algumas ordens evangélicas, que lhe dão apoio?

  4. Aliado de Bozo, evangélico, homem da família, casado, de bem.
    É a “nova” forma de fazer política no Brasil.
    Tirando a esquerda do governo, acaba a corrupção.
    Assim nos prometeram…..
    Kkkkk

    1. Era a corrupção dos outros, Luiz..a nossa e dos meus filhos, poooooode…

    2. O governo ainda é todo de esquerda, o que não é de esquerda é a presidência.
      Todas as universidades são de esquerda, o MEC é de esquerda, o STF é canhoto e por aí vai

      Bolsonaro é um herói por ainda estar lutando contra esse organismo gigante que nos rouba há tanto tempo.

  5. Que veinho sem vergonha rapaz, e com um agravante é evangélico, com isso mancha a imagem do crente fiel e temente a Deus.

    1. A rede Globo de televisão aceitando ou não,você ideológicamente de centro,esquerda ou de direita,a Globo funciona hoje como um poder midiatico regulador da vida política e partidária,politica-admistrativa do país,os outros canais de televisão,rádios e sites de notícias praticamente só re-publicam e difundem as mesmas informações do grupo globo,o grupo Globo é odiado tanto pelos políticos de esquerda e quanto pelos políticos de direita e pelo(a)s idiotas subservientes e bajuladores que defendem tais politicos e estes dois espectros ideológicos esquerda×direita e boa parte para não dizer a maioria desses partidários liderados não conseguem ganhar nada,e no máximo que conseguem arranjarem são brigas,intrigas,discórdias,confusões,hoje não defendo mais nenhuma ideologia política-partidaria,partido político,políticos é tudo uma imensurável perda de energia da materia,do espaço e do tempo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Líder republicano do Senado reconhece vitória de Biden

Líder republicano no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell. 08/12/2020 Kevin Dietsch/AFP

Em um novo golpe à tentativa do presidente Donald Trump de reverter o resultado da eleição presidencial dos Estados Unidos, o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, reconheceu nesta terça-feira, 15, a vitória do democrata Joe Biden no pleito. A fala acontece um dia após o Colégio Eleitoral oficializar o democrata como presidente eleito do país.

“Ontem os eleitores (do Colégio Eleitoral) se reuniram em 50 estados e a partir desta manhã nosso país tem oficialmente um presidente eleito”, disse o influente senador. “Sendo assim, hoje quero parabenizar o presidente eleito Joe Biden”.

McConnell foi um pilar fundamental de Trump para governar e seu papel no Senado foi crucial para avançar na agenda do governo. Até agora, poucos republicanos se distanciaram da postura do presidente, que não reconhece a derrota e iniciou uma série de processos judiciais para invalidar os resultados, sem sucesso em nenhum deles.

“Muitos desejaram que a eleição presidencial tivesse um resultado diferente, mas nosso sistema de governo tem processos que determinam quem tomará posse em 20 de janeiro”, disse o chefe da bancada majoritária do Senado.

O conservador, que representa Kentucky, também parabenizou também Kamala Harris, que será a primeira mulher a ocupar a vice-Presidência do país.

“Além de nossas diferenças, os americanos podem ficar orgulhosos de que nossa nação tem uma mulher eleita vice-presidente pela primeira vez em sua história”, disse

O processo do Colégio Eleitoral, que normalmente não passa de uma formalidade, ganhou mais atenção neste no devido à campanha de Trump de tentar desqualificar o pleito. Os resultados da eleição foram certificados pelos 50 estados americanos, assim com pelo Distrito de Columbia. O democrata venceu com 81,3 milhões de votos, 51,3% dos sufrágios emitidos, contra 74,2 milhões (46,8%) do republicano.

Mas nos Estados Unidos o presidente é decidido pelo sufrágio universal indireto, e cada estado dispõe de um número determinado de delegados com base no tamanho de sua população. Biden conquistou 306 dos 538 delegados do Colégio Eleitoral, e Trump 232. Para vencer a eleição eram necessários ao menos 270.

Ofensiva

Trump segue fazendo afirmações sem fundamento de que a eleição de novembro foi a “mais corrupta na história dos Estados Unidos”, como tuitou novamente no domingo.

A campanha do republicano, porém, não conseguiu provar nenhum caso de fraude e as tentativas de impugnar a votação, examinadas por dezenas de juízes, foram rejeitadas, com apenas uma exceção. A Suprema Corte, de maioria conservadora graças às designações de três integrantes por Trump, se negou na sexta-feira sequer a considerar duas demandas dos republicanos.

