Apontado como chefe de facção em Mãe Luíza morre em confronto com a PM, destaca reportagem

O portal BO destaca nesta quinta-feira(26) que um homem de 25 anos morreu em confronto com a Polícia Militar, na manhã desta quinta-feira (26), na rua Saquarema, no bairro Mãe Luíza, zona Leste de Natal. Gideão de Andrade Rocha era apontado como um dos chefes de uma facção local e por organizar arrastões e saques em Pertrópolis o criminoso ainda portava uma pistola municiada, balança de precisão, além de entorpecentes e sacos para acondicionar drogas.

Segundo o portal BO, a ação foi realizada por uma equipe do BPChoque que patrulhava a área sendo recebida a tiros por um grupo de bandidos armados. De acordo com a Polícia Militar houve confronto e um dos envolvidos que estava no grupo acabou atingido, socorrido, mas não resistiu. Leia todos os detalhes aqui em matéria na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Menos UM. Se todo dia a polícia fizesse uma patrulha dessa o resultado seria ótimo

  2. Seu Major disse:

    Morreu de corona "tiros"

  3. PACHECO disse:

    CPF CANCELADO

  4. Rafael disse:

    Morreu de um tiro de calibre covid-19…kkk

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    Parabéns aos Policiais que participaram da ação ; menos um para nos atormentar.

  6. Humilde Iconoclasta disse:

    Não morreu de coronavírus?

VÍDEO: Apontado como comparsa de Ronie Lessa no assassinato de Marielle Franco, ex-PM Élcio Queiroz diz que foi assessor do PT quando o prefeito era Lindbergh

Vídeo poder conferido aqui em texto na íntegra. Foto: Reprodução

O ex-PM Élcio Queiroz, apontado como comparsa de Ronie Lessa no assassinato de Marielle Franco, negou participação no crime.

Em depoimento ao Ministério Público do Rio, ele também revelou que foi funcionário da Prefeitura de Nova Iguaçu, quando o prefeito era Lindbergh Farias. “O melhor patrão que tive.”

“Fui assessor do PT em Nova Iguaçu, quando o prefeito era Lindbergh”, disse, ao ser questionado sobre eventual divergência com a esquerda.

“Não tenho antipatia nenhuma por governo de esquerda. Pelo contrário, melhor patrão que eu já tive. Pagava muito bem seus funcionários. Não tenho nada a falar da esquerda.”

Élcio teve de explicar por que fez pesquisas na internet sobre Jean Wyllys e Marcelo Freixo, padrinho político da vereadora.

“Eu concordo com muitas coisas que ele (Freixo) fala, inclusive do PSOL também. Vou dizer uma coisa, por exemplo: a reforma da Previdência. Eu sou contra a reforma, como o PSOL também é.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Onde tem crime e ruindade nesse país, tem esquerda envolvida…Hah quadrilha dos infernos….Só sabem atrapalhar e ir contra tudo que é bom…ô povinho medíocre!!!!

  2. Paulo Campos disse:

    Essa esquerda não se entende, onde tem merda ela vai atrás para apoiar.

  3. djalma disse:

    É gópi; culpa de Moro; Queiroz livre!!! Ninguém solta a mão de ninguém.. kkkkkkk

  4. Manoel disse:

    Deu um bug na esquerda. Um esquerdista, ex assesssor do PT, foi o assassino de Marielle ?

    • Alberto Meneses Castro disse:

      Por isso a esquerda "quer determinar" quem são os assassinos, fazendo de tudo para impedir as investigações normais. Talvez tenham informações privilegiadas e sabem onde vai dar o assassinato de Marielle. A esquerda não tem o menor interesse em desvendar o assassinato de Celso Daniel, de juízes e promotores, e ainda vão a mídia questionar se realmente houve a facada em Bolsonaro. O mudus operandi da esquerda é o mesmo a muito tempo, e como diz: "O pior cego é aquele que faz questão de não ver o que os olhos comprovam"

FOTO: Polícia Civil de Pernambuco prende apontado como líder do PCC no Rio Grande do Norte

Foto: Divulgação/Polícia Civil-PE

Um jovem de 21 anos apontado como sendo um dos chefes da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), no Rio Grande do Norte, foi preso no Recife. A Polícia Civil de Pernambuco, por meio da Delegacia do Ibura, capturou Jonias Felipe da Silva Teixeira, por força de um mandado de prisão preventiva expedido pelo Tribunal de Justiça do estado potiguar. Jonias, que estava foragido de unidade prisional do Rio Grande do Norte, é também conhecido como Boneco Assassino, Diamante, Binho e, segundo a imprensa local, seria o autor de mais de 20 assassinatos.

Jonias estava foragido desde 2017 e morava no Recife há cerca de cinco meses, em uma espécie de cortiço no bairro do Ibura, onde residem 30 famílias. Ele responde por três processos: duplo homicídio, tráfico e associação criminosa. O mandado de prisão que resultou na sua captura foi relativo a um duplo homicídio ocorrido em abril de 2017. No momento da prisão, efetuada por dois agentes na última quarta-feira (27), após três dias de campana, ele estava acompanhado de esposa, filho e enteado, não oferecendo resistência à abordagem policial. Sob o poder de Josias, a policia encontrou apenas um aparelho celular roubado sobre o qual será solicitada a quebra de dados cadastrais.

Durante os meses em que esteve em Recife, Jonias afirmou estar trabalhando como mecânico e fazendo bicos. O delegado titular do Ibura, Alessandro Menezes Orico, afirma, entretanto, que há indícios de atividade criminosa. “Tivemos conhecimento que ele estava traficando na área”, afirma.

Josias foi encaminhado ao Cotel e solicitou ficar sob custódia no sistema prisional de Pernambuco pois, jurado de morte, teme ser assassinado caso volte ao seu estado natal.

Diário de Pernambuco e Jornal do Commercio

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Parabéns,BG. Blog show de informações.

  2. Francima Rodrigues Pita disse:

    Blog show. Parabéns, BG.