Quadrilha que atacou Cametá errou cofre e não levou nada de banco, diz governador do Pará

 Foto: Ascom/Governo do Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse nesta quarta-feira (2) que a quadrilha que assaltou uma agência do Banco do Brasil em Cametá errou o cofre e não levou nada do banco.

“A quadrilha não obteve êxito. No momento da incursão interna, a quadrilha acabou errando o cofre e não levando nenhum valor da agência bancária”, afirmou o governador.

O ataque teve início pouco antes de 0h desta quarta-feira (2). Ao menos 10 criminosos tomaram as ruas da cidade, que fica a 235 km de Belém, para assaltar a agência, que fica no mesmo prédio da Câmara Municipal da cidade.

A polícia encontrou dois veículos usados na fuga mas, até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

A ação tem características semelhantes à registrada em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, na madrugada desta terça (1º), em que uma quadrilha também fez ataques pelo município em ação para assaltar uma agência do Banco do Brasil.

Monitoramento da região

A equipe do sistema de segurança do estado, com os batalhões especiais da Polícia Militar, o Núcleo de Inteligência da Polícia Civil e mais dois helicópteros estão na região para contribuir com as buscas e investigação.

“Temos que estar alertas porque uma quadrilha como esta, quando faz uma operação desta dimensão, isso custa muito dinheiro e nós temos que estar atentos e alertas na região. Todo o sistema de segurança está em alerta, para evitar que porventura eles tentem uma nova ação em outros municípios, em outras unidades bancárias”, afirmou o governador.

De acordo com as informações do governo do estado, durante a fuga os criminosos deixaram uma caminhonete com explosivos no km 15 da estrada que liga Cametá a Tucurí.

Também foram encontradas dinamites no km-40 da BR-422, ainda em Cametá. Mais adiante, no km-80 da mesma rodovia, mas já no município de Baião, um carro suspeito de ter sido usado na fuga foi encontrado dentro do rio Itaperuçu. A Polícia acredita que os suspeitos seguiram pela mata a partir daí.

Uma equipe do Centro de Perícias Científicas vai periciar os veículos encontrados para buscar identificar digitais. As imagens do câmeras de segurança de circuitos de monitoramento próximo também já foram solicitadas.

Resumo

Uma quadrilha com pelo menos 10 criminosos assaltou uma agência do Banco do Brasil em Cametá, a 235 km de Belém.

A ação começou por volta da meia-noite e durou cerca de 1 hora e meia.

Os bandidos usaram moradores da cidade como escudo humano e atacaram o 32º Batalhão da Polícia Militar do Pará.

Um dos reféns morreu.

Quadrilha usou armas de alto calibre e explosivos.

Os bandidos fugiram de carro e, depois, em barcos.

Ninguém foi preso.

Cametá é uma das 10 maiores cidades do Pará, com cerca de 136 mil habitantes, segundo o IBGE, e fica próximo à Ilha do Marajó, no norte do estado. Os bandidos deixaram a cidade pela rodovia Transcametá e seguiram pelo rio. Segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos – a cidade fica às margens do Rio Tocantins. Não há presos.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Triste do nosso amado Brasil, com regras frouxas e com normas revisadas, os Marginais e Milicianos, compram munição em lojas convencionais sem medo de ser feliz.

    • AZ disse:

      Tu acha que esse tipo de bandido compra munição em loja?Tu es um imbecil mesmo.

Homem que atacou sede do Porta dos Fundos é preso na Rússia

Foto:  Arquivo pessoal/Eduardo Fauzi

Eduardo Fauzi, o homem que atacou a sede da produtora Porta dos Fundos em dezembro do ano passado, foi preso pela Interpol em Moscou, na Rússia. O Ministério da Justiça já foi avisado e começou os trâmites para sua extradição para o Brasil.

Fauzi foi identificado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como um dos cinco homens que jogaram coquetéis molotov na seda da produtora, na véspera de Natal. O motivo do ataque foi uma desvairada reação ao especial de fim de ano produzido pelo Porta dos Fundos em que Jesus foi retratado como gay.

Segundo a investigação, Fauzi embarcou para a Rússia, onde moram sua namorada e seu filho, no dia 29 de dezembro. Seu mandado de prisão foi expedido no dia seguinte.

Durante sua temporada na Rússia, Fauzi alegou que estava no país com visto de turista e que vivia ali com a ajuda da mãe de seu filho e com contribuições feitas por amigos com quem mantinha contato por grupos de Telegram. Sua defesa chegou a pedir asilo político.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Eu queria ver se essa galera do portas dos fundos teria coragem de fazer piada com a religião mulçumana.

  2. natal sofrida disse:

    Aguardem seus canalhas, mexer com o Cristo tem troco. Vocês comunistas que nao acreditam em Deus, não perdem por esperar, vagabundos!

  3. Lucia disse:

    BOLSONARISTA FUGINDO PARA PAÍS COMUNISTA?
    E AINDA MAIS PEDINDO ASILO?
    "FAÇA O QUE DIGO, MAS NÃO FAÇA O QUE FAÇO NÃO."
    Depois não diga que não avisei, que eu não avisei, que eu não avisei…

  4. Rosa Maria Marcelino Flório disse:

    "Demorô"

  5. Cidadão Indignado disse:

    Difusão vermelha nesse vagabundo! Lugar de bandido é na cadeia!

Governo vai ao CNJ contra juiz que atacou Bolsonaro e ministros

Foto: Agência Brasil

O advogado-geral da União, André Mendonça, vai pedir ao CNJ a abertura de um processo administrativo disciplinar contra o juiz trabalhista Jeronimo Azambuja Neto, de São Paulo, informa Helena Mader na Crusoé.

Na decisão de um processo, ele usou termos pejorativos para se referir ao governo, a ministros e a Jair Bolsonaro.

Para André Mendonça, “o linguajar utilizado na sentença, característico de um militante partidário, não de um juiz, foge da técnica jurídica e claramente viola o Código de Ética da Magistratura”.

O Antagonista, com Crusoé

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. olho vivo disse:

    Muito pior é um juiz exercer sua profissão em conluio com uma das partes do processo. E mais, controlar as ações de promotores de justiça.

  2. Victor disse:

    So falou a verdade e uma merdocracia mesmo.

    • Bento disse:

      Muito deselegante para uma autoridade travestido de juiz.
      Sobra deselegância e falta autoridade.
      É partidário parcial e deve adorar corruptos como p mor cachaça

  3. Paulo cesar disse:

    protesto mesquinho contra o governo que acabou com os privilégios dos agentes públicos que recebem salários acima do teto constitucional, enquanto a maioria dos servidores publicos estao com salários atrasados…

  4. Joanilson disse:

    O juiz só falou verdades

  5. Zanoni disse:

    Sem domínio próprio, não deve continuar com julgador!

  6. Bolsominion disse:

    Merdocracia neoliberal neofacista. Descreveu muito bem o Brasil atual. 🎯

    • Seven disse:

      O ministério do trabalho pelo qual ele tem o privilégio de fazer parte é uma merdocracia de quê?

    • Marcelo disse:

      Não existe mais Ministério do Trabalho….. E o antigo MTE é do executivo, e o magistrado é do judiciário, são totalmente independentes……
      É bom comentar com propriedade.