Quase junto à confirmação do Colégio Eleitoral, Trump usou suas redes sociais para anunciar a saída do secretário de Justiça, William Barr, de seu governo. O secretário, notório por seu apoio ao presidente, disse em entrevista recente à Associated Press que “não vimos fraude em uma escala que pudesse levar a um resultado diferente nas eleições”, enfurecendo a base do republicano.
Muitos congressistas republicanos respaldam as afirmações de fraude de Trump, mas alguns estariam dispostos a reconhecer a vitória de Biden após a ratificação do resultado pelo Colégio Eleitoral.

Mas como as pesquisas mostram que apenas um em cada quatro eleitores republicanos aceita os resultados das eleições como válidos, não se espera que Trump admita a derrota a curto prazo.

No fim de semana, ao ser questionado em uma entrevista no canal Fox News se compareceria à posse de Biden em 20 de janeiro, como exige o protocolo e séculos de tradição, Trump se limitou a responder: “Não quero falar sobre isto”.

À imprensa na tarde desta segunda, a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, se recusou a responder se Trump aceitará o resultado do Colégio Eleitoral.

Veja

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

MP denuncia líder do MBL e ex-membro da Imprensa Oficial por tráfico de influência

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou o empresário Alessander Monaco Ferreira (suposto “doador” do MBL), Renan Antonio Ferreira dos Santos, um dos líderes do MBL Renan Antonio Ferreira dos Santos, o ex-diretor presidente da Imprensa Oficial do Estado Nourival Pantano Junior e os ex-representantes da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) Carlos Antonio Luque e José Ernesto Lima Gonçalves por suposta participação em esquema que teria implicado em crimes de tráfico de influência, dispensa e fraude em licitação e corrupção passiva.

A denúncia é assinada pelo promotor Marcelo Batlouni Mendroni e datada do último dia 22. Na peça de 37 páginas, Mendroni aponta as relações entre os denunciados e detalha o que chama de “lógica do estratagema criminoso”.

Segundo a peça, Alessander Monaco Ferreira “coligou-se intimamente” com o MBL, sendo que os integrantes do movimento, em especial Renan Antonio Ferreira dos Santos, “através de tráfico de influência política, conseguiram a contratação, pelo seu Presidente Nourival Pantano Jr., de Alessander Monaco Ferreira na IMESP; em cargo comissionado – sem concurso público”.

“Uma vez trabalhando na IMESP, Alessander Monaco Ferreira: realizou doações via superchat para o MBL, de valores correspondentes ao seu salário daquela função pública, como forma de retribuir o ‘favor’ correspondente àquela contratação na IMESP; e trabalhou no sentido de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações”, afirma o promotor do documento.

Ainda de acordo com a denúncia, uma das contratações fraudulentas supostamente articuladas por Alessander “corresponde à contratação da Fipe, através de dispensa de licitação”. Segundo a Promotoria, a Fipe, por sua vez, havia contratado a empresa de Alessander “pagando-lhe valores milionários por consultorias”.

“Essa contratação criminosa da Fipe pela IMESP corresponde a: devolução/retribuição do favor – por ter sido a Monaco Intelligent contratada – por valores milionários – pela própria Fipe; pagamento de propina em valores espécie da Fipe para Alessander Monaco Ferreira – como retribuição daquela contratação através da dispensa de licitação: IMESP – Fipe”, registra a denúncia.

A peça indica ainda que, do recebimento de valores da propina, Alessander Monaco Ferreira “os depositou de forma estratificada em dias próximos ou sequenciais, de valores pouco inferiores a R$ 5 milhões para dissimular a sua origem e assim promovendo a lavagem dos valores”.

Defesas

Renan dos Santos se manifestou sobre a denúncia. “Não estou nem um pouco surpreso com essa denúncia descabida, em período eleitoral, que tem como objetivo único a tentativa de manchar minha reputação e, por extensão, afetar meus amigos do MBL. Soube que nela também foram denunciadas pessoas da FIPE e IMESP. Não tenho a menor ideia de quem sejam essas pessoas, nunca as vi na vida, e fico chocado que uma denúncia seja oferecida contra mim simplesmente por que sou ‘famoso’ ou ‘influente’. Coisa que nem sou, pra falar verdade.

A denúncia é absurda e qualquer um que leia o documento percebe isso com muita facilidade. Por favor, leiam a denúncia! Novamente, é levantada a tese esdrúxula de ‘recebimento de dinheiro por superchat no youtube’, uma inovação exótica criada pra nos atacar.

E detalhe: a denúncia foi apresentada sem sequer a análise das contas que abrimos ainda em Julho para o Promotor. Sem sequer me ouvir, apesar de eu ter feito pedido expresso, por escrito, me colocando à disposição para prestar depoimento.

Não tenho qualquer relação com a vida profissional do Sr. Alessander Mônaco, que era apenas um dentre milhares de outros fãs e doadores do MBL. E os valores que ele doava publicamente no superchat do YouTube – AO VIVO, COM SEU NOME! – aberto para todo o Brasil, não chegam sequer a R$30mil reais em um ano! Se contarmos o abatimento de 30% do Google, não dá sequer R$2mil mensais. Que tipo de ‘gênio’ faria um ‘esquema’ desses?

E mais: as ‘provas’ apresentadas são ‘notas’ encontradas com um acusado em que constam os nomes de Daniel José, Vinicius Poit, Kim Kataguiri e Luciano Huck. Que ‘esquema’ seria esse? Nomeação de um cargo comissionado num governo que somos NOTORIAMENTE de oposição (Dória) envolvendo o Caldeirão do Huck?

Peço a todos: leiam a denúncia! É uma peça política, que, na verdade, deixa claro o tom persecutório e a falta de base jurídica e fática das acusações.

Fica aqui, por fim, minha reflexão: vivo, hoje, as consequências política do estado policialesco e do espetáculo de denúncias que inconscientemente ajudei a fomentar. Não é essa a justiça que imaginava defender quando saí às ruas pra defender o próprio MP em 2013. Ironias de um país maluco.”

A reportagem busca contato com os outros denunciados. O espaço está aberto para manifestações.

UOL, com Estadão

Opinião dos leitores

  1. Esses eram os que vestiram camisa amarela na avenida Paulista para tirar a presidenta Dilma …… os honesto até debaixo de àgua kkkkkkk….o tempo vai passando e as máscaras vão caindo .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

CAMARÃO: RN segue líder nacional e produção cresce pelo 3º ano seguido, com 20,7 mil toneladas

Foto: IBGE

Dados de  Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (15), informa que com uma produção de 20,7 mil toneladas, o Rio Grande do Norte se manteve como maior produtor de camarão do Brasil em 2019, o que corresponde a 38,2% de toda a produção nacional, e geraram R$ 555,4 milhões. O volume de recursos representa 46,8% do valor da carcinicultura brasileira. Na comparação com 2018, houve um crescimento de 5,1% na produção do crustáceo, resultando no terceiro ano consecutivo de crescimento.

Conforme o levantamento, entre os dez municípios com maior produção de camarão do Brasil, seis são potiguares: Pendências, Canguaretama, Arês, Mossoró, Senador Georgino Avelino e Nísia Floresta. A soma da produção deles representa 71% de todo o camarão produzido no estado.

Os números expressivos não param.O Rio Grande do Norte também é o maior produtor de larvas de camarão do Brasil com 6,7 milhões de milheiros em 2019. Essa quantidade representa 56% da produção nacional de larvas. Juntos, o RN e o Ceará produzem 93% das larvas de camarão nacionais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PGR aponta fragilidade de provas e desiste de denúncia contra Arthur Lira, líder do centrão

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu que uma denúncia contra o deputado Arthur Lira (PP-AL), analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) seja arquivada. O pedido veio cerca de três meses após a PGR pedir o indiciamento do parlamentar e de outros nomes, por crimes de corrupção em contratos firmados entre a Petrobras e a construtora Queiroz Galvão.

Na decisão desta semana, a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo acolhe os argumentos da defesa de Arthur Lira, líder do chamado Centrão e um recente aliado do governo de Jair Bolsonaro. O motivo para pedir a rejeição da denúncia contra o deputado seria uma certa fragilidade de provas – na denúncia por ela mesma apresentada.

“Há contradição entre as narrativas apresentadas pelos colaboradores Alberto Youssef e Carlos Alexandre de Souza Rocha quanto ao destino dos valores ilícitos pagos pela construtora Queiroz Galvão – um pagamento de R$ 1.005.700,00 e outro de R$ 593.000,00, ambos realizados em Brasília nos dias 16 e 17 de maio de 2012”, escreveu a procuradora.

Além disso, como Arthur Lira é o único investigado no processo que tem foro privilegiado, a PGR pede que o caso seja enviado à Justiça Federal do Distrito Federal.

Arthur é um dos investigados no Inquérito 4.631 da suprema corte. Nele, a PGR aponta que o líder do Centrão era o arrecadador de propinas do seu partido, o PP, no esquema de corrupção da Petrobras desbaratado pela Lava Jato.

A defesa de Arthur alegou à época que ele sequer havia sido eleito Deputado Federal no período em que a Procuradoria-Geral Federal lhe imputa a função de liderança na articulação dos pagamentos indevidos.

Congresso em Foco – UOL

Opinião dos leitores

  1. Se fosse do PT já estava preso , mais como é do centrão, e o centrão é de Bolsonaro , está tudo sobre controle e segue a boiada

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Escritório do deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, é alvo de operação do MP no PR

Foto: CNN

O escritório do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) em Maringá, no Paraná, foi alvo de um mandado de busca e apreensão nesta quarta-feira (16) em operação do Ministério Público do Paraná. Barros é líder do governo na Câmara dos Deputados.

Segundo o analista da CNN Igor Gadelha, Barros não está em Brasília nesta quarta-feira. O parlamentar disse ao analista estar no Paraná acompanhando as convenções partidárias de aliados para escolha de candidatos a prefeitos nas eleições deste ano.

A ação, batizada de operação Volt, também cumpriu mandado de busca e apreensão de documentos, eletrônicos, telefones celulares e eventuais valores em São Paulo, com apoio de policiais do Departamento de Operações Estratégicas (Dope).

Os policiais foram ao escritório de um empresário que é investigado por fraude em licitação. Os investigadores querem saber a relação dele com Barros. Ao todo, são cumpridos oito mandados de buscas com ajuda da Polícia Civil.

As investigações começaram em 2019 e apuram a compra de usinas eolicas, entre 2011 e 2014, em contratos firmados pelo deputado com uma empresa do setor de energia e que teriam facilitado o desvio de verbas públicas.

Em nota, o deputado Ricardo Barros afirmou que está “tranquilo e em total colaboração com as investigações”.

“O parlamentar reafirma a sua conduta ilibada e informa que solicitou acesso aos autos do processo para poder prestar mais esclarecimentos à sociedade e iniciar sua defesa. Ricardo Barros, relator da Lei de Abuso de Autoridade, repudia o ativismo político do judiciário”, diz a nota.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

    1. Para estar ligado ao Messias, só precisa parecer honesto, falar alguns jargões conservadores e liberais e ter laranjas por aí.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, diz que ‘não haverá mais guerra na Terra’ graças às armas nucleares dele

Foto: Reprodução – 27.jul.2020 / Reuters

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, acredita que seu país não precisará mais lutar em guerras porque seu arsenal nuclear garante a segurança da nação.

“Com nosso impedimento nuclear autodefensivo confiável e eficaz, não haverá mais guerra na Terra, e a segurança e o futuro do nosso país estarão garantidos para sempre”, afirmou Kim em um discurso, citado pela agência de notícias norte-coreana KCNA nesta terça-feira (28).

Falando para um grupo de veteranos em comemoração ao 67º aniversário do armistício que, em tese, encerrou a Guerra da Coreia, kim disse que as armas nucleares vão permitir que a Coreia do Norte se defenda “contra qualquer ameaça por pressão ou militar de imperialistas e forças hostis”.

Há anos, a capital Pyongyang se refere à busca por armas nucleares como puramente defensiva e com o objetivo de impedir tentativas de invasão ou mudanças no regime.

Mas alguns especialistas dizem que esses armamentos vão encorajar o país, permitindo que o regime de Kim adote políticas mais hostis e belicosas, enquanto tenta impedir adversários de responderem a agressões de nível inferior.

Independente do motivo real de a Coreia do Norte buscar armas nucleares e mísseis balísticos necessárias a elas, os comentários de Kim feitos na segunda-feira são um importante lembrete de quão difícil será obter um acordo que preveja Pyongyang abandonando um programa que vê como essencial para sua sobrevivência.

A guerra que não acabou

O discurso de Kim surge em um dos feriados mais importantes da Coreia do Norte: o aniversário da “vitória do povo da Coreia na grande Guerra de Libertação da Pátria”, como os norte-coreanos se referem à Guerra da Coreia.

A maioria dos historiadores concordam que o conflito começou quando Kim Il-sung, avô do atual líder do país, invadiu a Coreia do Sul em uma tentativa de reunificar a Península Coreana através da força.

Contudo, o Norte ensina seus cidadãos que o conflito começou quando os Estados Unidos e a Coreia do Sul marcharam para o Norte – e que Pyongyang venceu a guerra graças à liderança de Kim Il-sung.

Tecnicamente, o conflito ainda está em andamento, já que as partes envolvidas assinaram uma trégua, mas não um acordo de paz, no dia 27 de julho de 1953, que levou ao fim das hostilidades.

Nas décadas seguintes, a Coreia do Norte alertou seu povo que a ameaça de invasão ao país persiste, mesmo que a guerra tenha caído no esquecimento dos norte-americanos.

Apesar de alguns otimistas acreditarem que o encontro de Kim com o presidente dos EUA, Donald Trump, em Singapura em junho de 2018 pudesse levar a um grande avanço na relação entre as duas partes, as conversas entre Washington e Pyongyang com relação à questão nuclear falharam em fazer qualquer progresso tangível.

Os norte-coreanos indicaram que estão abertos a um novo encontro entre Trump e Kim, mas as chances para isso parecem obscuras.

Kim Yo-jong, irmã de Kim Jong-un e possivelmente a segunda pessoa mais poderosa da Coreia do Norte, disse no começo deste mês que os EUA precisariam adotar uma nova estratégia de negociação se a Coreia do Norte concordasse com uma reunião futura entre os dois líderes.

Ela também afirmou que acredita que os parâmetros de negociação entre os dois países precisam mudar e focar no “afastamento da hostilidade [dos EUA]” em relação à Coreia do Norte.

A Coreia do Norte acusa há anos os EUA de empregar o que chama de “política hostil” contra o regime de Kim, destacando a aliança de Washington com a Coreia do Sul e seu comprometimento em proteger os sul-coreanos sob o “guarda-chuva nuclear” dos EUA.

“Queremos deixar claro que isso não necessariamente significa que a desnuclearização não é possível”, disse o líder norte-coreano em um um comunicado publicado pela KCNA.

“Mas o que queremos dizer é que isso não é possível agora. Lembro aos EUA que a desnuclearização da Península Coreana pode ser alcançada apenas quando houver grandes mudanças do outro lado.”

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Bolsonaro vai fazer uma bomba atômica aqui também. Vai se preparar para enfrentar os comunistas da Corria do Norte. Vai explodir Queiroz também.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

STJ mantém líder do PCC em presídio federal de Mossoró

O STJ manteve Adriano Moreira Silva, apontado como líder do PCC no Mato Grosso do Sul, no presídio federal de Mossoró (RN), informa a Crusoé.

A 5ª Turma do STJ seguiu o entendimento do TRF-5, que havia determinado a permanência de Adriano, um dos maiores traficantes do Brasil, no sistema penitenciário federal.

A Justiça entendeu que o acusado tem “um grande poderio financeiro, sendo responsável pela compra de substancial parte dos entorpecentes comercializados pela organização e efetuando, por isso, o pagamento de altas somas em dinheiro, inclusive moeda estrangeira”.

O Antagonista

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Ibope TV paga: SporTV é líder e Fox Sports dá o dobro que a ESPN; ranking mostra 30 canais mais vistos

Foto: (marcociannarel/Thinkstock)

Com a reta final dos campeonatos Brasileiro e Libertadores, os canais pagos esportivos, com exceção da ESPN Brasil, festejam índices históricos de audiência na TV por assinatura.

Dados exclusivos obtidos pela coluna mostram que o SporTV terminou outubro como o canal mais visto da TV paga no país, com 0,84 ponto e 1,77% de share (participação no universo de TVs pagas ligadas).

Nessa medição cada ponto vale por cerca de 114 mil domicílios sintonizados nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Já o Fox Sports, que será vendido em breve por determinação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) fechou o mês passado com 0,46 ponto e 0,96% de share.

Esse índice representa mais que o dobro do que a ESPN Brasil, que obteve no mês passado 0,22 ponto e 0,47% de share.

A ESPN enfrenta um momento tenso no Brasil. Recentemente promoveu uma grande demissão de funcionários e está investindo cada vez menos na compra de torneios importantes para os brasileiros. Deixou até de transmitir a última Copa do Mundo, na Rússia.

Um dos motivos dessa boa audiência é o Flamengo, que está à beira de se tornar campeão Brasileiro e também está na final da Libertadores.

Os dados do mês passado trazem outras informações relevantes: o canal Viva, por exemplo, ultrapassou Discovery Kids e Cartoon e se tornou agora o 2º canal pago mais visto do Brasil.

Outro fato relevante é que pelo segundo mês consecutivo o Discovery Channel ficou à frente da GloboNews.

Veja abaixo os 30 canais pagos mais vistos no país em outubro – em pontos e share (%)

Fonte: dados consolidados do PNT da Kantar Ibope Media; os dados foram obtidos junto a fontes nas TVs, pois a Kantar contratualmente está proibida de divulgá-los.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO de drone mostra local da morte do sanguinário líder do Estado Islâmico

Para ver vídeo clique AQUI

Imagens feitas com drone divulgadas nesta segunda-feira (28) mostram o que restou do local de esconderijo de Abu Bakr al-Baghdadi, o chefe do Estado Islâmico, cuja morte o governo americano anunciou no fim de semana.

O líder terrorista, segundo a versão relatada pelo presidente americano Donald Trump, estava sendo perseguido e morreu ao detonar explosivos dentro de um túnel, depois de perceber que não teria como escapar. A operação, que durou mais de uma hora teve participação de oito helicópteros, ocorreu na província de Idlib, no noroeste da Síria.

Autoridades de segurança iraquianas revelaram que, durante a longa busca por Baghdadi, equipes de inteligência conseguiram um avanço em fevereiro de 2018 depois que um dos maiores assessores do líder do Estado Islâmico repassou informações sobre como ele conseguiu evitar ser capturado durante tantos anos.

Abu Bakhr Al-Baghdadi em vídeo divulgado nesta segunda (29) — Foto: AFP/Al-Furqan

Às vezes, Baghdadi tinha conversas estratégicas com seus comandantes em miniônibus em movimento repletos de vegetais para evitar uma detecção, disse Ismael al-Ethawi a funcionários depois de ser preso por autoridades turcas e entregue aos iraquianos.

“Ethawi deu informações valiosas que ajudaram a equipe a completar as peças que faltavam no quebra-cabeça dos movimentos de Baghdadi e os lugares que usava para se esconder”, disse uma das autoridades de segurança iraquianas.

“Ethawi nos deu detalhes de cinco homens, incluindo ele, que estavam se encontrando com Baghdadi dentro da Síria e as localidades diferentes que usavam”, explicou al-Ethawi à agência Reuters.

Operação que matou Abu Bakr al-Baghdadi — Foto: Guilherme Luiz Pinheiro/G1

No domingo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que Baghdadi morreu “gemendo e chorando” durante uma operação de forças especiais dos EUA na região de Idlib, no noroeste sírio.

Em um pronunciamento televisionado da Casa Branca, Trump disse que o líder do Estado Islâmico morreu junto com três dos seus filhos ao detonar um colete de explosivos depois de fugir para um túnel sem saída durante o ataque.

A trajetória que levou à morte de Baghdadi foi cheia de frustrações para agências de inteligência ocidentais e árabes. Foi necessário vasculhar muitas pistas do paradeiro do líder do EI, que impôs um reino de terror numa extensa área da Síria e do Iraque, ordenando que seus homens realizassem execuções em massa e decapitações.

Ele também é responsável por ataques hediondos em cinco continentes em nome de sua versão ultrafanática do Islã.

Converter militantes como Ethawi foi fundamental para os agentes que tentavam rastrear Baghdadi. Ethawi foi considerado por autoridades de inteligência do Iraque como um dos cinco principais assessores do líder. Ele se uniu à Al-Qaeda em 2006 e foi detido por forças norte-americanas em 2008, ficando preso durante quatro anos, segundo autoridades de segurança iraquianas.

Mais tarde, Baghdadi encarregou Ethawi de papéis cruciais, como dar instruções religiosas e selecionar comandantes para o Estado Islâmico. Depois que o grupo foi praticamente derrotado, em 2017, Ethawi fugiu para a Síria com sua esposa síria.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Por que não usaram e usam os drones para localizar as manchas de petróleo no mar?
    E por que ainda não divulgaram as imagens dos satélites?
    Será que tem SHELL, CHEVRON OU OUTRA PETROLÍFERA AMERICANA ENVOLVIDA?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *